27 de dezembro de 2018

5 Hospitais Abandonados, Sinistros e Mal Assombrados!

Hospitais são locais carregados, devido é claro a tudo que o envolve. Nesta postagem vamos conhecer cinco que vão fazer você horrorizado com o que acontecia no local e que hoje são locais abandonados, onde muita coisa sobrenatural acontece....

05- Estância de Saúde Grabowsee

A estância de saúde Grabowsee é um antigo sanatório para tuberculosos localizado em Grabowsee, a cerca de 30 km ao norte de Berlim, na cidade de Oranienburg, distrito de Oberhavel em Brandemburgo, Alemanha. Foi o primeiro sanatório de tuberculose do norte da Alemanha e foi fundado em 1896 pela Cruz Vermelha Alemã.

Na segunda metade do século XIX, o número de pacientes com doenças pulmonares na Alemanha subiu acentuadamente. Cerca de um terço de todos os pacientes entre as idades de 15 e 60 anos tinham tuberculose pulmonar.

A estância de saúde Grabowsee foi da Associação Nacional de Cura para a Cruz Vermelha, inicialmente planejada como uma instalação de teste. Deveria ser investigado se os pacientes com tuberculose também poderiam ser tratados com sucesso nas terras baixas da Alemanha do Norte. Até então, a medicina supunha que as doenças pulmonares só podiam ser melhoradas ou curadas no clima ameno do Mediterrâneo ou no puro ar da montanha. Como via de regra naquele tempo, sanatórios como o Grabowsee eram situados em locais altos e arejados, proporcionando um contato direto com a natureza.

Assim, em 1896, foi criado o primeiro resort de saúde pulmonar no norte da Alemanha. No ano de 1900, 200 leitos já estavam disponíveis para pacientes com doenças de leves a graves. Durante os quatro anos da Primeira Guerra Mundial, Grabowsee foi utilizado como hospital pela Cruz Vermelha para o tratamento de soldados com tuberculose. Até 1918, os prisioneiros de guerra também estavam alojados nesse complexo.

No entanto, a guerra e a inflação também trouxeram ao resort de saúde, grandes dificuldades econômicas. O Heilstätte Grabowsee que era administrado pela Cruz Vermelha e voltado para a classe trabalhadora, foi assumido após a Primeira Guerra Mundial pela Companhia de Seguros de Brandenburgo em 1920.

A partir de 1926, edifícios adicionais foram construídos. O arquiteto Arnold Beschoren foi responsável pela expansão e renovação do complexo, de modo que o número de leitos existentes dobrou para cerca de 420 até a década de 1930.

Graças à descoberta de antibióticos, a tuberculose foi curada mais rapidamente, as longas internações hospitalares deixaram de ser necessárias e as instalações deixaram de ser utilizadas medicamente. Depois da Segunda Guerra Mundial, o complexo foi utilizado de 1945 a 1995 como hospital militar soviético.

Desde então está abandonado e devido ao seu passado, onde dizem experimentos cruéis foram feitos em humanos, transformou as ruínas que restam em um local para destemidos, onde vão encarar seus medos e os fantasmas que acreditam que vivem no local.

Várias empresas comerciais tentaram renovar o lugar mas fracassaram. Havia uma pequena igreja construída ao lado do lago na época, mas foi queimada por vândalos em 2007.

De tão sombrio, o local serviu de locação para o filme "O Manicômio", que estreia dia 03 de janeiro nos cinemas, tornando-se assim o primeiro terror de 2019.

O filme fala de um grupo de youtubers entram ilegalmente na sessão de cirurgia em um santuário perto de Berlim para um desafio de 24 horas, com a esperança de viralizar o vídeo. Não demora muito para eles descobrirem que não estão sozinho e não são bem-vindos.

Bem perturbador e agoniante né? Que tão então começar o ano assistindo um filme de terror nos cinemas?


.
04- Sanatório Waverly Hills

Considerado como um dos lugares mais assombrados da Terra, diz-se que o Sanatório de Waverley Hills abriga uma misteriosa mulher acorrentada, que pode ser vista correndo do prédio agora abandonado; um garoto chamado Timmy, obcecado por jogar bola; uma garota sem olhos chamada Mary e a notória Sala 502, onde a porta se fecha se você ousar entrar em suas quatro paredes.

Construído em 1910 em Jefferson County, Kentucky, o Sanatório de Waverley Hills foi em parte uma resposta à pandemia da tuberculose que varreu grande parte dos Estados Unidos no início do século. O asilo foi imediatamente inundado de pacientes doentes e teve que ser expandido quase imediatamente após a conclusão. A taxa de mortalidade era excepcionalmente alta para a tuberculose, com a grande maioria dos diagnosticados morrendo da doença. Aqueles que sucumbiram à doença fizeram sua última jornada para fora do prédio através do "Death Tunnel [Túnel da Morte]", uma rampa de 150 metros que foi usada para descer os corpos do hospital até o sopé da colina sobre a qual se assentava.

Devido ao pensamento aceito da época, os pacientes eram frequentemente deixados sozinhos no telhado do prédio, já que o ar fresco era supostamente a chave para combater a doença. Aliás, muitas pessoas relataram ouvir passos e vozes no telhado. Luzes também foram vistas ligadas no prédio, apesar não ter eletricidade. A sala 502 foi o local de pelo menos dois suicídios: em 1928, uma jovem mulher se enforcou na sala, e em 1932, uma enfermeira saltou para a morte de sua janela. O terreno foi comprado recentemente por um casal que diz que planeja abrir o complexo como um resort quatro estrelas para entusiastas de atividades paranormais e caçadores de fantasmas. Talvez eles e seus visitantes recebam um pouco mais do que esperavam, especialmente se ficarem no quarto 502.

Já fiz um vídeo sobre o local, confira abaixo:

.
03- Asilo Trans-Allegheny para Loucos

Considerado um dos lugares mais assombrados dos Estados Unidos, o Asilo para Loucos Trans-Allegheny tem sido associado a eventos estranhos e teorias suspeitas desde que suas fundações foram estabelecidas pela primeira vez. O fato de que se diz que ele se assenta em 666 acres de terras apenas adicionou combustível a essas teorias, 666 sendo o alegado "Número da Besta".

Alguns dizem que as dimensões do edifício são resultado de antigas fórmulas maçônicas. Foi uma coincidência que, depois que as fundações e as paredes tivessem sido construídas por prisioneiros, pedreiros especiais fossem trazidos da Europa, especificamente para trabalhar nos elementos mais sutis do trabalho em pedra? Provavelmente, mas ainda tem certas engrenagens girando na mente das pessoas.

A construção do asilo começou em 1858 e levou mais de 20 anos para ser concluída, com o término oficial em 1881. Os pacientes já estavam sendo admitidos desde 1861. Embora o plano inicial fosse abrigar 250 pacientes, houveram períodos em que foram abrigadas mais de 2.000 pacientes. Tal como acontece com muitas instituições mentais e asilos do seu tempo, alguns dos tratamentos realizados são agora considerados cruéis e primitivos, incluindo lobotomias, tratamentos químicos e eletrochoques rudimentares. As paredes do asilo testemunharam muita dor e medo ao longo dos anos.


Assombrações no dia-a-dia são bem documentadas, com figuras sombrias sendo vistas, pessoas sendo fisicamente empurradas contra paredes, batidas ouvidas em canos nas paredes, e a suposta aparição física de um cão “demônio” negro , todos sendo experimentados por investigadores paranormais. Em março de 2013, a Ghost Research Society  realizou sua própria investigação. Usando equipamento de gravação especializado, eles conseguiram gravar o que eles alegaram ser vários gritos de assombração, bem como vozes fantasmagóricas que responderam às suas perguntas. Eles também capturaram uma imagem de uma suposta pessoa das sombras em seu equipamento de gravação de vídeo.

02- Hospital Psiquiátrico de Trenton

Originalmente conhecido como o Asilo de Loucos de Nova Jersey,  o Hospital Psiquiátrico de Trenton sempre prestou um atendimento geralmente muito bom a seus pacientes desde que foi inaugurado em 1848. Isso antes de o Dr. Henry Cotton assumir o controle. Ele trouxe idéias supostamente “novas” sobre doenças mentais, e muito sofrimento se seguiu.

Cotton chegara à conclusão de que a doença mental era de fato causada por infecções do corpo. Para testar e provar sua teoria selvagem, ele começou a remover os dentes infectados dos pacientes e até mesmo amputar os membros infectados. As atividades do Dr. Cotton foram suspensas em 1924 após terem relatado preocupação sobre seus métodos, mas o senado estadual de Nova Jersey acabou aprovando suas práticas. Ele voltou ao trabalho em 1925. Como os antibióticos não eram amplamente usados na época, quase metade dos pacientes do Dr. Cotton morreu sob seus cuidados. Ele se aposentou em 1930, mas o asilo continuou a colocar seus métodos em prática até a década de 1950. 

Muitos pesquisadores e investigadores paranormais afirmaram ter visto o Dr. Cotton no antigo terreno. Pacientes, alguns com membros ausentes, também foram vistos. No entanto, não existe evidência fotográfica para respaldar essas alegações.

01- Ilha Poveglia

Em 1922, os edifícios da ilha italiana de Poveglia, perto de Veneza, foram reformados e usados como asilo de loucos. Eles já tinham um passado longo e sombrio.

As lendas afirmam que nos tempos romanos, a ilha era usada para conter as vítimas da peste, que eram essencialmente deixadas para morrer ali. Muitas guerras também foram travadas no pequeno pedaço de terra e, no final do século XVIII, tornou-se novamente uma área de quarentena para os doentes. Talvez a história sombria tenha afetado o asilo infame e seus pacientes. Muitos diziam que viam figuras estranhas e ouviam vozes vindas do nada.

Uma lenda em particular se destaca: um médico do asilo decidiu realizar lobotomias, assim como outros experimentos macabros e sinistros, com seus pacientes. Segundo a lenda, o médico começou a ouvir as vozes dos fantasmas na ilha, que, talvez em retribuição por suas ações, voltaram sua atenção para ele. Ele finalmente caiu da torre do sino, vindo a falecer. Outras lendas afirmam que o corpo dele foi emparedado no prédio do asilo.

O asilo em si foi fechado no final dos anos 60, mas as histórias de acontecimentos estranhos continuaram, particularmente para aqueles que tentaram comprar a terra. Uma família queria construir uma casa de férias na ilha. Embora eles não entrem em detalhes por que, de repente, eles mudaram de idéia e deixaram a ilha, para nunca mais voltar, rumores locais afirmam que a filha da família sofreu uma lesão no rosto que precisou de pontos. A ferida foi supostamente causada por um espírito ou fantasma que violentamente a atacou.

Gostaria muito de agradecer ao Rusmea e ao Ricardo, que traduziram o material desta postagem.

Fontes (acessadas em 19/12/2018):
- Abandoned Berlin: Heilstätte Grabowsee - TB or not TB
- Listverse: 10 Haunted Asylums With Extremely Dark Pasts
- AssombradO.com.br: O Sanatório de Waverly Hills: História, "Túnel da Morte", Fantasmas, Vídeos etc
Comentários