8 de fevereiro de 2017

O "Fantasma do Supermercado" de Três Pontas/MG: Estranho "Vulto Branco" Deixa Moradores Assustados em Cidade do Interior de Minas Gerais

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

De vez em quando passam algumas semanas ou até mesmo meses sem que haja uma única notícia sobre casos de supostos "fantasmas". Estamos falando, é claro, de casos que possuam uma repercussão considerada aceitável ou então cujo material fornecido por vocês seja rico em detalhes, e com boas imagens ou com vídeos, que possuam uma resolução minimamente razoável. Por outro lado, em certas épocas esses casos simplesmente brotam dos mais diversos e inesperados lugares. Na última segunda-feira (6), por exemplo, publicamos a respeito de um estranho caso que foi amplamente divulgado no sábado anterior, sobre um suposto "fantasma", que teria aparecido nas imagens de uma câmera de uma penitenciária brasileira. O site do jornal "Correio do Estado" chegou a dizer que a "curiosa aparição" durante a noite, no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, havia surpreendido agentes penitenciários e teria virado assunto entre os profissionais naquele dia. Um outro site de notícias chamado "Midiamax" também divulgou esse mesmo caso, porém apresentando certas informações um tanto quanto divergentes. Uma vez que o caso estava sob uma forte suspeita de ser uma mera farsa, um estranho vídeo foi divulgado na noite de sábado, apontando a suposta data e o suposto horário em que as imagens teriam sido registradas. Além disso, também teria surgido um "depoimento" de uma ex-servidora do IPCG (Instituto Penal de Campo Grande), que revelou conhecer o "fantasma" que assombrava uma cela, nesse mesmo presídio, há 15 anos. Na manhã de segunda-feira, no entanto, o diretor do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, assistiu ao vídeo, confirmou que se tratava realmente desse mesmo estabelecimento penal, porém avaliou a "sombra" como um mero "saco plástico". Aliás, a hipótese de ser apenas um saco plástico era uma das mais aventadas nas redes sociais. Ele também disse que seria instaurada uma sindicância para identificar como as imagens, que até então eram sigilosas, vazaram em grupos do WhatsApp (leia mais: Será Verdade que um Suposto "Fantasma" Teria Aparecido no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul?).

O estado de Mato Grosso do Sul não costuma aparecer com frequência nas postagens que costumamos publicar, por outro lado não podemos dizer o mesmo sobre Minas Gerais. Somente no ano passado publicamos sobre as lendas de São João del-Rei e região, os contos e as assombrações nas ruas do interior de Minas Gerais, assim como aquele caso da "luz misteriosa" esverdeada, que teria cruzado os céus no interior do estado, na noite de 1º de novembro. O destaque, no entanto, ficou por conta de uma suposta "noiva fantasma", cujo caso surgiu através do Facebook, e rapidamente virou assunto de alguns programas de televisão da RecMinas/TV Record Minas. Na época, o registro tinha sido realizado por uma câmera de bordo do carro de um homem chamado Luciano Lopes, jornalista e colunista da região, que chegou a frear o carro ao se deparar com uma mulher usando um vestido de noiva inteiramente branco, vagando pela estrada. O caso teria acontecido na madrugada do dia 22 de junho do ano passado, por volta de 3h30 da manhã, em um trecho da rodovia BR-383, que liga a cidade de Maria da Fé a Cristina, no Sul de Minas Gerais. Lembro, inclusive, que o Luciano gentilmente conversou conosco para fornecer maiores detalhes sobre a história (leia mais: O Estranho Caso da "Noiva Fantasma de Maria da Fé", que Teria Aparecido em uma Rodovia no Sul do Estado de Minas Gerais).

Uma vez que Minas Gerais não demora muito tempo para aparecer por aqui, recentemente a RecMinas, uma emissora de TV afiliada da Record sediada na cidade de Varginha, no interior do estado, divulgou um estranho caso que teria ocorrido na madrugada do dia 19 de janeiro, na cidade de Três Pontas. Uma câmera de segurança instalada na parte externa de um pequeno supermercado teria registrado uma espécie de "vulto branco", que caminhava em direção a porta de aço do mesmo, dando a impressão que teria entrado no local. Após cerca de meia hora era possível ver "esse mesmo vulto saindo do supermercado". Com o passar do tempo, a polêmica, é claro, se instaurou na cidade, visto que muitos moradores ficaram assustados com o vídeo disponibilizado pelo proprietário do supermercado, que rapidamente se disseminou nas redes sociais e grupos locais do WhatsApp. Dezenas de pessoas também começaram a parar em frente ao supermercado para perguntar sobre o caso. Ainda de acordo com o proprietário do estabelecimento, algumas horas depois daquele mesmo dia, por volta das 6h da manhã, ele e alguns funcionários teriam notado que a porta de aço estava apresentando problemas para abrir, sendo que a suspeita estava recaindo justamente no "vulto branco". Para completar, o supermercado fica em frente a uma igreja, e alguns moradores passaram a acreditar que isso pudesse ter alguma ligação. Contudo, será mesmo que um "fantasma" foi registrado pela câmera de segurança? Vamos saber mais sobre esse assunto?

Conheça um Pouco Sobre a Cidade de Três Pontas, em Minas Gerais


Conforme vocês já devem ter percebido, quase sempre apresento alguns detalhes sobre as cidades em que os casos acontecem, principalmente quando se trata de nosso país, para vocês tenham uma noção da distância da localidade em questão até a cidade onde vocês moram. Considerando um país de tamanho continental como o nosso, considero fundamental que sejam informados sobre esse aspecto.

Pois bem, a cidade de Três Pontas, no interior do estado de Minas Gerais, é considerada a "terra da música e capital mundial do café", pelo menos de acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura municipal. A cidade está localizada na região sul do estado, possui uma área de 689 km², e segundo o último censo realizado em 2010, o município possui pouco mais de 54.000 habitantes. A rodovia MG-167 é a única rodovia que dá acesso ao município, mas a rodovia Fernão Dias, uma das principais rodovias do Brasil, se encontra a menos de 50 km da cidade. O clima ameno o ano todo propicia o cultivo do café, que é a maior riqueza econômica do município (conhecido por ser um dos maiores produtores mundiais do fruto).

Imagem do Google Maps mostrando a distância entre a cidade de Três Pontas e Belo Horizonte, a capital do estado.
Uma distância aproximada de 290 km (pouco mais de 1h de avião).
Vista aérea de parte da cidade de Três Pontas, com a Igreja Matriz Nossa Senhora da Ajuda (à direita)
O nome da cidade tem origem no formato peculiar da serra de mesmo nome localizada no atual município, que era utilizada como ponto de referência pelos tropeiros e escravos que fugiam, e que passavam pela região. Esses escravos formaram, no pé da serra, o Quilombo do Cascalho, que foi destruído na época das sesmarias, em que o território passou a ser dividido em fazendas. Curiosamente, não existem indícios de povoamento de indígenas na região de Três Pontas.

Na cidade de Três Pontas também está localizada uma das fazendas experimentais da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), que foi fundada em 1950 e possui uma área de cerca de 100 hectares. No local, localizada às margens da rodovia MG-167 entre Três Pontas e Santana da Vargem, são realizadas pesquisas relacionadas à cafeicultura (melhoramento genético, nutrição e controle de pragas) e criação de gado de leite (nutrição, manejo reprodutivo e melhoramento genético). Nessa fazenda acontece um dos maiores eventos relacionados da cafeicultura do país, a Expocafé, onde são movimentados milhões de reais. Na feira, que geralmente ocorre no mês de junho, são realizadas várias demonstrações das novidades da cafeicultura. O evento dura geralmente quatro dias, e a entrada é franca.

Foto da Igreja Matriz Nossa Senhora da Ajuda em Três Pontas, Minas Gerais
Ainda de acordo com a pesquisa do IBGE, que foi realizada em em 2010, cerca de 85% da população de Três Pontas se declarou ser da Igreja Católica Apostólica Romana, e 11,82% declarou ser protestante. Assim sendo, uma vez que a maioria da população é católica existem muitas igrejas e capelas espalhadas por toda a cidade e também pela zona rural. Também ocorrem muitas festividades religiosas, dentre elas as comemorações da Semana Santa e do Natal. Outra data importante no município é o dia do Padre Victor, celebrado em 23 de setembro, no qual milhares de trespontanos e romeiros vindos das mais diversas cidades se reúnem em Três Pontas. Caso queiram saber maiores detalhes sobre a história do munícipio, convido que acessem o site da prefeitura da cidade, que é bem informativo e ilustrativo nesse aspecto.

O Estranho Caso do "Vulto Branco" Registrado por uma Câmera de Segurança de um Supermercado de Três Pontas


Tudo teria acontecido na madrugada do dia 19 de janeiro desse ano, por volta da meia-noite, quando uma espécie de "vulto branco" foi registrado por uma câmera de segurança localizada na parte externa do Supermercado Santa Inês, atualmente conhecido por "Leandro Supermercado", e que fica localizado na rua Dr. Carvalho de Mendonça, no bairro Santa Edwiges, na cidade Três Pontas. Porém, talvez não soubéssemos desse caso, se não fosse uma reportagem realizada pelo programa "Balanço Geral - MG", que é apresentado pelo repórter e jornalista Fabiano Thibé. Caso não se lembrem, foi através desse mesmo programa e desse mesmo apresentador que ficamos sabendo a respeito do caso da "Noiva Fantasma de Maria da Fé".

Imagem do Google Maps mostrando a localização do Supermercado Santa Inês (Leandro Supermercado)
em relação a cidade de Três Pontas
Imagem do Google Street View mostrando a fachada do então Supermercado Santa Inês em 2011
Por mais que a credibilidade de programas populares esteja sempre sendo colocada em xeque, haja vista a opinião, muitas vezes enfática, de diversos usuários quando publicamos casos que surgem através de programas desse estilo jornalístico, por assim dizer, eles acabam sendo fundamentais para que possamos trazer casos como esse para o conhecimento de vocês, que outrora talvez passassem completamente desapercebidos por boa parte da nossa população. Obviamente, não temos a amplitude que gostaríamos, mas temos consciência que conseguimos atingir cada estado brasileiro e até mesmo outros países no mundo.

Então, vamos conhecer um pouco mais sobre esse caso, nos baseando na matéria que foi exibida no dia 31 de janeiro desse ano, e publicada no mesmo dia na página da RecMinas, no Facebook. Confira também essa mesma reportagem, que foi publicada em um canal de terceiros, no YouTube:



Inicialmente, a reportagem começa entrevistando um produtor rural da cidade chamado Sidney Campos, que ao ser questionado sobre as imagens, acreditava que era possível ver o vulto branco atravessando a porta de aço do supermercado. Ele ainda explica, na frente da câmera, toda a ação do "vulto branco", dizendo por fim que seria um mistério, algo sem explicação.

Em seguida, vamos o Leandro Santos, proprietário do Supermercado Santa Inês (ou Leandro Supermercado) dizendo que tudo teria ocorrido a meia-noite em ponto e classificou o "vulto branco" como sendo uma "luz", que após 27 minutos aparentava sair do supermercado. Um outro detalhe, no entanto, acrescentava uma pitada ainda mais de "mistério" a toda essa história.

De acordo com Leandro, na manhã daquele mesmo dia, a porta de aço havia amanhecido "estragada". Ele disse que chegou por volta das 6h da manhã, e percebeu que a porta não queria abrir. Além disso, outras funcionárias do estabelecimento estavam no momento, e ele chegou a pensar que elas tinham provocado algum defeito na porta, que vivia dando problema.

Imagem mostrando a atual fachada do Leandro Supermercado
(também conhecido como Supermercado Santa Inês)
Então, Leandro resolveu chamar um serralheiro para verificar o que havia acontecido com a porta, que por sua vez pediu ao proprietário para que verificasse as imagens da câmera de segurança, porque tinha alguma coisa meio estranha, visto que parecia como se alguém tivesse tentado "forçar a porta".

Naturalmente, Leandro ficou com medo de que algum bandido tivesse agido na calada da noite, e resolveu assistir as imagens. Contudo, desconsiderando o estranho vulto, ele disse que não foram capazes de encontrar mais nada suspeito, nada que chamasse a atenção ou fosse relevante.

Naturalmente, Leandro ficou com medo de que algum bandido tivesse agido na calada da noite, e resolveu assistir as imagens. Contudo, desconsiderando o estranho vulto, ele disse que não foram capazes de encontrar mais nada suspeito
O repórter ainda questiona se o estrago ocasionado na porta teria sido provocado pelo estranho vulto. Porém, Leandro, em tom de descontração respondeu que para saber isso, seria necessário perguntar ao próprio vulto, visto que não dava para entender uma situação daquelas. Logo em seguida, aparece uma funcionária chamada Joyce Vieira dizendo que eles nunca tinham visto algo assim, e nem mesmo o responsável pelo gerenciamento da câmera de segurança sabia explicar o que era aquilo, uma vez que era a primeira vez que ele tinha visto algo assim.

O repórter Rafael Silva, responsável pela matéria, aparece dizendo que no começo, o Leandro não queria divulgar as imagens, então ele passou para uma funcionária, que passou para um amigo, e assim por diante. Também é mencionado que o Leandro teria resolvido divulgar o vídeo original, porém não encontramos esse material disponível no Facebook, apenas uma gravação da gravação feita através de um celular (iremos explicar isso daqui a pouco).

Tanto os funcionários quanto o próprio Leandro ficaram espantados com a repercussão que o vídeo do suposto "fantasma" teve nas redes sociais. Na reportagem também foi mencionado que na frente do supermercado havia uma igreja, a Igreja Sagrado Coração de Jesus, e que a luz poderia ter vindo de lá.

Imagem do Google Street View mostrando que a Igreja Sagrado Coração de Jesus, ainda estava em obras no ano de 2011. Ao fundo é possível notar o Supermercado Santa Inês, atualmente conhecido por Leandro Supermercado.
Na reportagem também foi mencionado que na frente do supermercado havia uma igreja, a Igreja Sagrado Coração de Jesus, e que a luz poderia ter vindo de lá. A foto acima reflete a atual fachada dessa igreja em questão.
Na parte final, no entanto, apareceu um morador local acreditando que se tratava de uma mentira, porque durante a noite havia a presença de pessoas usando drogas no local, e que essas pessoas ficariam fumando próximo a câmera de segurança. Resumindo, muitas opções, não é mesmo? No entanto, fui atrás do vídeo que estava circulando pelas redes sociais em Três Pontas, e o resultado você confere a partir de agora.

O Vídeo do Suposto "Fantasma" que Está Circulando na Cidade de Três Pontas


Na tarde de ontem (7), conversei rapidamente com a funcionária Joyce, por telefone, porque eu queria trazer para vocês o vídeo, que estava circulando pelos grupos locais de WhatsApp, e que estava provocando um verdadeiro rebuliço na cidade. Ela foi extremamente gentil e paciente em me atender, chegando até mesmo a me adicionar em sua rede social para que pudéssemos ter acesso a esse vídeo em questão. Confira o vídeo abaixo, que foi publicado em um canal de terceiros, no YouTube:



O vídeo acima é muito interessante, porque ele mostra a real velocidade que o "vulto branco" possuía, e a linha do tempo de quatro pontos distintos. O primeiro deles acontece entre 00:00:13 e 00:00:20 quando o mesmo atravessa a rua em diagonal, e em direção ao estabelecimento. Sinceramente, a movimentação desse vulto é compatível com o andar apressado de um mero cachorro.

Se vocês repararem na extensão desse "vulto" é possível notar até mesmo uma espécie de "cauda" que se movimenta, conforme o andar do suposto animal. Apesar do vídeo ser uma gravação da gravação, ou seja, gravado a partir de um celular que estava registrando as imagens em um monitor de vídeo, ainda assim isso fica bem perceptível.

Se vocês repararem na extensão do mesmo é possível notar até mesmo uma espécie de "cauda"
que se movimenta, conforme o andar do suposto animal
O segundo ponto ocorre 27 minutos depois, entre 00:27:17 e 00:27:24, ocasião essa em que estava sendo mencionado, que o "vulto branco" parecia entrar no estabelecimento. Bem, na verdade, isso aparentemente não ocorre, visto que se vocês repararem bem, acima das letras "SUPERM", que perfazem a palavra "SUPERMERCADO" gravada na própria porta de aço, é possível ver uma espécie de "sombra mais escura" indo em direção ao canto inferior esquerdo da tela.

Essa é a parte mais complicada de explicar do vídeo, porque aparentemente alguma coisa faz sombra contra a porta de aço, na mesma velocidade do primeiro ponto, mas nada indica que efetivamente entra no estabelecimento. Curiosamente, justamente esse ponto, um dos mais interessantes, não é mostrado na íntegra pela reportagem do "Balanço Geral - MG".

Se vocês repararem bem acima das letras "SUPERM", que perfazem a palavra "SUPERMERCADO" gravada na própria porta de aço, é possível ver uma espécie de "sombra mais escura" indo em direção ao canto inferior esquerdo da tela
O terceiro ponto ocorre alguns segundos depois, entre 00:27:42 e 00:27:47, onde podemos ver o "vulto branco" voltando pelo mesmo caminho que havia feito anteriormente, no primeiro ponto, com a movimentação e velocidade igualmente compatíveis com a de um cachorro.

  O "vulto branco" aparece voltando pelo mesmo caminho que havia feito anteriormente, no primeiro ponto, com a movimentação e velocidade igualmente compatíveis com a de um cachorro
O quarto ponto ocorre entre 00:30:10 e 00:30:25, quando podemos notar uma espécie de pequena luminosidade "subindo" pela porta de aço. Porém, considerando o que vemos na tela em relação a casos anteriores e semelhantes, tudo indica se tratar apenas de um inseto que refletiu a luz que ficava bem próxima da câmera de segurança. Infelizmente, em casos assim, não há definição exata de qual inseto seria.

Considerando o que vemos na tela em relação a casos anteriores e semelhantes, tudo indica se tratar apenas de um inseto que refletiu a luz que ficava bem próxima da câmera de segurança
Resumindo? A princípio, considerando apenas o que estamos vendo nessa gravação, não há nada de sobrenatural em relação a esse caso. Ao conversar com a Joyce eu questionei sobre o vídeo original, ou seja, o arquivo original de vídeo gerado pela câmera de segurança, mas ela me informou que o mesmo já havia sido deletado, porque os arquivos expiram após 15 dias (muito provavelmente por uma questão de espaço, visto que não compensar guardar imagens que não mostrem nada de relevante para o comércio). Com certeza o vídeo original seria interessante para podermos dizer algo com um pouco mais de precisão.

Gostaria de agradecer mais uma vez a gentileza da funcionária Joyce em atender o meu telefonema e se mostrar solícita o tempo inteiro, inclusive me adicionando, uma pessoa a princípio totalmente desconhecida, em seu círculo social. Também é bom deixar claro, que não estamos duvidando da autenticidade das imagens, e que o Leandro, apesar de não ter tido a oportunidade de conversar diretamente com ele, se mostrou sempre uma pessoa alegre e bem humorada na reportagem realizada pela RecMinas. Por alguma razão, no entanto, não tivemos uma melhor definição do que seria esse "vulto branco", apesar de termos fortes indícios que, na maior parte do tempo, poderia se tratar apenas de um cachorro.

E quanto a vocês, AssombradOs? O que acham de toda essa história? Seria realmente um "fantasma" que estaria assombrando esse supermercado em Três Pontas? A igreja que fica próxima poderia ter alguma influência em toda essa história? Será que o "vulto branco" seria tão somente um cachorro e posteriormente um inseto? Deixem suas opiniões nos comentários!

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://noticias.r7.com/minas-gerais/balanco-geral-mg/videos/vulto-flagrado-em-supermercado-assusta-moradores-de-tres-pontas-mg-04022017
http://www.trespontas.mg.gov.br/
https://www.facebook.com/recminas/videos/1361883193883842/
Comentários