8 de agosto de 2016

Conheça o "Museu do Zumbi" em Osaka, no Japão: Uma Triste Lembrança Após um "Ataque Zumbi" em 2020!

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Na quarta-feira passada (3) realizamos uma postagem intitulada "Será Verdade que a Rússia Estaria Enfrentando um "Apocalipse Zumbi" Devido a uma Superbactéria na Sibéria?", e tivemos uma ótima repercussão. É muito bom termos esse feedback, porque sempre é possível abordar temas, que estão semeados na cultura popular mundial há algum tempo, e ao mesmo tempo trazer um pouco mais de informação para todos vocês. No caso da postagem anterior, nós desmistificamos o que estava sendo veiculado a respeito de um suposto "apocalipse zumbi" que estaria ocorrendo na Rússia, e mostrando a realidade por trás de toda essa história. Apesar da situação dos animais e dos nômades, que vivem na Península de Yamal, seja muito grave e triste, está longe de ser um apocalipse ou algo desconhecido para nossa humanidade.

Entretanto, resolvemos fazer hoje uma postagem "mais descontraída" sobre uma atração bem macabra em Osaka, no Japão, que aborda justamente essa temática "zumbi". Aliás, quantas séries e filmes de sucesso já não foram criados abordando esse tema? Um exemplo icônico é a série norte-americana "The Walking Dead", que ainda encontra fôlego para estrear com força total em sua sétima temporada em outubro desse ano. Até mesmo existe uma atração permamente e muito interessante na Universal Studios, considerado um dos melhores parques temáticos da Flórida, nos Estados Unidos, e que foi montada exclusivamente para retratar a série, assim como os cenários mais emblemáticos que nos deixaram tão apreensivos ao longo dos anos. Em relação aos cinemas, muito provavelmente vocês já devem ter assistido o clássico "A Noite dos Mortos-Vivos" ou então filmes mais recentes como "Guerra Mundial Z" ou "Meu Namorado é um Zumbi".

Hoje, no entanto, vocês vão conhecer um pouco mais sobre o "Museu do Zumbi", que foi inaugurado no dia 29 de julho, em Osaka, no Japão, mas fechará suas portas no dia 22 agosto. O mesmo está localizado no 14º andar da loja de departamentos "Daimaru", na área de Shinsaibashi, em Osaka. Sua história é bem interessante, porque ele tenta nos aproximar um pouco da "realidade" na qual vivemos. Ao entrar no museu somos "teletransportados" para 2020, ano no qual a economia global ainda não conseguiu se recuperar após o "Brexit" (a abreviação de Britain Exit, uma expressão inglesa que significa "Saída Britânica", sendo referente ao plano que prevê a saída do Reino Unido da União Europeia), e a ascenção do "Imperador Donald I" (uma clara referência a possibilidade do candidato norte-americano "Donald Trump" acabar vencendo as eleições nos Estados Unidos, se tornando não apenas presidente, mas uma espécie de "Imperador"). E então, diante desse cenário, acontece um ataque zumbi em maio de 2020, espalhando o pânico no mundo, que luta desesperadamente em busca de uma cura. Vamos saber mais sobre esse assunto?

A História Por Trás do Museu do Zumbi em Osaka, no Japão


Em 5 de maio de 2020, corpos surgem boiando nas águas do Rio Sacramento, na Califórnia. Algo que poderia ser simplesmente o índicio de um crime de homicídio ou um simples caso de afogamento, tomaria uma proporção sem precedentes na história da humanidade, visto que seus corpos carregavam um vírus que tornariam as pessoas verdadeiros zumbis. Cerca de três dias depois, no dia 8 de maio, em uma escola primária de Berkeley, na Califórnia, começam a surgir relatos mencionando professores que se transformaram em zumbis, e diversos alunos são atacados. No dia seguinte, o caos toma conta do estado norte-americano da Califórnia, o que obriga o presidente dos Estados Unidos a declarar "Estado de Emergência". Em meio ao caos, os moradores começam a ser evacuados, e muitos recorrem aos aeroportos para tentar desesperadamente escapar do país.

Em 5 de maio de 2020, corpos surgem boiando nas águas do Rio Sacramento, na Califórnia. Algo que poderia ser simplesmente o índicio de um crime de homicídio ou um simples caso de afogamento, tomaria uma proporção sem precedentes na história da humanidade, visto que seus corpos carregavam um vírus que tornariam as pessoas verdadeiros zumbis.


Tarde de mais, a infecção se espalha rapidamente pelas cidades norte-americanas, chegando a Nova Iorque, Los Angeles, e Chicago, onde o "toque de recolher" acaba sendo decretado. O Japão por sua vez desiste de realizar os Jogos Olímpicos, que seriam realizados em Tóquio, naquele mesmo ano (vale lembrar que depois das Olimpíadas do Rio de Janeiro, a próxima cidade a receber os jogos olímpicos será Tóquio, justamente em 2020).

Em julho de 2020 surgem as primeiras pessoas infectadas em solo estrangeiro. Uma foto de um zumbi andando próximo à fronteira dos Estados Unidos com o México é publicada no jornal "The New York Times". No mês seguinte, um "ataque zumbi" ocorre no Aeroporto Internacional de Frankfurt, na Alemanha. Pouco tempo depois, os aeroportos de Pequim, Londres, Amesterdã, Zurique, assim como os principais aeroportos do mundo, passam a proibir viagens ao exterior, ao menos temporariamente.

Nessa altura dos acontecimentos, cerca de 10% da população americana está morta (incluindo zumbis nessa conta). A cidade de Berkeley, na Califórnia, onde aconteceram os primeiros ataques se transformou em uma verdadeira "cidade dos mortos" após um intenso bombardeio por parte da Força Aérea Norte-Americana.

Em julho de 2020 surgem as primeiras pessoas infectadas em solo estrangeiro. Uma foto de um zumbi andando próximo à fronteira dos Estados Unidos com o México é publicada no jornal "The New York Times"


Pouco mais de três meses depois, mais precisamente no dia 13 de agosto de 2020, um médico nipo-americano chamado Dr. Aoki obteve sucesso no desenvolvimento de uma vacina contra o vírus, e um vídeo que demonstra o efeito da vacina é publicado no YouTube. Posteriormente, a vacina começa a ser produzida por empresas farmacêuticas ao redor mundo com o objetivo de iniciar a vacinação nas escolas e nos centros de saúde. Confira o vídeo abaixo do Dr. Aoki:



De setembro a dezembro de 2020, uma séries de ataques ocorrem em áreas rurais na China, na Zâmbia, e na Nova Zelândia, que por sua vez registra a morte de 2 milhões de pessoas. No entanto, entre janeiro e abril de 2021, os casos de "ataques zumbis" diminuem tanto nos Estados Unidos, quanto em outras partes do mundo. Até que finalmente, no mês de maio de 2021, os Estados Unidos declaram vitória contra os zumbis.

O Dr. Aoki recebe o Prêmio Nobel de Medicina em outubro de 2021, sendo que um museu dedicado a lembrança do "apocalipse zumbi", que aconteceu em 2020, é aberto no 14º andar da loja de departamento Daimaru, na área de Shinsaibashi, em Osaka, no Japão. Sua localização é basicamente devido a falta de recursos financeiros para ser criado em outro local, em razão da crise econômica mundial. Veja um trailer oficial, que divulgado no canal oficial do "Museu do Zumbi", no Youtube:



O "Museu do Zumbi" basicamente mostra ao visitante como tudo aconteceu, e também como lidar diante da ameaça de um "ataque zumbi", ou seja, quais armas são mais eficazes e as formas de se proteger dos zumbis. Entretanto, ao mesmo tempo que as pessoas visitam o local, diversos cientistas utilizam o espaço para "estudar os zumbis", será que realmente isso poderia dar certo? Será que nenhum deles irá escapar?

Quem Está por Trás do "Museu do Zumbi"?


Evidentemente, toda a história que contamos para vocês é fictícia, ao menos esperamos que venha a ser, é claro! Aquela linha do tempo, ou seja, todos aqueles acontecimentos, foram publicados no site do "Museu do Zumbi", e servem como base para retratar sua própria história, assim como o que aconteceu com a humanidade em um futuro não tão distante assim.

Quem está por trás de tudo isso são os mesmos organizadores de um outro evento, que também abordava a temática "zumbi", chamado "Zombie Defense University", realizado em 2014, e que atraiu um público de 30 mil visitantes. Na época as pessoas aprenderam como "matar zumbis" da forma mais eficaz possível.

Os mesmos organizadores de um outro evento que também abordava a temática "zumbi" chamado "Zombie Defense University", realizado em 2014, estão por trás do "Museu do Zumbi" de Osaka, no Japão
Assim sendo, o que se espera é que o "museu" tenha tanto sucesso quanto o evento anterior. Vale a pena lembrar que ele abriu como uma "atração temporária" em virtude do período de férias escolares lá no Japão, que por sua vez conta com outras atrações "assombradas" nesse período, tais como "casas do terror", espalhadas em outras cidades.

Enfim, vejam um antigo vídeo de divulgação do evento "Zombie Defense University", em um canal de terceiros no Youtube, demonstrando que eles gostam mesmo de abordar essa temática:



O "museu", por assim dizer, ainda contará com algumas atrações especiais, zumbis realísticos tanto no aspecto da maquiagem utilizada, quanto nas técnicas de efeitos especiais, assim como a exposição de "obras de arte" com com temática zumbi. Resumindo, é simplesmente uma atração criada nesse verão (lembrando que é verão no Hemisfério Norte) na cidade de Osaka, no Japão.

O Tour de um Correspondente do Site de Notícias "RocketNews24"


Uma vez que não estamos no Japão, vamos tentar mostrar um pouco mais desse museu sob a ótica de um correspondente local, do site de notícias "RocketNews24", chamado Masami M., que foi justamente no dia da inaguração desse museu para conferir mais de perto o que ele tinha a oferecer para seus visitantes.

De acordo com sua análise inicial, a localização do "museu" estava bem abaixo do padrão, mas era algo perfeitamente compreensível considerando que estivéssemos em 2020, ediante de um cenário econômico caótico (apenas um brincadeira da parte dele, assim como toda a "análise profissional" que ele fez).

Entrada do Museu do Zumbi de Osaka, no Japão
Ao entrar no "museu", a história do Dr. Aoki e dos seus heroicos esforços para desenvolver uma vacina zumbi é contada detalhadamente por um dos pesquisadores de zumbis do museu, que em determinado momento faz uma pausa para tossir sangue. Em seguida, os visitantes são levados até uma área onde se encontram diversas obras de arte com a temática "zumbi". Existem diversos quadros e fotografias retratando os momentos felizes e descontraídos do período pré-apocalipse.

Os visitantes são levados até uma área onde se encontram diversas obras de arte com a temática "zumbi"

Existem diversos quadros e fotografias retratando os momentos felizes e descontraídos do período pré-apocalipse


O correspondente disse que se assustou em um determinado momento quando um outro suposto visitante saiu correndo, gritando e chorando em sua direção. Ele foi ver o que tinha acontecido, e isso o levou até uma sala onde havia um zumbi, que queria devorá-lo.

Um zumbi em meio as cadeiras em um determinado espaço do museu,
que tenta "devorar" quem passa pelo local

Ele contou ainda que o "museu" era um pouco confuso e díficil para caminhar por ele, porque havia mortos-vivos o perseguindo durante alguns trajetos. De qualquer forma, foi publicado um vídeo bem curto, de pouco mais de um minuto que foi gravado dentro desse "museu", para o canal "RocketNews24", no Youtube. Confiram o que foi gravado:



Ao sair do "Museu do Zumbi" existe uma espécie de lojinha de souvenirs para as pessoas comprarem caso tenham gostado da experiência pela qual passaram, e desejam levar uma lembrança do passeio para casa.

Lojinha de souvenirs para as pessoas comprarem caso tenham gostado da experiência
pela qual passaram e desejam levar uma lembrança do passeio para casa


Segundo Masami M, o "museu" vale o preço cobrado pelo ingresso, visto que todos muito provavelmente vão levar bons sustos, e se divertir ao mesmo tempo ao entrarem no museu. Resumindo, é uma boa opção de passeios para os japoneses, ainda mais aqueles que moram na região de Osaka, no Japão.

O valor do ingresso para adultos é de ¥800 (cerca de R$ 25,00 pela cotação atual), ¥600 (aproximadamente R$ 19,00) para estudantes do ensino médio e ¥300 (aproximadamente R$ 9,00) para crianças. É importante ressaltar que o custo de vida no Japão é muito diferente do nosso custo de vida no Brasil, portanto os valores podem não representar a realidade na qual estamos acostumados em nosso dia a dia. Porém, os preços são bem atrativos, não é mesmo?

Devemos Fazer uma Parceria Para Mostrar os Lugares AssombradOs e as Lendas do Japão? Quem sabe um "Japão AssombradO"?


Sinceramente, nós consideramos o tour proporcionado pelo site "RocketNews24" um tanto quanto curto, e antes mesmo do dia 29 tentamos encontrar alguém que tivesse uma maior disponibilidade fazer um vídeo para nós dentro desse "museu". A intenção, é claro, era de mostrá-lo da forma mais completa possível, bem como sua localização para vocês. Para isso entramos em contato com o Leandro Hiro, do canal "Aqui Pode - A Vida no Japão", no Youtube, que assim como fazemos rotineiramente, de vez em quando aborda uns temas, como ele mesmo diria: "bem cabulosos".

Ele havia viajado com a namorada para aproveitar um pouco de suas férias, justamente às vésperas da inauguração do museu, que aliás, só fiquei sabendo da existência dessa atração ao assistir o canal dele. Entretanto, na quarta-feira passada (3), ele entrou novamente em contato comigo dizendo que pretendia ir até o museu na manhã de hoje. Todos nós estávamos ansiosos, porém ao ligar para os organizadores do evento, ele ficou sabendo que não era permitida a gravação dentro da atração, nem com câmera ou celular, porque havia uma questão relacionada a direito autoral (isso explica porque pouca coisa foi mostrada pelo site "RocketNews24"). Enfim, temos que respeitar o que foi determinado pelos organizadores, visto que não somente no Japão, mas em qualquer lugar, respeito é fundamental.

Leandro Hiro (à esquerda), responsável pelo canal "Aqui Pode - A Vida no Japão", ao lado de seu pai (à direita)
Sem sombra de dúvida, todos nós, incluindo o Leandro Hiro, ficamos chateados por não poder mostrar mais sobre essa atração para vocês. Todavia, durante nossa conversa e por sugestão do próprio Leandro, ele disse que estaria disposto a ir até uma casa assombrada, um parque assombrado ou algum outro local considerado sobrenatural no Japão, e fazer um vídeo no próprio local! Sim, isso mesmo que vocês leram.

E aí, AssombradOs? Acham a ideia interessante? Devemos criar um quadro ainda que temporário chamado "Japão AssombradO", e trazer para mais perto de vocês esses locais considerados assombrados do Japão? Obviamente, teríamos toda uma pesquisa prévia, e uma postagem envolvida a ser realizada por nós, além é claro de contar com o tour oferecido pelo Leandro Hiro, e do conhecimento e das curiosidades extras, que ele trouxer em vídeo sobre o lugar que visitar (afinal nada melhor do que morar no país para saber melhor o que acontece nele).

A questão é: "Por qual local considerado assombrado devemos começar"? Sei que muitos diriam sobre a "Floresta dos Suicídas de Aokigahara", mas ela é bem longe. Logo, queremos mais opções para vermos qual será a mais viável nesse primeiro momento (talvez promover até uma série curta de 4 episódios), e se o feedback será positivo! Quem sabe o antigo "Túnel Honzaka" ou o "Túnel Isegami"? Existem locais bem mais tensos e arriscados como o "Sanatório de Kaidzuka", "Hospital Fujioka" e o "Hotel Fujiland". Enfim, deixem suas sugestões também em nossa página no Facebook! Lembrando que quanto mais perto da província de Aichi melhor!

Até a próxima, AssombradOs!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://en.rocketnews24.com/2016/07/04/zombie-museum-coming-to-osaka-this-summer/
http://en.rocketnews24.com/2016/07/29/osakas-zombie-museum-opens-like-a-disemboweled-rib-cage/
http://travel.asiaone.com/travel/inspirations/jolt-yourself-awake-pop-zombie-museum-osaka
http://www.japantoday.com/category/arts-culture/view/zombie-museum-coming-to-osaka-this-summer
http://zdu.jp/
Comentários