10 de setembro de 2014

Minha História Assombrada: O Carrasco do Mato

Essa história que vou conta aconteceu em 2008 quando eu tinha 15 anos.

Eu e meus primos entravamos de férias escolares no final do ano e sempre íamos passar as férias na fazenda de nossos avos e ficávamos até o natal pois a família sempre se reúne lá nessas datas comemorativas.

Lá pelo dia 10 de dezembro, saímos cedinho e fomos para a fazenda. Chegamos lá, nossos avós vieram nos receber cheios de saudade, e tinham preparado uma mesa cheia de coisas para gente se deliciar.

Eu e meus primos (que era uma prima e mais dois primos nossos) fomos para o nosso quarto arrumar nossas coisas. Eu e a minha prima ficamos juntas num quarto e os outros dois foram para o outro.

Passamos a tarde andamos de cavalo, meu avô levou a gente em uma cachoeira que tem ali perto, depois voltamos e nadamos na piscina da fazenda.

Quando começou anoitecer fomos para dentro para tomar banho e nos arrumar, pois meus pais e mais os meus tios já estavam por chegar.

A noite fizemos um churrasco. Estavam todos da família, mais os funcionários da fazenda que trabalhavam a muito tempo. Acenderam uma fogueira e começaram a contar “causos” ali da região.

Uma das cozinheiras de lá foi contar que havia um espirito de um homem que que sempre era visto cavalgando com seu cavalo ali pelas redondezas da fazenda, o chamavam de Carrasco do Mato. Ela falou que era o fantasma de um carrasco que ia atrás de escravos que fugiam da fazenda e torturava os pobres coitados. As pessoas que contavam essa história, que foi passando de geração em geração, falavam que ele era o próprio demônio em pessoa e que nunca encontraram o corpo dele.

Depois disso tudo fomos dormir, mas eu e meus primos não conseguíamos pois ficamos muito assustados com a historias, ai um dos meus primos o mais velho que tinha 17 anos na época, falou que não tinha medo, desfiou todo a irem lá fora procurar o Carrasco do Mato. Fomos no maior silencio até sair da casa sem ninguém nos ouvir, saímos da porteira da fazenda e fomos em direção a uma trilha que tinha ali pertinho. Entramos eu e os outros com medo e ele fazendo tipo de corajoso. Então começou a ventar, mas ventar muito forte, e o vento entre os galhos até chegava a assoviar. Começamos a escutar o barulho de gente correndo, e em seguida um barulho de cavalo, quando olhamos para lado vimos um cavalo preto, com um homem magro, quase esquelético, com uma barba grisalha, um chapéu de palha e seu rosto era estranho, me arrepio até de lembrar, tinha um corte enorme que ia da testa até o queixo. Nossa, ficamos paralisados, ele nos encarrou e virou o rosto olhando na direção de uma árvore e disse “te pego seu escravo maldito”, depois disso saímos correndo sem olhar para trás...

Chegamos branco e gritando na casa, todos foram correndo pra fora ver o que era e  perguntaram o que havia ocorrido. Contamos tudo para eles, que falaram que era imaginação e tal. Já a cozinheira que nos contou falou que era o Carrasco do Mato, e que nós tivemos muita sorte dele não fazer nada com a gente.

Depois disso fico com medo toda vez que vou pra fazenda. Tenho muito medo, e depois íamos pra lá só nos dias das festividades e não ficamos lá mais que uma semana.

História assombrada enviada por Isabela O.

* Minha História Assombrada trás para você relatos assustadores vividos por usuário do site AssombradO.com.br e Sobrenatural.Org - Veja com estes relatos que o mundo sobrenatural está a nossa volta e pode acontecer algo estranho com qualquer um! Tem algum caso e deseja que ele seja publicado? Clique aqui. Toda quarta-feira as histórias aprovadas são publicadas!

Inscreva-se no canal clicando no botão abaixo:
.
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar os novos vídeos que for lançando. Eles são lançados primeiro lá, depois que vem pra cá :) Basta clicar neste link: http://goo.gl/CWAIes
Comentários