25 de agosto de 2015

Sonda Dawn Envia Imagens Mais Nítidas e Surpreendentes da Superfície de Ceres


Por Marco Faustino
 
A NASA divulgou hoje mais imagens registradas pela sonda Dawn da superfície do planeta anão Ceres, inclusive tentando esclarecer o que seria uma suposta "pirâmide", que muitos teóricos da conspiração afirmavam anteriormente. A protuberância no solo de Ceres é estimada em cerca de 6,5km de altura.

As novas imagens foram feitas a partir de uma distância de 1.470km, e uma delas chama muita atenção, pois revela alguns detalhes sem precedentes. A formação solitária aparenta ser uma montanha em formato cônico ou trapezoidal, possuindo uma série de listras brilhantes em sua superfície, se destacando assim de qualquer outra formação em Ceres.

A sonda Dawn também registrou uma imagem impressionante do cume de uma montanha, que fica no centro da cratera Urvara, que por sua vez foi assim chamada em homenagem a divindade indiana e iraniana das plantas e campos.

Imagem registrada pela Dawn, que mostra o cume de uma montanha localizada no centro da cratera Urvara, no planeta anão Ceres


Uma outra imagem divulgada mostra o formato incomum da cratera Gaue, nome dado em homenagem a deusa germânica a qual se faziam oferendas durante o período das colheitas de centeio.

Imagem da cratera Gaue, uma grande cratera com cerca de 84km de diâmetro, e localizada na parte inferior de Ceres
"A sonda Dawn está operando perfeitamente nesta nova órbita, da mesma forma que ela prossegue com sua ambiciosa exploração", disse Marc Rayman, engenheiro-chefe da Dawn e gerente da missão no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, na Califórnia.

"O campo visual da sonda agora é três vezes mais nítido do que sua órbita de mapeamento anterior, revelando novos detalhes emocionantes deste intrigante planeta anão", completou.

Na sua atual altitude orbital de 1.470km, a sonda Dawn leva 11 dias para capturar e enviar as imagens de toda a superfície de Ceres. Cada ciclo de 11 dias é composto por 14 órbitas. Ao longo dos próximos dois meses a sonda Dawn irá mapear Ceres por completo em um total de seis vezes.

Além disso, a Dawn também está usando o enquadramento de sua câmera para mapear extensivamente a superfície, permitindo assim a modelagem 3D. Cada imagem desta órbita tem uma resolução de 140 metros por pixel, e cobre menos de 1% da superfície de Ceres. Ao mesmo tempo que tudo isso acontece, o espectrômetro de luz visível e infravermelha está coletando dados que darão aos cientistas uma melhor compreensão dos minerais encontrados na superfície de Ceres.

Engenheiros e cientistas também irão ajustar suas medições do campo de gravidade de Ceres, que ajudarão os planejadores de missão na preparação para a próxima órbita da Dawn - sua menor distância do planeta anão - bem como seu trajeto para chegar até lá. No final de outubro a sonda irá em direção a essa órbita final, que será a uma altitude de 375km, com a expectativa que os mistérios que rondam Ceres sejam finalmente revelados.

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.jpl.nasa.gov/news/news.php?feature=4697
http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-3210477/See-Ceres-mysterious-pyramid-unprecedented-Dawn-probe-captures-stunning-images-dwarf-planet-s-varied-terrain.html
Comentários