5 de agosto de 2018

As Luzes De Phoenix: Mais de 100 mil Pessoas Viram OVNIs no Maior Avistamento dos EUA!



Em 13 de março de 1997, a cidade de Phoenix nos Estados Unidos foi palco do talvez maior avistamento de OVNI da era moderna. Milhares de pessoas viram, tiraram fotos e filmaram um enorme objeto que pairou sobre a cidade durante muitos minutos para depois desaparecer. A explicação oficial do governo frustou quem viu as luzes. Vamos saber mais desse incrível avistamento, como também revelar que não foi só isso que as testemunhas viram nesse dia, mas também um imenso OVNI triangular que cruzou o estado americano...

Assombrados, eu me lembro muito bem da filmagem mais famosa das Luzes de Phoenix, mostrando vários pontos brilhantes simplesmente parados sobre a cidade de Phoenix, com mais de 1 milhão de habitantes na época. Seja o que for, queria ser visto, pois ficou vários e vários minutos no ar, para então desaparecer. Seria um OVNI ou quem sabe, um projeto secreto do governo americano? Vamos saber mais do assunto...

As Luzes de Phoenix

As luzes de Phoenix foram um avistamento de objetos voadores não-identificados que ocorreram sobre a cidade de Phoenix, nos Estados Unidos, na noite de quinta-feira, 13 de março de 1997, e acabou causando grande espanto na população, nas comunidades científica e militar, além de entre os ufólogos. Luzes de várias descrições foram vistas por milhares de pessoas entre as 19h30 e 22h30 (horário local) num espaço de 480 quilômetros em linha reta.

Neste dia, grandes luzes ficaram estáticas sobre a cidade de Phoenix, com mais de 1 milhão de habitantes, durante vários minutos, e foram testemunhadas por milhares de pessoas. Cálculos dizem que até 100 mil pessoas viram as luzes, e muitas tiraram fotos e filmaram o fenômeno.

Agora vem algo muito importante: Há dois eventos distintos envolvendo o incidente: essa série de luzes estacionárias vista especificamente sobre Phoenix, ma antes dela, uma formação triangular ou bumerangue de luzes fora vista passando sobre cidades dos estados do Nevada, Arizona e até do estado mexicano de Sonora, uma área com quase 500 quilômetros.

.
Outro OVNI: Formato de V ou Bumerangue

Por volta das 18h55, hora local, um homem relator haver visto um objeto voador em formato de um “V” sobrevoando a cidade de Henderson, no estado de Nevada. Ele disse que este Ovni tinha o tamanho de um Boeing 747, e fazia o som de um forno de micro-ondas em movimento, mas de maneira mais suave. O tal “V” tinha seis lâmpadas brancas muito fortes e acabou sendo relatado cruzando o céu num percurso de quase 500 quilômetros.

Um policial aposentado de Paulden, Arizona, é a próxima pessoa que relata o ocorrido. Ele estava dirigindo por uma estrada e viu o mesmo “V” passando quase silenciosamente sobre o céu, mas desta vez as luzes brancas estavam alaranjadas (talvez por causa da poeira suspensa no ar). Desta vez, atrás do “V” ainda havia cinco luzes alinhadas seguindo esta aeronave.

Mais tarde, por volta das 20h17, várias pessoas de Prescott Valley começaram a ligar para os serviços de emergência por terem visto a tal aeronave em formato de “V” cruzando o céu silenciosamente sem nenhuma aeronave da Força Aérea interceptá-la. Assim, o mesmo relato, no mesmo dia, em poucos minutos, já aparecia em dois estados diferentes com centenas de testemunhas bastante lúcidas.

A rede internacional de investigação ufológica, MUFON, recebeu o seguinte relatório vindo da área de Prescott Valley:

Mais tarde, a 16 quilômetros de Prescott Valley, em Dewey, sete pessoas ligaram para a emergência alegando terem observado um estranho objeto voador não-identificado parecido com um “V” passando silenciosamente sobre o céu.

Tim Ley e sua esposa Boobbi, seu filho Hal e seu neto Damien primeiro observaram as luzes a uns cem quilômetros de onde eles estavam. Primeiro eram cinco luzes dispostas em uma linha levemente arqueada como se fosse um balão gigantesco. Logo depois repararam que as luzes começaram a se mover na direção deles. Em dez minutos as luzes já estavam sobre Phoenix e causaram grande espanto na população, que ligava em desespero para a polícia e os bombeiros. Como o governador do estado também havia visto os objetos, ele entrou em contato com o aeroporto de Phoenix, e os equipamentos não viam nada nos radares. Por volta das 20h45 os objetos voadores não-identificados já tinham desaparecido totalmente, deixando a população curiosa e as autoridades em desespero.



A Resposta Oficial

- Militares: As luzes estáticas sobre Phoenix foram explicadas em maio de 1997, por força da pressão popular. O oficial de relações públicas da Base Aérea de Luke emitiu um comunicado informando que os militares tinham investigado os ditos UFOs e resolvido o mistério. O comunicado dava conta de que se tratavam de luzes de foguetes de sinalizaçãodes pejadas de um avião Thunderbolt A-10, causando os avistamentos. O capitão Drew Sullins, porta-voz da Guarda Aérea Nacional, disse ainda que naquela noite oito de seus aviões A-10 estavam em missões de treinamento sobre a Zona de Artilharia Barry Goldwater, ao sul de Phoenix, igualmente liberando intensas luzes de sinalização a 5.000 m de altitude. Afirmou que as luzes caíam vagarosamente de pára-quedas e iluminavam o campo de treinamento. As explicações não convenceram.

O processo de desinformação sobre o Caso Luzes de Phoenix contou com requintes oferecidos pelos militares. Sullins chegou a dizer à imprensa que as aeronaves, antes de retornarem para a Base Aérea de Davis-Monthan, em Tucson, tiveram que se desfazer de todos os sinalizadores que haviam sobrado, lançando-os assim a uma grande altitude e dando origem ao que um dos pilotos chamou de “um show de luzes infernal”.

Agência Federal de Aviação (FAA): mesmo sendo avisada pelas estações de rádio de todo o Arizona sobre o ocorrido, não se manifestou nem emitiu qualquer declaração oficial. Nem mesmo asseverou que poderiam ser aeronaves estrangeiras sobrevoando ilegalmente a região e cruzando as aerovias locais.

- Governador: Fife Symington, governador do Arizona de 1990-1997, convocou a imprensa em 19 de julho para dizer que iria investigar o que aconteceu, e no mesmo dia, a tarde, convocou a imprensa novamente para dizer que tinha descoberto o que aconteceu. Durante a coletiva, o chefe de gabinete entrou na sala vestido de ET! Isso enfureceu muitas pessoas.

- Prefeito: O prefeito de Phoenix entrou na manobra de acobertamento e declarou para um membro do grupo ufológico StrangeUniverse [Estranho Universo] que nenhum UFO passou pela cidade naquela noite.

Governador e seu chefe de gabinete vestido de ET em julho de 1997
Rebatendo a Explicação

Embora a explicação dada pela USAF para as Luzes de Phoenix tenha sido aceita por muitos, ela certamente não resolve o mistério nem explica como os avistamentos ocorreram em localidades espalhadas por uma vasta área do Arizona e Nevada, algumas distantes entre si mais de 300 km.

O jornal Arizona Republic publicou num artigo que explicações como as dos militares, totalmente infundadas, incorrem em vários equívocos:

- Primeiro, luzes de sinalização não se movem sincronicamente, nem caem em direção ao chão e voltam a subir, se movendo por muitos quilômetros sem mudar suas posições relativas umas das outras.

- Em segundo lugar, muitas testemunhas relataram o evento bem antes do horário do suposto lançamento das luzes. “Mas isso seria apenas o começo dos debates e controvérsias, o que faz das luzes de Phoenix um dos maiores e mais polêmicos casos de avistamento de UFOs da história”, disse o articulista do Arizona Republic.

E mais, após mais de 15 anos do incidente, a pesquisadora das Luzes de Fênix, a Drª Lynne Kitei, diz que recentemente recebeu documentos da Força Aérea dos EUA, datados de primeiro de maio de 1997, declarando que a Base Aérea Luke não esteve envolvida com as luzes sobre Fênix.

Já a aeronave em forma de V, para os ufólogos não existe uma explicação plausível uma vez que não há aviões conhecidos com este formato de V. Entretanto, alguns engenheiros aeronáuticos dizem que poderia ser um voo de teste de alguma aeronave nova da Força Aérea, explicação usada pelo governo. Outros céticos apontam que a forma em “V” é natural em exercícios da Esquadrilha da Fumaça, que estava treinando naquela noite.


A Bombástica Declaração do Governador

O então governador do Arizona, Fife Symington, que de início zombou da situação, viu o OVNI em formade V! Ele disse para a CNN e para a Fox News ter ficado “aterrorizado” com seu avistamento, mas, como toda autoridade governamental, mentiu e encobriu a verdade.

Se tivesse que fazer isso de novo, eu provavelmente teria agido de forma diferente,” explicou Symington, durante uma entrevista com a jornalista investigadora Leslie Kean, para seu livro “UFOs: Generals, Pilots and Government Officials Go on the Record.

Você poderia imaginar o que aconteceria se eu tivesse dito alguma coisa,” disse Symington para Kean.

Kean diz que a decisão de Symington de acobertar o grande aparecimento de OVNIs sobre a cidade de Fênix e todo o estado de Arizona em 13 de março de 1997, quando múltiplos objetos triangulares e em forma de V apareceram, é compreensível, pois ele seria considerado um “louco“, ou um “bufão“, tivera admitido o avistamento naquele dia.

Durante a entrevista com o The Daily Courier, na cidade de Prescott, Arizona, Symington disse:

Sou um piloto e conheço praticamente todas as máquinas que voam.  Isso era maior que qualquer coisa que eu já vi.  Este fato ainda permanece um grande mistério.  Outras pessoas também viram; pessoas responsáveis. Eu não sei porque as pessoas ridicularizariam isso.

Symington também disse ao jornal:

Ele era enorme e inexplicável. Quem saberia de onde ele veio?  Muitas pessoas o viram, e eu o vi também. Foi muito dramático. E não poderia ter sido tochas militares, porque era muito simétrico. Ele tinha uma perfil simétrico, com uma forma constante.”



Luzes Foram Registradas no Passado

Dr. Lynnei Kitei, médica e autora de documentários. Emn 2004 ela fez a revelação de que as luzes já haviam aparecido antes. Ela em entrevista para a equipe de Caçadores de OVNIs disse que presenciou essas luzes dois anos antes dos acontecimentos de 13 de março de 1997.

Em 02 de junho de 1995 ela tirou uma foto de um OVNI perto de sua casa. Ela disse que as esferas tinham de 1-1,5 metros, eram ambars e não brilhavam. Outra série de luzes apareceu em 23 de janeiro de 1997, dois meses antes do avistamento em massa. Ela acredita que viu uma formação triangular, com 6 pontos de luz. Em 13 de março ela também viu o avistamento em massa e gravou um vídeo das luzes.

Outra testemunha a registrar luzes antes do avistamento em massa foi Steven Blonder, autor do livro Oracle of the Phoenix. Ele e sua vizinha viram algo inexplicável em 10 de março de 1997. Ele conseguiu filmar com sua câmera. Era uma luz laranja brilhante. Nas três noites seguintes e conseguiram registrar novamente o fenômeno.

Foto tirada pela Dr. Lynnei Kitei sobre Phoenix no dia 23 de janeiro de 1997


Luzes Registradas Novamente

Em 06 de fevereiro de 2007 houve outra aparição de estranhas luzes sobre Phoenix. De acordo com o Centro de Aviação Civil dos Estados Unidos, as luzes seriam explicadas por exercícios militares de aviões do tipo F-16. Também em 21 de abril de 2008, luzes novamente foram vistas sobre a cidade; desta vez, as luzes faziam a forma de um diamante no céu e desta vez não houve nenhuma manifestação governamental sobre o avistamento, mas alguns meteorologistas explicaram que, “estranhamente”, eram balões de hélio.

Dez anos depois desse avistamento, nos dias 2  e 3 de fevereiro de 2017, com vídeos independentes de cada incidente postados na internet. Em 2 de fevereiro, um grupo de três homens estavam andando na área de Sunnyslope de Phoenix quando notaram a estranha disposição de luzes pairando no horizonte. O trio foi capaz de filmar o inexplicável UFO, que ainda de longe, mostra detalhes evidentes.

.
Em 3 de fevereiro, testemunhas na área de Goodyear haviam notado uma matriz horizontal semelhante de oito luzes no céu, e gravou o UFO de seu carro. O grupo descreveu o objeto estranho como algo que parecia ter um formato, com um ocupante do veículo afirmando perto do final das filmagens que parecia uma “grande círculo”.

.
Agradecimento especial ao Thiago Ticchette que me passou muito material.
Thiago Luiz Ticchetti: Natural do Rio de Janeiro, pesquisa o fenômeno ufológico há mais de 20 anos. É coeditor da Revista UFO e presidente da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU). Integra a Revista UFO desde 1997 e atualmente é seu coeditor e colunista. Autor de 8 livros, entre os quais “Quedas de UFOs", "Guia da Tipologia Extraterrestre" e "Guia da Tipologia dos UFOs". É também colunista da revista inglesa UFO Truth Magazine.

Facebook: http://www.facebook.com/Thiagoticchetti
Youtube: http://www.youtube.com/c/ThiagoLuizTicchetti
Twitter: @TLTufologo
Instragram: ThiagoTicchettiUFO

Fontes (acessadas em 04/08/2018):
- Série Caçadores de OVNIS, Episódio Luzes do Arizona
- Revista UFO: As misteriosas luzes de Phoenix
- Inquisitr: Phoenix Lights: Mysterious UFO Spotted Once Again Over Arizona
- OutroMundo.net: As luzes de Phoenix; Aconteceu de novo
- Wikipedia.net: Phoenix (Arizona)
- Wikipedia.pt: Luzes de Phoenix
- Fato e farsa!: Clássico da ufologia: as luzes de Phoenix, fato ou farsa?!
- Nerdices: Matéria Especial: As luzes de Phoenix
Comentários