7 de abril de 2015

Minha História Assombrada: Pessoas Pequenas

Vi os vídeos de relatos sobre pessoinhas (O Povo Pequeno e O Povo Pequeno 2) e fiquei muito feliz pois me lembrou muito a minha infância.

Eu me lembro muito de brincar com pessoinhas em cima da mesa de centro da minha casa e na casa da minha falecida avó que morava em Botucatu e não era só em casa, mas por vários locais.

Lembro que as meninas, mulheres que seja, tinham asas como de borboleta, eram bem coloridas e pequenas voavam bem rápido e quase nunca chegavam muito perto e homens eram um pouco maiores e davam saltos enormes, eram mais feios e alguns tinham narizes grandes e outros não.
Eu era pequeno 10 anos no máximo e o maior dos homens ia até mais ou menos a altura do meu joelho imagino que não chegasse 20 cm.

Quando comentava com minha mãe ou outra pessoa eles falavam que minha imaginação era muito boa, nunca percebi outra pessoa ver eles, nem meus irmãos mais velho e mais novo, nem meus amigos. Então nunca comentava e sinceramente até o momento nunca tive interesse de comentar isto com alguém até agora por se tratar de uma história meio fantástica.

Lembro que quando eles estavam agitados era uma das poucas vezes que eles tentavam me falar alguma coisa, parecia que eles falavam muito baixo ou mesmo muito rápido ao mesmo tempo, eles falavam qual quer coisa de um mal verde eu nunca entendi o que era, mas quando eles falavam eles pediam para que eu dormisse com a porta do quarto fechada e a janela aberta e assim eu fazia.
Lembro-me que com o tempo a quantidade e a frequência deles foi diminuindo e o mais incrível que me lembro foi uma vez que eu estava descendo pra sala para brincar e um homenzinho me fez vestir o tênis, lembro que ele insistia, não falava só apontava e eu querendo ir na sala brincar, até que eu coloquei o tênis e fui correndo atrás dele.

E quando cheguei na sala eu vi um escorpião andando no meio da sala e não pensei 2 vezes em tacar meu tênis nele.

Nas ultimas vezes que eu vi alguns deles uma mulherzinha bem pequena chegou perto de mim, ele era muito pequena mas dava para vê-la, mas não entendia o que ela falava até que ela foi no meu ouvido e eu entendi o que ela queria e ela pedia água.

Por muito tempo eu acabava mantendo um copo de água na sala e no meu quarto eu estava entendendo que por alguma razão eles estavam com sede e eu nunca entendi o porquê, mas por muitas vezes eu encontrava o copo vazio sem uma única gota dentro.

Quando eu era pequeno não tinha muitas casas onde eu morava, mas hoje eu percebo e culpo o desmatamento pelo sumiço deles, percebo agora que conforme apareciam mais casas menos deles eu via.

Tenho saudades daquela época, tenho boas recordações daquele tempo e sempre lembro deles estarem por perto é bom saber que eles ainda existem por ai.

História assombrada enviada por Henrique B.

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Clique aqui. Toda quarta-feira as histórias aprovadas são publicadas!
Comentários