12 de outubro de 2016

O Misterioso Vídeo "Hi Walter!": Polícia Norte-Americana Investiga Vídeo Por Suposta Conexão com Desaparecimento de Menina! (Atualizado 13/10)


Por Marco Faustino

No fim do mês de agosto, muitos de vocês nos enviaram emails nos pedindo para falar sobre um misterioso vídeo do Youtube chamado "Hi Walter! I got a new gf today!" ("Olá Walter! Arrumei uma nova namorada hoje!"). Esse vídeo, que foi deletado da conta original, tinha sido publicado em outubro de 2009 (quase 7 anos atrás), no canal "Hi Walter! Its me Patrick!", e seria uma espécie de um recado de um homem chamado Patrick para um suposto amigo chamado Walter, visto que o mesmo não estaria conseguindo entrar em contato com ele. É um vídeo que começa aparentemente normal onde o homem comenta que encontrou uma garota maravilhosa no shopping, foram até uma loja de departamentos chamada "J.C. Penney", onde ela teria comprado inúmeras roupas, e inclusive foram a uma joalheira chamada "Kay Jewelers", na qual o próprio Patrick teria comprado um belíssimo colar para ela. Então, ambos foram para casa dele. Patrick disse que a menina não gostava de câmeras, mas que iria mostrá-la ao Walter mesmo assim. Então, Patrick deixa sua câmera apoiada num local, abre uma porta ao fundo, que seria uma "espécie de armário", e vemos uma garota amarrada, amordaçada, em desespero no chão, que grita em um som abafado: "Por que você está fazendo isso?". Walter entra e "bate" a porta. Também é possível ouvir a menina gritando por ajuda, mesmo após a imagem desvanecer (o famoso fade) na tela.

Na época em que comentamos sobre esse vídeo, o mesmo contava com mais de 700.000 visualizações, porém nem sempre foi assim. Entre 11 de outubro de 2009 e 16 de julho de 2016, o vídeo tinha apenas 7 mil visualizações. Esse repentino aumento foi devido a inúmeros canais de terror, de língua espanhola, que começaram a falar do vídeo e até mesmo analisá-lo na tentativa de provar que o mesmo seria falso. Um dos primeiros canais a mencionar esse vídeo foi o "blameitonjorge", no dia 16 de julho, num vídeo denominado "Creepy Videos on the Internet #7" (basicamente um quadro sobre os vídeos mais assustadores da internet). Desde então, muitos outros também passaram a comentar sobre ele. Porém, não existia nenhum histórico sobre esse vídeo. Muitos diziam que o vídeo era falso, uma vez que seria possível ouvir na segunda parte do vídeo (a cena da porta do "armário") um "..tion", que seria a palavra "action" ("ação", em inglês), um termo utilizado para indicar o início de uma gravação. Diziam também que a garota gritava apenas quando o "Patrick" abria a porta, e que se fosse real a menina estaria gritando ao notar ele se aproximar. Assista também: Hi Walter! Perturbador Vídeo é Real? (#383 - Notícias Assombradas).

Quando o vídeo foi postado, ou seja, no ano de 2009, tivemos 3 comentários de pessoas diferentes, e agradecendo pelo mesmo ter se tornado um inscrito de seus respectivos canais. A coincidência é que ao menos dois deles eram canais de pessoas envolvidas na produção de vídeos, cinema e teatro. Uma dessas pessoas, uma usuária chamada "Sarah Bull", foi "bombardeada" em seu canal por pessoas que acreditavam que ela fosse a menina que aparece no vídeo. Sarah é fotógrafa, atriz, dançarina, e devido a repercussão do caso, acabou gravando um vídeo onde diz que ela não era a mulher que aparecia no vídeo "Hi Walter! I got a new gf!" (ela apenas o teria agradecido na época por ter se inscrito em seu canal). O outro usuário chamado "Filmhawk", era uma espécie de jovem cineasta bem popular, voltado a improvisação, e que fez centenas de vídeos entre 2007 e 2011, mas que por alguma razão apagou todos os seus vídeos. Enfim, tudo levava a crer que tanto o "Patrick", quanto a menina que aparecia no vídeo, fossem apenas atores, ainda que amadores, para algum projeto que não teve continuação. Porém, nesse último fim de semana, o Departamento de Polícia de Antigo, no estado norte-americano do Wisconsin, resolveu investigar o vídeo, que desde aquela época continuou sendo explorado por diversos canais no YouTube. O motivo? Bem, uma mãe chamada Hope Sprenger assistiu ao vídeo, e ficou preocupada que a garota no vídeo poderia ser sua filha desaparecida há anos. Vamos saber mais sobre esse assunto?

Como Tudo Isso Começou: A Investigação do Departamento de Polícia de Antigo, no Wisconsin


Aparentemente, toda essa história de uma investigação oficial sobre o vídeo que ficou conhecido simplesmente como "Hi Walter!" teria começado no último domingo (9), quando começaram a circular algumas especulações no site de compartilhamento de imagens chamado "Imgur", tentando estabelecer uma conexão entre o vídeo e o desaparecimento de uma jovem chamada Kayla Berg, que tinha 15 anos na época que desapareceu (hoje em dia ela teria 23 anos), sem deixar rastros, supostamente da casa do seu namorado. Seu desaparecimento ocorreu dois meses antes do vídeo em questão ser publicado no YouTube, ou seja, em agosto de 2009, e ninguém sabe até hoje o paradeiro da jovem.

Aparentemente, toda essa história de uma investigação oficial sobre o vídeo que ficou conhecido simplesmente como "Hi Walter!" teria começado no último domingo (9), quando começaram a circular algumas especulações no site de compartilhamento de imagens chamado "Imgur", tentando estabelecer uma conexão entre o vídeo e o desaparecimento de uma jovem chamada Kayla Berg
Isso teria chegado ao conhecimento de sua mãe, Hope Sprenger, que assistiu ao vídeo juntamente com seus familiares, e todos teriam entrado em pânico ao acreditarem que a menina que aparecia amordaçada e amarrada fosse justamente a Kayla, inclusive por uma suposta semelhança na voz de ambas.

Assim sendo, o Departamento de Polícia de Antigo, que por sua vez é uma pequena cidade com cerca de 8.000 habitantes, no estado norte-americano do Wisconsin, foi acionado, e passou a investigar o vídeo, inclusive com uma suposta participação do FBI.

Assim sendo, o Departamento de Polícia de Antigo, que por sua vez é uma pequena cidade com cerca de 8.000 habitantes, no estado norte-americano do Wisconsin, foi acionado, e passou a investigar o vídeo, inclusive com uma suposta participação do FBI
"Soava como ela, se parecia com ela, me deu arrepios. Isso é perturbador. Isso fez mal ao meu estômago", disse Hope Sprenger, em entrevista para a WAOW, emissora de TV afiliada da ABC, em Wisconsin.

"A roupa poderia ser uma grande possibilidade. Acreditamos que ela estivesse usando aquele mesmo tipo de camisa, e sabemos que ela estava usando calça jeans. Pensei que se parecia muito com ela. Peço a Deus que não seja", completou. O Departamento de Polícia de Antigo também disse que Kayla Berg se assemelhava muito com a menina que aparecia no final do vídeo. Eles também teriam recebido uma série de pistas, e estavam investigando com muito empenho a respeito de sua origem.

"Soava como ela, se parecia com ela, me deu arrepios. Isso é perturbador. Isso fez mal ao meu estômago", disse Hope Sprenger, em entrevista para a WAOW, emissora de TV afiliada da ABC, em Wisconsin.
Caso você ainda não tenha visto o vídeo "Hi Walter! I got a new gf!", você pode acessá-lo através de um canal de terceiros, no YouTube, visto que o vídeo original foi removido da conta "Hi Walter! Its me Patrick!":



"Faremos o que for preciso para descobrir quem está por trás do vídeo e identificá-lo. Algumas vezes é difícil descobrir algo na internet, porque o material pode ter vindo de qualquer local, mas iremos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para resolver essa questão", disse Eric Roller, chefe do Departamento de Polícia de Antigo.

Surgiu até mesmo um suspeito de ser o autor do vídeo. Um homem chamado Michael Ausloos, morador da cidade de Kronenwetter, no Condado de Marathon, também no estado norte-americano do Wisconsin, tinha uma certa semelhança com o homem que aparecia no vídeo. As autoridades o contactaram, mas rapidamente descartaram a possibilidade que ele tivesse algum envolvimento com o vídeo. Daniel Joling, chefe do Departamento de Polícia de Kronenwetter, declarou ontem pela manhã (11), que com a mais absoluta certeza, o vídeo não tinha sido realizado por qualquer morador da cidade.

Eric Roller,
chefe do Departamento de Polícia de Antigo
Em entrevista ao site da revista People, Eric Roller, disse acreditar que tudo não passava de uma piada de mau gosto, mas queriam ter certeza sobre o vídeo. Ele também adimitiu que tomou conhecimento sobre o vídeo sobre durante o último fim de semana. Ao entrar em contato com Hope Sprenger, Eric disse que ela já estava ciente do vídeo e que notava algumas semelhanças entre a jovem que aparecia no vídeo e sua filha.

No entanto, Hope não tinha certeza se o vídeo era real ou falso. Eric Roller também mencionou que pediu ajuda externa, ou seja, de outras agências de investigação, visto que seu departamento de polícia era muito pequeno e limitado.

"Acredito que alguém seja capaz de identificá-lo. Se nós o encontrarmos, e ele disser que o vídeo era uma brincadeira, e ele nos mostrar quem era a jovem que aparecia no vídeo, e que ela está bem, então poderemos dar o caso por encerrado. Se for apenas uma farsa, poderemos seguir em frente", disse Eric Roller.

Em entrevista para a WSAW, emissora de TV afiliada da CBS em Wisconsin, Hope Sprenger disse que assim que ela assistiu o vídeo, o mesmo partiu seu coração. Ela assistiu ao vídeo, o pausou, assistiu novamente e o pausou novamente. Ela voltou a repetir que a jovem se parecia com a Kayla, mas ela não tinha certeza. O irmão de Kayla postou no Facebook, cujo endereço não iremos divulgar por uma questão de privacidade, dizendo que a família também havia entrado em contato com o FBI. Ele também disse que quase teve um ataque de pânico, enquanto estava trabalhando, após assistir ao vídeo.

Uma mulher que se identificou no Facebook como sendo uma amiga de Kayla Berg, quando questionada por um outro usuário se a voz da jovem do vídeo se parecia com a Kayla, respondeu: "Honestamente, sim. Pelo que eu ouvi, o som que ela emitia diante do seu esforço... Escutei um milhão de vezes e se parecia com a voz dela".

Uma mulher que se identificou no Facebook como sendo uma amiga de Kayla Berg, quando questionada por um outro usuário se a voz da jovem do vídeo se parecia com a Kayla, respondeu: "Honestamente, sim. Pelo que eu ouvi, o som que ela emitia diante do seu esforço... Escutei um milhão de vezes e se parecia com a voz dela".
De qualquer forma, as pessoas lotaram de comentários a postagem do Departamento de Polícia de Antigo com as mais diversas teorias. Alguns usuários disseram que tinham estudado o vídeo, e que teriam algumas pistas sobre o mesmo, tal como a presença de alguém no reflexo dos óculos do homem que aparece no vídeo. A polícia também passou o dia inteiro tentando desmistificar outras teorias.

Em um determinado ponto, a própria polícia postou no Facebook, que um homem semelhante ao do vídeo (Michael Ausloos), cuja indicação tinha proposta por alguns usuários, não possuía nenhuma relação com o desaparecimento de Kayla, e que era para as pessoas pararem de pertubá-lo. Assista também a uma reportagem feita pelo programa norte-americano de TV "Inside Edition", e publicado em sua respectiva conta no YouTube (em inglês):



Algumas pessoas passaram a teorizar que "Walter" pode se referir a um serial killer ("assassino em série", em português) da cidade de Milwaukee, chamado Walter Ellis. No entanto, o modus operandi (ele estuprava e estrangulava as suas vítimas), e a maioria dos perfis das vítimas que foram assassinadas por ele, no geral, não se assemelhavam ao desaparecimento de Kayla Berg (ele preferiria prostitutas mais velhas ou então mulheres vulneráveis que moravam em Milwaukee). Além disso, Milwaukee fica a três horas de distância de Antigo, que está localizada ao norte de Green Bay.

O Vídeo "Hi Walter!" é Apenas uma Encenação Entre Atores, Não Representa uma Cena Real de um Suposto Crime


Se vocês ainda tinham alguma dúvida que o vídeo "Hi Walter!" fosse falso, ou seja, não representasse a cena real de um suposto crime, acredito que agora vocês terão certeza absoluta sobre isso. Por volta das 23h (horário local) de ontem (11), o Departamento de Polícia de Antigo publicou em sua página no Facebook, que o vídeo "Hi Walter! I got a new gf!" não tinha nenhuma conexão com o desaparecimento de Kayla Berg. Após uma cautelosa investigação, a polícia identificou o produtor de vídeo/operador de câmera, o ator, e a atriz do vídeo. Confira o que o Departamento de Polícia de Antigo postou no Facebook:

Por volta das 23h de ontem (horário local), o Departamento de Polícia de Antigo publicou em sua página no Facebook, que o vídeo "Hi Walter! I got a new gf!" não tinha nenhuma conexão com o desaparecimento de Kayla Berg
Segundo a WSAW, Eric Roller se recusou a dizer de onde os atores eram, mas que o vídeo teria sido gravado em algum local na Costa Leste dos Estados Unidos.

"Não é da região. É na Costa Leste. Sabemos que não possui nada relacionado com a Kayla ou qualquer coisa em nossa região", disse Eric, acrescendo que as pessoas por trás do vídeo não tinham ideia de que estavam fazendo parte de uma investigação policial. Mencionou ainda que eles não tinham percebido as implicações que o vídeo poderia gerar.

A questão principal é a polícia teve seu trabalho extremamente facilitado, devido a um usuário que postou endereços para alguns vídeos, também publicados naquela mesma época, ou seja, em 2009, no YouTube, só que em uma conta chamada 2150studios, que é referente a uma antiga produtora de conteúdo audiovisual. Esses vídeos mostravam exatamente os atores que contracenavam no vídeo "Hi Walter! I got a new gf!".

Atualização (13/10): Devido a repercussão do caso o usuário "2150studios" removeu ou ocultou todos os vídeos de sua conta na noite de 12 de Outubro, razão pela qual alteramos a postagem e colocamos apenas algumas imagens.
"Devido a repercussão nacional, estamos encerrando as atividades do canal, e não faremos mais nenhum comentário sobre o assunto", disse o responsável pelo canal "2150studios" em uma de suas últimas declarações públicas.
1) WE SNOWBALLED EACH OTHER! I got a Monster in my closet! Eps 9 Season 2 (vídeo publicado em 9 de outubro de 2009, a mesma data em que o vídeo "Hi Walter! I got a new gf!" foi publicado originalmente no YouTube): https://www.youtube.com/watch?v=AU405mwYh2U

Cena do vídeo "WE SNOWBALLED EACH OTHER! I got a Monster in my closet! Eps 9 Season 2",
que foi publicado em 9 de outubro de 2009, a mesma data do vídeo "Hi Walter! I got a new gf!"

Mais uma cena do vídeo "WE SNOWBALLED EACH OTHER! I got a Monster in my closet! Eps 9 Season 2"
Veja como era a página referente ao vídeo "WE SNOWBALLED EACH OTHER! I got a Monster in my closet! Eps 9 Season 2" antes do mesmo ser retirado do ar, através do serviço Wayback Machine:

Página referente ao vídeo "WE SNOWBALLED EACH OTHER! I got a Monster in my closet! Eps 9 Season 2"
antes do mesmo ser retirado do ar através do serviço Wayback Machine:
2) 2012: ENDS WITH A NAKED WOMAN IN A BALLOON! I GOT A MONSTER IN MY CLOSET Eps 3 Season 3 (vídeo publicado em 21 de novembro de 2009): https://www.youtube.com/watch?v=2bP-DpDiD-8

Essa era a página referente ao vídeo antes de ser retirado do ar, através do serviço Wayback Machine:

Página referente ao vídeo antes do mesmo ser retirado do ar, através do serviço Wayback Machine.
Uma parte interessante disso tudo era a pessoa que aparecia como roteirista do vídeo "2012: ENDS WITH A NAKED WOMAN IN A BALLOON! I GOT A MONSTER IN MY CLOSET". Notaram algo familiar?

Um dos primeiros comentários do vídeo "Hi Walter!" era justamente de um usuário chamado Filmhawk, que apontamos no começo dessa postagem como sendo uma espécie de jovem cineasta bem popular, voltado a improvisação, e que fez centenas de vídeos entre 2007 e 2011, mas que por alguma razão apagou todos os seus vídeos. Curioso, não é mesmo?

É interessante ressaltar também, que antes do canal tomar a decisão de encerrar suas atividades, ainda que não houvesse nenhuma atualização nos últimos três anos, o mesmo chegou a pedir desculpas pelos transtornos causados a família de Hope Sprenger:
"Pedimos desculpas por qualquer transtorno emocional causado por Hi Walter! I got a new gf! Nós o produzimos em 2009. Não havia nenhuma intenção de se assemelhar a qualquer evento ou pessoa real. Os atores envolvidos desejam ser solidários com a mãe de Kayla Berg, e pedem as mais sinceras desculpas pelos transtornos emocionais causados", disse o canal "2150studios".

Não é nem preciso dizer que toda essa investigação e o vídeo propriamente dito causou muito sofrimento a Hope Sprenger, e ela se mostrava exausta diante das inúmeras entrevistas que concedeu. No entanto, tanto ela, quanto o chefe de polícia Eric Roller viam a situação com uma espécie de "saldo positivo". Ambos concordavam que essa exposição da imagem de Kayla Berg nos Estados Unidos e no restante no mundo, podia fazer com que surgisse algo de mais concreto sobre o paradeiro da jovem.

Enfim, acredito que isso responde a todas as possíveis dúvidas de que poderia haver algo misterioso por trás desse vídeo, não é mesmo? É possível notar que o caso foi resolvido mais pela ação de usuários do Facebook, do que propriamente por uma investigação mais aprofundada do Departamento de Polícia de Antigo ou do FBI.

De qualquer forma, acho importante e relevante que vocês saiba um pouco sobre que é Kayla Berg, a adolescente que desaparecey em agosto de 2009, e até hoje não foi encontrada.

O Desaparecimento de Kayla Berg, em Agosto de 2009


Segundo o site "Crime Watchers", Kayla foi vista pela última vez em Antigo, Wiscosin, em 11 de agosto de 2009, por um amigo chamado Kevin Kielcheski, que na época possuía 24 anos. É mencionado que esse amigo teria deixado Kayla na casa de seu namorado em Wausau, Wisconsin, entre 21h e 23h. Kevin teria dito que não parecia ter ninguém em casa, uma vez que todas as luzes estavam apagadas, e que ele não viu para onde ela teria ido no interior da casa. Ele simplesmente teria a deixado na casa do namorado dela, e não teria nenhuma relação com o seu desaparecimento.

Na época, segundo a WKOW-TV, a casa estaria abandonada. Já a CNN disse que a casa estava um estado muito precário, e estava passando por reformas.

Segundo o site "Crime Watchers", Kayla foi vista pela última vez em Antigo, Wiscosin, em 11 de agosto de 2009, por um amigo chamado Kevin Kielcheski, que na época possuía 24 anos
O FBI, que continua oferecendo uma recompensa de US$ 20.000 (cerca de R$ 65 mil reais pela cotação atual), diz que "Kayla Berg foi vista pela última vez em 11 de agosto de 2009, em Antigo, Wisconsin. Kayla teria sido vista pela última vez na casa de seu pai, até que a buscaram e a levaram de Antigo para Wausau". O site The "Charley Project", no entanto, menciona que o namorado de Kayla disse que ele nunca chegou a vê-la naquela noite.

Em um cartaz de pessoas desaparecidas do "National Center for Missing and Exploited Children" ("Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas", em português), dos Estados Unidos, é ressaltado que Kayla tinha piercing na orelha e no umbigo. Ela possui uma cicatriz do lado direito do seu nariz, assim como uma cicatriz na sua canela direita.

Kayla Berg em 2007, ou seja, cerca de dois anos antes de desaparecer sem deixar vestígios
O site "The Charley Project" menciona que Kayla foi vista pela última vez vestindo uma blusa de alcinha de cor vermelha, moletom azul escuro com capuz, sandálias de salto baixo, e um colar anelado de prata. Contudo, a CNN disse que há relatos conflitantes sobre o que ela estava usando na ocasião, e a pessoa que a viu pela última vez disse que ela estaria vestindo uma camisa de mangas compridas.

Ainda de acordo com o site "The Chaley Project", inicialmente, quando Kayla Berg desapareceu, a polícia considerou a possibilidade de que ela tivesse fugido, mas depois, com o passar do tempo, essa teoria se tornou a menos provável.

Segundo a CNN, os pais de Kayla Berg não informaram imediatamente o seu desaparecimento, porque acreditavam que ela estivesse na casa de alguma outra pessoa. Isso fez com que a investigação se tornasse bem mais complicada. A família - incluindo James, o irmão mais velho de Kayla - tinham acabado de se mudar do Texas para a cidade de Antigo, porque as crianças tinham crescido na pequena cidade, e tinham saudades da pequena comunidade no Wisconsin.
Segundo a CNN, os pais de Kayla Berg não informaram imediatamente o seu desaparecimento, porque acreditavam que ela estivesse na casa de alguma outra pessoa. Isso fez com que a investigação se tornasse bem mais complicada
O pai e os avós de Kayla moravam em Antigo. Os pais tinham um relacionamento aberto onde Kayla podia visitar a casa de ambos, na hora que bem entendesse, e muitas vezes vezes ia da casa de um para o outro andando ou de bicicleta. Ela tinha ligado para sua mãe na tarde do mesmo dia em que ela desapareceu, de uma lanchonete do McDonalds local, onde ela estava na presença de alguns amigos, e disse que depois iria para a casa do seu pai.

Segundo a WSAW-TV, a polícia inicialmente acreditava que seus amigos não estavam sendo muito claros a respeito de seu paradeiro, mas como o tempo passou, a teoria perdeu força. De acordo com a WKOW-TV,  a mãe de Kayla disse desde o início, que ela não acreditava que a filha tivesse fugido, e implorava aos jornais para que a filha ligasse para ela, dizendo que estava tudo bem, que ela não seria castigada, e que ela só queria ter notícias.

De acordo com a WKOW-TV,  a mãe de Kayla disse desde o início, que ela não acreditava que a filha tivesse fugido, e implorava aos jornais para que a filha ligasse para ela, dizendo que estava tudo bem, que ela não seria castigada, e que ela só queria ter notícias
A WSAW-TV chegou a noticiar que o amigo da jovem, Kevin Kielcheski, foi acusado de colocar a segurança de Kayla em risco, em agosto de 2009, após ele ter admitido fumar maconha com ela e, em seguida, dar-lhe uma carona até uma casa em Wausau. No entanto, os advogados de Kielcheski argumentaram que as acusações deveriam ser descartadas "por falta de provas".

De acordo com a WKOW-TV,  a mãe de Kayla disse desde o início, que ela não acreditava que a filha tivesse fugido, e implorava aos jornais para que a filha ligasse para ela, dizendo que estava tudo bem, que ela não seria castigada, e que ela só queria ter notícias.
Em 2011, as acusações contra Kielcheski acabaram sendo mesmo arquivadas por falta de provas. No mesmo ano, a WSAW-TV disse que a polícia havia descoberto "objetos de interesse", em sua propriedade, mas que eles não teriam conseguido identificar a quem pertencia. De qualquer forma, não havia nenhum indício que Kayla Berg tinha estado em sua propriedade.

A CNN chegou a informar que um amigo do irmão de Kayla a tinha deixado no McDonalds. Ela teria falado com um amigo, e disse que planejava dar uma volta de carro. Além disso, tudo o que a polícia sabia era que Kielcheski tinha mencionado ter deixado-a na casa do namorado dela. Na época, o namorado tinha 19 anos e Kayla Berg, conforme mencionamos anteriormente, tinha 15 anos.

Kayla Berg também tinha uma paixão pela ginástica. Ela tinha o desejo de ir a um "acampamento de ginástica", e teria confessado a um amigo, que ela ainda seria uma medalista olímpica de ouro. Kayla Berg estava ansiosa para competir na equipe de ginástica do Ensino Médio de sua escola. Enfim, fato é que Kayla Berg até hoje nunca foi encontrada e seus familiares ainda esperam por uma resposta, uma única pista para que eles a reencontrem de alguma forma.

Comentários Finais


Sinceramente, não consigo imaginar o tamanho da dor, que os familiares de Kayla Berg sentiram ao assistir ao vídeo, e como eles devem ter rezado para estarem realmente enganados, ou seja, que aquela jovem não fosse a Kayla. A princípio, pode até soar um pouco egoísta não querer que seja um ente querido diante dos seus olhos, talvez fosse preferível ser uma outra menina qualquer. Porém, o "qualquer" sempre terá uma origem, não importa a distância, crença ou determinada criação, e o sofrimento invariavelmente pertenceria a alguém, caso fosse verdade, é claro. Também não consigo imaginar como são os dias cinzentos dos pais dessa menina ao longo dos últimos sete e tortuosos anos. Evidentemente, o video "Hi Walter! I got a new gf!", independentemente do cunho artístico ou que você o considere de extremo mau gosto, não foi criado ou concebido para explorar a dor de famílias que possuem entes queridos desaparecidos. Se fosse assim, seria totalmente errado produzir filmes envolvendo sequestros, assassinatos de menores de idade, e todo um gênero um pouco mais pesado de terror e suspense. Por incrível que pareça, o vídeo soa ter aparecido na hora errada, diante de um contexto totalmente distorcido na linha do tempo recente. Afinal, o mesmo foi propagado por dezenas de canais no YouTube, que ao invés de procurarem por respostas e assumirem um papel de maior relevância e expressividade social, criaram toda uma fantasia em torno do mesmo para agradar crianças, que ainda possuem seus pais e reclamam de não ter ganhado um mero videogame no "Dia das Crianças".

Aliás, publicar essa postagem justamente no "Dia das Crianças" é muito emblemático, porque mesmo que cada país tenha seu dia e sua maneira de celebrar essa data, o momento particularmente nos serve como uma reflexão diante do desaparecimento de pessoas, principalmente de crianças e adolescentes, que muitas vezes encontrá-las não se torna apenas um desafio, mas um missão para o resto da vida. Algo cruel e silencioso, algo que não é colorido como um tapete em forma de quebra-cabeças em um programa de TV. Para muitas pessoas que sequer conhecemos, e que talvez nunca conheçamos, esse dia 12 de outubro é marcado por ser o dia que alguém tirou o direito de uma mãe e de um pai em presentear seus filhos, e privou, talvez pela eternidade, que os filhos e filhas recebessem, mesmo que seus pais não tivessem condições financeiras, ao menos um abraço apertado. Um dia como qualquer outro, um dia de levantar e continuar procurando, continuar sentado ao lado do telefone esperando que alguém diga alguma nova informação, e que a busca finalmente possa se encerrar. Um dia que muitos pais só querem um corpo para enterrar, para ao menos terem o direito de se despedirem, porque até mesmo o adeus outrora foi negado. Um dia em que a esperança vem embalada como uma fita vermelha e um laço, esperando que seja aberta, porém nem sempre esse laço é rompido. A esperança muitas vezes é como um brinquedo novo, algo que muitas dessas pessoas têm medo que quebre, visto que ser presenteado novamente com ela pode demorar um bom tempo.

Ao olhar pela janela do meu quarto nessa manhã de feriado, vejo um céu azul como há muito tempo não via. Poderia estar aproveitando esse dia ensolarado e descansando, mas sinceramente não iria ficar em paz comigo mesmo sem publicar esse texto, que por coincidência calhou de ser justamente nessa data. O mais importante nesse dia não é o presente que se entrega ou que se recebe, é o simples fato de sermos gratos por termos pessoas que se preocupam diariamente conosco, não importa se é um pai, uma mãe, uma tia, um avô, ou até mesmo alguém que criou você desde pequeno(a). Não se sinta excluído pela minha frase caso nunca tenha ganhado um presente de "Dia das Crianças" ou que assim como eu não tenha mais idade para recebê-lo. A verdade é que todos nós temos idade para entregar e receber um presente nessa data, a questão é como você interpreta isso. Nosso maior presente é termos alguém, que mesmo que a gente reclame de um prato de comida ou uma roupa que não deu para comprar naquele dia, não irá parar de procurar por nós, não irá desistir de nós. Para essas pessoas, todo dia é "Dia das Crianças", porque somos seus verdadeiros presentes, suas eternas crianças. Caso você esteja brigado com essa pessoa, que você sabe que não pararia de procurar por você, aproveite essa data. Volte a ser uma criança, inocente, que não se importava com uma peça cara de roupa ou um bife na mesa. Ligue, mande uma mensagem. Se estiver perto, pare de ler esse texto nesse exato momento, e vá abraçá-la. Afinal, você sempre será um presente na vida de alguém.

Até a próxima, AssombradOs.

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://abcnews.go.com/US/wisconsin-police-investigating-mysterious-youtube-video-potentially-linked/story?id=42723446
http://heavy.com/news/2016/10/kayla-berg-video-found-patrick-walter-missing-antigo-you-tube-watch-graphic-teenager-wisconsin-police-facebook/
http://imgur.com/gallery/GHWqk
http://ktla.com/2016/10/11/chilling-viral-video-may-show-woman-missing-since-2009/
http://people.com/crime/police-investigate-kayla-berg-hi-walter-new-gf-today-video/
http://www.waow.com/story/33359041/2016/10/Monday/antigo-police-investigate-youtube-video-in-connection-with-missing-teen
http://www.wsaw.com/content/news/Antigo-PD-investigating-if-Youtube-video-is-connected-to-missing-teen-396576361.html

http://www.wsaw.com/content/news/Antigo-Police-say-there-is-no-connection-between-video-and-Kayla-Berg-Disappearance-396748081.html
https://www.facebook.com/AntigoPoliceDepartment/posts/1146199758783054
https://www.facebook.com/AntigoPoliceDepartment/posts/1147280522008311
Comentários