18 de junho de 2017

SIM, FOI DESSA VEZ! 5 Casos Onde Algo Sobrenatural Aconteceu!

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Apesar de a maioria dos casos sobrenaturais serem farsas ou terem uma explicação mundana, existe alguns que desafiam a lógica. Aqui vou trazer cinco deles para vocês. São luzes misteriosas, previsão do futuro, milagres testemunhados por milhares de pessoas e até encontro com seres de outro planeta...

Assombrados, fui fazer um evento aqui em Rio Preto-SP e uma das meninas no momento das perguntas me disse que ela ficava triste por eu sempre falar "Não foi dessa vez...". Então eu disse para ela que até eu ficava decepcionado, mas que eu já tinha feito alguns vídeos especiais no canal de eventos onde alguma coisa sobrenatural aconteceu. Assim, resolvi fazer um compilado aqui de 5 temas. É claro que tem mais e vou trazer em uma futura parte 02. 

Todos os temas que vou trazer aqui já foram amplamente pesquisados e tem vídeo especial sobre o assunto já publicado no canal e blog Assombrado.

Vamos conhecer então eventos onde SIM, FOI DESSA VEZ!

05. As Folhas de NADI

As Folhas de NADI
Assombrados, muita gente quer saber o futuro, o que lhe reserva o campo do amor, saúde, dinheiro. E para isso recorrem as mais diversas coisas, como leituras das cartas como o tarô, horoscopo e astrologia. A verdade é que muito do que é dito nessas consultas é bem genérico, como o que a pessoa gostaria de ouvir. Mas sabia que existe um método de leitura da sorte que fala seu nome, dos seus pais, irmãos, sua profissão, se fez alguma cirurgia, essas coisas. Coisas exatas e não genéricas? E mais, lesse não somente o futuro, mas o presente e o passado? Esse método existe e é chamado de Astrologia Nadi. É incrível e a primeira vez que eu vi sobre o assunto fiquei de queixo caído.

Diz a lenda que o deus hindu Brahma concebeu em sua mente Sete Grandes Sábios para ajudar na criação do mundo, e esses sábios conheciam todos os mecanismos da criação e o destino de cada ser individual que devia nascer e que nasceria no futuro.

Esse conhecimento foi transmitido de forma oral de geração para geração, até que finalmente foram escritos em folhas de palma no idioma sânscrito por sábios indianos aproximadamente dois mil anos atrás. Foram preparados milhões de mapas astrológicos e suas respectivas interpretações, constando a vida passada, presente e futura com o nome da pessoa, nome dos pais, irmãos, filhos, esposa(o), doenças, eventos principais, etc.

As folhas de palma foram agrupadas e formaram um capítulo dentro de um livro conhecido como Nadi Granthas ou "Os Grandes Livros de Conhecimentos Sutis". Cada um desses livros pode conter milhares de folhas de palma.

Infelizmente, muitas dessas folhas foram destruídas por invasões. Os exércitos dos Mughals as queimavam, já os britânicos, com sangue capitalista, viu neles uma forma de ganhar dinheiro e os vendiam por lotes.

Atualmente, existem vários centros onde estão os NADIS, mas a comunidade Valluvar de Vaitheewaran Koil, no estado indiano de Tamil Nadu, mantém os Nadis que existem na atualidade ligados com a astrologia e as pessoas vão para lá para realizar as leituras.

É claro que folhas de palma de 2 mil não aguentariam até os dias atuais, assim, elas foram copiadas também em folhas de palmeira fazendo réplicas exatas, sendo passadas de geração em geração.

As olhas de palma são lidas por uma pessoa conhecida como "interprete" ou "leitor", que aprende a ler as folhas após anos de estudos. É como uma  "profissão" que é passada de pai para filho. Além disso, cada interprete pode seguir uma linha diferente de leitura.

.
04. Luz de Paulding

Placa avisando sobre a "luz de Paulding" colocada pelo próprio
Serviço Florestal Norte-Americano (imagem superior),
 e um guard-rail que foi pichado: "Paulding Light"
A autoestrada U.S. 45, que faz a ligação entre o Norte e Sul dos Estados Unidos, começou a ser construída no início do século XX. Atualmente a U.S. 45 possui pouco mais de 2.000 km de extensão, ou seja, ela realmente atravessa os Estados Unidos. Essa autoestrada começou a ser implementada no estado de Michigan por volta da década de 1930.

Dentre as diversas cidades que essa grande auto-estrada atravessa esta uma comunidade chamada Paulding, no estado do Michigan, nos Estados Unidos. Ela é só um aglomerado de cassas, não tem prefeitura, correios, nada. Tudo tem de ser feito nas cidades ao redor, como Ontonagon, a cerca de apenas 21 km de distância. É uma região bem afastada de grandes centros urbanos, compreendida pela Floresta Nacional Ottawa,

Nesta região,  no final da década de 1950, que um trecho de cerca de 13 km foi significativamente reconstruído, ou seja, houve uma alteração na rota original da US-45, e é nesse trecho que luzes estranhas são vistas.

E uma luz que brilha durante a noite, alias em quase todas as noites. Os relatos sobre essa "misteriosa" luz são contados desde a década de 1960. A "luz de Paulding" é melhor visualizado em um determinado ponto de um antigo trecho que pertencia a autoestrada U.S. 45, que inclusive conta com uma placa de informação colocada pelo próprio Serviço Florestal Norte-Americano. Nesse trecho existe um bloqueio, através de uma espécie de defensa metálica (também conhecido como guard-rail), que foi pichada, em que é possível ler "Paulding Light". O local não é tão simples assim de ser acessado...

O que Seriam essas luzes? Fantasma, Trem Fantasma, Atividade geológica, OVNIs? A hipótese mais são luzes de carros.

A equipe do programa Fact or Faked foi investigar o local e eles radicalizaram bloqueando um trecho da autoestrada U.S. 45, por volta de 1h30 da madrugada, realizado por um carro da polícia, para que se pudesse ser realizado um experimento que confirmasse que as luzes eram apenas faróis ou laternas traseiras de carros. Para a surpresa do público, o experimento falha e não consegue apontar que a luz "misteriosa" seria proveniente de veículos automotores. Para piorar a situação, ela aparecia mesmo quando não havia nenhum tráfego na autoestrada.

No dia 28 de outubro de 2010, a Universidade Tecnológica de Michigan publicou uma análise feita por seus estudantes a respeito da "luz de Paulding". Todo o mistério teria sido solucionado simplesmente usando inicialmente um telescópio, e posteriormente um espectroscópio. Será?

.
03. O Milagre do Sol

Parte da multidão presente na Cova da Iria em 13 de outubro de 1917
No ano de 1917 na localidade de Fátima, em Portugal, existiam 3 crianças: Lúcia dos Santos (10 anos), Francisco Marto (9 anos) e Jacinta Marto (7 anos). Não sabiam nem ler ou escrever e viviam sua vida no campo, alheias a 1ª Guerra Mundial que acontecia naquele momento ou a Revolução Russa, que derrubou a autocracia russa e levou ao poder o Partido Bolchevique, de Vladimir Lênin. O que essas crianças faziam era brincar e cuidar dos animais.

Só que tudo mudou no dia 13 de maio de 1917 quando elas afirmaram terem visto "...uma senhora mais brilhante do que o Sol" sobre uma azinheira de um metro ou pouco mais de altura, quando apascentavam um pequeno rebanho na Cova da Iria, próximo da aldeia de Aljustrel. Lúcia via, ouvia e falava com a aparição, Jacinta via e ouvia e Francisco apenas via-a, mas não a ouvia.

A Virgem apareceu mais 5 vezes e última Aparição em 13 de Outubro de 1917 era aguardado um milagre. Neste dia, mais de 70 mil pessoas estavam na Cova da Iria. A mulher que aparecia para os 3 pastores revelou se a Virgem Maria. Ela disse: - Quero dizer-te que façam aqui uma capela em Minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o terço todos os dias. A guerra vai acabar e os militares voltarão em breve para suas casas.

Lúcia então no final da conversa diz para a multidão olhar para o Sol e todos presenciaram algo espetacular que ficou conhecido como O Milagre do Sol.

Choveu muito no dia, muito mesmo e havia lama por toda parte na Cova da Iria. Mesmo assim, mais de 70 mil pessoas foram presenciar mais uma aparição Mariana. E eles observaram o que ficou conhecido como Milagre do Sol.

Após uma chuva torrencial, as nuvens dissiparam-se no firmamento e o Sol apareceu como um disco opaco, girando no céu. Algumas afirmaram que não se tratava do Sol, mas de um disco em proporções solares, semelhante à Lua. Disse-se ser observável significativamente menos brilhante do que o normal, acompanhado de luzes multicoloridas, que se refletiam na paisagem, nas pessoas e nas nuvens circunvizinhas. Foi relatado que o pretenso Sol se teria movido com um padrão de zigue-zagues, assustando muitos daqueles que o presenciaram, que pensaram ser o fim do mundo. Muitas testemunhas relataram que a terra e as roupas previamente molhadas ficaram completamente secas num curto intervalo de tempo e, também relataram curas inexplicáveis de paralíticos e cegos, e outras doenças não explícitas, em vários casos comprovadas também por testemunhos de médicos.

De acordo com relatórios das testemunhas, o Milagre do Sol durou aproximadamente dez minutos. As três crianças relataram terem observado Jesus, Nossa Senhora da Conceição e São José abençoando a multidão no firmamento.

Pessoas a mais de 40 km da Cova da Iria observaram o Milagre do Sol.

O evento foi oficialmente aceito como um milagre pela Igreja Católica em 13 de outubro de 1930. Em 13 de outubro de 1951, o cardeal Tedeschini afirma que, em 30 de outubro, 31 de outubro e 1 de novembro e 8 de novembro, o Papa Pio XII presenciou um milagre semelhante nos jardins do Vaticano.

O que aconteceu na verdade? É claro que o Sol não saiu do lugar, senão haveria consequencias desastrosas para o nosso Sistema Solar. Alucinação em Massa? Será mesmo que 70 mil pessoas ficaram alucinadas?

.
02. Batalha de Los Angeles

Página B do jornal Los Angeles Times de 26 de fevereiro de 1942.
Ela mostra a famosa foto de Frank Warren e imagens
de locais atingidos por balas do exército.
Depois que a temível Armada Imperial Japonesa proporcionou um golpe avassalador naquele 7 de dezembro de 1941 em Pearl Harbor, os Estados Unidos entrou com tudo na guerra do Pacífico. A costa leste da nação americana era considerada a mais suscetível a uma invasão do Japão e foi necessário estabelecer rapidamente uma defesa antiaérea sólida e fornecer aos cidadãos, procedimentos que pudessem seguir em caso de um ataque.

Os procedimentos incluíam o estabelecimento de uma Guarda de Vigilância Antiaérea e também o emprego de apagões, os quais eram utilizados naquele tempo pelo Teatro de Operações da Europa.

Aproximadamente às 2:25 a.m. de 25 de fevereiro de 1942, as sirenes antiaéreas foram ativadas pelos militares em Los Angeles. A Califórnia foi sendo sistematicamente apagada e as pessoas pularam de suas camas em pânico. Milhares de soldados dirigiram-se imediatamente aos seus respectivos postos.

Algo havia sido avistado nos céus se aproximando da cidade e a possibilidade de um ataque inimigo em seu próprio território parecia uma possibilidade bastante real para uma nação agora em guerra. Sem saber o que se aproximava à cidade, a 37ª Brigada de Artilharia Costeira começou a disparar suas armas antiaéreas contra o objetivo. O alarme antiaéreo foi desativado às 7:21 a.m.

É estranho o fato de que aviões do Comando Aéreo foram preparados para a missão de interceptação e combate aéreo durante a dramática experiência, e no entanto a ordem de ataque nunca foi dada. Parece óbvio que o "inimigo" que passeava pelo firmamento noturno de Los Angeles não era uma aeronave japonesa nem um avião comercial dos EUA.

Milhares de testemunhas do incidente descreveram à nave inimiga como um objeto grande que permaneceu imóvel sobre a cidade enquanto o exército norte-americano disparava com tudo o que tinha. Pouco depois este misterioso objeto (ou objetos?), sem arranhão algum, começou a se deslocar lentamente para Santa Monica e Long Beach para desaparecer da vista por completo depois.

Saldo final: soube-se que três pessoas haviam morrido por causa dos fragmentos de munições produzidos pela artilharia antiaérea e que outros três faleceram de ataque cardíaco por causa do pânico provocado. Além da perda de civis, outro dano colateral foi a numerosa destruição de casas e estabelecimentos comerciais.

Na manhã seguinte, dia 26 de fevereiro, o jornal Los Angeles Times trazia a matéria ""O Exército diz que o Alarme foi Real" e publicou a icônica foto obtida durante a Batalha de Los Angeles por Frank Warren. Nela vemos um objeto sendo iluminado por 9 refletores. O que seria esse objeto? Seria algo de outro planeta?

.
01. Chuva de ETs

Detalhe dos glóbulos vermelhos e de um recipiente contendo água da chuva
Do dia 25 julho até 23 de setembro de 2001 choveu sem parar em Kerala, sul da Índia. Isto não é novidade para os moradores, que estão acostumados com as monções, que são chuvas torrenciais que caem por meses. Mas não era uma chuva comum, era uma chuva cor de sangue, vermelha. Os moradores começaram a ficar com medo do que poderia ser esta chuva, e apelidaram de "chuva de sangue". Estranhamente não é a primeira vez que chove vermelho na região, sendo que a última chuva registrada foi em 2012.

Em 2012 os moradores de Sevenagala e Indikolapelessa no Distrito Moneragala, área na parte sudeste da ilha de Sri Lanka, testemunharam o fenômeno da chuva vermelha no dia 14 a 17 de novembro de 2012. E continuou chovendo por quase 60 dias, o que fez os moradores ficaram com medo, tanto que o governo do Sri Lanka teve de intervir, enviando uma equipe para estudar a chuva e tranquilizar a população.

os cientistas coletaram amostras da chuva vermelha e o analisaram, podendo responder a pergunta: O que estaria acontecendo para cair uma chuva vermelha? Seria poeira, algas, poluição, sangue? Nada disso foi avistado em análise no microscópio. Será que foram Células trazidas do espaço por um meteorito?

Os físicos Godfrey Louis e Santosh Khumar começaram a investigar o que deixou a chuva vermelha em Kerala no ano de 2001, e publicaram seus resultados somente em 2006, após muita pesquisa, e concluíram que eram organismos vindos do espaço. A notícia chacoalhou o mundo na época. O estudo foi publicado pela badalada revista Astrophysics and Space Science em 2006 com o título: "The red rain phenomenon of Kerala and its possible extraterrestrial origin" e você pode ler o artigo completo aqui. No estudo eles estimam que caiu 50 toneladas de células parecidas com glóbulos vermelhos humanos nos 2 meses de chuva. Eles descobriram que horas antes da chuva começar os moradores ouviram um grande estrondo, que seria um meteorito, e este meteorito trouxe as células com ele. Ninguém até hoje conseguiu explicar o forte estrondo.

Em 2012 o Prof. Chandra Wickramasinghe que auxiliou os físicos Godfrey Louis e Santosh Khumar na análise das células, foi estudar a chuva vermelha que caiu no Sri Lanka em 2012 e observou que ela continha as mesmas células parecidas com glóbulos vermelhos da chuva que caiu em Kerala em 2001 após analisar amostras da chuva que ele colheu no local. Ele também descobriu que uma semana antes da chuva, foi observado no céu da região luzes como as de OVNIs. O Prof. Wickramasinghe encontrou uma testemunha deste fenômeno, que lhe entregou estanhas "rochas" que encontrou sobre sua plantação de arroz no dia seguinte ao avistamento. Na hora o Prof. Wickramasinghe já percebeu que se tratava de pedaços de meteoritos que caíram na região, portanto não era um OVNI, era um meteorito que as pessoas viram uma semana antes da chuva.

Após analisar amostras do interior do meteorito, o que garantiria que não estava contaminado pela chuva vermelha, ele encontrou as células da chuva vermelha nele, podendo assim afirmar que foi o meteorito que trouxe as células vermelhas do espaço.

Entre as características dessa chuva estão:

- Não possuem DNA. Todo ser vivo na Terra possui DNA, que tem em sua composição o elemento químico fósforo. Pesquisadores não encontraram este elemento químico nas células. Isto está deixando os cientistas de cabeça quente, pois sugere que vieram do espaço.

- Se reproduzem por autodivisão a temperaturas de até 300 ºC. A maioria das células na Terra não se reproduz nem a 100ºC, somente algumas extremófilas conseguem se reproduzir em temperaturas um pouco maiores, mas nada que chegue perto de 300 ºC. E como as células se reproduzem se elas não tem DNA? A temperatura ambiente as células são inertes!

Essa chuva continua sendo um grande mistério!

.
Fontes (acessadas em 17/06/2017):
- AssombradO.com.br: A Incrível Astrologia NADI
- AssombradO.com.br: A Misteriosa "Luz de Paulding"
- AssombradO.com.br: Os Segredos de Fátima: As Aparições, os 3 Segredos e suas Interpretações
- AssombradO.com.br: A Batalha de Los Angeles de 1942
- AssombradO.com.br: As Estranhas Chuvas Vermelhas
Comentários