31 de julho de 2015

De Volta Para o Futuro? Teoria Diz Que a Viagem No Tempo Poderia Criar "Doppelgangers" Que Se Destruiriam


Por Marco Faustino
 
Imagine um futuro em que você pudesse viajar de volta no tempo para encontrar seus antepassados. Aliás, este é um roteiro bem comum em filmes de ficção científica. Pessoas viajando de volta no tempo, voando através do espaço a velocidades superiores a da luz. Geralmente elas se metem em alguma confusão durante todo este processo, não é mesmo?

Robert Nemiroff, físico da Universidade
de Tecnologia de Michigan, nos EUA
A maioria dos físicos acha que este cenário é impossível, mas vamos esquecer isso por alguns segundos, e nos fazer a seguinte pergunta: se uma viagem no tempo desta forma fosse possível, como ela funcionaria?

Segundo uma teoria radical formulada por Robert Nemiroff, um físico da Universidade de Tecnologia de Michigan, nos EUA, o ato de viajar no tempo em velocidades maiores do que a luz, criaria várias versões de você mesmo, algumas vivendo no tempo presente, enquanto outras se deslocariam para o passado. Os seus "doppelgangers" estariam destinados a se encontrar, e assim que o fizessem, eles destruiriam um ao outro.

"Ouvi muitas vezes, que viajar mais rápido do que a luz, resultaria em uma viagem de volta ao passado. Mesmo eu sendo um astrofísico profissional, eu não entendia os detalhes sobre como isso poderia funcionar", disse Robert em uma entrevista concedida para o jornal britânico Daily Mail.

Parece ficção científica, mas Robert elaborou equações matemáticas para mostrar como isso pode funcionar usando nossa compreensão atual da ciência. Robert as descreveu em um artigo publicado em maio deste ano no site arXiv.

Entretanto, em uma entrevista para o site LiveScience, Robert disse: "A experimentação disso é provavelmente impossível. Não acredito que você possa criar uma nave espacial que pudesse viajar mais rápido do que a luz".

Mais Rápido Do Que A Luz

Todo mundo já ouviu que segundo a teoria da Relatividade Especial de Albert Einstein, nada pode viajar mais rápido do que a luz no vácuo. No entanto, não é bem assim: essas velocidades são tecnicamente possíveis, mas a relatividade diz que qualquer coisa com massa, se torna cada vez mais pesada a medida que a velocidade aumenta. Alcançar e superar a velocidade da luz necessitaria de energia infinita.

Sabine Hossenfelder, do Instituto Nórdico
de Física Teórica
Estranhamente, segundo Robert Nemiroff, embora a matemática diga que objetos podem viajar mais rápido do que a velocidade da luz, ela também diz que eles não conseguiriam desacelerar para uma velocidade inferior a da luz.

"É apenas o que se acredita, e quando digo isso me refiro ao que a maioria dos físicos acreditam, que não há nada que possa viajar mais rápido que a luz", disse Sabine Hossenfelder, uma fisicista teórica do Nordita (Instituto Nórdico de Física Teórica), localizado em Estocolmo, na Suécia. Sabine tem um blog chamado BackReaction, mas não participou do artigo.

Enquanto os físicos podem enviar partículas subatômicas chamadas "múons" a frente no tempo, o problema com a viagem de volta ao passado é uma casualidade. O tempo é como uma seta que aponta para uma determinada direção, e esta direção aponta para a frente. Sem esta proteção, todos os tipos de situações absurdas poderiam acontecer, tais como os paradoxos apontados no filme "De Volta para o Futuro", e outros filmes de ficção científica. Se você voltar no tempo e matar seu avô antes que ele tenha o seu pai, como você teria existido para voltar no tempo e matá-lo?

"Entretanto, estranhamente, nem a Relatividade Especial, nem a Física de partículas possuem uma orientação em relação ao tempo. Na verdade antipartículas, as parceiras de antimatéria das partículas normais, podem ser interpretadas tanto como partículas de antimatéria que viajam a frente do tempo quanto partículas reais que estivessem viajando de volta no tempo", disse Hossenfelder.

"As equações da Relatividade Especial mostram, que um objeto que possa ser mais rápido do que a velocidade da luz, iria viajar de volta no tempo", completou. 

O "Doppelganger" Da Nave Espacial

Para entender as implicações da relatividade a respeito da viagem de volta no tempo, Robert Nemiroff transformou seus números da equação em um caso muito simples. Em sua hipótese, uma nave espacial seria lançada através de uma plataforma a uma velocidade cinco vezes maior do que a velocidade da luz, até um planeta que ficasse a cerca de 10 anos-luz de distância. Em seguida, a nave daria uma volta ao redor do planeta, rumo a Terra novamente. A nave espacial então pousaria em um local não muito longe de onde decolou.

Os pesquisadores especulam, que isso se acabaria gerando duas naves espaciais fantasmas, uma com uma massa negativa e outra com uma massa positiva, e que surgiriam do nada.

Outros métodos propostos de viagem no tempo, como viajar através
de um wormhole na curvatura espaço-tempo não foi abordado no estudo
Cinco anos após a decolagem as pessoas veriam uma aparição muito estranha. Isso porque a luz da nave espacial viaja mais lentamente do que a própria nave espacial. Após a nave voltar e aterrissar, as pessoas veriam as imagens da nave decolando e outro "doppelganger" da nave voltando.

Oito anos mais tarde, as coisas ficariam ainda mais estranhas. Uma imagem da nave espacial parada na pista de pouso ainda seria visível, assim como outras duas imagens (talvez como hologramas) da nave espacial decolando e voltando do vôo. Só que desta vez, ambas as imagens ficariam mais distante, como se a nave espacial estivesse viajando de volta no tempo.

Finalmente, após um pouco mais de 10 anos, os "doppelgangers" das naves espaciais destruiriam uns aos outros, e você veria apenas a nave especial parada na pista de pouso.

Tudo isso cria muito mais perguntas do que respostas. Como tudo iria funcionar? Do que os "doppelgangers" seriam feitos? Qual deles seria o "real"? Seria este um fenômeno agindo através do comportamento de partículas quânticas emaranhadas? O que as pessoas da nave espacial estariam fazendo?

"Isso não faz muito sentido, e duvido que você iria querer saber mais a fundo para ver se seria realmente possível", disse Sabine Hossenfelder, em entrevista para o site LiveScience.

"Ainda assim, o estudo é extremamente valioso como uma ferramenta de ensino", completou.

Vale lembrar que outros métodos propostos de viagem no tempo, tais como viajar através de um wormhole (buraco de minhoca) na curvatura espaço-tempo, não foram abordados no estudo.

O Exemplo de Doctor Who

"Vou usar como exemplo o seriado Doctor Who. Se houvesse dois doutores em pé, um bem ao lado do outro, acreditamos que um terceiro doutor tem que existir, com massa negativa, viajando mais rápido do que a luz", explicou o professor Nemiroff.

"Este terceiro doutor está destinado a se encontrar com um dos médicos originais, e juntamente com ele desaparecer. Este doutor "superluminial" também pareceria estar se movendo de volta no tempo", completou.

Caímos aqui no mesmo questionamento da nave especial. Do que esses "doppelgangers" seriam feitos? Qual deles seria o real? O físico diz que ele não tem as respostas, mas apesar de tudo, ele não acha que isso seria totalmente impossível.

"Infelizmente não parece possível fazer que coisas físicas viajem mais rápido do que a luz, e isto é um passo fundamental", disse ele.

"Podemos fazer com que sombras e pontos de luz a partir de canetas laser pareçam se mover mais rápido, mas ninguém jamais foi capaz de fazer algo físico, com massa, se mover tão rápido assim", continuou.

"Então, a viagem de volta no tempo parece impossível, pelo menos atualmente", finalizou.

Veja nossos vídeos sobre "doppelgänger" e viagem no tempo:

Viagem no Tempo: Como Fazer, Paradoxos, Viajantes e mais...
Cronovisor: A Primeira Máquina do Tempo!
Doppelgänger, a sua Cópia Idêntica!

Nota do tradutor: Alguém depois disso arriscaria algum palpite sobre a série "The Flash"?  Tem muita informação nesta notícia, que poderia ser aplicada de forma interessante no conceito que quiseram passar na série. Só nos resta esperar pela a segunda temporada, não é mesmo?

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-3178923/Back-future-Time-travel-create-doppelgangers-ultimately-destroy-claims-radical-theory.html

http://www.livescience.com/51648-how-time-travel-would-work.html
http://arxiv.org/abs/1505.07489
Comentários