3 de março de 2015

Minha História Assombrada: As Pessoas na Beira da Pista

Olá, meu nome é Fábio e eu sou policial rodoviário federal, há alguns dias minha filha estava na sala vendo um vídeo no seu canal do youtube e um relato sobre uma aparição em uma rodovia me chamou atenção. Isso porque eu trabalhei muitos anos patrulhando rodovias e um acontecimento me marcou bastante. O que eu contarei a seguir aconteceu por volta de 2007 enquanto eu ainda trabalhava na rua, hoje em dia só trabalho no administrativo.

Como já dito anteriormente eu fazia patrulhas em rodovias, a minha área de patrulha era uma rodovia que ficava em Minas Gerais, logo após a divisa com São Paulo e que por questões pessoais não vou revelar o nome.

Era mais um dia de serviço normal, eu estava trabalhando a noite pois minha filha caçula acabava de nascer e eu fazia muitas horas extras para bancar os gastos que tínhamos. Cheguei na base por volta das 5:45 da tarde. Meu turno começava as 6 mas eu sempre chegava um pouco antes para tomar um café e conversar com a rapaziada. No total éramos 11 policiais, 5 ficavam na base atendendo o rádio e comandando as viaturas e os outros 6  patrulhavam divididos em 3 viaturas (2 policiais em cada). Naquele dia tinha algo estranho no ar, não sabia o que era mas sentia uma certa tensão, os pelos do meu braço se arrepiavam constantemente. Minha barriga estava estranha, como se eu estivesse ansioso mas não havia nada de especial naquele dia. Um certo medo tomava conta de mim. Eu sou um policial, dificilmente sinto medo, já enfrentei bandidos fortemente armados e já corri atrás de ladrão no meio do mato em plena madrugada. Nada me surpreendia, mas naquele dia não conseguia controlar essa sensação ruim.

Chegou as 6 da tarde, entrei na viatura junto com meu parceiro, ele era o piloto mas eu comandava a viatura. Partimos pela rodovia. Até chegar ao nosso perímetro de patrulha era uns 7 minutos de viajem. Nos primeiros minutos ninguém falou. Cansado daquela tensão eu perguntei: (segue uma versão do diálogo de maneira mais fiel que minha memória me permite)

- Hoje o dia ta meio estranho hein, clima tenso, não acha? - disse eu.

- Achei que só eu que tava sentindo isso, minha mulher não queria que eu viesse trabalhar, disse estar com um pressentimento ruim - respondeu meu parceiro.

Aquilo só aumentou a tensão, achei que só eu me sentia estranho mas era uma coisa geral. Chegamos ao nosso perímetro e iniciamos a patrulha. Era uma pequena estrada que ligava duas cidadezinhas igualmente pequenas. Não tinha nenhuma iluminação e era mato para todo lado. Era uma rodovia perigosa pois frequentemente assaltantes jogavam pedras no meio da pista para assaltar os carros que paravam. A vegetação alta e a escuridão da noite os protegiam.

Após algum tempo na rodovia recebemos uma mensagem da central: - Atenção VTR 72, recebemos ligações de motoristas relatando pessoas andando na borda da pista, fiquem atentos aos suspeitos e abordem com cautela.

Aquilo serviu de alerta, diminuímos a velocidade, ligamos o holofote e empunhamos o armamento apontado para a janela. Eu portava um fuzil e meu parceiro uma pistola. A viatura ainda estava equipada com uma calibre 12.

Após alguns minutos avistamos silhuetas andando no mato. Apontamos o holofote mas a luz não chegava até as pessoas. Teríamos que descer e fazer a incursão no mato a pé. Não podíamos entrar no mato com a viatura pois a escuridão e o capim alto poderia fazer-nos cair em uma vala. Peguei o rádio e avisei: - central avistamos os suspeitos, estamos desembarcando para abordagem, atenção para apoio.

Ao contatar a central paramos a viatura e descemos. Eu liguei a lanterna do fuzil e meu parceiro empunhava a lanterna em uma mão e a pistola em outra. Víamos 3 silhuetas a nossa frente. Segue o diálogo:

- Pode parar os 3 aí, é a polícia. Põe a não cabeça e não vira pra cá. - os 3 continuaram andando como se não ouvissem.

- Para porra, tá surdo? vou atirar - disse meu parceiro já tenso.

Nesse momento as 3 sombras correram, começou então uma perseguição no meio do mato. As sombras pareciam não correr com toda sua velocidade, mesmo assim já era o suficiente para que não conseguíssemos alcança-los. Nesse momento pensei que poderia ser uma emboscada, era necessário atirar. Parei, fiquei sobre um joelho, mirei com meu fuzil e dei um disparo em direção a um deles. Para minha surpresa nada aconteceu, pensei comigo como poderia errar um tiro naquelas condições, logo eu que ganhara diversas vezes competições de tiros entre as policias.

Levantei e voltei a correr, meu parceiro na frente e eu atrás. De repente meu parceiro parou, eu corria atrás e gritei: -NÃO PARA PORRA! PEGA! - ele não se mexeu, quando consegui alcança-lo tive a maior surpresa da minha vida. Ali estava um carro capotado, havia 3 vítimas mortas no interior do veículo. As silhuetas que vimos correr lembravam o porte físico das vítimas. O carro estava destruído. Eles perderam o controle e saíram um bom trecho da pista antes de capotar diversas vezes. Não dava pra ver o carro da rodovia e ninguém os acharia ali pois não havia nenhum alerta de procura por eles. Se não fosse essas 3 sombras atraindo-nos para o mato nunca os encontraríamos. Após algum tempo de total surpresa, voltei ao pensamento policial e pedi apoio as viaturas de área. A perícia constatou que eles estavam mortos há quase 3 dias.

Após esse acontecido meu amigo pediu baixa da corporação, eu também não aguentei e pedi transferência. Não trabalho mais na rua e não viajo mais de noite. Corre uma lenda nas cidades cortadas por essa rodovia que durante a noite alguns motoristas ainda avistam essas silhuetas correndo para dentro do mato no trecho do acidente. Eu não sei se a lenda é verdadeira, mas o que eu vi é. Isso é uma coisa que nunca vou esquecer.

Esse é meu relato pessoal, sou um Policial com quase 10 anos de carreira, quase todos na rua. Nunca nenhuma ocorrência me chocou tanto quanto esse fato. Obrigado por ler, até mais.

História assombrada enviada por Fábio

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Clique aqui. Toda quarta-feira as histórias aprovadas são publicadas!

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes
Comentários