quinta-feira, julho 2

Família Sendo Pertubada por Demônios no País de Gales? Seria um Incubus?




A família Fry, que mora em New Tredegar, no País de Gales, diz que vem sendo pertubada por um "espírito maligno" ao longo dos últimos meses. Os ataques acontecem a noite e a família já chamou inclusive um "caça-fantasmas" e um padre para se livrarem do acreditam ser um "demônio Incubus". Vamos saber mais sobre este estranho caso?

A família, composta por um casal e seus três filhos (Cory, 15 anos, Luke, 12 anos, e Liam, 13 anos), mora desde 2013 em uma casa que possui dois andares e três quartos. Uma típica "terraced house" em New Tredegar, no condado de Caerphilly. New Tredegar é uma pequena comunidade na região sul do País de Gales, que prosperou por muitos anos devido a mineração.

Cory Fry (na ponta esquerda), Keiron Fry e Tracey Fry (ao centro),
Luke Fry e Liam Fry (a direita).
Tudo isso teria começado quando um enteado, chamado Nicholas Bush, 23 anos, usou uma tábua Ouija durante a noite de Halloween no ano passado. O mesmo não mantém mais contato com os familiares, mas a família acredita que algo foi invocado naquela noite e agora está na casa. Isso é reforçado pelos filhos do casal, que disseram terem sido ameaçados pelo espírito quando uma voz ecoou dizendo: "Eu estou indo cortar a garganta dos seus pais".

A Sra. Tracey Fry, 46 anos, que é uma cuidadora familiar em tempo integral, diz que ela é espancada no meio da noite pelo espírito e isso a deixa coberta de hematomas quando acorda pela manhã. "Está ficando pior e pior e não há nada que possamos fazer", disse ela.

Seu marido, o Sr. Keiron Fry, disse: "Minha esposa vai bem para cama, ela não sente nada durante a noite, mas quando ela acorda, fica completamente agoniada. Acordei no dia seguinte e disse: Eu não fiz isso, eu nunca bati na minha esposa".

A Sra. Tracey Fry ficou com hematomas depois de supostamente ter sido espancada pelo Incubus durante o seu sono.


A Sra. Tracey completou: "Eu acordo todas as manhãs em agonia por causa do demônio. Meu marido passa um creme nos meus hematomas todos os dias, mas a dor não vai embora". Ela segue dizendo: "Foi-nos dito por um especialista paranormal, que temos um demônio Incubus - o pior tipo de demônio você pode se deparar. Ele nos disse que temos três demônios no total, os outros dois ajudam o demônio principal. Isso tem destruído nosso casamento, porque estamos lutando o tempo todo contra o demônio e o mesmo vem se alimentando de toda a energia negativa". Ela ainda conta que os gatos da família passaram também a ter muito medo de subir as escadas em direção ao andar de cima, depois que tudo isso começou a acontecer no ano passado.

Desesperado com a situação, o Sr. Keiron Fry, 32 anos, e atualmente desempregado, acabou desembolsando £100 (cerca de R$ 400,00) para o tal especialista paranormal chamado Robert Amour, 43 anos, que tem 20 anos de experiência na área. Ele chegou à casa com uma bíblia, um crucifixo e um rosário para sua proteção, muito embora ele alega que não seja ligado a nenhuma religião. O Sr. Keiron inclusive alega ter fotografado o demônio no quarto dos filhos.

O Sr. Keiron Fry alega ter fotografado o espírito maligno no quarto dos seus filhos, ele diz que a foto mostra uma pequena criança
em um vestido branco com um rosto azul e uma "cauda". Seria apenas um "fantasma de pano"?

O especialista Robert Amour primeiramente proibiu a família de ir ao andar de cima, após ter dito a eles que podia "sentir a maldade no quarto". Após 20 minutos ele voltou dizendo que havia matado dois pequenos demônios. Robert alega que lutou com o terceiro demônio, o Incubus, porém não parece que teve muito sucesso, pois o mesmo ainda está aterrorizando a família Fry.

Robert disse: "Este em particular estava relutante em ir embora. Sempre falo primeiro com os moradores para saber o que exatamente eles estão vendo, eu escuto e vejo uma forma de lidar com isso. Normalmente consigo ver os demônios de forma imediata. Então me concentro sobre ele e o envio para um estado divino".

"Não posso enviá-lo de volta de onde veio. Demora um tempo para que as coisas se acalmem, pois você tem que dar um tempo para que a energia negativa volte a se tornar uma energia positiva", completou.

O vigário Jonathan Widdess, da Igreja de Gales, também visitou a família para ajudá-los a enfrentar o demônio. Ele disse: "A família nos convidou para ir até lá e falamos sobre o que estava acontecendo. Fizemos uma oração para tentar ajudá-los". Por fim a casa foi benzida.

Agora resta apenas saber se a família voltará a viver ou não em paz.

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.mirror.co.uk/news/weird-news/couple-call-ghostbuster-priest-after-5987485
http://www.dailymail.co.uk/news/article-3147073/Husband-calls-ghostbuster-catch-demon-molesting-wife.html
http://metro.co.uk/2015/07/02/family-haunted-by-demon-that-beats-them-as-they-sleep-5277257/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Terraced_house

Se Existem Alienígenas, eles Parecem Conosco!

Biólogo diz que se alienígenas existem, então eles se parecem com os seres humanos. A vida em outros planetas pode ter evoluído de uma forma semelhante à da Terra!

Eles são descritos frequentemente como homenzinhos verdes ou até mesmo como monstros com dentes e garras ferozes, mas pode ser que os alienígenas se pareçam e muito com os seres humanos, é o que afirma um pioneiro biólogo evolucionista.

O professor Simon Conway Morris, um paleontólogo da Universidade de Cambridge, uma tradicional instituição de ensino superior do Reino Unido, argumenta que a vida em outros planetas pode muito bem seguir uma teoria conhecida como evolução convergente (também conhecida como convergência evolutiva). Isto sugere que as espécies evoluirão de forma independente, traços e características semelhantes para resolver problemas específicos que lhes são apresentados pelo ambiente.

Ele afirma que, como resultado disso, a vida em outros planetas assim como a Terra, iria seguir caminhos evolutivos semelhantes aos do nosso próprio planeta. Se estiver correto, isso significa que a representação de extraterrestres parecidos com os seres humanos nas populares séries de ficção científica como Star Wars e Star Trek, pode não estar muito longe da verdade.

O professor, que descreve mais detalhes sobre todo esse argumento em um novo livro chamado "The Runes of Evolution", disse que astrônomos estavam descobrindo um crescente número de planetas semelhantes à Terra e por isso foi surpreendente que ainda não houvesse quaisquer sinais de vida alienígena inteligente.

Ele disse: "Eu diria que em qualquer zona habitável que não ferva ou congele, uma vida inteligente irá existir, porque a inteligência é convergente. Pode-se dizer com certo nível de confiança de que a probabilidade de algo análogo a uma evolução humana é realmente muito alta".

"Considerando o número de potenciais planetas, que agora temos boas razões para pensar que existem, mesmo com uma chance de 1 em 100, ainda nos leva a um grande número de seres inteligentes espalhados ao nosso redor, que provavelmente são semelhantes a nós ", completou.

Ele argumenta que a evolução convergente tem governado todos os aspectos do desenvolvimento da vida na Terra. Ele acrescentou que as proteínas, olhos, pernas, inteligência e a criação de ferramentas são inevitáveis uma vez que a vida emerge. Até mesmo a nossa capacidade de sentir orgasmos é um resultado previsível, uma vez que a vida começa a evoluir.

"Muitas vezes a pesquisa sobre a convergência é acompanhada por exclamações de surpresa, descrevendo-a como estranha, notável e surpreendente. Na verdade está por toda a parte, e isso é uma indicação notável que a evolução está longe de ser um processo aleatório", disse.

"Se os resultados da evolução são no mínimo amplamente previsíveis, então o que se aplica na Terra será aplicada em toda a Via Láctea, e além", finalizou o professor Simon Conway Morris.

Fonte

quarta-feira, julho 1

Fantasma em uma Cafeteria na Cidade de Louth, na Inglaterra?


Michael Bristow, 50 anos, é o proprietário de uma cafeteria na rua Mercer Row, da pequena cidade de Louth, na Inglaterra, desde os últimos quatro anos. Ele ficou espantando ao receber um aviso em seu celular no final da noite da quarta-feira passada (24 de junho) dizendo que os sensores infravermelhos no andar de cima tinham detectado uma movimentação.

Ele acessou a transmissão ao vivo das imagens geradas pelo circuito interno de TV (CFTV) remotamente através de seu celular, e percebeu movimentos estranhos de um vulto escuro incomum no ambiente.

O Sr. Bristow é pai de 3 filhos e também é avô, tendo um neto. Na ocasião ele chamou seu filho, Jamie, que usou seu iPad para dar uma olhada mais de perto, agora em uma tela maior, no que estava acontecendo. Acreditando que a cafeteria estava sendo assaltada, decidiu então ligar para a polícia.

Quatro oficiais atenderam ao chamado. Eles chegaram por volta das 22:30, isolaram o local antes de se aproximarem da cafeteria com tasers (armas de choque) prontos para atirar, na expectativa que houvesse um ladrão dentro do estabelecimento. Entretanto não havia ninguém e nenhum sinal de arrombamento.

Em entrevista a um jornal local, o "Louth Leader", Michael Bristow deu a seguinte declaração: "Os sensores infravermelhos da CFTV detectaram uma movimentação, logo alguma coisa estranha estava acontecendo. Eu olhei diversas vezes em uma tela maior e tinham vultos escuros e movimentos estranhos no local. Parecia um vulto de alguém com estatura mediana vestindo uma camiseta, que sai da visão da câmera e provoca uma ondulação na imagem".

As funcionárias Sarah Clapson (a esquerda), Ceejay Liles (centro),
e Hannah Bristow (a direita) do Café Larders.
"Quando a polícia chegou eles não encontraram nenhum assaltante e nenhum sinal de arrombamento. Nada foi roubado e nada foi mexido, a polícia me disse que deve ter sido um fantasma. Algumas das meninas que trabalham aqui, já vinham notando estranhos acontecimentos antes disso. É um prédio muito antigo, um dos mais antigos da cidade. É um antigo depósito, e ainda possui alguns bens que pertenciam ao imóvel, como um guincho bem antigo", completou.

A garçonete Ceejay Liles, 21 anos, que trabalha no café há mais de dois anos, disse: "Um dos policiais disse que isso o tinha intrigado, e pediu para que enviássemos a gravação".

Sua colega, Sarah Clapson, 29 anos, disse ao jornal que outras coisas estranhas têm acontecido durante seus dois anos de trabalho no cafeteria. Sarah disse: "Teve um dia que a Ceejay estava lá no andar de cima preparando um chá da tarde e eu estava ocupada no andar de baixo, mas então eu vi uma luz no rádio do meu celular. Eu e minhas colegas ouvimos a voz de uma menina".

"Eu pensei que tivesse sido a Ceejay, então eu a chamei pelo rádio para ver o que ela queria, mas ela disse que não tinha me chamado pelo rádio. Isso nos deixou assustadas por um bom tempo", completou.

Ela ainda conta que alguns anos atrás, o filho de Michael tinha passado uma noite na cafeteria e viu uma menina no andar de cima. "Costumo sentir coisas, principalmente na escada ou no andar de cima onde fica a cozinha", finalizou.

Ceejay ainda disse: "Um dos nossos clientes habituais participou de uma caminhada noturna, em uma espécie de tour fantasma local e o rapaz do tour parou bem em frente a cafeteria. Acredito que o Michael costumava achar que sempre havia uma outra explicação para essas coisas, mas agora acho que ele acredita nisso, mesmo que ele não admita".

Michael Bristow, no entanto, acha que devido a este incidente, as pessoas não vão mais querer entrar em seu estabelecimento.



Um porta-voz da polícia do condado de Lincolnshire (onde se localiza a cidade de Louth) disse ao jornal "Louth Leader": "O dono da cafeteria relatou ter visto um borrão no CFTV. O lugar foi amplamente checado e não havia nenhum sinal de arrombamento ou atividade suspeita, assim sendo o caso foi dado por encerrado como um alarme falso".

O porta-voz acrescentou: "Parece um fantasma afinal de contas!".

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.louthleader.co.uk/news/local/ghostly-goings-on-at-larders-cafe-1-6824572

http://www.mirror.co.uk/news/weird-news/armed-police-storm-cafe-search-5981213

Minha História Assombrada: A Boneca Veio até a Vela

Olá Ana meu nome é Cássia, tenho 37 anos e vou contar algo que aconteceu comigo quando eu tinha 7. Para começar eu sempre vi e senti presenças estranhas desde que me conheço por gente, até os meus 6 anos morei em campinas perto de um parque florestal e morria de medo a noite ,achava que as arvores a noite eram sinistras e muitas vezes via pessoas em determinados lugares que ninguém mais enxergava ,morria de medo de sair para fora a noite por causa desse parque
bom acabei me mudando com meus pais para outra cidade vizinha onde moro até hoje

Quando tinha 7 anos meu pai me deu uma boneca de pano,era uma boneca simples mais que eu gostava muito dela,sempre estava brincando com essa boneca ate que uma noite assistindo TV com meu pai na sala já por volta das 10:00 da noite comecei a escutar uma gargalhada sinistra de mulher que parecia vim do quintal de casa, achei estranho mas mesmo assim pensei que poderia ser a vizinha ,perguntei para meu pai se ele estava ouvindo ele disse que não.

Fiquei cabreira  e disse como não se aquela gargalhada era alta e de bom tom. Ele começou a brincar comigo e disse vai dormi menina já é tarde para criança está acordada se não o bicho papão vem pega. Enquanto ele dizia essas asneiras aquilo que gargalhava lá fora com voz de mulher começou a me dizer que não adiantava falar para ninguém porque só eu estava  escutando ela,dizia isso gritando alto e dando gargalhadas parecendo de bruxa. Me arrepiei inteira de medo e meu pai continuava dizendo que não estava escutando nada que era coisa da minha imaginação

Morrendo de medo resolvi ir dormi,bom chegando no quarto peguei a minha boneca e  coloquei-a encima de uma poltrona que tinha no meu quarto e me deitei, não preciso nem mencionar que dormia com a luz acessa já que eu era medrosa.

Algumas horas depois começou a chover forte com relâmpagos e trovoadas e meio que acabou a energia com isso. Meu pai sabendo que eu era medrosa foi até o quarto colocar  uma vela acessa em cima de uma cadeira perto da minha cama ,mas eu tava num sono tão pesado que eu nem vi.

Algumas horas depois comecei a tossir sem parar e acabei acordando quando abri os olhos meio sonolenta vi a minha boneca de pano de pé no meio do quarto vindo para minha direção,como eu estava meio sonolenta achei que era imaginação virei para outro lado  de frente com a parede e cobri minha cabeça ,mas ai em questão de segundos senti que algo estava atras de mim bem na beira da minha cama,tanto que chegou até a fazer sombra na parede já que eu estava virada outro lado e por conta da vela que iluminava a sombra.

Nisso morrendo de medo resolvi me virar ,era a boneca já ali no pé da cama ,abri bem os olhos para ver se eu não estava sonhando,mas não estava, ela ficou ali olhando para mim e em seguida se direcionou até a vela que estava ao lado na cadeira e ficou como se estivesse velando a vela,cheguei até ver os braços dela se movimentar passando os braços no fogo da vela e o engraçado que por se tratar de uma boneca de pano não queimava

Só sei que fiquei sem ação ao mesmo tempo que eu estava com medo fiquei ali parada sem ter reação nenhuma. Então virei novamente para outro lado cobri minha cabeça,fechei os meus olhos e tentei dormi novamente até que acabei adormecendo.

No outro dia quando acordei a primeira coisa que eu fiz foi olhar aonde estava a boneca,e ela estava no mesmo lugar que eu deixei antes de dormi encima da poltrona bom falei para minha família  o acontecido,mas ninguém acreditou em mim disseram que era coisa da minha cabeça que  foi imaginação que eu fui dormi impressionada já que eu tinha dito ao meu pai que estava ouvindo vozes no quintal.

Como sempre ninguém acredita em criança,mas eu juro que tudo que eu vi foi real e a boneca não preciso nem falar que eu dei fim nela

Eu nunca esqueci desse fato apesar de ao longo da vida ter visto muitas coisas estranhas mas isto é outra historia esse foi o mais sinistro.

História assombrada enviada por Cássia

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Então clique aqui.

Minha História Assombrada: Brincando com Espelhos

Meu nome é Anna e tenho 17 anos e sou uma grande fã do blog de vocês. Sou de São Paulo capital. Minha história começou alguns anos atrás, eu e meu irmão temos 8 anos de diferença, portanto muitas coisas que vieram a acontecer meus pais esconderam de mim, quando meu irmão fez por volta de 4 a 6 anos eu percebi que ele passava muito tempo na frente do espelho, brincando com seus bonecos e carrinhos e esse tipo de coisa. Dia sim, dia não eu o via brincar e falar com o espelho, com ele mesmo, eu imaginava. Aparentemente não, ele começou a se demonstrar agressivo com o passar dos meses, e sempre que passava na frente do espelho, ou de algo que o refletisse ele fechava a cara, olhava pro outro lado, e chegava a sussurrar coisas inaudíveis.

Aquilo começou a me incomodar e eu comentei com a minha mãe o que havia percebido, e até então ela nunca tinha notado nada estranho.

Ela conversou com ele e ele começou a se conter um pouco, mas ainda assim eu sentia que ele ainda parecia nervoso com espelhos.

Uma vez, ao vê-lo em cima da pia do banheiro tocando no espelho e falando, eu cheguei vagarosamente pra conseguir ouvir o que ele falava, os olhos pareciam estáticos e ele sussurrava e sussurrava sem parar, porém muito baixo.

Quando ele percebeu minha presença se assustou e desceu da pia rapidamente me olhando e esperando que eu dissesse algo, até que eu perguntei: Com quem você estava falando?

E ele, ainda com os olhos arregalados respondeu: Com ninguém -  e saiu correndo.

Eu fiquei algum tempo olhando pro espelho, sem entender e aquilo me gerou certo desconforto.
Não cheguei a comentar om a minha mãe, mas vi aquilo se repetir algumas vezes, sempre com a mão direita no espelho ele ficava com os olhos quase que sem piscar sussurrando.

Um dia eu o vi rindo pro espelho e deduzi que seria alguma brincadeira que envolvia careta ou algo do tipo, minutos depois ele estava encarando muito feio o espelho, o que mais me incomodou foi o riso que parou subitamente e o olhar feio que ele começou a lançar pro espelho, rapidamente ele virou a cabeça pra mim e me olhou da mesma maneira, o olhar dele estava cheio de raiva e aquilo me amedrontou muito. Cheguei a imaginar se era ele mesmo quem me olhava assim. Sai correndo e abracei minha mãe, eu tremia muito, estava aterrorizada com a maneira que ele me olhou, não parecia ele, sequer parecia com o olhar de uma criança, estava cheio de ódio, como se não gostasse de ser observado, aquilo realmente me marcou e se eu fechar os olhos consigo sentir o mesmo peso que senti quando ele me lançou aquele olhar ainda hoje.

Depois disso, eu passei a me distanciar dele, não falava com ele, não chegava perto dele com medo de que ele me olhasse daquela maneira novamente, ou fizesse algo.

Semanas depois, por volta das seis da tarde ouvi alguns gritos no andar debaixo da casa, e sai do quarto pra ver o que era e ele estava gritando de olhos fechados na frente do espelho repetidas vezes ''Eu não quero mais brincar''.

Quando minha mãe finalmente chegou no lugar e o abraçou ele estremeceu e gritou muito alto, como se estivesse em dor, não gritou nada em especial. Ele também deveria estar aterrorizado, mais do que eu que apenas observava ele quem estava vendo e vivendo aquilo, ele chorou por alguns minutos e continuou com os olhos fechados.

Minha mãe o levou  numa benzedeira, conhecida da família, Dona Maria, uma senhora que já veio a falecer, e me disse apenas que: Ele tinha a áurea aberta, por ser criança as coisas chegavam nele com mais facilidade, tanto pra falar quanto pra ver, que o que ele via era real, mas que estava fechando e que ela já havia feito algo pra que passasse. E que nunca mais eu deveria tocar no assunto.

E desde então nunca mais o vi olhando-se ou conversando com o espelho, nunca mais toquei no assunto, mas espelhos até hoje me dão calafrios, e me deixam um pouco perturbada, hoje sou próxima do meu irmão e nada nunca mais aconteceu com ele, nunca mais me olhou daquela forma e que eu saiba aquilo não o afeta mais, de maneira que provavelmente ele nem lembre do ocorrido por ser muito pequeno quando aconteceu. Não sei o que ela fez para que essa áurea fechasse, também não sei o que ele via no espelho, não sei do que ou com quem brincava, e não perguntarei por medo de que um dia volte a acontecer.

É isso, espero que gostem e façam bom uso.

Abraços, parabéns pelo incrível trabalho de vocês.

História assombrada enviada por Anna

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Então clique aqui.