9 de junho de 2017

O Relicário com o "Cérebro" de Dom Bosco Teria Sido Roubado Para ser Utilizado em um Ritual Satânico, em Castelnuovo, na Itália? (Atualizado 22/06)


Por Marco Faustino

Recentemente, me deparei com uma notícia um tanto quanto impressionante: uma caixa de relíquias com o "cérebro de Dom Bosco" teria sido roubada na Itália. De acordo com o Portal UOL, em notícia publicada no dia 3 de junho desse ano, que na verdade é baseada tão somente no material disseminado pela agência de notícias EFE, as autoridades italianas estavam investigando o roubo de um caixa de relíquias, que continha o cérebro de São João Bosco, fundador da Congregação dos Salesianos, e que ficava guardado em uma basílica, na província de Asti. O roubo teria acontecido na Basílica Salesiana Dom Bosco, do município de Castelnuovo, localizado a 34 km de Turim. Assim sendo, as autoridades italianas abriram uma investigação para entender como os ladrões roubaram a caixa de relíquias situada atrás do altar maior, na parte inferior da referida basílica.

Em uma notícia publicada no mesmo dia, pelo site do jornal Correio Braziliense, estampava a seguinte manchete: "Cérebro de Dom Bosco, padroeiro de Brasília, é roubado." A notícia dizia que a urna, contendo as relíquias e o cérebro de Dom Bosco, ficava atrás de um dos altares de uma igreja, construída no lugar onde ele teria nascido. O arcebispo de Turim, Cesare Nosiglia, também pediu que o autor do roubo devolvesse as relíquias à Igreja, destacando a "profunda miséria moral" de quem cometeu o ato. A polícia local estava investigando as diversas hipóteses para explicar o roubo, tal como "furto encomendado", "brincadeira" e até mesmo "satanismo". Aliás, nesse sentido, muitos sites fizeram questão de mencionar, que as relíquias podiam estar sendo usadas em algum ritual satânico, por mais que todos os sites fossem incapazes de explicar que ritual seria esse.

Aliás, segundo o Correio Braziliense, Dom Bosco é co-padroeiro de Brasília porque teria "profetizado a criação da capital", que seria, segundo ele, uma terra de cheia de riquezas e de promessas. Com o nome de Giovanni Melchiorre Bosco, ele teria nascido em 16 de agosto de 1813, em Castelnuovo, desenvolvendo um amplo trabalho em defesa dos jovens e dos necessitados. Por razão do trabalho com a juventude, ele também foi proclamado padroeiro dos jovens e foi aclamado por João Paulo II como "Pai e Mestre da Juventude." Ele também foi fundador da "Congregação dos Salesianos" e co-fundador da "Congregação das Filhas de Maria Auxiliadora", mais conhecidas por "Irmãs Salesianas". O sacerdote teria morrido em Turim, no ano de 1888 e foi canonizado em 1934 pelo Papa Pio XI. Uma outra urna com relíquias de Dom Bosco chegou a peregrinar por cinco continentes e chegou ao Brasil, em 2015. Ela ficou exposta no Santuário Dom Bosco, em Brasília. Contudo, será mesmo que esse roubo ocorrido na cidade de Castelnuovo, na Itália, teria algum objetivo satânico? Será mesmo que o cérebro de Dom Bosco está dentro dessa urna? É justamente sobre isso que vocês vão conferir a partir de agora. Vamos saber mais sobre esse assunto?

Como Toda Essa História Começou a Repercutir na Mídia? A Divulgação por Parte da ANSA e da ANS


Uma vez que estamos em um momento de grande discussão sobre a veracidade do conteúdo jornalístico, que é apresentado diariamente para vocês, será que ao menos um caso envolvendo o desaparecimento de um relíquia, algo tão importante e singular para a Igreja Católica conseguiria passar ileso e sem nenhuma mácula, em termos de desinformação ou distorção, uma das práticas mais comuns que vemos atualmente?

Dom Bosco é co-padroeiro de Brasília porque teria "profetizado a criação da capital",
que seria, segundo ele, uma terra de cheia de riquezas e de promessas
Bem, infelizmente não, visto que nesse caso existem algumas informações, que merecem ser devidamente esclarecidas para que o sensacionalismo de títulos chamativos ou apelativos deixe de ser o principal fator para acessar um determinado site.

A notícia sobre o "desaparecimento" ou "roubo" da urna contendo o "cérebro de Dom Bosco" começou a ser propagada por dois locais, que se tornaram vitais para que se ganhasse toda essa repercussão atual: a ANSA ("Agenzia Nazionale Stampa Associata", conhecida como "Agência Nacional de Notícias da Itália")  e a ANS ("Agenzia iNfo Salesiana" ou "Agência de Notícias Salesianas", em português).

A notícia sobre o desaparecimento ou furto da "urna contendo o cérebro de Dom Bosco" começou a ser propagada por dois locais, que se tornaram vitais para que se ganhasse a dimensão da repercussão atual: a ANSA ("Agenzia Nazionale Stampa Associata", conhecida como "Agência Nacional de Notícias da Itália")  e ANS ("Agenzia iNfo Salesiana" ou "Agência de Notícias Salesianas", em português)
A ANSA, diga-se de passagem, é uma das principais agências de notícias da Itália, possuindo diversos editores de jornais, que são parceiros da mesma. Essa agência também possui mais de 22 escritórios na Itália, e está presente em 74 países, com mais de 2.000 notícias publicadas diariamente. Já a ANS é a agência oficial de notícias da Congregação Salesiana. Portanto, uma combinação perfeita para que a notícia, metaforicamente dizendo, corresse ao redor do mundo.

Acompanhe abaixo o que foi publicado pela ANSA e pela ANS, no dia 3 de junho, sendo que usaremos como base o texto da ANS. A razão para isso é que ambos os textos são extremamente parecidos e não divergem em termos de conteúdo. Portanto, para não ficar repetitivo, usaremos apenas o texto publicado pela ANS, combinado?

"Na noite de sexta-feira, 2 de junho, foi roubada a relíquia de São João Bosco, que foi colocada na parte de trás de um painel de Dom Bosco, na Basílica de Dom Bosco, localizada na chamada 'Colle Don Bosco', na comuna de Castelnuovo Don Bosco.



Foto de mostrando a Basílica de Dom Bosco, na comuna de Castelnuovo Don Bosco, na região de Piamonte, na Itália.
A basílica foi construída entre os anos de 1961 e 1966
'Juntamente com muitos devotos, que tomarão conhecimento dos acontecimentos, estamos muito aflitos. Acreditamos que Dom Bosco possa tocar os corações daqueles que cometeram esse ato, e fazê-los voltarem atrás, uma vez que ele tinha a capacidade de transformar a vida dos jovens, que costumava encontrar. Também temos certeza de que, diante do que aconteceu, uma relíquia de Dom Bosco pode até ser roubada, mas Dom Bosco não pode ser tirado de nós e dos muitos peregrinos, que visitam esses lugares todos os dias', disse o padre Ezio Orsini, reitor da Basílica."

Local exato onde o relicário de Dom Bosco era mantido dentro da Basílica, em Castelnuovo Don Bosco
É possível notar que a segurança em torno do relicário de Dom Bosco era relativamente bem simples, e não havia uma maior proteção. Havia apenas uma pequena distância em relação ao público, e a parte superior da área em que estava o relicário era descoberta.
Naquele mesmo dia, a ANSA rapidamente "aprimorou a informação", por assim dizer, comentando, que a relíquia encontrava-se parte de trás do altar principal, na parte inferior da basílica construída em seu local de nascimento. Já no dia seguinte (4), a ANSA voltou a tocar nesse mesmo assunto, porém dessa vez de uma forma um pouco mais completa. Confira abaixo o que eles publicaram:

"'O roubo da relíquia de Dom Bosco é um ato de profunda pobreza moral, que nos entristece', afirmou Dom Luca Barone, diretor de Colle Don Bosco, aos fiéis presentes na missa nesta manhã na Basílica Superior da Congregação Salesiana Dom Bosco, reiterando as palavras proferidas ontem, pelo Arcebispo de Turim, Dom Cesare Nosiglia

Dom Cesare Nosiglia, Arcebispo de Turim
Eles prosseguem, no entanto, na mais estrita confidencialidade da investigação, que está sendo realizada pela polícia do Comando Provincial de Asti, sob a coordenação do Ministério Público, para rastrear o autor (ou autores) do roubo. 

O acesso ao local onde estava a relíquia, permanece fechado. No passado, o local onde ficava a relíquia, assim como a parte superior e inferior da basílica, era regularmente aberta para o público.

O acesso ao local onde estava a relíquia, permanece fechado. No passado, o local onde ficava a relíquia, assim como a parte superior e inferior da basílica, era regularmente aberta para o público.
Detalhe das relíquias de Dom Bosco, no interior de seu relicário, em Castelnuovo Don Bosco
Colle Don Bosco é essencialmente o nome de uma colina em Becchi, na comuna de Castelnuovo, onde São João Bosco nasceu em 16 de agosto de 1815. A basílica foi consagrada em 1984. 

As relíquias do santo foram colocadas atrás do altar, indicando o local de nascimento do fundador dos Salesianos e das Filhas de Maria Auxiliadora. Ambos são muito queridos pelo Papa Francisco que, por ocasião do 200º aniversário de seu nascimento, em 2015, prestou homenagem na Basílica de Maria Auxiliadora, em Turim.

Papa Francisco que, por ocasião do 200º aniversário de seu nascimento, em 2015,
prestou homenagem na Basílica de Maria Auxiliadora, em Turim
'Sou muito grato aos Salesianos pelo que fizeram pela minha família, que era muito ligada a eles. Minha mãe e meu pai foram casados por um missionário salesiano na Patagônia, originário de Lodi, que me ajudou muito na minha vocação', disse o Papa Francisco naquela ocasião.

"Sou muito grato aos Salesianos pelo que fizeram pela minha família, que era muito ligada a eles. Minha mãe e meu pai foram casados por um missionário salesiano na Patagônia, originário de Lodi, que me ajudou muito na minha vocação", disse o Papa Francisco naquela ocasião
Cesare Nosiglia, Arcebispo de Turim, também convidou todos os sacerdotes da diocese de Turim para se 'lembrarem da comunidade salesiana na celebração da Solenidade de Pentecostes.'"

Conforme vocês devem ter percebido, nem a ANSA ou a ANS disseram absolutamente nada sobre as relíquias terem sido roubadas para finalidades satânicas. Então, de onde teria partido essa informação? Bem, alguns sites em língua inglesa justificaram essa "finalidade" dizendo que "a mídia ou os veículos de imprensa italianos estavam dizendo isso." Nesse ponto é importante destacar, que vocês sempre devem ter cautela com termos que generalizem a divulgação de um determinado assunto. Portanto, vamos ver como isso foi noticiado na Itália?

A Divulgação por Parte da Mídia Italiana dos Acontecimentos


Já que nem ANSA ou ANS disseram nada sobre eventuais rituais satânicos, era necessário entender se os veículos de imprensa italianos estavam realmente comentando sobre isso, tal como alguns sites internacionais de notícias, em língua inglesa e até mesmo em português, estavam propagando aos quatro ventos. Principalmente entre os dias 3 e 5 de junho, diversos sites de jornais italianos publicaram sobre esse caso, como era de se esperar.

O site do jornal "Corriere Della Serra", um dos mais importantes jornais da Itália, mencionou basicamente o que estava sendo propagado pelas demais agências de notícias. Foi acrescentado apenas, que a basílica estava fechada na manhã daquele sábado (3), apesar da presença habitual de inúmeros fiéis. Ninguém entre os peregrinos, incluindo muitas crianças em idade escolar, pareciam saber do que tinha acontecido, porém não foi mencionado nada sobre satanismo ou eventuais práticas nesse sentido.

O site do jornal Corriere Della Serra, um dos mais importantes jornais da Itália, mencionou basicamente o que estava sendo propagado pelas agências de notícias. Acrescentou apenas que a Basílica estava fechada na manhã daquele sábado, apesar da presença habitual de inúmeros fiéis. Ninguém entre os peregrinos, incluindo muitas crianças em idade escolar, pareciam saber do que tinha acontecido. Nada de satanismo
No site do jornal "La Stampa" chegou a ser publicado, que a Congregação Salesiana não teria sofrido roubos ou tentativas de roubo de relíquias do santo, anteriormente. Além disso, eles disseram que o trabalho em prol da juventude estava presente em 90 países do mundo, e que contava com 1.600 instituições. Diga-se de passagem, o "La Stampa" se limitou apenas a dizer que a investigação estava em andamento, mas não mencionou absolutamente nada sobre satanismo.

Confira também uma reportagem realizada pela Rete 7, uma emissora de TV local, a respeito do furto do relicário de Dom Bosco, que foi publicada no dia 3 de junho, em seu respectivo canal no YouTube (em italiano, mas não é tão difícil assim de entender algumas partes):



Assim como essa outra reportagem, bem mais completa, realizada pela TV2000, uma emissora de TV católica italiana, que foi publicada no dia 5 de junho, em seu respectivo canal no YouTube (em italiano, e que também não é tão difícil assim entender algumas partes):



A agência italiana de notícias "AGI" destacou, que a notícia estava gerando uma grande repercussão, e não somente na comunidade salesiana espalhada pelo mundo. Disse ainda, que os restos mortais de São Giovanni Bosco, um educador extraordinário, que morreu em 1888, aos 72 anos, descansavam em uma monumental capela de mármore, em Turim, no Santuário de Santa Maria Auxiliadora, mas que desde a década de 1960, uma preciosa relíquia (justamente a que foi furtada recentemente) vinha mantida em Colle Don Bosco (que além da colina seria o nome mais popular atribuído a Basílica Dom Bosco). Novamente, nada de satanismo.

Nesse ponto é importante ressaltar, que a absoluta maioria das relíquias de Dom Bosco estão devidamente protegidas no Santuário de Santa Maria Auxiliadora (no interior daquela imagem em cera, que o Papa Francisco visitou há dois anos). O relicário que sumiu contém apenas alguns fragmentos do cérebro de Dom Bosco (algo absolutamente normal dentro do aspecto relacionado as relíquias católicas) e ficava justamente na basílica erguida em sua homenagem, na década de 1960. Entenderam bem esse ponto? São dois locais bem distintos.

Continuando, o site do jornal "La Repubblica" acrescentou a seguinte declaração de Giorgio Musso, prefeito da comuna (entenda como cidade) Castelnuovo Don Bosco: "Algo assim nunca nos aconteceu antes, mas considerando os tempos em que vivemos, podemos esperar qualquer coisa." Apesar de Giorgio ter razão no que disse, não foi mencionado nada sobre satanismo.

Os restos mortais de São Giovanni Bosco, um educador extraordinário, que morreu em 1888, aos 72 anos, descansam em uma monumental capela de mármore, em Turim, no Santuário de Santa Maria Auxiliadora (na foto), porém desde a década de 1960, uma preciosa relíquia vem sendo mantida em Colle Don Bosco (nome popularmente dado a basílica de Dom Bosco), em Castelnuovo, há 34 km de distância de Turim
Foto mostrando em detalhes os restos mortais de Dom Bosco, no Santuário de Santa Maria Auxiliadora, em Turim.
Vale ressaltar que os restos mortais de Dom Bosco foram recobertos por cera, para que pudesse ter uma maior durabilidade
Já o site do jornal "Il Tirreno", lembrou que São Giovanni Bosco, fundador dos Salesianos, nasceu pobre nos arredores de Turim. Ele é lembrado como um dos grandes santos sociais do século XIX, que dedicou sua vida à recuperação e educação dos jovens, e foi um dos primeiros a ter um interesse no destino de prisioneiros. Seu próprio destino acabou sendo selado em razão de um sonho, que ele teve aos 9 anos de idade. Em seu sonho, ele estava próximo de sua casa, no meio de crianças desordeiras, e se atirava no meio delas, agindo com violência, para tentar apaziguar a situação. Então, a Virgem Maria apareceu, mostrando-lhe o verdadeiro caminho. Teriam surgido inúmeros animais selvagens, que depois se transformaram em cordeiros, sendo que a própria Virgem Maria teria lhe dito para fazer com os jovens, o mesmo que ele tinha visto acontecer com os animais, ou seja, transformar uma vida de angústia e raiva, em uma vida de amor e solidariedade.

Fiel a essa vocação, Giovanni Bosco entrou para o seminário em Chieri, não muito longe de Turim, e foi ordenado sacerdote em 1841. Naquela época, impressionado com tantos jovens em Turim, que viviam em um ambiente tão precário, socialmente falando, ele escolheu se dedicar a sua vida aos mesmos, inspirando-se em São Francisco de Sales, daí o nome Salesiano. Apesar da bela história contada pelo "Il Tirreno", não havia menção alguma sobre a utilização de suas relíquias para práticas satânicas. Nada nesse sentido foi sido citado pelo jornal "Libero", outro jornal italiano.

O destino de Giovanni Bosco foi selado por um sonho, que ele teve aos 9 anos de idade. Em seu sonho, ele estava próximo de sua casa, no meio de crianças desordeiras, e se atirava no meio delas, agindo com violência, para tentar apaziguar a situação
Então, a Virgem Maria apareceu, mostrando-lhe o verdadeiro caminho
Apareceram inúmeros animais selvagens, que depois se transformaram em cordeiros, sendo que a própria Virgem Maria teria lhe dito para fazer com os jovens, o mesmo que ele tinha visto acontecer com os animais
Em entrevista publicada no site da Rádio Vaticano, no dia 4 de junho, Dom Moreno Filipetto, porta-voz da Congregação Salesiana de Piemonte e do Vale de Aosta, disse que nenhuma linha de investigação havia sido descartada, desde uma ação coordenada para extorquir dinheiro dos salesianos até a ação de um vândalo. Reparem bem nessas palavras, porque elas serão distorcidas daqui a pouco.

Ele ressaltou que havia câmeras de seguranças do lado de fora da basílica que poderiam ser úteis para indicar o responsável pelo desaparecimento da urna. Dom Moreno Filipetto ressaltou ainda, que a relíquia roubada era um sinal da presença de Dom Bosco, algo certificado pelo fato de que Dom Bosco é santo, que está na comunhão do Espírito, ou seja, que está vivo.

Em entrevista publicada no site da Rádio Vaticano, no dia 4 de junho, Dom Moreno Filipetto, porta-voz da Congregação Salesiana de Piemonte e do Vale de Aosta, disse que nenhuma linha de investigação havia sido descartada, desde uma ação coordenada para extorquir dinheiro dos salesianos até a ação de um vândalo.
A polêmica sobre a utilização das relíquias de Dom Bosco, em um suposto ritual satânico, viria do site do jornal "Il Messaggero", que publicou a seguinte frase em seu texto: "Representantes do Ministério Público em Asti, juntamente com a polícia local... não excluem qualquer possibilidade, incluindo a de satanismo." É possível notar uma clara distorção, uma vez que isso não havia sido mencionado anteriormente por Dom Moreno Filipetto, por nenhum representante do Ministério Público, tão pouco nenhum policial local, visto que as investigações estão sob sigilo, ou seja, adicionaram essa possibilidade aleatoriamente, sem apontar para quaisquer seitas, eventuais responsáveis ou rituais nesse sentido.

O texto ainda mencionou, que não havia câmeras de seguranças no interior da basílica, somente na parte externa e que, de acordo com as primeiras informações, aparentemente os autores do furto não cometeram nenhuma ação violenta, simplesmente aproveitaram-se de um momento de distração por parte dos guardasm que fazem a segurança da basílica. Não havia sequer sinais de arrombamento e nenhum vidro foi quebrado. Simplesmente o relicário havia desaparecido, visto que sua redoma de proteção estava vazia.

Foto do interior da Basílica de Dom Bosco, em Castelnuovo, na Itália
Entretanto, foi justamente a última informação que destacamos em negrito, que foi pinçada de forma intencional por parte dos demais sites de notícias, que resolveram alegar ou sugerir que as relíquias pudessem ter sido roubadas para finalidades satânicas.

Apesar de nenhuma linha investigativa ter sido descartada, nenhum outro veículo de imprensa de grande repercussão citou essa possibilidade. Portanto, "a mídia italiana" (no sentido amplo da expressão), não mencionou isso, e as relíquias sequer foram "roubadas" (no sentido jurídico da palavra), mas furtadas, uma vez que ninguém viu, e sequer houve algum tipo de violência. Fazemos questão de mostrar isso, porque se vocês forem informados incorretamente, serão levados a acreditar somente no que contam de forma deliberada em troca de meros acessos.

A Relíquia de Dom Bosco Contém Mesmo o Seu Cérebro? Poderia Ser Utilizado em Algum Ritual Satânico?


É muito importante ressaltar nesse ponto, que não é o cérebro inteiro de Dom Bosco, que está presente no relicário, conforme muitos sites fizeram você entender. O relicário possui apenas um pequeno fragmento do cérebro de Dom Bosco, sendo que isso não é nenhuma anormalidade, diga-se de passagem, apenas é claro para as pessoas que tentam sensacionalizar em cima desse assunto.

Para quem não sabe, os relicários podem conter pedaços de ossos, amostras de tecido, incluindo musculares como o coração, dentes, unhas, pele, entre outras partes do corpo humano. Além disso, também podem conter objetos pessoais ou tocados por pessoas, que posteriormente foram declaradas como santas. A disseminação dessas relíquias, no passado distante, funcionou como uma espécie de "estratégia" da Igreja Católica para propagar e fortalecer a fé em inúmeras cidades e países ao redor do mundo. Resumindo? Isso é absolutamente normal do ponto de vista religioso.

A relíquia de Santa Teresa de Ávila (o seu pé), na Catedral de Santa Teresa de Ávila em Bjelovar, na Croácia
A relíquia de São Januário nas mãos do Papa Francisco, em 2015
Esse caso teve uma grande repercussão, por exemplo, nos Estados Unidos. Por lá, quem ajudou a propagar essa história de um suposto ritual satânico foi o site do jornal "USA Today" que, valendo-se de um único veículo de comunicação, que por sua vez não citou nenhuma fonte policial (o "Il Messaggero"), publicou "que a polícia acreditava que o ladrão iria pedir por um resgate para o devolver o cérebro do santo, e que também estava sendo especulado na mídia italiana, que o mesmo podia ser usado em um ritual satânico em que os símbolos cristãos são corrompidos." Um verdadeiro desastre e já vamos explicar o porquê.

Para vocês terem uma ideia, a versão brasileira do site "Aleteia", que promete "oferecer uma visão cristã do mundo, com notícias laicas e religiosas, e livre de influências ideológicas", cogitou que "a possível ação de um grupo satânico, visto que existiam precedentes, na mesma igreja, de furtos de hóstias consagradas, o que levava as autoridades a trabalharem, entre outras hipóteses, com a de ação perpetrada por um grupo satânico." Ainda segundo o texto publicado, além da Eucaristia, que tais grupos profanam em seus rituais de "missa negra", "as relíquias dos santos também seriam vistas como uma espécie de 'troféu'".

A cidade de Turim, na Itália, é citada por muitos sites na internet como uma "cidade satânica"
Para justificar essa "hipótese", que não estava sendo citada pela "mídia italiana", mas de forma completamente isolada, foi mencionado que Turim era conhecida por ser a "cidade de Satanás." Em um outro texto bem confuso, e publicado no próprio site, foram citados supostos relatos de missas negras realizadas em Turim ao longo dos anos, citando práticas maçônicas, ocultistas e outras bem fantasiosas.

Isso sem contar uma espécie de "triângulo mágico", além de monumentos e locais supostamente diabólicos da referida cidade. Enfim, não é citada nenhuma fonte confiável, nenhum estudo do simbolismo utilizado em monumentos, e nem sequer uma prova ou evidência, que supostos "grupos satânicos" efetivamente realizassem ações nesse sentido. Muita especulação, muito folclore e nenhuma base sólida apresentada. Quem sabe um dia eu escreva sobre cidades, que "dizem ser satânicas", e derrube de vez esses folclores? É um caso a se pensar.

Entretanto, não é citada nenhuma fonte confiável, nenhum estudo do simbolismo utilizado em monumentos, e nem sequer uma prova ou evidência, que supostos "grupos satânicos" efetivamente realizassem ações nesse sentido. Resumindo? muita especulação, muito folclore e nenhuma base sólida apresentada
A maior ironia veio da versão inglesa do próprio "Aleteia", em uma postagem intitulada "Was St. John Bosco’s relic stolen by satanists?" O motivo? Bem, no texto é mencionado que, em 1991, as relíquias de São Antônio de Pádua tinham sido roubadas, a pedido de um chefe da máfia, Felice Maniero, que queria a relíquia como uma ferramenta de troca para obter a libertação de um de seus parentes (onde está o satanismo?). Em 2014, um relicário de cristal contendo as relíquias de João Paulo II também foi roubado, e posteriormente devolvido. Aliás, nesse último caso, de acordo com a AFP, os ladrões jogaram o relicário fora enquanto fugiam, acreditando que não tivesse nenhum valor comercial (claramente, a intenção não era satânica). Porém, o Aleteia foi incapaz de apontar um único caso, que uma hóstia ou relíquia tenha sido efetivamente profanada por uma "quadrilha satânica." Vale lembrar que a relíquia de Dom Bosco estava há décadas na basílica e, aparentemente, ninguém tinha muito interesse no material, nem mesmo os eventuais "satanistas."Assim sendo, essa possibilidade é bem remota.

O jornal britânico "The Guardian", por exemplo, destacou que, um dia, o mundo ocidental esteve repleto de relíquias. Os ossos, a pele, as unhas e até mesmo as cabeças dos santos eram preservados, comprados e vendidos, roubados e guardados. As relíquias de pessoas sagradas e de Jesus Cristo estavam no coração do Cristianismo medieval. Atualmente, muitas relíquias foram desacreditadas. Os museus costumam exibir relicários vazios, feitos de ouro e prata, carregados de jóias, mas sem as partes dos corpos, que certa vez lhes deram algum significado.

"Embora primordiais no cristianismo medieval, eles se tornaram um ponto de divisão durante a Reforma Protestante. Sua popularidade representava 'o desejo de estar perto da santidade'", disse Philip Freeman, professor de Estudos Clássicos da Faculdade Luther, no estado norte-americano de Iowa, em entrevista ao site do jornal "The Washington Post."

Quais são as Últimas Novidades a Respeito do Furto da Relíquia de Dom Bosco?


Infelizmente, ainda não há nenhuma "novidade" sobre o caso. Dom Francesco Cereda, vigário do Reitor-Mor (o vigário é o primeiro colaborador do Reitor-Mor no governo da Sociedade e tem poder ordinário vicário), disse na última terça-feira (6), que não havia nenhuma novidade em relação a investigação sobre o autor (ou autores) da relíquia de Dom Bosco, mas que eles confiavam no trabalho do Ministério Público.

"A notícia do furto teve ressonância em todo o mundo, como uma expressão de amor a Dom Bosco. Esse é o significado de uma relíquia de um santo: proporcionar um elemento visível e tangível para facilitar a invocação e imitação do santo. Assim sendo, Dom Bosco continua a ser amado e invocado pelos jovens, especialmente os mais necessitados e pobres. Esperamos e oramos para que essa relíquia em breve possa voltar ao seu lugar, no Colle Don Bosco, precisamente no lugar onde o próprio Dom Bosco nasceu", disse Dom Francesco Cereda.

Dom Francesco Cereda, vigário do Reitor-Mor (o vigário é o primeiro colaborador do Reitor-Mor no governo da Sociedade e tem poder ordinário vicário), disse na última terça-feira (6), que não havia nenhuma novidade em relação a investigação sobre o autor (ou autores) da relíquia de Dom Bosco, mas que eles confiavam no trabalho do Ministério Público.
Enfim, AssombradOs, caso tenhamos maiores informações sobre esse caso, manteremos vocês informados através dessa mesma postagem, combinado? De qualquer forma, tenham sempre atenção e um cuidado redobrado com o que contam para vocês. Estamos em uma época estranha e sombria, principalmente em termos de qualidade de conteúdo.

Atualização #1 - 22/06 às 15h: O Relicário de Dom Bosco Finalmente Foi Recuperado


De acordo com o site da Rádio Vaticano, em notícia publicada no dia 16 de junho, após 13 dias de investigações o relicário de Dom Bosco foi encontrado pela polícia italiana, em uma casa na localidade de Pinerolo. O responsável pelo roubo foi preso, enquanto a comunidade dos Salesianos e o Arcebispo de Turim, Dom Cesare Nosiglia expressaram alegria e gratidão.

Escondida em um bule de cobre, dentro de um armário da cozinha, na casa de um homem de 42 anos de idade, a relíquia foi encontrada em perfeito estado de conservação Após confessar o furto, o homem foi levado para a prisão de Asti. Segundo os investigadores, não havia a intenção de pedir qualquer tipo de resgate, e nem mesmo seria um crime praticado por um colecionador. Aparentemente, o homem que roubou acreditava que a tampa do relicário tivesse algum valor.

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://iltirreno.gelocal.it/regione/toscana/2017/06/03/news/rubata-la-reliquia-di-don-bosco-sparita-l-urna-con-il-cervello-1.15435953
http://it.radiovaticana.va/news/2017/06/04/furto_reliquia_di_don_bosco,_chiesa_di_torino_in_preghiera/1316891
http://torino.repubblica.it/cronaca/2017/06/03/news/asti_sparita_l_urna_con_il_cervello_di_don_bosco-167099290/
http://www.agi.it/cronaca/2017/06/03/news/rubata_reliquia_cervello_don_bosco-1841131/
http://www.ansa.it/sito/notizie/cronaca/2017/06/06/salesiani-no-novita-reliquia-don-bosco_3b6b465f-d02c-4aed-9bf5-ac0489b45382.html
http://www.corriere.it/cronache/17_giugno_03/asti-rubata-reliquia-don-bosco-sparita-l-urna-il-cervello-d09b6c1e-4841-11e7-beec-6fc3ec1d3e39.shtml
http://www.ilmessaggero.it/primopiano/cronaca/rubata_reliquia_don_bosco_sparita_urna_cervello_santo-2480530.html
http://www.infoans.org/index.php?option=com_k2&view=item&id=3371:italy-the-relic-of-don-bosco-stolen&Itemid=1680&lang=en
http://www.lanuovaprovincia.it/pages/furto-reliquia-di-don-bosco-nessuna-novita-37852.html
http://www.lastampa.it/2017/06/03/italia/cronache/rubata-la-reliquia-di-don-bosco-hCk2PEqM1TNyXODfVvGimO/pagina.html
http://www.lastampa.it/2017/06/06/edizioni/asti/proseguono-le-ricerche-della-reliquia-di-don-bosco-rubata-i-salesiani-la-notizia-ha-scosso-tutto-il-mondo-suxN7w09pGZEuelXDOfJ7O/pagina.html
http://www.liberoquotidiano.it/news/italia/12404256/reliquia-don-bosco-rubata-sospetto-avvertimento-papa-francesco-.html
http://www.miamiherald.com/news/nation-world/world/article154673934.html
http://www.rai.it/dl/RaiTV/programmi/media/ContentItem-1a1d37e4-b269-4395-9682-120c4ba79efb-tg1.html
http://www.smithsonianmag.com/smart-news/relic-saints-brain-stolen-italian-basilica-180963601/
http://www.thedailybeast.com/relic-theft-is-ugly-any-way-you-cut-it-but-snatching-a-saints-brain
https://pt.aleteia.org/2017/06/05/satanistas-furtaram-reliquia-de-sao-joao-bosco-na-italia/
https://www.christiantoday.com/article/catholics.in.shock.as.saints.brain.is.snatched.by.relic.thief/109859.htm
https://www.seeker.com/culture/the-preserved-brain-bits-of-a-revered-italian-saint-have-gone-missing
https://www.washingtonpost.com/news/morning-mix/wp/2017/06/06/brazen-thief-steals-revered-relic-piece-of-st-john-boscos-brain-from-italian-church/
Comentários