17 de agosto de 2018

10 Surpreendentes Experiências de Quase Morte


Uma sensação de ausência de peso. Uma luz brilhante no final de um túnel. A capacidade de ver o próprio corpo logo abaixo e amigos ou entes queridos - que faleceram anos atrás - agora cercam o "quase-morto" em paz absoluta.

Estas são apenas algumas das coisas descritas por pessoas que tiveram uma experiência de quase morte (EQM). E nem todas são tão positivos. Alguns relatam uma visita ao inferno, onde foram dominados pelo medo e pela desesperança, e até torturados por demônios.

Enquanto muitos na comunidade científica são céticos quanto a esses relatos, outros acreditam que oferecem a mais definitiva prova de vida após a morte que poderíamos encontrar.
Ainda que o debate continue, uma coisa é certa: essas pessoas insistem que o que elas passaram, mudou suas vidas. Mas fique à vontade para analisar por si mesmo.

10 - Veronika-Ulrike Barthel

Veronika Barthel diz que, depois de ser atingida por um raio enquanto dirigia seu carro em em 1981, ela foi imediatamente transportada para o inferno, onde encontrou demônios escoltando ela a uma grande sala de espera.

"As criaturas que eu vi lá eram mais aterrorizantes do que qualquer coisa que eu já vi em um filme de terror. Hoje eu sei que eles eram demônios. Como soldados, eles passaram por mim e, no meio deles, estavam pessoas que gritavam de dor. Era muito difícil respirar ali, por causa do cheiro terrível daquele lugar. Eu vi um lago, que parecia a parte interna de um vulcão, onde as pessoas estavam praguejando por causa da grande dor".

Ela diz que viu pessoas sendo jogadas em cavernas, que eram guardadas por demônios, que jogavam lanças neles enquanto gritavam. Ela também lembrou que cobras estavam presentes por todo o chão, que estavam lá para assustar e intimidar as pessoas no inferno.

Depois de sua experiência, Veronika se viu transportada de volta ao seu carro, onde por um momento viu suas próprias mãos pegando fogo enquanto segurava o volante.

9 - Howard Storm

Outrora um auto-intitulado "duplo ateísta" e "conhecedor de todos os professores universitários", Howard Storm liderava uma excursão de arte européia de três semanas com seus alunos quando se retirou para o seu quarto de hotel na França no último dia da viagem.

Sem aviso, ele de repente gritou e caiu no chão, levando sua esposa a pedir ajuda. No hospital, a notícia era sombria: Howard tinha um estômago perfurado que exigia cirurgia e, se não a fizessem logo, ele morreria.

A espera de um médico para chegar ao hospital foi demorada - tanto que Howard virou para a esposa em um determinado momento e disse sua última despedida, insistindo que estava a poucos instantes da morte.

Foi quando ele se viu de pé ao lado do seu próprio corpo (que ainda estava na cama do hospital) e se sentindo mais vivo do que nunca, sem mais a dor de estômago.

Logo depois, ele ouviu vozes desconhecidas chamando por ele."Venha conosco", disseram. "Se apresse, vamos embora. Nós estivemos esperando por você."

Depois de chamar a esposa e não obter resposta, ele começou a seguir as vozes, o que o levou para fora do quarto onde percorreu um longo corredor escuro.

Howard seguiu eles por um tempo, e ficando cada vez mais aterrorizado, ele disse às vozes que não ia ir mais adiante. Então eles o atacaram.

"Tivemos uma grande briga e a luta se transformou neles me trucidando, o que eles fizeram devagar e com muito prazer", diz Howard. "Principalmente eles estavam mordendo e rasgando a mim. Isso durou muito tempo. Eles fizeram outras coisas para me humilhar e violar, sobre os quais eu não falo".

Desabando no chão, Howard começou a recitar a Oração do Pai Nosso, depois de ouvir uma voz suave dizer a ele para que "Orasse a Deus".

Depois de dizer algumas outras orações, Howard contou que Jesus pessoalmente o salvou dos demônios e o enviou de volta à Terra, dizendo para que ele vivesse sua vida de forma diferente. O livro de Howard Storm, My Descent Into Death ("Minha descida ao inferno"), foi publicado no ano 2000.

8 - Dr. Mary Neal

Durante uma viagem de caiaque em 1999, a Dra. Mary Neal ficou presa embaixo d'água quando seu caiaque virou, impossibilitando ela de respirar por algo entre 15 e 25 minutos.

É quando ela diz que experimentou uma experiência de quase morte que a levou à presença de Deus, Jesus e anjos.

Durante a experiência, Deus disse a ela que sua família enfrentaria uma tragédia e precisaria dela para ajudar. Especificamente, Willie, seu filho de 9 anos, ia morrer - mas não disseram a ela quando, onde ou como.

Dez anos depois, aos 19 anos, Willie foi morto em um acidente de carro no Maine, EUA, por um motorista que estava no celular.

Mary está convencida de que Jesus a ajudou debaixo d'água, possibilitando que as equipes de resgate a revivessem após o acidente de caiaque. Ela acordou com duas pernas quebradas e complicações pulmonares e passou um mês no hospital, seguida por seis semanas em uma cadeira de rodas.

Ela escreveu um livro chamado To Heaven And Back ("Ao paraíso e de volta") , publicado em maio de 2012.

7 - Ben Breedlove

Quando Ben Breedlove, de 18 anos, de Austin, Texas, começou a postar uma série de vídeos no YouTube dizendo ao mundo sobre sua condição cardíaca rara, eles se tornaram virais instantaneamente, atraindo milhões de telespectadores.

Em um deles, ele conta a história de ser levado por um corredor escuro por enfermeiras até a sala de cirurgia, e vendo uma luz brilhante e pacífica perto do teto. Ele tinha quatro anos na época em que aconteceu.

Através de uma série de cartões com textos mostrados no vídeo, ele escreveu: "Não haviam luzes acesas naquela sala. Eu não conseguia tirar os olhos daquilo e não pude deixar de sorrir. Eu não tinha nenhuma preocupação, como se nada mais no mundo importasse".

Ele fala de diferentes ocasiões em que ele "enganou a morte", incluindo um incidente em que desmaiou no corredor da escola. "Enquanto ainda estava inconsciente, estava naquele quarto branco; sem paredes, só continuava. Não havia som, mas aquela mesma sensação de paz que eu havia tido quando tinha quatro anos. Eu estava vestindo com um traje muito legal, assim como meu rapper favorito, Kid Cudi. Eu então me olhei no espelho - eu estava orgulhoso de mim mesmo, de toda a minha vida, de tudo o que fiz. Foi o melhor sentimento. Eu não queria sair daquele lugar. Eu gostaria de nunca ter acordado."

Os vídeos de Ben atraíram a atenção do rapper Kid Cudi, que aparentemente "desmoronou" depois de assistir. Ele respondeu: "Eu desmoronei, estou em lágrimas... porque odeio como a vida é tão injusta. Isso realmente tocou meu coração de uma maneira que não consigo descrever, é por isso que faço o que faço. Por que escrevo minha vida e por que amo tanto vocês todos."

No dia de Natal de 2011, uma semana após postar os vídeos, Ben Breedlove sofreu um ataque cardíaco e morreu. Um amigo da família declarou: "Há momentos em que [a família fica] sobrecarregada pela dor e pela perda de Ben, mas depois é substituída por saber que ele estava em paz com o que iria acontecer".

No último vídeo Ben Breedlove declarou: "Você acredita em anjos ou em Deus? Eu acredito."

6 - Colton Burpo

Colton Burpo não tinha quatro anos quando seu apêndice explodiu, colocando ele em um hospital para uma cirurgia de emergência.

Quando acordou duas horas depois, ele teve uma história incrível para contar.

Ele disse que esteve no céu, onde conheceu Jesus, João Batista, Deus e até mesmo membros da família que haviam falecido anteriormente - incluindo uma irmãzinha que sua mãe havia perdido devido a um aborto espontâneo. Nenhum de seus pais mencionou o aborto para ele.

Colton também conheceu um idoso que ele chamou de "Pop", que ele havia visto como um jovem. Mais tarde, ele foi capaz de identificar Pop em uma fotografia de família como o homem que ele tinha visto no céu. Era o seu avô paterno.

E enquanto a cirurgia estava ocorrendo, Colton disse ao seu pai que o havia visto em um outro quarto, onde ele havia ido orar.

Seu pai, Todd Burpo, disse: "Nós sabíamos que ele não estava inventando, porque ele foi capaz de nos dizer o que estávamos fazendo em outra parte do hospital. Nem mesmo [minha esposa] me viu naquele quartinho, tendo minha fusão com Deus."

Todd escreveu um livro chamado Heaven Is For Real ("O céu é pra valer"), que narra toda a história da incrível experiência de seu filho em detalhes. Colton Burpo agora viaja pelo país com seus pais, compartilhando sua história com outros.

5 - Betty J. Eadie

Em novembro de 1973, Betty Eadie foi submetida a uma histerectomia parcial, após o que ela diz que flutuou para fora de seu corpo e passou por um túnel para o céu.

Ela disse que foi guiada por três figuras encapuzadas, parecidas com monges, que afirmavam ter sido sempre seus anjos da guarda e a informaram que ela havia morrido prematuramente.

Em um trecho de seu livro, Embraced By The Light ("Envolvido pela luz" ), ela lembra: "Eu vi um ponto de luz à distância. A massa negra ao meu redor começou a assumir mais a forma de um túnel, e eu me senti percorrendo a uma velocidade ainda maior, correndo em direção à luz. Eu estava instintivamente atraída por aquilo, embora, mais uma vez, achasse que os outros talvez não estivessem. Ao me aproximar, notei a figura de um homem de pé, com uma luz irradiando ao redor dele. Não havia como questionar quem ele era, eu sabia que ele era meu salvador, amigo e Deus. Ele era Jesus Cristo, que sempre me amou, mesmo quando eu achava que ele me odiava".

Após a sua publicação em setembro de 1994, seu livro se tornou best seller e continua sendo impresso até hoje.

4 - Don Piper

Depois de uma conferência pastoral em janeiro de 1989, Don Piper estava dirigindo por uma ponte quando uma carreta do Departamento de Correções do Texas invadiu a linha central e bateu de frente contra o seu veículo.

Ele disse que foi "instantaneamente transportado para o céu", onde se viu cercado por parentes e amigos mortos e um grande portão de pérolas.

"O portão do céu era um magnífico edifício, que eu jamais vi. Se parecia com um portão gigante que havia sido esculpido em madrepérola", disse ele. "Atrás desse portal havia uma luz tão leve que não consigo conceber como se poderia ver em um corpo terreno. Só poderia ser imaginado em um corpo celeste porque era muito brilhante".

Enquanto ele estava lá esmagado em seu veículo na ponte, um pastor veio orar por ele. A equipe de paramédicos disse ao pastor que Don estava morto.

Depois que o pastor orou, Don se viu  instantaneamente de volta em seu veículo, olhando para uma lona que havia sido colocada sobre ele.

No hospital, foi revelado que apesar dele não ter sofrido nenhum traumatismo craniano grave, quase todos os ossos do seu corpo estavam trincados ou quebrados.

Don escreveu um livro chamado 90 Minutes In Heaven ("90 minutos no céu")após a sua recuperação.

3 - Bill Wiese

Em seu livro 23 Minutes In Hell ("23 minutos no inferno"), o autor Bill Wiese conta a história de se deitar na cama às três da madrugada e de repente, ser jogado nas profundezas do inferno, onde foi atormentado por demônios.

Ele disse que foi colocado em uma pequena cela com "feras" cruéis que pareciam répteis. Ele se lembra de entender que as criaturas haviam sido designadas para causar tormento nele, e assim fizeram, jogando ele contra as paredes e perfurando sua carne com suas garras.

A dor se tornou tão intensa que ele desejou a morte. Ele disse que ouviu os gritos de milhões, que estavam queimando no inferno ou sendo torturados como ele estava.

Quando ele acordou, sua esposa notou que o relógio marcava 3:23, por isso o seu livro se chama 23 minutos no inferno.

2 - Crystal McVea

Após um procedimento médico simples para pancreatite em 2009, Crystal McVea, de Oklahoma, EUA, entrou em uma parada respiratória completa na mesa de operações.

Quando isso aconteceu, ela diz que experimentou uma viagem ao céu que renovou sua fé em Deus, a quem conheceu pessoalmente.

Ela o descreveu como "um brilho imenso", algo que ela podia "sentir, saborear, tocar, ouvir e cheirar", e lembrou ter tido 500 sentidos no céu, ao contrário dos cinco humanos tradicionais.

"Eu tinha anjos, eu tinha Deus e caí de joelhos na frente dele", disse ela, acrescentando que sempre duvidava antes da experiência.

Quando ela foi perguntada duas vezes por Deus se ela gostaria de voltar para a Terra, ela optou por ficar nas duas vezes. Mas apesar de sua insistência, Deus a mandou de volta - ainda que não antes de alivir ela de sua culpa e vergonha.

McVea lançou um livro sobre sua experiência chamado Waking Up In Heaven (Despertando no céu") em abril de 2013.

1 - Ian McCormack

Ao mergulhar para pegar lagostas na República da Maurícia, Ian McCormack foi picado no braço por uma vespa-marinha, uma espécie de água-viva.

Ele diz que, quando a ambulância chegou, ele já estava completamente paralisado e a necrose começou a se instalar. Enquanto ele estava morrendo, Ian viu a mãe dele rezando por ele, e depois que ele chegou ao hospital, ele ficou clinicamente morto por um período de 15 a 20 minutos.

Foi quando ele se viu em um lugar muito escuro e começou a ouvir as pessoas gritando.

"Das trevas, comecei a ouvir vozes de homens gritando comigo dizendo para 'calar a boca' - que eu 'merecia estar lá' - que eu estava 'no Inferno'. Eu não podia acreditar, mas enquanto estava lá, um raio de luz radiante brilhou através da escuridão e imediatamente começou a me levar para cima.
Eu me vi sendo transladado em um raio incrivelmente brilhante de pura luz branca - parecia emanar de uma abertura circular muito acima de mim (eu me sentia como uma partícula de poeira sendo puxada em um raio de luz solar)”.

Enquanto caminhava em direção à luz, Ian disse que podia sentir que aquilo estava emitindo uma "emoção viva" e que Deus então falou com ele.

McCormack não escreveu um livro, mas compartilhou sua história com várias agências de notícias e programas televisivos.

Tradução/Adaptação: Rusmea & Mateus Fornazari

Fonte: https://listverse.com/2013/09/15/10-astonishing-near-death-experiences/
Comentários