4 de julho de 2015

Imagem de Criança Abandonada Viraliza Como um "Toyol" Através do WhatsApp


Por Marco Faustino

No dia 29 de junho (segunda-feira passada) um menino de dois anos de idade foi abandonado na entrada de um posto de gasolina em Kuala Lampur, capital da Malásia. No entanto, um pouco mais cedo, uma mensagem foi viralizada pelo WhatsApp alegando que ele era um espírito. Na mensagem havia a foto do menino com os olhos avermelhados e na legenda da foto dizia que ele era um toyol (também conhecido como tuyul).

No local um grupo de pessoas chegou a ficar em pé a uma certa distância do menino, que estava chorando muito. Essas pessoas passaram a alertar as demais para também ficarem longe, porque ele era um "toyol", um espírito de uma criança que traz má sorte para aqueles que se aproximam ou falam com ele. Para saber mais detalhes sobre o que é um toyol, clique aqui.

No entanto para a sorte do próprio menino, um operário que trabalha no ramo da construção civil, chamado Rizdwandean Razali, 27 anos, estava dirigindo de volta para a sua casa, que fica na cidade de Ayer Keroh, pela principal avenida de Kuala Lampur, a Jalan Tun Perak, após seu turno da noite. A cidade de Ayer Keroh fica a 134 km da capital (cerca de 1h30 de carro), no estado de Malaca, o terceiro menor da Malásia.

Foi então que Rizdwandean precisou parar para abastecer o carro as 4:15 da manhã. "Eu vi o menino e as pessoas em pé ao redor dele. Eu queria ir até ele, mas um homem me falou para ficar longe e disse que ele era um toyol", disse. "Eu não acreditei nisso, me aproximei e acenei para ele", continuou.

A cidade de Ayer Keroh (ponto B do mapa) fica a cerca de 134 km de distância
da capital da Malásia, Kuala Lampur (ponto A).
"Havia vários motociclistas por lá e eles apontaram para os olhos vermelhos e inchados do menino, me disseram que isso era a prova de que ele era um toyol. Porém, na verdade seus olhos estavam vermelhos de tanto chorar e ficar chamando pela mãe. Assim que ele me viu acenando, ele veio correndo em minha direção gritando sem parar, e repetia a palavra 'mama'. Então eu dei a ele uma garrafa de água mineral e uma porção de arroz com frango", completou.

Rizdwandean Razali disse ainda que o menino não sabia onde morava e não sabia onde estavam seus pais. Então ele ficou com o menino no posto de gasolina, enquanto ele comia, por cerca de meia hora, na esperança que alguém aparecesse, mas ninguém apareceu se dizendo responsável por ele. 

Por fim Rizdwandean resolveu levar a criança para a delegacia de Ayer Keroh, (cidade onde mora) às 6:30 da manhã para fazer um boletim de ocorrência.

O Chefe Adjunto da Polícia Estadual de Malaca, Supt Razali Bakar, disse que menino foi identificado como sendo Mohd Faqhrul Radzee e havia sido deixado com um vizinho depois que sua mãe, que tem 31 anos, foi detida em 21 de junho por estar dirigindo um carro roubado. Ele disse que o menino é o quarto de cinco irmãos com idade entre oito meses e seis anos.

Mohd Faqhrul Radzee, o menino que foi encontrado
em um posto de gasolina na cidade de Kuala Lampur, na Malásia
Três dos seus irmãos estão sendo cuidados pela avó, que mora na cidade de Masjid Tanah, também em Malaca. O menino e o seu irmão de apenas 8 meses moravam com a mãe, que é solteira. Os dois eram deixados na casa do vizinho, enquanto a mãe trabalhava como cozinheira, em uma cafeteria em Bukit Beruang entre 5 da tarde e 2 da manhã.

Segundo informações da polícia, o vizinho o teria levado para o suhūr, que é refeição consumida bem no início da manhã por muçulmanos antes do jejum, ou seja, antes do nascer do sol durante o mês islâmico do Ramadã (neste ano o período do Ramadã começou em 18 de junho e vai até 16 de julho).

A polícia suspeita que o vizinho tenha abandonado a criança. Os policiais foram até a casa do tal vizinho, mas não havia ninguém em casa.

O menino ficou sob proteção local e o Chefe Sênior da Polícia Estadual de Malaca, Asst Comm Mohd Shahrizan Che Mat, disse que não há vestígios de maus tratos ou qualquer outro tipo de abuso no corpo da criança, mas novas investigações serão conduzidas de acordo com a lei vigente de proteção a criança na Malásia, quando há algum indício que uma negligência foi cometida.

Nota do tradutor: O estranho desta notícia é como o garoto foi encontrado a 134 km de onde supostamente morava, porém as fontes não dão mais detalhes sobre esse assunto. Duas fontes sequer citam sobre a tal foto (colocada em destaque neste post), que teria sido viralizada pelo WhatsApp lá em Kuala Lampur e ainda dizem que o local seria um estacionamento e não um posto de gasolina, tratando a notícia apenas como um "simples" abandono de incapaz. De qualquer forma há muitos elementos nas demais fontes que corroboram com o texto feito acima, logo isso me faz acreditar que houve de fato a tal viralização. Talvez a crença local, que deve ser respeitada, cegou muitas pessoas ao não reconhecerem que uma pequena criança sozinha, às 4 da manhã na rua, estava apenas precisando de ajuda.

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.assombrado.com.br/2014/05/tuyul-toyol-o-espirito-ladrao-e-sua.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Malaca
http://www.thestar.com.my/News/Nation/2015/06/29/boy-thought-to-be-toyol-was-abandoned-child/
http://www.mirror.co.uk/news/world-news/whatsapp-rumour-red-eyed-boy-ghost-5993667
http://www.kosmo.com.my/kosmo/content.asp?y=2015&dt=0630&pub=Kosmo&sec=Negara&pg=ne_07.htm
http://mforum.cari.com.my/forum.php?mod=viewthread&tid=883433
http://www.royanharian.com/2015/06/budak-dua-tahun-dalam-keadaan-lapar-dan.html
http://www.theantdaily.com/Main/Has-our-humanity-been-overtaken-by-superstitious-beliefs

http://www.bernama.com/bernama/v8/bu/newsbusiness.php?id=1148398
http://english.astroawani.com/malaysia-news/construction-worker-finds-toddler-abandoned-carpark-64192
Comentários