17 de janeiro de 2018

O Trágico Fim do Povo Asteca e a "Peste Negra" na Europa: Novas Descobertas Podem Reescrever os Livros de História?



Por Marco Faustino

Em outubro do ano passado, comentei sobre um surto mortal de peste em Madagascar, na África. Talvez vocês não saibam, mas todos os anos há cerca de 600 casos de peste nessa ilha, que acabou ficando famosa pela animação de mesmo nome da DreamWorks. Embora a infecção não seja nenhuma novidade para aqueles que vivem nessa ilha ao largo da costa sudeste da África, o surto de peste do ano passado foi bem diferente de ocasiões anteriores. Além de acontecer mais cedo do que o esperado, o tipo de peste que atingiu o país não era o mais comum. Normalmente, os casos disseminados são bubônicos, que é um tipo de infecção bacteriana disseminada por pulgas. No entanto, no ano passado, cerca de 70% dos casos estavam relacionados a peste pneumônica, que se dissemina através do contato de pessoa para pessoa, sendo considerada muito mais mortal. Uma pessoa infectada, sem tratamento adequado, pode morrer em apenas 18 horas. Na época, diversos veículos de comunicação, principalmente tabloides britânicos, passaram a temer, que a peste pneumônica acabasse se espalhando para países vizinhos e até mesmo para outros continentes, através de matérias extremamente alarmistas e sensacionalistas. Para vocês terem uma ideia, tentaram até mesmo colocar a culpa em uma antiga tradição malgaxe: a de exumar os corpos de entre queridos, envolver os restos mortais em uma nova mortalha, e dançar segurando seus corpos antes de devolvê-los ao seu local de descanso. De qualquer forma, pesquisei a fundo toda aquela situação e mostrei a vocês que a realidade por trás do surto era bem diferente do que estavam divulgando na imprensa. Vale muito a pena conferir (leia mais: Uma Antiga Tradição de "Dançar com Cadáveres" vem Provocando um Surto Mortal de "Peste Negra" em Madagascar, na África?).

Agora, um novo estudo foi divulgado sobre a "peste negra", onde pesquisadores da Universidade de Oslo, na Noruega, disseram que a alta taxa de mortalidade em algumas cidades europeias, incluindo Londres, em meados do século XIV, não teria sido em decorrência das pulgas do rato-preto, mas devido a pulgas e piolhos presentes nos corpos das próprias pessoas, ou seja, que a "peste negra" teria sido propagada de pessoa para pessoa. Isso é algo, que simplesmente poderia reescrever nossos livros de história! Além disso, saiu um outro estudo referente ao trágico fim da civilização asteca. Muitas pessoas pensam até hoje, que os colonizadores europeus teriam sido responsáveis por uma matança desenfreada de povos ou civilizações antigas, sendo que as verdadeiras causas teriam sido as doenças trazidas pelos colonizadores. No entanto, um novo estudo teria descoberto a mais provável causa da morte de milhões de astecas, uma bactéria chamada salmonela, presente em alimentos ou água contaminada. Esse é um outro estudo totalmente independente do primeiro, ou seja, não tem nenhuma relação com a "peste negra", mas que também teria potencial para reescrever nossos livros de história. Vamos saber mais sobre esses assuntos?

15 de janeiro de 2018

A "Maldição de Bodie": Uma Terrível e Sombria Maldição que Assola uma Cidade Fantasma da Califórnia, nos Estados Unidos!


Por Marco Faustino

Sem dúvida alguma, existem inúmeros casos e histórias de supostas maldições ao redor do mundo. Recentemente, por exemplo, falei sobre a fortíssima possibilidade da "Maldição de Annabelle" ser tão somente uma farsa, ou seja, algo polêmico diante de tanta crença desenfreada, muitas vezes sem qualquer tipo de questionamento, referente a um caso onde não há nenhuma prova substancial ou sequer minimamente material das incríveis e muitas vezes fantasiosas alegações feitas ao longo do tempo. Felizmente, a matéria foi muito bem recebida pela absoluta maioria daqueles que me acompanham, e sabem da qualidade da pesquisa e do trabalho realizado em cada assunto, o qual me dedico a escrever. Uma coisa é contar uma história de terror, inofensiva do ponto de vista moral, ético ou financeiro, outra totalmente diferente é apoiar, financiar ou promover toda e qualquer espécie de charlatanice ou até mesmo estelionato. Aliás, estelionato é justamente o que muitos supostos videntes, tarólogos, cartomantes ou "médiuns" praticam com pessoas, de todas as classes sociais, que acreditam cegamente, como primeira opção a ser cogitada, que algo de outro mundo esteja acontecendo com suas vidas ou de seus familiares. Isso sem mencionar aqueles casos onde, de vez em quando, resultam em barbaridades físicas contra adolescentes, idosos ou crianças indefesas. Portanto, é necessário ter cautela com as informações que são divulgadas, e levar o desconhecido realmente a sério, utilizando sempre fontes confiáveis e uma análise criteriosa. Algo inerente a essa situação, é que a informação acaba sempre sendo a principal inimiga do medo.

Particularmente, adoro lendas, embora não faça muitas matérias sobre isso. No ano passado, por exemplo, comentei sobre a lenda urbana das crianças de olhos negros de Cannock Chase; dos mistérios e das maldições do Hotel Yara (considerada uma das melhores matérias, segundo os atuais proprietários), na cidade de Bandeirantes, no Paraná; das lendas da cidade de Nova Lima, e da fera do pontilhão da cidade de Juatuba, ambas no estado de Minas Gerais; da "Ilha do Medo" em Itaparica, no estado Bahia, além de muitos outros casos bem interessantes. É justamente sobre uma lenda muito peculiar que iremos tratar dessa vez, e que envolve algo pelo qual sou fascinado: a Corrida do Ouro da Califórnia. Na Costa Oeste dos Estados Unidos, mais precisamente no estado da Califórnia, existe uma autêntica cidade fantasma chamada Bodie. Muito embora ela receba cerca de 200.000 visitantes por ano, não há nenhum morador ou qualquer atividade industrial ou comercial no local. É justamente nesse local que existe uma maldição, conhecida simplesmente como a "Maldição de Bodie". Se qualquer visitante se atrever a pegar e levar embora qualquer coisa do local - que atualmente é um parque estadual - até mesmo uma única pedra, a pessoa será castigada. Conta-se que as pessoas sofrem de má-sorte, problemas de saúde e até mesmo ocorrerem acidentes misteriosos. Curiosamente, muitas pessoas vêm enviando cartas no decorrer dos anos, detalhando o infortúnio pelo qual passaram e, inclusive, devolvendo o objeto furtado, em uma tentativa de quebrar a maldição. No entanto, essa maldição reserva algo muito inusitado. Vamos saber mais sobre esse assunto?

11 de janeiro de 2018

Homem Alega Possuir Partes Congeladas de Corpos de "Pés-Grandes" que Seriam Mantidas em um Freezer há 65 Anos!


Por Marco Faustino

Em novembro do ano passado, um estudo de DNA referente a amostras, que sempre alegaram ser de Yetis (os "Abomináveis Homens das Neves"), criaturas criptozoológicas, que habitariam as regiões montanhosas mais altas da Ásia, assim como o Nepal e o Tibete, frustrou muitas pessoas que ainda acreditam na possibilidade da existência desses seres lendários e seus demais "parentes", tal como o chamado "Pé-Grande", nos Estados Unidos, por exemplo. Pesquisadores da Universidade de Buffalo, o maior campus do sistema da Universidade Estadual de Nova York, analisaram nove amostras, que incluíam ossos, dentes, pele, pelos e até mesmo fezes, que foram coletados na região do Himalaia, e no planalto tibetano. As descobertas foram publicadas no periódico "Proceedings of the Royal Society B", sendo que uma delas, um dente, era proveniente de um cão, e as outras oito eram de ursos negros asiáticos, ursos pardos do Himalaia ou ursos pardos tibetanos. A Dra. Charlotte Lindqvist, que liderou o estudo, disse que as descobertas realizadas por ela e sua equipe sugeriam fortemente, que os fundamentos biológicos da lenda do Yeti podiam ser encontrados em ursos locais, sendo que o estudo demonstraria que a Genética seria capaz de desvendar mistérios semelhantes. Apesar da equipe não ser a primeira a realizar tais análises, a Dra. Charlotte disse que estudos anteriores realizaram análises genéticas mais simples, o que acabou deixando questões importantes não resolvidas. Segundo a Dra. Charlotte, o recente estudo representaria a análise mais rigorosa até o presente momento de amostras de criaturas "anômalas" ou "hominídeas" lendárias. Diga-se de passagem as amostras analisadas foram fornecidas pela produtora britânica "Icon Films", que produziu um especial chamado "Yeti Or Not", exibido em 2016, no canal de TV por assinatura "Animal Planet", e que explorou as origens do ser lendário. Contudo, a produtora foi responsável apenas por reunir as tais amostras, que foram obtidas das mais variadas fontes. Quem conta um conto, aumenta um ponto.

Os resultados também frustraram as expectativas dos criptozoologistas. Jonathan Downes, diretor do Centro de Zoologia Forteana, no Reino Unido, que elogiou o trabalho da Dr. Charlotte, mas disse que o mistério estava longe do fim. Ele ainda acreditava na possibilidade, que houvesse espécies desconhecidas de primatas superiores, que ainda estão aguardando ser descobertas. De qualquer forma, nada disso impediu que um homem chamado Peter Caine, um morador de Nova York, que se autointitula adestrador de cães, na região do Brookyln, ganhasse destaque em uma parte da mídia internacional devido a uma alegação fantástica: partes congeladas de um "Pé-Grande" estariam sendo mantidas em um freezer há 65 anos. Para provar isso, ele um publicou um vídeo em sua própria conta no YouTube, no dia 12 de dezembro do ano passado. Na descrição do vídeo, que por sua vez é exibida uma suposta cabeça de "Pé-Grande", Peter menciona que a mesma estaria congelada desde 1953, e que seu pai, Mike Caine, juntamente com um amigo chamado Morty Lucas, teriam atirado em um "Pé-Grande" durante uma caçada. Desde então, partes congeladas do mesmo teriam sido mantidas congeladas em um freezer de sua família. Aliás, após esse vídeo, ele publicou cerca de treze outros vídeos sobre esse ser lendário. Contudo, o que muitos não sabem, é que essa é apenas uma pequena parte das muitas dezenas de vídeos, que o mesmo já publicou sobre o "Pé-Grande", e que Peter Caine não é exatamente o homem que alega ser. Vamos saber mais sobre esse assunto?

8 de janeiro de 2018

A "Maldição de Annabelle" é uma Farsa? Controversa Investigação Paranormal Levanta Dúvidas Sobre a Boneca Annabelle!


Por Marco Faustino

No fim do ano passado, comentei com vocês sobre o "Zak Bagans' Haunted Museum" ("Museu Assombrado de Zak Bagans", em português), que iniciou suas atividades no dia 3 de outubro, e que vem prometendo aos seus visitantes uma experiência única em meio a mais de 100 objetos supostamente amaldiçoados ou possuídos em seu acervo. Zak Bagans, o proprietário do museu, é um investigador paranormal bem conhecido nos Estados Unidos, principalmente por ser o principal apresentador de uma série chamada "Ghost Adventures", no canal de TV por assinatura "Travel Channel", sendo uma das maiores audiências do canal há 15 anos. Zak costuma alegar que sua paixão em investigar o paranormal resultou daquilo que ele descreve como "um encontro cara a cara com um espírito de uma mulher que tirou a própria vida", em seu antigo apartamento na cidade de Trenton, no estado norte-americano do Michigan. Aliás, seus métodos de investigação sempre causaram muita polêmica. De qualquer forma, Zak abriu seu museu e, apesar ser proibido realizar filmagens ou tirar fotos no interior do mesmo, alguns veículos de imprensa norte-americanos foram conferir de perto o que o museu tinha para oferecer, antes de sua inauguração, e a convite do seu próprio fundador. Entre os objetos supostamente amaldiçoados está a famosa "Caixa Dibbuk", uma boneca chamada "Peggy" e até mesmo a escadaria da "Casa do Demônio" do estado norte-americano de Indiana, onde acreditava-se, que debaixo da mesma havia uma espécie de portal para o Inferno. Evidentemente, fui atrás das matérias realizadas nos Estados Unidos e trouxe para vocês um material bem completo sobre o museu (leia mais: O Museu Assombrado de Zak Bagans! Um Local Sombrio com Mais de 100 Objetos Amaldiçoados em Las Vegas, nos Estados Unidos!).

Agora, vou tratar de um assunto bem polêmico envolvendo um dos principais ícones do chamado mundo paranormal moderno: a boneca Annabelle. Conforme vocês devem saber, a boneca pertence ao acervo do "The Warrens Occult Museum" ("O Museu do Ocultismo dos Warrens", em português), que foi fundado em 1952, nos fundos da residência do casal Lorraine e Ed Warren, na cidade de Monroe, no estado norte-americano de Connecticut. Ed Warren morreu em 2006, e apesar de Lorraine ainda estar viva e prestes a completar 91 anos no dia 31 de janeiro, quem assumiu a responsabilidade sobre o acervo foi Tony Spera, genro de Ed e Lorraine, e que vêm ajudando a administrar o museu, e inclusive prestando consultoria para os filmes "Invocação do Mal" e "Invocação do Mal 2", desde a década de 1980, ou seja, atualmente a Annabelle pertence a Tony Spera, assim como os demais itens do museu. No ano passado, a boneca viajou participou pela primeira vez para uma investigação de cunho paranormal justamente no "Zak Bagans' Haunted Museum". Tony Spera levou Annabelle em uma maleta, a pegou com luvas reforçadas, benzeu a boneca com água benta e a posicionou em uma cadeira, em um cômodo repleto de bonecas supostamente assombradas, para que Zak Bagans pudesse investigar suas supostas atividades demoníacas. Contudo, durante a investigação, Zak tocou na boneca sem quaisquer proteções, e isso gerou muita polêmica, uma vez que nada demais lhe aconteceu, e muitas pessoas passaram a considerar que a mesma não passa de uma farsa, ou seja, uma mentira contada há décadas pelos Warrens. Vamos saber mais sobre esse assunto?

5 de janeiro de 2018

Adam Ellis diz que "David" Caiu Sobre Corpo e o Seguiu até a Casa de Seus Familiares em Montana, nos Estados Unidos!


Por Marco Faustino

Acredito que seja justo, que a minha primeira matéria do ano seja sobre Adam Ellis, visto que ele se tornou uma figura extremamente emblemática no segundo semestre do ano passado e, por mais incrível que isso possa parecer, muitas pessoas nos enviaram mensagens questionando sobre eventuais atualizações da história de terror mais famosa dos últimos tempos, ao menos no Twitter, é claro. Entre os dias 13 e 31 de dezembro não houve quaisquer atualizações sobre essa história, exceto o material publicado por mim no dia 14 de dezembro. Na época, Adam Ellis havia divulgado novas fotos, que teriam sido tiradas automaticamente por um aplicativo de celular, quando ele estava supostamente dormindo, e mostravam David se "movimentando" pelo seu quarto. Vale lembrar nesse ponto, que fotos anteriores já tinham causado muita polêmica, uma vez que milhares de pessoas comentaram que o David, o espírito do menino que Adam vem alegando que deseja matá-lo em seu apartamento, se parecia mais com um boneco de plástico com a cabeça amassada. Aliás, também acredito que esteja mais do que evidente, que todo esse caso, desde o início, diga-se de passagem, não passa de uma farsa, ou melhor, de uma mera de história de terror, embora elaborada, que Adam criou para promover algum projeto pessoal, seja um livro, um curta-metragem ou alguma outra coisa que ele tenha em mente.

No dia 20 de dezembro do ano passado, Adam Ellis disse apenas que ficaria ausente na semana seguinte, uma vez que ele iria visitar a casa dos seus familiares no estado norte-americano de Montana. Ele chegou a mencionar que seria bom se afastar de tudo o que vinha acontecendo e agradeceu as palavras afetuosas, que ele vinha recebendo ultimamente. Porém, o silêncio no Twitter não demorou muito tempo, visto que no dia 2 de janeiro, Adam começaria a narrar um novo episódio envolvendo David. Isso porque, aparentemente, não seria o apartamento onde ele mora que estaria assombrado, mas o próprio Adam. O motivo? Bem, o espírito do menino que deseja matá-lo há meses, e ainda assim não tomou nenhuma atitude nesse sentido, teria perseguido Adam até a casa de seus familiares, viajando a uma distância de pelo menos 3.000 km, e praticamente cruzando os Estados Unidos. Para tentar provar isso Adam apresentou ao seu público, de quase 1 milhão de seguidores no Twitter (lembrando que ele tinha apenas cerca de 200.000 seguidores em agosto do ano passado), novas fotos onde mostrariam pequenas pegadas na neve, e uma outra foto onde David estaria flutuando sobre sua cama. Vamos saber mais sobre esse assunto?