18 de julho de 2016

A Morte Misteriosa de Gaurav Tiwari: Um dos Investigadores Paranormais Mais Famosos da Índia

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Existe uma frase muito popular que diz: a única certeza que temos na vida é a morte. A questão se torna, portanto, sobre o que nós iremos fazer de nossas vidas até esse fatídico dia. Apesar de uma parte dos cientistas estar constantemente buscando mecanismos para o prolongamento da vida do ser humano, tentar ressuscitar ou reanimar corpos diante de determinadas circunstâncias ou até mesmo tentar uma eventual "transferência de consciência" para uma máquina, a grande verdade é que a morte é algo praticamente inevitável. A expectativa de vida de nossa espécie aumentou graças aos avanços tecnológicos, a medicina, novos hábitos alimentares, assim como uma nova perspectiva e qualidade de vida, que embora não seja a ideal nos grandes centros urbanos, ainda assim é bem maior do que há 100 anos. Isso para não mencionar diversos outros fatores, que se somariam a uma longa lista, que fazem com que nosso tempo de existência nesse plano, com entes queridos ou amigos, seja bem maior do que nossos antepassados tiveram e menor do que gostaríamos que fosse.

Apesar de não ser muito comum, geralmente a mídia não dá destaque sobre a morte de pessoas relativamente jovens, e que tiveram uma vida relativamente "comum", ou seja, aquelas pessoas que tinham por volta dos 30 anos de idade, que eram casadas, que ainda contavam a presença física de seus pais, e que tinham uma boa estabilidade financeira. Aliás, se formos considerar um país superpopuloso como a China ou a Índia, quantas pessoas não se encaixariam diante do que mencionamos acima? Provavelmente milhares ou até mesmo milhões de pessoas pertenceriam a esse grupo, exceto, é claro, que a pessoa tivesse um status social mais elevado, ocupasse uma posição de destaque em uma empresa renomada ou fosse uma "celebridade" conhecida regionalmente ou nacionalmente. Conforme já mencionei em postagens anteriores, o que é comum não vira notícia (somente se estivermos falando do que é publicado em sites ou revistas que cobrem o chamado "mundo dos famosos"). Apenas se divulga algo que foge ao senso comum ou simplesmente em virtude de um caráter mais informativo e de utilidade pública.

Todavia, quando a pessoa em questão se chama Gaurav Tiwari, um investigador paranormal indiano com apenas 31 anos de idade, que foi encontrado morto, caído no chão do banheiro de seu apartamento com uma dupatta (uma espécie de véu) apertada ao redor de seu pescoço, essa situação muda completamente de figura. A situação é ainda mais estranha, porque Gaurav Tiwari era o investigador paranormal mais conhecido da Índia, visto que ele já tinha participado de uma série de programas de TVs (inclusive internacionais, como o Haunted Australia do canal Syfy), filmes de Bollywood (nome dado a indústria cinematográfica indiana), e segundo amigos ele já tinha investigado mais de 6.000 casos considerados sobrenaturais desde 2009. Aliás, no dia anterior de sua morte - inicialmente considerada como "suicídio" por parte da polícia - ele aparentava estar bem, e inclusive postou alegremente em seu Facebook, que ele tinha saído na capa de uma revista indiana. Surgiram também declarações de que ele vinha sendo atormentado por forças malignas, que estariam tentando "puxá-lo" para o outro mundo. Porém, algumas contradições nos depoimentos de familiares estão fazendo com que a polícia desconfie que não se trate de um caso de suicídio, mas de um homicídio. Vamos saber mais sobre esse assunto?

Quem era Gaurav Tiwari?


Não adianta dizer apenas que um investigador paranormal morreu ou pode ter cometido suicídio. É necessário informar a vocês sobre quem era Gaurav Tiwari, para que conheçam um pouco mais de sua história. Nosso intuito é sempre fornecer o máximo de informação possível sobre um determinado assunto, independentemente de qual seja, para que vocês possam tirar suas próprias conclusões ao final da postagem, ainda mais em um caso tão estranho e complicado de se analisar quanto esse.

Gaurav Tiwari nasceu em 2 de setembro de 1984, ou seja, tinha cerca de 31 anos, e era presidente da Sociedade Paranormal da Índia, a primeira sociedade desse gênero no país, no qual ajudava pessoas que diziam estar sendo vítimas de alguma atividade paranormal, e que ele mesmo fundou no ano de 2009.

Gaurav Tiwari era presidente da Sociedade Paranormal da Índia, a primeira sociedade desse gênero no país, no qual ajudava pessoas que diziam estar sendo vítimas de alguma atividade paranormal, e que ele mesmo fundou no ano de 2009


Entretanto, seu contato com o "mundo paranormal" é mais recente do que muitos de vocês possam estar imaginando. Durante a infância e a adolescência ele estudou em escolas indianas, e segundo diversos sites indianos, ele começou sua carreira de ator aos 16 anos ao participar de filmes de Bollywood, tais como: "16 December" e "Tango Charlie" (por mais que eu não tenha encontrado seu nome no elenco desses filmes). De qualquer forma, sua carreira como ator não foi bem sucedida, então ele resolveu seguir seu outro sonho que era voar. Ele se mudou para os Estados Unidos onde iniciou um curso de piloto comercial de aviões.

Segundo o site de um canal de TV chamado "India Today", o primeiro contato de Gaurav Tiwari com o "mundo paranormal" aconteceu em 2007, enquanto ele estava estudando na Flórida, nos Estados Unidos, para se tornar justamente um piloto comercial de aviões. Ele teria presenciado fenômenos como "poltergeists", e ouvido "sussurros" misteriosos no apartamento que dividia com outras quatro pessoas. Um de seus colegas, também teria visto uma aparição de uma menina. Pouco tempo depois, todos os seus colegas começaram a relatar que estavam ouvindo passos oriundos do sótão, e relatavam que também estavam vendo uma "aparição translúcida" de uma menina. Assustados, eles não demoraram muito para procurar por outro local para morar.

O primeiro contato de Gaurav Tiwari com o "mundo paranormal" aconteceu em 2007, enquanto ele estava estudando na Flórida, nos Estados Unidos, para se tornar justamente um piloto comercial de aviões


Gaurav Tiwari teria se graduado como piloto comercial na "MVP Aero Academy", em Houston, no estado norte-americano do Texas, mas o "mundo paranormal", por assim dizer, já havia tomado conta de seu imaginário. Ao invés de comandar uma aeronave comercial, Gaurav queria aprender mais sobre esse universo repleto de mistérios, porém em terra firme. Vale lembrar que nessa época ele dizia que era cético, mas após tentar investigar por conta própria o que presenciou, instalando até mesmo câmeras de segurança no apartamento que dividia com colegas, não conseguiu explicar racionalmente a situação, e acreditou que o apartamento era realmente assombrado.

Assim sendo, Gaurav Tiwari desistiu do seu sonho de voar, e passou a se interessar mais por esse tipo de assunto. Ele levou isso tão a sério que fez um curso em uma organização chamada "ParaNexus Anomalous Research Association" ("Associação ParaNexus de Pesquisas de Anomalias", em português) no qual recebeu um certificado de "Lead Anomalous Investigator", uma espécie de certificado o credenciando como um "investigador paranormal profissional". Além disso, ele também foi ordenado como ministro da "Metaphysical Church of Humanistic Science" ("Igreja Metafísica da Ciência Humanista"), que se define como um ministério moderno, que procura explorar, entender e fortalecer o espírito humano.

Gaurav Tiwari desistiu do seu sonho de voar e resolveu estudar sobre o "mundo paranormal",
posteriormente fundando a Sociedade Paranormal da Índia em 2009
Gaurav Tiwari voltou para a Índia em 2009, e logo que chegou fundou a "Sociedade Paranormal da Índia", que conforme dissemos anteriormente, ajudava pessoas que diziam estar sendo vítimas de alguma atividade paranormal, se tornando assim um representante da ParaNexus no país. Desde então ele participou de diversos programas de TV, tais como: "MTV Girls Night Out", "Haunted Weekends with Sunny Leone", "Bhoot Aaya", "Haunted Australia" e "Fear Files". A imprensa o costumava chamar de "Gaurav: O Caça Fantasmas", e apesar do apelido, ele era considerado uma pessoa calma e tranquila, ao menos diante das câmeras, e sempre tratava os casos com seriedade. Na verdade, Gaurav Tiwari sempre conduzia suas investigações mais para o lado científico, uma corrente que ele sempre insistir em adotar.

Gaurav sempre era visto nos locais considerados assombrados portando os mais diversos e modernos equipamentos (gravadores de áudio e vídeo, detectores, sensores etc.). Quando ele dizia que tinha sido "mordido, arranhado ou empurrado" por forças invisíveis, ele sempre confiava nas evidências que ele e sua equipe coletavam, por meio de gravações, para estabelecer se a causa era realmente uma "assombração" ou não. 

Além de espíritos ele costumava investigar casos envolvendo OVNIs, visto que ele passou a alegar ter testemunhado fenômenos luminosos, os quais ele não tinha uma explicação racional para fornecer. Criaturas misteriosas também faziam parte de suas investigações. Ao longo do tempo ele também estudou em outros institutos, nos quais recebeu certificados de "conselheiro espiritual" e "hipnólogo", ou seja, ele gostava sobretudo de estudar.

Ao longo do tempo Gaurav Tiwari também estudou em outros institutos, o qual recebeu certificados de "conselheiro espiritual" e "hipnólogo", ou seja, ele gostava, acima de tudo, de estudar sobre o "mundo paranormal"
Gaurav Tiwari costumava dizer que 98% de todos os relatos de fantasmas ou "assombrações" eram farsas ou não condiziam com a realidade dos fatos. Para o desgosto de muitas pessoas, ele chegou a classificar o Forte Bhangarh (considerado um dos locais mais mal-assombrados de seu país), localizado no estado do Rajastão, como uma farsa.

Entretanto, ele disse que as assombrações no "Aradale Mental Hospital" ("Hospital Psiquiátrico de Aradale"), um antigo sanatório australiano, eram verdadeiras. Ao todo, Tiwari disse que tinha visitado mais de 6.000 locais assombrados, e evidentemente, muitas vezes ele foi questionado se fantasmas realmente existiam, e o que eles eram.

O Forte Bhangarh, localizado no estado do Rajastão, na Índia, considerado um dos locais mais mal-assombrados daquele país

O complexo de prédios do antigo "Hospital Psiquiátrico de Aradale", na Austrália
"Um fantasma nada mais é do que a consciência residual de um corpo físico que não possui mais vida. É a antecipação do que um fantasma pode fazer, que realmente pode causar sérios danos - o medo do desconhecido. Se uma pessoa má, que cometeu maldades ao longo da vida, deixa para trás a sua consciência, então esta terá um propósito maligno", disse Gaurav Tiwari, em entrevista para o site da revista "Man's World India".

"Nosso objetivo principal é livrar as pessoas da superstição em torno de fantasmas. Temos uma abordagem neutra em relação a todos os nossos casos. Investigamos diversas possibilidades científicas. Somente depois de descartarmos todas as possibilidades, é que emitimos a nossa conclusão", completou.

Gaurav Tiwari Tiwari costumava dizer que 98% de todos os relatos de fantasmas ou "assombrações" eram farsas.
Ao todo, Tiwari disse que tinha visitado mais de 6.000 locais assombrados
O site da revista "Man's World India" disse que Gaurav Tiwari não cobrava um centavo sequer para ir até as pessoas, e ajudá-las a superar os problemas, visto que muitas pessoas acreditavam que estavam sofrendo devido a atividades paranormais. Sua renda vinha principalmente dos cursos ministrados pela Sociedade Paranormal da Índia, que custam por volta Rs 75.000 (cerca de R$ 3.600 pela cotação atual). Vale lembrar que a mesma também promove passeios em locais considerados mal-assombrados, cobrando, é claro, pelo tour com guias especializados.

"Acredito que tudo que venha a se manifestar na realidade, primeiro tenha que existir em nossas mentes", disse Gaurav Tiwari, em entrevista para o site DNA India, em maio de 2014, acrescentando que sempre há uma explicação científica para o que as pessoas acreditam que é inexplicável. Uma pessoa que tenha as emoções muito reprimidas, assim como a raiva, às vezes pode deslocar sua própria energia, causando mudanças de temperatura ao seu redor ou, por vezes, fazer com que as portas fechem ou abram de forma inexplicável. De acordo com ele, o segredo era não se assustar, visto que as energias malignas tentam intimidar as pessoas.

"Quanto mais você ficar com medo, mais elas se alimentam de sua energia negativa, ficando mais fortes. Depois de mostrar que você pode enfrentá-las, elas não vão mais incomodá-lo", completou.

O site da revista "Man's World India" disse que Gaurav Tiwari não cobrava um centavo sequer para ir até as pessoas e ajudá-las a superar os problemas, e sua renda vinha principalmente dos cursos ministrados pela Sociedade Paranormal da Índia, que custam por volta Rs 75.000 (cerca de R$ 3.600 pela cotação atual)
Gaurav Tiwari também era casado com uma mulher chamada Arya Kashyap Tiwari. Aliás, seu casamento era bem recente, visto que havia sido realizado há poucos meses, mais precisamente no dia 28 de janeiro desse ano, ou seja, praticamente e tão somente cerca de sete meses atrás. Enfim, Gaurav era um investigador paranomal que não costumava fazer nenhum tipo de alarde ou estardalhaço sobre os casos.

A grande verdade é que seu objetivo principal sempre foi ajudar e educar as pessoas sobre o "mundo paranormal" ao desmistificar a absoluta maioria dos casos. Ele fazia questão de resolver os "mistérios", para que as pessoas entendessem e pudessem lutar contra o que estava supostamente atormentando as suas vidas. Entretanto, seu último grande mistério se tornaria sua própria morte, na manhã do dia 7 de julho desse ano. É justamente sobre isso que vamos comentar a partir de agora.

As Primeiras Informações sobre a Misteriosa Morte do Investigador Paranormal Gaurav Tiwari


A primeira pessoa a dar a notícia que Gaurav Tiwari havia morrido foi Allen Tiller, um investigador paranormal australiano, que era muito amigo de Gaurav, uma vez que ambos participaram da série "Haunting Australia", do canal Syfy, no ano de 2014. Foi através de sua página no Facebook, que Allen Tiller expressou toda sua dor em virtude da morte de quem ele considerava como um irmão. Aliás, sua tristeza foi demonstrada em uma série de postagens realizadas entre os dias 7 e 11 de julho. A imagem abaixo representa apenas algumas dessas postagens.

O investigador paranormal Allen Tiller fez uma série de postagens em sua página no Facebook, demonstrando toda sua tristeza em relação ao morte do amigo, considerado como um irmão, Gaurav Tiwari


É interessante notar que uma pessoa perguntou para Allen se ele sabia a causa da morte de Gaurav, e de acordo com o que ele tinha ouvido, teria sido devido a um ataque cardíaco. Porém, ele se mostrou muito irritado em uma publicação do dia 11 de julho, quando ficou sabendo que as pessoas estavam dizendo que Gaurav havia cometido suicídio em razão de "fantasmas, demônios ou outra merd* qualquer".

Ele reclamou que o site do "Times of India" (sigla em inglês, "TOI"), que por sua vez é o jornal em língua inglesa, e o site de notícias mais acessado do mundo, estaria meramente especulando sobre a morte do seu amigo. Segundo ele, isso seria um desrespeito a memória e o legado de Gaurav, um homem que não tocou corações somente na Índia, mas ao redor do mundo.

A página oficial da série "Haunting Australia" no Facebook também começou a postar uma série de textos e imagens sobre Gaurav Tiwari, e também foram um dos primeiros a noticiar a morte de um membro tão querido da equipe, que havia participado de diversas investigações paranormais na Austrália.

A página oficial da série "Haunting Australia" no Facebook também começou a postar
uma série de textos e imagens sobre a morte de Gaurav Tiwari



Entretanto, a impresa indiana só noticiou a morte de Gaurav Tiwari, no dia 11 de julho, (segunda-feira passada), ou seja, cerca de cinco dias após a sua morte, que se tornou um verdadeiro mistério para a polícia. Para contar para vocês como a notícia começou a ser propagada, vamos nos basear no que foi inicialmente divulgado pelo site do jornal "Times of India", que foi um dos primeiros, senão o primeiro site de notícias da Índia, a publicar sobre sua morte, nas primeiras horas da manhã daquele dia.

A Notícia Publicada pelo "Times of India" no dia 11 de Julho


O "TOI" começou sua notícia dizendo que Gaurav Tiwari foi encontrado morto em "circunstâncias misteriosas" no banheiro de seu apartamento em Dwarka, na manhã do dia 7 de julho (quinta-feira retrasada). A polícia suspeitava que Gaurav havia cometido suicídio, mas eles não tinham pistas sobre as razões pelas quais ele teria sido levado a cometer esse ato extremo. A família dizia que não conseguia acreditar nesse história de suicídio, uma vez que ele era "perfeitamente normal".

Nesse ponto é interessante mencionar que Dwarka é considerado um subúrbio bem valorizado de Nova Déli, capital da Índia. É uma das áreas residenciais mais procuradas para se morar da capital, contando uma boa infraestrutura, um comércio em rápida expansão, assim como muitas escolas, parques, atrações recreativas e culturais para os seus moradores.

Imagem do Google Maps mostrando a localização do subúrbio de Dwarka, em Nova Déli, capital da Índia

Foto mostrando uma parte do subúrbio de Dwarka, na região sudoeste de Nova Déli


Voltando ao assunto principal dessa postagem, é importante citar que foi o pai de Gaurav, o Sr. Uday Tiwari, que começou com toda uma polêmica a respeito da morte de seu filho.

"Ele disse a sua esposa há cerca de um mês, que uma força negativa estava o atraindo para ela. Ele disse que ele estava tentando controlá-la, mas aparentemente não estava conseguindo. A minha nora acreditava que ele estivesse sobrecarregado devido ao trabalho, por isso não nos contou", disse Uday Tiwari.

"Não acreditamos em fantasmas ou coisas do tipo, mas a sua morte nos deixou chocados e perplexos", acrescentou Uday, informando que um inquérito policial havia sido aberto para investigar as causas da morte de seu filho.

Foto de Gaurav Tiwari ao lado de sua esposa Arya Kashyap Tiwari
Gaurav Tiwari morava em um apartamento (um flat), em um condomínio chamado "Chitrakoot Dham", no Setor 19 de Dwarka, com sua esposa e seus pais, quando teria "caído no banheiro" por volta das 11 horas da manhã de quinta-feira. O pai de Tiwari disse que seu filho tinha verificado seus e-mails pouco tempo antes, enquanto sua esposa estava na sala de estar tomando café.

"De repente, ouvimos um barulho alto, e corremos para o banheiro. Minha nora tentou espiar para ver o que tinha acontecido, e viu que ele estava inconsciente. Conseguimos abrir a porta, que estava trancada, e tentamos reanimá-lo, mas ele não respondia. Ele foi levado ao hospital, mas não sobreviveu", completou Uday Tiwari.

Foto da fachada do condominio onde Gaurav Tiwari morava com seus pais e sua esposa


Fotos divulgadas pelo site da Aaj Tak TV da marca deixada no pescoço de Gaurav Tiwara (à esquerda), assim como do banheiro no qual ele foi encontrado caído, supostamente por volta das 11 da manhã do dia 7 de julho desse ano (à direita)
A polícia foi posteriormente informada, e uma autópsia preliminar também foi realizada. A polícia encontrou uma "marca escura" ao redor do pescoço de Gaurav Tiwari, e disse que a causa da morte teria sido "asfixia".

Foram feitas buscas tanto em sua casa, quanto em seu celular à procura de pistas, mas nada de revelante teria sido encontrado. A possibilidade de que ele tivesse caído no chão, batido a cabeça e vindo a falecer, assim como a família inicialmente suspeitava, também estava sendo imvestigada. A polícia, no entanto, estava aguardando os resultados finais da autópsia.

Gaurav Tiwari Teria Realmente Cometido Suicídio?


A notícia publicada pelo "TOI", ainda que tardia, serviu como um gatilho para que outros sites de notícia começassem a comentar e investigar a morte misteriosa de Gaurav Tiwari. O que vamos informar para vocês a partir de agora é um verdadeiro compilado do que vem sendo divulgado pela imprensa indiana desde a semana passada.

Um dos sites de notícias que começaram a desconfiar sobre essa história de suicídio foi o "India Today", ressaltando que a polícia estava tratando o caso como "asfixia", mas ainda estavam investigando se realmente teria sido um suicídio.

As investigações iniciais apontavam que Gaurav Tiwari não tinha problemas financeiros ou quaisquer outros problemas que poderiam tê-lo levado a cometer suicídio. Ele inclusive tinha saído na capa de uma edição da revista indiana "Youth Incorporated" desse mês, e até mesmo havia postado alegremente sobre isso cerca de apenas um dia antes de sua morte. Vejam a postagem que ele realizou em sua página no Facebook:

Postagem realizada por Gaurav Tiwari em sua página no Facebook, apenas um dia antes de sua morte
"Estou na capa da revista Youth Incorporated desse mês! :)", postou Gaurav Tiwari, em sua página no Facebook, um dia antes de sua morte.

Nesse ponto, vale ressaltar que a revista "Youth Incorporated" é uma publicação mensal voltada para o público jovem, abordando a escolha das carreiras que os adolescentes podem seguir em suas vidas. Basicamente, o site da revista diz que há decadas o jovem indiano vinha sofrendo com o destino que lhe era imputado, e acabava escolhendo qualquer profissão convencional das poucas opções disponíveis. Porém, hoje em dia essa situação havia mudado. O jovem indiano cada vez mais acreditava que eram suas escolhas, e o não o acaso, que determinava seu destino.

Ainda de acordo com o site "India Today", Gaurav Tiwari costumava ficar até tarde "caçando fantasmas", e que isso tinha levado a um certo "atrito conjugal". Ele estaria investigando uma casa suspostamente assombrada no subúrbio de "Janakpuri", que fica bem próximo de Dwarka (onde morava), na quarta-feira (noite anterior a sua morte), e voltou para casa por volta de 1h30 da manhã de quinta-feira, o que acabou resultando em uma briga com sua esposa.

Assista também ao que começou a ser divulgado pela imprensa indiana, mais precisamente pela Aaj Tak TV, em sua respectiva conta no Youtube (em hindi):



No entanto, no dia 12 de julho, mais "novidades" começaram a ser divulgadas pela imprensa. O site do jornal "Hindustan Times", por exemplo, fez questão de divulgar uma declaração dada pela polícia, no dia anterior, sobre esse caso.

"Não suspeitamos de quaisquer crimes, uma vez que todos os familiares, incluindo seus pais e esposa, estavam presentes no apartamento quando ele se enforcou no banheiro, a partir de um suporte para pendurar toalhas, usando uma dupatta, na quinta-feira de manhã", disse Deependra Pathak, delegado-adjunto do Departamento de Polícia do Distrito de South West Delhi , responsável pela investigação do caso. Vale destacar que a dupatta é uma espécie de véu, que faz parte do vestuário das mulheres da India e do Paquistão.

Deependra Pathak, delegado-adjunto do Departamento de Polícia
de Surendra Kumar, responsável pela investigação do caso
"Estamos cientes que a família de Tiwari não estava contente com as atividades 'caça-fantasmas' de Gaurav Tiwari, porque não eram financeiramente rentáveis", completou.

Segundo o "Hindustan Times", fontes policiais disseram que a responsabilidade de sustentar a família havia recaído sobre Uday Tiwari, pai de Gaurav Tiwari, que era diretor de uma startup (uma empresa nova, até mesmo embrionária ou ainda em fase de constituição, que conta com projetos promissores, ligados à pesquisa, investigação e desenvolvimento de ideias inovadoras).

Ainda de acordo com o site, na verdade Gaurav Tiwari estava investigando um caso onde havia uma menina supostamente possuída em uma casa de Janakpuri. Ele teria ido visitar a casa dessa menina na noite anterior a sua morte.

No mesmo dia, o site do jornal "The New Indian Express" começou a revelar mais detalhes sobre a investigação que estava sendo conduzida pela polícia. Segundo o "The New Indian Express", uma "fonte" comentou que a traqueia de Gaurav Tiwari não havia sofrido ruptura.

"Havia equimoses (popularmente conhecidas como "manchas roxas") em seu pescoço - tanto na parte interna, quanto externa. A traqueia não havia sofrido ruptura, o que normalmente acontece quando uma pessoa se enforca sozinha", disse a "fonte", que preferiu não se identificar.

Essa "fonte" também disse que a polícia tinha encontrado um telefone celular quebrado em sua casa, e que a polícia suspeitava que aquilo era resultado de alguma briga entre Gaurav Tiwari e sua esposa. Na noite anterior a sua morte, ele supostamente teve uma discussão com sua mãe, que não aprovava ele sair tão tarde da noite, sendo que o mesmo teria ligado horas mais tarde para seu pai, e disse que "não era mais uma criança para receber ordens".

De acordo com o "Hindustan Times", Gaurav Tiwari estava investigando um caso onde havia uma menina supostamente possuída em uma casa de Janakpuri. Ele teria ido visitar a casa dessa menina, na noite anterior a sua morte.
Em uma outra notícia publicada, ainda no mesmo dia, pelo "The New Indian Express", ex-colegas de Gaurav Tiwari disseram que ele queria fazer um filme de terror.

"Na segunda-feira passada (4), ele comentou sobre a ideia de fazer um filme de terror com o intuito de que as massas indianas conhecessem a realidade do mundo paranormal", disse Amit Singh, que se juntou a Sociedade Paranormal da Índia, há cerca de ano. Apesar de ter sido divulgado que Tiwari teria se queixado sobre "forças negativas", Amit Singh disse Tiwari nunca acreditou nisso.

"Ele sempre se manteve positivo, e acreditava que as forças não eram negativas. Ele disse que elas de vez em quando ficavam apenas com raiva, visto que ele queria mostrar essa realidade no filme", completou, acrescentando que Gaurav Tiwari jamais cometeria suicídio.

Uma das fotos publicadas por Gaurav Tiwara, em sua página no Facebook, mostrando o que seria uma "entidade"
atrás de uma pessoa, que não foi identificada na foto
Mais uma foto publicada por Gaurav Tiwari em sua página no Facebook, tirada durante
uma de suas investigações paranormais
Seus colegas disseram que ele tinha assinado um contrato com um importante canal de televisão, e que as gravações de seu novo projeto começariam por volta de 15 de julho, o que contradizia seu pai, Uday Tiwari, que havia alegado anteriormente que o filho não tinha grandes planos para o futuro. Aliás, o próprio pai passou a não dar mais nenhuma entrevista para a imprensa, alegando que a polícia havia pedido para evitar divulgar maiores informações até que as investigações fossem concluídas.

No dia 13 de julho, o site do canal indiano de TV chamado "ABP Live" começou a especular dizendo que Gaurav Tiwari, embora tivesse se casado recentemente, teria uma relação extraconjugal, e que teria ido encontrar com sua amante na noite anterior a sua morte.

Entretanto, no dia 14 de julho, o site do "India Today" publicou que o caso sobre a morte misteriosa de Gaurav Tiwari havia tido uma nova reviravolta, pois a polícia estava suspeitando que a família de Tiwari estivesse ocultando o que de fato ocorreu na manhã do dia 7 de julho. A polícia passou a trabalhar também com a hipótese de homicídio, algo que não tinha sido cogitado anteriormente pela imprensa.

O pai e a esposa de Gaurav Tiwari foram interrogados por mais de oito horas na última quinta-feira (14), e os policiais não ficaram satisfeitos com a seqüência de eventos que foi descrita por ambos. De acordo com os familiares, Gaurav fez sua última refeição, ou seja, tomou seu último café, por volta das 6h daquela manhã. Entretanto, o resultado da autópsia apontava que a comida ainda não havia sido completamente digerida em seu estômago. Segundo a polícia, isso não fazia muito sentido em razão do horário que a família alega ter o encontrado caído no banheiro (por volta das 11h da manhã).

Veja o vídeo publicado pelo India Today, nesse mesmo dia, em seu próprio canal no Youtube (em inglês):



A polícia também havia recuperado mais um celular, que supostamente pertencia a Gaurav Tiwari, mas todos dados armazenados no cartão SIM tinham sido deletados. A investigação, a partir de então, começaria a ter um foco maior na esposa de Tiwari, visto que eles teriam brigado poucas horas antes de sua morte. Desde então nenhuma outra informação relevante sobre o caso foi divulgada pela imprensa, exceto que fariam um filme baseado em sua história de vida.

Caso bem estranho, não é mesmo AssombradOs? Será que Gaurav Tiwari realmente cometeu suicídio? Ele teria sido influênciado por forças malignas? Será que alguém de sua família o matou? Certamente, são perguntas extremamente complicadas para se responder, e seria até mesmo presunçoso da minha parte escrever um comentário final sobre esse caso. De qualquer forma, fiquem tranquilos, porque essa postagem será atualizada conforme novas informações forem divulgadas pelos sites de notícias, combinado?

Até a próxima, AssombradOs.

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://gauravtiwari.org/2014/08/22/ghost-hunter/
http://indianexpress.com/article/cities/delhi/gaurav-tiwari-ghost-hunter-death-paranormal-investigator-indian-paranormal-society-2908215/
http://indianexpress.com/article/cities/delhi/paranormal-investigator-death-he-had-signed-a-contract-with-tv-channel-for-a-show-2908200/
http://indiatoday.intoday.in/story/gaurav-tiwari-paranormal-investigator-foung-dead-mysteriously/1/712551.html
http://indiatoday.intoday.in/story/ghost-buster-gaurav-tiwaris-mysterious-death-has-a-new-twist/1/715082.html
http://indiatoday.intoday.in/story/paranormal-investigator-gaurav-tiwari-ghost-suicide/1/712867.html
http://timesofindia.indiatimes.com/city/delhi/Paranormal-society-founder-dies-mysteriously-in-Dwarka-home/articleshow/53146053.cms
http://www.abplive.in/india-news/paranormal-expert-gaurav-tiwari-had-an-extra-marital-affair-380294
http://www.dnaindia.com/india/report-5-things-to-know-about-gaurav-tiwari-india-s-paranormal-investigator-2233498
http://www.firstpost.com/bollywood/was-gaurav-tiwari-indias-ed-warren-paranormal-investigators-had-spooky-similarities-2887388.html
http://www.hindustantimes.com/delhi/paranormal-society-founder-gaurav-tiwari-killed-himself-say-police/story-HSchifYxXicRxwWkNACBEK.html
http://www.india.com/news/india/gaurav-tiwari-founder-of-the-indian-paranormal-society-found-dead-at-delhi-residence-1323789/
http://www.india.com/news/india/was-paranormal-investigator-gaurav-tiwari-killed-by-negative-ghostly-forces-1323771/
http://www.mansworldindia.com/people/meet-gaurav-tiwary-indias-paranormal-investigator-who-is-extensively-trained-in-the-field/
http://www.mensxp.com/entertainment/gossip/31489-gaurav-tiwari-the-paranormal-investigator-who-died-under-mysterious-circumstances-is-now-going-to-have-a-movie-based-on-his-life.html
http://www.ndtv.com/delhi-news/paranormal-society-founder-committed-suicide-by-hanging-says-police-1430337
http://www.newindianexpress.com/cities/delhi/Conjuring-3-Paranormal-sleuth-in-Delhi-dies-mysteriously/2016/07/11/article3524308.ece
https://en.wikipedia.org/wiki/Dwarka,_Delhi
https://en.wikipedia.org/wiki/Gaurav_Tiwari
Comentários