30 de setembro de 2016

Conheça Toda a Verdade Sobre o Suposto "Humanoide" que Foi Filmado em um Posto de Gasolina, em Pachacamac, no Peru

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Confesso que não estava nos meus planos escrever sobre o suposto "humanoide" de Pachacamac, por uma razão muito clara, desde o começo de toda essa historia para mim esse "ser" que lhe foi imputada a condição de extraterrestre, não passava de um balão (ou bexiga, como quiserem) de gás hélio. Contudo, diversos sites de cunho ufológico e de entusiastas de OVNIs nacionais e internacionais divulgaram amplamente essa história sem oferecer ao leitor uma hipótese plausível para o que estava sendo exibido. Além disso, não escrever ou mencionar o que estava sendo dito por quem gravou, as testemunhas e inclusive os supostos "especialistas" corrompe nocivamente as pessoas que dedicam seu tempo ao ler uma postagem e influenciam negativamente a formação de suas opiniões. Portanto, não basta apenas tentar analisar um material, mas sim mostrar todos os lados possíveis, ou pelo menos a maioria deles, para evitar direcionar o leitor a apenas uma direção. Muitos entusiastas de OVNIs pregam pela liberação de documentos oficiais, pela liberdade de expressão e até formam movimentos nesse direção, porém quase sempre se tornam os primeiros a negar diversas hipóteses mundanas para explicar os fenômenos supostamente "não identificados", dando claramente a conotação extraterreste. Aliás, é praticamente impossível existir um site que fale de OVNI que não possua a figura de um "ser alienígena" ou um disco voador.

Um detalhe muito interessante sobre esse caso é que ele ocorreu no Peru, mas começou a ser divulgado por uma investigadora mexicana do fenômeno OVNI. Além disso, rapidamente essa investigadora entrou em contato com o "Dr. Anthony Choy", que foi exaltado como um "renomado ufólogo" peruano. Bem, esse é o ponto mais neuvrálgico de toda essa história. Para quem não conhece, o "Dr. Anthony Choy", 54 anos, já foi citado como ufólogo, advogado, escritor, jornalista investigativo, palestrante e produtor de radio. E por mais estranho que isso possa parecer, de vez em quando ele aparece sendo citado como "médico" para dar sua opinião sobre casos de supostas "possessões demoníacas". Embora ele não tenha nenhuma formação acadêmica nesse sentido, ele não parece se importar nem um pouco com isso.

Vocês lembram do caso que publicamos aqui em maio desse ano, onde dezenas de alunas teriam sido "possuídas pelo demônio" após usarem uma tábua Ouija em uma escola de Tarapoto, no Peru? Naquela ocasião, o "Dr. Anthony Choy" foi amplamente citado como médico, e foi consultado pela mídia peruana que buscava uma explicação para o que estava acontecendo. Ele simplesmente disse que não sabia explicar, e que ainda estavam tentando entender o que estava acontecendo. Em nossa postagem mostramos que tudo não passou de histeria coletiva e trouxemos muitas outras informações adicionais para vocês. A verdade é que o "Dr. Anthony Choy" é uma espécie de Jaime Maussan do Peru, onde muitos dizem que o único doutorado que ele possui é de sensacionalismo e desinformação. Resumindo? Evidentemente que essa história de "humanoide" não iria terminar nada bem, e não era necessária nenhuma análise técnica para saber disso. Vamos saber mais sobre esse assunto?

Como Toda Essa História Começou: A Análise de Uma Investigadora Mexicana do "Fenômeno OVNI" Chamada Ana Luisa Cid


Conforme dissemos anteriormente, o caso que ficou conhecido como "humanoide de Pachacamac" surgiu a partir de uma pessoa, identificada apenas como um engenheiro de uma empresa canadense, que teoricamente realiza o controle ambiental em postos de gasolinas peruanos. O detalhe é que essa pessoa nunca apareceu e sequer sabemos seu nome. De qualquer forma, essa pessoa teria enviado um vídeo para uma investigadora mexicana do fenômeno OVNI chamada Ana Luisa Cid. Tudo teria acontecido na madrugada do dia 22 de agosto, por volta das 4h da manhã, porém a investigadora alegou que recebeu o vídeo apenas no dia 27 daquele mês.

Os funcionários do posto de gasolina "Primax", localizado no km 29 da rodovia Panamericana Sur, na altura do distrito de Pachacamac, no Peru, teriam dito que algo estranho tinha acontecido. Então, essa pessoa foi verificar as câmeras, momento no qual quando esse engenheiro avistou algo de estranho, e passou a gravar com seu celular o que estava sendo exibido pelo monitor de TV. Confira o vídeo abaixo que foi publicado pela Ana Luisa Cid, em seu canal no YouTube, no dia 28 de agosto (em espanhol):



Segundo a própria Ana Luisa Cid, a câmera havia registrado um "estranho humanoide". A estranha "entidade" teria saído voando quando funcionários do posto se aproximaram dela, deixando as testemunhas paralisadas. Um grupo de jovens que estavam no posto de gasolina naquele mesmo horário, teria seguido o "humanoide" até uma rodovia próxima, onde o mesmo chegou a ser atropelado por dois veículos. A "criatura" saiu ilesa, recuperou sua forma e continuou "andando". Iremos comentar sobre esses jovens, que eram funcionários do turno da noite, desse mesmo posto de gasolina, daqui a pouco, porque eles foram uma "atração" a parte de toda essa história.

Imagem do Google Maps mostrando a Rodovia Panamericana Sur, na altura do Distrito de Pachacamac
Uma vez que o caso havia acontecido no Peru, Ana Luisa entrou em contato com que ela chama de "renomado ufólogo", o Dr. Anthony Choy para saber sua opinião sobre o incidente. Imediatamente, o Dr. Choy deu início a uma "extraordinária investigação" e entrevistou testemunhas.

Ainda de acordo com Ana Luisa, parecia que o humanoide "emergia do solo" ou de algum depósito do posto de gasolina e, em seguida, "caminhava" ao redor, mudando sua forma, mas ela não sabia se tratava apenas de uma ilusão de ótica. Para tirar essa dúvida seria necessário analisar demais câmeras de segurança, que de acordo com o Dr. Choy, seis delas teriam registrado a "criatura".

Ainda de acordo com Ana Luisa, parecia que o humanoide "emergia do solo" ou de algum depósito do posto de gasolina e, em seguida, "caminhava" ao redor, mudando sua forma, mas ela não sabia se tratava apenas de uma ilusão de ótica
Foi durante essa "investigação" do Dr. Choy que surgiu um outro vídeo, de um jovem chamado Juan Mauricio Morales. Ele e alguns colegas que trabalham no posto de gasolina, no turno da noite, começaram a perseguí-la, sendo que um dos amigos, chamado Oliver Suazo, queria capturá-lo.

Contudo, a criatura escapou em direção a rodovia Panamericana Sur. O jovem, superando o medo, conseguiu gravar um vídeo com o seu celular. Confira esse vídeo que foi publicado pela Ana Luisa Cid, em seu canal no YouTube, no dia 29 de agosto (em espanhol):



Segundo Ana Luisa, o humanoide era azul, brilhante e mudava de forma. Também seria possível ver no vídeo o momento que o "humanoide" atravessa a rodovia, e acaba sendo atingido por caminhões em alta velocidade por cerca de duas vezes.

As testemunhas pensaram que ele tinha "morrido". No entanto, o "humanoide" saiu ileso e continuou "caminhando". De acordo com Ana Luisa, ao analisar a gravação, quadro a quadro, seria possível notar que criatura teria encolhido ao ponto de se tornar apenas um ponto luminoso ou quem sabe até mesmo teria desaparecido.

Segundo Ana Luisa, o humanoide era azul, brilhante e mudava de forma. Também seria possível ver no vídeo o momento que o "humanoide" atravessa a rodovia, e acaba sendo atingido por caminhões em alta velocidade por cerca de duas vezes

De acordo com Ana Luisa, ao analisar a gravação, quadro a quadro, seria possível notar que criatura teria encolhido ao ponto de se tornar apenas um ponto luminoso ou até mesmo teria desaparecido
Ana Luisa menciona que graças a "extraordinária investigação" do Dr. Choy, que entrevistou as testemunhas, sabíamos que inicialmente eles pensaram que fosse um balão, embora aparentasse um comportamento estranho. No vídeo gravado por eles era possível ouvir diversas vezes os jovens dizendo que não poderia ser um balão de hélio, porque um balão não poderia estar tão perto do solo, e nem mesmo se comportar daquela maneira.

Enfim, de acordo com Ana Luisa, algumas pessoas teriam começado a criticar o vídeo de Juan Mauricio pela qualidade extremamente baixa do mesmo, abordando tão somente essa questão para desacreditar o caso. Ela achava isso muito injusto e absurdo. Para ela, a realidade é que a maior parte das testemunhas ao redor do mundo, não são cinegrafistas, não possuem uma câmera profissional, e mesmo que tivessem, não carregariam as mesmas 24 horas por dia. O comum seria utilizar as câmeras de celulares, não importando quantos megapixels elas tivessem. Além disso, seria normal o vídeo estar tremido, visto que isso demonstrava o sentimento de medo diante de eventos inexplicáveis.

Resumindo? Ana Luisa deixou claro em seu texto, sem medo de errar, que o caso era verdadeiro devido a gravação da câmera de segurança do posto e do contato visual que os jovens tiveram com uma estranha entidade, e bem "difícil de explicar".

Um Breve Resumo da Entrevista Realizada pelo Dr. Anthony Choy Com as Testemunhas


Em entrevista realizada pelo Dr. Anthony Choy, Juan Mauricio Morales, principal responsável pelo vídeo, disse que teria visto "um pequeno humanoide, com cerca de um metro de altura, com uma cabeça muito grande, e com braços e pernas de cor azul metálico". Ele tentou se aproximar, mas não conseguiu, visto que uma força estranha o impedia. Ele chegou a mencionar que o humanoide olhou fixamente para ele, mas ele não conseguia se mover. Ele disse ter ficado paralisado por alguns segundos, com uma sensação de opressão no peito. Quando finalmente ele conseguiu se mover, ele avisou aos seus colegas e, assim, começou a perseguição ao humanoide.

Confira a entrevista realizada pelo Dr. Anthony Choy no programa "Viaje a Otra Dimensión" da Radio Capital TV, que foi publicada pela Ana Luisa Cid, em seu canal no YouTube, no dia 29 de agosto (em espanhol):



Uma outra testemunha chamada Jessica Farfán disse que a "entidade" tinha os olhos vermelhos e, por vezes, parecia um robô, devido a movimentos aparentemente mecânicos. Ela também sentiu um aperto no peito e muita taquicardia.

A terceira testemunha, chamada Oliver Suazo, ficou conhecida apenas por ser a pessoa que tentou capturar a "criatura". Além disso, haveria também uma quarta testemunha chamada "César Gutiérrez", um segurança do posto, que não estava presente durante essa entrevista. De qualquer forma, o humanoide foi descrito por ser silencioso, e não emitir nenhum ruído.

Uma das partes mais curiosas dessa entrevista é que o próprio Dr. Anthony Choy faz uma referência aos famosos "homens de preto". Ele menciona que apesar dos jovens terem sido intimidados na noite anterior, eles foram ao programa dele para dar seus depoimentos sobre o caso
Uma das partes mais curiosas sobre o Dr. Anthony Choy é que ele faz uma referência aos famosos "homens de preto". Ele menciona que apesar dos jovens terem sido intimidados na noite anterior (dia 28 de agosto, um domingo), eles foram ao programa dele para dar seus depoimentos sobre o caso. Na época, de acordo com algumas declarações dos jovens, eles teriam recebido a visita de pessoas estranhas no posto de gasolina onde tudo aconteceu. Essas pessoas teriam chegado em um carro preto com os vidros totalmente escuros, as 3h30 da manhã. Uma das pessoas era alta, com a pele branca, e tinham "alguma coisa" em suas costas.

As declarações referentes a este "estranho episódio" ficam claras na parte final da matéria realizada sobre o caso pelo programa "La Bateria con Aldo Miyashiro", da Panamericana Televisión, que muito provavelmente foram dadas após a entrevista para o Dr. Anthony Choy (em espanhol):



"Quando me aproximei do objeto senti um aperto no peito, mas dessa vez eu senti uma pressão em todo o meu corpo. Desconfiei deles. Tinham um capuz e alguma coisa nas costas. Tinham a mesma energia do objeto, mas um pouco mais forte. Senti medo", disse Juan Mauricio Morales.

Evidentemente, a mídia peruana, explorou bastante esse assunto. A seguir vamos conhecer algumas reportagens que foram feitas e acabaram fazendo com o que assunto ganhasse repercussão internacional.

Confira Algumas Reportagens Realizadas pela Mídia Peruana Sobre o "Humanoide de Pachacamac"


Um dos programas que começou a espalhar esse caso para o mundo foi  o "24 horas", pertencente a Panamericana Televisión. Na reportagem publicada no YouTube, no dia 30 de agosto, basicamente foi relatado tudo o que vocês já sabem até o presente momento. Ainda é possível conferir uma entrevista com o ufólogo Anthony Choy na tentativa de explicar aquele fenômeno supostamente paranormal.

O Dr. Choy mencionou que o "objeto" teria uma cabeça grande, larga, e de dois a quatro "tentáculos". Além disso, ele mencionou que não poderia ser um drone, porque não tinha hélice e nem mesmo motor. Confira essa reportagem do programa "24 horas" (em espanhol):



O assunto também repercutiu no "ATV Noticias", da emissora Andina de Televisión (ATV), e ganhou um fundo musical muito peculiar, que muitos de vocês vão reconhecer por ser referente a antiga série norte-americana chamada "Arquivo X". Um especialista também declarou que as imagens não teriam sido manipuladas digitalmente.

Confira essa reportagem publicada no canal ATV noticias, no YouTube, no dia 30 de agosto (em espanhol):



Interessante, não é mesmo? Entretanto, esse caso teria uma reviravolta muito peculiar. Isso porque as três principais testemunhas do "humanoide de Pachacamac" resolveram gravar um vídeo para rebater algumas questões que estavam sendo divulgadas nas redes sociais e na mídia em geral.

O Vídeo Gravado Pelas Testemunhas do "Humanoide de Pachacamac"


Por volta do dia 4 de setembro, Juan Mauricio Morales, Jessica Farfán e Oliver Suazo fizeram um vídeo e o publicaram no YouTube para explicar o que aconteceu na madrugada do dia 22 de agosto, em Pachacamac, no Peru. O vídeo original atualmente encontra-se em modo privado, porém uma cópia do mesmo foi publicado por Ana Luisa em sua própria conta no YouTube. Confira esse vídeo (em espanhol):



Tivemos algumas declarações muito interessantes. Vamos enumerá-las:

1) O vídeo foi filmado com um telefone da marca ZTE com uma câmera de 13 megapixels;

2) O vídeo original possuía uma boa qualidade de imagem, ao contrário do que estava sendo divulgado pelas redes sociais e pelos veículos de comunicação;

3) Em um determinado momento, Juan Mauricio Morales fez questão de reiterar que o vídeo original possuía uma boa qualidade de imagem. "Demos o vídeo para um pesquisador, ele editou e fez o upload no YouTube. O que eles mostram na televisão e em outros veículos de comunicação são cópias editadas. Porém, não dá para ver nada direito, parece borrado. Além disso, ele colocou o nome dele em um vídeo que não lhe pertencia, ao invés de colocar o nosso", disse Juan Mauricio, claramente em referência ao Dr. Anthony Choy;

4) Juan Mauricio ainda possuía uma cópia do vídeo original, ou seja, o vídeo não tinha sido misteriosamente perdido, conforme alguns veículos de comunicação erroneamente divulgaram;

5) Eles negaram a visita de "Homens de Preto". A investigadora Ana Luisa menciona que conversou com Jessica Farfánm e ela explicou que dois homens chegaram no posto de gasolina as 3h30, em um carro escuro com vidros normais, não polarizados (pelo menos o parabrisa, uma vez que os vidros das janelas estavam abaixados). Esses homens usavam casacos, um deles era de cor branca, não ternos pretos. Eles fizeram diversas perguntas, tais como: "Foi você quem viu?", "Como foi?". As testemunhas não teriam respondido, porque sentiram uma sensação estranha e estavam com medo. Algo muito semelhante ao que sentiram quando viram o humanoide. Só que dessa vez mais intenso. Jessica disse um deles parecia estrangeiro, talvez norte-americano. Ela não se lembrava da data exata, mas tinha ocorrido antes de sua participação no programa do Dr. Anthony Choy. Um homem ligou para o programa, que é transmitido ao vivo, e disse que era o chefe de um grupo de investigação chamado Sky Watchers, que eles tinham visitados os jovens, e que não eram os "Homens de Preto";

Mensagem posterior de Richard Cardoso para Ana Luisa Cid, responsável pelo grupo Skywatchers Peru,
a respeito da visita que dois membros do grupo fizeram aos jovens no posto de gasolina Primax
6) Em um programa de televisão foi apresentado um balão vazio, supostamente encontrado a poucos metros da rodovia. Diante disso, as testemunhas disseram que não era a mesma coisa que tinham observado em 22 de agosto. Foi justamente por isso, pelo sentimento de impotência perante a mídia, que eles resolveram publicar esse vídeo;

7) As testemunhas pediram para Ana Luisa divulgar seus endereços do Facebook de modo que as pessoas interessadas pudessem entrar em contato direto com eles. Eles apreciavam quaisquer comentários, perguntas ou críticas, desde que fossem feitas com respeito, independentemente de acreditarem ou não neles.

Quando eu assisti a esse vídeo onde mais trechos do vídeo original foram exibidos, confesso que me espantei como ninguém notou que isso era apenas um balão, razão pela qual deixei esse caso de lado, ainda mais diante de tantas outras notícias e matérias que foram surgindo ao longo desse mês. A questão é claro, era provar que era tão somente um balão, qual seria esse balão, e eventualmente encontrá-lo. Contudo, olhe o comparativo que fiz abaixo. É parecido, não é mesmo?

Comparativo mostrando que o humanoide de Pachacamac seria apenas
um balão metalizado com gás hélio do personagem infantil "Pernalonga"
O comparativo acima é composto por três imagens. A primeira (à esquerda) mostra o que seria o "humanoide de Pachacamac", a segunda (no centro) mostra a mesma imagem invertida verticalmente, ou seja, é bem parecida com um coelho, sendo que a terceira mostra um exemplo de um balão metalizado com gás hélio do personagem infantil "Pernalonga".

Como explicar que o balão estaria "caminhando" de cabeça para baixo? Isso é bem simples. Uma vez que as "orelhas" do balão são as partes com menos gás hélio, elas são as primeiras a perderem pressão e se tornam mais pesadas. Assim sendo, uma vez que a "cabeça" do balão é a maior parte do mesmo, o balão acaba virando de cabeça para baixo em algum momento desse processo. Eventualmente, o balão pode ficar bem rente ao solo e ao final, inclusive, acabar pousando em algum local, ficando "murcho". Simples assim.

De qualquer forma, o assunto continuou sendo polemizado no decorrer do mês, com pessoas dando as mais diversas teorias e explicações para o "fenômeno". Porém, um dos melhores vídeos publicados e relacionados a análises sobre esse caso foi o de um usuário chamado César Buenrostro, de uma página no Facebook chamada "Evidencia X". Confira o vídeo que foi publicado no dia 18 de setembro, em sua própria conta no YouTube (em espanhol):



César Buenrostro mencionou, acertadamente, que aquilo não poderia ser chamado de "humanoide", porque sequer tinha uma forma humana, ironizando levemente que os seres humanos no Peru eram iguais aos demais do resto do mundo. Ele questionou a razão das pessoas envolvidas ocultarem que era tão somente um balão, porque as demais pessoas tão somente podiam observar um mero vídeo do que passaram a dizer que era um "humanoide".

Para piorar a situação, cerca de dois dias sairia uma análise de Fernando Távara, diretor nacional da MUFON Peru, a respeito desse caso. É justamente essa análise que iremos conferir a seguir.

A Análise da MUFON Peru: Era Apenas um Balão do Pernalonga!


No dia 20 de setembro, para o desespero e vexame de muitos entusiastas de OVNIs, que deram o caso como verdadeiro (incluindo o Dr. Anthony Choy), ou seja, que os jovens teriam se deparado com algo extraordinário e desconhecido, saiu a análise da MUFON Peru (Mutual UFO Network ou "Rede Mútua de OVNIs", em português). Acreditem, essa investigação foi bem completa, porém iremos traduzí-la apenas parcialmente para evitar nos alongarmos muito sobre toda essa história, que resultou em um total e completo fiasco. Para conferír a análise na íntegra, cliquem aqui.

Introdução ao Caso:

Na manhã de 22 de Agosto de 2016, por volta das 3h30, em um estabelecimento de venda de combustíveis, testemunhas avistaram um objeto, cuja primeira impressão os fizeram chamar de "humanoide".

As principais testemunhas eram três jovens: Juan Mauricio Morales (aprox. 22 anos), Oliver Suazo Calderon (18 anos) e Jessica Farfán (aprox. 24 anos). Eles seguem trabalhando no mesmo estabelecimento.

Outras três testemunhas estavam no local, segundo declarações de Oliver Suazo. Uma pessoa era o segurança do estabelecimento (aprox. 45 anos), um motorista de caminhão (aprox. 45 anos) e seu ajudante (aprox. 23 anos). As três testemunhas que trabalham no estabelecimento se conhecem a cerca de 4 meses, desde que começaram a trabalhar naquele local.

Informações de Avistamento do Objeto:

A seguir é exibida apenas uma parte do vídeo original referente ao avistamento, que foi gentilmente cedido ao MUFON Peru, por uma das testemunhas. Foi somente publicado apenas a parte que mostra o objeto, mas não o vídeo completo e original, com o qual realizamos a análise correspondente.



As testemunhas Juan Mauricio Morales e Oliver Suazo concederam entrevistas ao MUFON Peru em datas diferentes:

Juan Mauricio Morales: 5 de setembro de 2016
Oliver Suazo: 11 de setembro de 2016

Tamanho do objeto: De acordo com testemunhas o objeto tinha entre 50 a 70 cm.

Luz própria: De acordo com testemunhas o objeto não tinha luz própria. O objeto não emitia luz. De acordo com as testemunhas, a luz que o objeto tinha era o reflexo da luz dos carros que passavam. Além disso, havia a luz proveniente do estabelecimento. Testemunhas disseram que o objeto refletia muita luminosidade.

Cor: Ambas as testemunhas disseram que o objeto tinha cor azul metálico.

Duração do avistamento: Aproximadamente 20 minutos. Aproximadamente 10 minutos ao redor de uma palmeira (planta) do estabelecimento (segundo declaração de Oliver e conforme visto nas câmeras de seguranças). O restante do tempo transcorreu em outra localidade.

Detalhes adicionais (fornecidos pelas testemunhas):
  • Maurício disse que o objeto não tinha luz própria e brilho, objeto tinha uma cor azul metálico, e que refletia a luz que o iluminava;
  • Mauricio disse que a primeira vez que viu o objeto, o mesmo flutuava em relação ao solo e, em seguida, disse que começou a caminhar;
  • Mauricio disse que se encontrava a dois metros do objeto quando começou a gravar com seu celular;
  • Mauricio disse que o objeto tinha 4 patas e "caminhava como um ser humano" (inconsistência);
  • Mauricio confirma que o objeto, enquanto se encontrava na rodovia, deslizava suaemente. Mauricio disse que o objeto estava muito próximo do chão, a menos de 10 cm, e talvez a apenas 2 cm. O objeto se movia sem esforço, estava estático e avançava assim como um balão faria;
  • Mauricio disse que o vento não era muito forte, mas que dava para "sentir o vento no rosto";
  • Maurcio revela que o posto estava a 10 metros da rodovia. Eles permaneceram vários minutos observando, até que regressaram ao trabalho;
  • Mauricio disse que o objeto tinha luzes, duas luzes vermelhas na parte superior (cabeça), no entanto, antes ele havia dito que as luzes estavam no corpo;
  • Mauricio confirma que a cor do objeto não se alterou em nenhum momento, e tinha cor azul metálico;
  • Mauricio revela que viu o vídeo da câmera de segurança depois de dois dias;
  • Ao ver o vídeo Mauricio percebeu que o objeto tinha estado por diversos minutos na local, indicando que o objeto esteve estático por um tempo.
Agora, os detalhes fornecidos pelo Oliver.
  • Oliver afirma que o objeto tinha cor azul metálico com bordas pretas (parte inferior). Testemunha afirma que o objeto não brilhava intensamente;
  • Oliver disse que o objeto não emitia luzes. Chegando na rodovia, houve um flash de cor avermelhada na parte superior do objeto;
  • Nos primeiros segundos que ele viu o objeto, Oliver pensou que era um balão. Mais tarde, mudou sua opinião;
  • Oliver disse ter estado a dois metros do objeto (distância mínima);
  • Oliver disse que o objeto se erguia a pouca distância do solo e dava a aparência que estava caminhando;
  • Oliver disse que quando o objeto sofreu um impacto de um ônibus na rodovia, foi ouvido um som como se fosse de uma sacola plástica;
  • Conforme afirmado anteriormente, a testemunha afirma ter estado a cerca de 2 metros de distância. A esta distância, a testemunha disse acreditar ter visto o objeto caminhando (movendo suas patas). Porém, a testemunha disse não ter escutado nenhum ruído enquanto o objeto "caminhava", e disse que tão pouco deixava marcas no chão;
  • Oliver tem certeza que o objeto tinha duas patas (diferentemente de Mauricio ao afirmar que tinha 4 patas);
  • Oliver teve a intenção de tocar e capturar o objeto com uma caixa que tinha no estabelecimento. A partir disso se deduz que o objeto não era tão grande, e conforme a testemunha disse, o objeto tinha entre 50 a 70 cm. Porém, segundo narra a testemunha, Mauricio e Jessica disseram para ele não fazer isso.
  • Oliver afirma que o objeto não mudava de cor. Além disso, garante que o objeto não brilhava intensamente, ao contrário do que se vê no vídeo;
  • Oliver disse que o objeto não mudou de forma em nenhum momento;
    Oliver afirma que foi ele quem mais se assustou com esse incidente;
  • Oliver está convencido que o objeto avistado era um "humanoide" ou um "extraterrestre".
Condições Meteorológicas do Dia do Avistamento:

Tivemos acesso ao histórico meteorológico de Pachacamac naquela madrugada, e naquele mesmo horário. O vento era de apenas 6 km/h, indicando que a velocidade do vento não era tão intensa, o que foi corroborado por Oliver e Mauricio. Além disso, a temperatura era de 16°C, e umidade de 94%, muito comum em Lima, capital do Peru.

Condições meteorológicas de Pachacamac durante o horário do avistamento (entre 3h e 4h)
A Análise dos Vídeos

Seguindo as diretrizes investigativas para tais casos, foram consultados dois especialistas em análise de imagens e de vídeo, que colaboraram com a MUFON ao analisarem os vídeos originais.


1) Jorge Humia, especialista em vídeo e imagem

Jorge colaborou com a MUFON na análise das imagens originais de um caso anterior de um suposto "OVNI" em Miraflores, que acabou sendo apenas uma pipa. Em relação a esse caso, Jorge conseguiu analisar o vídeo original, realizado por Maurício. Essa é a sua avaliação:

"Não acredito que se trate de um elemento agregado em uma pós-produção através de programas de edição, uma vez que é possível vê-lo nas imagens das câmeras de segurança do local, e coordenar todas as câmeras para "plantar" algo nessas imagens, e que coincidam tanto no formato, luz, reflexo e sombras, iria ser necessário muito tempo e dedicação. Isso sem considerar as reações das pessoas e a interação delas. Caso isso acontecessse, em algum momento ficaria evidente que era uma fraude."


2) Percy Martín Bolarte Farfán, especialista em vídeo e imagem

Percy possui uma longa trajetória nos veículos de comunicação. Já trabalhou como chefe de edição em um canal nacional de televisão. Percy gentilmente colaborou com a MUFON analisando o vídeo gravado pela câmera de segurança do posto, e o vídeo original gravado pelo Mauricio. Aqui estão as suas observações:

Conclusões sobre o vídeo do posto de gasolina:
  1. O objeto móvel tem a forma de um polvo, com cabeça e quatro patas. De acordo com os ângulos analisados, o objeto móvel possui as patas fixas e um lado é ligeiramente mais largo que o outro. Duas das patas são mais fosforescentes do que as outras duas. Isso gera duas pequenas luzes em suas patas inferiores. Essas luzes são referências para estudar o movimento do objeto;
  2. O objeto começa seu deslocamento da esquerda para a direita. As quatro patas não se movem de forma independente. Elas se movem juntas. Possuem movimento giratório. Observa-se que as luzes vão girando, portanto, as patas se alternam dando a ilusão de uma caminhada. Percebe-se que o movimento giratório em si, se trata de um objeto móvel com um corpo 3D. Se você observá-lo como 2D terá a sensação de um caminhar semelhante a de um ser humano, o que é falso. Entende-se que o movimento de caminhar é o movimento independente das patas;
  3. Nem todos os movimentos são giratórios, em alguns momentos se desloca com pouquíssimo movimento. Se conclui que quando as luzes aparecem e desparecem (luzes das patas) está girando. Quando as luzes não se alternam, somente flutua na direção do vento;
  4. O vento é o que gera ambos tipos de movimento. Por definição os ventos não são uniformes, alternando as velocidades e cruzam entre si, algo que às vezes pode ocasionar pequenos redemoinhos. Observa-se em uma parte, no início do vídeo, que um galho move-se ligeiramente em sua totalidade. Havia vento essa noite. Bastaria se colocar embaixo dessa árvore para saber como era o vento naquela madrugada ou de qualquer outro dia;
  5. O objeto móvel não tem apenas uma cabeça e quatro patas, mas, aparentemente, tinha um desenho fosforescente azul ou azul celeste;
  6. Quando o objeto móvel flutua, se nota claramente duas voltas de 360º. Isso confirma, contundentemente, que ele não anda, mas flutua. A referência são as luzes das patas quando se alternam. Para perceber isso basta uma simples observação;
  7. O objeto deixa de flutuar e segue sua viagem da esquerda para a direita em direção à rodovia Panamericana. Em campo aberto se conclui que havia mais vento;
  8. Na minha opinião esse objeto móvel chegou ao posto de gasolina em um carro, o objeto acabou escapando devido ao vento e flutuou até se deparar com a parede e a palmeira. Ele ficou preso no local até que um vento mais forte o levou até a rodovia, onde encontrou mais vento, movendo-o da esquerda para a direita;
  9. Com as imagens analisadas posso concluir que é um balão de hélio semi-esvaziado. Ele tem um desenho fosforescente, provavelmente a partir de um desenho para crianças como um polvo ou outro desenho que não consigo determinar exatamente;
  10. Considerando que era madrugada de segunda-feira, o balão chegou ao posto de gasolina no domingo, provavelmente de uma festa ou reunião familiar.
Conclusões sobre o vídeo do celular:
  1. Quando se começa a gravar, a ilusão de caminhada é criada, porque o objeto está girando e a câmera se move de cima para baixo. Quando a câmera do celular se estabiliza, observa-se novamente as referências das luzes. O objeto sempre gira em razão do vento;
  2. Não há boa iluminação na rodovia, o objeto é iluminado somente pelas luzes do posto. Se nota claramente a fosforescência;
  3. O objeto apresenta o mesmo movimento em relação ao vídeo do posto. Movimento giratório e deslocamento linear, sempre em função do vento;
  4. O vento proporcionado pelos caminhões não altera o curso do objeto, porque o mesmo está muito longe deles;
  5. Quando o caminhão atropela o objeto, este se desloca ao mesmo tempo que o caminhão por uns 10 a 15 metros, e nada acontece; 
  6. Isso me confirma que é um balão de hélio semi-esvaziado. Se fosse sólido haveria caído assim como um ser humano quando é atropelado. Um ser humano ao ser atropelado seria arremessado pelo ar, caíria ou o corpo daria muitas voltas. O objeto móvel não tinha peso;
  7. A parte frontal do caminhão devia ter 1,8m, e o objeto móvel cerca de uns 80 cm. Quando acontece a colisão o objeto estava flutuando e não caminhando;
  8. O objeto nunca caminhou. Apenas flutua e se desloca girando;
  9. Um dos três jovens disse diversas vezes que era um balão. Estava tão convencido disso e tão próximo, que inclusive usou a palavra "estourou";
  10. Existem dois momentos que o objeto é iluminado e fica transparente. O objeto tem as características de um balão que fica transparente diante de uma luz muito forte;
  11. O vídeo do celular prova minha hipótese que é um balão de hélio semi-esvaziado com a forma de um polvo aquático;
  12. Estou calculando que o objeto móvel tenha um peso entre 30 a 40 gramas. Deduzo diante do impacto do caminhão, que se o peso fosse de meio quilo ou mais, e o caminhão tivesse passado por cima, o deixaria destroçado ou esmagado como acontece ao arremessar um pedaço de carne contra a parede. Se fosse um alienígena ou humanoide (que não é esse o caso) pesaria somente isso, 30 ou 40 gramas. Esse é o peso de um balão, sem contar os pesinhos que colocam na parte de baixo para que fique estável. Esse peso pode ter uma margem de erro de 15 gramas para mais ou para menos;
  13. Considerando a velocidade do caminhão a 100 km/h, e aplicando a velocidade igual ao espaço sobre o tempo, o caminhão percorreu aproximadamente o tempo que o globo percorreu, de 15 metros em um segundo, se comportando como um papel que gruda no parabrisas de um carro, até que o mesmo seja retirado, O balão de hélio se comportou de maneira semelhante, sendo que um balão de ar normal não se comportaria da mesma forma.
NOTA FINAL: Quando analisei como se fosse um humanoide concluí que, se fosse assim, teria as características de um balão. Seja o que fosse, estaria atuando como um balão de hélio semi-esvaziado no formato de um polvo.

Observação: Presumi a força do vento em razão do horário e dos funcionários do posto. O galho em movimento apenas me diz que o vento era irregular, o que explica a trajetória irregular do objeto.

Conclusão

Depois de realizar uma análise quadro a quadro no vídeo original (formato 3GP) e com uma qualidade muito melhor do que os vídeos que podem ser encontrados na internet, foi possível observar que o objeto tinha uma grande semelhança com um balão metalizado de hélio.Com base nos resultados de nossos especialistas em vídeos, que comentaram que o vídeo era autêntico e que o objeto era um balão de hélio, consideramos essa possibilidade.

Vale ressaltar que alguns usuários do YouTube e no Facebook, há vários dias e semanas teorizavam que esse objeto tinha uma forte semelhança com um balão de hélio do personagem "Pernalonga". Durante a entrevista que tivemos com Mauricio, foi mostrada uma imagem de um balão de hélio do Pernalonga, e foi perguntando se poderia ser isso, ele disse categoricamente que não.

Entretanto, uma vez que a hipótese havia sido corroborada por um dos nossos analistas de vídeo (Percy Bolarte), analisamos o vídeo considerando essa possibilidade. Encontramos algo, com uma grande surpresa, que praticamente resolve esse caso. Os quadros extraídos do vídeo original (3GP) apresentam as seguintes imagens:

Algumas das imagens publicadas na página da MUFON Peru


Obviamente, as imagens acima mostram o objeto invertido, no qual foi aplicado um filtro de brilho e constraste, e sem a necessidade de utilizar um avançado ou complexo programa de aprimoramento de imagens. Se nota que o objeto é simplesmente um balão de hélio que representa o personagem "Pernalonga".

A próxima imagem mostra as variedades existentes em relação a esses balões. Como vocês podem ver se assemelha muito com o objeto do vídeo. O mesmo é vendido por lojas físicas ou pela internet. Além disso, o tamanho desse balão de hélio é de 43 x 83 cm, o que coincide perfeitamente com o tamanho reportado pelas testemunhas: entre 50 a 70 cm.

Imagens mostrando a variedade dos balões referentes ao personagem "Pernalonga"
As imagens não são os únicos elementos que mostram isso. No vídeo, é possível ouvir que uma das testemunhas disse que está vendo a cabeça de um coelho. Além disso, Percy Bolarte, nosso analista de vídeo, chegou a conclusão que se tratava de um balão de hélio semi-esvaziado.

As testemunhas afirmaram ter visto um reflexo avermelhado na parte superior, e isso se explica facilmente. Se trata da língua do personagem, obviamente de cor avermelhada, e por ser um balão de material metalizado, refletiria as luzes dos veículos que passavam na rodovia.

As testemunhas afirmaram ter visto um reflexo avermelhado na parte superior, e isso se explica facilmente.
Se trata da língua do personagem, obviamente de cor avermelhada.
Atualização (22/09/2016) – Vídeo estabilizado

Estabilizamos o vídeo original para mostrar mais detalhes de todos os quadros onde se pode notar que o objeto se trata de um balão de hélio. Para isso, aplicamos filtros de brilho e contraste, invertemos a imagem e desaceleramos o vídeo:



Após 3 semanas, em que conseguimos entrevistar as testemunhas e analisar o vídeo original, podemos classificar esse caso como RESOLVIDO. O objeto avistado em Pachacamac, no dia 22 de agosto, não é extraterrestre, tão pouco se teletransportou, muito menos era um animal com bioluminescência e tão pouco um holograma. Se trata de um BALÃO DE HÉLIO, como mostram os quadros obtidos do vídeo original."

Por mais incrível que pareça, mesmo após tudo isso que contamos para vocês, ainda tem "especialista" dizendo que a análise está incorreta, e teimando em dizer que o caso ainda está em aberto, ao alegar que um balão não resistiria ao ser atropelado por um caminhão, e que ele não se movimentava com a corrente de ar gerada pela passagem dos caminhões.

Sinceramente, não vou fazer com que vocês percam tempo ao ler declarações absurdas de quem não aceita estar errado, e ainda afirma que o objeto teria emergido a partir de um muro. De qualquer forma, é nisso que dá quando você acredita no que pessoas como Jamie Maussan ou Anthony Choy, especialistas em promover farsas, divulgam. Não precisa ser especialista para saber que praticamente tudo que vêm deles não se pode confiar. Era praticamente certo que essa história não iria terminar bem. Dito e feito.

Comentários Finais


Sinceramente tenho apenas uma palavra para quem propagou essa história como se fosse um verdadeiro "humanoide", uma "criatura" ou um "ser extraterrestre" sem parar para pensar ou informar as pessoas o que poderia ser: vergonha. Não sei como dessa vez não falaram que o Pernalonga seria um personagem norte-americano envolvido no projeto super secreto do governo apelidado de "Blue Beam", onde a grande missão seria apresentar ao mundo a segunda vinda de Jesus Cristo, que inclusive já foi comparado com um boneco inflável, também de hélio, da empresa Michelin. Não conheço muito a bíblia, mas sei que Jesus não era borracheiro em Jericó. De qualquer forma, o caso do "humanoide de Pachacamac" é muito emblemático, porque mostra exatamente o que eu venho dizendo ao longo das postagens que escrevo. Esses casos quase sempre são apresentados por pessoas, que acreditam no "fenômeno OVNI", e que sempre associam ou dão uma conotação "extraterrestre" nos vídeos que publicam. Não adianta dizer que "OVNI" pode ser qualquer coisa não identificável, quando a única hipótese que fornecem é justamente de ser algo de outro mundo. É uma desculpa esfarrapada diante de um contexto perpetuado aos quatros ventos durante as últimas décadas. Relatos pessoais sem provas ou dados que possam ser analisados ou cruzados com outras fontes de informação são apenas e tão somente experiências pessoais, e infelizmente subjetivas. Não são evidências da existência de naves extraterrestes.

É complicado afirmar que os jovens do posto de gasolina sabiam que se tratava de um mero balão de hélio, porém provavelmente eles sabiam sim do que se tratava, só não esperavam que essa brincadeira fosse longe demais, ao ponto de comprometer ainda mais a péssima reputação de supostos "especialistas" locais. É possível notar em todos os vídeos e entrevistas, que Jessica Farfán participa, que ela sempre aparenta estar nervosa, e muitas vezes sorri como se estivesse debochando, muito diferente do comportamento de seus outros dois colegas. Evidentemente, o que eu acho é igualmente subjetivo, visto que não sou especialista sobre o comportamento humano, mas também não sou facilmente enganado por um mero balão do Pernalonga. Agora, quem a dois metros de distância não perceberia que era um balão de hélio? Pois é, acho que qualquer pessoa, exceto se tivesse um problema muito grave de visão também notaria isso. Portanto, é difícil imaginar, que não sabiam do que se tratava. Possivelmente, fizeram isso e esperavam que ficasse apenas pelas redes sociais ou no YouTube, mas se depararam com a excentricidade e o sensacionalismo de Anthony Choy, que além de tomar o vídeo para si, fez um imenso escarcel em seu programa, o promovendo para a TV aberta peruana, e consequentemente para os mais diversos veículos de comunicação internacionais. Claramente, de forma intencional, ele ou alguém de sua equipe, piorou a qualidade original da gravação, e editou o vídeo de modo a minimizar questionamentos. A festa estava praticamente pronta, o bolo de Choy estava assando e só faltava encher os balões.

Com a análise de Fernando Távara, diretor nacional da MUFON Peru, não deu muito tempo para apagar os velinhas. O vento que movimentou o balão de hélio, se transformou em um tornado, e expôs toda a farsa que havia sido montada. A indigesta "Verdade" não tinha sido convidada, mas ainda assim, acostumada a não ser chamada para essas festas, ela apareceu e acabou virando um verdadeiro pesadelo para as pessoas que continuam acreditando, que os jovens avistaram algo sobrenatural. Não, eles não avistaram. Lamento, era apenas um balão do Pernalonga. Aliás, nunca vi uma análise tão extensa para um mero balão. Fico imaginando que a turma do Pernalonga deve ter se divertido à beça com toda essa história. O Gaguinho, o Patolino, e o Frajola devem ter assistido isso de camarote. Mais uma peripércia do Pernalonga, com direito a participação do Eufrazino, que tentou perseguir o Pernalonga, mas não conseguiu sequer encontrá-lo. Onde será que o Pernalonga se meteu? Será que entrou em alguma toca de coelho e foi parar no País das Maravilhas? Não tenho a menor ideia, mas de uma coisa eu sei: mentira tem perna curta.

Até a próxima, AssombradOs!

Fontes:
http://analuisacid.blogspot.com.br/2016/08/humanoide-en-peru-caso-pachacamac-22-de.html?m=1
http://analuisacid.blogspot.com.br/2016/09/analisis-y-filtros-video-original.html?m=1
http://analuisacid.blogspot.com.br/2016/09/es-un-globo-humanoide-en-pachacamac.html?m=1
http://analuisacid.blogspot.com.br/2016/09/humanoide-en-pachacamac-el-mensaje-de.html?m=1
http://mufonperu.org/2016/09/caso-pachacamac-conclusion-de-mufon-peru/
Comentários