27 de outubro de 2015

Asteroide Recém-Descoberto pela NASA Passará "Próximo" da Terra no Halloween



Por Marco Faustino
 
O asteroide 2015 TB145, ou mais conhecido como "Spooky" ("Fantasmagórico" ou "Assustador", em inglês), foi descoberto no último dia 10 de outubro pelo telescópio Pan-STARRS-1, em Haleakala, no Havaí. O mesmo pertence a Universidade do Havaí, que por sua vez é faz parte de um programa financiado pela NASA de "Observação de Objetos Próximos da Terra". Quando os astrônomos calcularam sua órbita, fizeram uma inquietante descoberta, pois os cálculos apontavam que ele passaria a uma distância de apenas 480.000km da Terra, ou seja, aproximadamente 1,3x a distância entre nosso planeta e lua. Com uma velocidade 125,500km/h, estima-se que ele seja 15 a 30 vezes maior que o meteoro de Chelyabinsk, que causou grandes estragos na Rússia, em 15 de fevereiro de 2013.

Vamos saber mais sobre esse assunto?

A NASA ainda não sabe ao certo o tamanho do 2015 TB145, mas estima-se que ele tenha entre 290 a 650 metros de diâmetro. Isto é muito menor do que o asteroide, que supostamente causou a extinção dos dinossauros, mas se ele colidisse com a Terra, ainda criaria uma quantidade significativa de estragos e danos na região onde ocorresse o impacto.

Algumas pessoas já apelidaram o asteroide de "Spooky" ("Fantasmagórico" ou "Assustador", em inglês), devido ao fato de que sua passagem mais próxima à Terra vai ocorrer, segundo a NASA, no tarde do dia 31 de outubro, por volta de 15:05h (horário de Brasília), ou seja, no Halloween (Dia das Bruxas). Uma volta completa deste asteroide ao redor do sol demora cerca de 3 anos.

Animação mostrando o asteroide 2015 TB145, que é o pequeno ponto
branco que está se movendo na imagem
Apesar da NASA assegurar que o asteroide não representa nenhum risco ao nosso planeta devido a sua distância, vale lembrar que esse é o primeiro asteroide desde o 2004 XP14, que em julho de 2006 passou a cerca de 432.430km (1.1x a distância entre a Terra e a Lua), a passar tão "perto" da Terra. Aliás, o único conhecido até a descoberta do 2015 TB145, era o 1999 AN10, que passará a uma distância de 385.000km da Terra, ou seja, apenas 1 distância lunar (denominação da distância entre a Terra e a Lua), em agosto de 2027.

"O asteroide está em uma órbita extremamente excêntrica e de elevada inclinação", disse Lance Benner, em um comunicado da NASA. Isso porque o asteroide 2015 TB145 possui uma órbita acima e abaixo do plano em relação aos planetas. Segundo alguns sites isso poderia ser a razão pela qual foi descoberto apenas tão recentemente (o que convenhamos, é um tanto quanto desconcertante). Os astrônomos dizem que ele não será visível a olho nu, porém, se o tempo assim permitir, o asteroide poderá ser observado por pessoas que possuam um telescópio amador de boa qualidade.

"A trajetória de 2015 TB145 é bem conhecida", disse Paul Chodas, gerente do Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA.

"No ponto de maior aproximação, a distância não será inferior a 480.000km ou 1,3x da distância entre a Terra e a Lua. Apesar de ser relativamente próximo para os padrões celestiais, espera-se que sua visibilidade seja bem fraca", completou.

Gráfico mostrando a óbita definida como "incomum" e "excêntrica" do asteroide 2015 TB145
A influência gravitacional do asteroide é tão pequena, que não terá nenhum efeito detectável na Lua ou qualquer coisa aqui na Terra, como marés em nosso planeta ou placas tectônicas. Entretanto, o planeta certamente causará um efeito sobre o asteroide. A gravidade da Terra irá desviar a órbita do TB145 durante sua aproximação, o que torna complicado criar um mapa preciso de sua passagem no céu. Estima-se, no entanto, que quem quiser observar o asteroide, deverá olhar em direção a constelação de Órion.

De qualquer forma o site Slooh, que na verdade é um observatório comunitário que conectou diversos telescópios ao redor do mundo à internet para uso público, e tem parcerias com organizações como a NASA, irá transmitir uma live para mostrar a passagem do asteroide. A transmissão será iniciada as 14h30 (horário de Brasília) do 31 de outubro, mas esse horário poderá mudar. Então se você quiser assistir fique atento as últimas notícias divulgadas pela mídia, certo? Você poderá assistir clicando aqui.

"É assustador pensar que um asteroide deste tamanho, aproximando-se assim tão perto da Terra, foi descoberto apenas 21 dias antes de seu maior ponto de aproximação, que ocorrerá no Halloween", disse Paul Cox, chefe de operações do Slooh.

"Se isso não lhe provoca arrepios, nada mais irá. Membros do Slooh estão rastreando o asteroide todas as noites, a fim de reduzir a grande incerteza sobre sua posição, tamanho e sua órbita altamente incomum. Não podemos nos dar ao luxo de perder o avistamento de um objeto tão grande", completou Cox. Veja um vídeo mostrando a animação da passagem do asteroide em relação ao nosso planeta.



Os cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, Califórnia, planejam observar o 2015 TB145 usando radiotelescópios do Complexo Deep Space Communications da própria agência espacial na Califórnia, assim como o Telescópio Green Bank, na Virgínia Ocidental, e possivelmente o Observatório Arecibo em Porto Rico. Eles esperam registrar imagens de 2m por pixel pela primeira vez de um objeto a essa distância, ou seja, isso deve revelar uma riqueza de detalhes sem precedentes sobre as características de sua superfície, formato, dimensões e outras propriedades físicas. Nos resta apenas aguardar para ver como o 2015 TB145 se parece e as notícias que serão futuramente divulgadas sobre ele.

Astrônomos Alertam Que Misterioso "Objeto Ainda Não Identificado" Cairá no Oceano Índico em Novembro


Um estranho pedaço do que aparentemente possa ser apenas lixo espacial é esperado que caia na Terra em novembro, mas os pesquisadores ainda não fazem a menor ideia do que seja. Eles calculam que objeto, apelidado de WT1190F, deverá cair no Oceano Índico a cerca de 65km ao sul do Sri Lanka as 4h19 da manhã (horário brasileiro de verão), do dia 13 de novembro. E adivinhem? Uma sexta-feira 13, a terceira e última do ano.

Segundo as mais recentes medições, o objeto possui 2m de comprimento e poderia ser um pedaço do estágio de um foguete de uma missão lunar, ou até mesmo uma parte das naves utilizadas nas missões do programa Apollo. Entretanto, ao invés de ameaçar a vida na Terra, o objeto irá fornecer aos cientistas uma rara oportunidade de observar um impacto relativamente pequeno desde sua aproximação até seu impacto no oceano.

Animação do que seria o objeto "misterioso" registrado por um dos
telescópios da Universidade do Havaí
Apesar da trajetória do WT1190F ter sido calculada pela primeira vez em 2013, o objeto desconhecido foi redescoberto por astrônomos do Catalina Sky Survey, com base na Universidade de Arizona, nos Estados Unidos, no início deste mês.

Astrônomos do escritório de "Objetos Próximos da Terra" da Agência Espacial Europeia (ESA), em Noordwijk, na Holanda, passaram a monitorar este estranho objeto com mais atenção. Ele também está sendo usado para testar os planos postos em prática para monitorar objetos espaciais potencialmente perigosos, que estejam vindo em direção à Terra.

Bill Gray, um desenvolvedor de software de astronomia independente, que vem acompanhando e monitorando o lixo espacial em torno da Terra, no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em Pasadena, disse a revista Nature, que o objeto até então considerado como o lixo espacial, estava viajando em uma órbita elíptica, e seu ponto mais longíquo é cerca de duas vezes mais distante que a distância entre Terra e a Lua. A forma como ele se movimenta também sugere o objeto é oco por dentro.

Não se sabe quantos pedaços de lixo espacial realmente existem, mas o WT1190F é raro.

Imagem do Google Maps apontando a região onde o objeto está previsto de cair no dia 13 de novembro deste ano
De acordo com Gareth Williams, astrônomo do Centro de Planetas Menores em Cambridge, Massachusetts, Estados Unidos, acredita-se que ele seja um entre um universo de 20 ou mais objetos feitos pelo homem rastreados em uma órbita tão distante. O que é mais estranho é que não se sabe exatamente como o objeto foi impelido (o mesmo que empurrado, impulsionado) para um curso de colisão com a Terra.

Jonathan McDowell, um astrofísico do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, em Cambridge, Massachusetts, disse que o WT1190F é provavelmente um pedaço perdido da história do espaço que voltou para nos assombrar.

Astrônomos acreditam que o objeto possa ser uma parte dos foguetes utilizados por uma das missões Apollo

Vale lembrar que um pedaço do foguete Saturn V, que permitiu ao homem que desse os primeiros passos na Lua, foi avistado orbitando a Terra em 2002. Se o WT1190F realmente for um pedaço de foguete, será o primeiro pedaço de lixo espacial gerado pelo homem a voltar para "casa" de forma independente.

Bill Gray prevê que a maior parte do objeto deve queimar ao entrar na atmosfera, por isso não irá criar um gigantesca onda aterrorizante ou uma cratera no ocenano como visto em filmes apocalípticos. De qualquer forma ele ainda brincou dizendo, que por via das dúvidas, ele não iria pescar na região onde o objeto está previsto de cair no dia 13 de novembro.

É Assombrados, duas notícias desse gênero em menos de um mês, qual será a próxima?

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.space.com/30887-spooky-asteroid-halloween-earth-flyby.html
http://www.universetoday.com/122924/how-to-see-the-spooktacular-halloween-flyby-of-asteroid-2015-tb145/
http://www.accuweather.com/en/features/trend/large-spooky-astroid-earth-halloween-astronomy-space/53105143
http://www.ibtimes.co.uk/2015-tb145-watch-huge-spooky-halloween-asteroid-flyby-earth-live-online-1525723
http://live.slooh.com/stadium/live/tracking-spooky-the-halloween-asteroid
http://www.jpl.nasa.gov/news/news.php?feature=4745

http://www.hawaii.edu/news/2015/10/22/asteroid-discovered-by-uh-telescope-to-make-close-halloween-flyby
http://www.gizmag.com/asteroid-earth-halloween-nasa/39911/

http://www.nature.com/news/incoming-space-junk-a-scientific-opportunity-1.18642
http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-3289810/Mysterious-UFO-dubbed-WTF-collision-course-Earth-Space-junk-crash-Indian-Ocean-month.html
Comentários