10 de dezembro de 2014

Minha História Assombrada: Possessão Demoníaca (Com direito a Padre Quevedo e mais!)

Quem me contou essa história foi meu tio. A pessoa que sofreu a possessão foi a irmã de uma namorada de juventude dele. O que me leva a dar total credibilidade ao relato é o fato de meu tio ser ateu, é engenheiro, um cara totalmente voltado a Ciência (ou seja, é muito mais ligado ao sentido técnico e científico dos fatos do que ás explicações "sobrenaturais"). Ele não é um pinguço que certa noite viu certa coisa, se é que vocês me entendem. Hahaha! Para ele admitir a estranheza do ocorrido, é porque a coisa deve ter sido realmente feia.

Tudo parece ter começado antes mesmo das duas jovens nascerem. Lá pela década de 40, o pai das garotas era um jovem agressivo. Sua família era de fazendeiros, gente importante na região (Vale do Paraíba, São Paulo). E questões de poder, disputa de Terra, vinganças, tudo isso era muito comum. Considerando esses aspectos da sociedade da época, era evidente que a família em questão também tinha suas pendências.

Eu não sei dizer qual o motivo da rixa, mas havia um certo sujeito que era uma verdadeira pedra no sapato do avô (pai do pai das garotas). Seu filho, como dito anteriormente, era inconsequente e agressivo. E fez o que acreditava ser o certo: matou o sujeito que era o desafeto de seu pai, porém sem seu consentimento.

O patriarca nunca aceitou a atitude do filho pois, apesar de não gostar do sujeito que foi morto, ele tinha fortes valores religiosos (famoso católico de roça) . Então o velho adoeceu, e em seu leito de morte mandou chamar o filho. Suas últimas palavras foram "Você vai sofrer muito pelo que fez. Você está amaldiçoado". 

Alguns anos se passaram, o rapaz se casou e teve vários filhos. Uma de suas filhas foi namorada de meu tio, e foi bem na época em que os dois estavam juntos que sua irmã começou a manifestar sinais de possessão ( lá pela década de 70) . Meu tio disse que chegou a presenciar algumas coisas bizarras.

A garota falava com voz masculina; ela rastejava como um réptil para fora de seu quarto e ia se deitar do lado de fora sobre o esterco dos animais da fazenda; tentou ingerir produtos químicos para se matar, e praticava auto-mutilação; apresentava uma força sobre-humana quando precisava ser imobilizada, situação essa presenciada por meu tio, que disse tê-la visto escapar facilmente de quatro homens (peões da fazenda, ou seja, homens fortes pra caralh*) e saltar uma distância absurda em um impulso apenas em direção a uma janela, a qual ela ficou agarrada como um bicho.

A família estava desesperada. A saúde da garota estava totalmente comprometida, todos se sentiam inseguros com ela por perto. Eles já tinham tentado todas as possibilidades que a Igreja na região tinha a oferecer. Então decidiram levar a garota para ser analisada por ninguém mais que o famoso Padre Quevedo. Isso mesmo, eles a levaram para o Padre Quevedo! Não havia muito tempo que ele havia fundado o Centro Latino-Americano de Parapsicologia (CLAP - Aliás, um tema interessante pra discutir no canal), e era uma referência nesses assuntos.

Só sei que o Padre arregou. Brincadeira! Eu não sei quais foram as razões mas infelizmente a consulta com nosso famoso parapsicólogo não deu resultados.

Foi então que o pânico na família só aumentou! Tudo que era permitido e orientado pela Igreja Católica havia sido feito.

Depois de muita resistência, a família resolveu ceder e buscar ajuda em outras religiões. Levaram a garota em um terreiro, onde ela passou por um ritual exaustivo de exorcismo. A namorada do meu tio estava presente, e relatou algo muito curioso que ocorreu durante o rito : a Mãe de Santo (não sei exatamente se é esse o termo correto) colocou no centro do terreiro um Terço e com ele fez tipo um formato de coração, mas ao longo do processo o terço foi mudando de forma sozinho até ele se enroscar todo rapidamente, como uma cobra.

Finalmente a garota apresentou melhoras. Pelo que se sabe ela nunca mais teve esse tipo de comportamento, e tão pouco se lembra da época em que esteve sobre essa maléfica influência.

Minha intensão não é desmoralizar tal religião, ou aconselhar que se busque ajuda em tal lugar. Acho que a pessoa que está passando por esse tipo de situação deve considerar todas as possibilidades, inclusive a chance de NÃO ser uma possessão. Enfim, acho que isso serve para refletirmos sobre nossos atos, que podem não trazer consequências diretamente em nossas vidas mas acabam refletindo nas vidas de quem amamos ( o que eu acho que é pior ainda).

História assombrada enviada por Júlia S.

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Clique aqui. Toda quarta-feira as histórias aprovadas são publicadas!
Comentários