29 de setembro de 2015

A Verdade Sobre o "Homem-Sereia" Supostamente Encontrado em Varsóvia, na Polônia

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:

.
Por Marco Faustino

Parece que a temporada de virais sobre assuntos sobrenaturais ou criptozoológicos na internet apenas começou. Neste blog já desmistificamos anteriormente a viralização que fizeram sobre uma foto de um peixe "gigante", que teria crescido além do normal devido a uma suposta radioatividade oriunda da usina nuclear de Fukushima, no Japão. Agora chega o momento de informar a você a verdade sobre um vídeo, onde supostamente um "homem-sereia" é resgatado em Varsóvia, na Polônia.

O vídeo com quase 2 minutos começou a viralizar com força desde o sábado passado (26) e deu início a uma série de discussões sobre o que na verdade seria um estranho ser que aparece na gravação. As pessoas se perguntam se o vídeo teria sido manipulado ou se a qualidade da gravação teria impossibilitado um melhor detalhamento a distância. Também fizeram uma série de outros questionamentos. Vamos saber mais sobre esse assunto?

No final tem vídeo meu falando do assunto...

A Recente Viralização do Vídeo do "Homem-Sereia" da Polônia


Como dissemos anteriormente, desde a tarde do sábado passado (26), começaram a propagar com mais intensidade um vídeo misterioso e bizarro de um suposto "homem-sereia" ou se preferirem um "tritão" sendo retirado de "um lago", que foi publicado no YouTube e outros sites de compartilhamento de vídeo.

Segundo dezenas de fontes, que sempre repetiam a mesma informação, o suposto "homem-sereia" teria sido removido das margens de um lago, e colocado em uma maca por homens vestindo roupas de proteção geralmente utilizadas em situações que envolvam desastres químicos ou biológicos. De acordo com diversos jornais britânicos e até mesmo sites americanos, o vídeo teria sido feito na Polônia, porém não havia informações sobre a data ou local exatos.

Uma imagem extraida do vídeo em que supostamente mostraria um
"homem-sereia" ou tritão sendo removido em uma maca
No vídeo é possível ver, ainda que sem muitos detalhes, um ser misterioso sendo carregado e também dois homens a sua espera, próximos da maca, ambos usando roupas semelhantes aquelas utilizadas por paramédicos. Em determinado momento é possível ver claramente uma espécie de barbatana caudal (popularmante conhecido como "rabo de peixe") na parte inferior do corpo, sendo que a parte superior é semelhante ao peitoral de um ser humano adulto. Após ser colocada na maca, a criatura é levada até um local desconhecido e a gravação é encerrada.

Por ser tratar de uma criatura tão lendária e considerando o nível de manipulação que temos hoje em dia em relação a imagens e vídeos, os jornais se resguardaram dizendo que diversos usuários estavam achando o vídeo, no mínimo duvidoso. 

Segundo os mesmos jornais, alguns diziam que era manipulação da imagem, outros diziam simplesmente que era falso e tinham até mesmo aqueles que acreditavam que a criatura era realmente um "homem-sereia" ou tivesse origem alienígena. Uma outra possibilidade é que o vídeo fosse um viral para promover algum eventual filme sobre sereias.

Apontar o dedo e dizer que algo é falso, é extremamente fácil. Basta dizer que é falso ou dar dois ou três motivos para isso. Entretanto, sempre que possível, preferimos buscar a origem e a verdade sobre o que atualmente circula na internet, por isso vamos contar para você como tudo isso começou.

A Origem do Vídeo do "Homem-Sereia" da Polônia


Na verdade o vídeo do suposto "homem-sereia", que teria sido encontrado na Polônia, foi publicado originalmente no Youtube na quinta-feira passada (24). Uma usuária chamada Julia Domagalska, cuja conta foi criada no mesmo dia, aparece como a responsável pelo vídeo. Aliás, esse é o único upload realizado por ela desde então. A história já começa estranha, não é mesmo?

O vídeo foi publicado com o título "niewiadomoco". Na verdade isso é uma frase em polonês "nie wiadomo co", que significa "não sei o que é isso", em português. Na descrição do vídeo ainda é perguntado: "co to może być?". Isso significa "o que isso pode ser?", mas não fornece mais nenhum detalhe. Veja o vídeo "original":



Ao contrário da viralização que se propagou ao redor do mundo, os poloneses imediatamente identificaram o local como sendo o Rio Vistula ou Wisla, em polonês, e não um lago como disseram posteriormente na viralização. Esse rio é o mais extenso e caudaloso da Polônia, com cerca de 1.047km de extensão, dividindo o país ao meio. Portanto, a filmagem poderia ter sido realizada em qualquer lugar, não é mesmo?

Poderia, mas na Polônia há lendas sobre sereias, que possuem raízes históricas e folclóricas profundas em uma determinada cidade, que hoje é própria capital do país, Varsóvia. Assim sendo, pelo menos para os moradores da Polônia, o mistério estava parcialmente resolvido. Se uma sereia tivesse sido encontrada em um rio, com certeza teria que ser na cidade de Varsóvia.

Imagem do Google Maps onde mostra a localização de Varsóvia (Warsaw, em inglês) em relação ao restante da Europa
Entretanto, os mais céticos começaram a levantar algumas questões sobre o vídeo. Além do fato de se tratar sobre sereias, diversas pessoas notaram que alguns homens seguram ou tocam no suposto ser sem utilizar luvas. Outros foram um pouco além e notaram que haveria três autoridades envolvidas naquela cena. Um grupo especial para contenção de produtos químicos ou biológicos (homens de branco), os dois paramédicos e a polícia local, que não aparece, mas existe a presença de uma fita vermelha e branca, que é normalmente utilizada em cenas de crimes ou para o isolamento da área pela polícia.

Tudo isso seria um claro indicativo da presença policial, mas onde está a polícia?

Imagem do vídeo original publicado por uma usuário chamada "Julia Domagalska" no Youtube, na última quinta-feira (24)
onde ela questiona se alguém saberia dizer o que é mostrado no vídeo
Não podemos esquecer, é claro, que muitos reclamaram da baixa qualidade do vídeo, pois não permitia uma melhor visualização da cena, muito embora houvesse uma distância considerável do local de gravação até onde de fato transcorria a ação. Começaram então a se cogitar as hipóteses do que seria aquilo. Seria mesmo uma criatura desconhecida?

Para alguns aquilo não passava de um siluriforme (popularmente conhecido como peixe-gato), que pode ser tanto de origem marinha, quanto de água doce. Aliás, o peixe-gato é encontrado com cerca facilidade nas águas do Rio Vistula. Inclusive há fotos em sites de pesca poloneses, cujos pescadores orgulhosos exibem suas conquistas ao pescar em diversos pontos daquele rio.

E a explicação para a parte superior do corpo ser semelhante a de um ser humano? Manipulação digital. A pessoa que citou isso não estava sozinha, pelo contrário, muitos concordavam com essa hipótese.

Muitos usuários do Youtube diziam que a criatura na verdade seria um "peixe-gato", que manipularam digitalmente
para fazer parecer com uma sereia e produzir então um viral com objetivos financeiros, é claro
Uma outra hipótese que ganhou força foi que a criatura seria nada além do corpo de alguém, que infelizmente teria se afogado no Rio Vistula, e foram retirá-lo de sua margem. Como explicar a grande barbatana caudal que aparece no vídeo? Novamente manipulação digital.

Uma terceira hipótese levantada seria que o vídeo fosse viral e parte de uma campanha publicitária para o lançamento de algum filme sobre sereias, tal como foi o sucesso mundial da viralização do "Charlie, Charlie". Sem esquecer, é claro, que algumas pessoas acreditam realmente que a criatura seja uma sereia.

E você? Qual das hipóteses acreditaria? Seja qual for a sua resposta diante das opções oferecidas, saiba que todas elas estão erradas. O vídeo é realmente falso, mas nenhuma das hipóteses está correta. Se não está, qual é a verdade por trás do "homem-sereia" da Polônia?

A Verdade Sobre o "Homem-Sereia" da Polônia


Chegamos ao ápice desta matéria e vamos revelar para você toda a verdade que descobrimos ao pesquisar um pouco mais sobre esse vídeo. Não foi tão fácil assim, pois há uma certa dificuldade na tradução do idioma polonês. Tentaremos escrever da maneira mais aproximada e compatível com os fatos, tudo bem?

No domingo (27) foi publicado um vídeo na página oficial da cidade de Varsóvia no Facebook. Curiosamente, nesse vídeo aparece o vice-prefeito da cidade, Jarosław Jóźwiak, que aparenta ler um comunicado em uma folha de papel. No entanto, esse não é um comunicado qualquer, uma vez que ele começou a falar sobre sereias. Sim, isso mesmo! Veja o vídeo (está em polonês e sei que provavelmente você não entende, mas serve para ilustrar).



Nesta declaração especial, Jarosław Jóźwiak anunciou que nas primeiras horas da manhã, os funcionários que trabalham no sistema de captação de água e tratamento de esgoto da cidade fizeram uma descoberta incomum. Um grupo de sereias adultas foram capturadas após ficarem presas nos filtros da estação de tratamento de água da cidade. Segundo o vice-prefeito, as criaturas provavelmente entraram no sistema de tubulações durante a noite e provavelmente não souberam sair. Os funcionários não sabiam informar como elas tiveram acesso ao sistema, mas acreditavam que tivessem sido influenciadas pelo nível baixo das águas do Rio Vistula.

Imagem onde mostra a extensão do rio Vistula (chamado
de Wisła em polonês)
Ainda segundo ele, o que se sabia é que os mamíferos tinham sido localizados em Varsóvia, mas as autoridades ainda não podiam revelar ao público onde eles estavam. As sereias tinham sido colocadas em quarentena, onde receberiam o tratamento médico necessário e iriam passar por uma série de testes. Ele ainda disse, que a princípio, as criaturas pareciam que estavam saudáveis e que em breve seriam organizados passeios especiais para que elas conhecessem a cidade. O Conselho Municipal de Água e Esgoto e as demais autoridades garantiram que a qualidade da água não tinha sido afetada, e que era 100% segura para se beber.

No final de sua declaração, Jarosław Jóźwiak diz que tudo indica que a descoberta está relacionada com os recentes incidentes reportados por moradores no Rio Vístula. Inacreditável, não é mesmo? O interessante é que o vídeo é verdadeiro. É realmente o Jarosław Jóźwiak, vice-prefeito de Varsóvia que emite o comunicado em vídeo, em um tom sério, tentando passar credibilidade.

Entretanto, a informação é falsa. Tudo não passou de uma ação publicitária criada pelo diretor artístico galês, Gerald Tyler, para promover o Festival "Novos Varsovianos", que acontece justamente em Varsóvia, na Polônia.

Gerald Tyler, diretor artístico responsável pela ação publicitária
envolvendo sereias para o Festival "Novos Varsovianos"
Em uma entrevista para um canal de TV da Polônia, a TVN 24, uma representante da organização do festival, chamada Paulina Butlewska, disse que apesar de não parecer um assunto sério, isso deveria ser levado realmente em consideração. Isso porque a campanha visou despertar o interesse sobre a cidade de Varsóvia e chamar a atenção dos novos moradores para os problemas da cidade. E pelo visto deu certo, não é mesmo?

O Festival "Novos Varsovianos" é um projeto do Centro Cultural Białołęckiego, do Museu de Varsóvia, do Museu Woli, da Casa da Cultura Działdowska e da Câmara Municipal de Varsóvia.

O festival é composto primeiramente de uma forte ação social chamada "Varsóvia vista por dentro", que está acontecendo desde julho e terminará no mês que vem. Em uma espécie de segunda fase, estão acontecendo neste mês uma série de debates e conferências artísticas e científicas, que também vão ser encerradas em outubro. Já em uma terceira fase, que irá de outubro até dezembro deste ano, acontecerão diversas atividades em uma tentativa de lidar com a identidade da cidade, que está ganhando novos moradores, principalmente devido a crise humanitária internacional. Essas atividades buscam lidar com a expectativa dos novos moradores e visitantes. É uma reflexão profunda e crítica sobre as mudanças na Varsóvia contemporânea.

Nem todos os moradores gostaram dessa ideia, pois muitos acharam desnecessário envolver a prefeitura da cidade nesta ação publicitária do festival. Entretanto, Agnieszka Withers, assessora de imprensa da prefeitura de Varsóvia, acredita que não tem nada demais nisso.

"Todo o projeto foi cuidadosamente pensado e planejado. Essa é a ideia, deixar o público interessado e conseguir a sua atenção", disse Agnieszka.

De qualquer forma você deve estar se perguntando: Por que usaram o tema sobre sereias para essa campanha publicitária? Quais lendas sobre sereias que a cidade abriga? É justamente isso que iremos conhecer a partir de agora.

As Lendas Sobre Sereias no Folclore da Cidade de Varsóvia


Primeiramente temos que comentar que conhecemos a capital da Polônia como Varsóvia, mas em inglês a cidade é chamada de Warsaw, que é bem próximo do nome em polonês, que é Warszawa. Esse nome Warszawa (pronunciado como "Varshauva") significa "pertencente a Warsz". Por sua vez o nome Warsz é uma forma abreviada do nome masculino Warcisław, de origem eslava. O que se sabe em relação a história da cidade é que havia um homem da nobreza chamado Warsz por volta do século 12 ou 13, que possuía um vilarejo próximo ao que hoje é o bairro de Mariensztat, em Varsóvia. O vilarejo cresceu, se transformou em cidade e se tornou a capital da Polônia.

Brasão da cidade de Varsóvia, capital da Polônia
Entretanto, ao visitar a cidade os turistas são brindados com uma lenda local. De acordo com essa lenda, duas sereias gêmeas estavam nadando no Mar Báltico, quando uma delas entrou por acaso ou não, no Rio Vistula (a outra teria seguido viagem em direção a Copenhagen, capital da Dinamarca).

Aquela que seguiu descendo o Rio Vistula parou para descansar em uma das margens, próximo de onde localiza-se hoje em dia o centro histórico da cidade de Varsóvia. Ela achou o lugar tão admirável, que decidiu ficar.

Um jovem pescador local, que vivia nas proximidades, percebeu que alguma coisa estava criando ondas no rio, mexendo em suas redes e fazendo com que os peixes fossem soltos. Embora sua intenção inicial fosse criar uma armadilha para capturar seja quem fosse que estivesse fazendo aquilo, ele se apaixonou pela sereia após ouví-la cantar.

A lenda se torna dramática, uma vez que dias depois, um rico comerciante da região capturou a sereia e a aprisionou em uma cabana de madeira. O jovem pescador então ouviu o choro da sereia. Com a ajuda de seus companheiros, ele finalmente a libertou. Em retribuição a generosidade daqueles homens, a sereia se disponibilizou a ajudá-los sempre que eles precisassem dela. Desde então, a sereia, armada com espada e escudo, sempre está pronta para ajudar a proteger a cidade e seus moradores.

Vale ressaltar que o brasão da cidade de Varsóvia é realmente é uma sereia armada com uma espada e um escudo. Além disso a cidade possui diversas esculturas de sereias, sendo algumas em bronze, em diferentes pontos da capital.
 
Entretanto, há diversas versões sobre a mesma lenda. Uma que é contada para crianças, diz que seriam dois irmãos, um homem chamado Wars e uma mulher chamada Sawa. Lembra que Varsóvia em polônes é chamada de Warszawa? Pois bem, seria justamente a união entre os nomes Wars e Sawa.

Belíssima estátua em bronze, localizada na praça do centro histórico de Varsóvia, de uma sereia empunhando uma espada e um escudo
De acordo com essa versão da lenda, uma floresta densa e impassível cobria a região de Mazowsze. Certo dia, o príncipe Ziemomysl, que um dia governou a região, saiu em uma viagem de caça e se perdeu na floresta. Ele tentou por diversas vezes encontrar uma maneira de sair, até que ele chegou as margens do rio Vistula. Nas ondas suaves das águas do rio, o príncipe viu uma bela criatura. A metade superior de seu corpo era semelhante a de uma mulher, enquanto a parte inferior lembrava uma criatura marinha, pois era coberta de escamas de peixe.

Muito embora a sereia tivesse um arco e flecha nas mãos, ela não estava mirando no príncipe. Ela simplesmente atirou uma flecha que voou no ar, indo em direção a floresta. Ela então disse ao princípe: "Siga a minha flecha e você encontrará boas pessoas que vão fornecer abrigo, comida e ajudá-lo a encontrar o caminho de volta para casa". A sereia então mergulhou novamente nas águas suaves do rio Vistula.

O príncipe Ziemomysl fez exatamente como a sereia havia dito. Ele seguiu sua flecha até que parou em frente da cabana de um pobre pescador. Não havia muito para ele compartilhar, mas o pescador e sua esposa fizeram com que o príncipe se sentisse muito bem-vindo, mesmo sem eles saberem quem ele realmente era. Os filhos gêmeos do casal, que se chamavam Wars e Sawa brincaram alegremente com o príncipe, que estava muito feliz em saber que pessoas generosas viviam em sua terra.

Estátua representando os irmãos gêmeos Wars e Sawa, cujos nomes deram origem a diversas lendas que se relacionam com o nome da cidade
No dia seguinte, ao amanhecer, era hora de dizer adeus. Entretanto, antes de sair, o príncipe disse a seus súditos quem ele realmente era. Ele prometeu construir uma grande cidade onde se localizava a vila de pescadores e também nomear o pobre pescador como castelão, que governaria a cidade em nome do príncipe. Os anos então se passaram, muitas casas foram construídas e a cidade foi chamada de Warszawa, em homenagem os filhos gêmeos do casal de pescadores. No brasão da cidade o príncipe colocou a bela sereia, que lhe mostrou o caminho para a cabana dos pescadores.

Ninguém jamais viu a lendária sereia, mas todos a ouviam cantar durante à noite e eles a adoravam, exceto um velho eremita que vivia na floresta. Ele odiava a sereia e seu canto. Acreditava ainda que ela roubava as almas das pessoas. Ele conseguiu convencer alguns pescadores que a sereia era perigosa. Ela devia ser capturada e levada a julgamento. Certa noite eles esperaram por ela na margem do rio, e assim que ela começou sua cantoria, eles lançaram uma rede de pesca sobre ela. Eles a colocaram no celeiro durante noite e pretendiam levá-la ao tribunal no início da manhã.

A sereia começou a cantar. Ela sabia que era sua última canção, e foi a melodia mais triste que ela já tinha cantado em sua vida. Um jovem pastor de ovelhas ouviu a música e ficou tocado por ela. Ele se sentia muito triste com aquela situação e decidiu libertar a bela sereia. Ele conseguiu abrir o celeiro e a deixou ir. A sereia nunca mais foi vista por ninguém, assim como ninguém nunca mais a ouviu cantar. A única prova de sua existência é a imagem no brasão da cidade de Varsóvia.

Essa é bela história que contam, principalmente para as crianças, porém há também uma outra versão que diz sobre uma uma vila de pescadores próxima ao rio Vistula. Uma vila de pessoas amáveis, mas que passavam o dia todo ocupados com a pescaria. Certa noite, um pescador chamado Wars jogou sua rede no rio pela última vez naquela noite, antes de ir finalmente descansar e dormir. Ele ouviu uma música suave e calma vindo de algum lugar, não sabia de onde e nem mesmo conseguia entender a letra. Não parecia ser cantado por um ser humano, mas acreditava que a música falava sobre a vida selvagem, a vida em geral e a beleza da natureza. Ele ficou tão hipnotizado pela música, que esqueceu os problemas do mundo ao seu redor.

Em outras lendas, Wars era um pescador que se apaixonou
pela beleza e o canto de uma sereia chamada Sawa
De repente a música parou e ele se deu conta que já estava muito tarde e que precisava voltar para casa. Ele queria, no entanto, voltar mais uma vez no dia seguinte para apreciar tão bela canção. Na noite seguinte, após terminar de pescar, ele se sentou a margem do rio e esperou. De repente, ouviu novamente a canção, mas dessa vez ela estava mais próxima do que no dia anterior, e ainda mais bela. Tão bela, que ele precisava se levantar e ir na direção de onde o som vinha. Ele queria ver a dona da voz tão graciosa.

Ele não sabia o que iria encontrar, mas finalmente avistou quem estava cantando. Era a mulher mais bonita do mundo. Ela tinha longos cabelos dourados e pele branca como a neve. Ela brilhava à luz da lua, mas quando ele viu uma imensa barbatana de peixe, seu primeiro pensamento foi de correr. Porém, pensando um pouco melhor ele resolveu ficar. Infelizmente a sereia ouviu o barulho de folhas e desapareceu sob as águas do rio Vistula. Wars esperou por ela todas as noites, porém ela não aparecia mais. Ela deve ter considerado ele perigoso.

Depois de vários anos e após Wars ter praticamente perdido as esperanças, ele ouviu novamente aquele maravilhoso canto. Ele correu em direção ao som, munido de sua rede de pesca, e mais uma vez viu a mulher mais bonita do mundo. Ela estava se preparando para cantar e mesmo ajeitando sua cauda prateada, ele não teve mais medo. Entretanto, em certo momento ele a capturou com sua rede de pesca. Ela gritava e chorava, tentando escapar, mas ela não conseguia.

Wars a levou para sua casa e começou a se questionar o porquê dele ter feito aquilo. Afinal, o que tinha dado nele para tomar tal decisão? Lágrimas prateadas desciam copiosamente pelo rosto da sereia. Ela olhou com seus olhos azuis para ele com muita tristeza. "Deixe-me ir", sussurrou. "Por favor, deixe-me ir. Por que você fez isso?", continuou. Wars olhava para um lado, para o outro e se perguntava a razão dele de ter feito aquilo, até que surgiu uma resposta.

"Porque eu amo você", disse Wars.

"Se você realmente me ama, você deve me deixar ir. Eu não posso viver sem água, sem nadar e sem a natureza. Eu vou morrer aqui, presa", respondeu a sereia.

"Mas eu não posso viver sem você", disse Wars.

"Então eu vou morrer, porque você quer me ter dentro de sua casa? Eu posso ir até você e cantar todas as noites, se assim você quiser. Posso defender você e sua aldeia para que nenhum mal cruze o seu caminho. Mas deixe-me ir", respondeu a sereia.

Wars não suportava mais ver as lágrimas escorrendo no rosto da sereia, e resolveu levá-la novamente ao rio, libertando-a.

"Qual seu nome?", perguntou Wars.

"Sawa", respondeu a sereia, e em seguida desapareceu nas águas do rio Vistula.

Daquele dia em diante Sawa passou a cantar para Wars e seus filhos, e assim por diante, cantando para seus netos e bisnetos. Ela também os protegeu de qualquer eventual perigo. Daquele vilarejo surgiu a cidade de Warszawa, nomeada assim devido ao nome de Wars e da sereia pela qual ele se apaixonou, a Sawa.

Ainda existem outras lendas envolvendo até mesmo um rei chamado Kazimierz Odnowiciel, mas isso quem sabe não fica para uma próxima vez, não é mesmo?

Conclusão


Apesar de recente história sobre um "homem-sereia" ser falsa e o vídeo que viralizou ao redor do mundo ser apenas uma ação publicitária para promover um festival na cidade de Varsóvia, temos que considerar toda uma cultura envolvida, que aos poucos vai sendo perdida, seja pela modernidade, seja por crises que ao longo dos séculos quase dizimaram sua própria população. Hoje em dia temos guerras modernas geradas pelo medo, insegurança e erros tão remotos que acabam gerando uma bola de neve praticamente imparável, se não fosse é claro os sólidos pilares pelos quais a Polônia nasceu.

O reflexo disso não está na cauda prateada de uma sereia, mas está nos olhos que a contemplam e absorvem sua vasta cultura e seu rico folclore. Ao ler as lendas, talvez você tenha até se esquecido que esta matéria se trata basicamente da verdade de um vídeo viral. Hipnotizado, talvez pelas histórias, tenha sentido o mesmo sentimento que Wars teve ao não ouvir mais o canto da sereia em nossa última vertente, que simboliza uma história de amor, ainda que aparentemente unilateral.

A impressão que dá, é que não queremos voltar e ver os perigos, os riscos, e toda a crise que está ao nosso redor. Seja no século 12 ou 21, os papéis não se invertem. Sempre há aqueles que sofrem, os que lucram, os que ajudam e por fim os que são ajudados. Somente muda a quantidade de pessoas e a forma com que a espada e o escudo são usados para atacar e proteger. Não há glória na vitória, nem motivos para considerar que haja uma derrota.

Varsóvia foi criada com base na generosidade, gratidão, compaixão e amor. Pilares tão sólidos que conseguem até hoje abrigar antigos e novos moradores, coexistindo sob um mesmo céu que vai muito além das cores vermelho e branco. Não importa quanto sangue ainda seja derramado ou o quanto as vestes brancas, que outrora serviam para espantar o calor, sejam cobertas pela poeira. Varsórvia estará sempre ali, seja refletindo o sol ou a lua, mas ensinando que estender a mão, é mais que um gesto, é um símbolo de união.

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://metrowarszawa.gazeta.pl/metrowarszawa/1,141637,18924356,syreny-jest-oswiadczenia-ratusza-w-sprawie-tajemniczych-zajsc.html
http://nowiwarszawiacy.pl/
http://sylwiaofwarsaw.wordpress.com/2008/12/06/who-are-wars-and-sawa/
http://syrenadancers.com/about/legend-of-the-warsaw-mermaid/
http://tatertruth.blogspot.com.br/2015/09/merman-pulled-from-river-in-poland.html
http://tvnwarszawa.tvn24.pl/informacje,news,o-co-chodzi-z-syrenami-w-wisle-zagadka-rozwiazana,180882.html
http://warszawa.wyborcza.pl/warszawa/1,34862,18927401,syreny-wylowione-z-wisly-przez-pracownikow-wodociagow-internauci.html?ssoPermanentSessionId=96ff2fca2eebcae91148647fe7b08ad31d2a8014e0ee64bbeb04c40fd14ef83d
http://www.cs.mcgill.ca/~rwest/link-suggestion/wpcd_2008-09_augmented/wp/w/Warsaw.htm
http://www.inyourpocket.com/warsaw/The-story-of-Syrenka-The-Symbol-of-Warsaw_71466f
http://www.polish4kids.com/kids-zone/legends/20-the-story-of-the-warsaw-mermaid-syrenka-warszawska
http://www.reddit.com/r/videos/comments/3mdp1g/
http://www.warsawtour.pl/en/warsaw-for-everyone/for-kids/warsaw-legends-3160.html
http://www.youtube.com/watch?v=Xl4UYtrWk9M
Comentários