23 de julho de 2015

Conheça A Bruxa Joey Talley, Que Protege Seu Computador de Vírus, Hackers e Demônios


Por Marco Faustino

Há pouco mais de uma semana, o site do SF Weekly, que é um jornal altenativo e gratuito destribuído semanalmente, todas às quartas-feiras, na região da Baía de São Francisco, Califórnia, nos EUA, publicou uma matéria mostrando casos em que profissionais e empresas do Vale do Silício, estão contratando místicos para solucionar problemas relacionados a tecnologia. Ao ler toda a matéria, que é bem longa, eu separei um caso, que faz parte de um trecho da matéria do Jeremy Lybarger para trazer para vocês. Considerei bem interessante, portanto aproveitem a leitura, e lembrando que o texto abaixo não reflete a opinião do blog.

Nossa notícia começa com uma marca de mão sangrenta em uma parede. Uma jovem, moradora da cidade de Oakland - a maior cidade portuária da Costa Oeste dos EUA, localizada na Califórnia - é uma profissional que trabalha no ramo de tecnologia, assim como seu namorado. Ela sentiu que havia algo assustador vindo das cortinas da janela de seu quarto. Dias depois, marcas semelhantes a de mãos apareceram na parede, seguidas de letras desalinhadas, que se fossem soletradas resultariam em palavras obscenas. Desesperados e apavorados, o casal se voltou para a única fonte confiável que conhecem: o Google.

Uma rápida busca por "limpeza de casa" os levou até a Reverenda Joey Talley, uma bruxa Wicca ou Wiccan, que mora no condado de Marin, localizado ao norte da Baía de São Francisco. Talley diz possuir mais de 4 décadas de experiência e possui 3 mestrados.

"Era um condomínio novo em Oakland, mas havia um estacionamento do outro lado da rua, e eu sabia que crimes terríveis tinham sido cometidos lá", disse Talley. "Eu podia sentir o sofrimento das crianças. Tenho certeza de que tinha acontecido um assassinato em algum momento", completou.

Talley construiu o que ela chama de "paredão psíquico". É semelhante a um exorcismo, porém é mais benevolente e sem nenhuma das armadilhas judaico-cristãs. Como diz em seu próprio slogan: "Nenhum problema é tão grande, tão pequeno ou tão estranho".

O trabalho de Talley não é somente comprovado por depoimentos de profissionais que trabalham com tecnologia, mas vai muito além de suas próprias qualificações. Por mais que lhe falte conhecimento em ciências da computação ou TI, às vezes Talley é chamada para realizar milagres envolvendo segurança cibernética. Sua abordagem é superior a empresas como Etsy ou McAfee.

Quadro que Joey Talley tem em sua casa no Condado de Marin, na região da
Baía de São Francisco, na Califórnia, EUA.
"A maioria das pessoas querem que eu proteja seus computadores contra vírus e hackers, então eu vou até elas para fazer encantamentos", disse Talley. "Eu gosto de usar a natureza", continuou.

"A Jet é uma pedra preciosa negra, e exerce um bloqueio energético, sendo ideal para a depuração de equipamentos de escritório", completou.

Ela seguiu dizendo que uma rede maior e mais vulnerável de computadores, muitas vezes exige "um arco-íris de cores para desviar o excesso de energia". Se tudo isso falhar, ela pode lançar um feitiço de proteção em toda a empresa, inclusive protegendo todo material usado no escritório.

A aventura de Talley no ramo de tecnologia é tão recente, que ela algumas vezes denomina este ramo como "tecno indústria". Entretanto, isso não dissuadiu os clientes mais experientes no mercado de pedirem por aconselhamento espiritual, hipnose, terapia do sonho, rituais da lua, limpeza de casas, preparação de poções, entre outros serviços de nicho. E qual é a especialidade de Talley? "Eu realmente gosto de lidar com os demônios", disse ela.

Ela narrou um episódio recente envolvendo uma empresa startup cujo alarme do escritório foi "infectado" por uma "espécie invasora". Sim, é isso mesmo que você leu. Depois que muitos eletricistas não conseguiram derrotar quem quer que fosse o poltergeist que estava fazendo o estridente alarme disparar em intervalos irregulares, a empresa contatou Talley.

"Eu não sei nada sobre eletrônica, mas eu sei espantar espiritos", disse ela. É difícil dizer se ela está se gabando ou pedindo algum tipo de desculpa.

Se é surpreendente que as empresas confiem que uma manutenção importante do escritório seja feita por uma bruxa, é quase de tirar o fôlego, que ela também seja chamada por assessores jurídicos. Talley diz que quando as empresas estão ameaçadas de litígios, ela pode lançar feitiços para "desviar" (um dos verbos favoritos que ela utiliza) a ação do requerente ou do advogado dele. Tudo isso é como uma brincadeira de criança para ela.

A filosofia de Talley parece ser uma mistura de ecofeminismo, ocultismo, e uma linha telefônica cuja ligação é gratutita. "Você pode me ligar 24 horas por dia, 7 dias da semana, que eu vou atender", disse ela. Sua conversa é repleta de chavões da Nova Era que acabam em discursos contra o sistema judicial, o complexo industrial-prisional, e contra o chauvinismo masculino, também conhecido como "machismo". Ocasionalmente, porém, seus aforismos alcançam habilmente os ditados populares ao dizer: "A bruxaria é a arte de mudar livremente a consciência", "As pessoas não podem andar por aí com suas mentes abertas tal como se estivessem andando sem roupas", "Auras são informações". Nesse momento é quase possível imaginar seus clientes começando a notar que seu dinheiro gasto está valendo a pena.

Em relação aos seus clientes mais convencionais, por telefone, as transações são basicamente automatizadas. "Questões sobre investimentos são bem simples e muitas vezes podem ser respondidas com um carta através do telefone", disse Talley. Ela e o cliente colocam os pés no chão e respiram fundo juntos por telefone. Assim sendo Talley arruma o seu baralho de tarô e ordena que o cliente imagine o seu investimento de uma forma clara. Uma vez que o cliente o tenha em mente, Talley joga as cartas, uma de cada vez sobre a mesa, até que Yahweh (nome hebraico de Deus), Gaia, Ganesha ou a divindade de preferência do cliente, o faça dizer "pare". Seja qual for a carta que ela coloque sobre a mesa, a mesma selará seu destino.

Joyce Van Horn, uma amiga e às vezes cliente, de Joey Talley
Talley tornou-se uma espécie de mentora para as mulheres da região da Baía de São Francisco, que estejam interessadas em Wicca. No quintal de sua casa de dois andares, cercada de forma rústica e com uma vegetação exuberante, ela realiza mensalmente rituais lunares, durante os quais ela e um monte de clientes do sexo feminino cantam ao redor de um caldeirão, entrando e saindo de transes e comem um prato vegetariano do dia.

Os homens não são bem-vindos. "Eu costumava convidar os homens, mas eles vinham apenas para ficar com alguém", disse Talley. "Eles não tinham interesse em adorar à deusa, e isso é muito irritante quando você está tentando alcançar a divindade", completou. A exceção é o marido, um vocalista de uma banda de reggae local e outra com influências do funk de New Orleans.

Joyce Van Horn, uma amiga e às vezes cliente de Talley, alega que o Sra. Talley é um investimento angelical, mas a própria Sra. Talley é generosa a respeito a suposta riqueza de seu marido. "Vivemos no Condado de Marin, tenho um carro esportivo, e nós temos uma ótima vida", foi o que ela disse.

Enfim, o texto que acabaram de ler acima como eu disse no começo, não reflete a opinião do blog, porém achei interessante trazer isso a tona, porque não é apenas esse caso, são muitos outros que são retratados na matéria publicado no SF Weekly.

Particularmente considero perigoso, que seja utilizado de forma mística dentro de empresas, métodos que muitas vezes envolvam a proteção de dados e segurança de terceiros, de pessoas comuns como eu e você. Vale lembrar que Wicca não é uma "bruxaria" no sentido mais vil da palavra, mas sim uma religião. É reconhecida pelo governo americano, inclusive com feriados que variam de acordo com o estado. Aliás, é uma religião neopagã, que se tornou mais proeminente por volta de 1950.

Entretanto, tal como seria um ato irresponsável, benzer de forma cristã um computador, para expulsar um vírus que esteja movimentando sua tela e roubando seus dados, considero absurda a ideia que seja praticado um ritual, de qualquer religião que seja, para afastar espíritos de uma rede de computadores. Não sei quanto a vocês, mas se quiserem deixem suas opiniões sobre este assunto. Todos são bem-vindos!

Criação/Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.sfweekly.com/sanfrancisco/san-francisco-psychics-astrologers-tech-silicon-valley-startup-spirituality/Content?oid=3819687&showFullText=true
http://www.dailyoffbeat.com/articles/9796/20150721/wiccan-witch-it-witch-silicon-valley-reverend-joey-talley.htm
http://www.odditycentral.com/news/silicon-valley-tech-companies-turn-to-wiccan-witch-to-deal-with-pesky-computer-viruses-and-demons.html
Comentários