8 de dezembro de 2014

Chernobyl: O Desastre, As Cidades Fantasmas, Mortes e Muito Mais

O acidente nuclear ocorrido em Chernobyl é o maior desastre nuclear da humanidade. Conheça os detalhes desta tragédia neste especial...

No final tem um vídeo que fiz sobre o assunto...

Assombrados, semana passado lancei um vídeo com imagens que um drone fez de Pripyat e Chernobyl. O pessoal gostou e pediu para eu falar sobre Chernobyl, então fiz esse pequeno post :)

A Região Antes do Desastre

Inscrição com o nome da cidade de Pripyat
A Usina nuclear de Chernobil está situada no assentamento de Pripyat, Ucrânia, 18 km a noroeste da cidade de Chernobil, 16 quilômetros da fronteira com a Bielorrússia, e cerca de 110 km a norte de Kiev. A usina era composta por quatro reatores, cada um capaz de produzir um gigawatt de energia elétrica (3,2 gigawatts de energia térmica). Em conjunto, os quatro reatores produziam cerca de 10% da energia elétrica utilizada pela Ucrânia na época do acidente.

Apesar de existir a cidade de Chernobil 18 quilômetros ao sul do complexo nuclear, foi construída uma nova cidade planejada, chamada de Pripyat para os trabalhadores do enorme complexo, em 1970.  Foi oficialmente proclamada como uma cidade em 1979. Era uma cidade interessante, com piscina pública, Centro de Cultura, hotéis, edifícios residenciais e até um parque de diversões (que nunca chegou a abrir para o público). No ano do acidente, 1986, a cidade tinha aproximadamente 50 mil habitantes! Todos foram evacuados - muitos forçados - no dia seguinte a explosão do reator 4.

Para a cidade ter quase 50 mil habitantes, você já pode ter uma idéia do enorme números de trabalhadores que haviam no Complexo Núclear de Chernobyl.

Localização das cidades e do complexo nuclear


Pripyat era uma cidade pulsante com 50 mil habitantes em 1986
O Desastre de Chernobyl

Sábado, 26 de abril de 1986, à 1:23:58 a.m. hora local, o quarto reator da usina de Chernobil - conhecido como Chernobil-4 - sofreu uma catastrófica explosão de vapor que resultou em incêndio, uma série de explosões adicionais, e um derretimento nuclear.

Neste dia engenheiros estavam fazendo um teste para ver o que aconteceria se o suprimento de energia fosse cortado, mas falha humana e uma falha no projeto resultaram na catastrófica explosão. No vídeo que fiz e está no final do post, eu falo um pouco mais sobre o que causou a explosão.

Lembre-se que em 1986 o mundo estava vivendo a Guerra Fria, e a U.R.S.S. não comunicou ao mundo, aliás, até o presidente Mikhail Gorbachev não sabia direito o que havia ocorrido. Foi a Suécia que detectou níveis altos de radiação e disse para o Ocidente que um acidente nuclear grande ocorreu em algum lugar.

Na tentativa de parar a emissão de radiação, toneladas de areia foram jogadas sobre o reator com a ajuda de helicópteros. No início deu certo, o reator foi selado com a areia.

Resolvido? Que nada, conseguiram piorar a situação! Como? Bem, primeiro, o calor era tão grande (acima dos 2.000 ºC) que derreteu parte da areia abrindo fissuras por onde escapava radiação. Agora o pior, o negócio ficou um forno que aumentava a pressão dentro do reator.

Essa fumaça é pura radiação! 


Um Explosão 10x Maior Poderia Ocorrer!

O incêndio continuava no reator, e com ele selado, a temperatura e a pressão só aumentavam. Os Cientistas descobriram que o reator corria o risco de explodir. Se está explosão ocorresse, a Europa toda seria devastada! Misk, capital da Bielorrússia, a centenas de quilômetros, sumiria do mapa! Seria uma mega explosão nuclear. Essa informação ficou escondida tanto no Oriente como no Ocidente durante 20 anos.

Primeiro, bombeiros tiveram que drenar a água radioativa que existia embaixo do reator.

Para diminuir o calor no reator, helicópteros jogaram 2.500 toneladas de chumbo na cratera. Os 600 pilotos morreram e parte do chumbo foi derretida e lançada na atmosfera. Até hoje moradores do local sofrem com doenças relacionadas ao chumbo. Deu certo, pois diminuiu o calor por uns dias, mas o fogo ainda continua.

Eles tinham que ver o que estava acontecendo dentro do reator, e a planta da usina dava acesso a ele pelos túneis de canos feitos de concreto. E lá foram os cientistas, e fizeram um buraco na parede do reator com maçaricos e inseriram medidos e câmeras. Neste momento visualizaram a estrutura apelidada de "Pé de Elefante" pela primeira vez. Era preciso fazer algo.

Pra piorar, abaixo do "pé de elefante" fica o maior aquífero da URSS, que abastecia milhões e milhões de pessoas. Se caísse lá, já era a água da Rússia.

Um plano foi traçado, e 10.000 mineiros  construíram um túnel de 150 metros a partir do reator 3 para o 4, e depois um buraco embaixo do reator 4 de 2x 30 metros, que inicialmente seria revestido de nitrogênio líquido, mas que foi revestido de concreto. Isso evitou que o magma radiativo penetrasse no lençol freático que existia embaixo e contaminasse a água.

Esquema mostrando o que os mineiros fizeram.


O "Pé de Elefante"

Conhece a lenda da Medusa? A mítica criatura que transforma você em estátua só de olhar para ela? Pois o "pé de elefante" se assemelha a ela, pois se você chegar a 200 metros dele, morre na hora! É o pedaço de lixo mais perigoso do planeta!

Olha que interessante, pesa 1200 toneladas, mas só tem dois metros de extensão e algo como meio metro de altura. Perde cerca de 10 quilos de urânio por an

Agora você me pergunta, como tiraram fotos dele? Robôs meus leitores :) Eles mandavam robôs, mas eles pifavam na hora ao chegar perto, então fizeram um sistema que tirava fotos e transmitia para outra sala. Por isso temos estas fotos.

Possui características de um monstro de ficção científica!

Essa estrutura amarelada tem 2x05m e pesa 1200 toneladas! Eu que não chego perto dela!

Pé-de-Elefante, o lixo mais perigoso do mundo!


Os Liquidadores

O incêndio havia sido finalmente controlado, mas a radiação continuava a ser emitida. O governo da U.R.S.S. então convocou milhares de militares da reserva e trabalhadores Para "liquidar o problema", e eles foram apelidados de liquidadores.

Enquanto isso, milhares de homens trabalhavam na limpeza do local. Num raio de 30 quilômetros, árvores, casas, objetos, tudo era limpo. Havia os caçadores, que matavam gatos, cachorros ou qualquer outro animal com suas snipers. As casas eram demolidas e enterradas, pois estavam repletas de material radioativo.

Os liquidadores precisavam dar uma fim na emissão de radiação para a atmosfera, e como não dava para chegar ao reator, resolveram construir uma estrutura que o revestisse, chamada de Sarcófago.

Os liquidadores são os heróis esquecidos de Chernobyl


O Sarcófago

Logo após iniciar a construção do sarcófago, descobriram imensos pedaços de grafites radioativos espalhados pelo alto de estruturas que precisavam ser retirados dali. Começaram utilizando robôs, mas estes davam defeito devido a alta radiação. Então fizeram o que? Mandaram humanos fazer o serviço, que foram apelidados de Bio-Robôs. Eles mesmo que tiveram que fazer sua proteção de chumbo e podiam dar somente 2 pazadas de grafite para baixo. Concluída a missão, a construção do enorme sarcófago recomeçou e ele foi concluído.

Mais de 400.000 metros cúbicos de concreto e 7.300 toneladas de estrutura metálica foram utilizados durante sua construção. O edifício por fim confina 740.000 metros cúbicos de detritos juntamente com o solo contaminado.

Após a conclusão da construção do sarcófago, os reatores 1, 2 e 3 voltaram a funcionar e gerar energia para o país.

O sarcófago


O Sarcófago construído foi feito para durar de 20 a 30 anos, e o desastre ano que vem faz 30 anos. Em 1998, com a ajuda do Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento, um programa de conservação foi concluído que incluía proteger as vigas do telhado de entrarem em colapso. No entanto a corrosão das vigas de apoio causadas pela chuva ainda ameaçam a integridade do sarcófago. Foi revelado que a água está vazando para dentro do sarcófago pelos buracos em seu telhado, tornando-se contaminada radioativamente e infiltrando-se no solo através do assoalho do reator. Em 2015, uma nova proteção deverá substituir o sarcófago existente. Esta estrutura está em construção atualmente e quando concluído, será levado até o sarcófago atual usando vias férreas. A estrutura de 26.000 toneladas está sendo montada a milhares de quilômetros de distância do Reator 4, ajudando a limitar a exposição a radiação dos trabalhadores.

Esquema de como será instalado o novo sarcófago

O novo sarcófago será instalado em 2015


Estimasse que mais de 600 mil liquidadores trabalharam no desastre, a maioria entre 20 e 30 anos de idade, e que muitos, mas muitos morreram devido a exposição a radiação. Os que estão vivos, passam temporadas em hospitais e seus corpos estão como se tivessem muito mais idade do que na verdade tem.

Eles são hoje, trabalhadores esquecidos, que não estão nas estatísticas de mortos causadas pelo desastre, que ninguém lembra, mas foram eles que praticamente salvaram a Europa e o mundo de se tornarem locais fantasmas. Aqui, eu faço minha homenagem a estas pessoas esquecidas. OBRIGADO LIQUIDADORES!

Cidades Fantasmas

Devido ao acidente, vastas regiões tornaram-se contaminadas com radiação, entre elas as cidade de Chernobil e de Pripyat.

Em Pripyat moravam quase 50 mil pessoas. No dia seguinte a explosão, o exército chegou ao local e disse por helicópteros que eles tinham 2 horas para reunir alguns objetos e entrar nos ônibus. Todos os seus moradores foram evacuados. Mas eles foram enganados, pois para evitar o pânico, disseram que voltariam depois de um tempo, o que era mentira. A cidade estará contaminada pelos próximos 800 anos! Até lá ela será uma cidade fantasma. Enquanto isso, elas serão consumidas pelas natureza, que quase 30 anos depois, está engolindo tudo.

Muitos exploradores e cientistas vão ao local e registram em vídeo e fotos como está a região. Para entrar nestes locais, só com autorização do governo. Se ele te pegarem sem permissão perambulando por lá, você vai para a cadeia!

Além dessas cidades, diversos assentamentos também foram evacuados. Mas muitos moradores voltaram para suas casas, recusando-se a sair. Estima-se que mais de 5 milhões de pessoas vivam em áreas de risco, contaminadas com radiação.

Cidade fantasma de Pripyat com Chernobyl ao fundo


O parque de Pripyat nunca chegou a funcionar
Parque abandonado em Pripyat
Hotel sendo consumido pela natureza
Mais construções da cidade fantasma de Pripyat
As Consequências da Radioatividade

Os efeitos da radiação nuclear para a saúde vão depender do tempo e do grau de exposição a que o indivíduo esteve sujeito, explica o Dr. Arthur Frazão (Médico). Quanto mais tempo estiver exposto, maior o risco de desenvolver doenças, embora pouco tempo de exposição a uma grande quantidade de radiação possa ser fatal.

A radiação nuclear pode provocar 2 tipos de lesões no corpo:

- Queimaduras graves, por exposição às radiações alfa, deixando a pele do indivíduo totalmente danificada, uma vez que as células não resistem ao calor emitido pela radiação;

- Alterações celulares como mutações genéticas que podem causar doenças como câncer, no caso de contato com raios beta e gama.

Outras consequências da exposição à radiação são hemorragias, problemas digestivos, infecções ou doenças autoimunes.

No caso de mulheres grávidas estarem expostas a grande quantidade de radiação, os fetos durante a gestação podem sofrer mutações genéticas ou nascer prematuramente com grandes problemas de má-formação.

Na Bielorrússia aumentou 70% o número de crianças com leucemia após o acidente.

Da mesma forma, muitos animais sofreram mutações. Um estudo realizado em 120 vacas prenhas, constatou que 50 delas tinham fetos mal-formados!

Queimaduras causadas por radiação

Queimaduras causadas por radiação

Queimaduras causadas por radiação

Milhares de crianças nasceram com mal-formação devido a radiação

Alguns exemplos do que a radiação é capaz de fazer

Bebe com esclerose múltipla

Imagens das crianças afetadas por Chernobyl


Feto humano malformado por causa da radiação. Ele está mumificado.
Dá uma olhada na mutação que esse cachorro sofreu por causa da radiação!
Alguns Dados Interessantes

- O desastre é o pior acidente nuclear da história em termos de custo e de mortes resultantes, além de ser um dos dois únicos classificados como um evento de nível 7 (classificação máxima) na Escala Internacional de Acidentes Nucleares (sendo o outro o Acidente nuclear de Fukushima I, no Japão, em 2011).

- Os primeiros bombeiros ao chegar o local não tinham o equipamento de proteção necessário. Eles despejaram milhares de toneladas de água para tentar apagar o estranho incêndio. Todos foram expostos a doses cavalares de radiação e morrera. As roupas que eles usavam ainda estão no hospital de Pripyat e testes indicam que tem até 400 vezes mais radiação que o normal!

- Se os habitantes não fossem evacuados de Pripyat, em 4 dias eles teriam recebido uma dose letal de radiação, e todos morreriam!

- Cinco dias após o desastre, o vento mudou e levou muita radiação para a área de Kiev. A população na sabia de nada, e para o Governo Comunista, o feriado de 1º de Maio era muito importante, e sabendo que estava chovendo radiação nas pessoas, incentivaram-nas a saírem de casa e desfilar e comemorar, quando deveria, estar trancadas com as janelas seladas! Que irresponsabilidade! Sabendo disso, um dos chefes do Governo Comunista cometeu suicídio alguns meses depois...

- Só depois de 10 dias que um especialista visitou o lugar, o diretor da Agência Internacional de Energia Atômica

Medalha concedida aos liquidadores
- A batalha para conter a contaminação radioativa e evitar uma catástrofe maior envolveu mais de 500 mil trabalhadores e um custo estimado de 18 bilhões de rublos. Na época 1 rublo era igual 1 real!

- A estatística oficial é que somente 31 pessoas morreram por causa do acidente. Dois homens no momento da explosão e outros 29 eram pilotos ou soldados que jogaram a areia no reator. Tá me tirando né?

- Os efeitos a longo prazo, como câncer e deformidades ainda estão sendo contabilizados. No total, pode chegar a meio milhão de pessoas!

- Há uma floresta que ficou toda vermelha após ser atingida pela radiação, a chamada “Floresta Vermelha”.

- Alguns locais tem 4 mil vezes o limite de radiação tolerada

- Até o ano 2000, data em que o complexo foi oficialmente desativado, os reatores 1, 2 e 3 continuaram gerando energia.

- Atualmente trabalham no complexa nuclear de Chernobyl mais de 2.500 pessoas? Eles fazem a segurança, manutenção, limpeza etc...

- O local é um dos maiores santuários de preservação animal atualmente, tendo grande quantidade de lobos, veados, castores, águias e outras espécies?

- Mais de 5 milhões de pessoas moram em áreas contaminadas com radiação? Na cidade fantasma de Pripyat moram atualmente 3 pessoas, idosos que querem morrer lá...

- Se você for pego em uma zona de exclusão sem ter permissão, você é preso?

- Muitos atribuem ao esse desastre o início da queda da U.R.S.S.

Monumento aos bombeiros que foram os primeiros a chegar. Todos morreram dias depois. Suas roupas tem até 4 mil vezes mais radiação que o normal...


Faça uma Visita (se tiver coragem!)

A alguns anos o governo da Ucrânia como forma de obter mais renda para o país resolveu abrir o local para visitação. Isso mesmo, você pode fazer uma visita e ver o desastre com seus olhos. É claro que você não vai chegar ao lado do sarcófago, mas você vai poder passear pelo complexa Nuclear e pela cidade fantasma de Pripyat. No passeio, você não pode tocar em nada. No final, você passa por um aparelho que verifica se você ficou contaminado.

Assombrados, eu achei que o Google ia mandar o seu carro lá para fazer um Street View (visão da rua, como se estivesse andando na rua), mas não mandaram! Mas dá para dar uma boa navegada no local.



O Destino da Usina

A usina de Chernobyl foi fechada em 2000, mas ainda acolhe combustível nuclear e possui níveis de radiação superiores à norma. Por isso, ecologistas a consideram uma ameaça. Da mesma forma, as autoridades ucranianas destacaram que os reatores um, dois e três da central possuem o perigo de radiação muito presente.

O Governo pretende desativar totalmente a usina e territórios adjacentes de Chernobyl em 2018, e enterrar as 200 toneladas de combustível nuclear sob a central com ajuda da companhia americano Holtec International.

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes

Fontes (acessadas em 05/12/2014):
- Wikipedia.pt: Chernobil
- Wikipedia.pt: Acidente nuclear de Chernobil
- Wikipedia.pt: Pripyat
- Wikipedia.pt: Anatoly Dyatlov
- Wikipedia.pt: Sarcófago da Usina Nuclear de Chernobil
- Youtube: Drone faz Impressionantes Imagens de Chernobyl (#31 - Notícias Assombradas)
- Youtube: Fantástico 2001 - Visita a Chernobyl
- Youtube: Documentário: Dentro de Chernobyl - 2012 (Legendado em português - BR)
- Youtube: Hora Zero - O Desastre de Chernobyl
- Youtube: Discovery Channel Brasil - O desastre de Chernobyl
- G1: Radiação nuclear pode causar de queimaduras a câncer, diz especialista
- Wikipedia.pt: Liquidador
- O Mundo Real: Ameaça nuclear 2 – as mutações de Chernobyl
- Gizmodo Brasil: Esta enorme estrutura de aço vai sepultar o Reator 4 de Chernobyl
- Exame.com: Ucrânia começa construção de novo sarcófago sobre Chernobyl
- Psafe.com: Você conhece o objeto mais perigoso do mundo?
- Lendas da Internet: Pé-de-elefante - A Medusa Nuclear
- Tua Saúde: Efeitos da Radiação Nuclear na Saúde
Comentários