24 de agosto de 2018

10 Escolas com Histórias Assombradas!


Alguns alunos e professores podem se considerar sortudos. Pelo menos quando eles vão ao banheiro entre as aulas, não há nada de sinistro esperando por eles em algum canto da escola. Não há locais que repentinamente ficam gelados ou ventos inexplicáveis, nem aparições do que seriam, espíritos de estudantes do passado, correndo pelos corredores.

Mas aqueles envolvidos com as escolas desta lista, não são tão afortunados já que também precisaram ficar de olho no sobrenatural.

10 - Lee Williams High School

Em 2013, o diretor da Lee Williams High School, em Kingman, Arizona, EUA, Steve Elwood, falou ao jornal Los Angeles Times sobre a grande quantidade de histórias de fantasmas que cercam a escola.

Muitas das pessoas da cidade acreditam que o campus da escola é assombrado e relataram ter visto espectros de mulheres em roupas de época e homens vestidos em seu melhor traje do século anterior enquanto participavam de eventos de formatura.

Junto com os fenômenos usuais de luzes bruxuleantes, pegadas fantasmas e alarmes disparados sem motivo aparente, havia também relatos de um homem vestido com um longo casaco e usando um chapéu de feltro que percorria os corredores da escola, assim como uma pequenina garota se fazendo ouvir à noite, querendo ir brincar lá fora.

A Lee Williams High School está parcialmente situada no que costumava ser o antigo Cemitério Pioneer. Em 2013, durante a construção do novo prédio da escola, onze sepulturas, sete caixões e uma infinidade de artefatos foram descobertos no local.

Os céticos atribuem os relatos fantasmagóricos a imaginações selvagens, mas o zelador da escola insistiu que as histórias eram verdadeiras.

Ele alegou ter ouvido passos entrando nos banheiros à noite, quando ninguém estava lá fora ele mesmo, assim como vozes vindas de algumas das salas de aula.

9 - Sophie B. Wright Middle School

Em 1912, a Escola Secundária Sophie B. Wright foi a primeira escola pública para meninas em Nova Orleans, Luisiana EUA.

Eventualmente, se tornou uma escola do ensino médio. Quando o furacão Katrina atingiu a área, professores e alunos foram evacuados da escola, e o prédio foi usado como alojamento para o pessoal da Guarda Nacional. Em meio ao caos, houve alegações de que fantasmas teriam saído para brincar.

O Sargento Robin Hairston relatou ter visto a aparição de uma menina em uma porta.
A especialista Rosales Leanor viu uma sombra de uma jovem no banheiro da escola que a aterrorizava. Um membro da equipe que não quis ser identificado, abriu um armário para encontrar uma menina fantasmagórica rindo para ele.

O volume de incidentes paranormais relatados durante esse tempo resultou em um capelão executando uma limpeza no edifício.

Depois disso, os relatos sobre fantasmas foram drasticamente reduzidos, e a escola agora é mais conhecida por sua excelência acadêmica do que por seus habitantes fantasmagóricos.

8 - Escola primária de Julia F. Callahan

Em 1952, morreu Julia F. Callahan, fundadora da Escola primária Julia F. Callahan, batizada com esse nome em sua homenagem, localizada em Lynn, Massachusetts, EUA. Professores e alunos logo se convenceram de que ela nunca saiu da escola.

De apitos sinistros ouvidos nos corredores a estranhos sons que emanam do sótão, a presença de Callahan se tornou uma ocorrência familiar na escola.

Os alunos relataram que portas são fechadas na biblioteca, enquanto outros afirmaram ter visto o fantasma de Callahan entrando por uma porta de acesso.

Em 2008, uma aluna da quinta série chamada Rachael Felice afirmou que enquanto ela e sua amiga Nicole estavam no banheiro no porão, elas ouviram os sapatos de salto alto estalando no chão. Ela e Nicole eram as únicas no banheiro.

Há alguma controvérsia sobre exatamente como Callahan entrou na vida após a morte, com alguns alegando que uma estante caiu sobre ela e a esmagou. Outras variações de sua morte incluem que ela teve um ataque cardíaco em seu escritório ou caiu do telhado do prédio da escola.

O diretor, Ed Turmenne, não é levado a comentar as histórias e se acreditava nelas ou não, mas afirmou que sua opinião sobre o fantasma de Julia era positiva e que tudo estava bem, já que seu espírito estaria supervisionando os alunos na escola.

7 - West High School

Mesmo um professor muito cético teve que admitir que algo estranho estaria acontecendo na West High School, em Anchorage, no Alasca, quando vários avistamentos de uma senhora de aparência solitária vestida de branco perambulando pelas instalações foram reportados.

A dama de branco foi vista nos bastidores do auditório ou em pé, parada entre os assentos no interior da enorme sala. Ela também aparentemente corre pelos corredores às vezes ou se esconde nos corredores do porão.

Um estudante viu uma garota abrindo a porta dos bastidores do auditório durante um ensaio fechado e correu na direção dela para avisá-la. Só que quando ele chegou lá, ela havia desaparecido no ar. Até mesmo um guarda de segurança viu algo branco passar por ele em um dos corredores atrás do balcão do auditório.

Outro fantasma, como dizem, que parece não querer sair do recinto da West High School é o de um zelador que morreu há muito tempo.

As pessoas relataram ter visto um homem varrendo o saguão quando não deveria haver ninguém ali, enquanto outros afirmam ter ouvido passos ecoando pelos corredores vazios e as luzes piscando por conta própria.

6 - Mgotjane Primary School

Uma professora da Escola Primária de Mgotjane, na Suazilândia, Suazilândia, na África Austral, se recusou a retornar à escola em 2013, depois de alegar que espíritos malignos a atacaram lá.

Outro professor desocupou seus aposentos na escola depois de se sentir inseguro. Thulani Dlamini relatou ter ouvido um de seus colegas gritando que quatro homens baixos estavam tentando estrangulá-lo.

Logo depois disso, os homens entraram no quarto de Dlamini, e descobrindo que não podiam estrangulá-lo, eles o chutaram e tentaram pressionar o seu rosto em sua cama para impedi-lo de respirar.

As alunas da escola também tiveram sua cota de experiências aterrorizantes. Três garotas entraram no banheiro e, enquanto duas usavam o banheiro, a outra estava na porta esperando. As duas alunas do banheiro ficaram atônitas e horrorizadas ao ouvir uma voz gritando de baixo do banheiro, perguntando por que estavam se aliviando.

A moça do lado de fora, ao lado da porta, também ouviu a voz e perguntou a suas amigas quem estava lá com elas. A voz dentro do banheiro ficou mais e mais alta até que as garotas não aguentaram mais e voltaram para a aula.

Os pais e outros professores ficaram extremamente céticos, com alguns até dizendo que as meninas deveriam parar de inventar histórias. No entanto, não muito depois desse incidente, outras garotas de classes menores relataram o mesmo fenômeno.

5 - Yanagawa High School/Yanagawa Koutou Gakkou

Em um incidente que começou como histeria em massa, 27 meninas entraram em colapso na escola de ensino superior Yanagawa, localizada em Honjō, cidade de Yanagikawa, província de Fukuoka, Japão, depois de supostamente terem visto um "espírito vingativo" em 2014.

Foto do incidente da
  escola Yanagawa.
Começou com uma garota gritando a plenos pulmões que ela estava paralisada e incapaz de se mover. Então, mais garotas começaram a exibir o mesmo comportamento, fazendo com que outros alunos corressem para aquela sala de aula para ver o que estava acontecendo.

A loucura continuou por algumas horas, com as pessoas suspeitando que as meninas ficaram possuídas pelo espírito de um fantasma sem cabeça.

As garotas gritavam: "Me mate!" e "Morra!", eventualmente, as portas da escola foram fechadas. Alguns acreditam no rumor de que o espírito de uma garota sem cabeça, que assombraria a área do monte Hiko e a represa de Aburagi, possuíram de alguma forma uma das alunas enquanto ela e seus colegas estavam em uma excursão.

Ela teria levado o espírito pra casa com ela, que mais tarde, teria possuído os outros alunos durante a aula.

4 - Universidade de Iowa 

Alegações de experiências fantasmagóricas feitas por estudantes da Universidade de Iowa, chegaram às manchetes em 2012. 

Seis membros do time de beisebol da escola de Iowa em Iowa City e um jogador de hóquei do clube relataram que um espírito, com uma queda por canais de TV, assombrava sua casa compartilhada. 

Enquanto seu relato foi tratado em tom de brincadeira, outros relatos mais sinistros se tornaram lendas urbanas. Concretamente, um aparente pacto de suicídio envolvendo três mulheres residentes no dormitório da Universidade de Currier Hall. 

Como diz a história, as ocupantes do quarto andar estavam discutindo seus novos namorados, apenas para perceber que elas estavam falando sobre o mesmo homem. 

Nenhuma das garotas estava disposta a ceder o rapaz à outra então, ao invés disso, elas terminaram coletivamente suas vidas. Além do mais, dizem que seus fantasmas surgem sempre que os residentes atuais discutem.

3 - Tonk Upper Primary Government School

Em 2014, quase 300 pessoas realizaram cerimônias religiosas em uma escola do ensino fundamental superior no distrito de Tonk, na Índia, depois que três crianças desmaiaram durante o horário escolar ao afirmarem ter visto um fantasma.

Disseram que o espectro era de uma jovem que tentou empurrá-los em direção a um banheiro. O incidente fez com que 170 crianças se abstivessem de ir à escola por uma semana.

Durante os rituais religiosos, foi alegado que um dos aldeões que participava foi possuído pela divindade Tejaji, que então advertiu os pais a realizar Pújá regularmente para garantir que a escola permanecesse livre do mal. Pújá, uma cerimônia religiosa de gratidão, deveria ser realizada no templo no terreno da escola.

Tejaji também disse que a razão para o mal penetrar nas barreiras da escola foi porque a cerimônia Pújá não havia sido realizada em mais de dois meses antes do incidente assustador com os três alunos.

2 - Deerpark CBS School

Em 2017, a Deerpark CBS em Cork, na Irlanda, foi notícia um mês antes do Halloween.

Câmeras de vigilância registraram armários balançando, papéis voando e portas batendo sem interferência humana. O vice-diretor da escola viu a filmagem e enviou para o diretor Kevin Barry para dar uma olhada.

O representante falou à mídia dizendo que ele não entendia o que ele havia visto e se o incidente seria revelado como uma brincadeira, seria uma farsa extremamente bem feita.

Antes do vídeo começar a rodar, haviam rumores sobre atividades sobrenaturais na escola, incluindo pontos frios extremos e choro nos corredores.
..
.
Um mês depois disso, outro vídeo (mostrado acima) foi compartilhado pela escola em que sons altos podem ser ouvidos no salão deserto, uma mochila voa do topo de uma fileira de armários e uma cadeira se move sozinha.

O vice-diretor negou o uso de uma tela verde (chroma key) e edição para falsificar os vídeos, simplesmente dizendo que a escola não tinha esse tipo de recurso.

1 - Lambertville High School

Lambertville High School, em Nova Jersey, em certo momento foi nomeada a escola mais assombrada da Costa Leste. Felizmente, o edifício foi demolido.

Algumas pessoas relataram ter visto olhos de fogo flutuando no campo de esportes e uma voz sem corpo gritando. Outros relataram ter visto o fantasma de um ex-jogador de futebol que quebrou o pescoço e morreu durante uma partida.

O diretor da biblioteca anterior, Harold Dunn, afirmou que os olhos vermelhos em chamas apareceriam se alguém fosse ao campo à noite. A suposta voz desencarnada diria ameaçadoramente à pessoa para correr.

Misteriosas mensagens e fotos também apareceram em quadros-negros nas salas de aula. A escola existia desde 1854 antes de ser demolida em 2012. O edifício original foi destruído em grande parte em um incêndio no início da década de 1920, e vários rumores afirmaram que 150 estudantes foram mortos no incêndio, assim como alguns dos professores.

Dizem que uma pedra monumento de tributo na escola, foi colocada lá em memória desse terrível acontecimento.

Tradução/Adaptação: Rusmea & Mateus Fornazari
Fonte: http://listverse.com/2018/02/27/10-haunted-school-stories-that-made-the-news/
Comentários