sexta-feira, junho 24

Conheça a Mancenilheira: A "Árvore da Morte" e Considerada a Mais Perigosa do Mundo Segundo o Livro dos Recordes



Por Marco Faustino

No ano passado, mais precisamente em outubro de 2015, eu publiquei uma matéria sobre a "Busby Stoop Chair", que é considerada a cadeira mais amaldiçoada do mundo, e que teria sido a responsável por diversas mortes um tanto quanto "misteriosas" ao longo do tempo (leia mais: Conheça a Lendária Cadeira Mais Amaldiçoada do Mundo: A Busby Stoop Chair!). Existem centenas de relatos, de todas as partes do mundo, envolvendo os mais diversos objetos considerados "assombrados", embora o mais comum seja noticiarmos casos envolvendo bonecas. Na verdade, estamos tão acostumados a falar de objetos amaldiçoados, alguns deles que supostamente teriam o poder de matar os seus respectivos proprietários, que muitas vezes nos esquecemos dos perigos que nos cercam em nosso cotidiano. Não somente o nosso, mas também de nossos idosos, crianças e animais de estimação.

Recentemente, diversos sites de notícias brasileiros - entre eles o Portal G1, Portal Terra e o site Último Segundo do Portal IG - repercutiram uma pequena matéria, que foi originalmente publicada pela versão em espanhol do site da BBC, no dia 18 de junho desse ano - sobre uma árvore apelidada de "árvore da morte", e que de acordo com o Guiness Book - o livro dos recordes - seria considerada a árvore mais perigosa do mundo. O texto foi traduzido para o português pela própria BBC Brasil, e consequentemente foi replicado na íntegra por esses sites. Foi assim que um membro bem ativo da SSA (Sociedade Secreta dos Assombrados) no Facebook (clique aqui para saber mais detalhes de como fazer parte dela), chamado Julio Cesar Santos, nos chamou a atenção sobre esse assunto. Resolvi ir atrás dessa história para saber mais detalhes que pudessem esclarecer se essa árvore realmente fazia jus ao apelido que havia recebido. Apesar de não haver muito mistério sobre essa árvore, considero algo honesto e válido a ser trazido de uma forma mais completa para o conhecimento de vocês, uma vez que na parte final dessa postagem pretendo transformá-la em um assunto de utilidade pública, algo que transcende, e ao mesmo tempo simboliza a importância da publicação desse material.

Não é preciso dizer que uma árvore é o símbolo natural supremo de crescimento dinâmico, morte e regeneração sazonais. Muitas árvores são consideradas sagradas ou mágicas em diferentes culturais. A reverência pelo poder das árvores remonta às crenças primitivas de deuses e espíritos as habitavam. Nos contos de fada, as árvores podem ser protetoras e atender a desejos, ou aparecer como terríveis, obstrutivas e demoníacas. O dualismo da simbologia da árvore é em geral representado por árvores em pares ou com tronco dividido. No simbologismo dualista do Oriente Próximo, a Árvore da Vida tem como correspondente a Árvore da Morte. Essa é a Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal bíblica, cujo fruto proibido, quando experimentado por Eva no Jardim do Éden, trouxe para a humanidade a maldição da mortalidade. Talvez nunca saibamos se o Jardim do Éden realmente existiu, porém em nosso planeta existe uma árvore que queima ao ser tocada, cuja sombra oferecida, não importa o calor que esteja fazendo no dia, pode ser ainda mortal que o Sol, cujo fruto de sabor adocicado, semelhante a uma maçã, em pouco tempo se torna venenoso em nosso corpo, e sua seiva, bem como a fumaça gerada queima da sua casca, pode desencadear a uma perda irreversível da visão. Apesar de ser única e considerada mortal para os seres humanos, será mesmo que ela merece esse apelido? Vamos saber mais sobre esse assunto?

segunda-feira, junho 20

A Estranha "Onda de Eventos Sobrenaturais" Ocorrida Após o Lançamento do Filme "Invocação do Mal 2"

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Não há como negar que o filme "Invocação do Mal 2" é um sucesso em termos de bilheteria. Em seu fim de semana de lançamento, o mesmo arrecadou cerca de US$ 40,4 milhões (cerca de R$ 140 milhões pela cotação atual) nos cinemas norte-americanos, um valor bem próximo do que seu antecessor arrecadou em 2013 (cerca de US$ 41,9 milhões, ou R$ 147 milhões). No Brasil, em seu primeiro dia, o filme mostrou a força da franquia. Lançado em 782 salas pelo país, o longa atraiu 199 mil espectadores e arrecadou R$ 2,7 milhões. Para se ter uma ideia, apesar da brutal diferença de valores entre as bilheterias, trata-se do dobro de público que o primeiro filme teve em seu primeiro dia de exibição em 2013 (cerca de 97,6 mil espectadores). Essa situação não é muito diferente se formos comparar ou mencionar outros países ao redor do mundo, onde o filme vem tendo uma grande repercussão, principalmente na Ásia e no Sudeste Asiático.

Basicamente, a trama acontece sete anos após os eventos do primeiro filme, "Invocação do Mal" (2013), quando Lorraine (Vera Farmiga) e Ed Warren (Patrick Wilson) desembarcam na Inglaterra para ajudar uma família atormentada por uma manifestação poltergeist. A trama é baseada no caso do "Poltergeist de Enfield", registrado no final da década de 1970, e que já comentamos exaustivamente tanto aqui no blog AssombradO.com.br, quando em nosso canal no Youtube (leia mais em: A Verdadeira História de Invocação do Mal 2 - O Caso Poltergeist de Enfield | Invocação do Mal 2: O que é Verdade e o que é Mentira). Vale ressaltar que a maioria das críticas que o filme recebeu foram positivas, tanto de quem simplesmente vai ao cinema para se distrair, quanto dos amantes da sétima arte. Então, se você gosta de filmes desse gênero, vale a pena conferir e assistí-lo em uma sala de cinema mais próxima da sua casa.

O foco dessa postagem, no entanto, não é comentar sobre o filme, mas sim sobre uma estranha sucessão de casos inusitados ou supostamente "sobrenaturais", que estariam acontecendo durante e após a exibição do filme a "Invocação do Mal 2" nas salas de cinema ao redor do mundo. Curiosamente, os casos estão mais concentrados em países Ásia e no Sudeste Asiático, onde a cultura, a religião e crença no sobrenatural se unem, e ganham uma dimensão muito maior do que em qualquer outra região. Nessa postagem você irá conhecer alguns casos que estão sendo divulgados na mídia, e saberá o que existe de verdade ou não por trás deles. Vamos saber mais sobre esse assunto?

domingo, junho 19

Devemos Esperar Sentados? Cálculo Aponta que o Contato com Seres Extraterrestres Possivelmente Ocorrerá Daqui a 1.500 Anos!


Por Marco Faustino

Sei que muitos de vocês acreditam que nossa civilização já fez algum contato com seres extraterrestres, e que diversas raças estariam convivendo conosco. Não faltam relatos de pessoas que disseram ter sido abduzidas, que já viram discos voadores, que já atiraram ou que até mesmo tiveram relações sexuais com esses seres. Porém, para a maioria dos astrônomos - cientistas que estudam os corpos celestes, tais como planetas, estrelas e galáxias, observando e pesquisando os fenômenos que ocorrem no universo - esse contato nunca aconteceu. Basicamente, temos o chamado "Grande Silêncio", porque até hoje nossa civilização nunca foi capaz de ouvir nenhuma transmissão, que fosse considerada proveniente de outra civilização inteligente, através de ondas de rádio, de nenhum local da nossa galáxia. Fomos capazes de construir radiotelescópios cada vez mais poderosos para enviar e tentar receber esses sinais, e até agora nada. O que temos atualmente são somente especulações, assim como no caso do sinal WOW! (leia também: O Misterioso "Sinal Wow!" Pode Ter Vindo de Cometas, não de Civilizações Extraterrestres). Portanto, por mais você acredite que os "alienígenas" estejam sobrevooando vulcões, usinas nucleares e piscando luzes multicoloridas no céu durante a noite, bem, saiba que se eles estão por aí, eles simplesmente estão em completo e total silêncio ou então usam uma frequência extremamente incomum para o nosso conhecimento e nível tecnológico.

Para tentar prever quando esse "contato" entre seres humanos e seres extraterrestres irá acontecer, um estudante e um professor da Universidade de Cornell, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, divulgaram recentemente um trabalho, que foi posteriormente apresentado no 228º Encontro da Sociedade Astronômica Americana (sigla em inglês, AAS), no último dia desse evento, ou seja, no dia 16 de junho (quinta-feira passada). Essa edição do encontro ocorreu no hotel Hilton San Diego Bayfront, na cidade de San Diego, na Califórnia, nos Estados Unidos, entre os dias 12 e 16 de junho desse ano. Aliás, para quem não sabe, a AAS é uma sociedade norte-americana de astrônomos profissionais e outras pessoas interessadas, fundada em 1889, ou seja, secular, e sediada na capital norte-americana, Washington. O objetivo principal dessa sociedade consiste basicamente em promover o avanço da Astronomia e ramos afins da ciência, para aprimorar e compartilhar com a humanidade o conhecimento científico do Universo.

O trabalho foi apresentado no 228º Encontro da Sociedade Astronômica Americana (sigla em inglês, AAS), no último dia desse evento, ou seja, no dia 16 de junho (quinta-feira passada). Essa edição do encontro ocorreu no hotel Hilton San Diego Bayfront, na cidade de San Diego, na Califórnia, nos Estados Unidos, entre os dias 12 e 16 de junho
Vale destacar também que a Universidade de Cornell administrou o Radiotelescópio de Arecibo, o maior radiotelescópio fixo do mundo (em breve será o segundo maior, graças a China, que está construindo um outro com quase o dobro do diâmetro e deverá estar concluído em setembro desse ano), até 2011. A Universidade de Cornell também já teve um ilustre membro que pertenceu ao seu corpo docente, Frank Donald Drake, responsável pela famosa "Equação de Drake", que na década de 60 supervisionou a conversão do Observatório de Arecibo em radiotelescópio, e trabalhou como professor de Astronomia na Universidade Cornell entre 1964 e 1984. Resumindo, como vocês puderam perceber, tanto a AAS quanto a Universidade de Cornell tem muita visibilidade e prestígio quando se trata de assuntos envolvendo a Astronomia.

Nessa publicação, Even Solomonides, um estudante de apenas 19 anos, e Yervant Terzian, renomado professor do departamento de Astronomia, com especialização em Rádio e Radioastronomia, da Universidade de Cornell, combinaram o "Paradoxo de Fermi" com o "Princípio da Mediocridade" para mostrar que não devemos esperar ouvir qualquer espécie de transmissão de origem extraterrestre, ao menos pelos próximos 1.500 anos. O motivo está intrisicamente relacionado com a imensidão da Via Láctea, o tempo que os sinais de rádio levam para se propagar através do espaço, bem como a aparente "mediocridade" da espécie humana no escopo maior do nosso universo. Obviamente, a publicação gerou uma certa polêmica, porque é necessário cautela em analisar seu conteúdo. Nessa mesma publicação, foi considerado que o discurso de Hitler nos Jogos Olímpicos de Berlim, na Alemanha, em 1936, teria sido o primeiro sinal de rádio com força suficiente que transmitimos para o espaço, ou seja, a voz de hitler poderia ser o primeiro contato que seres extraterrestres teriam com o nosso planeta. Seria isso mesmo possível? Vamos saber mais sobre esse assunto?

quinta-feira, junho 16

Casas Pegam Fogo no Município de Catu-BA. Famílias estão Desesperadas

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Fala Assombrados! Hoje eu vou falar de mais uma casa assombrada do Brasil, desta vez na zona rural de Catu, interior da Bahia.

Localização do Município de Catu-BA
Assombrados, continuam os casos de casas assombradas neste gigante país chamado Brasil. No final de abril eu falei da casa assombrada de Boa Ventura, na Paraíba. Eis que agora vamos falar cas casas que pegam foto em Catu-BA. Vamos saber mais sobre o caso.

Catu é um município da Bahia com quase 60 mil habitantes e que fica próxima ao litoral do estado. Os fenômenos estão acontecendo em uma comunidade na zona rural da cidade, acessível após mais de 20 quilômetros de estrada de asfalto e terra.

Os moradores do local contam que roupas e colchões estão pegando fogo e objetos estão caindo. O interessante é que o fogo não se resume a uma única casa, mas sim a várias. No total, 6 casas já tiveram objetos que pegaram fogo. Uma casa inclusive já teve todos os móveis queimados!

É um fogo muito forte segundo os moradores, e o mais estranho, ele migra. Depois de queimar os objetos em uma casa, ele vai para outra.

Um dos moradores do local, seu Pedro, conta que sua cama pegou fogo e que um dia estava cortando carne sobre uma mesa e que ao se virar, toda a carne foi jogada no chão.

Já um outro morador chamado Claudinei conta que tudo o que havia no seu quarto pegou fogo. Ele estava descansando quando acordou com o fogo, que consumiu seu colchão, travesseiro e lenções. A chama foi tanta que chegou até as telhas da casa. Ele diz também que móveis são arremessados. Uma comoda e até uma geladeira foram atiradas ao chão. Uma geladeira assombrados! Segundo ele, a geladeira não ficava em pé. Era colocar em pé e ela tombar. Credo!

Pedras também foram arremessadas sobre a casa dele. E que baita pedras! Infelizmente uma atingiu seu Claudinei que acabou ficando ferido. O impacto contra as telhas foi tão forte que quebrou várias delas. Claudinei conta que ninguém via de onde elas viam.

Olha o tamanho das pedras que caíram no telhado da casa do seu Claudinei!

Agora vamos conhecer a história de Dona Lourdes, moradora de outra casa. Ela disse que os primeiros fenômenos ocorreram na estante de sua casa. Ela começou a tremer e então copos caíram, o vidro quebrou até que finalmente a estante foi jogada ao chão. Em seguida, o guarda-roupa veio abaixo e depois o filtro de água. Dona Lourdes disse que ficou maluca com a cena.

O que o pessoal da comunidade resolveu fazer então? Coloca tudo para fora de casa. Todos os móveis agora estão do lado de fora das casas, para evitar deles pegarem fogo ou serem arremessados. E quando chega a noite, todos se juntar e passam a madrugada unidos, conversando e vigiando para ver se algo ocorre.

Moradores perderam muitos móveis, estão desesperados e não sabem o que fazer...


Por fim, quero agradecer a leitora Agnalva Alves que foi quem me mandou o link para eu conhecer o caso e a equipe da TV Aratu, que foi até lá documentar o fenômeno.

quarta-feira, junho 15

Mulher é Acusada de Matar Duas Filhas por Asfixia em Ritual Para Evitar que Fossem Possuídas por Entidades Malignas, na Espanha (Atualizado 24/06)

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Confesso que trazer uma notícia como essa em tempos de tanta intolerância étnica e racial, não é uma tarefa fácil. Porém, acredito que uma parcela do nosso público, que se dispõe a usar uma parte do seu tempo para ler o que temos a dizer, é amadurecido o suficiente para compreender as nuâncias que envolvem assuntos como esse. Isso porque o caso envolve uma jovem mãe marroquina, que foi presa em dezembro de 2014 pela polícia espanhola. O motivo? Bem, quando se pensa em países árabes ou predominantemente islâmicos, muito provavelmente uma imagem relacionada a terrorismo vem a sua cabeça, não é mesmo? Embora essa seja uma visão deturpada, visto que a maior parte da população desses países são de pessoas honestas e trabalhadoras, o crime pela qual uma mulher chamada Ikram Benhaddi, na época com 27 anos, moradora do bairro Las Fuentes, na cidade de Zaragoza, na Espanha, estava sendo acusada era igualmente condenável. Ikram Benhaddi estava sendo responsabilizada pela morte de duas de suas três filhas, ainda bebês, e de tentar matar a terceira filha, que conseguiu sobreviver após a ter sido afastada da mãe pelo Serviço Social do Governo de Aragão. Vale lembrar que Aragão é uma comunidade autônoma da Espanha, na qual a cidade de Zaragoza pertence.

Diante da criminalidade que estamos acostumados a conviver, seja nas ruas ou então através de sites de notícias, jornais impressos ou então por meio de noticiários televisivos, essa poderia ser mais uma notícia comum caso acontecesse em nosso país. O único problema dessa notícia, é que em uma entrevista realizada por uma mediadora cultural, com familiares de Ikram Benhaddi, os mesmos alegaram que o apartamento onde ela morava, na rua Florián Rey nº 19, era habitado por entidades malignas que queriam se apoderar dos corpos de suas filhas. Em sua casa viveria um djinn, uma força maligna, que aparece no Alcorão, e que afetaria crianças com menos de três meses de idade através de uma "possessão demoníaca". Nesse ponto é interessante ressaltar que um djinn é o que conhecemos como "gênio". Na religião pré-islâmica e muçulmana essa seria uma entidade sobrenatural do mundo intermediário entre o angélico e o humano, e que poderia ser associada tanto para o bem quanto para o mal. Portanto, o "gênio" é concebido como um ente espiritual ou imaterial, muito próximo do ser humano, e sobre o qual exerce uma forte, cotidiana e decisiva influência. Você pode encontrar mais informações sobre essa entidade no site Sobrenatural.org. Enfim, a polícia passou a alegar que as mortes de suas filhas tinham sido ocasionadas por um ritual, supostamente praticado pela mãe, para evitar que suas filhas fossem possuídas um djinn.

Esse caso voltou à tona essa semana, porque após um ano e seis meses presa no Centro Penitenciario de Zaragoza, no município de Zuera, na Província de Zaragoza, seu julgamento acabou sendo realizado nos dias 13 e 14 desse mês, ou seja, no início dessa semana. José Luis Hedo, promotor público do caso, pediu que Ikram Benhaddi fosse condenada a 55 anos anos de prisão (20 anos por cada homicídio, e mais 15 anos pela tentativa de homicídio da terceira filha). Por outro lado, os advogados de defesa, Pedro Pascual e Eladio Mateo, argumentaram que a jovem mãe deveria ser absolvida, porque havia apenas suspeitas, e não havia nada que provasse que ela teria sido a responsável pelas mortes ou que ela tivesse essa intenção. Alternativamente, caso fosse considerada culpada, sua pena teria que ser menor, um total de 30 anos, por não ter sido algo premeditado, ou então até mesmo 8 anos, por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Entretanto, teria sido mesmo a jovem Ikram Benhaddi a responsável pela morte de suas filhas? As supostas entidades teriam sido as responsáveis por essas tragédias? Vamos saber mais sobre esse assunto?