1 de outubro de 2015

Exame de Ultrassom 4D Revela Suposto Rosto De Um Avô Já Falecido Beijando Sua Neta


Por Marco Faustino
 
Algum tempo atrás, mais precisamente no dia 9 de julho deste ano, eu publiquei uma notícia, na verdade duas em uma, sobre rostos de entes queridos em exames de ultrassom realizados no Reino Unido. O jornal Daily Mail, por exemplo, sempre pede as leitoras para enviarem suas histórias e imagens dos exames quando notam algo diferente quando recebem o resultado.

Em meio a tantas notícias de desgraças, assombrações, vida alienígena, seres mitológicos entre tantos outros assuntos, gosto de trazer esse tipo de conteúdo como uma espécie de "respiro". Isso para que nossa fé, independente de qual seja a sua, possa ser renovada e assim prosseguirmos com os mais diversos assuntos. De qualquer forma, vamos saber mais sobre esse assunto?

Essa é a história de Jade Hornsby, 21 anos, moradora de Dagenham, subúrbio de Londres. Segundo ela, seu avô já falecido estava tomando conta de seu bebê, ainda em seu útero. Isso porque ela ficou chocada após ver o rosto de seu avô beijando seu bebê em uma imagem do exame de ultrassom 4D.

Jade foi fazer o exame para ter uma ideia de como seu bebê se parecia, mas quando ela chegou em casa e olhou para as fotos, ela se surpreendeu ao ver o perfil de seu falecido avô, Jack Hornsby, que faleceu em 2007, no lado direito da imagem.

Imagem do ultrassom 4D realizado por Jade Hornsby em 2013
"É realmente assustador. Se parece mesmo com ele, e você pode vê-lo mais claramente do que minha filha. Os lábios estão unidos como se ele estivesse prestes a beijá-la na bochecha. Você pode muito claramente distinguir os olhos, o nariz e a boca", disse Jade.

Jade notou pela primeira vez o rosto quando ela mostrou as fotos para sua mãe, Lesley Bineham, 47 anos, que imediatamente reconheceu Jack. Aliás, foi a própria Lesley quem pagou pelo exame, como um presente para a filha.

A imagem foi registrada em julho de 2013, quando Jade tinha cerca de 30 semanas de gravidez. Jade deu a luz a uma garotinha, que foi de chamada Lacey-Mae Head, e nasceu em outubro daquele ano no Hospital Queen, em Romford, também em Londres.

Foto de Lacey-Mae Head, que faz aniversário de 2 anos neste mês de outubro
"Simplesmente não conseguíamos acreditar. É como se ele estivesse abençoando-a em meu útero. Eu achei muito reconfortante, pois tenho boas memórias do meu avô. É como se alguém estivesse tomando conta dela", finalizou Jade.

Por um lado a ciência explica que isso não passa de pareidolia, que já explicamos em diversas postagens anteriores e até mesmo recentes. Por outro sempre existe um fio de fé, talvez em saber que existe algo além de nossas próprias forças que olhe, não por nós, mas por quem está nascendo em meio a todo caos, que o mundo está se tornando dia após dia.

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.mirror.co.uk/news/weird-news/pregnant-woman-spots-face-dead-6550069
http://metro.co.uk/2015/09/30/mum-saw-dead-granddad-kissing-unborn-baby-in-4d-scan-5414972/
Comentários