30 de junho de 2015

Era Só o Que Faltava! Mancha Brilhante Misteriosa é Vista Em Plutão!



Por Marco Faustino

A mancha brilhante misteriosa foi descoberta no planeta anão Plutão pela sonda New Horizons, que se prepara para sobrevoar este longíquo mundo em julho. A grande área branca apareceu perto do polo norte do planeta anão quando a sonda estava a 22.900 km de Plutão e foi registrada em duas imagens tiradas com 30 segundos de diferença, o que provocou especulações sobre o que o ponto brilhante poderia ser.

Pode ser a luz do sol refletindo em alguma coisa sobre a superfície gelada de Plutão ou nuvens em sua atmosfera. Alguns outros sugeriram que poderia ser metano congelado ou até mesmo gelo proveniente de água na superfície do planeta anão, que está a cerca de 5 bilhões 913 milhões e 520 mil quilômetros do sol.
 
O Dr. Philip Plait, astrônomo que escreve regularmente para um site chamado Slate, foi um dos primeiros a detectar os pontos brilhantes em imagens divulgadas pela NASA. "Quanto mais a sonda New Horizons se aproxima de Plutão, mais detalhes estão aparecendo, e nós estamos começando a ver as características da superfície daquele mundo minúsculo", disse ele. "Tanto Plutão e sua lua Caronte mostram as mesmas características, mas uma mancha brilhante em Plutão realmente me surpreendeu. Isso é perto do polo norte, e tem sido visto em imagens anteriores basicamente como um borrão. Agora, nesta imagem é bem óbvio".

A sonda New Horizons deverá se tornar a primeira nave espacial a visitar Plutão em 14 de julho deste ano, quando ela vai passar a cerca de 12.500 quilômetros de distância da superfície do planeta anão. Ela proporcionará aos cientistas a visão mais próxima que já se teve do misterioso planeta em uma das partes mais distantes do nosso sistema solar.

Praticamente tudo que sabemos atualmente sobre Plutão tem sido obtido a partir de observações e medições distantes. Por exemplo, os astrônomos já descobriram que Plutão, apesar de seu tamanho, tem uma fina atmosfera contendo nitrogênio, metano e monóxido de carbono.

Imagem com maior contraste gerada pelo Dr. Philip Plait, a partir da imagem original cedida pela NASA.

Acredita-se que o equilíbrio do metano - um gás do efeito estufa que aquece o planeta - e monóxido de carbono - usado para resfriamento - tiveram um papel fundamental ao longo das longas estações em Plutão. Os pontos brilhantes registrados pela New Horizons, agora têm ajudado a elevar a expectativa do quê a New Horizons pode encontrar, conforme se aproxima de Plutão e sua lua Caronte.

Vale lembrar que pontos brilhantes similares foram descobertos em outro planeta anão, sim ele mesmo, Ceres - que fica no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter - e deixou os cientistas perplexos. A sonda Dawn registrou imagens contendo dois pontos altamente refletivos na superfície de Ceres (veja o vídeo), e alguns especularam que poderia ser sal ou mesmo gelo. Mais recentemente, a sonda revelou uma montanha, semelhante a uma forma piramidal na superfície do planeta anão (veja o vídeo).

As descobertas estão revelando que os planetas anões dos sistemas solares - os quais apenas cinco são conhecidos atualmente - são muito mais fascinantes do que se poderia ter sido imaginado.

A Dra. Jane Greaves, uma astrônoma da Universidade de St. Andrews, na Escócia, que estudou Plutão, disse que as manchas brilhantes poderiam ser camadas recentes de gelo na superfície. As imagens foram registradas em um intervalo de 30 segundos de uma para a outra em 25 de Junho deste ano (quinta-feira passada).

A sonda New Horizons se aproxima de Plutão (a frente),
e de sua lua Caronte (ao fundo).
"A região do polo norte de Plutão tem recebido luz solar nos últimos anos, por isso é possível que alguma camada de gelo mais antiga tenha se vaporizado e assim revelando uma outra nova abaixo dela. Nós precisamos esperar pelo próximo lote de imagens para ter certeza o que realmente é esse ponto brilhante", disse ela.

O Dr. Alan Stern, principal pesquisador da missão New Horizons, do Instituto de Pesquisa Southwest na cidade de Boulder, Colorado, nos EUA disse: "Este sistema é simplesmente fantástico. A equipe está extasiada com o que podemos ver quando nos aproximarmos ainda mais de Plutão. Cada tipo de terreno que vemos no planeta - incluindo tanto as áreas de superfície claras e mais escuras - estão representadas lá, é um país das maravilhas". "Acho que ninguém esperava que Caronte revelaria um mistério, como os terrenos escuros em seu polo", completou.

O Dr. Jeff Moore, co-pesquisador no Centro de Pesquisa Ames da NASA, na Califórnia, acrescentou: "A detecção inequívoca de terrenos escuros e brilhantes tanto em Plutão quanto em Caronte indica uma grande variedade de paisagens em ambas".

"Por exemplo, a mancha brilhante em Plutão pode representar uma geada que caiu a partir da evaporação de uma calota polar, a qual está sob influência do verão solar no planeta anão", finalizou.

Tradução/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-3144469/Now-mysterious-bright-spot-seen-PLUTO-New-Horizon-s-space-probe-captures-white-patch-close-dwarf-planet-s-north-pole.html
http://www.slate.com/blogs/bad_astronomy/2015/06/25/pluto_north_pole_bright_spot_getting_clearer.html
http://www-star.st-and.ac.uk/~jsg5/Pluto.html
Comentários