13 de março de 2017

Calça de Advogado Pega Fogo "Sozinha" Durante o Julgamento de um Caso Envolvendo "Combustão Espontânea"

Fala AssombradOs! Esse caso seria um pouco cômico, se não fosse um tanto quanto estranho. Um advogado de defesa chamado Stephen Gutierrez, 28 anos, estava no Tribunal de Justiça de Miami, nos Estados Unidos, na tarde do dia 8 de março, em um julgamento relacionado a um caso de um suposto incêndio criminoso, quando sua calça pegou fogo aparentemente "sozinha". Testemunhas disseram que ele estava fazendo seus argumentos finais, alegando que o carro do seu cliente tinha pegado fogo espontaneamente, e que não tinha sido intencionalmente incendiado. Então, quando ele estava prestes a se dirigir ao júri, uma estranha fumaça começou a sair do lado direito da sua calça.

Stephen Gutierrez saiu correndo do tribunal, deixando todos aqueles que estavam acompanhando o julgamento totalmente perplexos. Depois que os jurados saíram para deliberar, Gutierrez voltou ileso, sem ferimentos, mas com o bolso da calça visivelmente chamuscado. Ele insistiu em dizer que aquilo não tinha sido algo encenado, que acabou dando errado, muito embora algumas pessoas disseram que o viram colocando a mão no bolso, momentos antes do incidente acontecer. Em sua própria defesa, o advogado disse que a culpa era de uma bateria defeituosa de um cigarro eletrônico.

O advogado de defesa Stephen Gutierrez estava representando Claudy Charles, 48 anos, que era acusado de incendiar intencionalmente seu carro em South Miami-Dade, uma cidade do condado de Miami-Dade, na Flórida. O advogado mal tinha começado seus argumentos finais, quando o fogo começou. Os jurados, no entanto, acabaram condenando seu cliente por "incêndio criminoso em segundo grau". Sendo encenado, culpa de uma bateria defeituosa ou até mesmo um caso de "combustão espontânea humana" como alguns sites tentaram apontar, fato é que isso não ajudou em nada o seu cliente.

O jornal "Miami Herald" tentou entrar em contato diversas vezes com o advogado Stephen Gutierrez, porém o mesmo não retornou as ligações. Já em resposta ao site do jornal "Miami New Times", Stephen disse que tinha uma pequena bateria em seu bolso, que sentiu a mesma esquentar repentinamente e então saiu correndo para o banheiro. De qualquer forma, a polícia de Miami-Dade e os promotores estão investigando o caso, uma vez que eles apreenderam diversas baterias gastas do cigarro eletrônico como evidência do ocorrido. No ano passado, um homem entrou com um processo em Miami-Dade, depois que um cigarro eletrônico simplesmente explodiu em sua boca, o deixando em coma. Muitas pessoas que assistiram a cena ficaram preocupadas, visto que isso poderia ter machucado mais pessoas no tribunal.

Redator Marco Faustino

Fontes:
http://www.miamiherald.com/news/local/crime/article137317553.html
http://www.miaminewtimes.com/news/miami-attorney-swears-he-didnt-purposely-set-his-pants-on-fire-during-arson-trial-9195830

Comentários