8 de novembro de 2015

Marinha Americana Divulga que a "Misteriosa Luz", que Cruzou o Céu da Califórnia, era Apenas um Míssil Balístico (Atualizado em 09/11)

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:


.
Por Marco Faustino
 
Milhares de norte-americanos que moram na região sul do estado da Califórnia, nos Estados Unidos ficaram perplexos e espantados na noite de ontem, sábado (7), ao olharem para o céu. Isso porque um objeto extremamente luminoso cruzou o céu, causando um verdadeiro frenesi nas redes sociais, principalmente no Twitter, onde as hashtags #ufo (#ovni) e #comet (#cometa) praticamente se tornaram o principal assunto da noite, na Costa Oeste americana. Aliás, os telefones das principais emissoras de rádio e TV da Califórnia não paravam de tocar. De um lado da linha estavam moradores questionando o que era aquilo que estavam vendo no céu, do outro estavam jornalistas buscando saber o que estava acontecendo, sendo que as primeiras informações eram desencontradas.

O assunto repercutiu tão rapidamente quanto as especulações em torno do fato. Isso levou até o mesmo a Marinha dos Estados Unidos a emitir um comunicado para imprensa afirmando que a "misteriosa luz" não passava de um teste de míssil balístico, na tentativa, é claro, de acalmar a população. Vale lembrar que o país é maior potência militar do mundo e sempre convive com a possibilidade de ataques terroristas. Vamos saber mais sobre esse assunto?

O Avistamento da "Misteriosa Luz" Cruzando o Céu da Califórnia e As Primeiras Especulações


Por volta das 18h de ontem (horário do Pacífico), meia-noite no horário de Brasília, moradores da Califórnia, desde o condado de Orange, passando pelas cidades de Palmdale, Riverside, Rancho Palos Verdes, Anaheim e Ventura, chegando até a cidade de São Francisco (mais de 600km ao norte do ponto de origem dos avistamentos), assim como parte da costa oeste americana, incluindo os estados do Arizona e Nevada, notaram um grande clarão bem luminoso no céu.

Foto tirada por Terri Clune, morador da cidade de Rancho Palos Verdes, no estado da Califórnia
Imediatamente a sensação de pânico e especulações começaram a se propagar, enquanto a luz branca e brilhante, sendo que muitas pessoas reportavam como se tivesse uma cor avermelhada, alternando em seguida para o azul ou branco, cruzava o céu, em um movimento ascendente na diagonal.

Aparentemente ela estava vindo do sul da Califórnia, em direção ao norte do estado. Em seguida, milhares de fotos e vídeos do fenômeno tomaram conta das redes sociais, tais como o Twitter e o Facebook. As linhas telefônicas de emissoras de rádio e TV congestionaram, e outros moradores também ligaram para a polícia (911) e demais autoridades na busca para uma explicação para o que estavam vendo.

O céu da cidade de Lancaster, ao norte de Los Angeles, foi iluminado na noite deste último sábado

As pessoas começaram a dizer que o clarão no céu era um sinalizador, cometa, meteoro, OVNI, nave espacial alienígena e até mesmo uma possível ogiva nuclear que estava sendo disparada para conter uma eventual ameaça aérea. Apesar de não haver muito consenso, a maioria das pessoas acreditavam se tratar mesmo de um OVNI ou um cometa, mas a direção em que o objeto estava cruzando o céu (de baixo para cima) era algo intrigante, ou seja, não fazia muito sentido de ser um cometa.

Milhares de pessoas que estavam na Disneylandia de Los Angeles, na cidade de Anaheim, presenciaram o clarão no céu
"No começo parecia uma estrela cadente dourada. Então passou de pequena e dourada, queimando por alguns minutos, até que se transformou em um ponto luminoso azul", disse Matt McKee, uma das milhares de pessoas que viram o objeto brilhante no céu.

"O que foi mais estranho é que a cauda era luminosa e bem ampla, e ficou cada vez mais azul. Então, simplesmente queimou e desapareceu", completou.

Uma luz brilhante azul ilumina o céu do Píer Balboa, na praia de Newport, no condado de Orange, no estado da Califórnia
Outras versões começaram a surgir em outros sites de notícias americanos, que passaram rapidamente a cobrir o que estava acontecendo na Califórnia.

"Era realmente bem lento, em seguida explodiu em um tom cinza e havia algumas luzes azuis. Parecia algo realmente estranho", disse Sokhom Thoeun, morador da cidade de San Diego, que estava passeando na praia com sua família, em entrevista para o canal de TV local, a NBC7.

"Não era como fogos de artifício, não era uma estrela cadente, não era a Lua... Não sei o que era... mas foi a coisa mais legal que já vi na minha vida", disse uma outra moradora, chamada Jessica Blecker.

Confira abaixo a melhor filmagem do que aconteceu ontem no céu da Califórnia (em inglês):



Algumas pessoas, no entanto, apontavam que o "fenômeno brilhante" no céu poderia estar relacionado com um evento celestial chamado "Chuva de Meteoros Taurídeos", algo que costuma acontecer todos os anos entre o final de outubro e início de novembro, e que está praticamente em seu pico de atividade (neste ano a chuva de meteoros irá ocorrer entre 5 e 12 de novembro). Segundo Dave Samuhel, meteorologista do site AccuWeather, essa chuva de meteoros, que provoca o avistamento do que seriam "bolas de fogo" no céu, nada mais é do que a passagem da Terra pelo rastro deixado pelo cometa Encke.

É importante ressaltar nesse ponto, que alguns cientistas acreditam que foi uma pequena parte do Encke que explodiu na atmosfera da Sibéria central, a nordeste da Rússia, em 1908, causando um incêndio de grandes proporções na floresta de Tunguska, aniquilando árvores em uma área de 500 quilômetros quadrados. Entretanto, Brian Keating, astrofísico da Universidade da Califórnia, em San Diego, rapidamente descartou a possibilidade do evento de ontem estar relacionado a chuva de meteoroso taurídeos.
O cantor Josh Groban postou a seguinte frase: "Alguém mais viu aquilo?",
em referência ao clarão de luz visto por milhares de pessoas na Califórnia

"Os meteoros taurídeos deveriam estar vindo pelo leste, e a luz veio pelo oeste. Também seria bem mais provável avistá-los por volta da meia-noite (horário local), e o clarão surgiu próximo do pôr do sol", disse Brian.

Pessoas que estavam simplesmente admirando as estrelas no Observatório Griffith, em Los Angeles, tiveram uma visão privilegiada e disseram que o fenômeno durou cerca de 10 minutos.

Até mesmo celebridades americanas comentaram no Twitter sobre esse evento. O cantor Josh Groban, por exemplo, postou a seguinte frase: "Alguém mais viu aquilo?", em referência ao clarão de luz visto por milhares de pessoas na Califórnia, adicionando a hashtag #ufo em seu tweet. Algum tempo depois ele se mostrou bem inconformado com a explicação oficial da Marinha dos Estados Unidos. É justamente sobre isso que vamos comentar em seguida.

As Primeiras Informações das Autoridades Norte-Americanas


Inicialmente o corpo de bombeiros do condado de Kern, na Califórnia, disse que a luz no céu era apenas um teste de foguete que estava sendo realizado pela Base da Força Aérea de Edwards, porém logo após essa declaração, os oficiais da base negaram qualquer tipo de envolvimento no incidente.

O nome da Base da Força Aérea de Vandenberg, no condado de Santa Bárbara, que geralmente é utilizada pela NASA e pela empresa SpaceX para realizar diversos lançamentos de foguetes e veículos espaciais na Costa Oeste também foi citada, mas o porta-voz da instalação militar também negou qualquer relação entre a base e a luz que havia cruzado o céu da Califórnia. O porta-voz disse que não houve nenhuma atividade deste tipo na noite de ontem.

A explicação, no entanto, só viria cerca de 1h depois. Segundo a afiliada da CBS em Los Angeles, a Guarda Costeira dos Estados Unidos foi o primeira a reportar que a misteriosa luz estava relacionada a um exercício militar, que estava sendo realizado pela Marinha, na região de Point Mugu. Isso após ter entrado em contato com o Departamento de Defesa para ter maiores explicações. Essa mesma informação teria sido dito pela torre de controle do Aeroporto John Wayne, que fica localizado no condado de Orange.

A repórter e âncora do canal de TV local, NBC7, publicando no Twitter que o clarão de luz foi devido a um teste de míssil
promovido pela Marinha dos Estados Unidos e confirmado pela Guarda-Costeira
"A luz vista no céu do condado de Orange foi confirmada pela torre de controle do Aeroporto John Wayne, por se tratar de um teste de fogo naval ao longo da costa. Não há maiores informações", afirmou o Departamento do Xerife do condado de Orange, em sua conta oficial no Twitter.

"A luz vista no céu do condado de Orange foi confirmada pela torre de controle do Aeroporto John Wayne, por se tratar
de um teste de fogo naval ao longo da costa. Não há maiores informações
", afirmou o Departamento do Xerife
do condado de Orange, em sua conta oficial no Twitter.

Enquanto isso muitos americanos não acreditavam na resposta inicialmente dada pelas autoridades diante do que tinham visto no céu. Isso fez com que o Comandante Ryan Perry, pertencente a Terceira Frota da Marinha, emitisse um comunicado oficial no final da noite de sábado. Ele disse que o Programa de Sistemas Estratégicos da Marinha havia realizado um voo de teste de míssil no mar, categoria Trident II (D5), que havia sido previamente agendado, a partir do USS Kentucky, um submarino equipado com mísseis balísticos que está em operação desde 1991. Confira o que foi divulgado para a imprensa:

"O Programa de Sistemas Estratégicos da Marinha realizou um voo de teste de míssil no mar, categoria Trident II (D5), que havia sido previamente agendado, a partir do USS Kentucky, um submarino equipado com mísseis balísticos, na Área de Testes do Pacífico, ao longo da costa sul da Califórnia. Os testes foram parte de uma programação de testes de avaliação que está em andamento. Os lançamentos são realizados de forma frenquente e recorrente para assegurar a confiabilidade permanente do sistema. Cada teste fornece informações valiosas em relação aos nossos sistemas, contribuindo assim para assegurar nossos recursos.

O míssil não tinha carga explosiva. O Programa de Sistemas Estratégicos tem como hábito não avisar os testes de mísseis. As informações relacionadas ao teste de lançamento de mísseis Trident II (D5) são consideradas classificadas (secretas) antes do lançamento", declarou o Comandante Ryan Perry para a imprensa.

Esta área de testes citada por Ryan Perry, se refere a uma grande região marítim, a noroeste de Los Angeles, que a Marinha dos Estados Unidos utiliza periodicamente para testar mísseis Tomahawk e demais mísseis de cruzeiro a partir de navios e submarinos.

O Comunicado Prévio do Aeroporto Internacional de Los Angeles


Apesar da descrença de boa parte da população da Costa Oeste norte-americana, o Aeroporto Internacional de Los Angeles, o segundo mais movimentado dos Estados Unidos, já havia emitido um comunicado, no mínimo sugestivo, na sexta-feira, 6 de novembro e consequentemente véspera do incidente. O comunicado dizia que os voos noturnos, que chegavam ou partiam do Aeroporto Internacional de Los Angeles, iriam ter suas trajetórias redirecionadas, uma vez que haveria uma certa atividade no espaço aéreo militar, próximo do mesmo, entre a noite da última sexta-feira (6), até o dia 12 de novembro (próxima quinta-feira).

A FOX News informou, que normalmente as rotas dos voos no período entre a meia-noite e as 6h30 da manhã, se aproximam ou seguem pelo oceano Pacífico, em uma tentativa de reduzir o som provocado pelas aeronaves nas localidades próximas do aeroporto, tais como a cidade de Inglewood, cuja maioria dos moradores pode estar dormindo neste período, ou seja, para incomodar menos. Entretanto, isso não iria poder mais ser feito devido a restrição do espaço aéreo até o dia 12 de novembro.

"Compreendemos claramente que as comunidades localizadas a leste do aeroporto vão notar muito barulho, e pedimos desculpas por isso", disse Nancy Castles, porta-voz do Aeroporto Internacional de Los Angeles.

"A atividade no espaço aéreo militar obriga o aeroporto a desviar-se temporariamente a partir deste esquema de tráfego aéreo e permanecer com as operações a leste (aviões que chegam e partem no sentido leste), pelas próximas sete noites", completou.

"Compreendemos claramente que as comunidades localizadas a leste do aeroporto vão notar muito barulho e pedimos desculpas
por isso
", disse Nancy Castles, porta-voz do Aeroporto Internacional de Los Angeles.
A reportagem da FOX News ainda apontava que moradores de Inglewood não estavam nada contentes com essa mudança no tráfego aéreo.

"Posso imaginar como será a semana que vem quando estiverem sobreevoando durante o dia todo. Será enloquecedor", disse Cammie Butler. Entretanto, um outro morador chamado Steve Devosion, disse que estava pronto para encarar a situação, pois se era algo militar, significava que algo de bom estava sendo feito para manter todos em segurança, e ele não iria se importar pelo incômodo causado.

O canal local de notícias ABC7 apontava que os militares não estavam fornecendo maiores informações sobre o motivo da mudança das rotas do tráfego aéreo. Dizia ainda que nem o mesmo o Aeroporto Internacional de Los Angeles havia sido informado do que se tratava. A reportagem foi complementada ao citar que seis anos atrás, as câmeras do canal ABC7, flagraram uma operação militar no centro de Los Angeles. Helicópteros foram vistos descendo entre arranha-céus, próximos o suficiente para que os moradores fossem capazes de ver soldados camuflados e armados no lado de fora de suas janelas.

Aparentemente, os moradores de diversos estados da Costa Oeste americana descobriram um dos motivos para este desvio do tráfego aéreo, previamente comunicado pelo Aeroporto Internacional de Los Angeles. Imagine o estrago que seria causado por um míssil, ainda que não possuísse carga explosiva, a um avião de passageiros. Entretanto, seria essa a explicação para o que foi visto ontem?

O Míssil Balístico Trident II (D5) É a Melhor Explicação Para o Que Aconteceu na Noite de Ontem nos Estados Unidos?


Até o momento em que essa notícia está sendo escrita, um míssil balístico Trident II (D5) é a explicação que melhor se encaixa para o que aconteceu ontem a noite no céu da Costa Oeste dos Estados Unidos. Para isso vamos descrever de forma muito simplificada o funcionamento deste tipo de míssil, visto que uma explicação mais detalhada e técnica você pode conferir e ler, clicando aqui (em inglês).

Imagem mostrando a configuração do míssil balístico Trident II (D5)
Imagem mostrando os três estágios do míssil balístico Trident II (D5), que possui cerca de 13 metros de comprimento, e
2 metros de largura, em relação a sua evolução em relação a outro míssil denominado Trident I C4
Basicamente o Trident II é um míssil balístico de três estágios com combustível sólido, que foi desenvolvido pela empresa Lockheed Martin. Na melhor filmagem do que realmente aconteceu (que já postamos anteriormente), e que foi disponibilizada por um usuário do Youtube, chamado Julien Solomita, podemos ver uma espécie de halo bem luminoso, que vai rapidamente se expandindo (por volta de 1:20) assim como aconteceria em um dos estágios do míssil.

O Trident II (D5) possui cerca de 13 metros de comprimento e 2 metros de largura. Ele pesa aproximadamente 60kg e possui um alcance superior a 7.360km, cujo principal objetivo é a dissuasão nuclear estratégica. Sim, exatamente o que você leu. Os mísseis da categoria Trident podem ser equipados com ogivas termonucleares, ou seja, bastaria um ou dois disparos assim como aconteceu (guardadas as devidas proporções) na Segunda Guerra Mundial em relação a rendição japonesa. Aliás os japoneses não iriam se render apesar das bombas nucleares que caíram sobre Hiroshima e Nagasaki, mas essa história fica para outro dia.

Imagem do Trident II (D5), da própria empresa Lockhead Martin, mostrando os seus três estágios
A partir do momento que um estágio cumpre seu papel em lançar o míssil, ele é ejetado e gera uma ignição do próximo estágio. Uma vez que ele está cruzando o céu a uma certa altitude, o minimo que você pode esperar ao vê-lo no horizonte é justamente um clarão, uma espécie de halo brilhante devido a expansão do gás, cuja coloração pode variar dependendo do composto utilizado.

O halo luminoso em torno do objeto, muito provavelmente é devido a um dos estágios do míssil
É importante ressaltar que já havia um comunicado prévio do Aeroporto Internacional de Los Angeles sobre a criação de uma zona de exclusão aérea a partir da noite da última sexta-feira até o próximo dia 12 de novembro. Muito provavelmente os militares americanos já estavam se preparando para um exercício militar deste tipo, e evidentemente não avisariam o que seria feito, como sempre aconteceu.

O exato local de onde o míssil foi disparado não foi divulgado até o momento, mas muito provavelmente ocorreu a centenas de quilômetros a oeste da costa de Los Angeles, no oceano Pacífico, em direção ao norte do estado da Califórnia, o que explicaria perfeitamente a razão pela qual moradores de São Francisco relataram ter visto um clarão semelhante no céu. Veja um vídeo da Lockhead Martin mostrando o lançamento de um míssil balístico Trident II (D5):



As principais emissoras de TV dos Estados Unidos dizem, que apesar da explicação oficial da Marinha sobre o incidente de ontem, continuarão com as investigações dentro do âmbito jornalístico, é claro. Assim sendo, tão logo tenhamos alguma outra informação ou evidência mais concreta sobre o caso, se aparecer alguma, é claro, vamos informar a vocês através de alguma atualização desta mesma notícia, combinado?

O Que Dizem Os Teóricos da Conspiração Sobre O Que Aconteceu na Noite de Sábado?¹


Para muitos teóricos da conspiração a mídia americana foi incapaz de dizer que o Trident II (D5) pode ser equipado com ogivas termonucleares, e simplesmente só fez que questão de dizer que o míssil não possuía carga explosiva, ou seja, estaria "desarmado". Também dizem que não teria outra forma para saberem se o míssil realmente não possuia alguma ogiva, visto que a única fonte sobre esse assunto é a própria Marinha dos Estados Unidos. Segundo o jornal "San Diego Tribune", a FAA (Administração Federal de Aviação), por exemplo, não se pronunciou sobre a mudança das rotas durante a madrugada no Aeroporto Internacional de Los Angeles.

Para essas mesmas pessoas, aparentemente, a mídia acha que o público é tão incrivelmente estúpido, que eles vão acreditar que a Marinha dos Estados Unidos não tem outro lugar para lançar um míssil de teste, que não seja próximo a cidade de Los Angeles. Então a mídia estaria forçando as pessoas a acreditarem, que o único lugar que serviria para a realização desse tipo de teste seria ao lado do segundo aeroporto americano mais movimentado. Muitos acreditam que já esteja acontecendo uma espécie de guerra velada entre os Estados Unidos, a Rússia e a China.

A realização de um teste de míssil de longo alcance em uma região com uma alta densidade demográfica, onde o governo sabia que todos veriam, tirariam fotos e gravariam vídeos seria uma espécie de aviso aos inimigos. Algo como: "Nós podemos destruir vocês, se vocês não recuarem". Essa também seria basicamente a proposta do Trident II (D5), uma arma de dissuasão nuclear estratégica.

Outros também acham uma estranha coincidência que tenha sido disparado um míssil Trident II (D5) justamente quando um dos maiores exercícios militares já realizados pela OTAN, em 13 anos, chamado "Trident Juncture", foi encerrado na última sexta-feira (6). O exercício militar neste ano havia começado no dia 3 de outubro e envolveu mais de 36.000 militares de 28 países que formam a aliança.

Segundo o canal de notícias alemão Deutsche Welle (DW) o exercício militar deste ano foi uma resposta as ambições militares da Rússia, uma vez que somente nos últimos dois anos a Rússia já realizou diversos exercícios militares envolvendo até 80.000 soldados. A reportagem ainda conta com a declaração de um oficial sênior da OTAN, que preferiu se manter no anonimato, dizendo que pelo fato dos países que compõe a aliança terem prioridades e naturezas militares diferentes, isso se tornaria uma grande desvantagem contra o país de Putin.

Enfim, de qualquer forma vocês podem deixar nas opiniões o que poderia ter sido aquilo que surgiu no céu da Califórnia na noite de ontem. Seria realmente um míssil? Seria algo que os Estados Unidos estaria escondendo do restante do mundo? Enfim, deixe sua opinião! Afinal, ela é sempre importante para nós!

¹Atualização 09/11 - 8:20: Foram acrescentadas novas imagens na notícia, bem como o que está circulando entre os teóricos da conspiração em relação ao que aconteceu na noite do último sábado.

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://abc30.com/science/navy-does-submarine-missile-test-off-coast-streaking-light-seen-across-california-/1073766/
http://abc7.com/news/hundreds-report-mystery-light-flying-through-sky/1073739/
http://abc7.com/news/secret-military-operations-to-divert-lax-planes-for-a-week/1072890/
http://edition.cnn.com/2015/11/08/us/southern-california-navy-test-mystery-light/index.html
http://ktla.com/2015/11/07/witnesses-across-socal-report-seeing-unexplained-light-in-night-sky/
http://losangeles.cbslocal.com/2015/11/07/residents-report-seeing-strange-light-over-california-sky/
http://sanfrancisco.cbslocal.com/2015/11/07/reports-strange-mysterious-lights-in-skies-over-california/
http://venturebeat.com/2015/11/07/ufo-off-california-was-missile-test-pentagon-says-or-was-it/
http://www.abc.net.au/news/2015-11-08/california-missile-test-sparks-ufo-social-media-frenzy/6922594
http://www.foxnews.com/us/2015/11/07/mystery-military-activity-forces-lax-to-reroute-overnight-flights/

http://www.redflagnews.com/headlines-2015/why-did-the-us-launch-a-nuclear-missile-that-would-be-visible-from-la-without-any-warning
http://www.naturalnews.com/051884_Trident_missile_launch_covert_war_with_China_first_strike_on_America.html
http://www.dw.com/en/nato-were-not-completely-lame/a-18831166?maca=en-VAM-VT-WashPost-News-14283-xml-media
http://www.globalsecurity.org/wmd/systems/d-5-features.htm
http://www.inquisitr.com/2549680/light-in-california-sky-on-november-7-from-san-francisco-to-los-angeles-reports-of-ufo-comet-or-naval-test-fire-abound-videos/
http://www.nbcsandiego.com/news/local/Witnesses-Report-Seeing-Strange-Lights-Across-Southern-California-Sky-342736022.html
http://www.sandiegouniontribune.com/news/2015/nov/07/mystery-light-sky-military-navy-drill/
http://www.slate.com/blogs/bad_astronomy/2015/11/07/california_mystery_light_trident_missile_test_seen_by_thousands.html
https://www.bostonglobe.com/news/nation/2015/11/07/navy-does-missile-test-off-coast-creates-streaking-light/Ph5wmT6bixS2FhZfQHME6N/story.html
https://www.ksl.com/?sid=37277269&nid=711&fm=most_popular&s_cid=popular-1
Comentários