26 de setembro de 2016

Será Verdade que os Olhos do "Corpo Embalsamado de uma Criança" Teriam Aberto Após 300 Anos, na Catedral de Guadalajara, no México?

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Aparentemente, o México é um país repleto de supostos fenômenos paranormais, e quase sempre há algo para ser comentado que tenha ocorrido em alguma cidade, catedral ou até mesmo mesmo dentro de uma loja de vestidos de noiva. Ontem (25), por exemplo, vocês puderam conferir o especial sobre "La Pascualita", um assunto que estava sendo muito aguardado por todos vocês. Tanto em nossa postagem, quanto no vídeo que foi publicado em nosso canal no Youtube, é possível conferir que fizemos uma grande pesquisa em torno do caso, e mostramos todos os indícios que nos levam a crer que "La Pascualita" seja apenas um manequim de cera realístico do início do século XX. Existia técnica, competência e recursos suficientes para criar algo assim, até mesmo em larga escala, para atender toda uma nova classe de comerciantes e consumidores. Aos poucos, essa tendência perdeu força até chegarmos nos manequins que conhecemos atualmente. Enfim, é uma boa lenda, uma boa história, mas é tão somente isso. Quaisquer eventuais "milagres" atribuídos ao manequim, que foi transformada e cultuada praticamente como se fosse uma "santa" é mais pela força da fé, ou seja, da forte crença que as pessoas possuem do qualquer outra coisa. Aliás, esperamos que vocês tenham gostado do que preparamos para vocês (leia mais: O Caso "La Pascualita": Será Verdade que o "Manequim" de uma Loja Mexicana é uma "Noiva Embalsamada"?).

Bem, manequim me lembra estátua. Assim sendo, no mês de agosto desse ano, fizemos uma notícia a respeito de uma "estátua de Jesus Cristo", que teria aberto os olhos na Catedral de Santiago, na cidade de Saltillo, no estado de Coahuila, no México. Lembram desse caso? O vídeo mostrando o suposto fenômeno teria sido gravado por um fiel, no mês junho desse ano, e posteriormente foi divulgado pelo site Adimensional, que seria dedicado à "pesquisa de casos incomuns e paranormais". Para sustentar o próprio material, disseram que 20 especialistas em fenômenos paranormais, sacerdotes, escultores, editores e especialistas em efeitos especiais tinham analisado o vídeo, e que não tinham encontrado nenhum indício de manipulação digital. Além disso, autoridades eclesiáticas da Diocese de Saltillo teriam sido os primeiros a ter contato com o vídeo, mas não teriam demonstrado qualquer tipo de interesse pelo mesmo. Na época, fizemos uma postagem completa mostrando que tudo não passava de manipulação digital, ao contrário do que estava sendo amplamente divulgado pela mídia (leia mais: Será Verdade que a "Estátua de Jesus Cristo Abriu os Olhos" na Catedral de Santiago, em Saltillo, no México?).

Eis que no sábado passado (24), o tabloide britânico "Daily Mirror" publicou uma notícia intitulada "Terrifying moment corpse of child saint who died 300 years ago suddenly opens her eyes" ("Momento aterrorizante em que o corpo de uma criança santa, que morreu há 300 anos, de repente abre os olhos", em português). Sinceramente, quando li o título eu pensei: Sério? De novo essa história de corpo ou estátua abrindo o olho? Porém, depois eu me lembrei que a mídia britânica é a principal responsável por notícias de cunho sensacionalista divulgadas aqui no Brasil, primordialmente em sites de notícias ou de jornais populares. Muitos de vocês que nos acompanham quase sempre postam links, em nossa página no Facebook, apontando para sites, por exemplo, como do jornal "Extra". Contudo, saibam que quase sempre esse tipo de notícia é primeiramente veiculada pelos tabloides britânicos, e acabam vindo parar no Brasil como meras reproduções de conteúdo, visto que não apresentam quaisquer pesquisas ou qualquer outro conteúdo mais substancial, que possa solucionar a questão. As notícias apenas aumentam ainda mais a "aura de mistério". De qualquer forma, o caso relacionado a essa postagem teria acontecido durante uma filmagem realizada da chamada "Santa Inocência", que fica em exposição ao público no interior da Catedral de Guadalajara, na cidade de Guadalajara, no estado de Jalisco, no México. Entretanto, será que a gravação é recente? Será mesmo que os olhos do "corpo da criança" teriam aberto? Vamos saber mais sobre esse assunto?

A Notícia Veiculada Pelo Tabloide Britânico "Daily Mirror"


Vamos começar essa postagem de maneira bem clássica, ou seja, vamos contar para vocês exatamente o que foi publicado pelo tabloide britânico "Daily Mirror", que provavelmente será o que você vai ler sobre esse caso em diversos sites de notícias brasileiros. Confira o que foi publicado:

"Este é o momento aterrorizante onde o corpo de uma criança santa, que morreu há 300 anos, parece de repente abrir os olhos.



Turistas estavam visitando a Catedral de Guadalajara, em Jalisco, no México, onde os restos mortais de Santa Inocência estão preservados e envoltos num vidro. Um visitante estava filmando a urna sagrada com sua câmera, quando ele registrou o momento em que ela aparenta levantar as pálpebras. A filmagem assustadora foi postada no YouTube, onde já foi vista por quase um milhão de vezes.

A criança santa conhecida por "Santa Inocencia" pode ser vista deitado em sua caixa de vidro
onde ela vem sendo exibida durante centenas de anos
A primeira impressão é que o corpo, que foi tratado com cera para preservá-lo, e cujo rosto não se deteriorou em 300 anos, se parece com uma estátua. Contudo, conforme a câmera sobe e desce, num determinado momento seu rosto entra em foco, pouco antes da menina morta aparentemente abrir os olhos.

Muitos espectadores disseram que é uma farsa, mas outros acreditam que pode ter sido um sinal divino. 

Há muitas histórias diferentes sobre como a menina morreu tão precocemente. A versão mais popular é que ela era uma menina mexicana que queria fazer sua Primeira Comunhão com os colegas, mas foi proibida pelo seu pai. Entretanto, ela acabou recebendo o corpo de cristo através das freiras em sua escola, e quando o pai dela descobriu que ela tinha feito isso sem o seu consentimento, ele a teria esfaqueado até a morte.

Este é o momento em que o corpo preservado em cera da menina aparentemente abre os olhos
Os moradores pegaram seu corpo e a teriam levado à catedral, onde foi colocada para descansar, e se tornou o símbolo de uma testemunha silenciosa do profundo amor de uma menina por Cristo".

Quem foi "Santa Inocência? Conheça a Lenda Mais Popular Que é Contada Sobre Essa "Santa" da Catedral de Guadalajara, no México


"Conta-se que há muitos anos existia uma menina, cujo nome era Inocência. De tanto ela ver seus colegas conversando sobre a Primeira Comunhão deles, ela começou a imaginar como seria esse momento, no qual ela passaria pela sua primeira comunhão. Assim sendo, ela começou a sonhar que comungava para receber o corpo de Jesus Cristo. Seu entusiasmo era tanto que ela decidiu contar para sua família. 

Inocência queria aprender mais e passar por todo o processo de preparação para fazer a Primeira Comunhão, mas seu pai não recebeu a notícia com a mesma alegria que ela. O pai começar a bater em sua própria filha, e em voz alta a proibiu de falar com as pessoas que tinham colocado uma ideia tão estúpida assim em sua cabeça. A menina, com os olhos cheios de lágrimas, sequer podia se consolar no colo de sua mãe, visto que a mesma já tinha falecido há algum tempo.

Antiga Foto da Catedral de Guadalajara, no estado de Jalisco, no México
Na manhã do dia seguinte ela foi para a escola, e quando ela voltava para a sua casa, começou a escutar belas canções de algumas meninas, que ecoavam de uma janela. Era justamente de meninas que se preparavam para a Primeira Comunhão. Ela pegou seu caderno e começou a anotar tudo o que escutava. E foi assim que ela começou aprender sobre o catecismo.

Na manhã do dia seguinte Inocência foi para a escola, e quando ela voltava para a sua casa, começou a escutar belas canções de algumas meninas, que saíam de uma janela. Era justamente de meninas que se preparavam para a Primeira Comunhão
Um dia, a freira que ministrava o curso de catecismo das meninas ouviu alguns barulhos do lado de fora, e quando ela foi olhar para ver o que era, encontrou Inocência orando. Assim sendo, ela foi convidada pela freira para se juntar as demais crianças. Ao final do curso, todos estavam prontos para a Primeira Comunhão, porém Inocência não sabia o que fazer diante da proibição de seu pai. Ela pediu conselho a freira que apenas lhe respondeu: 'é melhor ter um aliado do bem do que um mal'.

O grande dia chegou e Inocência estava usando um vestido branco, que as religiosas tinham conseguido arrumar para ela, e assim ela realizou sua Primeira Comunhão. Inocência correu para contar ao seu pai a bela experiência que ela havia tido, e como já era esperado, ele não gostou nem um pouco dessa história. 

O grande dia chegou e Inocência estava usando um vestido branco, que as religiosas tinham conseguido arrumar para ela, e assim ela realizou sua Primeira Comunhão, mas algo trágico aconteceria
Porém, algo trágico aconteceria. Sem pensar duas vezes, ele cravou a faca que tinha em mãos, no peito da frágil Inocência. O pai, ao ver a barbárie que tinha feito, deu um grito aterrorizador. Isso chamou a atenção dos vizinhos que se aglomeraram ao redor do corpo da menina, e decidiram levá-la para a Catedral de Guadalajara, onde ela tinha acabado fazer sua Primeira Comunhão. Nunca mais se ouviu falar sobre o pai da menina".

Tenso e macabro, não é mesmo? Essa versão é tão popular e tão forte entre os moradores locais, que você a encontra publicada até mesmo no site oficial do governo de Guadalajara.

A Versão Contada Como "a Verdadeira Origem de Santa Inocência"


Agora que você já conhece a lenda mais popular relacionada a "Santa Inocência" é o momento de conhecer a versão considerada como a verdadeira origem da mesma. Essa versão, inclusive, está disponível ao público que visita a Catedral de Guadalajara.

"'Santa Inocência' foi uma jovem romana, que sofreu o martírio em uma das primeiras perseguições contra a Igreja Católica. A relíquia dessa santa, que se encontra na catedral, foi retirada do Cemitério de Santa Siríaca, em Roma, no ano de 1786. Foi adquirida pelo Presbítero Dom Manuel Flores Alatorre, que na época estava morando em Roma. Sua autenticidade foi certificada em 14 de julho de 1786, pelo secretário do autoridade religiosa do Tabernáculo Apostólico, Dom Jacobo Bonfigliolo. Assim sendo, Dom Manuel Flores Alatorre enviou a relíquia ao seu irmão, Dom Vicente Flores Alatorre, cônego da Catedral de Guadalajara.

"Santa Inocência" foi uma jovem romana, que sofreu o martírio em uma das primeiras perseguições contra a Igreja Católica. A relíquia dessa santa, que se encontra na catedral, foi retirada do Cemitério de Santa Siríaca, em Roma, no ano de 1786
A relíquia chegou em Guadalaja em 8 de Maio de 1788, sendo que sua autenticidade foi atestada pelo bispo Dom Frei Antonio Alcalde juntamente com seus notários. O cônego Alatorre deu a relíquia para as religiosas agostinianas de Santa Mônica, também na mesma cidade. A relíquia foi recebida no convento em 10 de dezembro de 1788. Quando as religiosas foram exclaustradas, o convento acabou ficando em estado de abandono. O Seminário Diocesano acabou ocupando as instalações em 1869.

A versão considerada como a verdadeira origem de "Santa Inocência" está disponível ao público
que visita a Catedral de Guadalajara, no estado de Jalisco, no México
Foi o próprio Seminário Diocesano que descobriu a relíquia de 'Santa Inocência', na igreja de Santa Mônica, que foi utilizada como capela por cerca de 46 anos. O Seminário Diocesano acabou sendo transferido de local e foi parar em um edifício anexo a igreja de São Sebastião de Analco, em 1915, para onde a relíquia também foi levada. 

Em 1924 também houve mais uma transferência, porém, um ano depois, em 1925, Dom Francisco Orozco e Jiménez decidiu que a relíquia sagrada de 'Santa Inocência' ficaria na Catedral de Guadalajara".

Não se sabe exatamente a causa da morte dessa "jovem romana". Alguns dizem que ela teria sido torturada e morta por legionários romanos, ou pelo seu próprio pai, pelo fato de ter se convertido ao Cristianismo.

A Fonte de Toda Essa História Publicada pelo "Daily Mirror"


Tudo isso é bem estranho, não é mesmo? Entretanto, a notícia publicada pelo "Daily Mirror" nos remetia para um blog mexicano relacionado a assuntos sobrenaturais chamado "La Escura Habitación", cuja última postagem foi realizada em janeiro de 2013. Aliás, no total foram apenas 11 postagens publicadas por esse blog, sendo que uma dessas postagens, coincidentemente ou não, tratava-se da "La Pascualita". Rapidamente, no entanto, é possível notar que o caso referente ao vídeo da "Santa Inocência" foi publicado no dia 18 de dezembro de 2012, ou seja, nada recente, visto que esse caso tem, pelo menos, quase 4 anos.

Na ocasião, foi divulgado que a filmagem teria sido realizada alguns dias antes, mais precisamente no dia 12 de dezembro, e que as pessoas poderiam ver claramente a menina "abrindo seus olhos". Curiosamente, assim como acontece em praticamente todos os casos que publicamos aqui, a pessoa que fez a filmagem disse que no momento em que estava gravando não viu a menina "abrindo seus olhos", e só percebeu isso depois, ao chegar em casa, e mostrar o vídeo para os seus famíliares. Além disso, não foi divulgado o nome dessa pessoa, fotos ou quaisquer outros detalhes.

Confira novamente o vídeo, de apenas 21 segundos, que foi publicado no canal do Youtube desse mesmo blog (vocês também podem assistí-lo, com uma qualidade um pouco melhor, clicando aqui):



De acordo com o blog "La Escura Habitación", a Igreja Católica tradicionalmente considerava a incorruptibilidade de certos personagens, particularmente santos e beatos, como um sinal miraculoso de sua santidade. Justamente por essa razão é que existem muitos corpos chamados "incorruptos", e que são venerados em santuários católicos.

Ainda de acordo com esse blog, a ideia do corpo incorrupto geralmente dá origem ao pensamento de que esses corpos são mantidos em mais ou menos como estavam no momento de sua morte. No entanto, os corpos expostos geralmente são revestidos por camadas de cera, que ajudam a enfatizar a ideia de incorruptibilidade. Este seria o caso, por exemplo, do corpo de "Santa Inocência", que se encontra na Catedral de Guadalajara, no estado de Jalisco, no México (vamos ver mais a frente que parte dessa informação não aparenta estar correta). Além disso, a mesma seria conhecida por realizar milagres. É possível encontrar muitas cartas, fotos e até mesmo "presentes" de fiéis dentro de sua urna de vidro.

A Catedral de Guadalajara, oficialmente Catedral Basílica da Assunção de Maria Santísima, é a sede e maior templo da Arquidiocese de Guadalajara, em Jalisco, México. Sua reconstrução atual foi concluída em 1854, em estilo renascentista, tendo os campanários em estilo neogótico. A Catedral figura entre as construções mais simbólicas de Guadalajara
"Santa Inocência" encontra-se no interior na Catedral de Guadalajara, no estado de Jalisco, no México
Santa Inocência é conhecida por realizar milagres.
É possível encontrar muitas cartas, fotos e até mesmo "oferendas" dentro de sua urna de vidro
Isso é basicamente o que se sabe em relação ao vídeo, ou seja, pouquíssima informação. Contudo, temos que ressaltar alguns pontos clássicos em relação a esse tipo de gravação de fenômenos supostamente sobrenaturais: a qualidade da câmera quase sempre é muito ruim, o ambiente quase sempre possui uma péssima iluminação, não temos o nome de quem filmou, o horário que foi filmado, acesso a gravação original, entre outras dezenas de questionamentos. Tudo o que temos é um local e uma suposta data.

Um Outro Vídeo "Semelhante" Foi Gravado na Mesma Época?


Um fato muito interessante é que enquanto procurava por mais informações para poder compor essa postagem, encontrei um vídeo muito similar, que foi publicado em um canal do Youtube de um usuário chamado "Martin Gomez Anguiano", no dia 9 de dezembro de 2012, ou seja, poucos dias antes do vídeo de "Santa Inocência abrindo e fechando os olhos" ser publicado. A pessoa filmou detalhes da urna de vidro da mesma, e realizou uma movimentação ao longo da urna de vidro, com seu celular, muito semelhante ao que acontece no outro vídeo. Confira o respectivo vídeo:



Será que a pessoa que realizou esse vídeo também gravou o outro? Será que foi alguém que o acompanhava ou outra pessoa naquele mesmo dia? É possível ver que em ambos os vídeos aparece o mesmo papel na altura da cabeça da "Santa Inocência", o que denota terem sido gravados na mesma época, porém não sabemos com que frequência as cartas e objetos são retirados ou renovados no interior da urna de vidro.

É possível ver que em ambos os vídeos aparecem o mesmo papel na altura da cabeça da "Santa Inocência", o que denota terem sido gravados na mesma época, porém não sabemos com que frequência as cartas e objetos são retirados ou renovados no interior da urna da mesma
 Leia também o trecho inicial da descrição desse vídeo:

"Foi um dia comovente... nunca imaginei me deparar com algo assim em uma viagem a trabalho... meu irmão e a família dele me levaram até algo especial. Vocês sabiam que as unhas e os cabelos dela crescem? Disseram-me que fazem uma grande cerimônia. O reitor da Catedral de Guadalajara corta o cabelo e as unhas de Santa Inocência. Se você não acredita em mim, vá até a catedral onde ela se encontra..."

Enfim, é possível notar que o vídeo publicado pelo blog "La Escura Habitación" apresenta cortes, e para piorar o foco é perdido durante o processo de "abrir e fechar os olhos", ou seja, é muito difícil apontar que um vídeo assim possa ser verdadeiro. Portanto, podemos apontar com 99,99999999% de certeza que o mesmo seria falso, uma vez que não existem maiores elementos que corroborem com o que está sendo apresentado. Caso apareça alguma análise técnica do vídeo a partir de algum canal, manteremos vocês informados através de uma atualização dessa mesma postagem.

Se tudo isso já não fosse suficiente, é bem possível que não estejamos diante de um corpo embalsamado, mas diante de uma espécie de uma imagem feita inteiramente de um material, que talvez nem mesmo seja cera, e que guarda as relíquias (entenda como "ossos") de um mártir, ou seja, ao ser aplicado em termos religiosos, seria de uma pessoa que morreu devido a sua crença religiosa. O que estou querendo dizer é que muito provavelmente não há uma "pessoa inteira e embalsamada" naquele local. Conseguem entender onde quero chegar? Vamos entender um pouco mais sobre isso a seguir.

Será Mesmo que Estamos Diante do Corpo Embalsamado de Uma Criança, que Passou a ser Chamada de "Santa Inocência"?


De acordo com o site "Panaceia Essencial" seriam muitos os santos cujos corpos ficaram incorruptos por anos depois da morte. Muitos deles continuariam incorruptos, alguns também teriam desprendido aroma de rosas, e em outros casos teriam acontecido manifestações milagrosas. Muitos estariam totalmente incorruptos até hoje, outros permaneceram durante algum tempo, e já outros vão "secando muito lentamente", mas sem as propriedades da corrupção. Seria por esse motivo que alguns estariam recobertos de cera, para preservá-los do característico escurecimento do tecido externo. Resumindo, para ter uma boa aparência ao fiéis.

Em alguns casos de santos não mais incorruptos, foram feitas representações de seus corpos realizadas com cera ou algum outro material, e seus restos mortais colocados dentro dessas imagens. No caso de "São Pascoal Bailão", por exemplo, foi a feita uma imagem que seria a cópia do que era seu corpo incorrupto, e reproduzido graças a quadros antigos, uma vez que seus restos mortais foram profanados e queimados durante a guerra civil espanhola.  

O mesmo teria acontecido com o corpo de "Santa Inocência" ou "Santa Celeste", que seriam belas imagens que retratam com perfeição corpos humanos, mas apenas conservam em seu interior os ossos desses santos. Disso pode ter vindo a confusão de venerar uma imagem de cera ou de outro material (cópia do original), como sendo um corpo incorrupto real e verdadeiro.

Estátua que abriga os restos mortais de São Pascoal Bailão
Imagem criada para abrigar os supostos restos mortais de "Santa Celeste"
Nesse ponto provavelmente você deve estar se questionando, se o que acabamos de dizer acima está relacionado a "Santa Inocência" de Guadalajara, não é mesmo? Contudo, você ficaria surpreso em saber que existe também a "Santa Inocência" de Longobardi ("Santa Innocenza", em italiano), cujas relíquias se encontram na Igreja de São Francisco de Paula, em Longobardi, na Itália.

Você ficaria ainda mais surpreso ao saber que essas outras relíquias supostamente pertenciam a uma jovem mulher, uma mártir por assim dizer, encontrado nas catacumbas romanas, de nome Inocência, que teria vivido na época das perseguições romanas. A Inocência italiana teria sido denunciada as autoridades, e condenada à morte. Interessante, não é mesmo?

A "Santa Inocência de Guadalajara" (imagem superior) e a "Santa Inocência de Longobardi" ("Santa Innocenza", em italiano), cujas relíquias se encontram na Igreja de São Francisco de Paula, em Longobardi, na Itália
Enfim, notou alguma semelhança no que acabamos de dizer? A diferença é que no caso do homônimo italiano, a origem da mesma aparenta ser bem mais duvidosa, e com muito menos elementos comprobatórios. Vale ressaltar também, que relíquias de santos de catacumbas (conjunto subterrâneo de corredores e abrigos utilizados para sepultamentos), algumas de origem duvidosa, estão espalhadas por igrejas do mundo inteiro, não somente do México, que sozinho contaria com mais de 30 exemplares.

Segundo o blog "Pregunta Santoral", a versão mais popular da lenda da "Santa Inocência" de Guadalajara é um completo absurdo. Os ossos certamente seriam de um corpo santo extraído das catacumbas de Roma, e teria chegado da Europa no século XVIII, assim como muitos outros. A questão é que alguém vestiu a imagem com uma roupa utilizada na Primeira Comunhão, e isso fez com o que imaginário popular criasse toda uma lenda ao seu redor. Além disso, a imagem não estaria incorrupta, e nem mesmo embalsamada. Claramente poderia se notar que a mesma não aparenta ser feita de cera. Julgando pela "descamação" da máscara mortuária, seria de um material tal como gesso ou papel machê.

Claramente poderia se notar que a mesma não parece ser feita de cera.
Julgando pela "descamação" da máscara, seria de um material tal como gesso ou papel machê
Lembra que os devotos dizem que é preciso cortar o cabelo e as unhas constantemente porque continuaria crescendo? Pois é, isso também é relatado por outros devotos de outros corpos santos espalhados pelo México. O cabelo de "Santa Inocência" seria tão somente uma espécie de peruca, sendo que nem mesmo é possível ver suas unhas. Apenas os ossos da mão coberto por uma espécie de malha, juntamente com um recipiente contendo supostamente terra e sangue estão expostos. Em um comentário respondido pela autora da matéria (iremos comentar sobre ela em breve), ela até mesmo questiona a razão de encontrar apenas "isso" dentro de um túmulo. Ela tinha a impressão que teriam separado as relíquias dessa mártir, ou seja, o restante do corpo teria ido parar em outro local, e quem sabe com outro nome.

Outro ponto a ser ressaltado é que o nome da Inocência é atribuído, pelo menos, a diversas mártires das catacumbas romanas. Por exemplo, temos uma reverenciada em Agnona di Borgosesia e Monte Tauro di Coriano, na Itália, uma em Chasne-sur-Illet, na França, outra em Washington, nos Estados Unidos, isso sem contar a "Santa Inocência" de Longobardi e a de Guadalajara, é claro.

Todas essas informações acima são adaptações do que foi escrito por Ana María Crespo, sob o apelido de Meldelen, para o site Pregunta Santoral. Ana María é uma professora espanhola do Ensino Médio, cuja paixão está relacionada a mulheres mártires de todos os tempos, logo ela se dedica a investigá-las. Ela também diz gostar muito de fotografia de arte sacra e iconografia em geral.

As únicas "relíquias" expostas são os ossos da mão coberto por uma espécie de malha,
juntamente com um recipiente contendo supostamente terra e sangue estão expostos
Por outro lado, no ano passado, um homem chamado Javier Urdiales, que comentou na matéria escrita por Ana María, disse que era estudante de licenciatura de Restauração de Bens Culturais Móveis, e que pôde realizar um estudo superficial sobre a imagem de "Santa Inocência". Ele determinou que seria uma escultura policromada de madeira entalhada do período barroco, que representa uma criança do sexo feminino entre 7 a 9 anos de idade.  

Ainda segundo ele, a escultura serviria como um relicário, pois conteria algumas relíquias desta "santa", sendo que neste caso seria apenas a sua mão direita. Ele acreditava que as imperfeiçoes do rosto seriam as representações de ulcerações que foram criadas pelo escultor. Haveria um retoque na ponta do nariz dela, onde claramente havia perdido a camada pictórica (camada de pintura composta por uma ou mais capas que contêm os pigmentos e o aglutinante), e houve a reintegração da cor sem base preparatória perceptível.

Um homem chamado Javier Urdiales, que comentou na matéria escrita por Ana María, disse que pôde realizar um estudo superficial sobre a imagem de "Santa Inocência", e que seria uma escultura policromada de madeira entalhada do período barroco, que representa uma criança do sexo feminino entre 7 a 9 anos de idade. Haveria um retoque na ponta do nariz dela (em destaque), onde claramente havia perdido a camada pictórica e houve a reintegração da cor sem base preparatória perceptível
Resumindo? Bem, tudo indica que não estaríamos diante de um corpo embalsamado de uma menina mexicana. Muito provavelmente também não estaríamos diante da representação de uma mártir em cera, e mesmo que estivéssemos, não estaríamos diante da "ossada" de alguém que teria morrido há 300 anos, visto que os ossos da mão provavelmente seriam datados da época das primeiras perseguições aos cristãos pelo Império Romano, ou seja, muito antes do século V.

Não estamos dizendo que as pessoas não estão diante de um "corpo santo", é bem provável que os restos mortais sejam de uma mártir romana, assim como muitas outras relíquias que vieram da Europa durante o século XVIII. Contudo, as informações divulgadas recentemente estão completamente distorcidas. Já em relação ao vídeo, conforme anteriormente citamos, muito, muito provavelmente mesmo é tão somente manipulação digital (computação gráfica), a exemplo do que aconteceu no caso anterior envolvendo a "estátua de Jesus Cristo", da Catedral de Santiago, na cidade de Saltillo, também no México. Caso surjam quaisquer novidades, manteremos vocês informados!

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://apanaceiaessencial.blogspot.com.br/2012/08/sao-muitos-os-santos-cujos-corpos.html
http://obscurahabitacion.blogspot.com.br/2012/12/la-martir-santa-inocencia-abre-los-ojos.html
http://soyjalisco.com/la-historia-santa-inocencia-la-nina-la-catedral/#
http://www.longobardinfoto.it/san-francesco-di-paola-interno-chiesa.html

http://www.mirror.co.uk/news/weird-news/terrifying-moment-corpse-child-saint-8902595
http://www.preguntasantoral.es/2012/11/santa-inocencia-de-guadalajara/
http://www.preguntasantoral.es/tag/santa-inocencia-de-longobardi/
https://www.youtube.com/watch?v=kQ0YlHeKAT4
https://www.youtube.com/watch?v=nqmT73c2uO0
Comentários