15 de julho de 2015

Governo Britânico Irá Liberar "Arquivos Secretos" Sobre OVNIs Até Março de 2016

Por Marco Faustino

Os arquivos secretos apelidados de "O Arquivo-X britânico", que os caçadores de OVNIs acreditam que poderiam provar que os extraterrestres têm visitado o Reino Unido, estão prestes a serem divulgados pelo Ministério da Defesa.

Os ufólogos e a Câmara dos Lordes fizeram uma longa campanha conjunta pela liberação de 18 arquivos sobre avistamentos que ocorreram no Reino Unido há mais de 30 anos. O governo inicialmente havia planejado desclassificar os arquivos no final de 2013, mas sua divulgação foi interrompida devido a "necessidades adicionais de processamento", levando a especulações sobre um possível acobertamento.

Depois do Lord Black de Brentwood ter pressionado e questionado sobre assunto no parlamento, o Ministério da Defesa disse que os arquivos serão liberados para os "Arquivos Nacionais" até março de 2016. Lord Black havia pedido ao governo britânico uma atualização sobre a liberação dos arquivos ufológicos.

Earl Howe, Ministro da Defesa do Reino Unido
Em março deste ano, ele escreveu: "Em relação ao 18 arquivos do Ministério da Defesa sobre fenômenos aéreos não identificados (FANI), que ainda precisam ser liberados publicamente, qual é a divisão de origem referente ao arquivo M9/18? Qual é o objetivo dessa divisão em relação aos FANI? E qual é a última estimativa de quando os 18 arquivos serão repassados para os "Arquivos Nacionais", e então liberados ao público?"

Em resposta, Earl Howe, Ministro da Defesa disse: "A divisão de origem do arquivo referente ao M9/18 está relacionada aos gabinetes particulares do ministério. A última estimativa de quando os 18 arquivos serão entregues aos Arquivos Nacionais é até março de 2016“.

Alguns ufólogos afirmam que os arquivos do governo esclarecerão sobre os avistamentos relatados a respeito de luzes inexplicáveis na floresta de Rendlesham, em duas ocasiões distintas, em dezembro de 1980. Na época uma equipe da Força Aérea dos EUA, servindo próxima da floresta de Rendlesham no Condado de Suffolk, Inglaterra, viram um estranho objeto brilhante, metálico e triangular, "pingando metal derretido", e uma luz que se assemelhava a um grande olho vermelho. Os relatos dizem que o objeto media de 2 a 3 metros de largura e 2 metros de altura.

Diferentemente da maioria dos avistamentos de OVNIs, o incidente foi documentado em gravações de voz de soldados americanos, sendo que também foram desenhadas imagens perturbadoras do objeto que viram. Uma testemunha alegou ter telepaticamente "recebido" um código binário, que nunca foi decifrado.

Um breve resumo sobre o caso:


O incidente "OVNI da Floresta de Rendlesham" é o nome dado a uma série de denúncias de avistamentos de luzes inexplicáveis e da aterrissagem de um objeto voador não identificado na floresta de Rendlesham, Suffolk, na Inglaterra, no final de dezembro de 1980. É talvez o mais famoso caso OVNI acontecido na Grã-Bretanha e figura entre os mais conhecidos acontecimentos OVNI em todo o mundo. Comparado com o incidente OVNI de Roswell nos Estados Unidos e comummente denominado "O Roswell da Grã-Bretanha" ou "O Roswell inglês".

Tudo isso começou quando três oficiais norte-americanos situados na base de Bentwaters, da Força Aérea Real, no Reino Unido, disseram que "nave de forma triangular" pousou nos arredores da floresta nas primeiras horas da madrugada em 26 de dezembro de 1980.

Depois do evento, o Ministério de Defesa da Grã-Bretanha negou que fosse uma ameaça para a segurança nacional e afirmou que, nunca pesquisou como uma questão de segurança. Mais tarde, as provas indicaram que existe uma importante disposição do Ministério de Defesa sobre o tema e isto levou às queixas de um suposto encobrimento.

Alguns interpretam isto como parte de um padrão de supressão de informação relativa à verdadeira natureza dos objetos voadores não identificados por parte de ambos governos, o dos Estados Unidos e o britânico. No entanto, quando o dossiê foi dado a conhecer em 2001, as perguntas do público se converteram em sua maior parte, em arquivos de correspondência interna e de responsabilidade administrativa.

Leia mais sobre o "Incidente Ovni da Floresta de Rendlesham" no site Curionautas.

Ex-coronel afirma ter provas do avistamento de OVNI na Inglaterra:


Desenho do OVNI feito pelo oficial John Burroughs
Charles Halt, atualmente com 75 anos, que era vice-comandante da base e Tenente Coronel da Força Aérea dos EUA na época, não estava presente durante o primeiro encontro, mas disse que foi informado na manhã seguinte. Ele afirmou que os oficiais tinham visto as luzes, e em seguida um OVNI pousou no chão. Eles não conseguiram explicar, como os sistemas de comunicação ficaram por 40 minutos fora do ar, enquanto realizavam uma busca na floresta.

Os três oficiais cujos nomes são: John Burroughs, Bud Steffens, e James Penniston, disseram mais tarde ter a sensação de "estática" no ar, enquanto observavam as luzes intermitentes do objeto.

Na noite de 27 de dezembro de 1980, ou seja, no dia seguinte, Charles Halt disse que os oficiais gritaram: "Ele está de volta, o OVNI está de volta".

Ele passou a investigar com uma equipe que encontrou três espécies de afundamentos na terra, de quase 4 cm de profundidade, como se algo tivesse se apoiado, em uma espécie de tripé e então pousado. As copas de árvores estavam visivelmente destruídas e níveis de radiação na área estavam mais elevados do que o normal. Um molde de gesso foi posteriormente feito de um desses afundamentos, mas desapareceu misteriosamente em uma caixa onde foi armazenado.

Memorando enviado pelo Tenente Coronel Charles Halt
em 13 de janeiro de 1981 relatando luzes inexplicáveis

Em um memorando para o Ministério da Defesa, em 13 de janeiro de 1981, Charles Halt, disse que o objeto "iluminou toda a floresta com uma luz branca. O objeto em si tinha uma luz vermelha pulsante no topo e luzes azuis na parte inferior. O objeto estava pairando no ar, ou sobre pernas... Quando a equipe de patrulha tentou se aproximar do objeto, ele manobrou pelas árvores e desapareceu. Os animais próximos entraram em pânico. O objeto foi brevemente avistado cerca de uma hora mais tarde, próximo ao portão dos fundos".

Entre tantos outros detalhes que já foram amplamente divulgados e catalogados, Charles Halt reapareceu em uma conferência ufológica em Woodbridge, Suffolk, na Inglaterra para comemorar os 35 anos do avistamento do OVNI. Ele disse que conseguiu depoimentos de ex-oficiais das bases aéreas de Bentwaters e de Wattisham, dizendo que um objeto não identificado apareceu em suas telas de radar na época.

"Tenho a confirmação que operadores de radar da base de Bentwaters viram um objeto atravessar uma área de cobertura de 100 km em 2 ou 3 segundos. Isso seria equivalente a milhares de quilômetros por hora", disse.

"Ele veio parar do outro lado, parou perto da torre de água, e eles o assistiram e observaram indo para a floresta. Eles também o registraram no radar em Wattisham. Eles o chamaram de bogie, uma nave inimiga, que desapareceu no radar dentro da floresta", completou.

Charles Halt, que se tornou comandante da base aérea em Kunsan, na Coréia do Sul, afirmou que ex-oficiais tem medo de falar e se manifestar mesmo depois de estarem aposentados.

A conferência foi organizada pelo ufólogo britânico John Hanson, que diz considerar Halt uma testemunha confiável. Segundo ele, houve um "esforço coordenado para esconder a verdade" sobre as supostas aparições em 1980. Para Hanson, as provas de que o OVNI teria sido captado pelo radar enfraquecem a versão do governo na época, de que o fenômeno se tratava de pessoas que interpretaram incorretamente as luzes de um farol.

Ao longo do tempo, foi sugerido que as luzes vistas na floresta de Rendlesham podiam ter sido testes de projetos militares, um helicóptero carregando uma cápsula falsa da nave espacial americana Apollo, uma brincadeira de aviadores e finalmente essa sugerida pelo governo, que seriam apenas as luzes de um farol em Orford Ness.

Resta agora apenas saber se o governo britânico irá realmente liberar esses arquivos e o conteúdo dos mesmos. Certamente o caso da floresta de Rendlesham ainda irá alimentar um caloroso debate por muito tempo.

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/07/150713_ovni_suffolk_lk
http://rt.com/uk/271480-government-ufo-files-released/
http://metro.co.uk/2015/07/06/government-to-release-britains-ufo-x-files-which-could-prove-aliens-exist-5281936/
http://www.curionautas.com.br/2014/12/o-incidente-ovni-de-rendlesham-forest.html
Comentários