19 de dezembro de 2017

O "Fantasma" de um Enfermeiro Teria Sido Fotografado em um Antigo Sanatório Abandonado, no País de Gales?


Por Marco Faustino

Ultimamente, venho publicando uma série de matérias relacionadas a supostos "fantasmas", porque estou em um período de férias e, após trabalhar intensamente o ano inteiro, não somente escrevendo grandes e relevantes matérias para vocês, mas diante da minha profissão regular, acredito que devo merecer uma certa folga, não é mesmo? Ainda assim, não deixo vocês sem algum tipo de conteúdo para ser apreciado. Aliás, a última vez que falei sobre um suposto "fantasma" foi justamente sobre o caso do Adam Ellis, no fim da semana passada, uma vez que ele havia divulgado novas fotos, que teriam sido tiradas automaticamente por um aplicativo de celular, quando ele estava supostamente dormindo. As fotos anteriores já tinham causado muita polêmica, uma vez que milhares de pessoas comentaram que o David, o espírito do menino que Adam vem alegando que deseja matá-lo em seu apartamento, se parecia mais com um boneco de plástico com a cabeça amassada do qualquer outra coisa. De qualquer forma, Adam Ellis vem conseguindo algo que poucos conseguem ultimamente: prender a atenção de centenas de milhares de seguidores e não seguidores, e fazê-los acompanhar uma mera história de terror contada através do Twitter, sendo que está cada vez mais evidente, por inúmeros motivos, que a mesma é falsa (leia mais: Adam Ellis Divulga Novas Fotos do Espírito do Menino que Deseja Matá-lo em seu Próprio Apartamento em Nova York, nos Estados Unidos!)

Por enquanto, não temos nenhuma atualização da história contada por Adam Ellis, que muitos continuam acompanhando independentemente de acreditarem ou não na mesma, mas temos um caso muito peculiar, que resolvi trazer ao conhecimento de vocês. Uma estudante chamada Kyla Peberdy, 22 anos, teria ouvido fortes batidas e teria sentido um frio na espinha, quando ela e mais três amigos foram investigar o Sanatório Denbigh, no País de Gales. Sua crença no "mundo paranormal" teria sido confirmada após ela ter descoberto, em uma das fotos que foram tiradas no local, algo que ela acreditava ser o "fantasma" de um enfermeiro do referido sanatório. Contudo, será mesmo que Kyla fotografou um "fantasma"? Vamos saber mais sobre esse assunto?

Entenda o Caso: Os Detalhes da Notícia que Foi Amplamente Divulgada pela Mídia Britânica


Conforme normalmente acontece em casos semelhantes de supostos "fantasmas", não importa muito qual site britânico de notícias você utilize como referência para contar sua história, visto que a mesma é repassada como uma "receita de bolo" (texto, imagens e vídeos) através de uma agência de notícias. Neste caso, a agência de notícias responsável pelo material foi a "Caters News Agency" - uma agência "irmã" da "Mercury Press and Media" - sendo que ambas são velhas conhecidas devido a inúmeros casos já publicados neste blog, no passado recente e distante, e que dispensa maiores comentários, principalmente se vocês já nos acompanham há algum tempo.

De qualquer forma, o texto publicado pelo tabloide britânico "Daily Mail" inicialmente dizia, que uma estudante havia registrado a imagem de um enfermeiro "fantasmagórico", enquanto explorava um sanatório abandonado após o anoitecer. Kyla Peberdy, 22 anos, moradora da cidade de Crewe, em Cheshire, na Inglaterra, estava caminhando pelo Sanatório de Denbigh, no País de Gales, com mais três amigos, no início deste mês, quando se deparou com um corredor totalmente abandonado. Apesar de escutar fortes batidas, ter escutado vozes, e até mesmo sentir um frio na espinha, Kyla não teria notado nada fantasmagórico até olhar novamente as fotos que havia tirado.



Kyla Peberdy, 22 anos, é moradora da cidade de Crewe (na foto acima), em Cheshire, na Inglaterra
Kyla estava caminhando pelo Sanatório de Denbigh (na foto acima), no País de Gales, com mais três amigos, no início deste mês, quando se deparou com um corredor totalmente abandonado. Apesar de escutar fortes batidas, ter escutado vozes, e até mesmo sentir um frio na espinha, Kyla não teria notado nada fantasmagórico até olhar novamente as fotos que havia tirado
Kyla teria ficado em estado de choque, quando viu uma figura fantasmagórica à espreita e um pouco distante dela. Ela acreditava, que a mesma pudesse ser o fantasma de um enfermeiro, que havia morrido, e que costumava trabalhar no sanatório.

"Foi realmente assustador por lá, a sensação era como se os fantasmas estivessem presentes, porque eu conseguia sentir a tensão. Porém, não vi o fantasma até retornarmos ao carro, e olharmos as fotografias. Assim que vi a figura, senti uma dor horrível no meu peito, que percorreu todo o meu braço, e não consegui falar. Foi terrível", disse Kyla.

"Há rumores sobre a existência do fantasma de um enfermeiro, tenho certeza de que é ele", continuou.

Kyla teria ficado em estado de choque, quando viu uma figura fantasmagórica à espreita e um pouco distante dela. Ela acreditava, que a mesma pudesse ser o fantasma de um enfermeiro, que havia morrido, e que costumava trabalhar no sanatório
"Foi realmente assustador por lá, a sensação era como se os fantasmas estivessem presentes, porque eu conseguia sentir a tensão. Porém, não vi o fantasma até retornarmos ao carro, e olharmos as fotografias. Assim que vi a figura, senti uma dor horrível no meu peito, que percorreu todo o meu braço, e não consegui falar, foi terrível", disse Kyla.

Kyla, uma ávida fã do mundo paranormal, decidiu explorar o sanatório abandonado após ouvir que o mesmo era assombrado. Apesar de ser cética sobre o que encontraria, Kyla saiu horrorizada do sanatório, e tendo suas crenças sobre o paranormal confirmadas.

"Quando estivemos lá, foi aterrorizante. As portas ficavam fechando atrás de nós e houve batidas contínuas. Quando comecei a tirar fotos, notei orbes e uma névoa cobrindo minha tela, como se o fantasma estivesse entrando na foto", disse Kyla.

Kyla, uma ávida fã do mundo paranormal, decidiu explorar o sanatório abandonado após ouvir que o mesmo era assombrado. Apesar de ser cética sobre o que encontraria, Kyla saiu horrorizada do sanatório, e tendo suas crenças sobre o paranormal confirmadas
"Quando estivemos lá, foi aterrorizante. As portas ficavam fechando atrás de nós e houve batidas contínuas. Quando comecei a tirar fotos, notei orbes e uma névoa cobrindo minha tela, como se o fantasma estivesse entrando na foto", disse Kyla.
Foto mostrando uma placa avisando sobre o risco de desabamento, devido ao estado de conservação do Sanatório de Denbigh, algo que pode resultar em ferimentos graves ou até mesmo a morte daqueles que se aventuram pela edificação.
"Assim que vi a névoa, soube que tinha que sair do sanatório. Então resolvi correr, mas enquanto estava correndo, ainda conseguia ouvir vozes. No entanto, ao mesmo tempo que pensei, que estava segura no carro, foi quando vi o enfermeiro na fotografia do corredor. O medo tomou conta de mim novamente", continuou.

Apesar do terrível encontro no sanatório, Kyla insistiu em dizer que quer voltar durante o dia, e ainda quer acampar no necrotério ao lado do sanatório.

"Assim que vi a névoa, soube que tinha que sair do sanatório. Então resolvi correr, mas enquanto estava correndo, ainda conseguia ouvir vozes. No entanto, ao mesmo tempo que pensei, que estava segura no carro, foi quando vi o enfermeiro na fotografia do corredor. O medo tomou conta de mim novamente", disse Kyla.
Apesar do terrível encontro no sanatório, Kyla insistiu em dizer que quer voltar durante o dia,
e ainda quer acampar no necrotério ao lado do sanatório.
Mais uma foto tirada por Kyla e seus amigos, no Sanatório de Denbigh, no País de Gales
"Embora seja aterrorizante, voltar no prédio durante o dia seria uma ótima maneira de continuar explorando. Nós também não conseguimos ver o necrotério quando estávamos lá, e isso é algo que o meu lado paranormal quer ver. Quero acampar lá na esperança de ver mais fantasmas. Seria interessante ver se o enfermeiro irá aparecer novamente", completou.

Um Pouco Sobre o "Sanatório de Denbigh" e a Péssima Reputação de Kyla Peberdy, uma Velha Conhecida da Mídia Britânica


Infelizmente, o discurso de Kyla é equivalente a de uma pessoa relatando algo que teria lhe acontecido, e para tentar provar algo nesse sentido, ela apresenta uma foto contendo algo supostamente de cunho paranormal. Contudo, quando estamos falando de algo "sobrenatural" ou "paranormal" é necessário ter credibilidade para atestar algo. Em toda minha passagem neste blog, por exemplo, sempre me apoiei em uma pesquisa séria, independentemente do assunto abordado.

Em relação ao "Sanatório de Denbigh" é necessário que você saiba que o mesmo não possui mais esse nome. O nome oficial do local visitado por Kyla é "Hospital North Wales", que é uma edificação projetada pelo arquiteto Thomas Fulljames, cujas obras começaram em 1844 e terminaram em 1848. O local foi concebido para ser um hospital com capacidade para até 200 pacientes (entre 60 e 200 pacientes para ser mais exato) portadores de doenças psiquiátricas, porém na virada do século XIX para o século XX, o mesmo chegou a abrigar 1.537 pacientes.

Em relação ao "Sanatório de Denbigh" é necessário que você saiba que o mesmo não possui mais esse nome. O nome oficial do local visitado por Kyla é "Hospital North Wales", que é uma edificação projetada pelo arquiteto Thomas Fulljames, cujas obras começaram em 1844 e terminaram em 1848.
O local foi concebido para ser um hospital com capacidade para até 200 pacientes (entre 60 e 200 pacientes para ser mais exato) portadores de doenças psiquiátricas, porém na virada do século XIX para o século XX, o mesmo chegou a abrigar 1.537 pacientes.
Além disso, o hospital tinha sua própria fazenda destinada ao cultivo de alimentos e gerava o próprio gás que consumia. Apesar do encerramento de suas atividades ter sido marcada para meados da década de 1960, isso só aconteceu de forma gradual entre os anos de 1991 e 1995.

Além disso, o hospital tinha sua própria fazenda destinada ao cultivo de alimentos e gerava o próprio gás que consumia. Apesar do encerramento de suas atividades ter sido marcada para meados da década de 1960, isso só aconteceu de forma gradual entre os anos de 1991 e 1995.
Foto mostrando o local onde ficavam as antigas salas de tratamento, onde dezenas de pacientes foram lobotomizados
Em novembro de 2008, durante o trabalho de renovação da edificação para convertê-la em um conjunto de apartamentos e propriedades residenciais, houve um incêndio. Posteriormente, foi confirmado que o corredor principal do hospital havia sido destruído pelas chamas. Na época, houve a suspeita de incêndio criminoso. Algo semelhante também aconteceu cerca de 8 anos depois, ou seja, no ano passado.

Para vocês terem uma ideia, em 2011 a edificação correu um sério risco de desmoronar, sendo que nenhuma ação foi tomada pelos proprietários do local, mesmo após serem avisados, que havia a necessidade de uma reforma urgente. O Conselho de Denbighshire não teve outra escolha senão realizar reparos na edificação, cujo valor atingiu quase £ 1 milhão. Desde então, o conselho vinha tentando comprar o imóvel, mas a burocracia e uma série de trâmites legais vinha impedindo a realização dessa transação. Contudo, após os novos incêndios ocorridos em fevereiro e junho deste ano, ficou decidido que o imóvel deveria ser demolido ao invés de ser reformado, sendo que o Conselho de Denbighshire ainda pretende adquirir o terreno. Confira abaixo, uma visão aérea do Hospital North Wales após um incêndio ocorrido no início do mês de junho deste ano, através de um vídeo publicado em um canal de terceiros, no YouTube:



Obviamente, muitas pessoas devem ter morrido neste local, mas isso o torna necessariamente assombrado. Ao fazer uma rápida pesquisa, é praticamente impossível encontrar algo minimamente decente e relacionado ao paranormal, quando se trata do "Hospital North Wales". Provavelmente, o maior destaque que o local ganhou na mídia britânica até hoje foi em 2008, em um episódio da série "Most Haunted", em que uma investigadora paranormal chamada Yvette Fielding alegou que a cidade de Denbigh, seria um vilarejo amaldiçoado por bruxas. Vale lembrar nesse ponto, que Yvette Fielding é uma outra "figurinha carimbada" da mídia britânica, em que, inclusive, já comentei sobre uma farsa grotesca promovida por ela e sua equipe de investigação paranormal (leia mais: O "Fantasma de um Homem" Subindo uma Escadaria Apareceu em uma Mansão "Mal-Assombrada" do Século XVII, na Inglaterra?).

O mesmo, no entanto, não é possível dizer sobre Kyla Peberdy, que já havia aparecido na mídia britânica no início deste ano, mas por um motivo nada paranormal. Isso porque no fim do mês de abril, Mickyla Peberdy, 22 anos, uma jovem moradora de Cheshire foi flagrada tomando um soco, um verdadeiro gancho de direita, de um segurança do Hardy's Bar, na cidade de Liverpool.

O mesmo, no entanto, não é possível dizer sobre Kyla Peberdy, que já havia aparecido na mídia britânica no início deste ano, mas por um motivo nada paranormal
O vídeo acabou sendo compartilhado milhares de vezes através das redes sociais. Para os mais desatentos, Kyla Peberdy e Mickyla Peberdy são a mesma pessoa. No entanto, a absoluta maioria dos usuários na internet saiu em defesa do segurança, que teria reagido em legítima defesa, após Mickyla ter tentado aplicar um soco no rosto do segurança do bar. Confira o vídeo em questão, que foi publicado em um canal de terceiros, no YouTube:



Através de sua conta no Twitter, Mickyla disse que o vídeo divulgado fazia parecer com que ela fosse o lado errado da história, e que o incidente teria ocorrido após ela ter sido flagrada dançado sobre as mesas do Hardy's Bar. Em resposta aos milhares de tweets (ou tuítes, como queiram) criticando-a, Mickyla disse que as demais pessoas não sabiam o que tinha acontecido, e que o segurança era um homem estúpido, sem respeito ou qualquer tipo de moralidade, que teria a arrastado pelas pernas após ela resolver dançar sobre as mesas do bar.

Diversos repórteres do jornal "Liverpool Echo" tentaram entrevistar Mickyla, mas ela não aceitou nenhum convite para prestar maiores esclarecimentos sobre o ocorrido. Entretanto, ela acabou concedendo uma entrevista ao tabloide britânico "The Sun" que, na época, a identificou como uma jovem mulher que trabalhava meio período como modelo, e estava estudando para ser maquiadora profissional. Mickyla também resolveu divulgar uma sessão de fotos "um tanto quanto sensuais" mostrando os hematomas adquiridos após a noitada no bar.

Através de sua conta no Twitter, Mickyla disse que o vídeo divulgado fazia parecer com que ela fosse o lado errado da história, e que o incidente teria ocorrido após ela ter sido flagrada dançado sobre as mesas do Hardy's Bar
Em resposta aos milhares de tweets (ou tuítes, como queiram) criticando-a, Mickyla disse que as demais pessoas não sabiam o que tinha acontecido, e que o segurança era um homem estúpido, sem respeito ou qualquer tipo de moralidade, que teria a arrastado pelas pernas após ela resolver dançar sobre as mesas do bar.
Entretanto, ela acabou concedendo uma entrevista ao tabloide britânico "The Sun" que, na época, a identificou como uma jovem mulher que trabalhava meio período como modelo, e estava estudando para ser maquiadora profissional. Mickyla também resolveu divulgar uma sessão de fotos "um tanto quanto sensuais" mostrando os hematomas adquiridos após a noitada no bar (acima está apenas um das diversas fotos um tanto quanto sensuais tiradas por Mickyla, e que não irei divulgar aqui)
Novamente, muitos usuários a criticaram por "vender sua alma" ao "The Sun", pela exposição do seu corpo no mesmo, sendo que muitos disseram que a mesma não tinha nenhum caráter e sequer coragem de se pronunciar para um veículo de comunicação local, ou seja, um veículo da cidade de Liverpool.

Em entrevista ao "The Sun", Mickyla disse que a filmagem estava fora de contexto, e que não mostrava que o segurança teria a agredido primeiro, no interior do bar. Ela chegou a admitir, que havia feito o movimento para socar o segurança, mas que tudo não teria passado de uma autodefesa, visto que ela estava irritada e chateada pelo mesmo ter atacado-a "sem motivo aparente". Mickyla disse que não era uma pessoa violenta, que havia tomado algumas bebidas, mas que tudo teria sido uma questão de momento. Mickyla disse que teria tomado diversas doses de champanhe e coquetéis com mais três amigas antes de ser colocada para fora do bar, no dia 16 de abril deste ano, um domingo. Policiais foram chamados as 18h50, mas nem o segurança e nem Mickyla decidiram prestar queixa. O vídeo acabou provocando um debate nacional sobre se era aceitável que um homem golpeasse uma mulher após a mesma ameaçar a integridade física do mesmo.

Novamente, muitos usuários a criticaram por "vender sua alma" ao "The Sun", pela exposição do seu corpo no mesmo, sendo que muitos disseram que a mesma não tinha nenhum caráter e sequer coragem de se pronunciar para um veículo de comunicação local, ou seja, um veículo da cidade de Liverpool.
De qualquer forma, Mickyla admitiu que, após beber diversas bebidas alcoólicas, teria subido em cima da mesa para dançar, mas que o segurança não teria pedido para que a mesma descesse e simplesmente teria a forçado a sair de cima da mesa. Assim sendo, ela alegava que teria ficado com hematomas nos braços e pernas, e também disse que havia outras formas do segurança lidar com a situação.

Apesar de uma segurança do sexo feminino chamada Donna Fleming, 47 anos, ter saído em defesa de Mickyla dizendo que jamais um segurança deveria agredir um cliente, e que o mesmo deveria ser demitido por isso, um dia após a viralização da notícia, surgiu uma outra gravação mostrando o comportamento de Mickyla antes de receber um soco, algo que sepultou de vez sua tentativa de aparentar inocência perante toda essa história.

De qualquer forma, Mickyla admitiu que, após beber diversas bebidas alcoólicas, teria subido em cima da mesa para dançar, mas que o segurança não teria pedido para que a mesma descesse e simplesmente teria a forçado a sair de cima da mesa. Assim sendo, ela alegava que teria ficado com hematomas nos braços e pernas, e também disse que havia outras formas do segurança lidar com a situação
Após essa nova gravação surgir nas redes sociais, Mickyla veio a público pedir desculpas por agir como um "animal selvagem". Ela também disse, que seus pais não estavam falando (ou falando bem pouco) com ela após o incidente. Ela também revelou alguns detalhes após cerca de cinco horas de bebedeira.

Esse segundo vídeo, que foi publicado no YouTube, mostrava Mickyla Peberdy ameaçando o segurança antes de começar a gritar em direção a dezenas de testemunhas espantadas e até mesmo rindo do seu comportamento em via pública. Confira o vídeo em questão, através de um canal de terceiros, no YouTube:



Resumidamente, Mickyla Peberdy admitiu que o vídeo tinha sido gravado após cinco horas de bebedeira, onde ela havia bebido champanhe, coquetéis, vodka e uísque, e que mal se lembrava do que realmente tinha acontecido. Em entrevista ao "Liverpool Echo", ela se comparou a um animal selvagem, e disse que não se reconhecia nas imagens. Ela alegou que não tinha problemas com o álcool, mas que tinha desistido da vida de festas e regada a bebidas, porque preferia uma vida mais saudável e sóbria.

Ela também disse que a filmagem a havia deixado em depressão, e que ela havia pensado em tirar a própria vida após notar que o vídeo tinha sido assistido por milhares de pessoas (algo que ela não estava se importando, quando concedeu entrevista ao "The Sun"). Ela também admitiu surpresa por não ter sido conduzida a delegacia diante do seu comportamento. Apesar de insistir em dizer que o segurança teria provocado toda a sua reação, Mickyla disse que ela mesma poderia ter reagido de forma diferente. Ainda em entrevista ao "Liverpool Echo", ela disse que seus pais estavam obviamente enojados diante dos vídeos, e que apesar de não ter conversado com os mesmos, com certeza eles estavam envergonhados diante de sua atitude.

Vale lembrar nesse ponto que, quando o primeiro vídeo foi amplamente divulgado, Mickyla Peberdy o republicou em sua própria conta no Twitter, ironizando que ela mesma deveria praticar boxe, porque era uma ótima boxeadora. Contudo, quando o segundo vídeo veio a tona, a mesma recuou, resolveu falar com a imprensa local e se mostrou arrependida em relação ao seu comportamento. Evidentemente, não concordo com o fato de um homem aplicar um soco no rosto de um mulher, visto que obviamente haveria outras formas de lidar com a situação. Contudo, estamos no Reino Unido, onde a visão de autodefesa é muito mais ampla, e vale para ambos os gêneros, independentemente da força física ou moralidade envolvida.

Vale lembrar nesse ponto que, quando o primeiro vídeo foi amplamente divulgado, Mickyla Peberdy o republicou em sua própria conta no Twitter, ironizando que ela mesma deveria praticar boxe, porque era uma ótima boxeadora. Contudo, quando o segundo vídeo veio a tona, a mesma recuou, resolveu falar com a imprensa local e se mostrou arrependida em relação ao seu comportamento.
Enfim, após ler sobre essa situação ou "incidente" ocorrido em abril, muitos podem se perguntar o que a mesmo tem a ver com o mundo "paranormal" ou "sobrenatural", não é mesmo? Sinceramente? Tudo. Isso porque é necessária muita credibilidade nesse campo, algo que falta a absoluta maioria dos veículos de imprensa e grupos de investigação paranormal ao redor do mundo, principalmente no Reino Unido. Se você não tem credibilidade, não há muito o que fazer. Ficou evidente que a agência de notícias Caters tentou disfarçar o passado de Mickyla, a chamando de Kyla, e dizendo apenas que ela era uma estudante de 22 anos diante de um grupo de amigos. Por outro lado, é muito difícil de se esconder de um mera pesquisa no Google. Quanto ao registro fotográfico de Kyla, é bem possível que possa ser uma sujeira na lente da câmera, assim como acontece em relação a absoluta maioria das fotos de orbes que circulam na internet. A forma humana, no entanto, seria tão somente pareidolia.

De qualquer forma, não é difícil imaginar que Kyla reapareça em breve na mídia britânica com mais algum registro supostamente paranormal, já que ela descobriu uma forma de conseguir uma renda extra sem ficar com hematomas pelo corpo.

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.dailymail.co.uk/news/article-4431572/Model-punched-bouncer-denies-provoking-attack.html
http://www.dailymail.co.uk/news/article-5165789/Student-snaps-image-ghost-caretaker-abandoned-asylum.html
http://www.liverpoolecho.co.uk/news/liverpool-news/woman-punched-bouncer-apologises-acting-12929509
http://www.liverpoolecho.co.uk/news/liverpool-news/woman-punched-bouncer-brands-herself-12923686
https://en.wikipedia.org/wiki/North_Wales_Hospital
https://twitter.com/mickylapeberdy
https://www.thesun.co.uk/news/3378293/model-who-was-filmed-being-brutally-punched-by-a-burly-nightclub-bouncer-denies-provoking-attack/
https://www.thesun.co.uk/news/5093350/ghost-caretaker-spotted-abandoned-mental-asylum-pictures/
Comentários