9 de abril de 2015

Pesquisa Relaciona Mofo Alucinógeno a Aparições de Fantasmas

Pesquisadores que estudam aparições fantasmagóricas dizem que assombrações são geralmente relatados em edifícios antigos que muitas vezes têm má qualidade de ar devido a poluentes.

Pesquisas anteriores já haviam mostrado que mofo tóxico pode afetar o cérebro, mas os resultados da exposição a mofo no interior de construções sobre o funcionamento cognitivo é menos conhecido.

O professor Shane Rogers, que está liderando a pesquisa, disse: "As experiências relatadas em muitos lugares assombrados são semelhantes aos sintomas mentais ou neurológicos relatados por indivíduos expostos a fungos tóxicos.

Efeitos psicoativos de alguns fungos são bem conhecidos, ao passo que os efeitos de outros, tais como os mofos do interior de construções são menos pesquisados.

Os relatos de sintomas psiquiátricos, incluindo alterações de humor, hiperatividade e raiva irracional, assim como comprometimento cognitivo são prevalecentes entre os expostos ao mofos
Outros relatórios incluem depressão e perda de funções de memória.

O trabalho mais recente sustenta a relação com inflamação do cérebro e perda de memória em ratos expostos a Stachybotrys charatarum, um mofo do ar de interiores de construções comum, assim como o aumento da ansiedade e do medo."

O mofo tóxico pode crescer em cavidades nas paredes e sob tábuas do assoalho e é especialmente comum em casas mais antigas.

O estudo realizado nos EUA, na Universidade Clarkson, em Nova York, está estudando amostras retiradas de vários edifícios onde aparições de fantasmas foram relatadas.

A exposição a mofo do interior de construções sobre
o funcionamento cognitivo é pouco conhecido.
"Eu tenho sido um fã de histórias de fantasmas e shows relacionados com a investigação de lugares assombrados e tenho que admitir algumas ocorrências estranhas no meu próprio passado.

Muitos dos lugares sob investigação e de minhas próprias experiências podem provir de ambientes privilegiados para o mofo e outros problemas de qualidade do ar. Gostaríamos de ver se conseguimos analisar alguns pontos comuns entre o mofo em lugares que são assombrados em relação àqueles que não são." Disse o professor Rogers.

Uma das suas investigações foi direcionada a um prédio de escritórios, onde tem havido relatos de ruídos, telhas que se deslocam do teto, itens nas prateleiras e mesas que se movem, aparições e uma sensação geral de mal-estar entre os ocupantes do edifício.

Em outro local, o Museu de Arte de Remington em Ogdensburg Nova York, possui uma longa história sobre fantasmas que envolvem os antigos ocupantes e outros.

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Tradução/Adaptaçãorusmea.com Mateus Fornazari
Fonte
Comentários