11 de abril de 2016

Jovem é Morto em Ritual Satânico que Pretendia Convertê-lo em um "Vampiro", em Chihuahua, no México

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Por Marco Faustino

Sem dúvida alguma o México vem ganhando destaque ultimamente, e não por suas belas praias, sua culinária ou sua cultura marcante, mas pelo número de casos recentes envolvendo a prática de rituais satânicos e casos de possessões, eventualmente consideradas como demoníacas. Por outro lado, não podemos ser ingênuos em dizer que situações assim nunca ocorreram antes, porém estamos cada vez mais conectados digitalmente e cada vez mais expostos a internet e as redes sociais. Assim sendo, é natural que exista uma maior divulgação e propagação dessas notícias um tanto quanto sombrias.

Nesta postagem iremos contar um caso macabro que chocou a cidade de Chihuahua, no México, justamente no primeiro dia do mês de março desse ano, onde um rapaz chamado Edwin Miguel Juárez Palma, mais conhecido pelo apelido de "Piwa", 24 anos, foi assassinado durante um ritual satânico, uma espécie de ritual de iniciação, de uma seita denominada "Filhos de Baphomet I". Em uma sequência absurda de mentiras tanto contadas ao rapaz quanto aos próprios seguidores dessa seita, Edwin acabou se tornando a própria oferenda. Vamos saber mais sobre esse assunto?

A cidade de Chihuahua possui cerca 925 mil habitantes segundo o último censo realizado em 2013, sendo também a capital do maior estado, que possui o mesmo nome, em termos territoriais do México. Com uma economia bem diversificada, o estado de Chihuahua serve como uma rota comercial importante prosperando a partir de bilhões de dólares do comércio internacional como resultado do NAFTA (Tratado Norte-Americano de Livre Comércio, um bloco econômico formado por Estados Unidos, Canadá e México, que foi ratificado em 1993, entrando em funcionamento no dia 1º de janeiro de 1994), mas por outro lado, o estado sofre as consequências do comércio e de atividades ilícitas, especialmente na fronteira com os Estados Unidos.

Imagem do Google Maps mostrando a localização da cidade de Chihuahua, no México
Entretanto, Edwin Miguel não entrou para a estatística de mortes como consequência do narcotráfico, mas sim de uma estatística bem mais aterradora: aquela onde crianças e jovens perdem suas vidas de maneira totalmente abrupta, em nome de um objetivo que muitas vezes não leva a lugar algum, assim como por meios de rituais considerados satânicos e que envolvem muitas vezes o sacrifício de animais e até mesmo de pessoas. Conforme dissemos na introdução dessa postagem, isso não é algo novo, mas isso não impede que mais casos semelhantes aconteçam diariamente em todas as partes do mundo.

No dia 1º de março, por volta das 6h30 da manhã, o corpo de uma pessoa do sexo masculino havia sido encontrado em dois sacos plásticos de cor preta e amarrado com fita adesiva, entre as ruas "Segunda" e "Manuel Doblado", bem em frente ao mercado popular, na região central de Chihuahua. A princípio, as autoridades locais da Policía Estatal Única (PEU) acreditavam que se tratava de uma execução promovida pelo tráfico de drogas devido ao modo que o corpo foi encontrado. O corpo apresentava lesões no rosto, inchaços e feridas na base do pescoço, que aparentemente teriam sido originadas por meio de golpes com um objeto pontiagudo. Uma vez realizada a necrópsia e mediante o parecer do médico legista, foi constatado que a causa da morte teria sido devido a luxação das vértebras cervicais em razão de um estrangulamento.

O corpo de uma pessoa do sexo masculino havia sido encontrado em dois sacos pretos deixados
na região central de Chihuahua, no México, na manhã do dia primeiro de março
Uma vez identificada a vítima, que nesse caso era o Edwin Miguel, os policiais começaram rapidamente a coletar informações com os familiares, vizinhos, pessoas mais próximas, bem como seus colegas de trabalho. Edwin Miguel morava em uma localidade chamada "Riveras de Sacramento" e trabalhava em um restaurante localizado na "Plaza de la Tecnología", que por sua vez está situada na Rua "Libertad", bem próximo de onde seu corpo foi encontrado. Foi dessa forma que os policiais obtiveram mais informações sobre as amizades que o rapaz possuía, seus relacionamentos pessoais e os lugares que frequentava.

Apesar de sua aparência despojada, amigos diziam que ele era bastante introvertido, mas convivia diariamente com adolescentes que compartilham o gosto por animes, vampiros, arte gótica, cabelos coloridos, jogos de vídeogame e modificações corporais, como por exemplo, piercings.

Foto postada na conta do Facebook de Edwin Miguel Juárez Palma

Imagem publicada por Edwin Miguel Juárez Palma em sua conta no Facebook

Mais uma imagem publicada por Edwin Miguel Juárez Palma em sua conta no Facebook
Assim sendo, com a ajuda de algumas testemunhas, os policiais chegaram até um cybercafé (lan house) chamado "Ciber Frick Shop". Um mandado de busca foi expedido e durante a varredura que fizeram no local, os policiais encontraram manchas de sangue, que mediante análise correspondiam com o da vítima, dentro do banheiro do estabelecimento. Também foi constatada uma tentativa de limpá-las com a ajuda de detergente e água sanitária.

Imagem do Google Street View mostrando a localização da "Ciber Frick Shop", na região central de Chihuahua

Uma das fotos tiradas no banheiro do cybercafé
mostrando evidências do homicído de Edwin Miguel Juárez Palma

Manchas de sangue foram encontradas do banheiro do cybercafé, sendo que após análise
foi constatado que o mesmo pertencia a Edwin Miguel Juárez Palma
Tudo isso levou a rápida prisão de três pessoas que estariam envolvidas diretamente com o crime: Iveth Nayeli López Hernandez, 18 anos, estudante, que foi detida em uma localidade chamada "Diego Lucero", Gustavo Adolfo Dorantes Dorantes, 18 anos, que trabalhava no cybercafé, e Omar Sánchez García, apelidado de "Osíris", 25 anos, proprietário do cybercafé onde aconteceu o homicídio.

Os autores do homicídio de Edwin Miguel: Omar Sánchez García (à esquerda), Nayeli López Hernandez (ao centro)
e Gustavo Adolfo Dorantes Dorantes (à direita)
"Com a prisão de dois homens e uma mulher em menos de 72 horas, ficou esclarecido que o homicídio de um jovem foi devido a um ritual satânico praticado por esses prováveis responsáveis", disse Pablo Rocha Acosta, delegado titular da PEU (Policía Estatal Única), durante uma coletiva de imprensa.

Pablo ainda comentou que o caso chamou a atenção das autoridades "pelo colapso social que se tem atualmente, porque eles (os supostos assassinos) acreditavam que estariam iniciando a vítima em um ritual satânico, que a própria vítima teria pedido, com o objetivo de ressuscitar como um vampiro. Isso mesmo que você leu, um vampiro. No entanto, a FGE (Fiscalía General del Estado), que seria equivalente a nossa Procuradoria Geral do Estado, deu uma declaração um pouco diferente em relação aos fatos.

Pablo Rocha Acosta, delegado titular da PEU (Policía Estatal Única)
"Os jovens pregam o Satanismo, e no dia dos acontecimentos eles realizaram um ritual de iniciação dentro do Ciber Café, em que eles decidiram ter como vítima, o seu amigo Edwin Miguel Juárez Palma, contando-lhe mentiras, amarrando suas mãos, e o enganando ao dizer que ele seria iniciado pela seita chamada 'Filhos de Baphomet I', sem saber que ele seria o próprio sacrifício, no qual ele foi espancado e ferido com uma garrafa de vidro até sua morte", disse a FGE.

O consenso entre os principais sites de notícias do México, que deram essa notícia por volta do dia 5 de março, é que aparentemente Edwin Miguel não sabia que seria assassinado dessa forma brutal. Poderia eventualmente ter conhecimento da suposta finalidade, ou seja, renascer como um vampiro, mas provavelmente não estava ciente das etapas desse "ritual satânico".

O site do "El Gráfico" chegou a divulgar que a seita "Filhos de Baphomet I" teria pouquíssimos membros, faziam uso de informações obtidas em redes sociais, e que o ritual teria sido inspirado em livros antigos de cultos satânicos. Disse também, que caso condenados, os autores do homicídio poderiam pegar até 40 anos de prisão. Assista também a notícia divulgada pela TV Excélsior, do México, em seu canal no Youtube (em espanhol):



De acordo com os detidos, Nayeli López foi responsável por cortar a garganta de Edwin Miguel com uma garrafa, porém o crime não teria sido cometido apenas pelos três, ou seja, haveria mais uma pessoa envolvida, um homem chamado Calep Josefath Acosta Loera, que seria justamente o líder da seita. Ainda de acordo com os depoimentos prestados por Nayeli, Gustavo e Omar, teria vindo de Calep a ordem para matar o rapaz, que segundo ele, voltaria rapidamente da morte e se tornaria um "vampiro imortal".

Calep Josefath Acosta Loera, líder da seita "Filhos de Baphomet I"
E não demorou muito para o encontrarem, pois no dia 7 de março, a imprensa mexicana noticiou que Calep Josefath Acosta Loera havia sido detido por agentes da PEU, sendo responsabilizado pelo crime de homicídio qualificado, mesmo crime que os seguidores de sua seita, que tiveram envolvimento na morte de Edwin Miguel, responderão.

Entretanto, a família e os amigos mais próximos de Edwin Miguel rejeitaram a versão apresentada pela Procuradoria Geral do Estado, que havia deixado claro que o crime estava relacionado com rituais satânicos ou vampirismo. Os parentes e amigos inclusive tinham agendado uma passeata para expressar o descontentamento com o resultado das investigações. Além disso, eles também denunciaram que o governo de Chihuahua, através da Procuradoria Geral do Estado, estava gerando uma série de atos de discriminação e xenofobia contra todos os jovens que vestem roupas pretas ou que possuam tatuagens e piercings, uma vez que eles relacionaram o assassinato a esses hábitos comuns entre os adolescentes. Através da internet, eles criaram uma página no Facebook chamada "Homenagem a Piwa", que é por onde eles fazem essas tais alegações.

Notícia tensa e complicada essa, não é mesmo Assombrados? Enfim, apesar da contestação dos familiares em um momento de profunda dor pela perda de um ente querido, aparentemente a morte de Edwin Miguel foi mesmo em razão de um ritual satânico, independentemente se ele tivesse solicitado ou soubesse do que aconteceria ou não. É um caso triste, porém serve de aviso para todos que tentam buscar alcançar objetivos tão sombrios quanto esse. Certas práticas ou rituais, não importando qual seja a religião ou crença que se tenha, exige sempre uma compreensão dos riscos e de suas consequências. Infelizmente, casos assim continuarão se repetindo. Talvez um dia as pessoas percebam que são apenas humanas e deixem de pensar que são deuses ou até mesmo demônios.

Até a próxima, Assombrados!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.milenio.com/policia/asesinato_rito_satanico-matan_joven_rito_satanico_0_695330677.html
http://www.cronica.com.mx/notas/2016/948658.html
http://www.proceso.com.mx/432568/asesinan-a-joven-en-rito-satanico-en-chihuahua
http://www.excelsior.com.mx/nacional/2016/03/06/1079153
http://www.excelsior.com.mx/nacional/2016/03/07/1079429
http://www.elgrafico.mx/la-roja/06-03-2016/lo-matan-en-rito-satanico-para-convertirlo-en-vampiro
http://laopcion.com.mx/noticia/127520
http://www.eluniversal.com.mx/articulo/estados/2016/03/5/matan-amigo-en-rito-satanico-para-convertirlo-en-vampiro
http://sipse.com/mexico/chihuahua-vinculan-proceso-jovenes-crimen-ritual-satanico-195395.html
Comentários