15 de março de 2018

Mãe Alega que Teria Ouvido "Voz Demoníaca" Dizendo para "Machucá-la" Enquanto Brigava com Criança, na Austrália!


Por Marco Faustino
Email para contato: marcofaustino@gmx.de

De tempos em tempos acabam surgindo casos, principalmente na mídia britânica, onde mulheres, geralmente mães, alegam que se depararam com algum fenômeno paranormal ou sobrenatural em relação aos seus bebês ou filhos pequenos. Um exemplo disso foi uma curta matéria publicada em novembro do ano passado, envolvendo uma mulher chamada Francesca Riley, mãe de uma menininha chamada Phoebe, de apenas 18 meses de vida, que tirou uma foto, aparentemente aleatória, na casa de uma amiga chamada Danielle. Alguns sites de notícias apontaram, que Francesca vinha alegando, que "médiuns" consultados por ela teriam informado-lhe, que uma estranha figura que aparece na foto seria um "anjo da guarda" ou então um dos bebês, que ela havia perdido recentemente. Francesca estava grávida de gêmeos, porém, infelizmente, sofreu complicações e acabou abortando cerca de duas semanas antes da foto ser tirada por ela. No entanto, na matéria também foi informado, que Francesca teria recebido informações por parte de investigadores paranormais, cujos nomes não foram mencionados, que a "menina" fotografada por ela, morava anteriormente na propriedade que, no passado, teria sido um antigo moinho. Esses tais investigadores também teriam dito, que a menina teria morado no local há séculos, se chamaria Lily, e estaria procurando por sua antiga família. De qualquer forma, apesar das efusivas declarações anônimas, havia uma fortíssima possibilidade da foto de Francesca ter sido manipulada digitalmente, principalmente através do uso de aplicativos para celulares (leia mais: Um "Fantasma" Procurando por sua Família Teria Sido Fotografado Próximo a um Carrinho de Bebê em Dewsbury, na Inglaterra?).

Agora, eis que surgiu um estranho caso ocorrido na Austrália, mas que foi amplamente divulgado pela mídia britânica. Uma jovem mãe alegou ter registrado uma estranha voz "fantasmagórica" ou "demoníaca", que teria sussurrado a frase "hurt her" ("machuque-a", em português), no momento em que a mesma estava correndo atrás de seu filho. Ash Birdy, 23 anos, moradora do estado australiano de Queensland, disse que começou a gravar um vídeo, depois que sua mãe perguntou se o neto Ben, de apenas dois anos de idade, estava se comportando após semanas de ataques de fúria. O vídeo possui apenas cerca de 15 segundos de duração, porém, após reproduzir o vídeo por diversas vezes, Ash passou a acreditar que tivesse ouvido algo de cunho paranormal. Contudo, será que Ash ouviu mesmo a voz de um demônio ou de um fantasma? Vamos saber mais sobre esse assunto?

Entenda o Caso: A Versão Divulgada Pelo Site "Kidspot"


No dia 22 de fevereiro deste ano, o "Kidspot", um site australiano que em sua descrição alega, que há 10 anos vem ajudando pais e mães a resolver problemas parentais, com informações e conselhos para todas as fases da criação de um filho, desde a gravidez até a adolescência, publicou uma notícia um tanto quanto "fora da curva". No texto intitulado "Mum hears ghost whispering while filming toddler and the internet loses it" ("Mãe ouve sussurros de fantasma enquanto filma criança, e a internet vai à loucura", em português), a jornalista Leesa Smith começou a contar uma história, em que "milhares de pessoas" estavam se perguntando o que a estranha voz registrada por uma jovem mãe chamada Ash Birdy queria dizer.

Apesar de notícias que incluem a expressão "vai à loucura" em suas manchetes ser algo bem clássico de textos populares, apelativos, com baixo nível de informação, e beirando um "clickbait", resolvi dar um crédito a mesma.

No texto intitulado "Mum hears ghost whispering while filming toddler and the internet loses it" ("Mãe ouve sussurros de fantasma enquanto filma criança, e a internet vai à loucura", em português), a jornalista Leesa Smith começou a contar uma história, em que "milhares de pessoas" estavam se perguntando o que a estranha voz registrada por uma jovem mãe chamada Ash Birdy queria dizer.
A mãe de Ash, que não teve seu nome divulgado, perguntou a filha se o seu neto, o Ben, de apenas dois anos, estava se comportando. Então, Ash disse que decidiu gravar um vídeo para provar - assim como a maioria das crianças pequenas que estão aprendendo a andar e a falar - que Ben estava inventando suas próprias regras. Porém, segundo Leesa, o que Ash que não esperava era que uma "atividade paranormal" ocorresse durante o vídeo.

"Notei o sussurro a primeira vez que escutei, logo após enviar o vídeo para a minha mãe através de uma mensagem no Facebook", disse Ash.

"Só gravei o vídeo para responder a pergunta da minha mãe, quando ela perguntou se o comportamento do meu filho havia melhorado, porque ele estava um pouco descontrolado nas últimas semanas", continuou.

A mãe de Ash, que não teve seu nome divulgado, perguntou a filha se o seu neto, o Ben, de apenas dois anos, estava se comportando. Então, Ash disse que decidiu gravar um vídeo para provar - assim como a maioria das crianças pequenas que estão aprendendo a andar e a falar - que Ben estava inventando suas próprias regras. Porém, segundo Leesa, o que Ash que não esperava era que uma "atividade paranormal" ocorresse durante o vídeo.
"Escutei cerca de seis vezes seguidas, porque, não importava quantas vezes eu tentasse, não conseguia descobrir o que podia ter gerado aquele som terrível. Após analisá-lo um pouco, por conta própria, e enviar para alguns amigos para ver o que eles achavam, percebi que o material era bem intrigante, e outras pessoas poderiam ter uma ideia do que poderia ser, então compartilhei no Facebook", completou.

Aparentemente, Ash compartilhou o vídeo em um grupo no Facebook, porém o nome desse grupo também não foi mencionado.

"Notei o sussurro a primeira vez que escutei, logo após enviar o vídeo para a minha mãe através de uma mensagem no Facebook", disse Ash. Na foto acima temos a Ash (à esquerda), e o Luke (ao fundo), que é o pai do Ben (à direita).
No vídeo de apenas 15 segundos, é possível ver Ash brigando (no sentido de repreender) com Ben e pedindo para que ele saia da cozinha. Então, Ben corre em direção a sala ao lado, onde é possível notar que existe uma TV ligada e com o som alto. Porém, Ben é teimoso e corre de volta para a cozinha na parte final do vídeo. Segundo Ash, seria possível ouvir um som estranho nos últimos dois segundos, antes do vídeo encerrar. Confira o vídeo abaixo, que foi publicado em um canal de terceiros, no YouTube:



"Parece algo como 'hunter' ('caçador') ou 'hunt her' ('cace-a' ou 'bata nela'), mas como a frase é interrompida, é muito difícil saber", disse Ash, alegando que, ao postar o vídeo, não esperava receber uma reação tão grande por parte das pessoas.

"Parte de mim estava esperando uma explicação, que acabaria com a minha confusão, mas em vez disso, fiquei impressionada com as milhares de outras mulheres que ficaram tão assustadas quanto eu", continuou.

"Parte de mim estava esperando uma explicação, que acabaria com a minha confusão, mas em vez disso, fiquei impressionada com as milhares de outras mulheres que ficaram tão assustadas quanto eu", continuou.
"A maioria das pessoas disse, que significa 'hunt her' ('cace-a' ou 'bata nela') ou 'hurt her' ('machuque-a'). Outras pessoas disseram que, independentemente 'do que' ou 'quem' tivesse gerado o som, poderia ser responsável pelo comportamento alterado do Ben, que alguma coisa tivesse atrelada a criança ou que a mesma estivesse o encorajando a bater ou machucar sua mãe", continuou.

"O vídeo deixou espectadores arrepiados, e muitos disseram que começaram a chorar sem motivo aparente depois de assisti-lo, assim como outras pessoas, que alegaram que as coisas começaram a se mover em suas casas logo após ver o vídeo", completou.

"O vídeo deixou espectadores arrepiados, e muitos disseram que começaram a chorar sem motivo aparente depois de assisti-lo, assim como outras pessoas, que alegaram que as coisas começaram a se mover em suas casas logo após ver o vídeo", completou.
Além disso, Ash disse que o tal "fantasma" poderia estar atrelado a um presente, que eles tinham recebido recentemente.

"Algumas semanas atrás, recebemos um antigo e pesado cofre de um hospital dedicado a cuidar da saúde de idosos, e algumas pessoas formularam teorias que o mesmo pode ter alguma relação", finalizou.

Algumas Outras Informações Divulgadas Sobre Esse Caso


Em entrevista ao site "Cafemom", que basicamente possui o mesmo público e missão do "Kidspot", Ash praticamente disse as mesmas coisas, com exceção de dois detalhes. O primeiro deles é que Ash, teoricamente, teria gravado um segundo vídeo, naquele mesmo local, cerca de 1h depois. Desta vez, o segundo vídeo teria registrado pequenas interrupções aos 10 e 15 segundos de gravação.

Segundo o "Cafemom" isso dava uma espécie de suporte a sua "teoria fantasmagórica", porque muitos investigadores paranormais acreditam, que a atividade paranormal pode se alimentar e fazer uso da energia elétrica, o que pode causar problemas em qualquer dispositivo eletrônico. Infelizmente, no entanto, não encontrei esse segundo vídeo disponível em lugar algum.

Ash, teoricamente, teria gravado um segundo vídeo, naquele mesmo local, cerca de 1h depois. Desta vez, o segundo vídeo teria registrado pequenas interrupções aos 10 e 15 segundos de gravação. Infelizmente, no entanto, não encontrei esse segundo vídeo disponível em lugar algum.
Além disso, Ash teria postado, que havia comprado sálvia branca ("sage"), mas que ela estaria esperando "as coisas se acalmarem" antes de limpar sua casa de "espíritos indesejáveis".

"Preciso limpar esse lugar, mas tenho que fazer isso direito. A energia aqui tem estado caótica, e preciso fazer uma limpeza séria, mas não posso fazer isso diante de tudo que vem acontecendo", teria dito Ash.

Vale ressaltar nesse ponto, que a sálvia branca é uma planta usada há vários séculos por tribos indígenas norte-americanas devido ao seu alegado e extraordinário poder de limpeza energética, de atrair a cura e a proteção. Para os índios, a sálvia branca é sagrada, já para os árabes, a sálvia branca seria considerada a planta da imortalidade. Aliás, cheguei a mencionar sobre a sálvia branca em uma das matérias sobre o Adam Ellis, quando ele comprou um maço dessa planta para incensar seu apartamento contra o "Querido David". Alguém se lembra desse "capítulo" da saga?

Vale ressaltar nesse ponto, que a sálvia branca é uma planta usada há vários séculos por tribos indígenas norte-americanas devido ao seu alegado e extraordinário poder de limpeza energética, de atrair a cura e a proteção.
Ash Birdy também deu declarações extremamente parecidas para a sucursal do "Daily Mail", na Austrália. Porém, também tivemos alguns detalhes, que não foram mencionados anteriormente. Segundo Ash, a TV ao fundo estava exibindo um episódio da série norte-americana "Dinotrux", da Netflix, que já está em sua sexta temporada e irá estrear sua sétima no fim deste mês. É uma série de animação, que basicamente retrata um mundo pré-histórico de ficção habitado por personagens híbridos, uma mistura de dinossauro com veículos de construção mecânicos.

Infelizmente, no entanto, Ash não mencionou qual era o episódio, em específico, que estava sendo exibido. Ela chegou a comentar que muitas pessoas falaram que a "estranha voz" seria apenas o som da TV, mas que ela não acreditava nisso, porque, após analisar o som, disse que o mesmo estava muito próximo do telefone em comparação com os "gritos" da TV.

Segundo Ash, a TV ao fundo estava exibindo um episódio da série norte-americana "Dinotrux", da Netflix, que já está em sua sexta temporada e irá estrear sua sétima no fim deste mês. É uma série de animação, que basicamente retrata um mundo pré-histórico de ficção habitado por personagens híbridos, uma mistura de dinossauro com veículos de construção mecânicos.
Ash também comentou, que o antigo cofre havia sido um "presente" dado pelo seu pai, e teria sido a partir do momento que o mesmo entrou em sua casa, que Ben teria passado a apresentar um "comportamento difícil" de se lidar.

A jovem mãe também comentou, que a energia estava muito ruim em sua casa. Ela contou que, naquele dia, seu filho bateu a porta do quarto, saiu e apontou para o quarto falando sobre uma tempestade, sendo que sequer estava chovendo. Curiosamente, ela voltou a dizer que chegou a gravar outro vídeo, alegando que tanto a imagem quanto o áudio falhavam, quando ela passava pelo ponto onde a "estranha voz" teria sido captada.

Ash também comentou, que o antigo cofre havia sido um "presente" dado pelo seu pai, e teria sido a partir do momento que o mesmo entrou em sua casa, que Ben teria passado a apresentar um "comportamento difícil" de se lidar.
"Eu e meu filho dormimos abraçados no sofá. Ele nunca havia deixado seu quarto daquela forma antes", disse Ash.

Ash Birdy Registrou Mesmo uma Voz "Demoníaca" ou "Fantasmagórica"?


Talvez a parte mais estranha de toda essa história foi perceber como dois sites destinados a prover conselhos parentais foram incapazes de aconselhar Ash sobre a melhor forma de controlar os impulsos naturais de Ben, uma criança de apenas dois anos, que está descobrindo o nosso caótico mundo agora, e diante de uma mãe, aparentemente amorosa, mas de primeira viagem. Em vez disso, apenas uma simples notícia foi dada, que rapidamente chegou aos veículos de comunicação australianos, sendo que muitos deles pertencem a conglomerados britânicos. O restante, é claro, vocês podem imaginar. No entanto, acreditar em uma eventual paranormalidade neste caso é necessário uma grande e generosa dose de boa vontade, além de uma crença completamente cega no relato de Ash.

Para evitar qualquer tipo de sugestão, fiz questão de assistir a esse vídeo sem saber exatamente onde a expressão "hunt her" ou "hurt her" seria mencionada. Aliás, não deixe que a barreira idiomática, caso você não saiba inglês, lhe impeça de apreciar ou acompanhar casos assim. Caso tenha alguma dificuldade, vá agora mesmo no Google Translate (clique aqui), digite "hunt her" ou "hurt her" e, em seguida, aumente o volume do seu computador, celular ou tablet, e clique no símbolo de alto-falante logo abaixo da expressão em inglês. Não é a melhor pronúncia do mundo, mas é uma ótima base para que você tenha uma noção da fonética. Agora, ciente disso, volte no vídeo e tente encontrar pontos semelhantes.

Talvez a parte mais estranha de toda essa história foi perceber como dois sites destinados a prover conselhos parentais foram incapazes de aconselhar Ash sobre a melhor forma de controlar os impulsos naturais de Ben, uma criança de apenas dois anos, que está descobrindo o nosso caótico mundo agora, e diante de uma mãe, aparentemente amorosa, mas de primeira viagem.
Sem saber onde encontrar a expressão, inicialmente pensei que se tratava de uma "voz grossa" aos 8 segundos de vídeo. Depois, ouvi algo parecido aos 12 segundos, mas pensei que pudesse ser tão somente a TV ao fundo. Posteriormente, me espantei ao saber que a estranha voz era ouvida nos dois últimos segundos, porque não notei nenhuma anomalia. Assistindo novamente ao vídeo, e sendo informado sobre o que ouvir e onde ouvir, acabei notando algo realmente parecido com "hunt her" ou "hurt her". Então, isso prova que estamos diante uma voz demoníaca ou fantasmagórica? Não, na verdade isso demonstra algo chamado de "pareidolia sonora". Sim, isso existe. Aliás, entender a pareidolia sonora é muito simples, uma vez que consiste, basicamente, de uma sequência de barulhos ou sons, que nos causam a impressão de formar palavras ou até mesmo frases inteiras. Um exemplo clássico é aquela velha história, que ao reproduzir músicas infantis de trás para frente seria possível ouvir mensagens subliminares demoníacas. Contudo, a maioria dos casos não passa de pareidolia sonora (embora seja possível fazer isso intencionalmente, através de uma técnica chamada "backmasking", sendo que há casos comprovados de utilização dessa técnica, geralmente para burlar eventuais censuras). De qualquer forma, não é porque um determinado som ou sequência de sons se parece com algo familiar para nós, que seu significado original seja o mesmo. Entenderam?

No caso de Ash, para piorar a situação, havia um desenho animado sendo exibido na TV, em um volume considerável. Nesse ponto, muitos podem falar sobre o comportamento exaltado de Ben, e a alegação da mãe que o mesmo começou após um cofre usado ter sido dado de presente. Sinceramente, soa ser apenas mais um exemplo de validação subjetiva, algo que já mencionei anteriormente no especial sobre "Setealém". Inicialmente, Ash passou a acreditar, que ouviu algo misterioso em um vídeo. Em seguida, para tentar explicar isso, ela associou o que acreditou ter ouvido, reforçando isso com a opinião de outras pessoas, com o comportamento do Ben e, para completar, fez mais uma associação com o cofre. Provavelmente, nada disso tem relação entre si, mas para Ash tem. Dessa forma, ela irá fazer com que mais pessoas acreditem nessa série de pontos aleatórios, que ela ligou de uma maneira que fizesse sentido. É muito provável que, se não fosse o vídeo, Ash jamais faria qualquer relação do cofre com o comportamento do filho. Aliás, Ben tem apenas dois anos de idade e, dependendo da criança, é normal que tenha um comportamento mais impulsivo. Aliás, encontrei o perfil de Ash, no Facebook. Recentemente, ela publicou que Ben estava lhe dizendo "go home" ("vá para casa"), e posteriormente trocou a expressão por "eat carrots" ("coma cenouras", quando ela mandava que ele fizesse algo ou a obedecesse. Ela tinha certeza que isso era a versão infantil dele para "get fu****" ("vai se f****"). Resumindo? Ben é apenas uma criança normal, que está lidando com o mundo ao seu redor e com uma mãe de primeira viagem, que está descobrindo ou prazeres e as dificuldades de ser simplesmente mãe. Apenas isso.

Até a próxima, AssombradOs!

Pesquisa/Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://thestir.cafemom.com/parenting_news/210908/video-mom-hears-ghost-whispering
http://www.dailymail.co.uk/femail/article-5443235/Ash-Birdy-capture-eerie-voice-ghost-son-tantrum.html
http://www.kidspot.com.au/parenting/real-life/in-the-news/mum-hears-ghost-whispering-while-filming-toddler/news-story/432975c1d0cf3d7a1e949bf0ce99bf73

http://www.nzherald.co.nz/lifestyle/news/article.cfm?c_id=6&objectid=12004831
https://au.be.yahoo.com/parenting/real-life/a/39338478/mum-ash-birdy-hears-chilling-ghost-during-toddler-s-tantrum/
https://www.ecr.co.za/shows/jane-linley-thomas-show/mom-records-strange-ghost-noise-during-sons-tantrum/
Comentários