12 de dezembro de 2015

Gary Mckinnon, o Hacker que Invadiu a NASA (O que ele Encontrou?)

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Em novembro de 2000 uma ex-empreiteira da NASA, Donna Hare, denunciou que funcionários da NASA estavam editando digitalmente, tirando OVNIs das imagens de satélites antes destas serem liberadas ao público.

Um administrador de sistemas chamado Gary McKinnon, decidiu que tinha que saber mais sobre o assunto OVNI e resolveu tentar acessar os computadores da NASA e das Forças Armadas dos EUA de sua casa na Inglaterra.

Por mais de um ano, entre fevereiro de 2001 e março de 2002, McKinnon invadiu o sistema de segurança das redes a procura de informações a respeito de como o governo bloqueia o acesso a tecnologias de energia livre e também acoberta a existência de UFOs e alienígenas.

O que ele encontrou? Algumas coisas bem interessantes:

- Ele diz ter encontrado planilhas do Excel nos computadores da US Navy com uma lista de "oficiais não terrestres", com nomes e patentes. Contudo, existem usos passados do termo "oficial não terrestre" pela Marinha, significando meramente que este não é baseado em terra firme.

-  Planilha do Excel com uma lista de material a ser transferido entre naves. Existia um boato na época de um programa militar espacial secreto. Muitos acreditam que ele descobriu uma parte do grande programa secreto chamado Sentinela Solar (Solar Warden), que opera no espaço e usa anti-gravidade para locomoção.

- Foto de uma Nave tipo Charuto: McKinnon diz que descobriu uma base de dados com listas de fotos retocadas e outras sem retoque, cada uma com 200 megabytes, e diz que iniciou o download de uma delas, que porém foi interrompido quando ainda estava na metade. "Era o hemisfério de um planeta, que acredito ser a Terra, havia nuvens e um UFO no clássico formato de charuto", disse Mckinnon. Afirma que a nave possuía domos na fuselagem e não parecia de construção terrestre, e que tentou fazer uma captura da tela de seu computador, porém o cursor se moveu contra sua vontade e seu acesso foi cortado, perdendo assim a imagem.

É claro que um dia a casa ia cair, e McKinnon disse para o site Wired que estava acessando remotamente uma imagem de OVNI num computador da NASA, no Prédio 8 do Centro Espacial Johnson, quando foi descoberto.  Alguns meses mais tarde as autoridades apareceram na sua porta no Reino Unido e ele foi preso em março de 2002.

Várias acusações de invasão foram colocadas sobre ele, ficando McKinnon sujeito a ficar 70 anos na prisão e pagar multas de até US$ 2 milhões. As autoridades norte-americanas afirmam que McKinnon deletou arquivos essenciais de operação de sistemas, derrubando redes militares e paralisando suprimentos de munição para frota do Atlântico da Marinha norte-americana (US Navy). Também deixou mensagens anti-americanas.

Durante 10 anos os EUA tentaram extraditar Mckinnon para ser julgado nos EUA, e quase conseguiram, mas em 2012 a extradição foi barrada pela justiça britânica, sob a alegação de que o hacker poderia cometer suicídio caso fosse aprovada. Em 2008 ele foi diagnosticado com a síndrome de Asperger, uma forma de autismo que pode afetar o comportamento.

Ele já apareceu em diversos programas ao longo dos anos contando sua história, e recentemente concedeu uma entrevista para o canal RichPlanet TV onde ele confirma tudo o que disse desde que acessou os computadores americanos.

Fontes (acessadas em 12/12/2015):
- UFO: Gary McKinnon enfrentou um longo processo para escapar da extradição dos Estados Unidos
- Ets & ETC: O Hacker Gary McKinnon diz que a NASA está “Photoshopeando” suas fotos para esconder OVNIs
- OVNIHoje.com: Gary McKinnon revela detalhes sobre seu acesso aos dados da NASA e da ‘vida extraterrestre’
- Wikipedia.pt: Gary Mckinnon
Comentários