2 de setembro de 2015

Robô Curiosity Encontra Uma "Colher Flutuante" em Marte?

Por Marco Faustino
 
Já vimos muita coisa em Marte, tais como "pedras flutuantes", "caranguejos gigantes", "iguanas", "pessoas", "fantasmas" e os mais diversos tipos de objetos possíveis e impensáveis de existirem na superfície do planeta vermelho.  Entretanto, esta nova imagem registrada pelo jipe-robô Curiosity é uma das mais fascinantes já vistas em relação a formação de rochas em Marte. Veja a imagem completa no site da NASA: http://mars.nasa.gov/msl/multimedia/raw/?rawid=1089ML0048420010500151E01_DXXX&s=1089

A suposta "colher flutuante" teria sido descoberta por um usuário do fórum UnmannedSpaceflight.com, após observar com mais atenção uma das fotos tiradas pela Curiosity no último domingo, 30 de agosto. Assim que você se depara com a imagem, logo você a associa a uma colher suspensa no ar, bem acima da superfície e próxima a camadas de rochas. Entretanto, até onde sabemos ou como muitos teóricos da conspiração dizem, até onde é divulgado, Marte não possui qualquer civilização suficientemente avançada, que fosse capaz de fabricar um tipo de utensílio como esse. Assim sendo a única resposta e a mais lógica que podemos sugerir, é a famosa pareidolia.

A pareidolia é um fenômeno psicológico que faz com que nosso cérebro interprete algum tipo de estímulo visual aleatório como um padrão ou um objeto familiar. Um exemplo famoso de pareidolia no espaço sideral é o "Rosto de Marte", onde uma colina na região marciana de Cydonia tinha o formato de um rosto humano. A famosa imagem tinha sido registrada pela Viking 1 em julho 1976.

As imagens mostram como a colina em Marte parece assumir a forma de um rosto em 1976, e nos anos seguintes,
como novas fotos revelam se tratar somente de uma ilusão.
De volta a superfície de Marte, a mesma é repleta de rochas de todas as formas e tamanhos. Não é preciso dizer que as imagens em alta resolução enviadas pela Curiosity acabam se tornando bem famosas e levando a inúmeras teorias da conspiração. Eu até mesmo cheguei a comentar de forma bem mais completa sobre isso quando postei sobre uma "pedra levitando" ou uma possível "sonda extraterrestre" em Marte, algumas semanas atrás (clique aqui para acessar a matéria).

Na Terra, se as condições forem adequadas, rochas, moldadas por centenas de milhares ou mesmo milhões de anos pela erosão eólica, podem parecer artificialmente equilibradas ou então lapidadas de maneira um tanto quanto incomum. Como exemplo temos o Jardim dos Deuses no Colorado, Estados Unidos e a Pedra Equilibrada de Utah, também daquele país. Em Marte, no entanto, a atmosfera é rarefeita, a gravidade é fraca, e outros processos erosivos são escassos, portanto a ação do vento pode criar estruturas ainda mais deslumbrantes do que na Terra.

Os processos eólicos (ação do vento) são predominantes em Marte, gerando desde pequenos redemoinhos de vento, até fortes tempestades de areia em todo o planeta. Toda esta atividade cria dunas e vales sinuosos, assim como pode criar arcos e saliências. No caso também poderia criar o que vemos como sendo uma "colher".

Além disso, já sabemos a partir da análise da Curiosity, em diversas formações rochosas do Monte Sharp, que veios minerais são comuns. Muitas vezes esses veios passam por cima de rochas sedimentares, e foi constatado que esses veios são ricos em sulfato de cálcio. Outros até mesmo apontam evidências que já houve um fluxo de água em um passado remoto na superfície de Marte. Um veio desses também é possível ser notado no lado direito da imagem. Esses veios podem contribuir para reforçar pequenas estruturas como a "colher flutuante" que vemos.

Poderia ser também um mero truque de luz, criando o que parece ser uma sombra por baixo da "colher", mas olhando para a direção da luz solar sobre a superfície, parece como se tivesse sido esculpida em uma rocha sedimentar e alinhada com camadas de rochas, que podem ser vistas traçando linhas em toda a superfície.

De qualquer forma tudo leva a crer que seja realmente apenas uma pareidolia, uma de tantas outras que sempre estão surgindo toda semana sobre Marte. Será que um dia encontramos algo em Marte, que as palavras não sejam capazes de explicar?

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://news.discovery.com/space/curiosity-finds-a-floating-spoon-on-mars-150901.htm
http://www.washingtonpost.com/news/speaking-of-science/wp/2015/09/01/the-curiosity-rover-spotted-a-floating-spoon-on-mars/
Comentários