18 de agosto de 2017

O Suposto "Fantasma" de uma Criança Teria Aparecido na Janela de um Hotel Considerado "Mal-AssombradO" em La Falda, na Argentina?


Por Marco Faustino

Confesso que pretendia trazer três casos de supostos "fantasmas" para vocês nesta sexta-feira (18), todos de uma única vez, visto que isso estava quase virando uma tradição. Afinal de contas, foi basicamente isso que vocês viram ao longo de duas publicações, em julho e agosto, respectivamente, em que agrupei diversos casos em uma única postagem. Na publicação de julho comentei sobre três inusitados casos de supostos "fantasmas" onde o "desconhecido" aparentemente não foi levado a sério, na Inglaterra. Tivemos o caso de um homem, que disse acreditar que avó apareceu na vidraça de um hipermercado para lembrá-lo de comprar pão; do grupo de investigação paranormal que acreditava ter registrado o espírito de um antigo sacerdote egípcio; além do casal que dizia estar sendo perturbado por um "fantasma abusivo" devido a condição financeira pela qual estavam passando (leia mais: Conheça 3 Inusitados Casos de Supostos "Fantasmas" Onde o "Desconhecido" Aparentemente Não Foi Levado a Sério, na Inglaterra!). Já na recente publicação de agosto, comentei sobre três casos que estavam tomando conta das redes sociais ao redor do mundo. Tivemos o caso da suposta "criança de olhos negros" que teria aparecido em um vídeo publicado no Instagram por uma cantora "canadense"; da suposta atividade paranormal ocorrida em um hotel do estado norte-americano do Texas; e de um suposto "fantasma" que foi filmado atravessando uma rua na cidade de Amargh, na Irlanda do Norte (leia mais: Conheça 3 Estranhos Casos de Supostos "Fantasmas" que vêm Tomando Conta das Redes Sociais ao Redor do Mundo!).

Entretanto, um dos três casos que estava pesquisando para apresentar da melhor forma possível para vocês, acabou merecendo uma atenção muito especial. Curiosamente, não foi devido a suposta evidência paranormal, que foi inicialmente apresentada por um site de notícias da cidade de San Lorenzo, na Argentina, mas devido ao local do incidente: o Hotel Edén, na cidade argentina de La Falda. Acreditem, esse hotel não é um lugar comum, e nem mesmo um hotel como outro qualquer. Existe toda uma teoria conspiratória envolvendo esse hotel, onde é mencionado que ninguém menos que Adolf Hitler teria não somente se hospedado no mesmo, mas também teria se escondido no local após a queda do Terceiro Reich, e consequentemente perder a II GM. Conta-se que o casal Walter e Ida Eichhorn, ex-proprietários do Hotel Edén, eram simpatizantes da movimento que Hitler estava fomentando na Alemanha, uma vez que a mesma tinha saído arrasada após a I GM. O casal teria viajado diversas vezes para a Alemanha, se encontrado pessoalmente com Hitler, arrecadado verdadeiras fortunas durantes anos para alimentar a campanha e a máquina nazista e, por fim, teria oferecido abrigo para o ditador.

Na internet, há quem apresente entrevistas com supostos ex-funcionários dizendo que teriam servido Hitler pessoalmente, que ele não teria morrido na Europa, e que teria passado o restante de sua vida na América Latina. Como não contar um pouco mais dessa história para vocês e, de quebra, ainda apresentar envolvendo um caso sobre um suposto "fantasma"? Irresistível, não é mesmo? Vamos saber mais sobre esse assunto?

Um Breve Resumo da História do Hotel Edén


Vamos começar a entender um pouco mais sobre o Hotel Edén, justamente pela sua história, e com a ajuda do próprio site oficial do hotel. Bem, tudo teria começado com 1895, quando um oficial do exército alemão chamado Roberto Bahlcke estava fazendo um passeio a cavalo pelas serras de Córdoba. As paisagens paradisíacas das serras, e as qualidades benéficas do clima (adequado para prevenção da tuberculose, uma doença que causou estragos ao redor do mundo no fim do século XIX), levou Robert a construir um hotel com todo luxo e conforto possível para aquela época. Assim sendo, ele adquiriu 900 hectares da chamada "Estancia La Falda de la Higuera", no dia 19 de agosto de 1897 que, cerca de 10 anos antes, tinha pertencido a um homem chamado Juan Bialet Massé. Na época, as estações ferroviárias mais próximas eram de "Casa Grande" e "Huerta Grande".

Com o objetivo de criar uma maior acessibilidade a estância, Robert comprou terrenos com o objetivo de construir edificações para receber os passageiros e um outro para fazer a ligação entre o futuro hotel e a malha ferroviária. Além disso, para dar prosseguimento ao empreendimento, ele criou uma sociedade em comandita por ações com o objetivo de arrecadar recursos financeiros para sua empresa a "Estancia La Falda y Edén Hotel", que contou com diversos acionistas alemães e o crédito concedido pelo ex-banco Tornquist.

Além disso, para dar prosseguimento ao empreendimento, ele criou uma sociedade em comandita por ações com o objetivo de arrecadar recursos financeiros para sua empresa a "Estancia La Falda e Edén Hotel", que contou com diversos acionistas alemães e o crédito concedido pelo ex-banco Tornquist (na foto).
Segundo a imprensa daquela época, algumas partes do empreendimento tinham sido concluídas no fim de 1898, sendo que ele acabou sendo inaugurado em 26 de dezembro daquele mesmo ano. Algumas das mais importantes famílias da aristocracia argentina começaram a frequentar o local, tais como os Martinez de Hoz, Tornquist, Bianchi, Rock, Bunge, Anchorena, Blaquiers, Peralta Ramos, entre outras.

Inicialmente, o o Hotel Edén gerava sua própria eletricidade, e até mesmo possuía determinadas máquinas, que tornaram possível a fabricação de gelo e sorvete no local. O hotel era praticamente autossuficiente, o que incluía o abastecimento de água.

Inicialmente, o o Hotel Edén gerava sua própria eletricidade, e até mesmo possuía determinadas máquinas, que tornaram possível a fabricação de gelo e sorvete no local. O hotel era praticamente autossuficiente, o que incluía o abastecimento de água.
Ao longo dos anos, o retorno financeiro não foi o esperado e, em 1905, os acionistas decidiram por unanimidade pela dissolução e liquidação da empresa. No entanto, uma das acionistas chamada María Herbert de Kraeutner decidiu enfrentar a difícil situação econômica que o hotel passava, assumindo hipotecas que ainda permaneciam com o ex-banco Tornquist. Curiosamente, sua administração conseguiu dar a volta por cima, pagando todas as dívidas do hotel. Consequentemente, ela se tornou a única proprietária da "Estancia La Falda y Eden Hotel", em 1911. Um ano mais tarde, no entanto, María de Kreautner decidiu voltar para sua terra natal, a Alemanha, e alienou a propriedade para os irmãos alemães Walter e Bruno Eichhorn por cerca de 450 mil pesos.

Entretanto, novamente o retorno financeiro não estava sendo o esperado, e ambos decidiram dividir a estância em lotes para poder pagar as dívidas que estavam sendo contraídas. Em 12 de setembro de 1914, foi realizada a escritura do primeiro terreno para um homem chamado Emilio Werner. Com o passar do tempo, esse loteamento da estância acabaria dando origem a própria cidade de La Falda.

Aliás, naquele mesmo ano, ou seja, em 1914, foi iniciada e I GM e, o que se tornou uma tragédia para milhões de pessoas, acabou sendo um golpe de sorte para Walter e Bruno Eichhorn. Uma vez que a aristocracia argentina não tinha como viajar para passar as férias na Europa, a mesma encontrou nas serras de Córdoba, um local perfeitamente saudável e ideal para desfrutar plenamente suas férias. Assim sendo, o Hotel Edén começou a viver seus anos de glória e esplendor. O turismo e o loteamento cresceram de forma vertiginosa, ou seja, muitos além de passarem férias no hotel, começaram a comprar terrenos e erguer suas próprias casas para permanecer por uma temporada ou até mesmo residir de forma fixa na localidade.

Uma vez que a aristocracia argentina não tinha como viajar para passar as férias na Europa, a mesma encontrou nas colinas de Córdoba, um local perfeitamente saudável e ideal para desfrutar plenamente suas férias.
Assim sendo, o Hotel Edén começou a viver seus anos de glória e esplendor. O turismo e o loteamento cresceram de forma vertiginosa, ou seja, muitos além de passarem férias no hotel, começaram a comprar terrenos e erguer suas próprias casas para permanecer por uma temporada ou até mesmo residir de forma fixa na localidade
Em meados da década de 1920, mais precisamente a partir de 1924, Walter Eichhorn e sua esposa Ida Eichhorn (nascida com o nome de Ida Bonfert) passaram a viajar para a Alemanha com certa frequência. Ambos conheceram pessoalmente Adolf Hitler, e todos se tornaram "grandes amigos." Walter e sua esposa decidiram aderir ao Movimento Nacional Socialista Alemão e a contribuir financeiramente com a ascensão de Hitler ao poder. Estima-se que Walter Eichhorn tenha enviado, sem contar o que já havia sido repassado desde 1924, o equivalente a 30 mil marcos alemães para a Alemanha somente no verão de 1944 (algo que atualmente giraria em torno de US$ 2 milhões, porém algumas versões apontam que esse montante teria sido o total ao longo do tempo) para o Partido Nazista. Todo esse dinheiro era arrecadado na própria Argentina, por meio de simpatizantes locais e expatriados alemães, sendo canalizado para o Ministério da Propaganda, de Joseph Gobbels.

Durante visitas frequentes à Alemanha, na década de 1920, Walter Eichhorn tornou-se um defensor de Hitler no início de sua carreira política, ajudando o Fürher no financiamento de um avião particular e um veículo automotivo para ajudá-lo a fazer sua campanha. Devido a essa lealdade inicial, Walter foi posteriormente recompensado com presentes e reuniões particulares com Hitler e seus generais do mais alto escalão, incluindo o infame e extravagante Hermann Göring. Alguns historiadores apontam que o hotel era uma espécie de centro de propaganda nazista. Para vocês terem uma ideia, os utensílios de cozinha e parte da louça, teriam suásticas gravadas nos mesmos.

Confira também um documentário (em duas partes) sobre o Hotel Edén, que foi apresentado pelo jornalista Mario Markic, e transmitido há alguns anos pelo canal de TV argentino "TN" (Todo Notícias), através de um canal de terceiros, no YouTube (em espanhol):





Nesse ponto é interessante ressaltar um detalhe muito importante. É possível encontrar algumas fotos relacionadas a um encontro que ocorreu entre o casal Walter e Ida Eichhorn com Adolf Hitler, sendo que muitos citam que isso teria acontecido no interior do Hotel Edén. Contudo, as fotos que representariam o primeiro encontro ou um dos encontros do casal com Hitler teriam sido tiradas em um restaurante da cidade de Munique, na Alemanha. Portanto, não haveria nenhuma prova fotográfica ou escrita (uma única linha sequer de algum livro antigo de registros de hóspedes), apontando para que o ex-ditador tivesse visitado ou se hospedado no Hotel Edén durante sua ascensão ou durante a II GM.

Não encontrei nada nesse sentido durante a minha pesquisa sobre o assunto, contudo ainda pretendo me aprofundar sobre essa suposta vinda de Hitler para a América Latina, além da suposta criação de uma base na Antártida. Em relação a hospedagem no Hotel Edén parece bem claro que isso não aconteceu, porque esse detalhe não é mencionado em seu histórico oficial, e nem explorado comercialmente pela atual administração que, com certeza, aumentaria o número de visitantes caso isso tivesse acontecido.

Durante visitas frequentes à Alemanha, na década de 1920, Walter Eichhorn tornou-se um defensor de Hitler no início de sua carreira política, ajudando o Fürher a financiar um avião particular e um veículo para ajudá-lo a fazer campanha
Conforme mencionamos anteriormente, a venda de lotes na estância dos irmãos Eichhorn fizeram com que nascesse um povoado com uma arquitetura tipicamente alemã que, em 1934, já contava com seu próprio município, instituições públicas e inúmeras lojas. Paralelamente, o Hotel Edén também passou por uma série de reformas com o objetivo de melhor atender a crescente demanda turística e melhorar o conforto dos seus hóspedes. Foram construídos chalés, um campo de golfe, um teatro a céu aberto (um "teatrino"), pista de patinação, salão de festas, piscina, entre outras instalações.

O Hotel Edén tinha mais de 100 quartos, 40 banheiros e um restaurante com capacidade para atender cerca de 250 pessoas. O mesmo também hospedou presidentes argentinos, o poeta nicaraguense Rubén Darío, o cientista Albert Einstein, a cantora e atriz Berta Singerman, o cineasta Hugo del Carril, a atriz Zully Moreno, além de príncipes e duques da Europa.

O Hotel Edén tinha mais de 100 quartos, 40 banheiros e um restaurante com capacidade para atender cerca de 250 pessoas. O mesmo também hospedou presidentes argentinos, o poeta nicaraguense Rubén Darío, o cientista Albert Einstein (na foto, ao centro), a cantora e atriz Berta Singerman, o cineasta Hugo del Carril, a atriz Zully Moreno, além de príncipes da Europa
No fim de 1939, sete marinheiros do navio de guerra alemão "Admiral Spee Graff", que afundou nas águas do Rio da Prata, chegaram ao local e se tornaram funcionários do hotel. Porém, a década de 1940 chegou, e com ela houve o desfecho previsível da II GM.

No fim de 1939, sete marinheiros do navio de guerra alemão "Admiral Spee Graff", que afundou nas águas do Rio da Prata, chegaram ao local e se tornaram funcionários do hotel.
Foto mostrando tripulantes alemães tirando fotos no Departamento de Polícia de Buenos Aires
para que pudessem tirar documentos de idade no país
Apenas algumas semanas antes da rendição da Alemanha, em 1945, a Argentina resolveu declarar guerra ao Eixo. Então, o hotel foi apreendido pelo governo argentina, que o transformou em uma prisão de luxo para os membros do corpo diplomático japonês. Dois anos depois, o governo de Juan Domingo Perón devolveu o hotel para seus proprietários.

Dessa forma, a queda da Alemanha na II GM marcou um fim de uma era e o começo de outra, tanto para a história da humanidade quanto para o Hotel Edén. Vale ressaltar nesse ponto que, segundo o historiador Carlos Panozzo, cerca de 1.200 alemães teriam se refugiado em La Falda, nos últimos meses da II GM. Contudo, a princípio, Hitler não teria sido um deles, apesar da suspeitas que recaíam sobre Walter e Ida Eichhorn. Não há dados suficientemente claros, e quaisquer registros oficiais nesse sentido. Na internet, é possível encontrar depoimentos de alguns supostos ex-funcionários do hotel, que garantem ter servido Hitler, por exemplo, em 1949, assim como é possível encontrar livros dos mais variados autores, que alegam que o ex-ditador teria vindo para a América Latina. Infelizmente, até onde pesquisei para compor essa postagem,  não há nenhuma prova robusta sobre tal alegação, porém ainda irei me aprofundar para compor algo especificamente sobre isso no futuro, combinado?

Apenas algumas semanas antes da rendição da Alemanha, em 1945, a Argentina resolveu declarar guerra ao Eixo. Então, o hotel foi apreendido pelo governo argentina, que o transformou em uma prisão de luxo para os membros do corpo diplomático japonês
Os avanços da Ciência e da Medicina permitiram a criação de antibióticos, e a tuberculose com o passar dos anos ganhou tratamentos bem mais eficazes. A Argentina também começou a passar por uma série de mudanças sociais. A alta sociedade, por exemplo, encontrou outros destinos turísticos ao redor do mundo. Assim sendo, os irmãos Eichhorn decidiram, após 35 anos, vender o Hotel Edén para uma empresa privada nacional. O hotel foi passando de mão em mão até fechar suas portas em 1965. Durante as décadas de 1970 e 1980, o mesmo foi condenado ao abandono, sofrendo saques e sendo destruído pouco a pouco. Foi apenas em 1988, que o Hotel Edén acabou sendo declarado como Monumento Histórico Municipal, e um ano depois de interesse provincial.

As dívidas geradas pela falta de pagamento de impostos municipais levaram o hotel a leilão público no dia 16 de dezembro de 1998 e, finalmente, em 2006, uma iniciativa privada local apresentou propostas para tentar reerguer o "gigante adormecido." Atualmente, a empresa "Eden Ventures S.A" menciona que trabalha arduamente com o objetivo de recuperar e melhorar a cada dia a beleza e a imponência do hotel, convertido em um museu histórico.

Atualmente, a empresa "Eden Ventures S.A" trabalha arduamente com o objetivo de recuperar e melhorar a cada dia a beleza e a imponência do hotel, convertido em um museu histórico.
Foto mostrando a fonte principal do Hotel Edén, e o portão de entrada ao fundo
O Hotel Edén também conta com visitas guiadas diurnas e noturnas (comentaremos sobre isso daqui a pouco), parques temáticos, espaços de lazer, entretenimento de alto nível (shows musicais, peças de teatro e exposições itinerantes), além da realização de grandes festas e eventos em seus salões.

Um Suposto "Fantasma" de uma Criança Teria Aparecido na Janela de um Hotel da Cidade de La Falda, na Argentina?


Anteontem (16), um site de notícias argentino chamado "SL24" (uma espécie de abreviação para "San Lorenzo 24") publicou uma notícia um tanto quanto inusitada, cujo título dizia: "Turista sanlorencino fotografió el fantasma de un niño en el mítico hotel Edén de La Falda" ("Turista de San Lorenzo fotografou o fantasma de uma criança no lendário Hotel Edén, em La Falda", em português).

O texto começava dizendo que pai e filho, ambos moradores da cidade argentina de San Lorenzo, teriam passado suas férias de inverno na província de Córdoba, também na Argentina. Eles teriam ido com o objetivo principal de praticar atividades ao ar livre, assim como fazer caminhadas em trilhas nas montanhas, em estradas de acesso rurais etc. Contudo, durante a viagem, eles resolveram fazer uma parada e conhecer o lendário Hotel Edén, na cidade de La Falda. Segundo o "SL24", nas paredes desse hotel estariam guardadas milhares de histórias tenebrosas, sendo que a maioria estaria relacionada a presença de nazistas no local, em meados do século passado, após o término da II GM.

Contudo, durante a viagem, eles resolveram fazer uma parada e conhecer o lendário Hotel Edén, na cidade de La Falda. Segundo o "SL24", nas paredes desse hotel estariam guardadas milhares de histórias tenebrosas, sendo que a maioria estaria relacionada a presença de nazistas no local, em meados do século passado, após o término da II GM
Vale a pena ressaltar nesse ponto, que La Falda é uma pequena cidade de pouco mais de 16 mil habitantes, pertencente a província de Córdoba, estando a 70 km a noroeste da cidade da cidade de Córdoba (sede provincial), e a cerca de 760 km a noroeste de Buenos Aires, a capital da Argentina.

A cidade está no sopé de duas serras (Cerro El Cuadrado e Cerro La Banderita), que juntam fazem parte da cordilheira "Sierras Chicas". La Falda também está localizada no chamado Vale de Punilla, que por sua vez é o segundo destino turístico mais visitado da Argentina.



Visão aérea da cidade de La Falda, sendo que é possível notar o Hotel Edén em primeiro plano
Essa é a razão pela qual a principal atividade econômica da cidade é baseada no turismo, que conta com diversos complexos hoteleiros, restaurantes, bares, museus, entre outros empreendimentos voltados para o turismo. No mês de julho, por exemplo, é realizado o Festival Nacional de Tango e, em outubro, acontece o Festival Nacional do Alfajor.

Conforme vocês já devem ter notado, uma das principais atrações da cidade é justamente o Hotel Edén que, devido ao seu estado de conservação, não hospeda mais pessoas no prédio principal (muito embora isso aconteça em instalações modernas, que foram criadas próximas do mesmo). Confiram também algumas imagens realizadas do Hotel Edén, por meio de um drone, que foram publicadas em um canal de terceiros, no YouTube:



Assim como algumas imagens gravadas no interior do Hotel Edén, de lugares onde supostamente o público não tem acesso, em um outro canal de terceiros, também no YouTube:



Enfim, de acordo com o "SL24", a foto que foi enviada por esse homem, que teria pedido para não ter seu nome divulgado, seria uma amostra dessas histórias de terror.

"Foi meu filho que tirou a foto. Eu estava próximo do carro, olhando para o celular. Acredito que a intenção dele era mostrar a fachada do hotel. Então, quando fomos rever as fotos, vimos uma figura, que posso garantir a vocês, que não estava lá", disse esse tal homem.

De acordo com o "SL24", a foto que foi enviada por esse homem, que teria pedido para não ter seu nome divulgado, para o site de notícias, seria uma amostra dessas histórias de terror
"Juro a vocês que não o vimos antes. Porém, quando vimos a foto estava lá. Parece um menino, como se estivesse maquiado de palhaço. Quando vimos a foto ficamos congelados", completou.

Ainda de acordo com o "SL24", a imagem fala por si mesma. Atrás da janela, e à direita da coluna branca, seria possível ver claramente a imagem de uma figura de aparência humana. O texto também mencionou, que o lendário Hotel Edén teria sido um verdadeiro SPA de luxo na primeira metade do século passado, e que presidentes e até mesmo príncipes teriam se hospedado no local. Porém, atualmente, o mesmo abrigaria espíritos, que se manifestariam através de uma série inquietante de episódios paranormais.

O texto também mencionou, que o lendário Hotel Edén teria sido um verdadeiro SPA de luxo na primeira metade do século passado, e que presidentes e até mesmo príncipes teriam se hospedado no local.
Porém, atualmente, o mesmo abrigaria espíritos, que se manifestariam através de uma série inquietante de episódios paranormais.
Foto de uma das antigas instalações do Hotel Edén visivelmente em ruínas
Os funcionários que trabalham como guias turísticos nos passeios promovidos pela atual administração do hotel, tanto durante o dia quanto a noite, dizem que sentem estranhas presenças, escutam sons de passos, veem sombras e até mesmo aparições. Tudo isso compõe o "panorama assustador" diante dos enormes salões vazios, e das ruínas dos mais de 100 quartos do hotel. E, conforme mencionado anteriormente, o Hotel Edén seria uma fonte inesgotável de tais manifestações paranormais, entre as quais existiriam três que se repetiriam com certa frequência.

Uma dessas "anomalias comprovadas por testemunhas" seria a presença do espírito de uma menina, que morreu devido a tuberculose, e que seria possível ser percebida em uma série de quartos no andar superior do hotel. Também seria possível ver o espírito de uma das primeiras proprietárias, na escadaria do saguão central, e de um "menino fantasma" que resiste em abandonar uma dependência externa do edifício central, local onde teria perdido a vida. Muitos turistas também relatariam, por exemplo, terem ficado perplexos, quando seus filhos pequenos expressaram o desejo de brincar em um dos quartos abandonados que, segundo eles, teria sido a convite de uma menina. Porém, ao procurarem saber sobre essa tal menina, os pais são informados que ela não simplesmente não existe.

Foto recente mostrando o restaurante do Hotel Edén, que atualmente está em funcionamento
Foto mostrando o contraste entre áreas restauradas, e setores do hotel que ainda não passaram por reformas.
Foto de um dos quartos do Hotel Edén que foram restaurados,
e que são mostrados ao público durante os passeios guiados
Para finalizar, o texto mencionou que o Hotel Edén era um reservatório de histórias e lendas, entre as quais estaria um vínculo de seus proprietários com o Nazismo, algo que deu margem a diversas interpretações. Os guias turísticos frequentemente relatam que os ex-proprietários Bruno e Walter Eichform tinham pensado em oferecer o hotel como refúgio para ocultar "Adolf Hitler" ao final da Segunda Guerra Mundial. A simpatia dos proprietários do Hotel Edén pelo Terceiro Reich seria tanta, que os discursos de Hitler teriam sido captados por uma antena no telhado do hotel, sendo retransmitidos para o restante do mesmo através de alto-falantes.

Contudo será que o Hotel Edén é realmente mal-assombrado? Será que essa foto realmente mostraria o "fantasma" de uma criança? Será que estamos diante de um dos hotéis mais mal-assombrados da Argentina e da América Latina? É justamente isso que vocês conferem a seguir.

As Supostas "Assombrações" do Hotel Edén, em La Falda. Será que o "Fantasma" de uma Criança Teria Sido Realmente Fotografado?


Independentemente de acreditar ou não na existência de fantasmas devemos convir, que para um suposto "fantasma" estar assombrando um determinado local é necessário, no mínimo, que alguém tenha morrido, não é mesmo? Então, nada mais justo tentar descobrir se o Hotel Edén foi palco de alguma morte repentina, talvez um assassinato ou se foi um hotel onde houve muito sofrimento.

Vamos começar com o suposto espírito de uma das primeiras proprietárias, que visitantes ou guias turísticos alegam ver na escadaria do saguão central do hotel. De acordo com as informações do jornal "Diário El Popular", publicadas em junho de 2013, a aparição seria uma figura feminina que, ao ser comparada com fotos de época, teria uma aparência semelhante a um das primeiras proprietárias, e estaria associada a María de Kreautner, que morou no local entre 1904 e 1912, quando morreu devido a um câncer. Alguém notou alguma coisa estranha nessa história? Segundo as informações oficiais fornecidas pelo próprio hotel, María de Kreautner teria voltado para a Alemanha em 1912. Assim sendo, como ela poderia ter morrido devido a um câncer, no Hotel Edén, e justamente naquele ano? Resumindo, essa história não faz muito sentido. Para completar, não há maiores informações históricas sobre a morte de qualquer outra senhora no hotel.

Foto da antiga escadaria principal que dava acesso ao andar superior do hotel, que se encontra desativada
Muitos sites argentinos de notícias, que divulgaram a recente foto do suposto "fantasma" de uma criança, alegaram que imagem retratava o fantasma de um "menino." Já outros foram além, e mencionaram que o menino em questão teria morrido de tuberculose no início do século XIX, e que seu fantasma seria frequentemente visto andando pelo Hotel Éden, principalmente em uma dependência externa do edifício central. Contudo, ainda de acordo o "Diário El Popular", essa história sobre o fantasma de um menino seria referente ao espírito de um bebê, que nunca teria deixado uma dependência externa, que era utilizada como local de moradia de ex-funcionários. A foto, no entanto, não retrata em nada a aparência de um bebê, não é mesmo? Além disso, aparentemente não há nenhuma informação pública e histórica sobre a morte de um bebê no Hotel Edén. Isso pode, evidentemente, ter acontecido, porém não encontrei nenhuma evidência nesse sentido.

Segundo o site do jornal "Crónica", toda essa história seria um pouco diferente. Existiria uma lenda local sobre um menino, que teria sido filho de uma ex-funcionária do hotel, que por sua vez teria morrido devido a um surto de febre amarela. Assim sendo, esse menino costumava aparecer durante o entardecer, chorando pela morte de sua mãe, sendo que seu choro poderia ser escutado pelos visitantes. Contudo, não é mencionado o motivo da morte do menino, e nem mesmo o ano que a funcionária teria morrido. Além disso, oficialmente não é mencionado nenhum surto de febre amarela no Hotel Edén. Resumindo? Duas histórias amplamente divulgadas sobre um mesmo "fantasma", completamente diferente, que praticamente transformam o caso em lenda urbana.

Muitos sites argentinos de notícias, que divulgaram a recente foto do suposto "fantasma" de uma criança, alegaram que imagem retratava o fantasma de um "menino." Já outros foram além, e mencionaram que o menino em questão teria morrido de tuberculose no início do século XIX, e que seu fantasma seria frequentemente visto andando pelo Hotel Éden
Segundo o site do jornal "Crónica", toda essa história seria um pouco diferente. Existiria uma lenda local sobre um menino, que teria sido filho de uma ex-funcionária do hotel, que por sua vez teria morrido devido a um surto de febre amarela. Assim sendo, esse menino costumava aparecer durante o entardecer, chorando pela morte de sua mãe, sendo que seu choro poderia ser escutado pelos visitantes
Aparentemente, outros supostos "fenômenos paranormais" aconteceriam no salão principal do Hotel Edén. É mencionado, por exemplo, que os visitantes costumavam escutar vozes espectrais, o som do salto alto utilizado pelas antigas damas contra o piso, o barulho de malas e até mesmo de bandejas sendo carregadas por antigos funcionários. Aliás, os atuais funcionários, que trabalham na manutenção do hotel costumam dizer que, em algumas ocasiões, esses murmúrios são ouvidos com clareza, porém em outros seria apenas um sussurro. Contudo, é interessante notar que essas são experiências pessoais e subjetivas, portanto depende do estado de envolvimento e crença de cada um.

Agora, o melhor caso talvez seja sobre o suposto "fantasma" de uma menina, que circularia pelo andar superior do Hotel Edén. Conta-se que essa aparição seria o fantasma de uma menina chamada Ana Jaime, filha do médico do ex-presidente argentino Julio Argentino Roca, com apenas 8 anos de idade. Por volta de 1898, a pequena Ana teria sido acometida por uma bactéria muito agressiva, o que resultava em um grave problema respiratório, ou seja, Ana estava sofrendo devido a tuberculose. Assim sendo, Felipe Yofre, colaborador e amigo pessoal do ex-presidente, recomendou que consultasse Fermín Rodríguez, um famoso tisiólogo (nome que era dado aos médicos especializados em tuberculose) argentino, que por sua vez recomendou alguns medicamentos e o ar puro das montanhas de Córdoba. Foi assim que o ex-presidente acabou chegando em María Herbert de Kreautner, e conseguiu com que Ana Jaime e seu pai ficassem hospedados no Hotel Edén, que havia recém-inaugurado. A passagem de Ana pelo hotel teria sido registrado no livro de memórias de María Herbert de Kreautner.

Agora, o melhor caso talvez seja sobre o suposto "fantasma" de uma menina, que circularia pelo andar superior do Hotel Edén. Conta-se que essa aparição seria o fantasma de uma menina chamada Ana Jaime, filha do médico do ex-presidente argentino Julio Argentino Roca (em primeiro plano, na foto), com apenas 8 anos de idade.
A menina teria desfrutado do conforto do hotel e de todo o ar puro da montanha, que aparentemente lhe estava fazendo muito bem, porém em uma determinada noite, no fim do mês de janeiro de 1899, Ana Jaime teria vindo a falecer, e sua alma continuou até hoje perambulando pelo hotel.

Em uma rápida pesquisa sobre esse caso, diversos veículos de comunicação argentinos mencionam que esse caso foi relatado na época pelo jornal "Diario de Los Principios", que teria apontado a suspeita de "leite contaminado" como causa da morte da menina. No entanto, há quem tenha descoberto a "verdadeira causa" da morte de Ana, porém nunca teria mencionado absolutamente nada para a imprensa. Para a atual administração do hotel, Ana Jaime teria simplesmente morrido devido a tuberculose.

A menina teria desfrutado do conforto do hotel e de todo o ar puro da montanha, que aparentemente lhe estava fazendo muito bem, porém em uma determinada noite, no fim do mês de janeiro de 1899, Ana Jaime teria vindo a falecer, e sua alma continuou até hoje perambulando pelo hotel.
De qualquer forma, por mais que haja bons elementos nessa história não é apresentado nenhum artigo de jornal da época ou imagens do livro de memórias de María de Kreautner, que comprovem a passagem e a morte de uma menina chamada Ana Jaime no Hotel Edén. Também não encontrei nenhum registro público e histórico relacionado ao livro de memórias ou em relação ao "Diario de Los Principios". Seria necessário uma consulta mais ampla aos acervos históricos locais ou bibliotecas públicas para descobrir se isso realmente aconteceu da forma que é mencionado ou se é apenas mais uma lenda urbana como aparentemente acontece com os demais casos anteriores.

Já em relação a recente foto de um suposto "fantasma" de um menino, que teria sido tirada por moradores de San Lorenzo, na Argentina, durante uma visita recente ao Hotel Edén, temos uma série de problemas em relação a história: não sabemos quando a foto foi tirada (data e horário), quais os nomes das pessoas que tiraram a foto, o equipamento utilizado, não temos acesso a fotografia original, visto que foi disponibilizada apenas uma versão editada da mesma, e nem mesmo temos nenhuma outra fotografia tirada por esse equipamento de outras áreas ou partes do Hotel Éden naquele mesmo dia. As informações são muito escassas. Assim sendo, quando algum caso semelhante acontece, diante dessas mesmas condições, invariavelmente o mesmo é seguramente falso. Portanto, não há razões plausíveis, exceto a pura crença subjetiva na existência de uma fantasma na foto, para se acreditar que seja autêntica ou retrate verdadeiramente um fantasma.

As informações são muito escassas. Assim sendo, quando algum caso semelhante acontece, diante dessas mesmas condições, invariavelmente o mesmo é seguramente falso. Portanto, não há razões plausíveis, exceto a pura crença subjetiva na existência de uma fantasma na foto, para se acreditar que seja autêntica ou retrate verdadeiramente um fantasma
É possível que a foto tenha sido manipulada digitalmente, por meio de aplicativos de celular, e curiosamente também poderia se tratar de um caso de pareidolia. Se vocês repararem bem, vão notar que existe uma distorção de cor de diversos elementos da fachada do hotel, e que a parede ao fundo possui manchas que são bem parecidas com que seria a boca e os olhos do suposto "fantasma". O  "corpo" do suposto "fantasma" também é bem geométrico (observem as linhas retas e os ângulos formados), o que poderia indicar a mera presença de um objeto semelhante a uma cadeira ou um cartaz. Notem também que, na parte superior da foto vemos manchas no vidro, que também se assemelham com um rosto humano, mas ninguém parece ter percebido isso, o que mostra que nem todos percebem o efeito gerado pela composição de elementos da mesma forma. Resumindo? Nada leva a crer que exista realmente um fantasma nessa foto.

Particularmente, isso não me impediria por exemplo, de pagar cerca de 70 pesos (aproximadamente R$ 13 pela cotação atual) por um passeio guiado de cunho histórico e cultural, que é realizado diariamente, inclusive aos sábados e domingos, a partir das 9h (indo até as 19h), no Hotel Edén, e com duração de 1h30.

Particularmente, isso não me impediria por exemplo, de pagar cerca de 70 pesos (aproximadamente R$ 13 pela cotação atual) por um passeio guiado de cunho histórico e cultural, que é realizado diariamente, inclusive aos sábados e domingos
Aliás, também pagaria cerca de 100 pesos (aproximadamente R$ 18) para realizar um passeio noturno guiado, que o hotel deixa claro ser de caráter recreativo e esotérico, e baseado em mitos e lendas locais, e que também possui duração aproximada de 1h30. Nesse último caso, os passeios estão ocorrendo nos fins de semana, por volta das 22h (ingressos limitados).

Aliás, também pagaria cerca de 100 pesos (aproximadamente R$ 18) para realizar um passeio noturno guiado, que o hotel deixa claro ser de caráter recreativo e esotérico, e baseado em mitos e lendas do local, e que também possui duração de 1h30
Enfim, após todo esse material considero o Hotel Edén um local fascinante para ser conhecido, muito embora esteja intimamente ligado a um dos episódios mais tristes e lamentáveis da história da humanidade. Por outro lado, não há um conjunto probatório suficientemente claro, que indique que a recente foto retrate realmente um fantasma.

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://edenhotellafalda.com
http://ricardoalfonso.com/vistas-aereas-la-falda/

http://sl24.com.ar/2017/08/turistas-sanlorencinos-fotografiaron-un-fantasma-en-el-mitico-hotel-eden-de-la-falta/
http://www.cadena3.com/contenido/2017/08/17/La-espeluznante-foto-del-nino-fantasma-en-el-Hotel-Eden-190086.asp
http://www.cronica.com.ar/article/details/61542/cordoba-hoteles-malditos-y-fantasmales
http://www.infobae.com/sociedad/2017/08/15/asegura-que-fotografio-a-un-nino-fantasma-en-un-hotel-abandonado-de-cordoba/
http://www.lavoz.com.ar/ciudadanos/ana-la-nina-que-vive-sola-en-las-ruinas-del-eden
http://www.losandes.com.ar/article/la-foto-de-un-nino-fantasma-en-eden-hotel-de-la-falda-abona-el-mito-de-las-almas-en-pena
http://www.taringa.net/posts/imagenes/18335532/Fotos-Propias-Hotel-Eden-Abandonado.html
https://es.wikipedia.org/wiki/Eden_Hotel
https://es.wikipedia.org/wiki/La_Falda
https://medium.com/@JaredfromOhio/einstein-hitler-and-the-strange-tale-of-argentina-s-haunted-nazi-hotel-b2174b0aec40
https://www.debate.com.mx/sexyeinsolito/Captan-escalofriante-foto-de-un-nino-fantasma-en-hotel-de-Argentina--20170815-0450.html
https://www.diariopopular.com.ar/cordoba-el-fantasma-una-nena-se-niega-dejar-el-viejo-hotel-eden-n314755
https://www.flickr.com/photos/carbima/albums/72157649351178896
Comentários