3 de dezembro de 2014

Minha História Assombrada: Algo Tentou me Matar

Meu nome é Laís, tenho apenas 15 anos, porém várias fatores já ocorridos na minha vida. Meu relato começa a 3 anos atrás ...

Meus pais são separados, então meu pai mora em Porto Feliz-SP e eu em Santo André com a minha mãe - desde pequena meu pai me pegava nas férias para ficar com ele. Minha vó, mãe do meu pai, morava em Santo André também, e foi morar com meu pai, pois ficava sozinha no apartamento por que a minha tia estava no E.U.A já fazia 9 anos. Meu pai morava em uma chácara e decidiu comprar um terreno e construir a casa dele, e sua mãe comprou o terreno ao lado e construiu a sua casa.

Quando eu tinha 11 para 12 anos, minha tia estava voltando para o Brasil e eu fui para a casa do meu pai para esperar ela chegar, até por que quando ela foi para lá eu era muito pequena e só falava com ela por telefone. Ela chegou e foi um chororô ..

Fui para a casa da minha vó para ficar com meu primo e aproveitar eles, já que eu moro um pouco longe e ia embora em pouco dias.

Da casa da minha avó dá para ver a parte de cima da casa do meu pai por conta do vidro que levava a claridade do jardim de inverno para dentro da casa do meu pai. Eu estava gravando meu priminho brincando, e quando fui assistir a gravação vi como se tivesse alguém na casa do meu pai me vigiando por esse vidro, mas era impossível ter alguém lá, porque a passarela que leva para os quarto fica no canto, e a imagem tava no meio do vidro,e não tinha como alguém ficar ali. Além disso não tinha ninguém na casa, minhas irmãs estava na minha vó juntamente com minha madrasta, a babá já tinha ido embora e meu pai estava na fábrica trabalhando. Acabei perdendo o vídeo porque o celular queimou )

Na mesma noite fomos dormir no meu pai e eu não conseguia dormir aquela noite, na porte que dava para a varanda eu escutava como se algo arranhasse-a -ela é de alumínio, então o barulho era perturbador de tão agonizante. Abri a porta do closet e olhei na porta de onde tava vindo o barulho e não via nada. Quando cheguei lá parou.

Voltei para a cama e acordei com o barulho da chuva. Quando olhei, tinha uma massa preta no pé da minha cama e essa coisa chegava no meu ouvido e sussurrava "É você". 

Voltei para casa da minha mãe em Santo André e tudo ocorreu bem, só via a massa em sonhos e em alguns sonhos ela falava algumas coisas tipo "Você é o preço! Você vai pagar! Você ainda tem muito o que sofrer!". 

Ano passado mudei de casa, e uma certa madrugada eu levantei para ir ao banheiro (todos os quartos eram suítes, então eu não tinha medo de ir, porque parecia que eu não saia do quarto ). Na hora que coloquei o pé no chão, senti algo puxá-lo por debaixo da cama. Liguei a luz e não vi nada e fui para o banheiro. Voltei, apaguei a luz, deitei e voltei a dormir.

No meio da noite acordei com, como se fosse uma unha tirando o cabelo do meu rosto e falando "Que pena" (me negando a abrir o olho e me mexer,eu fiquei quietinha na minha ) e do nada a coisa puxou meu cabelo e falou com uma voz mais grave "Acorda !!" Eu desesperada tentei levantar, mas essa massa preta segurou meu pescoço e me empurrou para a cama de volta, e eu sentia aquelas garras no meu pescoço e tentava chamar minha mãe ou me mexer e não conseguia! Essa coisa apertava cada vez mais meu pescoço, como se quisesse me matar e sussurrou no meu ouvido: "Você não vai fugir de mim" Você ainda tem muito o que me pagar, muito o que sofrer !" Comecei a orar o Pai Nosso em pensamento e pedir ajuda a Deus. Consegui levantar, gritei a minha mãe e ela veio ao meu encontro, e eu chorava de soluçar. Fui para o quarto dela e não consegui mais dormir.

Amanheceu e eu não fui nem para a escola e onde minha mãe ia eu estava atrás. Não ficava sozinha de jeito nenhum e nem em frente do meu quarto eu passava, muito menos entrar nele.

Desde então eu passei a dormir com a TV e o abajur ligado e peguei trauma de que encostem no meu pescoço, principalmente como se fosse me enforcar (como a coisa segurava).

Mudei de casa, voltei a morar com a minha vó por parte de mãe (eu, minha mãe e meu padrasto ) e até então não tive mais nada.

Minha vó vai na igreja, diz que ora por mim (minha família toda é evangélica, até a família por parte de pai, mas eu vou raramente na igreja, porque estou querendo seguir outra religião ).

Tempos atrás eu fiquei sabendo que a minha tatatatara sei lá o que mexia com coisa ruim. Será que eu sou o preço de algo que ela fez?

Esse é o meu relato, uma coisa que não esqueço e que me deixou traumas.

História assombrada enviada por Laís F.

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Clique aqui. Toda quarta-feira as histórias aprovadas são publicadas!
Comentários