6 de agosto de 2017

O Caso "Sergei Paramarenko": Será Verdade que um Ucraniano Teria Viajado para o Passado e o Futuro com a Ajuda de um "OVNI"?

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Sinceramente, sinto-me muito privilegiado em escrever essa postagem, visto que é a primeira vez que abordo um caso envolvendo um suposto "viajante no tempo." Casos supostamente de cunho "ufológico" não são uma novidade para mim, visto que costumo desmistificar a absoluta maioria dos casos, que surgem ao redor do mundo (com a ajuda, é claro, de diversos colegas nesse sentido). Porém, essa é a primeira vez com que me deparo e resolvo pegar um caso sobre um suposto "viajante no tempo" que, para melhorar a situação, seria do Leste Europeu e envolveria um "OVNI." Inicialmente, considerei o caso bem "banal", e não considerei nem um pouco convidativo. Contudo, no dia 1º de agosto me deparei com uma sugestão de uma usuária chamada Larissa C., em nossa SSA (Sociedade Secreta dos AssombradOs), onde ela compartilhou um vídeo de uma determinada página no Facebook destinada a divulgar casos supostamente ufológicos, e questionou se a história de um homem chamado "Sergei Paramarenko" seria uma obra de cineastas ou então poderia ser algo verdadeiro. Evidentemente, é muito estimulante e particularmente gratificante quando alguém realmente questiona ou duvida da autenticidade de um material, porque normalmente isso não acontece. Sempre vejo muitas pessoas compartilhando de forma deliberada, sem nem ao menos ler ou pesquisar sobre o assunto, simplesmente acreditando que determinados canais no YouTube ou páginas no Facebook tenham realmente pesquisado alguma coisa para atestar a veracidade do conteúdo. Casos assim, infelizmente e fatalmente, terminam em desinformação.

Depois de tantas farsas anteriormente propagadas envolvendo viajantes no tempo, desde o mais famoso caso sobre um homem supostamente chamado "John Titor" até chegar em um dos mais recentes, o "Japonês de 2062", será que realmente teríamos um caso verdadeiro envolvendo um viajante do tempo? Bem, nossa história começa com um jovem prestes a se casar, na manhã de 23 de abril de 1958, quando ele saiu sozinho para tirar fotografias, e nunca mais foi encontrado. Seu nome seria "Sergei Paramarenko", 25 anos, e residente da ex-URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas). Sergei supostamente amava tirar fotos, e possuía uma câmera fotográfica. Então, no dia do seu desaparecimento (ao menos para o restante do mundo), ele acabou avistando um "OVNI", em formato de "sino", e resolveu tirar uma foto dele. Assim que ele abaixou a câmera, no entanto, ele não conseguia reconhecer os lugares ao seu redor. Aparentemente perdido, Sergei teria sido encontrado desorientado por policiais. Ele estaria procurando por uma rua, que já não existia há muito tempo e, ao ser auxiliado pelos mesmos, o homem teria mostrado seu documento de identificação, juntamente com um passaporte da antiga União Soviética, local onde ele alegava ter nascido, em 16 de junho de 1932. Contudo, Sergei não estava em 1958, mas no ano de 2006, tendo viajado por quase 50 anos na linha do tempo. Desesperado, Sergei queria apenas voltar para casa. Contudo, será que isso é mesmo verdade? Vamos saber mais sobre esse assunto?

Entenda Como Toda Essa História Começou


Toda essa história sobre "Sergei Paramarenko" (também amplamente citado como Paramanenko ou Ponomarenko, porém resolvi adotar o "Paramarenko" para faciltar a compreensão de vocês), e sua suposta viagem no tempo começou através do do terceiro episódio (chamado "Путешественник во времени", em russo ou simplesmente "Viajante do Tempo", em português), de uma série denominada "ПРИБУЛЬЦІ" (algo como "Alienígenas", em uma tradução livre para o nosso idioma), que foi dirigido por homem chamado Vladimir Rybas ("Владимир Рыбась", em russo). O episódio foi ao ar, na Ucrânia, no dia 13 de junho de 2012. Até onde pesquisei, a série inteira teria cerca de 10 episódios de 40 minutos cada um, e foi exibida pelo canal ucraniano de TV chamado "1+1" (leia-se como "One Plus One"), e que existe até hoje, diga-se de passagem.

Aliás, você pode conferir esse episódio inteiro através do canal "na53razboy", no YouTube, que o publicou no dia 3 de julho de 2012 (lembrando que o mesmo está inteiramente em russo, e não há legendas sequer para o inglês, porém irei destrinchá-lo para vocês a seguir, não se preocupem):



A página oficial da série no canal "1+1" possui a seguinte descrição: "As teorias e suposições expressas podem não ser consideradas corretas e necessitam de pesquisas científicas subsequentes. Todas as reconstituições são baseadas em evidências de testemunhas oculares. Não temos provas irrefutáveis da existência de representantes de civilizações extraterrestres na Terra. Você é quem deve decidir se deve acreditar ou não." Uma descrição um tanto quanto questionável, não é mesmo? Será que vocês conseguem perceber, apenas por essa descrição, o tamanho monumental do problema de exibir um documentário que tenha essa premissa? Enfim, vamos tentar ignorar essa descrição (por mais difícil que seja), e seguir em frente.

Apesar de não ser fluente em russo, é possível ter um nível razoável de compreensão de diversos pontos desse documentário, devido a traduções e análises anteriormente realizadas por outros sites, principalmente em inglês e espanhol. Abaixo, por exemplo, você pode ver um vídeo que publicaram, no YouTube, com áudio e legendas em espanhol de um trecho do mesmo (aliás, é bem fácil de entender tanto a narrativa quanto as próprias legendas):



Assim sendo, logo no início do documentário, que tem uma dinâmica bem semelhante aos documentários exibidos, por exemplo, pelo "History Channel", é possível notar que o mesmo tenta fazer uma comparação entre uma antiga foto do suposto "Sergei Paramarenko" no ano de 1958, com o homem que teria sido entrevistado em 2006.

Assim sendo, logo no início do documentário, que tem uma dinâmica bem semelhante aos documentários exibidos pelo "History Channel", é possível notar que o mesmo tenta fazer uma comparação entre uma antiga foto do suposto "Sergei Paramarenko" em 1958, com o homem que teria sido entrevistado em 2006
Além disso, são exibidas fotos supostamente tiradas por "Sergei Paramarenko", o nosso suposto "viajante do tempo", através de sua própria câmera fotográfica, da cidade de Kiev, a capital da Ucrânia, em 1958. Algo "impressionante", não é mesmo?

Além disso, são exibidas fotos supostamente tiradas por "Sergei Paramarenko", o nosso suposto "viajante do tempo", através de sua própria câmera fotográfica, da cidade de Kiev, a capital da Ucrânia, em 1958
Mais uma foto que teria sido tirada por "Sergei Paramarenko" da cidade de Kiev, capital da Ucrânia, em 1958
Talvez para acrescentar uma "dose ainda maior de mistério" são exibidas imagens de uma câmera internas de segurança, mostrando o "Sergei Paramarenko", em uma espécie de escritório, consultório ou clínica. Porém, a data que aparece no vídeo é de 23 de abril de 2006, ou seja, como um homem poderia ter a mesma aparência que tinha em 1958? Seria então a mesma pessoa? Teríamos então um verdadeiro viajante no tempo?

Talvez para acrescentar uma "dose ainda maior de mistério" são exibidas imagens de uma câmera internas de segurança, mostrando o "Sergei Paramarenko", em uma espécie de consultório
Porém, a data que aparece no vídeo é de 23 de abril de 2006, ou seja, como um homem poderia ter a mesma aparência que tinha em 1958? Seria então a mesma pessoa? Teríamos então um viajante no tempo?
Uma vez que o documentário tem 40 minutos, nada melhor do que resumi-lo para vocês, visto que existe muita enrolação e depoimentos de supostas testemunhas oculares. Bem, o mesmo retrata a história do Sergei, que teria sido encontrado por autoridades policiais no dia 23 de abril de 2006, totalmente desorientado e perguntando por uma rua que não existia. Sergei estava bem vestido, porém usando roupas antigas.

Ao apresentar um documento de identificação para as autoridades, no mesmo constava que Sergei havia nascido no ano de 1932, na antiga União Soviética. Sem saber o que fazer, os policiais o teriam levado até uma espécie de clínica ou hospital psiquiátrico, para passar por uma avaliação psicológica, visto que tal situação não fazia nenhum sentido.

Ao apresentar um documento de identificação para as autoridades, no mesmo constava que Sergei havia nascido no ano de 1932, na antiga União Soviética. Sem saber o que fazer, os policiais o teriam levado até uma espécie de clínica ou hospital psiquiátrico, para passar por uma avaliação psicológica, visto que tal situação não fazia nenhum sentido
Em um determinado momento do vídeo, é exibido o diálogo entre Sergei e o psiquiatra, o Dr. Pablo Kutrikov, que o teria atendido naquele mesmo dia. Ao ser incentivado a contar algo sobre si mesmo, o homem alegou ser "Sergei Paramarenko", nascido em Kiev, em 16 de junho de 1932. O Dr. Pablo estranhou, dizendo ter certeza que ele não tinha mais do que 30 anos, algo que foi confirmado pelo Sergei, que por sua vez disse ter 25 anos.

Ao ser questionado como aquilo era possível, ou seja, como ele teria aparecido no ano de 2006, Sergei disse que decidiu fazer uma caminhada, pegou sua câmera fotográfica, mas quando estava saindo de casa, ele avistou um objeto que tinha o formato de um sino. Era um objeto bem estranho e estava voando. Ele alegou ser difícil explicar o que estava vendo, e talvez obtivessem uma resposta melhor após a revelação das fotos de sua câmera fotográfica.

Em um determinado momento do vídeo, é exibido o diálogo entre Sergei e o psiquiatra,
o Dr. Pablo Kutrikov, que o teria atendido naquele mesmo dia
Assim sendo, o Dr. Pablo Kutrikov decidiu revelar as fotos, mas houve uma certa dificuldade, visto que as câmeras antigas possuíam mecanismos diferentes para a revelação das fotos em relação as câmeras atuais (como se houvesse alguma dificuldade em revelar fotos a partir de rolos de filmes). Então, eles procuraram por um especialista em fotografia chamado Vadim Poisner, que por sua vez teria ficado surpreso com o que apareceu nas imagens.

Vadim não sabia explicar como aquele rolo de filme estava tão bem preservado mesmo após meio século, mas ainda assim teria conseguido revelar todas as fotos, que mostravam imagens da cidade de Kiev, na década de 1950, além de uma mulher, por volta dos 25 anos de idade juntamente com Sergei. Aliás, o homem estava vestindo as mesmas roupas com que tinha aparecido em 2006. Estranho, não é mesmo?

Vadim não sabia explicar como aquele rolo de filme estava tão bem preservado mesmo após meio século, mas ainda assim teria conseguido revelar todas as fotos, que mostravam imagens da cidade de Kiev, na década de 1950, além de uma mulher, por volta dos 25 anos de idade juntamente com Sergei.
Aliás, o homem estava vestindo as mesmas roupas com que tinha aparecido em 2006. Estranho, não é mesmo?
A fotografia que teria mais chamado a atenção, no entanto, seria a de um "OVNI" no formato de um "sino", conforme descrito por Sergei antes que as mesmas fossem reveladas. Ao ser confrontado perante a foto, Sergei disse que não sabia o que era aquele objeto e o que tinha exatamente acontecido com ele. Ele disse apenas que, assim que abaixou a câmera fotográfica, ele tinha ido parar em 2006.

A fotografia que mais teria chamado a atenção, no entanto, seria a de um "OVNI" no formato de um sino,
conforme descrito por Sergei antes que as mesmas fossem reveladas
No vídeo é mencionado, que após essa conversa com o Dr. Pablo Kutrikov, o tal "Sergei Paramarenko" foi encaminhado ao seu quarto na clínica ou hospital psiquiátrico. A câmera de segurança teria registrado esse momento, porém não registrou sua saída em momento algum. Após essa conversa (ou alguns dias depois, devido as datas que aparecem no vídeo), no entanto, Sergei teria desaparecido. O local teria barras de ferro nas janelas e seria considerado impossível de escapar. Posteriormente, a polícia teria investigado o caso, e teria confirmado a existência desse homem, que foi declarado como desaparecido na década de 1960 / 1970.

Agora, vem a parte mais estranha de todas em relação a essa caso. Após o desaparecimento de Sergei, no ano de 2006, o mesmo inexplicavelmente teria retornado a sua época, inclusive dando entrevistas para emissoras de rádio locais. Ele teria vivido feliz juntamente com sua noiva ou namorada, aquela moça que aparece na foto juntamente com ele, até a década de 1970, quando ele teria desaparecido novamente. Contudo, diretamente do futuro, ele teria encontrado uma forma para enviar uma foto sua para a sua amada, da cidade de Kiev, em 2050, escrevendo no verso que estava tudo bem com ele, e que em breve ele retornaria.

Após o desaparecimento de Sergei, no ano de 2006, o mesmo inexplicavelmente teria retornado a sua época, inclusive dando entrevistas para emissoras de rádio locais. Ele teria vivido feliz juntamente com sua noiva ou namorada, aquela moça que aparece na foto juntamente com ele, até a década de 1970, quando ele teria desaparecido novamente
Contudo, diretamente do futuro, ele teria encontrado uma forma para enviar uma foto sua para a sua amada, da cidade de Kiev, em 2050, escrevendo no verso que estava tudo bem com ele, e que em breve ele retornaria.
Foto de "Sergei Paramarenko" supostamente em Kiev, capital da Ucrânia, no ano de 2050
A polícia e a equipe que realizou o documentário teria sido tão eficiente, que teria encontrado a noiva ou namorada de Sergei, que ainda estava viva para contar uma parte dessa história, mostrando a foto de Sergei supostamente no futuro, em 2050. Enfim, é basicamente isso que é narrado em quase 40 minutos de documentário. Contudo, será que essa história é mesmo verdadeira?

A Verdade Por Trás do Viajante do Tempo Chamado "Sergei Paramarenko"


Bem, infelizmente, não importa o que tenham tentado divulgar sobre esse caso para vocês, a verdade é que o mesmo não passa de um "mockumentary" (algo como "mockumentário", em uma tradução livre para o português), que nada mais é do que um termo vem da união da palavra "mock" ("falso") + "documentary" ("documentário"), e representam vídeos ou documentários, que tentam fazer você acreditar que o ocorrido em tela realmente aconteceu. Entre os exemplos clássicos de documentários semelhantes está o "Dyatlov Pass Incident" (não que o caso em si seja mentira, mas a suposta investigação realizada e apresentada no documentário) e o "Sereias", que por sua vez foi exibido pelo Discovery Channel no passado. Resumindo, nada ou praticamente nada do que é alegado e aparece no documentário ucraniano é real. Grande parte do mesmo reflete apenas encenações, usando um material forjado ou distorcido, e que não serve absolutamente para nada.

Não acredita? Acha que essa é uma tentativa de esconder que os "seres extraterrestres" estão realmente ao nosso redor, de que a "viagem no tempo" realmente existe ou quem sabe que Sergei teria tido apenas um "lapso temporal"? Pois bem, vamos começar com algumas fotos de Kiev, que teriam sido tiradas pelo "Sergei Paramarenko" no ano de 1958, e que teriam sido encontradas em sua máquina fotográfica por um "especialista." Essas mesmas fotos aparecem disponíveis publicamente na internet, em um site chamado "GLAVRED.INFO", em uma postagem de janeiro de 2011 (mais de um ano antes da divulgação do documentário). Aliás, as mesmas são atribuídas a autores (entenda como fotógrafos) totalmente diferentes.

vamos começar com algumas fotos de Kiev, que teriam sido tiradas pelo "Sergei Paramarenko" no ano de 1958, e que teriam sido encontradas em sua máquina fotográfica por um "especialista." Essas mesmas fotos aparecem disponíveis publicamente na internet, em um site chamado "GLAVRED.INFO", em uma postagem de janeiro de 2011 (mais de um ano antes da divulgação do documentário)
Aliás, as mesmas são atribuídas a autores (entenda como fotógrafos) totalmente diferentes.
Na primeira foto, por exemplo, podemos notar que a mesma teria sido tirada em Kiev, em 1960, pelo fotógrafo "Юдин В.П." ("V.P. Yudin"), e que a mesma atualmente pertenceria ao Arquivo Histórico Estatal Russo, localizado na cidade de São Petersburgo. Já a segunda foto teria sido tirada pelo fotógrafo "Левченко А." ("A. Levchenko"), e pertenceria ao mesmo arquivo histórico. Resumindo? As fotos teriam sido utilizadas indevidamente no "mockumentário" para simular que um homem chamado de "Sergei Paramarenko" tivesse tirado tais fotos naquela época, e que elas supostamente estariam em sua máquina fotográfica. Apenas isso já seria suficiente para destruir a reputação desse documentário, mas calma que a situação vai piorar.

Em relação a suposta filmagem da câmera de segurança da clínica ou do hospital psiquiátrico para o qual o "Sergei Paramarenko" teria sido encaminhado, não é necessário dizer muita coisa, visto que a "filmagem" é claramente manipulada digitalmente. Basta observar o "formato do horário" que aparece no vídeo, supostamente extraído do circuito interno de TV. Observe que o mesmo, em sua última parte (após os segundos), vai apenas até o número 30. Isso é o chamado "Timecode [30]" no programa de edição de vídeos chamado "After Effects", uma espécie de "contador de frame", e denota uma manipulação do vídeo, ou seja, o horário não seria aquele efetivamente registrado por uma câmera do circuito interno de TV, mas inserido posteriormente a gravação, ou seja, o vídeo é falso. Além disso, tal efeito já foi utilizado em inúmeros vídeos desmistificados anteriormente (clique aqui e aqui, para conferir exemplos do que estou dizendo).

Em relação a suposta filmagem da câmera de segurança da clínica ou do hospital psiquiátrico para o qual o "Sergei Paramarenko" teria sido encaminhado, não é necessário dizer muita coisa, visto que a "filmagem" é claramente manipulada digitalmente
Agora, sem dúvida alguma, a pior parte dessa história é a foto que Sergei teria enviado para sua amada, de uma forma inexplicável, mostrando como era a cidade de Kiev, no ano de 2050. De uma forma muito perspicaz, o responsável pelo site "La mentira esta ahi fuera" (uma espécie de "E-Farsas" em espanhol) identificou que muito dos prédios ao fundo aparecem de forma repetida, ou seja, alguém copiou e colou as mesmas imagens de prédios (ampliando alguns deles), diversas vezes ao fundo. Simplificando? Novamente temos um caso de manipulação digital.

Como se tudo isso não fosse ruim o suficiente, na parte esquerda da foto teríamos simplesmente uma parte da paisagem da cidade de Nova York, uma vez que existe um prédio muito semelhante ao chamado "Empire State Building", assim como o visual de prédios adjacentes. Uma manipulação digital totalmente grotesca.

Imagem do local, no ano do documentário, que Sergei teria tirado a foto
De uma forma muito perspicaz, o responsável pelo site "La mentira esta ahi fuera" (uma espécie de "E-Farsas" em espanhol) identificou que muito dos prédios ao fundo aparecem de forma repetida, ou seja, alguém copiou e colou as mesmas imagens de prédios (ampliando alguns deles), diversas vezes ao fundo. Simplificando? Novamente temos um caso de manipulação digital.
Como se tudo isso não fosse ruim o suficiente, na parte esquerda da foto teríamos simplesmente uma parte da paisagem da cidade de Nova York, uma vez que existe um prédio muito semelhante ao chamado "Empire State Building", assim como o visual de prédios adjacentes. Uma manipulação digital totalmente grotesca.
Atualização (05/08/2017): Curiosamente, enquanto estava revisando essa matéria encontrei mais uma farsa grotesca, que não vi sendo mencionado anteriormente por outros sites. Na própria paisagem que seria de Nova York ou que pelo menos conteria o Empire State Building, é possível notar novamente o recurso de duplicação digital de prédios. Isso fica nítido por volta dos 38 minutos e 13 segundos de documentário. Notem as setas abaixo indicando os prédios duplicados:

Na própria paisagem que seria de Nova York ou que pelo menos conteria o Empire State Building, é possível notar novamente o recurso de duplicação digital de prédios. Isso fica nítido por volta dos 38 minutos e 13 segundos de documentário.
Ainda não está convencido? Então, que tal mostrar algumas informações que não foram divulgadas para vocês a respeito desse assunto (se é que alguma informação até o presente momento foi realmente divulgada para vocês por determinadas páginas no Facebook ou canais no YouTube). As informações a seguir foram publicadas por um usuário apelidado de "f0kuslj", na rede social russa "LiveJournal", em 2013, mostrando as incoerências apresentadas no documentário:
  • Um suposto policial menciona no documentário, que "Sergei Paramarenko" teria aparecido no dia 23 de abril de 2006, uma terça-feira, porém esse dia no calendário cai em um domingo;
  • Mais tarde, naquele mesmo dia, é possível notar que a suposta filmagem da câmera de segurança mostra o dia 23 de abril de 2006 como sendo uma quarta-feira (abreviação "WED", em inglês) porém, conforme já sabemos, esse dia cai em um domingo. Aliás, o próprio Sergei menciona que seria uma quarta-feira, mas não é;
  • Como prova que a data não é um mero erro de configuração do sistema de segurança da câmera, mas um descuido grotesco de quem manipulou o vídeo, em um outro trecho é mostrado o dia 26 de abril de 2006 como sendo uma sexta-feira (abreviação "FRI", em inglês). Porém, mesmo que a data anterior estivesse realmente errada no sistema, o dia 26 de abril cairia em um sábado (de qualquer forma, na verdade, o dia 26 de abril de 2006 caiu em uma quarta-feira);
  • "Sergei Paramarenko" disse que nasceu em 17 de junho ("июнь", em russo) de 1932, porém em seu documento de identificação aparece escrito como se ele tivesse nascido no mês de março ("марш", em russo);
  • Por fim, nos créditos do documentário é possível ver que o mesmo conta com um produtor de elenco, ou seja, praticamente todos, senão todos, são simplesmente atores contratados para simplesmente enganar você.
Enfim, conforme vocês podem perceber, toda essa história é uma grande mentira, e existe uma série de outras incoerências que podem ser lidas no comentário mais bem avaliado desse documentário, no YouTube. São mais de 15 situações totalmente inconsistentes.

Para matar a curiosidade de vocês, entre essas incoerências está o comparativo da suposta última foto de Sergei Paramarenko, quando teria desaparecido na década de 1970 e a suposta foto de 2050. Sinceramente, o documentário encerrou com um tiro no próprio pé, uma vez que é possível notar que "a última foto conhecida da Sergei", e aquela que a sua namorada/noiva/esposa guardou por todos esses anos, em segredo, possui a mesma gola levantada pelo vento que fazia no local em 2050, ou seja, mais um indício de pura fraude:

Sinceramente, o documentário encerrou com um tiro no próprio pé, uma vez que é possível notar que "a última foto conhecida da Sergei", e aquela que a sua namorada/noiva/esposa guardou por todos esses anos, em segredo, possui a mesma gola levantada pelo vento que fazia no local em 2050, ou seja, mais um indício de pura fraude
Para completar existe uma entrevista com o produtor Illarion Pavlyuk, sobre um "documentário" de fatos chocantes sobre a II GM, contendo 18 histórias que teriam sido confirmados por testemunhas oculares, porém o mesmo também é um mockumentário". Na entrevista, Illarion Pavlyuk citou que estava trabalhando em um projeto juntamente com o Vladimir Rybas e mais um colega para o canal 1+1, ou seja, a realização de "mockumentários" era uma prática comum desse canal ucraniano e desses mesmos diretores. De qualquer forma, esse é um assunto para os meus comentários finais.

Comentários Finais


Quando fui pesquisar sobre esse assunto encontrei declarações de pessoas dizendo que esse seria um caso totalmente fantástico, envolvendo a Ufologia e a "viagem no tempo", e centenas de outras agradecendo pela coragem e pelo trabalho em divulgar o mesmo em diversas redes sociais. No Facebook, por exemplo, encontrei publicações com centenas de compartilhamentos divulgando um determinado vídeo sobre esse caso, sendo que não há uma menção sequer sobre as incoerências aqui apresentadas. Houve, no entanto, quem questionasse a veracidade do mesmo, apontando apenas para uma "pequena falha." Aliás, também houve quem dissesse que, se o documentário fosse mentira, então o mesmo seria uma fraude muito bem elaborada. Contudo, é difícil entender o que foi "muito bem elaborado" em toda essa história. O "documentário", intencionalmente ou não, apresenta inconsistências e erros grotescos em tudo que é apresentado. Talvez, o bom trabalho tenha sido apenas do produtor de elenco, que soube escolher bem os atores, fora isso é quase cômico. Aliás, não é de se admirar que o mesmo já tenha aparecido no programa "Tecer Milenio" do Jaime Maussan.

Sinceramente, chega a ser bizarro notar que o maior problema não é o "documentário" em si, mas ver as pessoas aplaudindo quem divulga o mesmo como se fosse verdadeiro ou então sem mostrar o que acabei de contar para vocês nessa postagem. Todas essas informações são facilmente encontradas publicamente na internet, e não leva mais do que cinco minutos para qualquer pessoa se deparar com a verdade por trás do "documentário." É bem questionável a real intenção de quem divulga farsas, e não importa se é brasileiro, americano, chileno ou russo. Aliás, não tem cabimento elogiar ou ter que respeitar aqueles que enganam deliberadamente outras pessoas, e que para piorar a situação, muitas vezes fazem uso do trabalho de terceiros para propagar mentiras. É cansativo e desgastante ter que vir aqui para dizer isso, e apontar que uma história é falsa. Pode não parecer, mas não sinto prazer algum em fazer isso. Seria incrível se tudo que se conta na internet ou na mídia fosse verdadeiro, visto que não seria necessário nenhuma pesquisa, absolutamente nada. Bastaria contar algo e, em um passe de mágica, tudo seria real, mas não é assim que as coisas funcionam.

Enfim, espero que vocês tenham gostado da postagem e que ela possa minimizar os erros e a má qualidade em termos de informação, que provavelmente vocês já se depararam em relação a esse caso. O homem chamado "Sergei Paramarenko" nunca existiu, nunca viajou no tempo, e nunca tirou fotos de Kiev em 1958 ou em 2050. Provavelmente, esse é um dos piores casos de viagem no tempo que já vi, mas fico contente em poder mostrar a realidade e não permitir que sejam enganados. Infelizmente, não posso voltar ao passado e evitar que uma fraude seja propagada indiscriminadamente, mas posso tentar mudar o futuro de vocês prestando uma informação séria, bem pesquisada e digna da confiança de cada um que dedica um tempo a acompanhar o que escrevo.

Até a próxima, AssombradOs.

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://ericbelieveitornot.blogspot.com.br/2016/06/sergei-paramarenko-time-traveler-1960.html
http://f0kuslj.livejournal.com/35919.html
http://infinityexplorers.com/amazing-case-sergei-ponomarenko-time-traveler-kiev
http://midiainteressante.com/2016/09/o-incrivel-caso-de-sergei-paramarenko-o-viajante-do-tempo-que-desapareceu-2-vezes.html
http://ru.telekritika.ua/cinema/2011-05-23/63021
http://www.lamentiraestaahifuera.com/2015/11/22/la-increble-e-incierta-historia-de-sergei-ponomarenko-el-visitante-del-pasado/
https://cassiopaea.org/forum/index.php?topic=44359.0
Comentários