19 de fevereiro de 2018

Uma Mulher Teria Sido Enterrada Viva Após Moradores Encontrarem seu Corpo Revirado Dentro do Caixão, em Riachão das Neves/BA?



Por Marco Faustino

Em novembro do ano passado, mostrei a vocês um caso envolvendo uma jovem chamada Débora Isis, cujos familiares teriam se recusado a enterrar a jovem devido a suspeita que a mesma estivesse viva, na cidade de Rio Largo, na região metropolitana de Maceió, no Estado de Alagoas. Toda a situação gerou uma grande comoção, assim como uma verdadeira confusão durante o velório da menina. Os familiares alegavam, que a menina não apresentava nenhum odor característico, teria lacrimejado, e até mesmo movido um membro do corpo; situações essas que populares atribuíram a um eventual milagre de Deus. Para completar, a mãe da menina alegou para a imprensa que a família tinha um histórico de catalepsia (um estado de imobilidade e inatividade do corpo inteiro, fazendo que o indivíduo fique na mesma posição em que foi colocado por um longo período de tempo). A imprensa ficou em polvorosa com a situação, o que acabou gerando um clamor popular ainda maior em relação ao caso. Foram publicadas diversas atualizações ao longo dos dias, e diversas reportagens foram veiculadas em canais de televisão que, ao final de um longo e doloroso processo, apenas exibiram pás de terra sendo jogadas em cima do caixão contendo o corpo da jovem, filha de uma senhora bem humilde chamada Teresa. Débora estava realmente morta e Teresa destruída emocionalmente. Sinceramente, foi um caso que mexeu muito comigo e que, com certeza, caso você não tenha ficado sabendo do mesmo, também irá mexer com você. Vale muito a pena conferir e acompanhar todo o desenrolar sobre aquele caso (leia mais: O Caso Débora Isis: Família se Recusa a Enterrar uma Jovem por Acreditar que Estivesse Viva e Gera Tumulto, em Rio Largo/AL!).

Agora, eis que surge um novo caso na imprensa brasileira sobre uma estranha situação, que ocorreu na cidade de Riachão das Neves, no interior do Estado da Bahia. Basicamente, diversos veículos de comunicação mencionaram, que uma dona de casa deu entrada no Hospital do Oeste, na cidade Barreiras, localizada a cerca de 90 km ao sul de Riachão das Neves, no fim do mês de janeiro com problemas respiratórios e, após alguns dias internada, ela veio a falecer. Desconfiados da morte repentina, e da angústia da mãe da vítima, que alegava estar tendo sonhos constantes com a filha, os familiares passaram a suspeitar de catalepsia, sendo que a suspeita teria se intensificado após uma vizinha do cemitério, onde a dona de casa foi enterrada, ter dito que ouviu gritos de socorro e gemidos. Populares se mobilizaram para abrir o túmulo; em seguida o caixão, sendo amplamente mencionado em diversos sites de notícias, que o corpo estaria de bruços, o nariz e boca sem os algodões, e as mãos arranhadas, como se a dona de casa tivesse sido enterrada viva e posteriormente tentado sair do caixão. Muitos sites sequer tiveram o cuidado, diante da sensibilidade do tema, de colocar no título de suas notícias, que a dona de casa "podia" ter sido enterrada viva. Em vez disso, muitos afirmaram que a mulher tinha sido mesmo enterrada viva. Contudo, será que isso realmente aconteceu? Vamos saber mais sobre esse assunto?

18 de fevereiro de 2018

A "Maldição de Bodie": Uma Terrível e Sombria Maldição que Assola uma Cidade Fantasma da Califórnia, nos Estados Unidos!


Por Marco Faustino

Sem dúvida alguma, existem inúmeros casos e histórias de supostas maldições ao redor do mundo. Recentemente, por exemplo, falei sobre a fortíssima possibilidade da "Maldição de Annabelle" ser tão somente uma farsa, ou seja, algo polêmico diante de tanta crença desenfreada, muitas vezes sem qualquer tipo de questionamento, referente a um caso onde não há nenhuma prova substancial ou sequer minimamente material das incríveis e muitas vezes fantasiosas alegações feitas ao longo do tempo. Felizmente, a matéria foi muito bem recebida pela absoluta maioria daqueles que me acompanham, e sabem da qualidade da pesquisa e do trabalho realizado em cada assunto, o qual me dedico a escrever. Uma coisa é contar uma história de terror, inofensiva do ponto de vista moral, ético ou financeiro, outra totalmente diferente é apoiar, financiar ou promover toda e qualquer espécie de charlatanice ou até mesmo estelionato. Aliás, estelionato é justamente o que muitos supostos videntes, tarólogos, cartomantes ou "médiuns" praticam com pessoas, de todas as classes sociais, que acreditam cegamente, como primeira opção a ser cogitada, que algo de outro mundo esteja acontecendo com suas vidas ou de seus familiares. Isso sem mencionar aqueles casos onde, de vez em quando, resultam em barbaridades físicas contra adolescentes, idosos ou crianças indefesas. Portanto, é necessário ter cautela com as informações que são divulgadas, e levar o desconhecido realmente a sério, utilizando sempre fontes confiáveis e uma análise criteriosa. Algo inerente a essa situação, é que a informação acaba sempre sendo a principal inimiga do medo.

Particularmente, adoro lendas, embora não faça muitas matérias sobre isso. No ano passado, por exemplo, comentei sobre a lenda urbana das crianças de olhos negros de Cannock Chase; dos mistérios e das maldições do Hotel Yara (considerada uma das melhores matérias, segundo os atuais proprietários), na cidade de Bandeirantes, no Paraná; das lendas da cidade de Nova Lima, e da fera do pontilhão da cidade de Juatuba, ambas no estado de Minas Gerais; da "Ilha do Medo" em Itaparica, no estado Bahia, além de muitos outros casos bem interessantes. É justamente sobre uma lenda muito peculiar que iremos tratar dessa vez, e que envolve algo pelo qual sou fascinado: a Corrida do Ouro da Califórnia. Na Costa Oeste dos Estados Unidos, mais precisamente no estado da Califórnia, existe uma autêntica cidade fantasma chamada Bodie. Muito embora ela receba cerca de 200.000 visitantes por ano, não há nenhum morador ou qualquer atividade industrial ou comercial no local. É justamente nesse local que existe uma maldição, conhecida simplesmente como a "Maldição de Bodie". Se qualquer visitante se atrever a pegar e levar embora qualquer coisa do local - que atualmente é um parque estadual - até mesmo uma única pedra, a pessoa será castigada. Conta-se que as pessoas sofrem de má-sorte, problemas de saúde e até mesmo ocorrerem acidentes misteriosos. Curiosamente, muitas pessoas vêm enviando cartas no decorrer dos anos, detalhando o infortúnio pelo qual passaram e, inclusive, devolvendo o objeto furtado, em uma tentativa de quebrar a maldição. No entanto, essa maldição reserva algo muito inusitado. Vamos saber mais sobre esse assunto?

OBS: Essa matéria foi originalmente publicada em 15 de janeiro de 2018, às 13h09, porém foi realocada para o dia 18 de fevereiro do mesmo ano, em virtude da realização de um especial sobre o assunto.

16 de fevereiro de 2018

Poltergeist na Rússia? Policiais Teriam Pedido Ajuda da Igreja ao se Depararem com "Fenômenos Paranormais", no Vilarejo de Maraksa!


Por Marco Faustino

Cerca de uma semana atrás abordei um caso, supostamente envolvendo um fenômeno conhecido como poltergeist, que teria ocorrido na cidade de Nazário, no interior do Estado de Goiás. Alguns objetos, tais como: colchões, sofás, máquina de lavar, fogão, e roupas guardadas dentro de um armário começaram a pegar fogo misteriosamente no interior de uma humilde residência. Moradores e vizinhos passaram a ficar bem assustados com os estranhos fenômenos, e até mesmo religiosos da cidade teriam comparecido ao local, aparentemente em vão, para tentar ajudar a família. Uma equipe de reportagem de uma emissora de TV afiliada do SBT foi até a residência para coletar os depoimentos dos moradores, que não sabiam mais o que fazer diante dessa situação. Foi diante de todo esse enredo, que acabei indo atrás de maiores informações sobre o caso, visto que sempre existem detalhes muito interessantes, que acabam passando desapercebidos pela maioria das pessoas ao simplesmente assistirem uma reportagem, uma única vez, na frente da TV.  Se tratava de uma família humilde, que provavelmente não atiçaria fogo em seus próprios bens, porém havia uma situação muito peculiar: o fogo sempre (ou quase sempre) começava a partir de alguma peça de roupa dos moradores. Assim sendo, mostrei para vocês algumas hipóteses do que realmente poderia estar acontecendo na casa e, principalmente, que tecidos, de fato, diante das condições certas, podem pegar fogo espontaneamente, algo que nem sempre as pessoas têm conhecimento. Vale muito a pena conferir aquela matéria, porque, com certeza, a mesma irá abrir novos horizontes para vocês, tanto em relação a casos antigos quanto futuros (leia mais: Fenômeno Poltergeist? Objetos Pegam Fogo Misteriosamente em Residência e Deixam Moradores e Vizinhos Assustados em Nazário/GO!).

Agora, eis que surge uma história um tanto quanto estranha e inacreditável na mídia russa, que chegou até o nosso país através da agência internacional de notícias Sputnik, um veículo de imprensa russo, que é controlado e operado pela empresa estatal Rossiya Segodnya (particularmente, considero a Sputnik muito mais como um veículo de desinformação do que informação). Segundo um curto texto publicado pela agência, um comunicado enviado ao Ministério do Interior da região de Tomsk, na Rússia, informava, que um morador do povoado de Maraksa havia chamado os policiais com um pedido incomum: resolver o problema de "objetos voadores em sua casa". A polícia, ao chegar na casa, teria visto, com os próprios olhos, livros caindo sozinhos de uma estante e até mesmo um bastão, que saiu voando de um dos cômodos. Segundo o comunicado, não teria sido encontrada nenhuma explicação racional para o evento. Assim sendo, os policiais teriam chamado religiosos locais, que teriam realizado um ritual de consagração para tentar resolver a situação. Contudo, será que essa história é verdadeira? Estaríamos diante de uma manifestação paranormal ou sobrenatural? Vamos saber mais sobre esse assunto?

14 de fevereiro de 2018

O Horripilante Caso do Profanador de Túmulos que se Alimentava de Restos Mortais Humanos em Moçambique, na África!


Por Marco Faustino

Faz muito tempo que não abordo algum caso, que gere muito impacto, por assim dizer. Porém, isso não significa, em hipótese alguma, que casos considerados horripilantes não aconteçam ao redor do mundo. Em junho do ano passado, por exemplo, fui responsável por uma matéria sobre uma suposta criatura misteriosa, que teria emboscado e dizimado um pelotão soviético inteiro em uma região florestal da Finlândia durante a famigerada Segunda Guerra Mundial. O tema havia sido sugerido por um usuário no Facebook, muito provavelmente motivado por um determinado vídeo, de um canal brasileiro no YouTube, que apesar do mesmo não afirmar a existência dessa criatura, e nem mesmo apresentar detalhes ou documentos históricos de que algo realmente de misterioso e macabro tivesse ocorrido, apresentava uma única foto, em um determinado momento do vídeo, alegando que a mesma estaria mostrando a "pele de um soldado russo" esticada e pendurada em uma árvore. Essa única foto seria uma clara demonstração, que algo muito misterioso e sombrio teria acontecido e, quiçá, tivesse sido mesmo um monstro, que se espreitava nas florestas da Finlândia. Evidentemente, fui atrás de maiores informações, e descobri que toda a história sobre uma suposta criatura não passava de uma mera creepypasta, cujo texto nem mesmo era original, mas uma simplória tradução para o nosso idioma. Apesar da história ter sido inventada, ou seja, ser completamente mentirosa, a foto era autêntica, o que me levou a uma longa investigação. Para essa investigação resolvi pedir ajuda de Janne Ahlberg, responsável pelo site HoaxEye que, além de trabalhar para mostrar a realidade por trás de muitas fotos antigas, e muitas vezes propagadas pela internet como se fossem da chamada "Deep Web", é um finlandês nascido e criado na Finlândia. Vale muito a pena ler a matéria, e conferir todo o processo investigativo (leia mais: Uma Criatura Misteriosa Teria Emboscado e Dizimado um Pelotão Soviético Inteiro em uma Região Florestal, na Finlândia?).

Agora, eis que me deparo com um triste caso, que sinceramente gostaria que fosse mentira. Um homem foi preso pela Polícia da República de Moçambique (uma força paramilitar integrada ao Ministério do Interior de Moçambique) sob a acusação de profanação de túmulos e canibalismo. Vocês não leram errado. O homem simplesmente desenterrava corpos recém-enterrados, cozinhava os mesmos e se alimentava da carne humana. O mais triste e macabro disso tudo é que a maioria dos corpos era de crianças menores de 5 anos de idade. Alguns veículos de imprensa alegaram que o homem sofria de transtornos mentais devido ao consumo de soruma (o nome popular da cannabis sativa em Moçambique, algo que conhecemos em nosso país como maconha). Uma vez que essa droga, ao menos até onde a ciência sabe, não desperta esse tipo de comportamento, resolvi ir atrás de maiores informações. Vamos saber mais sobre esse assunto?

13 de fevereiro de 2018

Fenômeno Poltergeist? Objetos Pegam Fogo Misteriosamente em Residência e Deixam Moradores e Vizinhos Assustados em Nazário/GO!


Por Marco Faustino

Existe algo que vem se tornando praticamente uma "tendência" no início dos últimos anos: objetos que pegam fogo, de forma misteriosa, no interior de residências em nosso país. Em março do ano passado, por exemplo, abordei um caso envolvendo uma família de Ronda Alta, uma cidade localizada no interior do Rio Grande do Sul. Segundo informações da Rádio Comunitária Navegantes, aparentemente, de maneira "inexplicável", os objetos mudariam de lugar, e pegariam fogo sozinhos. A pedido de uma vizinha, uma equipe de reportagem da Rádio Navegantes foi até o local com o intuito de registrar esses fenômenos. A equipe foi recebida por quatro pessoas dessa mesma família, que estariam vivendo uma verdadeira história de terror há algum tempo, quando ainda moravam na zona rural da cidade. A família teria começado a ter problemas com barulhos inexplicáveis, pedras caindo em cima da casa, e fortes estalos no imóvel, que os perturbavam. Então, os incidentes teriam começado a se intensificar, até o dia em que a mãe, que é uma senhora viúva, foi com seu filho até a cidade para receber a aposentadoria. Ao chegar em casa ela colocou o dinheiro em cima de um móvel, e foi realizar suas tarefas diárias. Em um determinado momento, foi sentido um forte cheiro de queimado, e ao procurarem de onde o cheiro vinha, perceberam que o dinheiro havia pegado fogo. A pior parte é que a família tentou se mudar para o meio urbano, mas os supostos fenômenos teriam continuado.

Naquela época, entrei em contato com o radialista Jaciano Eccher, que acompanhou o caso de perto, e posteriormente registrou o trabalho de um senhor chamado Valmor Romano, um suposto "especialista em regressão" da cidade de Bento Gonçalves. Segundo Valmor, essas manifestações seriam provenientes de "experiências negativas" acumuladas ao longo das gerações por parte de um adolescente, que morava na casa. Por outro lado, ao entrar em contato com Jaciano sobre as investigações por parte da polícia, fui informado que, um inspetor da Polícia Civil havia dito, que o laudo pré-oficial apontava que o fogo havia se originado por fósforo ou isqueiro, porém o laudo final seria emitido pelo IGP (Instituto Geral de Perícias) de Porto Alegre, sendo que não havia nenhuma data para a conclusão do mesmo. Recentemente, entrei novamente em contato com Jaciano, que atualmente mora no Paraná, e ele gentilmente disse que entrará em contato a polícia de Ronda Alta para saber o resultado oficial da perícia realizada na casa. Assim que eu tiver uma resposta, manterei vocês informados. De qualquer forma, vale a pena conferir o caso (leia mais: Fenômeno Poltergeist? Coincidência? Família Alega que Objetos se Movem e Pegam Fogo Sozinhos em uma Casa de Ronda Alta/RS!).

Agora, eis que surge um caso semelhante e igualmente estranho. Objetos tais como colchões, sofás, máquina de lavar, fogão, e roupas guardadas dentro do armário começaram a pegar fogo misteriosamente no interior de uma humilde residência na pequenina cidade de Nazário, no interior do Estado de Goiás. Moradores e vizinhos passaram a ficar bem assustados com os estranhos fenômenos e até mesmo religiosos da cidade já teriam comparecido ao local, aparentemente em vão, para tentar ajudar a família. Uma equipe de reportagem foi até a residência para coletar os depoimentos dos moradores, que não sabem mais o que fazer diante dessa situação. Será que dessa vez teremos algo realmente inexplicável? Vamos saber mais sobre esse assunto?