14 de dezembro de 2017

Adam Ellis Divulga Novas Fotos do Espírito do Menino que Deseja Matá-lo em seu Próprio Apartamento em Nova York, nos Estados Unidos!

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Adam Ellis vem conseguindo algo que poucos conseguem ultimamente na internet: prender a atenção de centenas de milhares de seguidores e não seguidores, e fazê-los acompanhar uma mera história de terror contada através do Twitter, sendo que está cada vez mais evidente, por inúmeros motivos, que a mesma é falsa. A razão pela qual continuo escrevendo sobre isso? Bem, quando publiquei a última matéria sobre o Adam, muitos de vocês expressaram o desejo de continuar sendo informados e atualizados sobre esse caso, mesmo não acreditando nessa história, e sabendo que a mesma tem fortíssimos indícios de ser um projeto do Adam para o lançamento de um novo livro ou até mesmo um curta-metragem no ano que vem. Assim sendo, em nome daqueles que estão acompanhando essa saga, aparentemente sem fim, desde o mês de agosto, resolvi criar mais uma matéria sobre esse assunto, em virtude da nova atualização publicada por Adam Ellis. Recentemente, ele divulgou novas fotos que teriam sido tiradas automaticamente por um aplicativo de celular, quando ele estava supostamente dormindo. As fotos anteriores já tinham causado muita polêmica, uma vez que milhares de pessoas comentaram que o David, o espírito do menino que Adam vem alegando que deseja matá-lo em seu apartamento, se parecia mais com um boneco de plástico com a cabeça amassada.

É importante ter em mente, que Adam já havia alegado anteriormente, que acreditava ter visto o David em cima do terraço de um estabelecimento comercial vizinho ao prédio onde mora (a janela da cozinha do seu apartamento estaria apontada nessa mesma direção). Posteriormente, ele acabou descobrindo um misterioso alçapão acima das escadas, que dão acesso ao seu apartamento, e que por sua vez daria acesso ao terraço do prédio onde mora. Ao tentar abri-lo com um bastão, no entanto, ele teria ficado surpreso com a queda de alguns estranhos objetos muito antigos, que poderiam, supostamente, um dia ter pertencido ao David. Apesar de Adam não ter alegado isso abertamente em seu Twitter, assim o fez de forma velada. De qualquer forma, se você acredita ou não nessa história (sinceramente, espero que vocês não estejam levando esse assunto tão a sério assim), acredito que vale a pena dar uma olhada, como forma de entretenimento, nas recentes fotos divulgadas pelo Adam. Vamos saber mais sobre esse assunto?

Um Resumo Sobre Tudo Aquilo que Já Foi Divulgado em Relação a Saga de Adam Ellis e do "Querido David"


Essa é a quinta vez que escrevo sobre Adam Ellis em um período de pouco mais de cinco meses, uma vez que toda essa história começou a ser contada pelo Adam, através do Twitter, no dia 7 de agosto deste ano. Assim como ocorreu na matéria anterior, publicada no dia 1º de dezembro, tentarei fazer um resumo básico sobre o que vocês irão encontrar nas matérias anteriores para que possam se informar melhor, caso não se lembrem desse caso ou seja a primeira vez que vocês estejam tendo contato com o mesmo. Basicamente, isso irá servir como uma espécie de guia para que vocês fiquem por dentro de cada detalhe já mencionado pelo Adam, e a respectiva análise do que ele escreveu, algo que nem todos tem coragem de dizer a vocês.

Muito provavelmente, vocês já conhecem toda essa saga, que vem sendo criada por Adam desde o dia 7 de agosto deste ano, sobre um suposto "espírito de um menino" chamado David (ou pela expressão que ele costuma usar: "Dear David"), que estaria tentando matá-lo em seu próprio apartamento na cidade de Nova York, nos Estados Unidos.
Na primeira matéria, intitulada "Apartamento AssombradO? Homem Alega que o Espírito de um Menino Quer Matá-lo em seu Apartamento em Nova York, nos Estados Unidos!" (clique no nome da matéria para acessá-la), mostrei a vocês tudo o que havia acontecido entre os dias 7 e 21 de agosto deste ano; quem era o Adam Ellis; uma interessante entrevista, que ele havia dado para o site da revista eletrônica "Bustle"; e mostrei a realidade por trás das estranhas fotos, que ele havia tirado com uma câmera instantânea do seu apartamento e do corredor do prédio onde mora.
Segundo Adam, a primeira vez que ele viu esse "fantasma" foi quando ele passou por algo conhecido como "paralisia do sono", e viu uma criança sentada em uma cadeira de balanço de cor verde, localizada nos pés da sua cama. O mesmo tinha uma cabeça enorme e um lado aparentava estar "mordido."
Em agosto deste ano, ele chegou a mencionar que estava em contato com paranormais profissionais, e até mesmo tinha comprado uma tábua Ouija, muito embora não estivesse em seus planos utilizá-la.
Adam chegou a publicar uma foto de uma faixa de sal, que ele fez no chão e diante da porta da frente do apartamento, no melhor estilo dos irmãos Winchester, da série de TV norte-americana "Supernatural", durante uma determinada madrugada.
Adam encomendou através da loja virtual "Amazon" um incenso de sálvia branca (conta-se que os índios norte-americanos dizem que a fumaça da sálvia branca serve não apenas para purificar o corpo, mas lugares e objetos pessoais) para purificar os ambientes.
Já na segunda matéria, intitulada "A Saga Continua! Adam Ellis Insiste em Dizer que seu Apartamento é AssombradO pelo Espírito de um Menino que Deseja Matá-lo!", mostrei a vocês tudo o que havia acontecido entre os dias 21 de agosto e 5 de setembro deste ano; acrescentei mais alguns questionamentos a história que ele vinha contando; e ainda abordei de forma imparcial e baseado em uma pesquisa séria sobre o tema, algo que nem sempre é feito por aí, se os gatos ou animais domésticos podiam realmente ver espíritos ou entidades sobrenaturais.

Na segunda matéria mostrei a vocês tudo o que havia acontecido entre os dias 21 de agosto e 5 de setembro deste ano, acrescentei mais alguns questionamentos a história que ele vinha contando, e ainda abordei de forma imparcial e baseado em uma pesquisa séria sobre o tema, se os gatos ou animais domésticos podiam realmente ver espíritos ou entidades sobrenaturais.
No entanto, a terceira matéria, intitulada "Adam Ellis diz que Fotografou o Espírito do Menino que Deseja Matá-lo em Seu Próprio Apartamento Durante Paralisia do Sono!", talvez tenha sido a maior de todas, porque acrescentei grande parte do material das duas anteriores, uma vez que tinha certeza que muitos estariam tendo contato com essa história pela primeira vez, e não teria paciência de ler as demais matérias. Na mesma, abordei tudo o que havia acontecido entre os dias 7 de agosto e 7 de novembro deste ano, e acrescentei uma matéria sensacional escrita pela Amelia Tait, redatora de tecnologia e cultura digital da revista "New Statesman", que vale muito a pena ser lida.

Amelia Tait havia publicado um artigo muito interessante sobre o fascínio e a ética em se contar histórias sobre fantasmas no Twitter, no fim do mês de outubro, sendo que o seu texto é fundamental para que possamos compreender exatamente o que Adam Ellis vem fazendo. Portanto, recomendo fortemente que leiam o subtópico "Adam Ellis Realmente Fotografou o Espírito de David? Toda Essa História é Mesmo Verdadeira?" da terceira matéria, visto que não é apenas o Adam que vem fazendo ou já fez algo semelhante através do Twitter.

Certa vez Adam disse entrou na cozinha ele ouviu o barulho de algo se quebrando. Inicialmente, acreditou ser um dos gatos, mas ambos estavam no quarto. O que havia caído, no entanto, era um vasinho contendo um cacto, que ficou destruído.
Na quarta matéria, intitulada "Adam Ellis diz Ter Encontrado Alçapão Misterioso e Supostos Pertences do Espírito do Menino que Deseja Matá-lo em Seu Apartamento!", mostrei a vocês tudo o que havia acontecido entre os dias 8 e 29 de novembro deste ano, quando Adam teria começado a escutar fortes batidas em seu teto, sendo que era mora no último andar do prédio e, acima dele, teoricamente só deveria haver o terraço. Após um certo tempo, ele notou um misterioso alçapão acima das escadas que dão acesso ao seu apartamento. Posteriormente, ele alegou que teria caído um antigo sapato, aparentemente infantil, e uma bolinha de gude, aparentemente bem antiga, desse mesmo alçapão. Além disso, ele também acreditava que o alçapão dava acesso a um suposto espaço vazio entre o seu apartamento e o terraço do prédio.

Para completar publiquei toda uma análise do que ele havia publicado e acrescentei uma teoria que vinha circulando na internet: a de que a história de terror de Adam Ellis teria sido inspirada ou baseada em um caso real de assassinato que nunca foi solucionado. Enfim, vale muito a pena você conferir todos os detalhes da última postagem, que considero, sem falsa modéstia, uma das melhores já publicadas até o presente momento.

Adam teria começado a escutar fortes batidas em seu teto, sendo que era mora no último andar do prédio e, acima dele, teoricamente só deveria haver o terraço. Após um certo tempo, ele notou um misterioso alçapão acima das escadas que dão acesso ao seu apartamento
Depois de tudo isso, acredito que todas as quatro matérias anteriores são as matérias mais completas, ao menos em português, sobre a história que Adam Ellis vem contando sobre o suposto espírito de um menino chamado "David" (ou do "Querido David", que é como essa história vem sendo chamada), que estaria tentando matá-lo em seu próprio apartamento.

Uma vez que não vejo novamente a necessidade de repetir tudo o que foi falado anteriormente, visto que vocês podem consultar nas matérias anteriores, vou começar apenas com um rápido material, o que considero necessário no meu entendimento, é claro, para que vocês possam compreender as recentes atualizações.

Posteriormente, ele alegou que teria caído um antigo sapato, aparentemente infantil...
... e uma bolinha de gude, aparentemente bem antiga, desse mesmo alçapão. Além disso, ele também acreditava que o alçapão dava acesso a um suposto espaço vazio entre o seu apartamento e o terraço do prédio
Assim sendo, conforme vocês já devem estar cansados de saber, essa não é a primeira vez que Adam Ellis divulga fotos daquilo que ele menciona ser o "David", em seu Twitter. No dia 7 de novembro, Adam disse que tinha sonhado novamente com David na noite anterior, e o mesmo parecia ter a mesma aparência. David teria ficado olhando diretamente para ele, assim como na primeira vez, mas, daquela vez, havia algo diferente. Adam disse que, apesar de imobilizado (ele alega sofrer de paralisia do sono), conseguia se mover um pouco mais, inclusive suas mãos. David o observava e ele temia o que iria acontecer: ele iria levantar da poltrona e ir em sua direção, assim como antes. Adam disse que tinha que fazer alguma coisa e se lembrou, não sabia como, que mantinha o celular na mesa de cabeceira. Então, ele pensou que, se fosse morrer, que pelo menos ele pudesse obter provas com o seu celular. Logo, ele começou a tirar fotos no escuro.

Pouco tempo depois, David saiu da poltrona, e começou a se arrastar na direção de Adam. David se movia devagar, como se estivesse fazendo um grande esforço. Adam se sentiu aterrorizado, mas continuou tirando fotos. David se aproximava cada vez mais de Adam, sem tirar os olhos dele e, em pouco tempo, ambos ficaram cara a cara. David teria começado a murmurar algo, porém era muito baixo para que pudesse ser compreendido. Adam teria assistido os olhos de David revirarem até eles ficarem completamente brancos. Adam ainda tentou se afastar, porém mal conseguia se mexer. David ainda se movia em sua direção, murmurando algo, mas, de repente, Adam acordou. O dia já havia amanhecido, e não havia sinal do David em nenhum lugar.

Adam Ellis disse que se levantou e foi trabalhar e que, após um certo tempo, o estresse devido ao sonho havia desaparecido. Curiosamente, ele disse que nem estava pensando em escrever isso, porque isso nem mesmo era uma "informação nova", mas que naquela noite (posterior ao incidente, ou seja, na noite de 7 de novembro) ele notou algo que o deixou muito assustado. Ele foi acessar seu celular para procurar por uma foto tirada há alguns dias, quando encontrou "dezenas" de fotos. Todas as fotos teriam sido tiradas na noite anterior.

Curiosamente, ele disse que nem estava pensando em escrever isso, porque nem mesmo era uma "informação nova", mas que naquela noite ele notou algo que o deixou muito assustado. Ele foi acessar seu celular para procurar por uma foto tirada há alguns dias, quando encontrou "dezenas" de fotos. Todas tiradas na noite anterior.
David publicou cerca de 3 fotos e recomendou,
que as pessoas aumentassem o brilho para poderem enxergar melhor
Nas 3 fotos publicadas, no entanto,
Adam Ellis alegou ter fotografado o David, ou melhor, o espírito do menino que deseja matá-lo.
David publicou apenas três fotos e recomendou que as pessoas aumentassem o brilho para poderem enxergar melhor. Por fim, ele disse que geralmente conseguia inventar uma desculpa para o que estava acontecendo, mas que não tinha nenhuma explicação lógica para isso. Em seu último tweet, no dia 7 de novembro, Adam disse que estava surtando em seu sofá, e que certamente não iria conseguir dormir, mas que precisava desabafar sobre o assunto.

As mesmas fotos publicadas com David,
porém com o brilho aumentado em um programa de edição de imagens
Particularmente, na posição de quem está escrevendo a quinta matéria sobre Adam Ellis, considero improvável que estejamos diante do "espírito de David", visto que as imagens parece retratar tão somente um boneco de plástico usando roupas de um ser humano normal, e com a cabeça amassada. Isso também foi mencionado por inúmeros usuários na internet, conforme retratado pela Charlotte Dobre, em um vídeo do canal "InformOverload", no YouTube, sobre esse assunto. Confira o vídeo abaixo (em inglês, com legendas em inglês):



Ao final do vídeo, a apresentadora do canal cita, que a internet estava dividida entre as mais diversas opiniões sobre o assunto, ou seja, muitos teriam ficado aterrorizados, enquanto outros disseram que era muito fácil para Adam comprar um boneco, amassar sua cabeça e tirar fotos de baixa qualidade alegando que estava "paralisado". Ao responder aos comentários daqueles que acompanham o canal, uma das pessoas questionou a razão pela qual Adam simplesmente não mudava de casa. A resposta de Charlotte foi, no mínimo, bem sugestiva: "Por que você se mudaria quando seu fantasma vem fazendo você viralizar?" Enfim, acho que vocês entenderam o recado, não é mesmo?

Uma História sem Fim? Adam Ellis Divulga Novas Imagens de "David", o Espírito do Menino que Deseja Matá-lo em seu Próprio Apartamento em Nova York


Adam Ellis reapareceu em sua conta no Twitter na madrugada do dia 13 de dezembro, algo que não fazia desde o dia 29 de novembro, muito embora na matéria anterior eu havia citado que, provavelmente, ele voltaria a publicar algo por volta do dia 9 ou 10 de dezembro. Quase acertei.

Inicialmente, ele pediu desculpas devido ao longo período que estava afastado, visto que não vinha se sentindo bem nas últimas duas semanas e não teve tempo de atualizar os seus seguidores (isso, no entanto, não se refletiu em sua conta no Instagram, onde ele se manteve bem ativo, publicando diversas tirinhas de humor e, inclusive, divulgando uma liquidação em sua loja virtual. Curioso, não é mesmo?). Ele também disse que não havia muito para ser dito. Ele não vinha dormindo bem, estava tendo sonhos esquisitos, mas todos eram vagos e difíceis de descrever. Adam alegou que estava constantemente com sono durante o dia inteiro e sofrendo de crises repentinas de tonturas.

Adam Ellis reapareceu em sua conta no Twitter na madrugada do dia 13 de dezembro, algo que não fazia desde o dia 29 de novembro, muito embora na matéria anterior eu havia citado que, provavelmente, ele voltaria a publicar algo por volta do dia 9 ou 10 de dezembro, quase acertei.
Adam alegou que viva usando constantemente fones de ouvido, e pretendia ir a um médico verificar se estava tudo bem com seus ouvidos. Fora isso, as coisas andavam bem silenciosas em seu apartamento. Ele também disse que havia se enganado ao pensar, que ao encontrar aqueles itens no que chamou atualmente de sótão (antes ele denominava o local como "alçapão") iria acabar com tudo aquilo que ele vinha passando. Não que isso fizesse muito sentido, é claro. Porém, na semana passada, algo tinha começado a acontecer. Na noite de quarta-feira (6), ele disse que acordou sentindo algo estranho, como se algo estivesse o observando. Adam acendeu a luz, mas viu que estava sozinho. Ainda assim, havia um sentimento tangível de... "maldade"! Adam disse que tudo parecia errado, do mesmo jeito que acordar no meio da noite quando se está gripado e tem aquela sensação, por um minuto, de não saber onde se encontra. Ele ainda comentou, que esse era um sentimento que costumava sentir em relação ao David.

Adam disse que as pessoas estavam mandando muitas mensagens dizendo que o David, provavelmente, só precisava de ajuda, mas que ele estava convicto de que não era esse o caso. Toda vez que ele aparecia, ele sentia uma sensação palpável de "malícia", Teria sido exatamente isso que ele sentiu na noite da quarta-feira retrasada. Malícia. Apreensão. Contudo, ele estava sozinho e tão cansado, que voltou a dormir. Aliás, ele alegou que estava tão cansado ultimamente, que mal conseguia fazer suas atividades diárias (novamente isso não se refletiu em seu Instagram).

Inicialmente, ele pediu desculpas devido ao longo período que estava afastado, visto que não vinha se sentindo bem nas últimas duas semanas e não teve tempo de atualizar os seus seguidores. Ele também disse que não havia muito para ser dito.
Na noite seguinte (7), teria acontecido a mesma coisa. Ele disse que acordou de repente, com uma sensação de que tinha deixado de notar algo. Adam comentou que era como se fosse uma vela, que tivesse apagado, mas que ele ainda conseguia sentir seu cheiro. Ele pensou em utilizar a câmera instalada em sua sala de estar para monitorar o seu quarto enquanto dormia, mas o fio era muito curto, uma vez que a câmera teria que ficar posicionada bem no alto para poder pegar o quarto inteiro. Então, ele improvisou. Adam disse que baixou um aplicativo que tirava uma foto a cada 60 segundos, ou seja, uma foto por minuto, e colocou seu celular em cima de uma estante de livros (algo que teria cerca de 2,10 m de altura, então acabava gerando uma boa visão de sua cama e dos arredores). Assim sendo, ele foi dormir.

Adam disse que, assim como antes, ele acordou algumas horas depois sentindo o mesmo mal-estar. Ele acendeu a luz, e se levantou para tirar seu telefone da estante de livros. Ele alegou que provavelmente havia cerca de 350 fotos para serem conferidas (cerca de 350 minutos de fotos). A absoluta maioria das fotos mostraria apenas o Adam dormindo em um quarto vazio. Ele disse que as fotos eram meio escuras, mas era possível vê-lo dormindo. Ele também teria deixado algumas luminárias acesas, caso algo aparecesse, mas nas primeiras 100 fotos nada teria aparecido.

A absoluta maioria das fotos mostraria apenas o Adam dormindo em um quarto vazia. Ele disse que as fotos eram meio escuras, mas era possível vê-lo dormindo. Ele também teria deixado algumas luminárias acesas, caso algo aparecesse, mas nas primeiras 100 fotos nada teria aparecido
Então, de repente, David teria aparecido em uma foto. Ele estava em pé, em uma cadeira próxima aos pés de sua cama, olhando em sua direção (curiosamente, o espírito tem sombra, notem a sombra do mesmo à direita).

Então, de repente, David teria aparecido em uma foto.
Ele estava em pé, em uma cadeira próxima aos pés de sua cama, olhando em sua direção.
Na foto seguinte, ou seja, tirada um minuto depois, Adam indagou aos seus seguidores, se David parecia estar olhando diretamente para o teto, meio que olhando fixamente para o mesmo (curiosamente, o espírito tem sombra, notem a sombra do mesmo à direita).

Na foto seguinte, ou seja, tirada um minuto depois, Adam indagou aos seus seguidores, se David parecia estar olhando diretamente para o teto, meio que olhando fixamente para o mesmo.
Em seguida, David parecia ter caído da cadeira, sendo que nas dezenas de fotos seguintes apareceria a mesma coisa, ou seja, como se David estivesse completamente sem vida. Inicialmente, Adam pensou que David estivesse morto, o que obviamente não fazia sentido. Então, ele foi dar uma olhada na cadeira esperando que o mesmo ainda estivesse lá, mas a cadeira estava vazia e não havia nenhum sinal de David.



Entretanto, na foto seguinte, ele havia desaparecido. O quarto estava totalmente vazio novamente. De acordo com Adam, também não havia nenhum sinal da presença de David nas demais fotos posteriores. Ele disse que pensou, que a aparição de David tinha terminado, mas continuou vendo as outras fotos que tinham sido tiradas. Cerca de 15 fotos depois, ou seja, cerca de 15 minutos depois, David estava de volta, parado ao lado cama, da mesma forma que Adam o teria visto pela última vez.

Cerca de 15 fotos depois, ou seja, cerca de 15 minutos depois, David estava de volta, parado ao lado cama, da mesma forma que Adam o teria visto pela última vez.
Adam disse que seu coração havia disparado ao se deparar com essa cena. Ele disse que não queria olhar as fotos restantes, mas sabia que precisava fazer isso. Ao ver a foto seguinte, ou seja, tirada um minuto depois, seu coração teria ido parar no estômago, uma vez que David estava em cima da cama, a centímetros de Adam e olhando para ele enquanto dormia.

Ao ver a foto seguinte, ou seja, tirada um minuto depois, seu coração teria ido parar no estômago, uma vez que David estava em cima da cama, a centímetros de Adam e olhando para ele enquanto dormia.
Segundo Adam, a foto seguinte era ainda pior, visto que ele estaria olhando diretamente para a câmera.

Segundo Adam, a foto seguinte era ainda pior, visto que ele estaria olhando diretamente para a câmera.
Depois disso, não teria aparecido mais nada. David teria desaparecido novamente, e nas fotos aparecia tão somente o Adam dormindo. Exceto, é claro, a última foto. Eis o que apareceu:

Depois disso, não teria aparecido mais nada. David teria desaparecido novamente, e nas fotos aparecia tão somente o Adam dormindo. Exceto, é claro, a última foto
Adam terminou sua sequência de tweets (ou tuítes, como queiram) dizendo que estava sem palavras, visto que na última foto aparecia uma orelha deformada e o cabelo de David. Ele disse que não sabia sequer o que pensar sobre isso. Adam disse que olhou seu quarto inteiro, mas não conseguiu encontrar nada. Aliás, ele estava tão cansado que nem sabia como processar toda essa situação. Em seu tweet final, Adam disse que tudo o que mais queria naquele momento era dormir.

A Recente Atualização Mudou Alguma Coisa no Cenário Proposto por Adam Ellis até o Presente Momento? Existe Alguma Chance Dessa História de Terror ser Verídica?


Sinceramente, nada do que publicado recentemente por Adam Ellis muda o panorama do que temos até o presente momento. Em outras palavras, tudo indica (99,999999999999999999999999999% de chances), que isso seja uma mera história de terror contada através do Twitter, e que provavelmente será o tema de um novo livro de sua autoria ou até mesmo um curta-metragem. Caso não saiba ou não se lembre,  Adam Ellis (também conhecido por "adamtots") é um ilustrador, cartunista e redator do site de notícias "Buzzfeed", que desenha quadrinhos ou tirinhas destinadas ao público da internet. Ele também co-apresenta um podcast chamado "Better Friendship", e possui sua própria linha de camisetas.

Sinceramente, nada do que publicado recentemente por Adam Ellis muda o panorama do que temos até o presente momento. Em outras palavras, tudo indica (99,999999999999999999999999999% de chances), que isso seja uma mera história de terror contada através do Twitter, e que provavelmente será a temática de um novo livro de sua autoria ou até mesmo um curta-metragem
Desde o começo de toda essa história, sua conta no Twitter, por exemplo, saltou de 200 mil seguidores para mais de 700 mil, uma média de 100 mil novos seguidores por mês. Suas demais redes sociais também tiveram um acréscimo muito expressivo no número de seguidores. Além disso, um outro cartunista espanhol chamado Manuel Bartual também fez algo semelhante ao que Adam fez e ganhou a mesma dimensão e repercussão. A diferença é que a história inventada por Manuel durou apenas uma semana e Adam está contando sua história por mais de cinco meses. Isso, no entanto, não a torna mais ou menos credível, uma vez que o fator tempo não se aplica em termos de histórias de terror contadas pelo Twitter, sendo que tudo isso já foi explicado anteriormente, em minha terceira matéria sobre esse caso (clique aqui para saber maiores detalhes).

Além disso, Adam Ellis vem trabalhando em um novo livro que será lançado no ano que vem. Ele sempre alegou a existência desse novo livro, e sempre disse que o mesmo não teria nenhuma relação com essa história que ele vem narrando, mas é difícil acreditar totalmente nisso. Através de sua conta no Instagram, no dia 20 de novembro, Adam disse que um novo livro seria lançado no ano que vem, e que ele e sua editora tinham estabelecido uma meta de 100 páginas, algo que ele vinha marcando em sua parede. Contudo, ele esperava ter bem mais páginas do que isso até o mês de maio. Ele disse que vinha sendo uma longa jornada, e que estava apenas no meio do caminho. Para completar, ele alegou ter muitos projetos secretos que serão realizados no ano que vem, e que ele não podia comentar, ou seja, 2018 seria um ano realmente muito "empolgante" (entenda como "rentável") para Adam.

Além disso, Adam Ellis vem trabalhando em um novo livro que será lançado no ano que vem. Ele sempre alegou a existência desse novo livro, e sempre disse que o mesmo não teria nenhuma relação com essa história que ele vem narrando, mas é difícil acreditar totalmente nisso
Conforme disse anteriormente para vocês, uma vez que tudo vem indicando que isso seja uma obra de ficção muito bem executada, o que precisava acontecer a partir da "descoberta" dos objetos no "misterioso alçapão", era que os eventos se intensificassem de magnitude. Não havia melhor forma de fazer isso do que trazer os pertences do fantasma que deseja matá-lo para dentro do seu apartamento. Então, era possível imaginar que a situação ficaria mais "emocionante", quiçá mais "assustadora" para muitos leitores, que estão acompanhando de perto essa história, mediante uma atualização bem emblemática. Dito e feito. Adam resolveu "divulgar" mais fotos de David para fomentar ainda mais sua história, principalmente para leitores medianos de redes sociais, ou seja, aqueles que leem, mas são incapazes de analisar ou parar e refletir sobre aquilo que estão lendo. Esse é o principal público-alvo de Adam.

Talvez as fotos de David sejam justamente o "calcanhar de Aquiles" de Adam, visto que o "menino" continua parecendo exatamente aquilo da primeira vez: um boneco criado (ou comprado e posteriormente modificado) por Adam. Deem uma olhada abaixo, em algumas fotos em que aumentei um pouco o gama e o contraste das mesmas. É visivelmente um boneco. Aliás, Adam nunca fez questão de colocar seu celular para gravar por um longo período de tempo, ou seja, nunca tivemos um vídeo de David andando, escalando sua cama, pulando sobre ele, entre outras situações. David simplesmente flutua? Se teletransporta de lugar? Enfim, não há registro em vídeo de David.

Talvez fotos de David sejam justamente o calcanhar de Aquiles de Adam, visto que o "menino" continua parecendo exatamente aquilo da primeira vez: um boneco criado (ou comprado e posteriormente modificado) por Adam
Outra foto publicada por Adam em que aumentei um pouco o gama e o contraste
Mais uma foto publicada por Adam em que aumentei um pouco o gama e o contraste
A quarta foto em que aumentei um pouco o gama e o contraste
A última foto publicada por Adam em que aumentei um pouco o gama e o contraste
É interessante ressaltar dois aspectos dessas fotos publicadas por Adam Ellis. O primeiro é que ele está na mesma posição na cama (inclusive sua coberta permanece ao longo do tempo com as mesmas ondulações), em um período entre quatro e seis horas entre as primeiras fotos e a última. Geralmente as pessoas se movem enquanto estão dormindo, mudam de lado na cama ou se fazem pequenos movimentos, que seriam suficientes para provocar uma mudança nas ondulações de sua coberta. Considerando que Adam disse, que vinha tendo sonhos esquisitos, seria ainda mais esperado que ele se movimentasse durante o sono, mas isso não aconteceu. Adam também alegou que as fotos tinham sido tiradas por um aplicativo a cada 60 segundos, contudo ele não disse que aplicativo seria esse, e nem mesmo disponibilizou todas as fotos originais, onde seria possível ver a data e o horário que as mesmas foram tiradas (embora isso pudesse ser facilmente modificado por ele, daria um certo trabalho para fazer isso 350 vezes). Isso tudo denota duas coisas: as fotos muito provavelmente foram tiradas manualmente em um curto espaço de tempo, e que havia mais uma pessoa, de carne e osso, é claro, no quarto para tirar as fotos enquanto Adam estava deitado e imóvel na cama.

O segundo aspecto, talvez para dar um tom mais sombrio a sua história, é que na última foto é possível ver a câmera do celular de Adam em um ângulo ligeiramente diferente das demais fotos. Alguns usuários apontaram, que isso poderia ter sido a ação de David. Contudo, uma vez que tudo indica que David nunca existiu, esse pequeno elemento deve ter sido introduzido por Adam para adicionar uma pitada a mais de mistério em sua história de terror para usuários um pouco mais perceptivos, o que não quer dizer que acreditem ou não nesse história.

O segundo aspecto, talvez para dar um tom mais sombrio a sua história, é que na última foto é possível ver a câmera do celular de Adam em um ângulo ligeiramente diferente das demais fotos.
Outro ponto que vale a pena ser destacado, ao menos segundo Lucia Peters, redatora do site da revista Bustle, e que também vem acompanhando essa história desde o começo, assim como eu, é que essa história está meio que voltando ao ponto onde tudo isso começou, ou seja, é possível que a mesma esteja chegando ao fim. Esta é a terceira vez que vemos esse cenário: o primeiro ocorreu no início da história, quando Adam Ellis contou sobre um sonho que ele teve, em que David apareceu em uma cadeira em seu quarto, aproximou-se da cama e começou a se rastejar em sua direção; o segundo ocorreu no início de novembro, quando ele tirou algumas fotos de David se aproximando dele durante o que Adam Ellis acreditou ser apenas um sonho, mas que acabou por não ter sido; e, agora, temos esse terceiro incidente registrado pelo celular em cima de uma prateleira de livros. Estruturalmente, Adam Ellis está montando sua história da mesma forma que seu sonho original predizia o clímax do conto. A questão é como ele vai encerrar isso tudo.

Para completar, existem algumas pontas soltas. O que aconteceu, por exemplo, com os estranhos telefonemas que Adam Ellis estava recebendo? E quanto à estática, que seu aplicativo estava gravando? Por que a câmara posicionada na sala de estar não registrou mais nada? Os gatos deixaram de ser incomodados por David? Veremos a bolinha de gude e o sapato voltarem para a história de forma mais relevante? E quanto ao armazém? Aliás, por que Adam não gravou o som das estranhas batidas que vinham ocorrendo em seu teto? Por que não temos imagens do interior do "alçapão misterioso"? De fato, deixar algumas perguntas sem respostas pode até dar uma dose a mais de "realidade" ao seu conto, porém ao analisar sua história essas são perguntas sem respostas, que realmente incomodam.

Estruturalmente, Adam Ellis está montando sua história da mesma forma que seu sonho original predizia o clímax do conto. A questão é como ele vai encerrar isso tudo.
De qualquer forma, vamos esperar para ver o que irá acontecer daqui para frente. Caso Adam volte a publicar alguma coisa relevante até o fim do ano, irei atualizar vocês, provavelmente nessa mesma matéria.

Enfim, espero que vocês tenham gostado da atualização, e que não tenham tanta apreensão assim pelo Adam Ellis. Ele está bem, como sempre esteve, e o ano que vem dele muito provavelmente será com um bom dinheiro no bolso, ao contrário de muitos daqueles que estão o acompanhando, visto que David não é um fantasma, tão pouco um demônio, é um cofrinho de porquinho repleto de moedas de ouro prestes a ser quebrado.

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.assombrado.com.br/2017/08/apartamento-assombrado-homem-alega-que.html
http://www.assombrado.com.br/2017/09/a-saga-continua-adam-ellis-insiste-em.html
http://www.assombrado.com.br/2017/11/adam-ellis-diz-que-fotografou-o.html
http://www.assombrado.com.br/2017/12/adam-ellis-diz-ter-encontrado-alcapao.html
https://twitter.com/moby_dickhead
https://www.instagram.com/adamtots
Comentários