9 de setembro de 2016

A Misteriosa "Luz de Paulding": Um Estranho "Fenômeno" que Ainda Divide Opiniões dos Moradores de Michigan, nos Estados Unidos


Por Marco Faustino

Recentemente, visando trazer casos interessantes e eventualmente misteriosos para vocês, me deparei com uma notícia sobre uma estranha luz que é avistada, "praticamente" todos os dias, sempre durante a noite, e inclusive durante as madrugadas, num vale nos arredores de Paulding, no estado do Michigan. Os relatos sobre essa "misteriosa" luz são contados desde a década de 1960, sendo que o folclore popular, ou seja, as crenças locais para explicá-la são as mais variadas possíveis: fantasmas, atividade geológica, gás dos pantanos, e como não poderia deixar de faltar nessa lista, OVNIs. Assim sendo, caçadores de fantasmas e todos aqueles que adoram uma boa dose de mistério, principalmente os moradores da Península Superior de Michigan, frequentemente se encaminham até uma estrada solitária, em um local praticamente remoto, em meio a floresta, próximo a fonteira com o estado norte-americano do Wisconsin, na expectativa de assistir a um "fenômeno" que ficou conhecido como a "luz de Paulding". Algumas pessoas vão preparadas com repelentes e até mesmo garrafas de cerveja, enquanto outras simplesmente chegam de mãos vazias, apenas para assistir um pouco do "fenômeno", o qual ainda consideram um verdadeiro mistério. Todos, no entanto, querem ver essas luzes com seus próprios olhos, como uma espécie de experiência pessoal.

Conforme dissemos anteriormente, as crenças locais fornecem basicamente uma "explicação" lendária para a "luz de Paulding", cujo processo cultural é derivado, querendo ou não, de uma longa tradição de criar narrativas para explicar processos celestes naturais. Vale lembrar que na mitologia grega, por exemplo, o Sol não era uma estrela "estacionária", mas Helios, a personificação divina do Sol, que conduzia sua carruagem dourada ao redor da Terra. Séculos atrás se contava, que se alguém avistasse três luzes distintas e desconhecidas nos céus em uma mesma noite, seria um sinal de mau presságio, e que três mortes aconteceriam em breve. Embora esse tipo de surpertição raramente seja levada em consideração atualmente, as lendas de fantasmas ou até mesmo de OVNIs associados a luzes misteriosas permanecem vivas até hoje. Como exemplo temos os relatos da "luz fantasma" no Delta do Rio Paraná, na Argentina, a "Luz do Mundo" nas cidades da região do Campo das Vertentes, em Minas Gerais, as famosas luzes fantasmas de Marfa, no estado norte-americano do Texas, entre tantos outros casos ao redor do mundo.

No caso da "luz da Paulding", a lenda mais popular conta que a luminosidade vêm da luz trêmula de uma laterna, que é empunhada pelo fantasma de um guarda-freio (antiga função ocupada por aqueles que eram responsáveis pela vigília, e o acionamento do travão/freio de composições ferroviárias) de uma estrada de ferro, que acabou morrendo ao ser esmagado quando ele tentou impedir que um trem batesse em vagões que estavam parados nos trilhos. Não há ferrovias visíveis na região, porém, uma vez que essa lenda data de mais de meio século atrás, os moradores locais diziam que havia uma série de ferrovias que cortavam a floresta, e que agora estão encobertas pela vegetação. Algumas pessoas acreditam, inclusive, que a luz seja do próprio trem que não conseguiu parar, e que agora se tornou um "trem fantasma". Outras dizem que seria o espírito inquieto de um avô procurando pelo seu neto perdido, e que para isso utiliza uma laterna que constantemente falha, razão pela qual as luzes parecem ir e vir. Enfim, será mesmo que essa luz é algo sobrenatural? Vamos saber mais sobre esse assunto?

Um Pouco Sobre Paulding e a Localização da "Luz Misteriosa"


Não há muito o que ser comentado sobre Paulding, que por sua vez é uma comunidade não-incorporada do Condado de Ontonagon, no estado do Michigan, nos Estados Unidos. Isso significa que é uma localidade que não possui uma administração pública local, mas é gerenciada por uma divisão administrativa maior. Essa localidade fica dentro do distrito de Haight, às margens da autoestrada U.S. 45, e cerca de apenas 21 km de distância da pequena cidade de Ontonagon.

A autoestrada U.S. 45, que faz a ligação entre o Norte e Sul dos Estados Unidos, começou a ser construída no início do século XX. Atualmente a U.S. 45 possui pouco mais de 2.000 km de extensão, ou seja, ela realmente atravessa os Estados Unidos. Essa autoestrada começou a ser implementada no estado de Michigan por volta da década de 1930, porém um trecho de cerca de 13 km foi significativamente reconstruído no final da década de 1950, ou seja, houve uma alteração em sua rota original, que é justamente o trecho onde são relatados os avistamentos das luzes misteriosas.

Paulding é uma comunidade não-incorporada do Condado de Ontonagon,
no estado do Michigan, nos Estados Unidos
Imagem do "centro" de Paulding indo em direção ao Sul pela autoestrada U.S 45
Um agência dos correios com o nome de "Paulding" foi criada no local em 1893, porém foi desativada em 1971. A comunidade, no entanto, teria sido batizada com esse nome devido a John Paulding, um miliciano da Revolução Americana. A parte mais interessante a ser comentada talvez seja em relação ao número de habitantes das cidades ao redor de "Paulding", visto que essa comunidade não possui uma estatística própria.

De acordo com um censo realizado em 2000, o distrito de Haight tinha apenas cerca de 228 moradores. Já a pequena cidade de Ontonagon, de acordo com um censo realizado em 2010, tinha cerca de 1.494 moradores. Resumindo? Essa é uma região bem afastada de grandes centros urbanos, compreendida pela Floresta Nacional Ottawa, que por sua vez ocupa uma área de mais de 400.000 hectares, e boa parte do extremo leste da Península Superior de Michigan. Apesar do nome ter referência a uma cidade canadense, essa floresta está sob a jurisdição do Serviço Florestal Norte-Americano.

Já o fenômeno da chamada "luz de Paulding" é melhor visualizado em um determinado ponto de um antigo trecho que pertencia a autoestrada U.S. 45, que inclusive conta com uma placa de informação colocada pelo próprio Serviço Florestal Norte-Americano. Nesse trecho existe um bloqueio, através de uma espécie de defensa metálica (também conhecido como guard-rail), que foi pichada, em que é possível ler "Paulding Light". Confiram algumas imagens desse local:

Imagem do Google Maps mostrando o antigo e o novo trecho da autoestrada U.S. 45
Placa avisando sobre a "luz de Paulding" colocada pelo próprio Serviço Florestal Norte-Americano (imagem superior), e uma espécie de defensa metálica (também conhecido como guard-rail), que foi pichada, em que é possível ler "Paulding Light"
A chamada "luz de Paulding" é melhor visualizada em um determinado ponto
de um antigo trecho que pertencia a autoestrada U.S. 45
O local não é tão simples assim de ser acessado, então evitaremos de escrever o "passo a passo" de como chegar até o mesmo, porque provavelmente vocês ficariam extremamente entediados. Enfim, estão curiosos para ver como são essas luzes? Confiram um vídeo publicado pelo usuário Robert Wiegert, no Youtube, no dia 12 de novembro de 2006 (em inglês), e lembrando que esse "fenômeno" continua ocorrendo:



Confira também esse outro vídeo publicado pelo usuário Landotom, no Youtube, no dia 7 de março de 2010 (em inglês):



E finalmente, confira esse outro vídeo publicado pelo usuário Justin Tiemeyer, no Youtube, no dia 3 de dezembro de 2014, porém que teria sido gravado no dia 7 de abril daquele mesmo ano (em inglês):



Interessante, não é mesmo? Contudo, seria realmente uma "luz fantasma"? As lendas locais realmente fariam sentido, e não teríamos quaisquer explicações para esse "fenômeno"? Não poderia ser algo mais mundano? Afinal, muitos dizem que essas luzes seriam de faróis e das laternas traseiras de veículos, que estariam trafegando a 10 km distância, num trecho atual da autoestrada U.S. 45. Vamos começar a entender melhor essa história?

Como Tudo Começou


Segundo muitos sites, os relatos sobre a "luz de Paulding" teriam começado em 1966, após um grupo de adolescentes ter avistado luzes estranhas no horizonte, em meio a floresta, e logo em seguida contaram para o Xerife local. Apesar de não ter encontrado nenhum documento ou notícia publicada em algum jornal local da época sobre tal relato, todo e qualquer site que trata desse assunto apresenta essa mesma versão.

Durante os 20 anos seguintes, a "luz de Paulding" se tornou uma verdadeira sensação na região. Muitos se reuniam com suas famílias para avistar as luzes, predominantemente brancas, que pareciam se movimentar, aumentando e diminuindo de intensidade.
Durante os 20 anos seguintes, a "luz de Paulding" se tornou uma verdadeira sensação na região. Muitos começaram a ser reunir com suas famílias para avistar as luzes, predominantemente brancas, que pareciam se movimentar, aumentando e diminuindo de intensidade.

As Análises Realizadas Sobre a "Luz de Paulding" até o Ano de 2009


Entretanto, em setembro de 1986, Dale Kaczmarek, presidente da "Ghost Research Society" ("Sociedade de Pesquisas de Fantasmas", em português), nos Estados Unidos, assim como alguns outros membros dessa mesma sociedade, viajaram até o distrito de Watersmeet, que por sua vez fica bem próximo de Paulding, para investigar a "luz fantasma de Watersmeet", que na verdade era o que conhecemos atualmente como "luz de Paulding".

Simplesmente ao utilizarem binóculos, eles notaram que as luzes eram provenientes dos faróis e lanternas traseiras de veículos, e que não havia nada de sobrenatural a respeito delas. Além disso, Dale Kaczmarek mencionou a realização de um teste com horário marcado, no qual o carro de um dos membros piscaria 5 vezes os faróis, sendo que a equipe teria registrado com sucesso esses flashes de luz em uma fita de vídeo.

Foto mais recente de Dale Kaczmarek, presidente da "Ghost Research Society" ("Sociedade de Pesquisas de Fantasmas", em português), nos Estados Unidos
Apesar dessa "análise mais profissional" de 1986, e até de uma suposta análise com a utilização de um espectroscópio, que teria sido realizada em outubro de 1990 (não encontrei maiores informações sobre a mesma), também terem apontado que as luzes eram provenientes simplesmente de veículos, as lendas sobre a "luz de Paulding" permaneceram vivas no imaginário da população. As pessoas continuaram a frequentar o local, visto que elas se recusavam a acreditar em análises, que para muitos, não faziam nenhum sentido. Com certeza havia algum mistério por trás delas, e  não poderia ser algo tão simples assim.

Curiosamente, em agosto de 2009, uma equipe da Wausau Paranormal Research Society (WPRS) também foi até o local realizar uma análise sobre a "luz da Paulding". A equipe chegou a conclusão de que as luzes também eram provenientes dos faróis e das laternas de veículos que trafegavam pela autoestrada U.S. 45. Aliás, disseram que a movimentação das luzes, como se estivessem "dançando" de um lado para o outro nada mais era do que uma ilusão de ótica, um efeito autocinético (a percepção de um ponto estacionário de luz no escuro como se estivesse se movendo, sendo que efeito autocinético pode ser aumentado pelo poder da sugestão: se uma pessoa relatar que uma luz se move, outras terão maior tendência a relatar o mesmo).

A Análise do Programa "Fact or Faked: Paranormal Files" em 2010


Para os defensores da sobrenaturalidade da "luz de Paulding", houve um verdadeiro respiro de alívio com a exibição no dia 27 de outubro de 2010, do quinto episódio (intitulado "Blazing Horizon & Rollover") da primeira temporada, de uma série de TV chamada "Fact or Faked: Paranormal Files", do canal norte-americano Syfy.

Basicamente, o "Fact or Faked" ("Fato ou Farsa", em português) acompanhava uma equipe de investigadores, liderada por Ben Hansen, um ex-agente do FBI, que analisava diversas fotografias e vídeos virais (principalmente a partir da internet) de supostas atividades paranormais. Se o caso fosse realmente intrigante ao ponto de merecer uma investigação própria, a equipe tratava de tentar recriar o fenômeno, e consequentemente explicá-lo. A série teve apenas duas temporadas (2010-2012), resultando num total de 36 episódios.

Confira o quinto episódio da primeira temporada, que foi publicado em um canal de terceiros no site de compartilhamento de vídeos "Dailymotion" (em inglês):



Após quase 10 minutos de discussão sobre quais assuntos iriam abordar naquele episódio, o mesmo começa com o caso da "luz de Paulding". São quase 20 minutos de "investigações", que vamos resumir para vocês.

Primeiramente, a equipe deslocada para o estado do Michigan conversa com algumas testemunhas, e posteriormente a equipe confirma a existência do fenômeno através de câmeras, inclusive uma com "visão térmica". Durante a noite, assim que avistam a "misteriosa" luz, uma parte da equipe vai até o topo de uma colina, mas não consegue obter nenhuma confirmação visual dessa luz, enquanto um outro membro, exatamente no melhor ponto de observação dessas luzes, continuava a observando no horizonte. Então, a equipe parte em busca de detectar se havia alguma anomalia de ordem natural no local, tal como a emissão de gases, e também não detectam absolutamente nada. Para vocês terem uma ideia, até mesmo um avião é utilizado em uma das noites para tentar replicar o fenômeno.

A parte mais polêmica viria com o suposto bloqueio de um trecho da autoestrada U.S. 45, por volta de 1h30 da madrugada, realizado por um carro da polícia, para que se pudesse ser realizado um experimento que confirmasse que as luzes eram apenas faróis ou laternas traseiras de carros. Para a surpresa do público, o experimento falha e não consegue apontar que a luz "misteriosa" seria proveniente de veículos automotores. Para piorar a situação, ela aparecia mesmo quando não havia nenhum tráfego na autoestrada. Por fim, foi realizada uma sessão EVP (sigla em inglês para fenômeno da voz eletrônica), mas que também não apresentou nenhum resultado satisfatório. A "luz de Paulding", portanto, permanercia como um mistério "inexplicável". Contudo, isso durou pouco tempo, aliás muito pouco tempo.

A Análise Realizada por Estudantes da Universidade Tecnológica de Michigan (MTU)


No dia seguinte, logo após a exibição do quinto episódio do "Fact or Faked", ou seja, no dia 28 de outubro de 2010, a Universidade Tecnológica de Michigan publicou uma análise feita por seus estudantes a respeito da "luz de Paulding". Todo o mistério teria sido solucionado simplesmente usando inicialmente um telescópio, e posteriormente um espectroscópio, algo que a equipe do programa não havia conseguido fazer nem mesmo utilizando um avião.

A equipe liderada por Jeremy Bos mapeou a localização em que a "luz da Paulding" aparecia
Na época, Jeremy Bos, 33 anos, então estudante em engenharia elétrica e candidato a PhD na Universidade Tecnológica de Michigan (MTU) disse que as luzes eram reais, não eram uma farsa criada ao longo do tempo. Porém, a explicação para as mesmas não era nada sobrenatural, e nada que as lendas locais diziam. Jeremy havia organizado uma investigação juntamente com uma organização estudantil ligada a SPIE (Society of Photo Optical Instrumentation Engineers), uma sociedade profissional dedicada ao estudo de ótica e fotônica, dentro da própria universidade.

Foi mencionado que maio de 2010, o grupo estava à procura de um projeto que fosse divertido e ao mesmo tempo educativo, então Jeremy pensou no mistério envolvendo a "luz da Paulding". Todo mundo achou que seria uma ótima ideia. O primeiro passo foi realizar um passeio até o local para ver essa luz, que apareceu conforme o previsto. No passeio seguinte, eles levaram um telescópio. Mais uma vez a luz apareceu, e adivinha o que eles viram? Faróis de carro que estavam trafegando pela autoestrada U.S. 45.

No passeio seguinte, eles levaram um telescópio. Mais uma vez a luz apareceu, e adivinha o que eles viram?
Faróis de carro que estavam trafegando pela autoestrada U.S. 45.
Segundo Jeremy, qualquer pessoa que não fosse especialista no assunto poderia facilmente identificar que a "luz de Paulding" não seria nada além do que luzes provenientes de veículos. Contudo, eles queriam ir além e foram atrás do trecho onde essa luz se originava, algo que foi relativamente simples.

Em seguida, foi solicitado que um membro da equipe fosse de carro até o ponto da estrada em que veículos originavam a ocorrência dessas luzes, e eles puderam mais uma vez confirmá-la. Em um determinado momento foi acionado o pisca-alerta do carro, e a equipe conseguiu detectar uma luz amarela intermitente. mesmo a distância. Na época, foi mencionado que os estudantes também usariam um espectroscópio para identificar se a "luz de Paulding" era a mesma daquela emitida pelos faróis dos veículos. Com base nas evidências que tinham, eles esperavam que fossem idênticas.

Na época, foi mencionado que os estudantes também usariam um espectroscópio para identificar se a "luz de Paulding"
seria a mesma daquela emitida pelos faróis dos veículos
Também seria realizado uma modelagem atmosférica ao longo da autoestrada U.S. 45. O calor que emava do asfalto, muitas vezes poderia contribuir para uma eventual distorção da luz. Por outro lado, uma camada de inversão no campo de visão entre a estrada e o local de visualização da "luz de Paulding" também poderia criar um ar muito estável, o que poderia explicar a visibilidade da luz por mais de 7 km de distância. Assista a um vídeo publicado no canal da Universidade Tecnológica de Michigan, no Youtube, a respeito dessa análise (em inglês):



Já em relação as luzes multicoloridas, Jeremy disse que seria proveniente dos veículos da polícia ou até mesmo de resgate que trafegavam por aquele trecho da autoestrada. Uma vez que durante a noite as pessoas não possuem nenhuma referência visual, as luzes parecem flutuar no céu. Além disso, aquele trecho da U.S. 45 está localizado sobre uma colina. As luzes subiam, desciam e pairavam conforme os veículos subiam ou desciam a colina; elas mudavam de intensidade conforme os motoristas aumentavam ou reduziam o brilho dos faróis. Além disso, Jeremy ressaltou que os primeiros avistamentos foram relatados após a mudança da rota da autoestrada U.S. 45, ou seja, esse fenômeno aparentemente não acontecia antes.

Assista também uma reportagem realizada pela WBUP (ABC 10 UP), emissora de TV afiliada da ABC que cobre a região central e oeste da Penísula Superior de Michigan, sobre esse assunto, intitulada "Exploring the mysterious Paulding Light", e que foi publicado no canal da respectiva emissora, no Youtube, no dia 21 de julho de 2014:



Jeremy, no entanto, passou a ser amplamente confrontado pelas pessoas que acreditavam na sobrenaturalidade das luzes. Disseram que ele não tinha realmente presenciado o "fenômeno", sendo que Jeremy mencionou que esteve no local por cerca de 15 vezes, observando as luzes por muitas horas, em noites quentes, frias e chuvosas, e o resultado era sempre o mesmo.

Ele citou inclusive, que durante uma noite de observação, havia um homem que viu as luzes do farol de um veículo no computador em que estavam utilizando, porém o homem se recusava a acreditar no que via. Jeremy ficava irritado com as pessoas que diziam que a "luz de Paulding" era inexplicável, visto que eles não tinham sido as primeiras pessoas a chegarem a essa conclusão, porém as pessoas sempre acreditavam no que queriam.

Jeremy Bos, atualmente com 39 anos, concluiu seus estudos, e hoje em dia é professor de Engenharia na própria Universidade Tecnológica de Michigan, em Houghton, nos Estados Unidos.

Jeremy Bos, atualmente com 39 anos, concluiu seus estudos, e hoje em dia é professor de Engenharia na própria Universidade Tecnológica de Michigan, em Houghton, nos Estados Unidos
Em uma inusitada notícia publicada em novembro de 2012, no site da WAOW, emissora de TV afiliada da ABC, que faz a cobertura da região central e norte do estado norte-americano do Wisconsin, um historiador local chamado Don Williams disse que a lenda sobre a luz datava de um acidente de trem no fim do século XIX. Don Williams também disse que ninguém sabia quem teria sido a primeira pessoa a avistar a luz "misteriosa", embora o folclore remontasse a virada do século. Uma vez que não existe nada documentado, creditava-se o primeiro avistamento a um grupo de meninas em meados da década de 1950. Enfim, como vocês podem ver, as informações são bem destoantes em relação a datas.

Em entrevista para o site AccuWeather.com, publicada em outubro de 2014, o professor Mike Roggeman, orientador acadêmico da Universidade Tecnológica de Michigan, mencionou que os estudantes realmente tinham confirmado a origem da luzes, que seria proveniente de veículos, através da utilização de um espectômetro. Segundo Mike, a "irregularidade" do fenômeno (devido as condições climáticas) aumentavam a lenda sobre essa luz "misteriosa". Basicamente, tudo o que era necessário para visualizá-la seria um dia quente, que esfriasse rapidamente para que o ar frio ficasse "aprisionado" abaixo da camada de ar quente.

O professor Mike Roggeman (o primeiro da direita para a esquerda),
orientador acadêmico da Universidade Tecnológica de Michigan
De qualquer forma, toda essa história ainda provoca muita discussão, porque muitas pessoas utilizam as frases do historiador local Don Williams, e associam a "investigação" do programa "Fact or Faked" para apontar que as luzes são bem mais antigas do que se pensa, em uma época que sequer havia sido construída a autoestrada U.S. 45, e que mesmo não havendo tráfego de veículos as luzes continuariam sendo avistadas.

Por outro lado, ao longo do tempo tivemos diversas análises mostrando que as luzes seriam dos faróis e laternas de veículos. Muitas análises foram realizadas apenas com a utilização de binóculos e telescópios, porém tivemos uma análise de caráter científico, de estudantes universitários, e com a ajuda de um espectroscópio para desfazer a lenda em torno dessa luz. Assim sendo, por qual motivo as pessoas continuam acreditando nessa história? O "Fact or Faked" errou em sua análise? Isso é assunto para os meus comentários finais.

Comentários Finais


Segundo a Fundação Educacional James Randi, os métodos de investigação utilizados pela equipe do "Fact or Faked" eram totalmente questionáveis, e olha que não estou me referindo apenas a esse episódio. A decisão de recriar fenômenos anômalos era interessante, mas muitas vezes isso era totalmente irrelevante, e eles confundiriam as ferramentas científicas em relação aos métodos científicos empregados. Os membros da equipe não estariam familiarizados com os princípios básicos do ceticismo, como por exemplo, a "Navalha de Occam". Em um determinado episódio sobre uma tábua Ouija, por exemplo, houve um grande desentendimento com a Sociedade de Pesquisa Paranormal das Montanhas Rochosas (RMPRS), dos Estados Unidos, no qual foi questionado a honestidade dos produtores, e a respectiva autenticidade do programa. Enfim, apesar de ser um programa de TV interessante, e que com certeza eu o acompanharia se continuasse a ser exibido, o mesmo não pode ser considerado como uma autêntica análise científica dos fatos. O programa, é claro, teve seus bons momentos, mas falhou em muitos outros. No caso da "luz de Paulding" houve uma fortíssima alegação que o bloqueio da autoestrada U.S. 45 aconteceu no trecho errado, logo as luzes do carro da equipe não foram avistadas, e um eventual tráfego provocou a aparecimento da luz, visto que um veículo posterior teria passado por um ponto que antecedia o bloqueio.

Qual seria a razão pela qual os moradores locais e muitos outros turistas ainda frequentam o local e acreditam que as luzes não sejam faróis de carro? Bem, se você acompanhou a reportagem da "ABC 10 UP", pode perceber que a "luz de Paulding" estimula todo um comércio local através da venda de souvenirs, tais como camisetas e bonés. Porém, não é apenas isso que a "luz da Paulding" estimula. Quando você lê as avaliações das pessoas que vão até ao local, você percebe uma avaliação muito positiva, mas não porque as pessoas esperam ver algo sobrenatural, mas porque aquele evento das luzes, não importa a origem delas, por incrível que pareça, reúne as famílias e as pessoas. Elas se confraternizam, não importa qual seja a idade ou a crença delas. Elas conversam, esquecem por um momento de suas vidas e compartilham suas próprias experiências. Um momento de convívio que muitas vezes, nem mesmo você, que está lendo essa postagem nesse exato instante, possui dentro de sua casa. Um momento que, ainda que seja por uma noite, as pessoas apenas querem esquecer do que existe do outro lado, e se sentirem acolhidas por outras que vão até o local em uma espécie de refúgio, tão amplo que abriga céticos e crentes.

Preciso terminar essa postagem dizendo a vocês que a "luz de Paulding" não é nada sobrenatural, porém, confesso que, no fundo, gostaria de não dizer isso, porque aquela luz representa muito mais para aquelas pessoas: adolescentes, casais e famílias que vão observá-la. Fico imaginando a quantidade de pessoas que compraram camisetas sabendo que a luz não era tão misteriosa assim, mas igualmente entenderam o seu significado e a importância de sua existência. Ironicamente, postes de luz em meio a floresta perfazem o caminho até essa misteriosa luz, que não precisa mais de aspas, afinal todos vocês já entenderam o significado dela. Ela é praticamente um lembrete as novas gerações, que a modernidade não pode nos conduzir a um caminho, que termine na total falta de crença em nós mesmos. Precisamos olhar para o rosto das pessoas, ouvir o que elas têm para nos dizer, sem nos importar com o que exista do outro lado, porque sinceramente isso é o que menos importa. Não sei quanto custa uma camiseta da "luz de Paulding", mas com certeza eu a guardaria com carinho em meu armário.

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://archive.randi.org/site/index.php/swift-blog/1103-fact-or-faked.html
http://detroit.cbslocal.com/2010/10/28/michigan-tech-solves-mystery-of-up-lights/
http://uaddit.com/discussions/showthread.php?t=15531
http://www.accuweather.com/en/weather-news/spook-or-science-paudling-lights/19414639
http://www.crystalinks.com/pauldinglight.html
http://www.dailymotion.com/video/x2kuq4i_fact-or-faked-paranormal-files-season-1-episode-5-paranormal-and-supernatural-full-documentary-episo_tv
http://www.dailymotion.com/video/x498swm_unraveling-the-paulding-light-mystery_tv
http://www.documentingreality.com/forum/f239/michigan-paulding-lights-explained-126530/
http://www.freep.com/story/news/columnists/john-carlisle/2016/09/04/mysterious-paulding-light-upper-peninsula-michigan/89275134/
http://www.itechpost.com/articles/28015/20160907/paulding-light-mystery-solved-alien-ghost-theory-debunked.htm
http://www.mtu.edu/news/stories/2010/october/just-time-for-halloween-michigan-tech-students-solve-mystery-paulding-light.html
http://www.roadsideamerica.com/tip/8399
http://www.seeker.com/thrill-seekers-find-mysterious-ghost-lights-1999046395.html
http://www.waow.com/story/19970306/one-of
http://www.wprs.net/cases/Paulding%20Light%20-%20Paulding%20Michigan.html
https://longestwind.wordpress.com/2014/12/03/the-paulding-light-of-ontonagon-county-michigan-paranormalactivities/
https://roadtrippers.com/stories/investigate-michigans-mysterious-paulding-light
https://www.youtube.com/watch?v=Ef3vhKX1yKU
Comentários