21 de abril de 2015

Encontram Possível Evidência de Civilizações Avançadas em ao Menos 50 Galáxias

Arp 220, uma das galáxias candidatas.

Cientistas afirmam ter encontrado 50 galáxias que demonstram claros sinais de conter civilizações extraterrestres avançadas. Emissões de altos e incomuns níveis de radiação, sugerem que alguém estaria empregando o poder das estrelas desprendendo enormes quantidades de calor no processo.

O estudo que chegou a tão surpreendente conclusão, foi levado a cabo pelo Dr. Jason Wright do Centro para Exoplanetas e Mundos Habitáveis da Universidade da Pensilvânia, EUA, e publicado recentemente no The Astrophysical Journal.

"A ideia por trás de nossa investigação é que, se uma galáxia inteira foi colonizada por uma civilização avançada, a energia produzida pela tecnologia para usufruir essa meta seria detectável no espetro infravermelho", explica o Dr. Wright.

Uma esfera de Dyson é uma megaestructura hipotética
 proposta em 1960 pelo físico Freeman Dyson. 
Trata-se de uma cobertura esférica de tamanho astronômico 
ao redor de uma estrela, a qual permitiria a uma civilização 
avançada aproveitar ao máximo a 
energia lumínica e térmica do astro.
O astrofísico russo Nikolai Kardashov classificou o grau de evolução tecnológica de uma civilização em função de como (ou mais bem de onde) extraem a energia necessária para se sustentar:

Tipo I, II e III. A primeira refere-se às civilizações que extraem os recursos energéticos que precisam sem se mover de seu próprio planeta. A do tipo II extrai diretamente de uma estrela, enquanto a do tipo III extrai a energia de toda a sua galáxia.

Nossa primitiva civilização (Tipo Zero) se encontraria atrás por um fator de milhares de milhões, no final da classificação. A energia que se desprende da tecnologia termonuclear de uma Civilização Tipo II, seria evidente aos olhos do Telescópio Wise da NASA utilizado no estudo citado.

3 Tipos de civilizações extraterrestres:

.
De 100,000 galáxias de interesse escolhidas para a sondagem, apenas 50 se destacaram por emitir "níveis inusualmente altos de radiação infravermelha".

"O próximo passo de nossa investigação é considerar detalhadamente a verdadeira origem dessas radiações para saber se provêm de processos astronômicos naturais ou, pelo contrário, efetivamente indicam a presença de civilizações avançadas", conclui o Dr. Wrigth.

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Tradução/Adaptação: rusmea.com & Mateus Fornazari

Fontes:
http://iopscience.iop.org/0067-0049/217/2/25
http://www.telegraph.co.uk/news/science/space/11541574/Advanced-alien-civilizations-possible-in-50-galaxies.html
Comentários