27 de novembro de 2017

Apresentadora Britânica Alega que sua Amiga Foi Sufocada pelo Fantasma de uma Menininha que Morreu Afogada em sua Casa!

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Em meados do mês passado trouxe ao conhecimento de vocês um caso, que foi divulgado na imprensa britânica, e que acabou passando batido por muitos sites de notícias. O cantor britânico Liam Payne, que provavelmente vocês conhecem por ser o ex-integrante da banda "One Direction", disse em uma entrevista para um determinado colunista, que cobre o mundo das celebridades no Reino Unido, que sua mansão na cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, era mal-assombrada, e que estranhas situações teriam acontecido durante a gravidez de sua esposa, a Cheryl, que por sua vez é uma ex-integrante da banda "Girls Aloud". (leia mais: Cantor Britânico Alega que um "Fantasma" Teria Aterrorizado sua Esposa Durante a Gravidez, nos Estados Unidos!) Aliás, casos semelhantes envolvendo celebridades não são tão incomuns assim, mas tento evitar comentar de forma excessiva sobre os mesmos, para que as matérias não aparentem ter saído de um site de fofocas, o que seria terrível, inclusive, para a credibilidade que sempre tento transmitir a vocês. Acredito que um dos casos mais emblemáticos, sem dúvida alguma, tenha sido aquele envolvendo o cantor Bobby Brown, que ficou mais conhecido por ter sido casado por 14 anos com Whitney Houston, que por sua vez nos deixou em fevereiro de 2012. No ano passado, ele disse que teve relações íntimas com um fantasma durante uma entrevista para o programa 20/20 da emissora norte-americana ABC. Bobby disse que via mulheres brancas andando pelo corredor de sua casa e que, em uma noite memorável, um dos fantasmas desceu do teto e teria feito amor com ele. Estranho, não é mesmo?

De qualquer forma, o feedback em relação ao caso do cantor Liam Payne foi muito positivo, razão pela qual resolvi trazer um outro caso bem curto para vocês, e ainda mais estranho, sendo que o mesmo pode se tornar assustador para muitos. Uma apresentadora britânica de TV chamada Lizzie Cundy, 47 anos, alegou que sua amiga Trudie-Jane Moore, 51 anos, foi quase sufocada pelo fantasma "ciumento" de uma menininha que, que se afogou no banheiro da casa onde mora. Trudie teria ficado completamente aterrorizada após sentir que alguém segurava um travesseiro sobre o seu rosto, enquanto dormia em sua casa no vilarejo de Upton Grey, no condado de Hampshire, na Inglaterra. Aliás, essa não teria sido a primeira vez, que Trudie-Jane passou por situações supostamente paranormais na casa de Lizzie! Caso estranho, não é mesmo? Vamos saber mais sobre esse assunto?

Entenda Toda Essa História: Trudie-Jane Moore Teria Sido Realmente Sufocada pelo Fantasma "Ciumento" de uma Menininha? Quais outras Situações Ela Vivenciou?


Toda essa história acabou parando na mídia britânica e internacional depois que Lizzie Cundy concedeu uma entrevista para a "Femail", uma espécie de seção do tabloide Daily Mail (uma das quatro seções mais importantes, tanto da versão impressa quanto da digital do tabloide, diga-se de passagem), que cobre notícias do mundo da moda, TV, esportes, e da indústria do entretenimento, principalmente do Reino Unido. Conforme o próprio nome diz, o conteúdo publicado é voltado e projetado especialmente para mulheres.

Toda essa história acabou parando na mídia britânica e internacional depois que Lizzie Cundy concedeu uma entrevista para a "Femail", uma espécie de seção do tabloide Daily Mail, que cobre notícias do mundo da moda, TV, esportes, e da indústria do entretenimento, principalmente do Reino Unido. Conforme o próprio nome diz, o conteúdo publicado é voltado e projetado especialmente para mulheres.
Para aqueles que não conhecem, Lizzie Cundy, cujo nome de solteira é Elizabeth Miller, é considerada uma personalidade da TV britânica. Ele já apresentou programas em diversas emissoras de TV do Reino Unido, sendo que seu foco principal sempre foi o mundo do cinema e das celebridades.

Ela se casou com Jason Cundy, um antigo jogador de futebol do Chelsea, em 1994, mas acabaram se separando em 2010, e se divorciando em 2012. Juntos tiveram dois filhos. Aliás, vira e mexe sai alguma notícia sobre Lizzie na mídia britânica, mas essa com certeza foi bem inusitada.

Para aqueles que não conhecem, Lizzie Cundy, cujo nome de solteira é Elizabeth Miller, é considerada uma personalidade da TV britânica. Ele já apresentou programas em diversas emissoras de TV do Reino Unido, sendo que seu foco principal sempre foi o mundo do cinema e das celebridades
Assim sendo, em entrevista a "Femail", Lizzie disse que sua amiga Trudie-Jane ficou tão assustada com as experiências que passou em sua casa, no vilarejo de Upton Grey, no condado de Hampshire, na Inglaterra, que chegou ao ponto de se recusar a visitá-la novamente. Lizzie disse que, certa vez, ela acordou e encontrou sua amiga sentada no sofá, parecendo estar aterrorizada com alguma coisa.

"Ele parecia assombrada. Estava totalmente surtada. Ela disse que acreditava, que alguém tivesse tentado sufocá-la. Ela disse que realmente sentiu alguém colocando um travesseiro em cima do seu rosto. Ela disse que havia alguém na sala tentando matá-la", disse Lizzie.



Assim sendo, em entrevista a "Femail", Lizzie (à esquerda) disse que sua amiga Trudie-Jane (à direita) ficou tão assustada com as experiências que passou em sua casa, no vilarejo de Upton Grey, no condado de Hampshire, na Inglaterra, que chegou ao ponto de se recusar a visitá-la novamente.
"Eu disse 'Você deve estar sonhado'. Então, ela disse 'Não, Lizzie escutei todos os tipos de ruídos. Parecia que havia alguém com um travesseiro sobre a minha cabeça", completou. Na verdade, Trudie-Jane alegou que teve "experiências paranormais" na casa de Lizzie, em três ocasiões distintas.

"Estava dormindo, e acordei no meio da noite. Era como se eu quisesse me levantar para ir ao banheiro, mas não conseguisse. Senti como se houvesse algo realmente pesado sobre o meu peito, e eu não conseguia respirar. Estava entrando em pânico. Estava acordada, mas não conseguia me levantar. A força era demasiadamente grande, e me pressionava para baixo", explicou Trudie-Jane para Lizzie, descrevendo o mesmo incidente.

Na verdade, Trudie-Jane alegou que teve "experiências paranormais" na casa de Lizzie, em três ocasiões distintas.
"Estava dormindo, e acordei no meio da noite. Era como se eu quisesse me levantar para ir ao banheiro, mas não conseguisse. Senti como se houvesse algo realmente pesado sobre o meu peito, e eu não conseguia respirar. Estava entrando em pânico. Estava acordada, mas não conseguia me levantar. A força era demasiadamente grande, e me pressionava para baixo", explicou Trudie-Jane para Lizzie, descrevendo o mesmo incidente.
Na noite seguinte, Trudie-Jane teria sentido novamente uma "força", quando ela tentou se mexer na cama. Lizzie disse que sua amiga contou-lhe, que estava tentando se virar e havia uma "força" a empurrando e tentando afastá-la da cama. Trudie-Jane disse que não conseguiu se virar, e que tinha a sensação de ser um verdadeiro muro de pedra.

Alguns meses depois, ela estava dormindo no sofá, quando sentiu alguém puxando os seus cabelos no meio da noite. Trudie-Jane teria comentado, que foi uma sensação muito estranha, porque havia sentido alguém puxando o seu rabo de cavalo. De qualquer forma, Trudie-Jane não conseguiu voltar a dormir naquela noite em questão.

Como se tudo isso não bastasse, e depois de todos os estranhos incidentes envolvendo a sua amiga, um morador local foi até a sua casa e descreveu uma garotinha correndo pela propriedade. O morador questionou se Lizzie já tinha visto essa garotinha antes, porém, no momento, ela não entendeu absolutamente, ou seja, não fazia ideia do que o homem estava falando. O motivo? Lizzie, conforme dissemos anteriormente, possui apenas dois filhos e nenhuma filha.

Como se tudo isso não bastasse, e depois de todos os estranhos incidentes envolvendo a sua amiga, um morador local foi até a sua casa e descreveu uma garotinha correndo pela propriedade. O morador questionou se Lizzie já tinha visto essa garotinha antes, porém, no momento, ela não entendeu absolutamente, ou seja, não fazia ideia do que o homem estava falando.
O motivo? Lizzie, conforme dissemos anteriormente, possui apenas dois filhos e nenhuma filha.
A imagem acima é meramente ilustrativa.
Desde então, a própria Lizzie passou a escutar ruídos estranhos pela casa, além de notar que os alguns objetos estavam sendo movidos de lugar, como se "alguém estivesse brincando com ela". Depois disso, ela contou que uma ex-moradora da casa disse para ela, que uma menininha havia se afogado no banheiro da casa.

"Certa vez, uma senhora que morou por muitos anos, onde atualmente moro, bateu na minha porta. Ela disse que uma menininha havia morrido na cama, após ter se afogado. Ela disse que a mesma costumava aterrorizá-la, razão pela qual ela resolveu se mudar", disse Lizzie, acrescentando que, a senhora estava tão assustada, que ela ainda se recusava a entrar na casa, mesmo após tantos anos. Aliás, foi justamente nesse ponto que Lizzie resolveu buscar ajuda espiritual para resolver o problema, ou seja, Lizzie procurou uma médium.

"Decidi não dizer nada para ela, mas ela veio e imediatamente começou a dizer: 'No andar de cima, no andar de cima'. Ela disse que havia um menininha no andar de cima, e que tinha se apegado a mim. A médium também disse que a menina estava feliz juntamente com minha família, porém ela não ficava feliz quando outras pessoas entravam na casa, visto que ela sentia ciúmes. Era justamente por essa razão que ela não havia deixado minha amiga dormir na casa. Então, rezamos e limpamos a casa. Ela disse que a enviamos de volta, para que ela descansasse", contou Lizzie.

"Certa vez, uma senhora que morou por muitos anos, onde atualmente moro, bateu na minha porta. Ela disse que uma menininha havia morrido na cama, após ter se afogado. Ela disse que a mesma costumava aterrorizá-la, razão pela qual ela resolveu se mudar", disse Lizzie. A foto acima é meramente ilustrativa.
Lizzie disse que resolveu ir atrás do histórico de sua propriedade datada do século XIX, para descobrir se uma menina realmente havia se afogado no banheiro da casa. Ela teria descoberto que, um século atrás, uma menina de apenas 9 anos de idade teria se afogado durante o banho, depois de um descuido de sua babá. Acreditava-se que a menininha estivesse assombrando a casa desde a sua morte.

Além disso, Lizzie disse que a médium, sem que ela tivesse mencionado nada, também lhe contou que a menina tinha morrido afogada, e deu a mesma descrição fornecida por aquele morador local, que disse ter visto uma menina correndo pela propriedade. Após a limpeza espiritual, por assim dizer, Lizzie disse que passou a se sentir "desimpedida" e "muito mais feliz".

Após a limpeza espiritual, por assim dizer, Lizzie disse que passou a se sentir "desimpedida" e "muito mais feliz".
"Sinto como se um peso tivesse saído de mim. Acho que ela finalmente se foi, após todos esses anos", completou. No entanto, sua amiga, a Trudie-Jane, disse que não voltaria a dormir na casa, mesmo após a visita da médium. Trudie-Jane disse que havia dormido três vezes na casa, e todas as três vezes alguma coisa havia acontecido, e que não queria saber mais da casa da amiga.

Caso estranho, não é mesmo, AssombradOs? Inicialmente, a descrição dos supostos fenômenos paranormais, que estariam acontecendo com Trudie-Jane se encaixava perfeitamente com algo não tão incomum assim, que é a paralisia do sono, ou seja, de paranormal não existia absolutamente nada. Apesar de ser assustador para todas as pessoas que passam por essa condição, fisiologicamente falando, ela é diretamente relacionada à paralisia que ocorre como uma parte natural do sono REM, a qual é conhecida como atonia REM. A paralisia do sono ocorre quando o cérebro acorda de um estado REM, mas a paralisia corporal persiste. Durante a paralisia, podem surgir alucinações assim como ver alguém ao lado da cama ou ouvir barulhos estranhos, mas isso acontece tão somente devido ao excesso de ansiedade e medo provocada pela falta de controle do próprio corpo. Além disso, os sons também podem ser justificados pelo movimento dos músculos do ouvido, que continuam contraindo, mesmo quando todos os outros músculos do corpo estão paralisados durante o sono. Enfim, essa é uma condição médica que acabou sendo interpretada ao longo dos anos como se fosse algo de outro mundo ou até mesmo o ataque de supostos demônios. De qualquer forma, Lizzie não chegou a comentar, que qualquer outra pessoa que tivesse visitado a sua casa, tivesse alegado "experiências paranormais" semelhantes. Isso só aconteceu com Trudie-Jane? Não sabemos.

"Sinto como se um peso tivesse saído de mim. Acho que ela finalmente se foi, após todos esses anos", completou. No entanto, sua amiga, a Trudie-Jane, disse que não voltaria a dormir na casa, mesmo após a visita da médium
O texto também não deixou claro se Trudie-Jane vivenciou isso apenas na casa de Lizzie, e como ela estava, psicologicamente falando, quando foi dormir na casa de sua amiga (isso sem contar as possibilidades de estar sob efeito de medicamentos e álcool). Outro ponto interessante, é que Lizzie não cita nenhum nome de quaisquer pessoas envolvidas nessa história. Não sabemos quem é a ex-moradora, o morador local, o nome da médium e nem sequer foi apresentado qualquer documento mostrando que uma garotinha realmente teria morrido afogada no banheiro da casa. Questiono isso, porque a história mencionava, que uma menininha de 9 anos teria se afogado no banheiro após um descuido ou desatenção da babá. Apesar de crianças entre 0 a 14 anos continuarem figurando entre as vítimas de inúmeros casos de afogamentos todos os anos, é um pouco estranho que uma menina de 9 anos tivesse se afogado no banheiro da casa que, provavelmente, contava com uma banheira. Evidentemente, é possível, uma vez que a menina pode ter batido a cabeça com força em algum lugar e desmaiado dentro da água, mas ainda assim seria um caso bem específico. Seria necessário uma pesquisa, em paralelo, para saber realmente o histórico da casa.

Enfim, esse é um caso relativamente curto, porém muito interessante, e que valeria a pena ser melhor investigado pela imprensa. Infelizmente, isso é algo que isso jamais acontecerá, ainda mais quando se trata da mídia britânica e da poderosa indústria do paranormal no Reino Unido. Seria de extrema importância entrevistar os moradores locais, ex-moradores da casa, fazer uma pesquisa bem feita sobre o imóvel, verificar se incidentes semelhantes aconteceram com amigos ou amigas de Lizzie etc. Sinceramente, fiquei intrigado com alguns pontos, mas infelizmente estamos no campo de relatos, que podem ser ou não verídicos. Vale lembrar que imóveis considerados mal-assombrados no Reino Unido são muito valorizados, mesmo que estejam em péssimo estado de conservação. Enquanto algumas pessoas inventam histórias para conseguir cinco minutos de fama no Brasil, por lá a questão é muito mais financeira.

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.dailymail.co.uk/femail/article-5108371/Lizzie-Cundy-says-friend-suffocated-GHOST.html
https://en.wikipedia.org/wiki/Lizzie_Cundy
Comentários