13 de novembro de 2016

O Lenda do Boneco do Fofão (Entrevista com o Criador do Boneco!)

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Hoje vamos falar do brinquedo que foi responsável por uma das maiores lendas urbanas do Brasil, o Boneco do Fofão. Diz a lenda que ele foi fruto de um pacto com o diabo, que forças maléficas o manipulam, além de terríveis histórias de crianças que o viram mexer! Para piorar, em seu pescoço foi descoberta uma adaga negra! Vamos saber a verdade por trás dessa história, e quem vai nos contar é o criador do boneco, o Sr. Deusenir Prieto, gerente de desenvolvimentos na Mimo, que o fabricou no anos 80!

Assombrados, um mês atrás morria Orival Pessini, o criador de muitos personagens como o Fofão e do personagem Patropi. Fofão ficou famoso na década de 80 e mais famoso por causa de seu boneco, que segundo a lenda urbana que se espalhou por todo cantos do Brasil era supostamente manipulado por espíritos malignos, sussurrava mensagens sinistras e o pior: em seu interior havia uma adaga negra! Eu por causa da correria do lançamento da loja oficial do canal Assombrado, a LojaAssombrada.com.br não consegui gravar um vídeo na época, mas agora estou aqui trazendo um especial sobre o Fofão para vocês.

Boneco do Fofão voltou a ser produzido
no ano de 2016. Compre o seu aqui!
E para ajudar eu recebi da NerdPlace uma caixa com dois Bonecos do Fofão, produzidos atualmente pela empresa Anjo Brinquedos. Aliás, a Nerd[Place] é uma loja especializada em produtos para nerds e geeks. Lá, além do boneco do Fofão, você encontra diversos action figures, estátuas e camisetas baseadas nos principais personagens do cinema, dos quadrinhos e da tv. Eles criaram um cupom para o pessoal do blog e do canal AssombradO que dá 10% de desconto em qualquer produto da loja! Basta utilizar o cupom “assombrado” (todo minúsculo) no campo CUPOM DE DESCONTO do site. O cupom é valido para qualquer compra, independente do valor, até o dia 20/11/2016.

Quer mais? Pois conseguimos uma entrevista exclusiva com Deusenir Prieto, gerente de desenvolvimentos na Mimo, a fabricante do boneco do Fofão nos anos 80. Ele vai nos contar a história do desenvolvimento do Boneco do Fofão e porque ele precisa da estrutura que gerou toda a lenda urbana, pois diziam que era um punhal negro.

Mas vamos começar início, pois temos que falar primeiro o próprio Fofão...

- Quem é o Fofão?

O Fofão foi criado em 1983, para o programa “Balão Mágico” (Globo). O alienígena é todo atrapalhado, troca as sílabas das palavras e é bem feioso, com enormes bochechas, uma vez que é uma mistura de porco, urso e cachorro! Nascido no planeta fictício “Fofolândia”, que tinha superfície macia, ele gosta de praticar um esporte radical chamado Skate no Cometa. É claro que ele tinha um bichinho de estimação , que "gosta de carinho, é tão bonitinho, e ele não é um cachorrinho" chamado Fofolo. Todas essas características o fizeram ser um dos mais populares personagens infantis dos anos 1980.

Inicialmente ele não falava e apenas emitia sons que eram interpretados por Simony. Com o sucesso do personagem, que ganhava cada vez mais espaço no programa, Orival Pessini criou o boneco Fofinho, réplica em miniatura de Fofão. Fofão permaneceu com a Turma do Balão Mágico de 1983-1986.

Com o grande sucesso, Fofão ganhou seu próprio programa em 1986 na TV Bandeirantes, o TV Fofão, que ficou no ar até 1989. Em sua programação havia desenhos animados da Hanna-Barbera, musicais e quadros cômicos.

Fofão continuava fazendo muito sucesso e o personagem foi protagonista de um filme, o longa-metragem "Fofão e a Nave sem Rumo", de 1989, com direção de Adriano Stuart. No filme, Fofão é convocado para defender a Fofolândia das garras de uma terrível vilã, que deseja conquistar todas as galáxias. Para derrotá-la ele conta com a ajuda das crianças Bruno e Patricia, de Aliemac, e do engraçadíssimo Fofolo. Assista ao filme completo, quantas vezes você quiser, pois ele está disponível no YouTube.



O sucesso foi a década de 80. Na década de 90 o programa TV Fofão voltou a ser exibido pela Rede Bandeirantes entre 1994 e 1996. Em 1996, o programa teve uma rápida passagem pela TV Gazeta, quando esta ainda mantinha parceria com a CNT.

Na década de 2000 Fofão fez shows e lançou em 2007 o álbum Mundo Novo.

Atualmente, muita gente acabou conhecendo o Fofão através da Carreta Furação, que é um trenzinho que reúne o Popeye, o Mickey, o Fofão, o Capitão América e um Palhaço.



Produtos e Mais Produtos

Seu sucesso era enorme e diversos produtos foram lançados, como discos e produtos com seu nome. Abaixo estão alguns:

Bombom e Lanche do Fofão

Disco do Fofão

Disco do Fofão Volume 2

Pequenos Discos também foram lançados

Almanaque do Fofão
O Boneco do Fofão




- A Lenda do Boneco do Fofão

Semelhança das roupas do Fofão e Chuck
aumentou a lenda
O Boneco do Fofão foi o responsável por criar uma das maiores lendas urbanas do Brasil nos anos 80. Fabricado pela Mimo, uma pequena empresa comparada com a gigante Estrela, ele vendeu milhões de unidades. Toda criança queria ter um, e eu, Mateus aqui, é claro que tinha o meu, mas eu não sei qual o foi o seu destino. O problema é que com o sucesso começam a vir as mais loucas histórias. Começaram a dizer que o boneco tinha sido obra de um trabalho de magia negra, que ele seria manipulado por espíritos do maus e sussurrava mensagens sinistras. Para piorar a roupa do Fofão era idêntica a do brinquedo assassino Chucky. Agora, a história tomava contornos de realidade quando, apalpando a barriga você realmente sentia algo pontudo. As pessoas começaram a estripar o boneco para ver o que era aquilo e tinha realmente um objeto pontudo, que logo foi espalhado como sendo um punhal negro!

Não demorou para surgirem várias histórias envolvendo o boneco, como mortes e ataques. Teve gente que dizia ver o boneco se mexer a noite. Tudo era culpa do boneco do Fofão.

Assim, devido a ignorância, quase todos os bonecos foram destruídos e queimados pelos pais, para desespero das crianças.

Hoje, o boneco da lançado pela Mimo é item de colecionados e custa um bom dinheiro, basta dar uma procurada em sites como Mercado Livre para ver. Alguns, em bom estado, custa R$ 500,00!

A lenda foi tão marcante que a revista Mundo Estranho de Outubro de 2015, quase depois de 20 anos depois do lançamento do boneco, trouxe como matéria de capa "Brinquedos Assassinos - As lendas urbanas dos bonecos do Fofão e Xuxa. Annabelle e outras maldições da vida real. O parque com pacto demoníaco que matou seis; E muito mais!". Adivinha quem era o boneco da capa? Fofão, segurando um punhal.

Cabeça do Boneco do Fofão fabricado pela empresa MIMO e a "adaga". 



.
- Explicando a "Adaga"

Deusenir Prieto era gerente de desenvolvimentos na Mimo, a empresa que fez o Boneco do Fofão que desencadeou a lenda urbana. Ele gentilmente nos concedeu uma entrevista explicando o processo de criação do boneco e respondeu diversas outras perguntas:

Deusenir foi o criador do Boneco
AssombradO - Qual foi sua participação na criação do boneco Fofão?
Deusenir Prieto – A minha participação.. Na época eu gerenciava o departamento de engenharia da MIMO, minha participação foi especificação dos materiais, como é que ele seria ser feito industrialmente, a parte do processo, como ele iria ser montado. Sempre junto com o criador do personagem, o Orival Pessini, que já trouxe um projeto bem formatado, então só transformei em linguagem industrial.

AssombradO - Qual a sua função na empresa MIMO?
Deusenir Prieto – Eu gerenciava o departamento de engenharia, que era métodos e processos, e desenvolvimento.

Boneco Fofão comercializado pela
empresa MIMO.
AssombradO - Como vocês desenvolveram a estrutura do boneco?
Deusenir Prieto – A estrutura do boneco foi necessária desenvolver naquele formato porque o enximento que a gente usava para dar a estrutura do boneco era muito compactada. Então tinha que ter um objeto que conseguisse penetrar essa fibra para fazer a junção da cabeça com o corpo e dar uma estrutura para o boneco poder parar em pé.

AssombradO - Por que o uso da adaga?
Deusenir Prieto – Não foi o uso de uma adaga. Ela tinha um formato, um formato pontiagudo, mas dentro das normas de segurança e não machucava ninguém e foi necessário para fazer a montagem, a junção da cabeça com o corpo do boneco.

AssombradO - Na época como eram as normas de segurança em relação aos projetos de brinquedos?
Deusenir Prieto – A norma de segurança na época estava praticamente nascendo no Brasil. Elas ainda estavam sendo elaboradas. Mas mesmo assim os testes já eram bem rigorosos. Com o boneco Fofão foi aplicada toda a norma pertinente ao boneco e ele foi aprovado em todas elas.

Boneco precisava de uma estrutura
para unir a cabeça ao corpo
AssombradO - Você acha que o boneco atenderia as normas atuais?
Deusenir Prieto – Atenderia perfeitamente. Teste de tecido, inflamabilidade, todo teste de segunrança foi feito na época, que é o mesmo teste de segurança aplicado hoje.

AssombradO - Como foi a aceitação do público na Época de lançamento?
Deusenir Prieto – Aceitação do publico quando o boneco foi lançado foi um sucesso tremendo. Agradou todas as crianças. A expectativa de ter o boneco, que era um personagem que estava na televisão e era componente do Balão Mágico agradou a todos, tanto criança quanto adustos.

AssombradO - Então o brinquedo foi um sucesso?
Deusenir Prieto – Foi um sucesso estrondoso. Foi um dos produtos da MIMO que mais vendeu.

AssombradO - Como você e o fabricante tomaram conhecimento dessas lendas urbanas criadas em relação ao produto?
Deusenir Prieto – Alguém fez um comentário, um representante que fez um comentário  que no norte e nordeste estava surgindo um boato de que o boneco Fofão tinha feito um pacto e tinha um punhal dentro dele. Então esse foi o primeiro contato, mas foi norte e nordeste, alguém que abriu o boneco por algum motivo, encontrou a estrutura e associou a uma adaga.

Muitos bonecos foram decapitados e queimados
por causa da lenda urbana
AssombradO - Você conheceu pessoalmente Orival Pessini, o criador do personagem?
Deusenir Prieto – Conheci pessoalmente. O Pessini era uma pessoa fantástica. Agradava todo mundo, muito inteligente. Ele participou de todo o projeto, de todo o andamento do projeto. Eles estava sempre na fábrica, acompanhando, dando palpite, corrigindo, até porque a aprovação era todo feita por ele.

AssombradO - E o que ele achava de toda essa história?
Deusenir Prieto – O Pessini era muito brincalhão. Ele nem considerou isso, e a lenda não abalou o sucesso tremendo do personagem.

AssombradO - Deusenir, muito obrigado pela entrevista!
Deusenir Prieto – Eu gostaria de agradecer ao canal AssombradO e a todos vocês pela participação nessa matéria, que relembra o sucesso que foi o Fofão e desse grande amigo que é o Orival Pessini. Tem também o Álvaro, que acompanhava sempre, era o empresário do Pessini. Um grande abraço a todos, a vocês e obrigado!

Deusenir Prieto falou com o AssombradO e revelou o porque do uso da estrutura no pescoço do boneco.


- A Morte de Orival Pessini

Orival Pessini, criador do Fofão e diversos outros personagens, morreu no dia 14 de outubro em São Paulo, vítima de um câncer. A família do ator, nascido em Pompeia em 1944, acompanhou de perto a luta dele contra a doença.

"Meu pai vinha lutando contra o câncer há 1 ano e 10 meses. A doença começou no pâncreas, ele fez quimioterapia e a saúde ficou estabilizada, mas apareceu um cisto no fígado e foi detectado que era mais um tumor. Então nós começamos a lutar novamente", relatou Pedro, logo após a morte do pai.

O acervo com todos seus personagens foi incinerado na segunda-feira, 24 de outubro de 2016, em São Paulo, informou o filho, Pedro Pessini, de 27 anos, sem dar muitos detalhes. Entre os mais famosos como Fofão, do Balão Mágico e Patropi, um típico hippie universitário, vão ficar eternizados com o ator.

“Meu pai sempre dizia que quando ele morresse, os personagens também iriam com ele, porque ele era único. Todos foram incinerados, as formas de gesso foram quebradas. Isso é um desejo antigo dele, desde que eu era adolescente ele já falava isso”, conta Pedro.

Fofão e Orival Pessini



Atualmente...

Em 2015 foi lançado o DVD #FofãoForever, produzido por Orival Pessini e dirigido por Saulo Ribas, com 10 novos clipes musicais de reinterpretações de canções que marcaram a trajetória do personagem. Os novos clipes são parte de um projeto maior, que pretende fazer um resgate do personagem para as crianças. Além disso, a discografia do personagem foi relançada no formato digital nas principais lojas.

DVD #FofãoForever


Em 2015 Fofão resolveu entrar no mundo virtual, criando seu canal no Youtube e lançando seu canal Oficial, que conta com mais de 5 mil inscritos e 34 vídeos, que somados já estão com quase 1 milhão de visualizações.

Canal do Youtube





Em2016 o site oficial do Fofão foi lançado, o http://www.tvfofao.com/, que conta com muitos vídeos, músicas e fotos.



Recentemente, em 2016, o boneco do Fofão foi relançado pela empresa Anjo Brinquedos de Laranjal Paulista-SP, onde a Ana Paula, minha esposa, morou por muitos anos. Pode ficar tranquilo que ele não tem adaga dentro :) Para comprar, é só clicar nesse link da NerdPlace.

Olha eu segurando o novo Boneco do Fofão, fabricado pela Anjo Brinquedos, que ganhei de presente da NerdPlace


Orival Pessini morreu em outubro de 2016, mas os projetos continuam. Seu filho Pedro contou ao G1 que novos projetos estão por vir. “Como pessoa ele se foi, mas os projetos continuam. Os projetos continuam, tem projeto para desenho animado do Fofão.”

Em sua página oficial no Facebook está escrito muitas novidades estão sendo preparadas para os próximos meses. Um novo CD e DVD, games para tablet e celular, novos vídeos nas redes sociais - e isso é apenas o começo!

Fontes (acessadas em 12/11/2016)
- TV Fofão
- Wikipedia.pt: Fofão
- G1: Orival Pessini, criador do Fofão e Patropi, morre aos 72 anos
- G1: Acervo dos personagens de Orival Pessini é incinerado: 'Ele era único'
- Lenda Urbana - Boneco do Fofão Satânico
- Mundo Estranho: O homem que criou “a maldição do Fofão”
- G1: VOCÊ SABE TUDO SOBRE O FOFÃO?
Comentários