18 de agosto de 2016

"Sacrifício Humano" no CERN? Vídeo Reacende Teorias Conspiratórias Sobre a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Se tem um assunto que há muito, muito tempo mesmo não comentávamos por aqui era sobre o CERN (antigo acrônimo para Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire), que atualmente é chamado de Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear. O CERN é basicamente o maior laboratório de física de partículas do mundo, localizado em Meyrin, uma comuna suíça do Cantão de Genebra, na fronteira entre a França e a Suíça. O imenso complexo é o principal responsável pela descoberta da "partícula de Deus" (conhecido cientificamente como "Bóson de Higgs", mesmo que até hoje muitos ainda duvidem e questionem a tal descoberta), assim como de uma partícula chamada "pentaquark". No ano passado, o Grande Colisor de Hádrons (LHC), o maior acelerador de partículas e de maior energia existente do mundo, que pertence ao CERN, estava operando em seu nível mais alto em uma tentativa de detectar mini buracos negros, que são considerados um sinal fundamental de um "multiverso" (também chamado de multiuniverso). Essa medida despertou dezenas de teorias conspiratórias praticamente apocalípticas. A maioria dizia que o CERN criaria um buraco negro a partir de um experimento, perderia o controle sobre o mesmo, e consequentemente ele se expandiria, engolindo nosso planeta, tal como nosso sistema solar inteiro. Caótico, não é mesmo? Se quiserem saber mais sobre isso, recomendo que vocês leiam e assistam o vídeo da seguinte postagem: Os Cientistas Poderiam Descobrir um Universo Paralelo Com a Ajuda do Grande Colisor de Hádrons (LHC)?

Os questionamentos levantados são tantos, principalmente nas redes sociais, que o próprio CERN abriu um espaço em sua página na internet para colocar uma espécie de FAQ ("Frequently Asked Questions", que nada mais é do que uma série de perguntas mais frequentes que são enviadas para eles, e suas respectivas respostas). A última pergunta da lista publicada pelo CERN passou a chamar muita atenção dos olhares mais atentos de usuários do mundo inteiro, visto que o assunto se tratava de um vídeo de um suposto ritual praticado nas dependências do próprio CERN. Evidentemente, em uma rápida pesquisa no Facebook e no Youtube, sites de notícias do mundo inteiro se depararam com um polêmico vídeo onde mostraria um estranho ritual, no qual uma jovem mulher seria supostamente sacrificada em frente a estátua de Shiva, deus supremo do hinduísmo conhecido como o "destruidor", o "transformador", que fica localizada entre os prédios 39 e 40 do complexo. Sim, isso mesmo que você leu, um suposto "sacrifício humano".

Uma espécie de ritual teria sido realizado por pessoas usando túnicas negras e encapuzadas durante uma determinada madrugada, possivelmente do dia 10 de agosto. A pessoa que filma, aparentemente um homem com sotaque britânico, parece estar assustado com toda a cena. Ao ver a cena do suposto assassinato da jovem mulher, corre desesperado, e a gravação é subitamente interrompida. O vídeo "trava" justamente ao exibir um mural do CMS ("Solenoide de Múon Compacto", em português), um dos detectores de partículas construídos no Grande Colisor de Hádrons. Sem dúvida alguma é uma sequência de acontecimentos de tirar o fòlego, porém será mesmo que toda essa história é verdadeira? Vale lembrar que o CERN possui um rígido esquema de segurança, e o acesso é muito restrito devido ao grau de importância e segurança intríseco aos experimentos que são realizados. Vamos saber mais sobre esse assunto?

Como Toda Essa História Teria Começado


Bem, antes que comece todo um frenesi a respeito desse vídeo, é importante mencionar os locais nos quais o mesmo foi inicialmente divulgado. Primeiramente, o vídeo foi publicado no dia 10 de agosto desse ano, em uma página no Facebook, de idioma aparentemente árabe, chamada "معجزة فلكية كونيه", cujo nome está relacionado ao campo da astronomia. A página promete "revelar os maiores mistérios da humanidade", assim como "contar as verdades sobre o mundo" aos seus seguidores. Assim como acontece com esse tipo de conteúdo, é propagado todo tipo de especulação, que carece obviamente de argumentos válidos e coerentes.

Inicialmente, o texto que acompanhava o link para um vídeo no Youtube, que inclusive já foi removido pela pessoa que o postou, dizia que o vídeo teria sido vazado por uma pessoa que trabalha dentro das instalações do CERN, que começou a gravar o vídeo quando viu alguns "cientistas" usando roupas estranhas, e realizando a performance de um estranho ritual, na presença de uma jovem mulher. A pessoa que estava gravando teria fugido às pressas assim que se deparou com a cena de um homem enfiando um objeto, aparentemente perfurocortante (talvez um "bisturi" ou uma "faca") na altura do coração da menina, ou seja, cometendo um suposto assassinato (ou uma espécie de oferenda perante a uma estátua de Shiva).

Postagens relacionadas ao vídeo de um suposto "sacrifício humano" no CERN, nas páginas do Facebook "معجزة فلكية كونيه", cujo nome está relacionado ao campo da astronomia, e da "Stranger Than Fiction News", ambas de conteúdo conspiratório.
Rapidamente, no entanto, o vídeo foi replicado poucas horas depois, já no dia seguinte (11), em uma outra página do Facebook, que possui essa mesma proposta "conspiratória", chamada "Stranger Than Fiction News". Essa página, no entanto, possui um público muito maior do que a primeira, o que poderia explicar o porquê apenas mais recentemente, que esse vídeo começou a receber algum destaque por parte da imprensa internacional. O título era bem "sugestivo": "Assassinato no CERN - Vídeo de um Pertubador Sacrifício Humano Vem à Tona".

A diferença entre ambos os vídeos está apenas na forma pelas quais os mesmos foram divulgados. O primeiro seria o vídeo "puro", ou seja, o que teria sido "originalmente gravado pela pessoa", que aparenta entrar em desespero em um determinado momento do vídeo (clique aqui para assistí-lo). O segundo, ou seja, o vídeo publicado pela STFNews, exibe o mesmo vídeo, e tenta explicar o que está sendo visualizado pela pessoa. De qualquer forma, ambas as páginas não possuem nenhuma credibilidade para atestar ou divulgar o vídeo como se houvesse alguma veracidade no mesmo, o que o torna totalmente questionável.

O Vídeo Teria Sido Mesmo Gravado Dentro das Instalações do CERN?


Basicamente, o vídeo realmente teria sido gravado nas dependências do CERN, entre os prédios 39 e 40, onde desde 2004 está localizada uma estátua de cerca de 2 metros de altura de Shiva, um dos principais deuses do hinduísmo. Confira o vídeo do STFNews em um canal de terceiros no Youtube (em inglês):



O principal foco do vídeo, e consequentemente o principal questionamento sobre o mesmo, é em relação ao exato local onde o suposto ritual estaria sendo realizado. Para provar que ao menos parte do vídeo é "verdadeiro", são mostradas imagens do Google Maps, e do Google Steet View referentes ao interior do complexo do CERN, mais precisamente entre os prédios 39 e 40:

Imagem do Google Street View mostrando o espaço entre os prédios 39 e 40, no CERN, onde é possível
ser contemplada uma estátua de Shiva
A segurança das instalações também é outro ponto questionado no vídeo. É mencionado que o CERN é considerado um local extremamente seguro, sendo constantemente monitorado, de difícil acesso, e possuindo postos de controle dentro do complexo. Resumindo, seria muito difícil que alguém pudesse praticar um ritual, ainda mais daquele gênero, sem ser percebido pelas demais pessoas ou pelas câmeras de segurança.

É mencionado que o CERN é considerado um local extremamente seguro, sendo constantemente monitorado, de difícil acesso, e possuindo postos de controle dentro do complexo
Também são citadas as funcionalidades dos prédios, que aparecem na gravação. O prédio 39 faz parte do "CERN Hostel", um complexo hoteleiro composto por três prédios (prédios 38, 39 e 41), que é destinado a hospedar praticamente todas as pessoas do mundo, que vão ao CERN a partir de uma universidade, laboratório ou instituto nacional, e está colaborando com um projeto ou experimento no próprio CERN. Evidentemente, existe uma série de critérios de elegibilidade e condições para se hospedar no mesmo.

Vista área dos prédios 39 e 40 do CERN
Resumindo, o hotel não é aberto ao público em geral. O acesso é restrito a determinadas categorias de pessoas, ligadas às atividades oficiais da Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear. Consequentemente, a recepção não pode oferecer estadia sem que haja uma consulta prévia sobre as reais motivações da hospedagem de uma pessoa, assim como verificar se a mesma possui autorização para utilizar suas instalações. Apesar de haver esse controle de acesso rigoroso, mas não é impossível de entrar, tal como acontece, por exemplo, na emblemática "Área 51", nos Estados Unidos.

O prédio 40, por sua vez, abriga muitos escritórios de cientistas que participam dos experimentos CMS e do ATLAS, o que muito provavelmente o torna um prédio com um acesso extremamente restrito, exceto, é claro, se a pessoa que o gravou tivesse amplo acesso aos dois prédios. E como sabemos que a pessoa que gravou o vídeo estaria no prédio 40? Devido ao mural do CMS, que pode ser notado no interior desse mesmo prédio, no final da gravação.

Imagem final do vídeo onde aparece o mural do CMS, que é possível ser visto no interior do prédio 40 no CERN
Mural do CMS, que pode ser notado no interior do prédio 40, no CERN
O estranho, no entanto, é como ninguém da recepção do "CERN Hostel", em três prédios diferentes, não teria notado essa movimentação e eventualmente sons, como gritos ou cânticos, emanados ou entoados por esse suposto ritual. Não faz muito sentido, não é mesmo? É inconcebível pensar que isso não teria sido notado sequer pelas câmeras de segurança do CERN. De qualquer forma, muito esquisito.

A Suposta Semelhança com o Filme "De Olhos Bem Fechados", e um Questionamento Básico Sobre Esse Suposto "Ritual de Sacrifício Humano"


Outra alegação feita no vídeo é que a pessoa responsável por gravá-lo estaria usando as mesmas vestimentas daquelas que estariam participando do suposto ritual, ou seja, uma espécie de túnica de cor escura com um capuz, no melhor estilo do filme "Eyes Wide Shut" ("De Olhos Bem Fechados", título com o qual o filme foi lançado em nosso país). Confira a imagem abaixo:

Imagem mostrando o reflexo da pessoa que estaria filmando e utilizando as mesmas vestimentas daquelas que estariam participando do suposto ritual, ou seja, uma espécie de túnica de cor escura com um capuz
E agora compare com uma imagem extraída do filme:

Cena do filme "Eyes Wide Shut" ("De Olhos Bem Fechados", título com o qual o filme foi lançado em nosso país)
O filme "De Olhos Bem Fechados" basicamente conta a história de Bill Harford (interpretado por Tom Cruise), que é casado com uma curadora de arte chamada Alice (interpretada por Nicole Kidman). Ambos vivem o casamento perfeito até que, logo após uma festa, Alice confessa que sentiu atração por outro homem no passado, e que seria capaz de largar Bill e sua filha por ele. A confissão desnorteia Bill, que sai pelas ruas de Nova York "assombrado" com a imagem da mulher nos braços de outro. Ele acaba em meio a uma reunião secreta, em uma mansão afastada, onde seus participantes praticam verdadeiras orgias e rituais obscuros. Vale lembrar também que esse é o último filme do cultuado diretor Stanley Kubrick.

Quando lançado, em 1999, "De Olhos Bem Fechados" dividiu opiniões. Houve quem considerasse o filme uma obra-prima, tamanho o esmero que Kubrick dispensou à produção; houve quem achasse o filme o grande fiasco da carreira do diretor. De fato, "De Olhos Bem Fechados" foi um fracasso de bilheteria e levantou debates intermináveis sobre a contribuição deste longa dentro da filmografia do cineasta. É um filme que tenta desvendar (bem superficialmente) os conceitos da monogamia, e as diferenças entre "sonhar" e "fazer". Dizem que você precisa assistir mais de uma vez para poder entendê-lo em todas as suas nuances.

Enfim, particularmente não vi nenhuma semelhança desse "suposto ritual" no CERN com o filme "De Olhos Bem Fechados", pelo contrário. Sinceramente, presume-se que um ritual, independentemente de sua finalidade, seja um processo importante, respeitando uma série de simbologias, cultos, procedimentos e utilizando um vestuário adequado e próprio para o que se propõe a fazer. Contudo, repare bem na imagem na abaixo:

Presume-se que um ritual, independentemente de sua finalidade, seja um processo importante, respeitando uma série de simbologias, cultos, procedimentos e utilizando um vestuário adequado e próprio para o que se propõe a fazer. Isso não é visto nesse vídeo.
Não sou especialista em rituais ou sacrifícios, mas isso nos leva a uma série de questionamentos. Quem faria um sacrifício humano aparentemente em um ritual extremamente rápido, conduzido por alguém usando tênis e supostamente bermuda (assim como alguns outros membros que participam do "ritual"), com o objeto de sacrifício (nesse caso a jovem mulher usando uma roupa branca) sendo deitada diretamente contra o solo, e não em uma espécie de altar? Aliás, isso nem de longe se parece com nenhum processo ritualístico para uma divindade de quaisquer religiões ou crenças, e sequer possui uma formação que lembrasse a geometria intrínseca na maioria dos rituais. Resumindo, esse vídeo é estranho, mas faz nenhum sentido. Exceto, é claro, se você pegar cada mínima parte dele e analisar de forma individual, distorcendo o resultado como um todo.

Aliás, não é possível ter uma identificação clara do tipo de objeto "supostamente perfurocortante" utilizado, e não existe certeza nenhuma que o objeto teria realmente ferido a jovem (a qualidade da gravação curiosamente é sempre ruim, não é mesmo?). Tudo leva a crer que nem mesmo o suposto sacrifício teria sido realizado. Pelo menos para mim, esse é um vídeo extremamente mal feito e precário em termos cênicos.

A questão básica é como algo assim, ainda que seja uma encenação, aconteceu dentro das instalações do CERN, visto que seria um sério problema de segurança. Não se pode permitir algo assim, mesmo sendo apenas uma brincadeira, visto que pode ofender até mesmo a religião hindu (ou qualquer outra religião), e ser interpretada de uma forma totalmente distorcida por fanáticos religiosos. É justamente sobre isso que iremos comentar a partir de agora, visto que o CERN foi praticamente obrigado a dar uma resposta para a população e os veículos de imprensa.

A Resposta Oficial do CERN Sobre o Vídeo de um Suposto "Sacrifício Humano" Gravado em Suas Instalações


Vamos começar a retratar a resposta do CERN explicando o porquê da existência de uma estátua de Shiva dentro do seu complexo. Bem, a estátua de Shiva foi um presente da Índia para celebrar sua associação com o CERN, que começou em 1960, e ainda continua marcando forte presença nos dias de hoje.

Na religião hindu, Shiva praticava uma dança chamada "Nataraja", que simboliza o "Shakti", ou força vital. Esta divindade foi escolhida pelo governo indiano devido a uma metáfora, que foi feita entre a dança cósmica de "Nataraja", e o estudo moderno da "dança cósmica" das partículas subatômicas.

Vale ressaltar também que a Índia é um dos membros-observadores do CERN, juntamente com os Estados Unidos, a Rússia e o Japão. Além disso, o CERN é uma organização multicultural, que acolhe cientistas de mais de 100 países e 680 instituições. A estátua de Shiva seria apenas mais uma das muitas estátuas, e obras de arte que o CERN possui.

Na religião hindu, Shiva praticava uma dança chamada "Nataraja", que simboliza o "Shakti", ou força vital. Esta divindade foi escolhida pelo governo indiano devido a uma metáfora, que foi feita entre a dança cósmica de "Nataraja", e o estudo moderno da "dança cósmica" das partículas subatômicas.
Segundo o CERN, em sua página contendo o FAQ, o vídeo é uma "obra de ficção", que mostra uma cena totalmente forjada, ou seja, uma encenação. O CERN e seu complexo hoteleiro ficam repletos de cientistas do mundo inteiro, que vão até o CERN como parte de seus respectivos estudos. O trabalho dentro das instalações do CERN pode durar 24 horas por dia, 365 dias por ano, diante da troca de turnos e das análises de dados.

De acordo com o CERN, as pessoas que estão autorizadas a acessar suas instalações, por vezes, deixam o seu senso de humor ir longe demais, e isso é o que tinha acontecido nessa ocasião. De acordo com eles, o vídeo foi realmente filmado a partir de um edifício de escritórios (o prédio 40), sendo que existem sistemas de segurança rígidos para evitar qualquer acesso não autorizado às instalações técnicas e experimentais. O CERN também disse não tolera esse tipo de sátira, algo que viola as diretrizes profissionais, e está  realizando uma investigação interna para apurar esse incidente. Sinceramente, a resposta do CERN foi mais estranha que o vídeo, mas enfim.

Segundo o CERN, em sua página contendo o FAQ, o vídeo é uma "obra de ficção", que mostra uma cena totalmente forjada.
Em uma notícia publicada hoje (18), no site do jornal britânico "The Guardian", foi divulgado que a agência de notícias AFP (Agence France-Presse) entrou em contato com o CERN em busca de maiores explicações sobre o vídeo onde apareceria um suposto "sacrifício humano". Uma porta-voz do CERN, cujo nome não foi divulgado, basicamente repetiu as mesmas informações que tínhamos antes.

"Estas cenas foram filmadas em nossas instalações, mas sem permissão ou conhecimento oficial. O CERN não tolera esse tipo de sátira, o que pode dar origem a mal-entendidos sobre a natureza científica do nosso trabalho. A 'investigação' em curso é um 'assunto interno'", mencionou a porta-voz, em um email enviado para a AFP.

"Os cartões de acesso do CERN são sistematicamente monitorados a cada entrada nas instalações do CERN, não importa que seja dia ou noite. O CERN recebe, todos os anos, milhares cientistas, de todas as partes mundo e, por vezes, alguns deles deixar seu senso de humor ir longe demais. Isso é o que aconteceu nesta ocasião", completou a porta-voz.

"Estas cenas foram filmadas em nossas instalações, mas sem permissão ou conhecimento oficial. O CERN não tolera esse tipo de sátira, o que pode dar origem a mal-entendidos sobre a natureza científica do nosso trabalho". disse uma porta-voz do CERN, por email, para a agência de notícias AFP (Agence France-Presse).
Ela acrescentou que não estava autorizada a comentar sobre a possível identidade dos responsáveis pela "brincadeira", indicando que os mesmos deveriam possuíam cartões de acesso, caso contrário não estariam naquele local. A polícia de Genebra, na Suíça, informou à AFP que tinha estado em contato com o CERN sobre o vídeo, mas não estavam envolvidos em uma investigação oficial.

De acordo com uma notícia também publicada no dia de hoje (18), no site da Revista Vice, Quentin King, um pesquisador do CERN, que é membro do clube de cinema "Open Your Eyes" (nome sugestivo para o momento, não é mesmo?) do CERN, disse que o vídeo não tinha nada a ver com eles.

"Fazemos curtas-metragens, principalmente de ficção, mas nunca este tipo de coisa de 'realidade falsa'. Os alunos fazem esse tipo de coisa, mas é deplorável do ponto de vista do CERN, uma vez que sempre há muitas teorias da conspiração malucas por aí, e esse tipo de vídeo poderia ser levado a sério", disse Quentin King, por email.

Em resposta para o site Snopes, site que se propõe a desvendar o que é verdade ou o que é mentira sobre os assuntos que circulam na internet, principalmente nas redes sociais norte-americanas, o CERN disse que o tipo de pesquisa que eles realizam, reúne uma grande comunidade mundial de físicos, de mais de 60 países, e 500 instituições (somente o Estados Unidos possui cerca de 1.700 físicos, de 7 laboratórios nacionais, e 94 universidades norte-americanas, que fazem parte de grande programa de pesquisa relacionado ao "Grande Colisor de Hádrons"). Essa pesquisa empurra as fronteiras do conhecimento e está ajudando a humanidade a compreender melhor os princípios fundamentais da física, e da evolução da matéria no universo.

Imagem mostrando a localização (subterrânea) do Grande Colisor de Hádrons,
assim como os pontos onde são realizados diversos tipos de experimentos.
Foi acrescentado ainda que a pesquisa realizada no CERN cativa a imaginação dos teóricos, cientistas, estudantes, artistas e pensadores, razão pela qual o mesmo vem recebendo destaque em livros como "Anjos e Demônios" de Dan Brown, e em instalações artísticas ao redor do mundo. Essas obras imaginativas e criativas inspiradas na pesquisa científica são "obras de ficção" geradas para cativar o sentimento de admiração do leitor/expectador, e que não deve ser confundida com a pesquisa científica real.

Sinceramente, AssombradOs? Acredito fielmente que o vídeo não passa de uma encenação, porém a resposta do CERN foi bem estranha em relação ao vídeo. Não sei se essa era realmente a melhor resposta a ser fornecida ou se eles realmente foram surpreendidos por uma divulgação desse nível. Ainda que seja algo teatral, é de muito mal gosto, e representa uma grave falha de segurança de suas instalações. Mesmo que houvesse "autorização" para isso, continuaria "pegando muito mal".

Entretanto, e quanto a vocês? Acreditam que esse vídeo seja realmente mentira, e que tudo isso não passa de uma encenação proporcionada por estudantes? Talvez algum projeto de curta-metragem? Acredita que isso realmente possa ter sido um ritual de verdade, e que existam rituais ainda mais obscuros que ocorrem dentro do CERN? Enfim, caso tenhamos mais novidades sobre esse vídeo ou quem gravou resolver aparecer na mídia, manteremos vocês informados através de atualizações nessa mesma postagem!

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://motherboard.vice.com/read/some-jokers-filmed-a-fake-human-sacrifice-at-cern
http://www.adorocinema.com/filmes/filme-20502/
http://www.gizmodo.co.uk/2016/08/cern-launches-investigation-after-staff-stage-mock-human-sacrifice-on-campus/
http://www.snopes.com/human-sacrifice-captured-at-cern/
http://www.swissinfo.ch/eng/viral-prank_hoax-sacrifice-video-prompts-cern-investigation/42380952
https://actualidad.rt.com/actualidad/216357-sacrificios-humanos-noche-campus-cern
https://press.cern/backgrounders/cern-answers-queries-social-media
https://www.facebook.com/sery.jakop/videos/1465910066768427/
https://www.facebook.com/stfnews/videos/1115117888565320/
https://www.theguardian.com/science/2016/aug/18/fake-human-sacrifice-filmed-at-cern-with-pranking-scientists-suspected
https://www.youtube.com/watch?v=BdrPR_9g9s0
Comentários