19 de abril de 2016

Será que um "Fantasma" Foi Fotografado na Escadaria do Hotel que Inspirou o "O Iluminado", de Stephen King?

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Uma estranha fotografia começou a circular nas redes sociais norte-americanas desde quarta-feira passada (13). Basicamente ela retrata o que seria um suposto "fantasma", que teria aparecido no topo da escadaria do Hotel Stanley, em Estes Park, Colorado, nos Estados Unidos. A princípio, o que seria mais uma fotografia dentre tantas outras que estamos habitualmente acostumados a ver, ganhou notoriedade por ter sido tirada no mesmo hotel que inspirou Stephen King a escrever "O Iluminado", em 1977. O livro é um romance de horror considerado até hoje uma das suas principais obras, e que o consagrou como um dos grandes nomes desse gênero na literatura. O livro recebeu uma adaptação homônima (ou seja, com o mesmo nome) para o cinema por Stanley Kubrick, porém o mesmo fez algumas mudanças substanciais no roteiro, que desagradaram o próprio autor da obra, Stephen King.

Em quase todas as notícias publicadas sobre essa fotografia existe uma forte tentativa de associar o filme "O Iluminado", que sem dúvida alguma é um dos maiores clássicos de terror da história do cinema (sendo que essa relação não é tão próxima assim) ao que está sendo divulgado sobre o Hotel Stanley. Entretanto, será mesmo que um fantasma foi registrado no Hotel Stanley? Esse hotel é realmente mal-assombrado? Vamos saber mais sobre esse assunto?

Antes de comentarmos sobre essa foto, é importante que vocês conheçam um pouco sobre o Hotel Stanley, suas supostas atividades paranormais e também sobre a relação entre o hotel, o livro de Stephen King e o filme "O Iluminado". Assim sendo, vamos tentar passar para vocês os pontos mais relevantes e primordiais para que vocês tenham uma base contextual mais sólida a respeito desse caso, certo?

Um Breve Resumo Sobre a História do Hotel Stanley


O Hotel Stanley, no Colorado, Estados Unidos, foi construído por Freelan Oscar Stanley, um importante empresário norte-americano, e sua esposa Flora, abrindo suas portas em 4 de julho de 1909 (Dia da Independência dos Estados Unidos), para atender à classe alta americana, ou seja, os mais ricos e abastados da virada do século. O hotel possui uma arquitetura em estilo neocolonial, tendo atualmente 140 quartos (sendo que foi inaugurado com 48 quartos) e fica a menos de 10km do Parque Nacional das Montanhas Rochosas, ou seja, ele presenteia o seu hóspede com uma belíssima vista panorâmica para o Lago Estes e as Montanhas Rochosas, um dos cartões postais mais famosos dos Estados Unidos.

Freelan Oscar Stanley (à esquerda) e sua esposa Flora (à direita)
A origem do hotel é bem mundana. Em 1903, Freelan Oscar Stanley contraiu turberculose. O tratamento mais recomendado na época era o ar fresco, em uma ambiente bem iluminado pela luz solar e uma dieta saudável. Assim sendo, Freelan Stanley e sua esposa decidiram passar o verão nas Montanhas Rochosas do Colorado e para a surpresa dele sua saúde melhorou drasticamente. Impressionado com a beleza do local e grato pela sua plena recuperação, ele decidiu voltar ano após ano.

O Hotel Stanley, no Colorado, Estados Unidos, abriu suas portas em 4 de julho de 1909 (Dia da Independência dos Estados Unidos), para atender à classe alta americana, ou seja, os mais ricos e abastados da virada do século
Em 1907, Freelan Stanley estava cada vez menos satisfeito com as acomodações rústicas e a vida pacata do local. Ele decidiu transformar Estes Park, no Colorado, em uma cidade turística, construindo então o hotel que levaria o seu nome, e consequentemente ajudando a desenvolver a infraestrutura da cidade, assim como o comércio local. Freelan Stanley morreu aos 91 anos de idade, devido a um ataque cardíaco, em sua casa na cidade de Newton, Massachusetts, um ano após sua esposa, em 1940. Os dois foram casados por mais de 60 anos, e estão enterrados lado a lado no Cemitério Riverside, em Kingfield, no Maine, Estados Unidos.

A Relação Entre o Hotel Stanley e o Romance de Horror "O Iluminado" de Stephen King e o Filme de Stanley Kubrick


O hóspede mais famoso do Hotel Stanley com certeza foi o romancista Stephen King, visto que os cenários e personagens do livro "O Iluminado" (o terceiro livro de sua carreira e seu primeiro bestseller) foram influenciados por suas experiências pessoais, que incluíram sua única visita ao Hotel Stanley em 1974, bem como durante sua reabilitação devido ao alcoolismo. Exatamente isso que vocês leram. Stephen King e sua esposa Tabitha passaram apenas uma noite no quarto 217 no Hotel Stanley, e isso foi suficiente para que Stephen King, inspirado após uma noite de sonhos um tanto quanto arrepiantes, escrevesse o romance.

Fachada iluminada do Hotel Stanley durante as noites de inverno
No final de setembro de 1974, Stephen King e sua esposa Tabitha foram de carro até o Hotel Stanley com o objetivo de se hospederam durante algum tempo, porém não sabiam que o hotel fecharia suas portas no dia seguinte em razão da temporada de inverno. Eles seriam os únicos hóspedes do hotel, visto que além deles, apenas uma parte da equipe do hotel ainda se encontrava no local. Ele quase desistiu de se hospedar, porém quando os funcionários notaram que era o Stephen King, eles mudaram de ideia e permitiram que o casal passasse a noite em um dos melhores quartos com varanda que eles tinham: o quarto 217.

Escadaria que leva ao quarto 217 do Hotel Stanley
Naquela noite, ambos foram jantar no restaurante do hotel, cujos corredores vazios ecoavam músicas clássicas. Stephen King disse que aquela tinha sido uma das coisas mais estranhas e assustadoras que ele já tinha vivenciado. Algum tempo depois, Tabitha voltou ao quarto, enquanto Stephen resolveu explorar as dependências do hotel.

Um barman contou a Stephen King sobre histórias de assombrações e rumores sobre tragédias,
que teriam ocorrido no hotel e no quarto 217
Vagando pelos corredores ele imaginou que aquele seria o cenário perfeito para uma história sobre fantasmas. Por fim, ele acabou indo até o bar do hotel, onde ficou sabendo de histórias contadas pelo barman sobre assombrações e rumores sobre tragédias que teriam ocorrido no hotel e no quarto 217.

Foto da porta do quarto 217 onde Stephen King e sua esposa Tabitha King
passaram uma noite no ano de 1974
Stephen King sonhou com seu filho de três anos de idade, correndo pelos corredores, olhando por cima de seus ombros, com os olhos arregalados, gritando. O filho estava sendo perseguido por uma mangueira de incêndio. Stephen diz ter acordado com um forte solavanco, todo suado, na beirada da cama, prestes a cair no chão. Ele se levantou, acendeu um cigarro, sentou-se na cadeira, olhou as Montanhas Rochosas pela janela e ao terminar de fumar o cigarro já tinha pronto um esboço detalhado do livro "O Iluminado".

Foto do interior do quarto 217 do Hotel Stanley
Levou cerca de seis meses para terminar o primeiro rascunho do manuscrito e o romance foi publicado em janeiro de 1977. É justamente por esse motivo que no título utilizamos o verbo "inspirar", porque o livro não foi escrito no Hotel Stanley, mas a noite que Stephen e sua esposa passaram no hotel, serviu de inspiração para que um dos seus mais importantes livros nascesse.

Foto de um dos corredores do Hotel Stanley, no Colorado, nos Estados Unidos
Um outro detalhe muito importante é a respeito do filme "O Iluminado" de Stanley Kubrick, lançado em 1980, que foi uma adaptação da obra de mesmo nome, de Stephen King. Nenhuma cena do filme foi gravada no Hotel Stanley. As tomadas externas foram realizadas no Hotel Timberline Lodge, no Oregon, nos Estados Unidos e o set de filmagem para a realização das cenas dentro do hotel ficcional de "O Iluminado", o Hotel Overlook, foi construído dentro dos Estúdios EMI Elstree, na Inglaterra. Boa parte da decoração interna foi baseada no Hotel Ahwahnee, localizado no Parque Nacional Yosemite, na Califórnia, nos Estados Unidos. O fato do filme de Stanley Kubrick ter sido filmado em outros lugares, até hoje continua sendo frustrante para os funcionários do Hotel Stanley.

Os tomadas externas do filme "O Iluminado" de Stanley Kubrick foram realizadas
no Hotel Timberline Lodge, no Oregon, nos Estados Unidos

O set de filmagem para a realização das cenas dentro do hotel ficcional de "O Iluminado", o Hotel Overlook, foram construídos dentro dos Estúdios EMI Elstree, na Inglaterra. Boa parte da decoração interna foi baseada no Hotel Ahwahnee, localizado
no Parque Nacional Yosemite, na Califórnia, também nos Estados Unidos
Apesar de toda a fama de mal-assombrado que o hotel ganhou no final de década de 1970, o mesmo não teve uma vida financeira confortável. Para vocês terem uma ideia, o atual proprietário John W. Cullen comprou o hotel em 1995, quando ele estava prestes a fechar as portas. Diversos prédios do complexo estavam condenados e não tinham energia elétrica. Pouco depois da compra, Stephen King afirmou que pretendia filmar uma minissérie baseada no livro. Ele declarou em inúmeras ocasiões que não gostava da interpretação adotada por Stanley Kubrick, e que a ABC pagaria centenas de milhares de dólares para reformar o local e usá-lo como cenário para as gravações.

John W. Cullen (à esquerda) é o atual proprietário do Hotel Stanley, sendo que comprou o hotel em 1995, quando ele estava prestes a fechar as portas. Diversos prédios do complexo estavam condenados e não tinham energia elétrica.
Depois da minissérie para a TV, que foi ao ar pela ABC em 1997, Cullen tirou proveito da situação: ele criou passeios fantasma e contratou guias paranormais que contam histórias de almas penadas que vagam pelos corredores. Os guias também encorajam os hóspedes a compartilharem suas experiências sobrenaturais - um copo que tenha se movido sozinho, sons estranhos, uma sombra misteriosa - na página do hotel no Facebook. A lojinha do hotel vende souvenirs ligados ao filme "O Iluminado", incluindo um fantasma que brilha no escuro e canecas com a palavra "Redrum". O hotel até mesmo oferece consultas com uma vidente, a Madame Vera, e possui uma espécie de labirinto em uma tentativa de imitar o mesmo que aparece no filme.

O hotel Stanley possui uma espécie de labirinto em uma tentativa
de imitar o mesmo que aparece no filme "O Iluminado"
Em cada quarto do hotel existe uma TV, que um canal específico que fica passando 24 horas por dia o filme "O Iluminado". O piso do hotel é todo feito de madeira, dando uma sensação de se estar em um filme de terror quando você anda e o chão começa a ranger. O hotel é repleto de móveis antigos e até um carro do início do século passado fica de vez em quando em exposição no lobby do hotel.

Foto do saguão (lobby) do Hotel Stanley, que conta com uma grande escadaria
onde o suposto "fantasma registrado" por Henry Yau teria aparecido

Visão do topo da escadaria principal em relação ao saguão (lobby) do Hotel Stanley
Como dissemos anteriormente, diversos passeios são oferecidos pelo hotel. Um deles é o "Illusions of The Past", uma apresentação paranormal especial realizada pelo ilusionista paranormal, Aiden Sinclair. A duração do show é de cerca de 60 a 90 minutos, sendo apresentado como uma sessão teatral encenada. Outro passeio bem interessante é o "Night Ghost Tour", que leva a pessoa através dos espaços mais assombrados e apresenta os fenômenos paranormais que rodeiam a este hotel de mais de 100 anos. É interessante destacar que em todos os passeios não são permitidas crianças com menos de 5 anos de idade ou animais de estimação. Além disso, existem valores diferentes para hóspedes e não hóspedes do hotel, mas a diferença é bem pequena.

Os Supostos "Fantasmas" e as Atividades Paranormais que Ainda Ocorreriam no Hotel Stanley


Apesar de tantas atrações, a fama de mal-assombrado do Hotel Stanley realmente surgiu depois da publicação do livro de Stephen King, muito embora a administração do hotel alegue que o fantasma do Sr. Freelan Oscar Stanley já tenha sido registrado em fotografias tiradas na sala de bilhar, e que o antigo piano de Flora, sua esposa, ainda pode ser ouvido na calada da noite. Vale ressaltar que o Sr. Freelan Stanley deixou de ser proprietário do hotel por duas vezes, em 1926 e 1930, apesar de sempre frequentá-lo durante o verão. Aliás, apenas sua esposa morreu em Estes Park, sendo que o Freelan Stanley morreu em Newton, Massachusetts.

Funcionários do Hotel Stanley dizem que antigo piano de Flora, esposa de Freelan Oscar Stanley,
ainda pode ser ouvido na calada da noite
O quarto 217 tem uma "reputação assombrada" um tanto quanto peculiar e vamos explicar rapidamente o porquê. Freelan Oscar Stanley havia construído uma usina hidrelétrica na região, a qual além de abastecer a cidade de Estes Park, fornecia energia elétrica para o hotel. Aliás, ele também ganhava dinheiro ao vender lâmpadas para os moradores da região. Além disso, Freelan Stanley também construiu a primeira rede de distribuição de água encanada (com a utilização de canos de madeira) da cidade, ou seja, o Hotel Stanley foi um dos primeiros hotéis a oeste do Mississipi para a oferecer tais benefícios aos seus hóspedes. Entretanto, segundo Jesse Freitas, arquivista do Hotel Stanley, uma tragédia teria acontecido em 1911.

Naquela época, o quarto 217 era a suíte presidencial do hotel. Era um quarto em formato de "L" que ocupava o espaço que atualmente pertencem aos quartos 217 e 215. Assim sendo, em 25 de junho de 1911, uma tempestade interrompeu o fornecimento de energia e todos os hóspedes do hotel foram levados para o saguão (lobby), enquanto os funcionários do hotel foram encarregados de acender as "luzes de emergência", que seriam lamparinas de gás acetileno. Uma camareira chamada Elizabeth Wilson entrou no quarto 217 com uma vela acesa, mas o que ela não sabia é que havia um vazamento de gás, cuja origem até hoje seria desconhecida. O gás não tinha nenhum tipo de odor naquela época, então ela não percebeu que havia um vazamento de gás, e ao entrar aconteceu uma explosão praticamente instantânea.

Chave do quarto 217
A enorme explosão teria destruído cerca de 10% do hotel, ou seja, quase 6.500 m². Jesse alega que tenha sido uma "explosão de compressão", caso contrário o hotel inteiro pegaria fogo, visto que é construído de madeira. A explosão teria sido tão intensa que fez com a camareira caísse no meio da sala de jantar, um andar abaixo, e quebrasse os dois tornozelos. Jesse disse que o Hotel Stanley pagou todas as despesas médicas de Elizabeth, que se recuperou e posteriormente foi promovida a chefe das camareiras. Ela teria trabalhado no hotel até a década de 1950 e após sua morte é dito que ela passou a assombrar o quarto 217.

Jesse Freitas, arquivista do Hotel Stanley
O maior problema sobre o quarto 217 e esse caso que teria acontecido em 1911, é que teriam ao menos mais quatro versões dessa história, que foram publicadas em diferentes jornais no Colorado. Para piorar a situação, todas elas apontam diferentes nomes e diferentes desfechos. Em uma das versões, por exemplo, a camareira teria morrido diante de hóspedes, que estavam jantando no momento da explosão e em outra ela teria inclusive conseguido apagar o fogo.

Curiosamente, nenhuma das notícias mencionam uma tempestade, e todos os relatos dizem que a vítima (ou vítimas, visto que um dos jornais aponta que 7 pessoas ficaram feridas) foi levada para Hospital Longmont. Além disso, todas as versões apontam que a explosão ocorreu por volta das 20h daquele dia. Não há registros dos funcionários do hotel daquela época e nenhuma foto de quaisquer nomes citados é possível de ser encontrada.

Confesso que não realizei uma pesquisa mais aprofundada sobre esse assunto, mas daria um bom especial, não acham? De qualquer forma dizem que desde a década de 1950, uma série de atividades estranhas e inexplicáveis, alegadamente paranormais, acontecem no quarto 217, incluindo portas abrindo e fechando sozinhas, luzes ligando e desligando sozinhas, pessoas que acordam descobertas, roupas que aparecem dobradas, entre outras situações "sobrenaturais". Dizem até que se um casal se hospedar no quarto 217, o fantasma da Elizabeth Wilson sobe na cama e os força a se separarem.

Fato é que a fama de hotel mal-assombrado surgiu mesmo após década de 1970. E com ela outros relatos passaram a ser contados, assim como outros quartos passaram a ser "igualmente assombrados". Dizem que vozes e passos fantasmagóricos são ouvidos nos corredores e nos quartos. Há relatos por parte de funcionários e visitantes sobre "mãos invisíveis" que tentam puxar e arrancar as roupas de seus corpos, e hóspedes que amanhecem sem seus cobertores, que surgem misteriosamente e cuidadosamente dobrados.

Dizem que o fantasma de "Earl de Dunraven", proprietário do terreno onde foi construído o Hotel Stanley, assombra o quarto 407, onde o aroma do tabaco proveniente do seu cachimbo de cerejeira ainda pode ser sentido. Foi relatado também a presença de um rosto fantasmagórico olhando pela janela do quarto, embora o mesmo não estava sendo ocupado por nenhum hóspede.

Segundo funcionários do hotel, o quarto 418 seria o mais assombrado, aparentemente por fantasmas de crianças. Hóspedes que passam a noite no quarto dizem que se pode ouvir o som de crianças brincando nos corredores à noite. Um casal teria chegado a relatar do incômodo barulho de crianças, sendo que não havia nenhuma criança hospedada no hotel naquela ocasião. Além disso, funcionários dizem ter visto o formato de corpos nas camas, como se alguém tivesse deitado nelas, mesmo quando não havia ninguém hospedado nos quartos.

Segundo funcionários do hotel, o quarto 418 seria o mais assombrado, aparentemente por fantasmas de crianças.
Hóspedes que passam a noite no quarto dizem que se pode ouvir o som de crianças brincando nos corredores à noite.

Ao longo do tempo, alguns dos supostos "fantasmas", tais como o do quarto 1302 onde uma mesa redonda teria se movido sozinha em um dos episódios do programa "Ghost Hunters", do canal Syfy, e do quarto 401, onde alegadamente seria assombrado pelo fantasma de um homem que apareceria aos pés da cama, assim como "roubaria" ou "moveria" os pertecentes dos hóspedes, foram "aparentemente solucionados" . A revista Skeptical Inquirer publicou em 2009 a explicação para o que teria acontecido em ambos os casos, assim como em diversos outros incidentes.

Investigadores paranormais que participaram de um dos episódios do programa "Ghost Hunters", do Syfy
foram até o Hotel Stanley e detectaram "anormalidades, porém muito do que foi apresentado foi postariormente
"desmentido" por outros especialistas e até mesmo pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos
A Sociedade de Pequisa Paranormal das Montanhas Rochosas (sigla em inglês, RMPRS) também chegou a realizar uma investigação conduzida pelos pesquisadores Bryan & Baxter, porém não encontrou nenhuma atividade paranormal no Hotel Stanley. Diversas explicações naturais foram apresentadas: vento, um guaxinim que subiu na parte superior de uma das janelas durante a noite, vidros das janelas que estavam soltos, entre outras. Até mesmo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos teve participação em uma análise do terreno em que o Hotel Stanley foi construído.

Apesar de não entrarmos em maiores detalhes sobre essas supostas atividades paranormais, sendo que muitas delas já foram desmistificadas ao longo do tempo, é importante que vocês tenham em mente, que apesar de todo o clima gerado em torno do Hotel Stanley, o mesmo não possui um passado tão "carregado" assim. Ainda mais se formos considerar outros locais alegadamente assombrados, tais como outros hotéis, sanatórios, prisões e residências onde outras tragédias muito mais "chocantes" aconteceram. O hotel se resume mais aos relatos de seus hóspedes do que algum tipo de evidência mais concreta de uma atividade sobrenatural.

A Recente Foto que Supostamente Apareceria um "Fantasma" na Escadaria do Hotel Stanley


No dia 13 de abril desse ano foi publicada uma estranha fotografia no site da KPRC 2, que por sua vez é uma emissora de TV afiliada da NBC, com sede em Houston, no Texas, nos Estados Unidos. Na notícia é dito que um homem chamado Henry Yau havia recentemente visitado o Colorado, e se hospedado no Hotel Stanley após ouvir que que o hotel tinha inspirado Stephen King a escrever "O Iluminado".

Henry Yau não é uma pessoa "comum", ele é Diretor de Relações Públicas e Eventos do Museu das Crianças de Houston, que é considerado um dos melhores museus de sua categoria dos Estados Unidos. O museu apresenta uma variedade de mostras, exposições e atividades interativas organizadas especialmente para as crianças. Suas atrações estão voltadas para ensinar através de divertidos jogos, prinícipios científicos como o poder da água, a ecologia e muito mais. Desde sua inauguração, em 1984, o museu teve que mudar de sede para ampliar seu espaço em diversas oportunidades, para dar conta da demada de visitantes que superam um milhão de pessoas anualmente.

Henry Yau (à esquerda) é Diretor de Relações Públicas e Eventos do Museu das Crianças de Houston
Os destaques desse museu são a área para bebês (até 35 meses de idade) no segundo andar, repleta de atividades para bebês que estão começando a engatinhar ou andar; a área externa com brinquedos de água chamada Flow Works e a cidade das crianças, chamada Kidtropolis: cada criança que entra ganha um "cartão de banco" pra retirar e depositar dinheiro de mentirinha, comprar coisas na cidade e podendo até arrumar um emprego e receber salário.

A foto que Heny Yau tirou também não foi uma foto "comum". Ele disse que usou o modo panorâmico do seu para tirar uma foto do hall de entrada do Hotel Stanley. Não foi informado qual seria a marca ou o modelo do celular, porém, através de uma rápida pesquisa, facilmente descobri que foi iPhone 5S (modo panorâmico e sem flash).

Foto publicada por Henry Yau em sua conta no Instagram, onde o mesmo afirma que tirou a foto
usando um iPhone 5S, em modo panorâmico e sem flash
Ele chegou a alegar para a KPRC 2 que normalmente não gosta que pessoas saiam em suas fotografias, e tinha sido por essa razão que ele tirou a foto. Em sua conta no Instagram, de fato, Heny Yau possui ao menos 9 fotos que ele tirou durante sua estadia no Hotel Stanley, e praticamente em nenhuma delas aparecem pessoas, mas sim, alguns ambientes do próprio hotel.

Fotos tiradas por Henry Yau durante sua estadia no Hotel Stanley, que foram publicadas em sua conta no Instagram
"Quando eu tirei a foto, não notei nada", disse Henry Yau. Porém, mais tarde, após ver mais atentamente as fotos que havia tirado, ele percebeu algo incomum, que acreditava ser um fantasma.

A notícia rapidamente se espalhou pelos Estados Unidos e chamou atenção da KUSA, emissora de TV, também afiliada da NBC, mas em Denver, no Colorado. A emissora queria saber se a fotografia era realmente "autêntica" ou não. Ao invés de procurar um perito em fotografias para analisar a imagem, eles entraram em contato com Kevin Sampron, denominado como especialista paranormal da SPIRIT Paranormal Investigations sediada também em Denver.

O site 9News, que pertence a KUSA TV, disse que Kevin realizou diversos testes e aplicou vários filtros na imagem. Ele e sua equipe constataram que a imagem não aparentava ter sido manipulada digitalmente ou ter sofrido qualquer outro tipo de adulteração. Em seguida, eles converteram a imagem em preto e branco, pois na visão deles daria para ver melhor os detalhes. E o que descobriram? Perceberam a presença de "outro fantasma".

Conversão da imagem para preto e branco feita por Kevin Sampron da SPIRIT Paranormal Investigations.
Segundo ele, a foto seria autência e mostraria o fantasma de uma mulher e de uma criança
"Quando demos um zoom na imagem, vimos imediatamente uma segunda anomalia logo à esquerda da primeira figura. Para nós, parece que a primeira figura é uma senhora vestida de preto e ao seu lado esquerdo aparentemente há uma criança", disse Kevin Sampron, que ainda disse acreditar que seria o fantasma de uma mulher e seu filho.

"Você vê a cabeça da criança claramente delineada por cima do corrimão da escada", continunou.

Kevin Sampron e sua equipe usaram outras imagens da escadaria para comparar com o foto do fantasma. Eles queriam ver se a anomalia poderia ter sido causada por uma luz ou um reflexo.

"Nós provavelmente descartamos cerca de 95% das coisas que as pessoas acham que são paranormais ou fantasmas. Na maioria das vezes há uma causa natural para as coisas", completou Kevin Sampron, dizendo acreditar que a imagem era verdadeira.

"Até onde podemos dizer, esse poderia ser um fantasma de verdade", finalizou.

Uma Possível Explicação Sobre a Fotografia Tirada por Henry Yau


Para que você possa compreender melhor essa explicação, primeiramente precisamos dizer o que seria uma fotografia panorâmica. A fotografia panorâmica, também conhecida como fotografia de grande formato, é uma técnica especial que reúne múltiplas imagens em conjunto a partir da mesma câmera. O objetivo é formar uma fotografia única e abrangente, seja na posição vertical ou horizontal.  Atualmente, é possível fazer fotografias panorâmicas em qualquer proporção com o uso de uma câmera fotográfica comum, um celular ou câmeras digitais. Há diversos softwares disponíveis para tal, capazes de combinar várias fotos em uma única imagem, atingindo uma visão de até 360º na horizontal e 180º na vertical, fechando uma esfera completa.

Exemplo de uma A fotografia panorâmica, também conhecida como fotografia de grande formato, é uma técnica especial que reúne múltiplas imagens em conjunto a partir da mesma câmera
O termo "panorama" significa literalmente "tudo à vista" (em tradução do grego). O nome foi dado por pintores que queriam capturar uma ampla visão de uma paisagem, e não apenas uma determinada parte dela. Porém, não vamos nos aprofundar sobre os detalhes envolvendo essa tipo de fotografia. O mais importante é que você saiba que ela basicamente funciona através de uma composição de imagens.

Existem inclusive aplicativos para celulares que facilitam a vida do usuário e permitem a composição de diversas fotos que são tiradas em sequência pelo mesmo. Nesse último caso a foto tirada por Henry Yau poderia ser praticamente um exemplo de um software de composição de imagens, que gerou uma imagem da forma como ele acredita que ela deva ser, e nosso cérebro vendo na foto o que ele quer ver, ou seja, uma má composição de imagens associada a pareidolia. A foto poderia ser uma composição de duas a quatro imagens, e justamente o que seria o "ponto de junção" (costura) entre uma e outra, provavelmente seria onde o suposto "fantasma" aparece. Porém, esse caso aparenta ser um "pouquinho diferente".

A foto poderia ser praticamente um exemplo de um software de composição de imagens, que gerou uma imagem
da forma como ele acredita que ela deva ser, e nosso cérebro vendo na foto o que ele quer ver, ou seja,
uma má composição de imagens associada a pareidolia


O primeiro grande problema da foto tirada por Henry Yau é que ela possui uma baixa qualidade e uma elevada granulação. E algo fundamental que os sites de notícias não quiseram comentar, é que as fotos panorâmicas tiradas a partir de iPhone's, geralmente são geradas através uma varredura da área (há algumas exceções), que se pretende fotografar (da esquerda para a direita, de baixo para cima ou vice-versa). Esse sistema de varredura pode resultar em uma incorreta composição da imagem (pixels duplicados, pixels escondidos, má iluminação, etc.).

A grande questão é que Henry Yau realmente disse ter utilizado um iPhone (modelo 5s) em modo panorâmico, e conforme dissemos acima, esse tipo de imagem é gerada justamente através de uma varredura panorâmica, ou seja, o usuário movimenta lentamente a câmera por todo o ambiente que deseja registrar. Como resultado disso poderíamos ter um efeito indesejado e provocado pelo método de captura de imagens chamado "rolling shutter", ou seja, todos os objetos que estivessem em movimento, e passassem pelo ambiente enquanto a câmera do celular estivesse fazendo essa varredura, tenderiam a sofrer uma distorção. Essa distorção pode fazer com que qualquer pessoa ou objeto se torne simplesmente "fantasmagórico" aos olhos de outras pessoas. Associe isso a uma baixa luminosidade, adicione uma pessoa que tivesse surgido para descer a escada nessa equação, e pronto, teríamos o nosso fantasma. Veja como funciona o modo panorâmico no iPhone (me inglês):



Vale lembrar que independentemente disso, em condições de pouca luz, as imagens panorâmicas também podem ficar embaçadas ou a captura pode não funcionar. Se a pessoa movimentar muito rapidamente ou muito lentamente o celular ou sua câmera digital, a "parte da junção" (costura) das imagens pode não ser registrada adequadamente. Cada câmera possui uma velocidade de leitura diferente do sensor que registra todo o deslocamento realizado pelo usuário. Alguns são tão lentos (como o iPhone 4 por exemplo), que chegam a registrar cenas com grandes distorções.

Henry Yau realmente disse ter utilizado um iPhone (modelo 5s) em modo panorâmico, e conforme dissemos acima,
esse tipo de imagem é gerada no iPhone geralmente através de uma varredura panorâmica, ou seja, o usuário
movimenta lentamente a câmera por todo o ambiente que deseja registrar.

Agora, se você pensa que isso é incomum e que nenhuma "foto de fantasma" pode ter sido gerada dessa forma até hoje, bem aí que você se engana. Em fevereiro de 2015, Holly Hampsheir, uma adolescente britânica de apenas 12 anos, ganhou fama através dos tabloides britânicos ao tirar uma foto de sua prima, Brook McGee, no Palácio de Hampton Court, na Inglaterra. Na mesma foto supostamente apareceria um fantasma conhecido por ser a "Dama de Cinza". Na ocasião, Holly utilizava um iPhone.

Em fevereiro de 2015, Holly Hampsheir, uma adolescente britânica de apenas 12 anos, ganhou fama através dos trabloides britânicos ao tirar uma foto de sua prima, Brook McGee, no Palácio de Hampton Court. Na mesma foto supostamente apareceria um fantasma conhecido por ser a "Dama de Cinza"
Esse fantasma seria de Sybil Penn, que por sua vez foi uma enfermeira, que serviu a dinastia Tudor por cerca de quatro gerações. Ela cuidava do filho mais novo de Henrique VIII, Edward, e também foi a pessoa que cuidou de Elizabeth, filha de Henrique VIII, quando houve um surto de varíola em 1562. Sybil Penn acabou sendo vítima da doença não muito tempo depois de Elizabeth ter recuperado. Ela foi enterrada na igreja de Hampton, que fica bem próxima do palácio. Dizem, inclusive, que ela é o fantasma mais "persistente" do Palácio Hampton Court. Você pode conferir mais detalhes nesta postagem: O Fantasma de Catherine Howard foi Fotografado no Palácio de Hampton Court, na Inglaterra?

Holly Hampsheir chegou alegou que ela e sua prima estavam sozinhas no local, porém nada indicava isso. Na época, Mark Smith da Nothern Ghost Investigations (NGI)  fez uma observação muito interessante na página de seu grupo no Facebook: o fantasma parecia ser um composição do cabelo da prima, Brook McGee, e a jaqueta de um indivíduo que estaria a direita dela no momento que a foto foi tirada.

Ele acrescentou que esse efeito poderia ser causado quando um iPhone está em "modo panorâmico" e dois objetos passam pelo seu campo de visão. É claro que nada disso seria conclusivo, mas era por isso que a fotografia de "fantasmas" sempre seriam questionáveis para "provar" a existência de algo sobrenatural.

Fotos tiradas por Holly Hampsheir que alegaram que estava sozinhas no local no momento que
as fotos foram tiradas, além disso o suposto "fantasma" da "Dama de Cinza" aparentemente não passa
de uma composição do cabelo de sua prima, Brook McGee e a jaqueta de um homem que estaria a sua direita

Imagem criada por Mark Smith da Nothern Ghost Investigations (NGI) ao dizer que esse efeito poderia ser causado quando um iPhone está em "modo panorâmico" e dois objetos de passam pelo seu campo de visão.


Mick West, do site Metabunk, confirmou o que Mark Smith havia dito ao mostrar o resultado de uma foto panorâmica tirada em um iPhone, sob as mesmas condições que ele tinha proposto. O resultado disso você vê logo abaixo:

Mick West, do site Metabunk, confirmou o que Mark Smith havia dito ao mostrar o resultados de uma foto panorâmica tirada em um iPhone sob as mesmas condições que ele tinha proposto
Sendo ou não através de um iPhone, uma foto panorâmica pode conter inúmeros artefatos e o mais provável é que realmente a foto de Henry Yau seja verdadeira, porém resultado de uma má composição de imagem do próprio celular. Algumas pessoas lembraram que isso também poderia ser uma campanha de marketing para promover o filme "A Torre Negra", baseado em uma uma série literária homônima de Stephen King, porém o filme deve estrear apenas em janeiro de 2014. Outras até citaram que poderia ter sido utilizado uma espécie de aplicativo para inserir um "falso fantasma" na fotografia. Pelo sim, pelo não, é interessante destacar esses pontos.

Enfim, Assombrados, sinceramente não acredito que haja nada de sobrenatural nessa foto, porém com certeza eu adoraria passar uma noite no Hotel Stanley e participar de todos os seus passeios. Sem dúvida alguma seria uma experiência incrível, na qual eu teria o maior prazer em descrevê-la para vocês. Muito provavelmente eu não veria ou sentiria a presença de nenhum fantasma, mas com a visão panorâmica das Montanhas Rochosas, quem se importa?

Até a próxima, Assombrados!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://oglobo.globo.com/mundo/hotel-que-inspirou-iluminado-aproveita-sua-fama-macabra-17509543
http://skepticsboot.blogspot.com.br/2015/10/ghouls-and-groceries-photographic.html
http://therationalparanormal.blogspot.com.br/2015_02_01_archive.html

http://www.9news.com/news/weird/paranormal-investigator-sees-something-else-in-stanley-hotel-picture/133547040
http://www.casalcalifornia.com.br/stanley-hotel-o-hotel-do-o-iluminado-no-colorado/
http://www.click2houston.com/news/houston-man-captures-eerie-ghost-figure-at-hotel
http://www.dailystar.co.uk/news/latest-news/428065/Ritz-ghost-Visitor-snaps-eerie-figure-lurking-stairs-top-London-hotel
http://www.eptrail.com/estes-park-news/ci_25288538/stanley-hotel-ghost-story-supported-by-evidence-room
http://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/turismo/hotel-que-inspirou-o-iluminado-sera-museu-terror/
http://www.house-crazy.com/my-visit-to-the-stanley-hotel-in-colorado/
http://www.huffingtonpost.com/entry/stanley-hotel-ghost_us_57109ce1e4b0060ccda2e7f2
http://www.mirror.co.uk/news/weird-news/ghost-grey-lady-caught-camera-5225692
http://www.proibidoler.com/cinema/livro-vs-filme-o-iluminado-por-stephen-king-e-stanley-kubrick/
http://www.techtudo.com.br/dicas-e-tutoriais/noticia/2012/06/como-criar-fotos-panoramicas.html
http://www.theblaze.com/stories/2016/04/15/he-took-a-photo-of-the-staircase-inside-this-haunted-hotel-then-he-claims-that-he-discovered-something-terrifying/
Comentários