11 de junho de 2017

O Clube Hellfire: A Sociedade Secreta da Elite onde Orgias, Bebedeiras e até Adoração a Satã Ocorriam!

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Formado por um bando de aristocratas que se entregava a orgias profanas e talvez a rituais de magia negra, o Clube Hellfire tinha como sede um covil secreto, projetado para se parecer com uma caverna que levava para o inferno e se encontrava abaixo de uma igreja católica, ambos construídos por Sir Francis Dashwood.

Assombrados, hoje trago para vocês a história do Clube Hellfire, uma sociedade secreta que floresceu no século XVIII na Inglaterra e que tinha como membros a aristocracia inglesa. Nomes importantes se entregavam a rituais regados a bebedeira e orgia, alguns até dizem que realizam rituais satânicos, tudo nos subterrâneos de uma igreja! Vamos saber mais do assunto.

Europa no Séc. XVII e XVIII

Antes de começar a falar do Clube do Inferno em si, precisamos entender como era a Europa na época em que ele surgiu. Alguns coisas a serem destacadas

- Perseguição a Maçonaria:  As coisas não estavam indo bem para a maçonaria pois em 1738 o papa Clemente XII promulgou uma bula – In Eminenti Apostolatus Specula – proibindo os católicos, sob pena de excomunhão, de pertencer à maçonaria. Convém salientar que, nos Estados Papais, pertencer à uma loja era passível de pena de morte e nos Estados não-papais, dava-se, livre curso para que a inquisição tomasse as providências necessárias contra as lojas.

- Londres: Localizada no sudeste da Inglaterra, a grande e temida cidade de Londres sempre teve uma reputação de iniqüidade. No séc XVII, quando 80% da cidade ardia em um grande incêndio, alguns acreditavam que era a ira de Deus. Eles diziam que o ano 1666 era a prova de que o anticristo estava solto no mundo. Mas enquanto os pobres se preparavam para o apocalipse, sociedades secretas lideradas pelas classes dominantes se divertiam como se não houvesse amanhã. E alguns suspeitavam que a sua diversão decadente incluía orgias regadas a álcool e celebrações a Satã. Andando pelas ruas de Londres hoje, é difícil imaginar que a Londres do séc XVIII podia ser um lugar brutal e caótico pra se viver. Mas o vício e a devassidão não eram exclusivos aos cortiços da cidade. De fato, alguns dos nobres mais seletos de Londres eram membros de sociedades secretas, grupos de aristocratas embotados em busca de emoções, dando festas loucas. Mas quando se cansaram das orgias, alguns se voltaram para atividades mais sinistras, e a única maneira de evitar os olhos curiosos de uma cidade apinhada era sair dela e ir para o subterrâneo.

- Jacobitismo: O jacobitismo foi a resposta à deposição do referido rei James em 1688, ano da Revolução Gloriosa, ou seja, marcou um momento de transição entre os governos absolutistas ou tradicionalistas dos Stuarts para os governos parlamentares ou liberais da Casa de Hanôver. Eles buscavam fazer a Casa dos Stuarts ao poder novamente na Inglaterra e Escócia.

Levante Jacobita de 1719, onde ocorreu a tentativa de levar a Casa de Stuart ao poder novamente na Inglaterra e Escócia


- O Primeiro Clube Hellfire

O Clube do Fogo do Inferno foi fundado ali pelo ano de 1719 pelo controverso Philip, Duque de Wharton (1698-1731), um aristocrata, um proeminente político Whig e maçom emérito, sexto Grão-Mestre da Grande Loja de Londres com apenas 22 anos. O Duque de Wharton oscilava, nos primórdios de sua vida, entre um ateísmo que ridiculariza a religião, passando por uma fase deísta na maçonaria e morrendo aos 33 anos, convertido ao catolicismo, num convento franciscano na Espanha. Na sua juventude, presidia reuniões festivas com vestes satânicas numa taverna perto da praça St. James em Londres.

A derrocada na bolsa de valores das ações da Cia. Mares do Sul (South Sea Co.) contribuiu para o final do clube. As atividades de Wharton no Clube Hellfire foram denunciadas no parlamento e ele foi acusado de imoralidade.

O Clube foi destroçado e daí a tentativa desesperada de Wharton em se tornar Grão-Mestre da Grande Loja de Londres em 1722. Wharton termina seus últimos anos de vida viajando para Viena, tentando persuadir os austríacos habsburgos a invadir a Inglaterra para reentronizar os Stuarts, na volta passa por Roma e termina os seus dias, na maior penúria, num mosteiro franciscano em Madri, após fundar a primeira loja maçônica na Espanha.

A quebra das ações Cia. Mares do Sul (South Sea Co.), que esperava lucrar com tráfico de escravos fez pessoas se revoltarem e denunciar o primeiro clube Hellfire


Sir Francis Dashwood

Sir. Francis Dashwood
Foi o criador do novo clube Hellfire. Vamos conhecer sua história, que foi descrita pelo maçom William Almeida de Carvalho em uma monografia maçônica.

Sir Francis Dashwood que nasceu em 1708 e era proveniente de uma linhagem de ricos mercadores ‘turcos’ - ou seja, comerciantes que desde o século XVII mercadejavam com o Império Otomano - que se infiltraram na nobreza inglesa por meio de casamentos, dinheiro e política.

Dashwood possuía uma personalidade complicada. Sua mão faleceu quando tinha dois anos, educou-se em Eton e quando seu pai expirou em 1724, trancou-se numa cela durante uma semana para embebedar-se.

Em 1726, cansado do frio inglês, começou um turismo pelos mares mais tépidos do Mediterrâneo, onde o bom vinho borbulhava e as mulheres eram mais quentes. Dashwood com o tempo, tornou-se um apreciador das artes e da arquitetura clássicas e ao retornar à Inglaterra fundou a Sociedade dos Diletantes. Em 1730, fundou com  John Montagu, conde de Sandwich, o Clube Divã, dedicado a imitar o modo de vida turco.

Em 1740, ele ainda estava em sua viagem de turismo, desta vez na Itália, quando o Papa Clemente XII, que promulgou uma bula – In Eminenti Apostolatus Specula – proibindo os católicos, sob pena de excomunhão, de pertencer à maçonaria, morreu. Ele foi para Roma assistir ao conclave que elegeria o novo papa. Lá assumiu a identidade do Cardeal Ottiboni, um dos maiores perseguidores dos maçons, e o satirizou publicamente num indecente ritual de zombaria. Dashwood aprontou coisas mais graves que acabaram por estabelecer sua infame reputação. Na Sexta-feira Santa era costume da época que os penitentes se auto-flagelassem defronte a Capela Sistina. Inspirado ou não, seja pelo eroticismo da cena ou furioso pela perseguição infligida aos maçons, Dashwood, excitado pelo vinho, meteu-se a açoitar os fiéis com o seu chicote do cavalo. A tradição afirma, sem muitas provas, que este incidente levou a uma conversão passageira de Dashwood que, após o incidente, bêbado, foi dormir nos seus alojamentos. Teria sido acordado altas horas da noite por gritos agudos inumanos e ficou estarrecido ao se deparar com quatro incandescentes olhos verdes observando-o através da janela. Convencido de que tinha sido visitado pelo demônio, arrependeu-se de seu comportamento sacrílego na Sexta-feira Santa e converteu-se ao catolicismo. Daquele momento em diante, assistiu à missa regularmente e era visto constantemente portanto um rosário. Este comportamento inusitado durou até o momento que seu companheiro de viagem revelou que também tinha visto a aparição e tudo não passava de um par de gatos, no cio, copulando. A desconversão de Dashwood foi imediata e galvanizou ainda mais o seu anti-catolicismo e contribuiu para o seu tão afamado satanismo.

Revivendo o Clube Hellfire

Como podemos ver, Dashwood era bastante excêntrico, maçom (não se sabe se era ou não), anti-religioso e defendia a causa jacobina secretamente. Então para poder conversar sobre o assunto com os pares sem chamar a atenção, se reunia em Londres na Taverna George and Vulture (“Jorge e o Abutre”). Ali também ele encarnou o espírito do primeiro clube Hellfire de Wharton e as coisas começaram a sair do controle. O pub foi destruído em 1749, durante um incêndio provavelmente causado pelos excessos da reunião daquela noite.

Era preciso ir para um outro local. Ele transferiu as reuniões para um templo que construiu na sua residência, o West Wycombe Park, inaugurando-a durante a noite de Walpurgis de 1752. Entretanto a estrutura se mostrou incapaz de suportar grandes reuniões, passando a abrigar apenas pequenas sessões.

Em 1750, Dashwood alugou a Abadia de Medmenham e começou uma restauração. A Abadia era originária do século XIII e tinha sido expandida no período Tudor. Dashwood acrescentou uma torre em ruínas e um claustro para dar um charme de atmosfera gótica, tão apreciado pelo satanistas, ao edifício. No frontão da entrada, colocou o dístico famoso de François Rabelais: “Fay ce que voudras” (Faça o que você quer).

Mas a Abadia ainda não seria o local ideal para o clube...

Abadia de Medmenhan, local onde ocorreram vários encontros do Clube HellFire


- O Famoso Clube Hellfire

Como dito, Dashwood  alugou a Abadia de Medmenham, que fica a 58 km de Londres. Próximo da Abadia existe uma igreja no topo de um morro. A igreja leva o nome de São Lourenço, o santo patrono das prostitutas. A igreja tem como adorno não uma cruz, mas uma grande bola dourada. Dentro dessa bola seria o local onde os supostos membros do clube Hellfire jogavam cartas!

Embaixo da igreja existe uma série de túneis e câmaras onde o Clube Hellfire se reunia. As cavernas ficam 30 metros e inicialmente era uma mina escavadas pelos trabalhadores locais, que estavam sem trabalho devido a baixa produção de colheita. Dashwood então contratou esse trabalhadores para cavar uma minha usando somente as mãos e ferramentas. Logo, essa mina se transformou na nova sede do clube Hellfire e foi transformada em um covil secreto, projetado para se parecer com uma caverna que levava para o inferno.

Do lado de fora das cavernas, bem na entrada, uma fachada falsa foi construída a partir de pedras irregulares para se assemelhar a uma igreja gótica. Muros também foram erguidos para simular um pátio.

Sir Francis Dashwood e todos os outros membros do Clube Hellfire desciam uma rampa para entrar e participar das cerimônias e rituais.

Um detalhe é que apesar do nome Hellfire ter tido maior difusão, os membros costumavam chamá-lo por outros nomes, a maioria sátiras de nomes de confrarias religiosas, como Ordem dos Cavaleiros de West WycombeIrmandade de Saint Wycombe e os Monges de Medmenham.

Igreja de São Lourenço, patrono das prostitutas


Entrada do Clube Hellfire atualmente



Mapa mostrando a Abadia de Medmenham (parte inferior), a entrada do clube Hellfire e a Igreja de São Lourenço

- Principais Locais

Dashwood se arriscou e desafiou o destino ao construir um clube de modo a imitar a entrada do inferno. Foram reproduzidos artificialmente detalhes de uma caverna para dar uma sensação cada vez mais exacerbada de profundidade, indo cada vez mais fundo no inferno, sem contar que o local está a 100 metros abaixo da igreja! É bizarro pensar que Dashwood construiu uma igreja pra Deus em cima, mas 100 metros abaixo poderia estar adorando Satã.

Um pedestal de pedra, que ainda permanece ao lado da "Rotunda do Pedestal", na região leste do vilarejo de West Wycombe, na estrada principal High Wycombe, foi erguido em 1752, na época em que as cavernas foram finalizadas. A inscrição menciona "F Dashwood Erae Christianae MDCCLll, da Universidade Miles XXII, do Condado de Miles XV, da Cidade de Miles XXX."

Ao lado vemos um mapa descrevendo os túneis.  A disposição confusa dos túneis era intencional. Sir Francis e os membros de seu clube tinham reputações a proteger. Vamos conhecer cada um desses locais:

- Entrada principal: A esplêndida entrada de pedra, construída para parecer uma igreja gótica, fica acima de West Wycombe e do vale. Os pedras são encontrados localmente nos campos dos Chiltern e foram muito usados ​​como material de construção.

- Caverna de Steward: Depois de entrar nas Cavernas, você virá para a pequena caverna do Steward, à direita. Aqui você encontrará ferramentas semelhantes às usadas no século 18, como pás e martelos. Vale lembrar que os túneis foram construídos a mão. A luz era inteiramente fornecida por velas.

- Câmara de Paul Whitehead: Paul Whitehead era o mordomo do Clube HellFire, bem como um poeta. Um dos seus papéis era manter uma lista dos vinhos consumido pelos seus vários membros quando se encontraram na Abadia de Medmenham (antes do clube se mudar para as cavernas). Ele morreu em 1774, deixando £ 50 e um pedido especial para Sir Dashwood:  colocar seu coração em uma urna no Mausoléu, como forma de deixar claro seu apego caloroso ao nobre fundador! Dizem que o fantasma de Paul Whitehead assombra as Cavernas.

- Caverna de Franklin: Nomeado em homenagem a Benjamin Franklin, um grande amigo de Sir Dashwood. Eles trabalharam juntos na política. Franklin ficou em West Wycombe em numerosas ocasiões e descreveu o lugar como "um paraíso" e também se referiu às cavernas que ele claramente gostava.

- Caverna das Crianças: Durante as gerações, as cavernas foram uma atração para os visitantes locais, especialmente as crianças. As crianças descritas nas Cavernas são Sir George Dashwood, 5. e sua irmã Mary (mais tarde para se tornar a Sra. Berkeley), como jovens por volta de 1800. Seus retratos desta vez ficam no West Wycombe Park.

- O Salão de Banquetes: Esta câmara fica a cerca de quinhentos metros da entrada, a meio caminho das Cavernas. A caverna tem um teto espetacular e tem 117 metros quadrados, em um design semelhante a uma bússola; Isto é claramente simbólico e possui quatro nichos contendo várias estátuas clássicas da Itália. Ainda é usado neste dia para festas e funções particulares ocasionais. . O local foi restaurado em 1973.

- Rio Estige: Nos idos de 1700 um barqueiro secretamente fazia a travessia de membros do clube através desse chamado rio Estige até a entrada do ultra secreto templo interior.

- Templo Interior: o coração do complexo de cavernas, os novos membros do clube eram iniciados. Se realmente houveram rituais satânicos, eram ali que aconteciam. Todos os caminhos levam a esse lugar, mas ninguém sabe exatamente o que acontecia ali. Porém, sabe-se através de relatos verbais passados de um ao outro que havia pentagramas desenhados no chão e entoação de cânticos em invocação ao demônio.

Planta da Caverna Hellfire
- O que Faziam Lá

Embora todos os registros do clube tenham sido queimados após a sua ultima reunião em 1774, numerosos relatos de segunda mão afirmam que Dashwood nomeou a si mesmo primeiro Abade do clube, e os 12 membros fundadores eram os apóstolos.

- Conversavam!
- Bebiam
- Jogavam
- Concursos de talentos e de humor
- Zombavam do Catolicismo
- Freqüentemente levavam prostitutas a quem chamavam de “freiras” e faziam grandes orgias
- Missa Negra? Alegava-se até que muitas mulheres da nobreza serviam voluntariamente como altares vivos durante as missas negras. Uma versão perversa e satânica das cerimônias cristãs.

Mas o clube queria fazer pouco da religião ou realmente invocar Satã?

Bebedeira, prostitutas, jogatina, concursos. Ocorria de tudo no clube Hellfire


- Como Acabou

Em 1762 o clube debandou, devido a tensão entre facções internas e rivalidades políticas. Algumas brigas relacionadas ao Clube foram mesmo travadas em público.

Então, em 1774 o Clube Hellfire foi desativado e todos os registros foram destruidos.

Dashwood morreu de causas naturais em 1781 os segredos do clube se perderam para sempre. Um mausoléu foi construído perto da igreja, guardando as cinzas da família Dashwood e no centro fica a urna com as cinzas do próprio Sir. Francis Dashwood.

Esse clube fundado por Dashwood pode ter acabado, mas desde então surgiram muitos outros clubes Hellfire e diversas casas de swing tem esse nome.

Em 1781, o sobrinho de Dashwood, Joseph Alderson (estudante de graduação na Faculdade de Brasenose, Oxford) fundou a Sociedade da Fênix (mais tarde conhecido como o Phoenix Common Room), mas foi só em 1786 que a pequena reunião de amigos afirmaram-se como uma instituição reconhecida. A Sociedade da Fênix foi criada em honra de Sir Francis, que morreu em 1781, como um símbolo da crescente cinzas da instituição anterior de Dashwood, e até hoje o jantar da sociedade permanece por muitos de seus princípios antecessor. Seu lema "uno avulso non deficit alter" é do sexto livro da saga de poemas épicos de Eneida escritos por Virgílio, no Século I a.C. e é relevante em primeiro lugar no sentido mais abrangente de ter substituído os monges de Medmenham, em seguida, estabelecer a continuidade da sociedade através de um processo de constante renovação da sua pós-graduação e membros de graduação. A história da "Phoenix Common Room" contínua até os dias atuais é uma questão de grande orgulho para a faculdade.

Mausoléu onde estão as urnas com as cinzas da família Dashwood, sendo que a de Sir. Francis Dashwood estão no centro.


- Abadia à Venda

Em março de 2015, o site do tabloide britânico "Daily Mail" publicou que uma abadia idílica, que já tinha sido o lar de uma série de orgias escandalosas envolvendo políticos e aristocratas havia sido colocada à venda por £10 milhões (cerca de R$ 42 milhões pela cotação oficial atual). No texto era informado que a abadia de Medmenham, em Buckinghamshire, era uma bela mansão à beira do rio, com jardins deslumbrantes e acomodações de luxo, que um dia tinha sido o local de encontro de uma sociedade secreta.

No início do século 18, Francis Dashwood, ex-chanceler do Tesouro Público, fundou o clube "Irmandade dos Cavaleiros de São Francisco de Wycombe" (também conhecido como "Clube HellFire"), que era uma sociedade secreta de 24 membros, conhecidos como monges de Medmenham, que usavam becas e turbantes antes de se engajarem em atos de pura devassidão. A lenda conta, que os membros vestiam as prostitutas e as socialites "de mente mais aberta" como freiras, e exigiam que as mesmas agraciassem os "monges."

Entretanto, os dias sórdidos da Abadia de Medmenham tinham ficado para trás, e a propriedade tinha sido transformada em uma "casa familiar histórica e fantástica." Com 42 acres (cerca de 170.000 m²) de terras e jardins que foram lindamente cuidados, a abadia está situada no coração da Inglaterra, e tem vista para o rio Tâmisa. A propriedade foi originalmente construída no local de uma abadia cisterciense do século XIII, mas foi reconstruída por projetistas italianos no século XVIII, a pedido de Sir Dashwood. Atualmente, a casa principal possui nove suítes, um cinema, biblioteca, sala de música e sala de estar, além de um spa, academia de ginástica e bar. A propriedade também possui uma casa dedicada para uma eventual governanta, grandes e amplos escritórios longos e uma garagem com 3 vagas. No total, são 1.200 m² de área construída.

Foi a primeira vez em décadas, que a propriedade havia sido colocada à venda, em sua totalidade. Aliás, considerando esse valor, o imóvel havia se tornado o mais caro de Buckinghamshire.

"É muito incomum ter toda essa extensão de terra, à beira do rio, principalmente porque não existem outras propriedades ao lado. É bem privativa. Além disso, está a meio caminho entre Henley e Marlow, que são duas cidades encantadoras para que você possa fazer compras ou comer em restaurantes", disse James Crawford, um agente da imobiliária Knight Frank.

"A abadia é histórica. Certa vez houve um grupo de homens que se chamava, pelo que contam, a 'Irmandade dos Cavaleiros de São Francisco de Wycombe'. Eles se fantasiavam e festejavam. Não tenho certeza do que realmente fizeram no passado, mas tem uma placa no imóvel dizendo 'fay ce que voudras', que significa 'faça o que quiser'', continuou.

"Agora é uma casa moderna e fantástica. Conta com uma cozinha nova, banheiros novos e um cinema. É raro encontrar uma propriedade como essa, que tenha 42 acres, sendo bem tranquila, embora esteja apenas entre 45 minutos a 1h de Londres. Eu diria que essa foi uma das melhores e mais importantes casas da região. Ela é uma oportunidade única, e espero que haja muito interesse", completou.

De qualquer forma, AssombradOs, aparentemente a casa continua à venda até hoje, visto que ainda é possível encontrar seu anúncio no site da imobiliária Knight Frank!

Abadia estava a venda até o dia 10 de junho de 2017 por 10 milhões de libras!


- Ponto Turístico

As cavernas do Clube Hellfire foram abertas ao público em 1951, e tornaram-se uma atração turística popular, recebendo mais de 2 milhões de turistas desde então. Elas foram reformadas e obviamente ganharam um reforço estrutural para garantir a segurança dos visitantes, contando com um sistema elétrico moderno, além de uma cafeteria e uma loja de souvenirs. Foram colocados manequins e mesas em algumas câmaras menores, o que proporciona aos visitantes um pálido reflexo das finalidades originais das cavernas. As comodidades modernas derrubaram o ar misterioso do local, mas o espírito do Clube Hellfire ainda permanece.

Atualmente é administrada pela West Wycombe Corporate Entertainment.

Horário de Visitação:
- De 1º de Abril a 31 de Outubro (Temporada de Verão / Alta Temporada): Diariamente das 11h as 17h30
- De 1º de Novembro a 31 de Março (Temporada de Inverno / Baixa Temporada): Somente aos sábados e domingos das 11h até o anoitecer.

O Local não abre nos dias 25 e 26 de dezembro.

Valores:
Adultos - £ 7.50 (cerca de R$ 31,50)
Crianças - £ 6 (cerca de R$ 25,20 ,e menores de 3 anos não pagam)
Ingresso Família (No máximo 2 adultos e 2 crianças) - £20 (cerca de R$ 84)

Cachorros não são permitidos nas cavernas ou na cafeteria, mas são permitidos no pátio.

Nos dias 27, 28 e 31 ficará aberto das 18h as 21h30, e cada ingresso custará £ 9.50 por pessoa (cerca de R$ 40)

Valores e Datas para visitação disponíveis no site no dia 10/06/2017


- Visitando os Locais

Visite os locais descritos na postagem!



Escrito por Mateus Fornazari com a colaboração de Marco Faustino

Fontes (Acessadas em 09/06/2017):
The Hellfire Caves
- Freemasons: Sexo, Espionagem e Maçonaria na Velha Albion
- Documentário Cidades Ocultas: Londres - Cidade Sangrenta
- Wikipedia.pt: Clube do Inferno
- Wikipedia.pt: West Wycombe Park
- Wikipedia.pt: Revolução Gloriosa
- Wikipedia.pt: Jacobitismo
- Daily Mail: If these walls could talk! Idyllic abbey that once hosted orgies for 18th Century politicians and aristocrats is on sale for £10million and now the in-house entertainment is a spa and cinema
- Wikipedia.pt: Maçonaria
- Wikipedia.en: Hellfire Caves
- Atlas Obscura: Hellfire Caves
- TripAdvisor: Hell-Fire Caves
Comentários