27 de maio de 2018

Na Trilha dos Hobbits: A História do Documentário

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Em 1977 uma expedição a ilha de Flores na Indonésia acaba em tragédia, com duas pessoas mortas e um sobrevivente, o Dr. Timothy Darrow, que acabou sendo condenado por assassinato e preso. Ele sempre disse que não matou ninguém, mas sim que foram criaturas da floresta. Em 2004 foi descoberto nesta mesma ilha o H. Floresiensis, apelidado de Hobbit, e também nesta ilha existe a lenda do Ebu Gogo, uma criatura pequena e mortal. Essa história foi exibida no documentário exibido nos canais por assinatura Animal Planet e Discovery Channel no documentário Na Trilha dos Hobbits. Vamos conhecer essa história e saber se é real...

Assombrados, desde quando comecei a fazer vídeo especiais no canal, sempre chega em meus emails pedidos para fazer um especial sobre o documentário "Na Trilha dos Hobbits", exibido nos canais por assinatura Animal Planet e Discovery Channel. Eu sempre fui ignorando esses email e nunca tinha assistido tal documentário. Até que essa semana chegou um pedido e não sei porque me vi fortemente direcionado a assistir e fazer o vídeo. Então vamos lá. Vamos saber essa história bizarra. Ah! Não deixe de ler a postagem ou assistir o vídeo que fiz até o final, ok?

Descoberta do H. floresiensis

Em 2004, uma equipe de cientistas australianos e indonésios que escavavam a caverna de Liang Bua, na ilha de Flores, na Indonésia, anunciou ter desenterrado algo extraordinário: parte do esqueleto de uma mulher adulta que teria pouco mais de 1 metro de altura e o cérebro com um terço do tamanho do nosso. Foi chamado de H. Floresiensis e logo recebeu um apelido criativo: hobbit, em homenagem às criaturas ficcionais de J.R.R. Tolkien.

A criatura evoluiu para esse tamanho pequeno, supõe-se, como resposta aos recursos limitados disponíveis em sua ilha natal – fenômeno já documentado em outros mamíferos, mas jamais em seres humanos.

Além disso, os mesmos depósitos em que se encontraram os indivíduos de corpo e cérebro pequenos também revelaram ferramentas de pedra para a caça e a desossa de animais, bem como resquícios de fogueiras para cozê-los – comportamentos bem sofisticados para uma criatura com o cérebro do tamanho do de um chimpanzé.

Surpreendentemente, os hobbits viveram há apenas 18 mil anos, um piscar de olhos na história evolutiva.

Ossada do H. Floresienses

Documentário "Na Trilha dos Hobbits"

Documentário "Na Trilha dos Hobbits" vai investigar a
 história de Timothy Darrow ocorrida em 1977
Como vimos, os hobbits não existem mais, estão extintos. Mas Será? O documentário "Na Trilha dos Hobbits", exibido no Animal Planet e Discovery Channel, trás uma história absolutamente incrível.

Ele começa dizendo que foi feito baseado em uma descoberta científica e que as imagens podem ser chocantes, e nos conta a história ocorrida na década de 1970, onde uma dupla de cientistas americanos, o Dr. Timothy Darrow e um colega chamado Dr. Gary Ward, acompanhados por Drajat "Reggie" Saputra, um guia local, foram para a ilha de Flores, na Indonésia - mesmo local onde viviam os hobbits - para tentar encontrar uma espécie de coruja suspeita de extinção e ver efeitos em águias. Eles logo começam a notar certos acontecimentos estranhos, como marcas recentes em árvores e carcaças de bichos, além de barulhos desconhecido.

Até que se deparam com uma grande símio, bípede como nós humanos. Vendo o tamanho da descoberta, o grupo muda sua busca tentando registrar a nova espécie. Resultado da história: um dos cientistas e o guia foram brutalmente assassinados e comidos, apenas Timothy Darrow sobreviveu. O corpo do Dr. Ward nunca foi encontrado, mas o do guia foi e estava mutilado.

Timothy, disse que foram símios que mataram e comeram os dois integrantes.  Ele foi acusado de assassinato pelo governo da Indonésia e nem representantes dos EUA, nem sua família, acreditaram na sua história.

Timothy Darrow ficou conhecido como "Canibal Americano" e foi enviado para uma prisão que era para onde levavam as pessoas para morrer. E ficou esquecido por lá.

O interessante é que em 2013 três rolos de vídeos da expedição de Timothy foram recuperados e podem ajudar a explicar o que aconteceu: seus amigos foram mortos por símios desconhecidos ou ele realmente os assassinou? O documentário "Na Trilha dos Hobbits" vai investigar isso. Vamos ver o que ele mostrou.

A esquerda Dr. Gary Ward, Dr. Timothy Darrow no centro e a direita Drajat "Reggie" Saputra , um guia local.


A Lenda do Ebu Gogo

Dr. Richard Hoernboeck, antropólogo do Centro de Arqueologia d Indonésia, trabalhou na descoberta do H. Floresiensis. Ele conta que depois da descoberta foi apresentado a lenda do Ebu Gogo, uma lenda contada pelo povo do centro da ilha que diz que existe um ser feio, peludo e muito forte no local, alem de pequeno. A população disse que eles viviam em árvores e andavam sobre duas pernas, ou seja, eram bípedes, e que tinham medo deles.

Veja que interessante. Parece muito com o H. Floresiensis descoberto em 2004 e ambos só existem na Ilha de Flores. Será o mito real?

Dr. Richard mostra então uma lâmina de pedra que foi encontrada na bolsa de Timothy e uma que foi encontrada no corpo do Drajat Saputra, em 1977. Esse foi o principal argumento da acusação de assassinato. Então ele mostra a lâmina que eles encontraram junto com os H. Floresiensis em 2004 e elas são iguais!

Depois dessa descoberta, Dr. Richard disse acreditar que foi o Ebu Gogo que o Dr. Timothy encontrou na floresta em 1977 e que ele falava a verdade quando disse que eram símios que mataram seus amigos!

Uma das representações do Ebu Gogo


Entrevistando Timothy Darrow

Em 2006 Dr. Richard conseguiu uma autorização e se encontrou com Timothy Darrow na prisão. Fazia 29 anos que ele estava preso e ficaria um bom tempo, uma vez que foi condenado a duas prisões perpétuas. Foi a única entrevista autorizada pelas autoridades.

Dr. Richard logo pergunta para Timothy o que ele achou que era o que viu, e ele disse que era um ser pequeno, bem peludo, mas sem pelos no rosto, com olhos ameaçadores, inteligente e não tinha medo deles.

Timothy, um ornitólogo, disse que foi para a região para estudar o impacto que o reflorestamento começa a provocar na população das águias para seu pós-doutorado. Eles também procuravam uma coruja que não era vista a quase um século.

Depois ele falou de uma estranha marcação, em forma de V,  que ele viu na floresta. Ele sabia que tinha sido feito por pessoas, e ficou apreensivo, mas estavam muito baixas, e disse que usavam redes de nylon presas nas árvores para capturar os pássaros, mas que muitas dessas redes eram arrancadas e destruídas.

Falou da primeira vez que ouviu o barulho feito pela criatura. Disse que foi estranho e que pegaram a filmadora e o gravador e foram em direção ao som. No caminho, encontraram uma rede que tinham armado e ela estava no chão, e viu aquelas marcações em árvores ao redor. Logo viram algo se movendo na copa das árvores, parecido com um macaco e conseguiu filmar. Só que não tem macaco em Flores.

Ele disse que resolveram focar nisso, pois poderia ser uma enorme descoberta e instalaram redes de aves e colocaram para tocar os sons emitidos por eles nos gravadores e ficaram a espreita para ver se conseguiam filmar novamente. Depois de algum tempo a criatura apareceu e eles a filmaram. Mas o guia indonésio ficou apreensivo, pois sabia da lenda do Ebu Gogom. Timothy disse que o acalmou e logo estavam eufóricos, pois ficariam famosos com essa descoberta.

Timothy Darrow concedendo entrevista na cadeia na Indonésia

A Morte dos Membros da Equipe 

Continuando com a entrevista, Timothy disse que a noite foram despertados por gritos, aqueles gritos das criaturas, e foram atrás. Como estava noite não adiantava filmar. Logo encontraram uma lâmina de pedra. Quando amanheceu o acampamento estava cheio de marcas de pés na terra. O guia indonésio diz que são os ebu gogos e eles decidem ir embora do local. Andam o dia todo pela floresta e a noite, nem acenderam fogueira, ouviram os sons, mas nada aconteceu.

No outro dia eles continuam caminhando e chegam a um local onde fizeram uma plataforma no topo das árvores. Então ouvem o barulho da coruja que pensava-se estar extinta a mais de 100 anos. Logo Timothy disse que correu e colocou o equipamento para subir na plataforma e filmar a coruja. Ao chega lá, ele viu as marcar em V e elas tinham acabado de ser feitas pois seiva escorria delas. Só que um desastre aconteceu, Reggie despencou lá de cima e caiu, morrendo. Sua corda se rompeu? (Na verdade foi cortada pelas criaturas.)

Passaram a noite junto ao corpo e no dia seguinte queriam enterrá-lo, então arrastaram o corpo até perto do rio, onde variam uma cova rasa e colocaram pedras sobre o corpo. Depois voltaram para o acampamento quando ouviram um grito e viram uma criatura ir em direção ao corpo de Drajat. Timothy diz que correram e então viram uma criatura comendo o corpo do amigo e outras dezenas das criaturas! Fugiram correndo e ele caiu deixando a filmadora para trás. Na fuga, ele disse que se separou de Gary e depois só ouviu seus gritos de socorro.

Timothy passou a noite sozinho andando até o outro dia, quando encontrou um rio. Ele disse que sabia que o rio levaria a civilização. Então, ele ouviu o barulho atrás dele e pegou uma pedra, a criatura se afastou e ele encontrou uma aldeia.

Infelizmente a filmadora que registrou a criatura ficou perdida na selva, mas o gravador não.

O corpo do Dr. Gary Ward nunca foi encontrado.


Expedição a Região de Flores

Dr. Richard ficou convencido de que Timothy falava a verdade depois da entrevista e conseguiu recuperar o gravador. Ele então resolve fazer uma expedição para a região de Flores no ano de 2012. Foi com uma equipe de 7 homens, disposto a provar que os hobbits ainda habitavam o local.

O local fica 30km floresta adentro e é de difícil acesso. Depois de muito andar eles logo encontram as marcações que Timothy falou em árvores. Eles logo decidem instalar câmeras no local, tanto no solo quanto nas árvores, para ver se conseguem evidencias da criatura, e também tocam o som feitos por ela.

Enquanto isso, eles saem do local e encontram uma das antigas plataformas feitas em 1977 no topo das árvores para ver as aves e vão até o local.

Depois a expedição vai até uma aldeia que dizem viveu uma guerra com os ebu gogo, pois eles roubavam sua comida. Nessa aldeia eles conhecem um senhor que disse que viu os ebu gogos e desenhou o pé deles. Depois diz que tem uma caverna onde queimaram vários deles e quando questionado se poderia ir com a equipe lá, ele disse que não, pois os últimos que foram não voltaram. Mas a expedição decide ir ao local.

Lá encontram um osso pélvico de um quadrupede que foi chamuscado e cortado. Entrando mais na caverna, encontram uma fogueira com uma mandíbula e maxilar humano, de um homem adulto. Tem obturação nos dentes molares. Seriam os restos mortais de Dr. Gary Ward?

Com medo, Dr. Richard resolve ir embora, mas antes vai até o local onde foi encontrado o corpo de Drajat Saputra.

Dr. Richard Hoernboec

Analisando os Ossos

De volta a civilização, Dr. Richard vai até Jacarta, capital do país, para analisar o maxilar e mandíbulas e o resultado é que não eram de Gary Ward, mas sim de um engenheiro florestal desaparecido na década de 60. Já a análise dos ossos de animais mostrou que foram cortados com laminas de pedra e eram contemporâneos. Isso indica que ainda existe uma criatura na selva de Flores.

Por fim, ele vai até a casa de um dos investigadores do caso de 1977 que lhe mostrou uma gravação feita onde Drajat Saputra morreu e algo chamou sua atenção. Na gravação era possível ver a filmadora usa por Timothy. Ela não estava perdida! Dr. Richard queria agora encontrá-la.



Nova Expedição

Em setembro de 2012 ele volta a região onde deixou as câmeras gravando na primeira expedição que fez. A equipe foi menor dessa vez e eles começam a olhar algumas das várias câmeras deixadas. Nada de diferente foi vistos nestas primeiras câmeras, mas ele não desanima porque tem várias outras para olhar.

Então na volta eles acabam encontrando a árvore de Drajat Saputra caiu. Ele sobe na plataforma e vê marcações recentes feitas pelas criaturas! Uma câmera foi instalada no local para tentar registrar as criaturas.

A noite armam um local para dormir quando são despertados por gritos ensurdecedores. A equipe sai assustada das barracas e corre pela floresta. Dr. Richard então dá tiros para o alto e acalma a situação. No dia seguinte ele cancela a expedição e volta.

Uma comparação mostrou que os sons registrados nesta expedição são idênticos ao gravado na expedição de 1977, portanto são as mesmas criaturas.

As marcações, os sons e tudo mais, indicavam que Timothy falava a verdade, mas as autoridades precisavam de mais para reabrir o caso e rever a sentença. Era preciso encontrar uma criatura.



Caçando Hobbits

Três meses depois Dr. Richard organizou uma nova expedição ao interior da Ilha de Flores. Dessa vez eles foram para a floresta com muito mais equipamentos e armas, pois queriam encontrá-los. Várias câmeras foram posicionadas.

Até que de repente um indonésio começa a gritar no alto da plataforma, e Dr. Richard sobre para ver o que está acontecendo. Ele descobre que as criaturas passaram pelo local e derrubaram a câmera e o microfone que estavam lá.

Desceram e encontraram no chão o equipamento, ao ver as imagens, viram a câmera sendo arrancada e arremessada, mas não conseguiram ver quem foi.

Por fim, não conseguiram imagens da criatura nem capturar uma.



Encontrando a Câmera de Timothy Darrow

Lembra a câmera usada por Timothy Darrow e que foi vista na reportagem pelo Dr. Richard. Encontrar essa câmera era a última esperança de ter imagens da criatura e assim mudar o destino de Timothy.

As leis diziam que os pertences tinham que voltar para a família, e conseguiram localizar a irmã dele e a câmera e três rolos de filmes, que estavam em bom estado.

O primeiro rolo mostrava uma criatura andando pelos galhos das arvores, o segundo mostrava a criatura andando no chão. O terceiro mostrava o momento do enterro do Drajat, quando vários apareceram.

Era o suficiente para provar a inocência dele. Mas era tarde, porque Timothy Darrow morreu no dia 13 de fevereiro de 2013 na cadeira de Kerobokan, na Indonésia, nove meses antes de encontrarem a sua câmera.

Hobbit capturado pela câmera de Timothy Darrow


A Verdade!

Assombrados, o documentário Na Trilha do Hobbits na verdade é um mockumentary, uma mistura de ficção com realidade. Sacanagem né! Timothy Darrow, seus parceiros na expedição, O Dr. Richard Hoernboeck, antropólogo do Centro de Arqueologia d Indonésia, e outros personagens nunca existiram!

O Timothy Darrow de 1970 é interpretado pelo ator Seamus Morrison, que já apareceu em outro documentário sobre realidade, Stories We Tell, de Sarah Polley, e uma comédia dramática sobre a vida após a morte canadense chamada Nonsense Revolution .

O ator Simon Ginty foi quem interpretou Timothy Darrow nas cenas de reconstituição. Ele fez uma aparição em Wrong Turn 5: Bloodlines, um filme de terror que, coincidentemente, também é sobre canibais - mas desta vez, em vez de cientistas, eles são seriais killers torturando crianças do ensino médio

Já o ator Richard Brake foi o responsável por trazer a versão mais antiga de Darrow para a vida. Em 2005, Brake interpretou Joe Chill, o homem que assassinou os pais de Bruce Wayne em Batman Begins. Logo abaixo está um trecho do filme onde ele aparece.

O Dr. Richard Hoernboeck é interpretado pelo ator Jim Sturgeon, que trabalhou no filme Liga da Justiça de 2017.

Tela final revelando que é uma obra de ficção
O que é verdade na história é a descoberta do H. floresiensis, que eles eram ferozes e usavam ferramentas para caçar, além de conseguir manejar o fogo. O canibalismo realmente era praticado em algumas ilhas da região até séculos ou décadas atrás, mas nada de hobbits canibais, ok? Já o Ebu Gogo, é simplesmente uma lenda local.

Se você assistiu ele até o final, já sabia, porque foi escrito "Este programa é uma obra de ficção inspirada em descobrimentos científicos e na lenda do Ebu Gogo". Ou talvez o canal cortou essa parte final...


.
Conclusão

Eu particularmente acho um grande erro grandes canais como Animal Planet e Discovery Channel exibirem esse tipo de produção. Ela induz as pessoas a acreditarem que tudo é verdade.

Aliás, esse não foi o primeiro e nem será o último mockumentary exibido no Animal Planet, Discovery Channel ou History Channel. Já exibiram o documentário Sereis, Captura do Pé-Grande, da existência de dragões e do grande tubarão megalodon, do mistério do Vale da Morte (esse me enganou!). Temos de ficar expertos, fazer o que.

Abaixo está o documentário Na Trilha dos Hobbits, completinho. Assista, não deixa de ser interessante :)

.
Fontes (acessadas em 25/05/2018)
- Documentário Na Trilha dos Hobbits
- Médium: Não acredite em nada do que vê: A falsificação dos documentários televisivos
- Wikipedia.en: Ebu gogo
- SportSmarsher: Animal Planet’s “Cannibal In The Jungle” Was Fake With Elements Of Fact
- Bustle: Is 'The Cannibal In the Jungle' A True Story? Animal Planet's New Movie Combines Legend & ArcheologyIs 'The Cannibal In the Jungle' A True Story? Animal Planet's New Movie Combines Legend & Archeology
- Scientific American Brasil: Hobbits da Indonésia, ainda mais estranhos
- Último Segundo: Passado canibal do povo batak alimenta turismo na Indonésia
- Wikipedia.pt: Flores (Indonésia)
- Bustle: Is Timothy Darrow A Real Person? 'The Cannibal In the Jungle' Gave This Character A Compelling StoryIs Timothy Darrow A Real Person? 'The Cannibal In the Jungle' Gave This Character A Compelling Story
Comentários