14 de janeiro de 2015

Minha História Assombrada: Minha Vó Veio me Visitar, Mesmo Depois de Morta

Para falar do meu relato eu tenho que voltar no tempo, para antes do meu nascimento.

Minha vó por parte de pai morava junto com meus pais. Ela já era bem velhinha, tanto é que teve meu pai bem tarde, e foi diagnosticada depressão porque ela era muito sozinha. Meus pais saiam para trabalhar e ela ficava sozinha em casa.

Até que minha mãe engravidou e me teve, do nada a depressão dela sumiu e ela ficou feliz em ter uma neta e meu pai me disse que ela me chamava de lindinha e me deixava fazer tudo. Exemplo:
ela tinha uma planta chamada dedo de anjo (acho que é assim), e quando os parentes do meu pai, os moleques iam jogar bola ela falava "cuidado com meus dedinhos de anjo" e outras plantas também. Ela amava demais os dedinhos de anjo, mas eu podia me pendurar que ela dava risada, não ligava. Eu poderia estar destroçando, estar arrancando os dedos de anjo que ela ia dar risada.

Ela ficou muito apegada a mim, tudo que eu fazia era motivo de riso pra ela, até que... infelizmente morreu.

Não me lembro de muita coisa, pois quando ela morreu eu tinha uns 3 anos, ou seja, eu ainda era criançona.

Só que passaram os anos e fui crescendo. Quando eu tinha 6 anos eu comecei a assistir aquele bloco de lendas urbanas, acho que no domingo legal, e eu claro morria de medo, mas queria que queria ver. Comecei a ter pesadelos e sentir que alguém vinha no meu quarto a noite, e, como criança, eu sentia muito medo e começava a chorar a noite. Meus pais relacionaram ao bloco e então não me deixaram mais assistir e eu fui esquecendo as lendas, mas os pesadelos continuavam. Na verdade não eram bem pesadelos, mas em todo sonho eu estava ou com minha mãe, com meu pai ou com os dois juntos, e uma velhinha sempre vinha me visitar. Ela aparecia do nada no sonho, e enquanto eu sonhava, eu sentia alguém fazer cocegas em mim, brincando comigo ou mexendo no meu cabelo. Sentia uma presença no meu quarto, e o meu quarto é aonde? É no mesmo quarto que minha vó dormia.

Nós conversamos com meus padrinhos que são espíritas e eles nos indicaram um lar de espiritismo que iam, e então nós fomos junto com eles e descobrimos que eu tenho mediunidade e que era a minha vó que vinha me visitar.

Minha madrinha encorporou acho que uma entidade ou minha vó, não me lembro, e através de uma carta ela dizia tudo isso, que vinha me visitar, que estava com saudades e que o tempo de lá é diferente do daqui. Ela também disse que não queria me assustar e sim só matar saudades e pediu desculpas, além de falar que por enquanto não ia me visitar.

Meu pai chorou muito. Ele era filho único e meu avo abandonou ele e minha vó quando ele tinha 4 anos. ficando minha vó cuidando dele e da minha bisavó. Elas eram espanholas, e bem bravas, mas mesmo assim meu pai sempre amou elas.

Depois disso nunca mais sonhei com a velhinha e nunca mais senti alguém mexer comigo a noite, mas eu sinto que ela ainda me protege, que ela ainda esta comigo e ao meu lado.

História assombrada enviada por Janaína G.

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Clique aqui. Toda quarta-feira as histórias aprovadas são publicadas!
Comentários