20 de janeiro de 2017

O Estranho Caso da Suposta "Criatura Demoníaca" Que Estava Aterrorizando os Moradores de Pasacaballos, na Colômbia!


Por Marco Faustino

Sem dúvida alguma, o nosso país se encontra em uma dos melhores regiões em termos de casos supostamente paranormais ou sobrenaturais. A América Latina juntamente com o Sudeste Asiático, provavelmente lideram esse ranking, que quase sempre ganha um caso por semana. Recentemente, caso vocês não se lembrem, divulgamos um estranho caso envolvendo uma suposta possessão demoníaca de duas adolescentes, que teriam recebido uma mensagem "satânica" no celular, através do aplicativo WhatsApp, na cidade de Tacna, no Peru. Então, pouco tempo depois, elas passaram a apresentar um comportamento agressivo, a falar coisas sem sentido, e teriam ficado semiconscientes. Uma unidade do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamada, a polícia também compareceu ao local, e as duas adolescentes acabaram sendo levadas a um hospital, onde os médicos teriam apontado como sendo um caso de histeria. Impressionante, não é mesmo? Porém, a suposta mensagem não apareceu, ou seja, nenhum veículo de comunicação divulgou qual seria essa imagem, corrente ou qualquer tipo de material relacionado ao que teria desencadeado tudo isso (leia mais: Possessão Demoníaca Pelo "WhatsApp"? Adolescentes Ficam "Possuídas" Após Receberem uma Suposta Mensagem Satânica em Tacna, no Peru). Na própria postagem foi sugerida uma possível explicação para essa quantidade de casos de supostas "possessões demoníacas" a partir dos mais variados motivos em países da América Latina. Além disso, também citei um outro caso, com uma certa semelhança, ocorrido em 2015. Vale a pena conferir!

Dessa vez temos um outro caso, não de "possessão demoníaca", mas de uma suposta "criatura demoníaca" em uma comunidade na costa caribenha da Colômbia, que não é apenas uma região turística belíssima, mas uma fonte de lendas fantásticas e exóticas, que são constantemente criadas devido ao modo peculiar dos habitantes locais de interpretar ou ver as coisas. Um reflexo disso é a situação de pânico que os moradores da comunidade de Pasacaballos (uma espécie de subdivisão do município de Cartagena de Indias) vinham enfrentando desde o fim do ano passado. O motivo? Uma suposta "criatura" humanoide, peluda, e com cabeça e patas de cabra, estaria aterrorizando os moradores locais, que não sabiam mais o que fazer para lidar com a situação. Essa suposta "criatura" também teria uma "voz demoníaca", atiraria pedras nas pessoas, assim como em suas respectivas casas, e após esses ataques a mesma fugiria rapidamente em meio a escuridão. Esse é um caso bem estranho, muito inusitado, e que vocês vão conferir a partir de agora. Vamos saber mais sobre esse assunto?

Como Tudo Isso Começou?

No dia 5 de janeiro, uma quinta-feira, o site do jornal colombiano "El Universal" emitiu uma espécie de alerta devido a aparição de uma estranha criatura, com patas de cabra, na comunidade de Pasacaballos, no município de Cartagena de Indias, na Colômbia. Na época era mencionado, que desde o dia 31 de dezembro do ano passado, os moradores que tinham casas entre as ruas "Los Almendros" e "El Puerto" estavam assustados com a presença de uma estranha "criatura" que vinha realizando ataques com pedras durante a noite.

Imagem do Google Maps mostrando a localização da comunidade de Pasacaballos,
localizado no município de Cartagena de Indias, na Colômbia
A pequena comunidade de Pasacaballos possui grandes contrastes. Enquanto parte da comunidade possui asfalto e condições razoáveis para se morar, uma outra parte é praticamente esquecida pelas autoridades públicas.
Ainda de acordo com o site, um morador dessa comunidade havia comentado sobre isso em uma rádio chamada "La Cariñosa" (emissora pertencente ao grupo de rádio RCN) dizendo também que a "criatura" tinha aparecido diante de seus olhos, e possuía a cabeça de vampiro, era peludo e tinha as tais patas de cabra.

"Essa criatura aparece à noite, tem orelhas de vampiro e patas de cabra. Nos ataca com pedras e quando revidamos ela desaparece. Parece humano, mas não pode ser, visto que não é possível ver bem o seu rosto", declarou esse morador, que preferiu não dizer seu nome. Também foi informado que os moradores procuraram a polícia, porém a mesma disse que essa situação não era de competência deles.

Ainda de acordo com o site, um morador dessa comunidade havia comentado sobre isso em uma rádio chamada "La Cariñosa" (emissora pertencente ao grupo de rádio RCN) dizendo também que a criatura tinha aparecido diante de seus olhos, e possuía a cabeça de vampiro, era peludo e tinha as tais patas de cabra
Em entrevista para esse mesmo site, Ramiro Torres, líder da comunidade, disse que nas ruas onde isso vinha ocorrendo era comum que os vizinhos saíssem para jogar cartas ou demais jogos de azar. Eles queriam que alguma autoridade fizesse alguma coisa para restaurar a ordem e a tranquilidade, uma vez que as crianças também estavam como medo de sair nas ruas para brincar.

Na época era mencionado, que desde o dia 31 de dezembro do ano passado, os moradores que tinham casas entre as ruas "El Puerto" (imagem superior) e "Los Almendros" (imagem inferior) estavam assustados com a estranha presença de uma criatura que vinha realizando ataques com pedras durante a noite. Aparentemente, isso vinha ocorrendo na região menos favorecida da comunidade
No dia seguinte (6), uma sexta-feira, o site do "El Universal" publicou um outra notícia dizendo que por volta das 16h daquele mesmo dia, um padre chamado Rafael Castillo, vigário pastoral da Arquidiocese de Cartagena, iria comparecer até a rua "El Puerto" para tentar resolver um verdadeiro caos que estava se instaurando na região. A situação estava tão complicada, que alguns moradores chegaram ao ponto de deixar suas casas, indo morar temporariamente na casa de parentes, justamente por estarem com medo da estranha "criatura", que todos estavam comentando.

"A Igreja Católica é muito cautelosa nesses assuntos, porque a experiência nos tem demonstrado que a maioria dos casos é resultado de transtornos sociológicos, pessoais ou coletivos. O fundamental para resolver esses temas é fazer uma intervenção conjunta entre a Igreja e o Estado", disse Rafael Castillo.

O padre ainda destacou três elementos para compreender esse tipo de situação com o intuito de estabelecer um roteiro para solucioná-lo. O primeiro era considerar o contexto social relacionado a rua "El Puerto", visto que se tratava de cidadãos marginalizados pela pobreza, com uma intríseca relação com jogos de azar e com o álcool. De acordo com o padre, havia uma grande mistura de crenças naquela região, que era praticamente ocupada por pessoas de todas as partes.

No dia seguinte (6), na sexta-feira, o site "El Universal" publicou um outra notícia dizendo que por volta das 16h daquele mesmo dia, um padre chamado Rafael Castillo, vigário pastoral da Arquidiocese de Cartagena, iria comparecer até a rua "El Puerto" para tentar resolver um verdadeiro caos que estava se instaurando na região
O segundo elemento seria uma espécie de oportunismo criado em cima das crenças das pessoas, que fazia alguns indivíduos copiarem fotos da internet e divulgá-las como se fossem reais nessa comunidade, simplesmente para disseminar o medo entre os moradores. A razão disso é que algumas pessoas tinham começado a divulgar supostas fotos da criatura, mas todas eram falsas. O padre chegou a pedir que as pessoas parassem de compartilhar sobre esse assunto nas redes sociais ,  evitassem de conversar isso para minimizar eventuais prejuízos a comunidade.

Já o terceiro elemento seria o distanciamento de Deus. De acordo com Rafael Castillo, "quando o homem se afasta da presença viva de Deus em sua vida, isso acabaria o levando a situações caóticas que ameaçam a sua própria segurança e, em casos específicos, assim como de Pasacaballos, abriria caminho para que esse tipo de situação acontecesse".

Nessa notícia ainda foi mencionado rapidamente, que um homem conhecido como "Daniel Briston William", uma espécie de "bruxo" ou "xamã" local, também tinha sido chamado pelos moradores. Ele tinha certeza que alguém da rua havia realizado um pacto com o demônio, e que o mesmo tinha vindo cobrar a dívida. Além disso, Daniel disse que também iria comparecer no local, naquele mesmo dia, por volta das 18h, ou seja, aquela região de Pasacaballos teria um dia bem movimentado e uma noite bem longa.

Um homem conhecido por "Daniel Briston William" (à esquerda), uma espécie de "bruxo" ou "xamã" local, também tinha sido chamado pelos moradores. Ele acreditava que alguém da rua havia realizado um pacto com o demônio, e que o mesmo tinha vindo cobrar a dívida
A parte inusitada, no entanto, eram as ferramentas com as quais "Daniel" pretendia capturar a criatura: um carretel de linha preta e água benta. Segundo o "xamã", por vezes chamado de "bruxo" pela mídia local, ele precisava amarrar a "criatura" com uma linha preta e depois jogar água benta para que ela parasse de pertubar as pessoas.

Confira um vídeo publicado pela Red Más Noticias (um noticiário da emissora colombiana chamada "Día TV"), em sua respectivo canal no YouTube, no dia 6 de janeiro, mostrando um vídeo que estava circulando pelas redes sociais colombianas referente a tentativa dos moradores locais em caçar a "criatura", assim como mostrando rapidamente um pouco sobre o "xamã Daniel Briston William" (em espanhol):



Aparentemente, as emissoras de rádios contribuiram muito para a disseminação do caso entres os habitantes de Pasacaballos, visto que na manhã de sexta-feira (6) foi publicado uma notícia sobre esse assunto no site da Rádio RCN, dizendo que um total de 500 pessoas, e cerca de três setores dessa comunidade tinham sido afetados diretamente ou indireramente pela suposta "criatura". Curiosamente, os moradores asseguravam que tinham visto uma espécie de "mochila" nas costas dessa criatura, onde a mesma carregaria as tais pedras. E por mais incrível que isso possa parecer, as pessoas continuavam acreditando fielmente que fosse uma "criatura demoníaca".

"A criatura é pequena e peluda (...) Não sei explicar sua forma, porque tem o formato de um ser humano, animal, pássaro, tem um corpo horrível. As patas são muito finas e peludas (...) As pessoas têm ido buscar água benta em Santa Ana. O padre também ficou com medo e fugiu", disse um morador, que não foi identificado pela Rádio RCN. Vale lembrar que também não foi mencionado o nome desse padre, porém não poderia ser o Rafael Castillo, porque disse que iria na tarde daquele mesmo dia.

Na manhã de sexta-feira (6) foi publicado uma notícia sobre esse assunto no site da Rádio RCN, dizendo que um total de 500 pessoas e cerca de três setores dessa comunidade tinham sido afetados diretamente ou indireramente pela suposta criatura
Ainda segundo a notícia da RCN, a situação estava tão crítica que as pessoas estavam usando capacetes de motos, e até mesmo aqueles utilizados como equipamento de segurança em obras para sair na rua. Alguns moradores estavam com medo de serem gravemente atingidos pelas pedras.

Já o site da LA FM (emissora de rádio pertencente ao grupo RCN de rádio) mencionou que os moradores descreviam a criatura como tendo "estatura mediana, com uma pelagem abundante, com patas semelhantes a de uma cabra e o rosto desfigurado, porém semelhante a um ser humano pequeno". Novamente foi mencionada a questão sobre uma espécie de "mochila", na qual a criatura carregaria pedras em suas costas. Nesse ponto, apesar de não ser mencionado nessa notícia, começou a circular nas redes sociais, que a estranha criatura poderia ser uma espécie de "duende demoníaco".

Curiosamente, os moradores asseguravam que tinham visto uma espécie de "mochila" nas costas da criatura, onde a mesma carregaria as tais pedras. A situação preocupante não impediu que usuários criassem perfis bem humorados e contas nas redes sociais, como se fossem a própria criatura. Além disso, algumas pessoas chamavam a criatura de "duende demoníaco".
Uma moradora local, que a LA FM chamou de Sandri (muito provavelmente não é seu nome verdadeiro) disse que em uma determinada noite ela estava no terraço de sua casa, assim como muitos outros moradores também costumavam ficar. Seus filhos resolveram sair para procurar pela criatura nos fundos da casa. Eles tinham escutado que a "criatura" estaria perto e lançando pedras. Porém, quando ela finalmente resolveu ir no local indicado, a "criatura" havia desaparecido. Sandri se perguntou quem poderia estar atirando as pedras, mas assim que ela terminou se indagar sobre o que estava acontecendo, ela disse que viu a "criatura" e ambos ficaram se olhando por alguns minutos. Ela disse que a criatura tinha a hipnotizado, visto que a cada movimento que a criatura fazia com a cabeça, Sandri fazia o mesmo com a dela. Seu marido a chamou diversas vezes, percebeu que ela estava imóvel, e tentou puxá-la pelo braço esquerdo. A "criatura", no entanto, estaria a segurando pelo braço direito, e em certo momento teria levado suas mãos frias até o seu pescoço e dito: "Voy a cumplir una misión" ("Estou indo cumprir uma missão", em português). Estranhamente, o site não publicou nenhuma declaração do marido dela a esse respeito.

Outros moradores teriam dito que a presença da "criatura" em Pasacaballos não era casualidade. Aqueles que diziam ter visto a criatura mais de perto, alegavam que a mesma repetia constantemente que "tinha uma missão", justamente ao se sentir atacada. Também dizia para que a deixassem em paz, que a mesma não queria fazer mal a ninguém, porém que tinha uma missão a cumprir. Por outro lado, havia moradores que queriam caçar efetivamente a "criatura", muito embora ninguém conseguisse lograr êxito nesse sentido.

"A caçada não foi bem sucedida, porque a criatura era mais rápida do que eles. Diversas pessoas a perseguiram, mas a criatura corre tão rápido, que ela salta e aparece em outro lugar", relatou outro morador, dizendo ainda que uma senhora teria ficado frente a frente com ela e desmaiado.

A "Investigação" que Teria Sido Realizada e Publicada no Questionável Site de Notícias Colombiano "Ao Día"


Segundo o site de um jornal considerado popularesco e de cunho sensacionalista da Colômbia, chamado "Al Día", no dia 31 de dezembro, diversas teriam casas da comunidade de Pasacaballos, no município de Cartagena de Indias, na Colômbia, amanheceram com grandes buracos em seus telhados e pedras que exalavam um forte cheiro de enxofre e alho. A princípio, muitos pensaram que eram apenas vândalos, porém a quantidade de casas e o estranho cheiro acabou gerando muitas dúvidas.

Um morador local chamado Marco Bocanegra teria dito em entrevista para o site do jornal "Al Dia", em uma notícia publicada no dia 10 de janeiro, que tudo havia começado no dia 29 de dezembro. Após um longo dia de pescaria, ele observou um grande incêndio em uma "região montanhosa" nas proximidades por volta das 22h20.

"Senti um cheiro de incenso e vi um grande incêndio na montanha. Se escutava uma voz como uma oração ou como se estivesse pedindo algo e outra voz com um certo eco que lhe respondia. De repente, escutei um grito e o fogo aumentou. Saí correndo e apavorado em direção a minha casa, porque havia presenciado um pacto com o demônio", disse o morador.

Um morador local chamado Marco Bocanegra teria dito em entrevista para o site do jornal "Al Dia", em uma notícia publicada no dia 10 de janeiro, que tudo havia começado no dia 29 de dezembro. Após um longo dia de pescaria, ele observou um grande incêndio em uma "região montanhosa" nas proximidades por volta das 22h20
Um outro pescador chamado Alberto Quiroz disse que havia passado muitos dias seguindo o rastro da criatura, tirando fotos de suas supostas pegadas. "As pegadas são diferentes de outros animais. Não são de burro, nem de vaca, e se parecem mais com a de grande cachorro com longas garras", disse o pescador, porém não foi publicada nenhuma foto de quaisquer pegadas.

Em meio a tantos relatos teria surgido uma criança, que teria visto a criatura. Duban Angarita, 10 anos, teria feito uma espécie de desenho retratando o que teria visto. Confira a imagem abaixo, que aparenta ser tão somente alguma imagem extraída da internet, e referente a algum outro caso ou contexto:

Suposto desenho realizado por um menino de 10 anos chamado Duban Angarita, que mais parece como alguma
imagem extraída da internet e que esteja relacionada a alguma outra situação
Essa "investigação" realizada pelo "Al Día" tem um caráter extremamente duvidoso. Não pelos depoimentos, porque todos eles são naturalmente subjetivos, visto que apesar da semelhança de alguns relatos, há divergência em relação ao tamanho da suposta "criatura", horário, contato visual, etc. Conforme já havia comentado em uma outra postagem (se eu não me engano em relação ao "Homem-Mariposa") depoimentos de pessoas após passarem por uma situação de grande estresse e diante de uma baixa capacidade visual, nem sempre são confiáveis, visto que as mesmas dizem aquilo que elas acreditam ter visto, o que nem sempre é necessariamente o que foi realmente visto (leia mais: A Lendária Criatura Chamada "Homem-Mariposa": Novas Evidências Teriam Surgido Após 50 Anos de Relatos e Avistamentos?). O maior problema é que o "Al Día" não tem nenhuma tradição investigativa e rotineiramente preenche seus textos, que geralmente são bem curtos e de cunho tom sensacionalista, com imagens genéricas. Além disso, as informações mencionadas por eles não foram corroboradas por nenhum outro veículo de imprensa. Portanto, não levem esse "retrato falado" da criatura, assim como os depoimentos acima tão a sério, uma vez que podem ter sido inventados de forma deliberada, combinado?

Até pensei não colocar a "imagem" na postagem diante da natureza questionável do site, mas resolvi fazer isso porque o desenho me lembrou de caso bem antigo, de uma mulher chamada Vanessa Mitchell. que comprou uma casa em 2004, em uma localidade chamada St. Osyth, na região nordeste do condado de Essex, na Inglaterra, mas que somente algum tempo depois, ela teria descoberto que o lugar, na verdade, tinha sido uma prisão medieval. Nesse local diversas mulheres teriam morrido no século XVI acusadas de bruxaria, entre outros casos envolvendo algum tipo de violência, mortes, torturas e suícidios. Assim sendo, Vanessa teria sido atormentada ao longo do anos, e segundo ela a situação foi piorando até se tornar insustentável. Isso fez com que Vanessa mudasse para uma outra casa, e colocasse a de St. Osyth à venda. Como se isso não bastasse, um grupo de investigação paranormal teria conseguido fotografar o rosto da "entidade", que estava pertubando a mulher durante todos esses anos.

Em um determinado ponto dessa história surgiu um investigador paranormal chamado Micky Rawlings dizendo que um demonologista (que ele não informou quem era) teria analisado a foto e concluído que era um "Demônio Tulpa" (leia mais: O "Rosto de um Demônio" Foi Fotografado em uma das Casas Mais "Mal-Assombradas" da Inglaterra?)

Resultado da análise supostamente enviada por um demonologista para o investigador paranormal Micky Rawlings
Segundo Alexandra David-Neel, autora do livro "Magic and Mystery in Tibet" de 1965, que conta sobre as experiência da escritora com Tulpas no Tibete, a criação de uma Tulpa trás consigo algumas consequências, uma vez que depois de formada, esta "criatura" teria vontade própria, se desenvolveria como qualquer indivíduo, poderia ficar violenta e até mesmo matar seu criador. Segundo a crença tibetana, em grande parte dos casos, a Tulpa tende a desaparecer com a morte de seu criador, mas haveria relatos de algumas criaturas criadas com tanta vontade, que acabam sobrevivendo. A existência de Tulpa também poderia explicar alguns relatos sobrenaturais, como fantasmas vistos em lugares abandonados, nos quais houve alguma tragédia, monstros e o aparecimento de diversas "criaturas sobrenaturais". Em alguns casos poderia ser criado de forma "inconsciente" devido ao medo de uma pessoa. As tulpas seriam consideradas "formas de pensamento", que tiram energia dos seus criadores para viver, e poderiam se tornar malignos por vontade própria.

Enfim, os dias foram passando sem ninguém conseguir dar uma solução para o que estava acontecendo ou então capturar a suposta "criatura demoníaca". Isso chegou ao ponto de alguns jovens da comunidade fazerem uma música mencionando a estranha "criatura", que estava sendo o assunto mais falado desde o início do ano em Pasacaballos. Confira a música (em espanhol):



Será que a população de Pasacaballos continuaria sendo atormentada por essa estranha "criatura", que diversos moradores locais alegavam ter visto, e até mesmo ter ficado frente a frente com ela? Será que ninguém iria resolver esse mistério? É o que vocês conferem a partir de agora.

A Polícia Prendeu Dois Jovens que Seriam os Responsáveis pelos Ataques aos Moradores de Pasacaballos


Na última quarta-feira (18), o site do jornal "El Heraldo" noticiou, que durante uma operação realizada pela Polícia Metropolitana, teria sido descoberta a origem de todo esse mistério. Segundo Fernando Niño Mendoza, secretário do Interior da Prefeitura de Cartagena de Indias, o suposto "duende demoníaco" de Pasacaballos seria, na verdade, dois jovens que agiam disfarçadamente durante a noite para intimidar as pessoas e se aproveitar da situação para furtar as casas.

"Esses criminosos já foram identificados e vamos repassar a situação juntamente com a polícia para sabermos o número de pessoas, que lamentavelmente foram vítimas desses sujeitos", disse o secretário. Ele pediu que as vítimas se apresentassem a polícia, e que caso essa situação voltasse a acontecer no futuro, os moradores deveriam ligar paras as autoridades policiais. Temos que considerar nesse ponto que essa declaração é um pouco irônica, visto que a situação poderia ter sido muito minimizada caso a polícia tivesse agido antes.

Segundo Fernando Niño Mendoza, secretário do Interior da Prefeitura de Cartagena de Indias, o suposto "duende demoníaco" de Pasacaballos seria, na verdade, dois jovens que agiam disfarçadamente durante a noite para intimidar as pessoas e se aproveitar da situação para furtar as casas
O site da Rádio Caracol, uma das principais emissoras de rádio da Colômbia, também destacou essa operação policial, e apontou mais alguns detalhes. Aparentemente, a polícia resolveu entrar no caso somente após alguns moradores se queixarem que suas casas estavam sendo furtadas, provavelmente quando os mesmos saíam na rua devido a confusão que estava acontecendo do lado de fora. Além disso, havia uma certa desconfiança da população a respeito desses dois jovens que foram presos. De acordo com a polícia, enquanto um jovem espalhava o pânico, o outro entrava na casa para furtá-las. Assim sendo, foi estabelecida a relação entre os jovens e a suposta "criatura".

Podemos então dizer que o caso foi encerrado? Ainda de acordo com o texto publicado, apesar da tranquilidade ter voltado a comunidade de Pasacaballos, ainda seria cedo para fazer tal afirmação, porque era necessário conhecer a versão desses jovens e como eles faziam todo o processo. Talvez o que Rádio Caracol quisesse dizer é que, ainda que restasse ao menos 1% de chances de que a maioria dos moradores tivesse realmente avistado uma "criatura demoníaca", nada contradizia os outros 99%, que eram referentes a uma atitude bem mais mundana.

Um Caso Semelhante Aconteceu em Lago da Pedra, no Maranhão, em Dezembro do Ano Passado


No início do mês de dezembro do ano passado, Carlinhos Filho, um jornalista e blogueiro do interior do Maranhão, que também faz parte da nossa Sociedade Secreta dos AssombradOs (SSA), nos apresentou um caso bem perculiar sobre um "mistério" que estava ocorrendo no bairro Planalto, na cidade de Lago da Pedra, no Maranhão. Aparentemente, durante cerca de oito dias (entre o fim de novembro e início de dezembro), uma série de acontecimentos estranhos estava assustando os moradores locais, e pasmem, a qualquer hora do dia ou da noite.

Pedras, tijolos e pedaços de telhas eram arremessados em telhados, nos portões das casas ou então em diversos locais da rua. Geralmente, quando mencionamos tais casos, o registro em vídeo desses "fenômenos" é extremamente raro, visto que acontecem predominantemente durante a noite. Além disso, por se tratar de locais afastados ou geralmente mais humildes, a segurança pública é ineficaz e os moradores não contam com câmeras de vigilância para registrar os acontecimentos. Contudo, naquele caso uma equipe de TV também foi até o local e gravou o momento, no qual pedaços de telha foram arremessados em direção a essa mesma equipe, em uma atitude considerada hostil. Não foi possível identificar de onde estavam partindo aqueles pedaços de telhas, mas fomos atrás para tentar encontrar uma explicação plausível para esse caso.

No início do mês de dezembro do ano passado, Carlinhos Filho, um jornalista e blogueiro do interior do Maranhão, que também faz parte da nossa Sociedade Secreta dos AssombradOs (SSA), nos apresentou um caso bem perculiar sobre um "mistério" que estava ocorrendo no bairro Planalto, na cidade de Lago da Pedra, no Maranhão
Aparentemente, durante cerca de oito dias (entre o fim de novembro e início de dezembro), uma série de acontecimentos estranhos estava assustando os moradores locais, e pasmem, a qualquer hora do dia ou da noite. Pedras, tijolos e pedaços de telhas eram arremessados em telhados, nos portões das casas ou então em diversos locais da rua
No entanto, esse caso ganhou uma reviravolta bem inusitada. Enquanto muitos moradores acreditavam que o fenômeno pudesse estar relacionado com alguma atividade fantasmagórica ou um eventual "poltergeist", um professor municipal de Lago da Pedra, chamado Rubens Silva, citou em um comentário no Facebook, que os responsáveis de carne e osso por atirarem as pedras seriam jovens, vizinhos e conhecidos da rua, mas que ele não podia mencionar os nomes por falta de provas materiais (leia mais: Fenômeno "Poltergeist" no Maranhão? Misteriosas Pedras e Pedaços de Telhas Caem Sobre Casas na Cidade de Lago da Pedra)

Rubens teria iniciado uma vigília na rua, e então começado a espalhar que tinha instalado uma câmera de segurança. Posteriormente, ele disse para os vizinhos que já tinha uma noção de quem eram os responsáveis, e que iria comprovar isso, visto que tinha contratado um detetive particular, que estaria investigando o assunto. Além disso, um outro vizinho, que pediu para que não fosse identificado, teria afirmado a ele que presenciou um jovem jogando pedras nas casas. Na época, os rumores perpetrados por Rubens surtiram efeito, visto que o "fenômeno" não aconteceu mais. Sugestivo, não é mesmo?

De qualquer forma, AssombradOs, vocês acreditam na versão da polícia colombiana ao dizer que conseguiu prender os responsáveis pelos ataques aos moradores de Pasacaballos, e que eles seriam a suposta "criatura demoníaca" ou o "duende demoníaco", que vinha aterrorizando os moradores desde o começo do ano? Acreditam que a suposta "criatura" ainda estaria a solta e teria fugido devido o aumento do número de pessoas querendo caçá-la? Sinceramente, acredito que o caso esteja encerrado, e que agora, talvez, os moradores tenham um pouco mais paz, mesmo diante da situação bem humilde em que vivem.

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://caracol.com.co/emisora/2017/01/18/cartagena/1484764076_338991.html
http://elmeridiano.co/terror-por-aparicion-de-supuesto-demonio-en-corregimiento-de-cartagena/62118
http://www.aldia.co/archivos-x/en-pasacaballos-no-se-habla-de-otra-cosa-hay-un-duende-que-rompe-los-techos
http://www.aldia.co/archivos-x/nos-fuimos-investigar-el-misterio-del-monstruo-de-pasacaballos
http://www.elheraldo.co/bolivar/revuelo-en-pasacaballos-por-supuesto-duende-rompe-techo-317689
http://www.eluniversal.com.co/cartagena/alerta-por-extrana-aparicion-de-criatura-con-patas-de-cabra-en-pasacaballos-243803
http://www.eluniversal.com.co/cartagena/descubren-al-supuesto-duende-de-pasacaballos-244708
http://www.eluniversal.com.co/cartagena/en-pasacaballos-hablan-de-pacto-con-el-demonio-la-iglesia-se-pronuncia-243857
http://www.eluniversal.com.co/farandula/increible-la-extrana-criatura-de-pasacaballos-ya-tiene-cancion-244163
http://www.lafm.com.co/regional/la-misteriosa-criatura-atemoriza-los-habitantes-pasacaballos-bolivar/
http://www.rcnradio.com/locales/panico-en-corregimiento-de-cartagena-por-misteriosa-criatura-que-ataca-a-los-habitantes-con-piedras/
Comentários