8 de setembro de 2014

Atlântida (Um dos Maiores Mistérios do Mundo!)

Um dos maiores mistérios do mundo é Atlântida. Será que existiu mesmo uma civilização mais de 10.000 anos atrás e que foi destruída em "um dia e uma noite"? Se sim, onde ela ficava e o que causou sua destruição?

Não quer ler? No final tem um vídeo onde falo sobre o assunto...

Atlântida é uma lendária ilha ou continente localizada em algum lugar do oceano Atlântico. Seria um povo evoluído, uma potência, e teriam dominado povos através da conquista e colonização, por toda a bacia atlântica e, mais além, até as ilhas da costa do Mediterrâneo. Algumas dessas regiões, segundo estudiosos, são Baalbeck (Líbano), Jerusalém (Israel) e Tiwanaku (Bolívia) onde estão construídos lugares com megálitos incríveis.

O interesse em Atlântida foi reacendido com os diálogos no qual Platão nos dá uma descrição detalhada da Atlântida e que foi destruída "em dia e uma noite". O que restou foram colônias isoladas nos continentes circunvizinhos, as quais resultaram nas civilizações que consideramos os primórdios da história.

Os livros que dera, origem a tudo: Timeu e Críticas

Quer comprar esse livro?
Tenho ele disponível na
minha loja. Clique!
Embora muitas culturas falem que existiu um civilização milhares de anos atrás muito avançada tecnologicamente e espiritualmente, mas que foi subitamente destruída, foi Platão, filósofo grego que foi uma das fontes intelectuais da civilização ocidental, que fez a história bombar.

Platão deixou em seus diálogos Crítias e Timeu, escritos no ano 360 a.C., uma descrição tão convincente da Atlântida que nos leva a duvidar de que a informação por ele transmitida pudesse ser apenas produto de sua imaginação, e não a descrição de uma terra que realmente existiu.

Platão descreveu Atlântida como uma cidade altamente avançada, contornada com paredes circulares. Existe a descrição de enormes palácios para reis e até que possuía forças navais enormes que foram usadas para conquistar outras partes do mundo.

No diálogo Crítias, Platão diz que Atlântida era uma ilha que pertencia a Poseidon, deus dos mares. No centro da ilha, vivia uma jovem, Clito, por quem Poseidon se apaixonou, mas para poder habitar o mesmo lugar que o de sua amante, o deus ergueu colunas e muros feitos de água em volta da casa de Clito. O que pode ter originado a lenda de Atlântida ser uma cidade submersa, além disso, Poseidon teria tido com Clito cinco pares de gêmeos, sendo o primeiro a nascer, Atlas, a quem seu pai, posteriormente, concedeu a supremacia da ilha, já que ele havia dividido-a entre seus dez filhos. Daí o nome Atlântida.

Segundo Platão, o poderoso império da Atlântida desapareceu de repente em meio a uma guerra com Atenas, quando a ilha ou ilhas centrais, "numa noite e num dia terríveis", submergiram no oceano de nome derivado do seu. Desde então, há 11.500 anos, esse império se encontra no fundo do oceano, perdido e quase esquecido...



Descrição de como seria a cidade central de Atlântida.


O que Destruiu Atlântida?

- Inundada: De acordo com estudos, a destruição de Atlântida ocorreu aproximadamente entre 11.500 a 10.900 anos atrás, quando o Sistema Solar estava no signo de Leão e está registrado nos livros sagrados de todas as culturas do mundo.

Essa época coincide com o fim do período geológico chamada Pleistoceno, que foi marcado pela era das glaciações do planeta. Há 11.500 anos atrás a última glaciação terminou e o gelo começou a derreter, o que durou anos, fazendo o nível dos oceanos subir ao menos 130 metros e sepultar não só o continente/ilha de Atlântida, mas muitas outras civilizações.

- Bombas Atômicas: A descrição de Platão diz que Atlântica sucumbiu em um dia e uma noite. Muitos estudiosos dizem que pode ser por ataque nuclear, seu próprio povo se autodestruiu...

- Subiu aos Céus: Outros, como Giorgio Tsoukalos, defendem que Atlântida era uma gigantesca nave espacial que simplesmente um dia decidiu voltar para o espaço e decolou!

- Gelo Acumulado: Na década de 1960, o professor Charles Hapgood, tentando entender como ocorreram as eras glaciais, propôs a teoria de que o gelo que se acumula nas calotas polares provocaria um peso suficiente para que o polo terrestre se deslocasse sobre a superfície da Terra, carregando outro continente para o polo e causando uma era glacial nesse lugar. Segundo essa teoria, uma parte dos Estados Unidos já teria se tornado o polo norte e a Antártida já teria se localizado mais acima no Oceano Atlântico, entre a Argentina e a África. Se valendo dessa teoria, o polêmico jornalista britânico Graham Hancock propôs que o continente perdido de Atlântida seria, nada mais, do que a Antártida antes do último período glacial, quando estaria mais alta no Oceâno Atlântico, e as cidades Atlântidas, por sua vez, estariam embaixo de grossa camada de gelo, tornando impossível sua investigação arqueológica.

- Castigo Divino: Na corrente esotérica, Atlântida começou a ruir quando os atlantes começaram a dar mais valor ao material que o espiritual. Deus então ficou bravo e destruiu o lugar.



Mas afinal, Onde Está Atlântida?

Vixi assombrados, agora fica complicado. Tem tantos livros e estudos indicando um possivel local que deixa tudo confuso. Mas uma coisa eu garanto: Atlântida está em algum lugar do oceano Atlântico!

De acordo com a descrição de Platão, a Atlântida estava localizada "na frente das Colunas de Hércules", que é o Estreito de Gibraltar, entre Espanha e Marrocos, que separa o Mar Mediterrâneo do oceano Atlântico.

Estudos sugerem que o continente perdido esteja no centro do Oceano Atlântico, entre a Espanha, norte da África e o Caribe. Esse local era o ideal para se viver a 13.000 anos atrás, em plena era Glacial, pois a 35º ao norte do Equador e 35º ao sul, o clima era tropical. Fora desses paralelos, era muito frio para se viver.

Existem ruínas nos 2 lados do oceano Atlântico:

Ao sudoeste da Ilha da Madeira: Alguns teóricos sugerem que Atlântida seria uma ilha sobre a Dorsal Oceânica que teria sido destruída por movimentos bruscos da crosta terrestre naquele local. Essa teoria baseia-se em supostas coincidências, como a construção de templos em forma de pirâmide na América, semelhantes às pirâmides do Egito, fato que poderia ser explicado com a existência de um povo no meio do oceano que separa estas civilizações, suficientemente avançado tecnologicamente para navegar até à África e à América para disseminar os seus conhecimentos. Esta posição geográfica explicaria a ausência concreta de vestígios arqueológicos sobre este povo. No Google Earth podemos encontrar em 31º30'39.44"N 24º29'13.84"W um esqueleto da qual poderia ser Atlântida a 700 km a sudoeste da Ilha da Madeira.




- Caribe: Em 2000 Paul Weinzweig e Pauline Zalitzki descobriram as ruínas submersas de uma antiga cidade na costa de Cuba, na região do Triângulo das Bermudas. No passado distante a região era terra seca e conectada com a Península do Yucatan, no México, mas agora só a ilha de Cuba permanece acima da linha d’água. A antiga cidade esta a 600 metros abaixo do oceano e tem 80 estruturas feitas de pedras, colocadas uma sobre as outras.

Usando um submarino robô, confirmaram que ruínas de uma cidade gigantesca existe no fundo do oceano. O local da antiga cidade – que inclui várias esfinges e pelo menos quatro pirâmides gigantes, além de outras estruturas , surpreendentemente fica dentro dos limites do lendário “Triângulo das Bermudas”.

De acordo com um relatório da Arclein da Terra Forming Terra, denominado de Cuban Subsea Pyramid Complex, as evidências apontam para a cidade ter sido simultaneamente inundada com a subida das águas e pelo afundamento de terras sob o mar. Isso se correlaciona exatamente como relatado na lenda de Atlântida.

A prova de que a ilha de Cuba é o vestígio de uma cultura outrora poderosa é suportado pela descoberta de Zalitzki na ilha de símbolos extremamente antigos e pictogramas idênticos aos observados nas estruturas subaquáticas. Usando submersíveis de exploração, eles descobriram estruturas piramidais incrivelmente enormes e muito semelhantes (mas maiores do que) as pirâmides de Gizé, no Egito. Eles estimam que as pirâmides de Atlantis são construídas com pedras pesando centenas de toneladas.

Representação do que encontraram a 600 metros de profundidade. Estruturas naturais?

Um robô submarino foi enviado ao local e fez várias imagens. Aqui vemos uma parte arredondada.

Um maciço bloco de pedra com ângulo com em 90 graus

Forma piramidal encontrar pelo robô submarino

Imagens enviadas pelo sonar do robô submarino

Abaixo está um trecho do documentário Mundos Aquáticos da série Alienígenas do Passado que mostra as misteriosas estruturas descobertas perto de Cuba (Está em inglês. Mesmo que não entenda, dê play para ver as imagens...)

.
Os Egípcios são na Verdade Atlantes?

Série "O Olho de Hórus" liga os
egípcios aos atlantes
Lembra que no início eu escrevi que os Atlantes conquistaram e colonizaram diversos locais no planeta, e que alguns deles são Baalbeck, Jerusalem e Tiwanaku? Então, com a destruição da Atlântida, esses locais foram libertados e depois conquistados por outros povos ou mesmo abandonados.

Só que segundo uma corrente de estudo, os atlantes fundaram o Egito, chamando inicialmente de Zepi-Tepi! Isso mesmo, os egípcios podem ter sangue atlante correndo nas veias. Leia abaixo a introdução da série "O Olho de Hórus", que em 10 episódios tenta provar esse ponto de vista:

O estudo das constelações os revelou que a humanidade era uma união vivente entre o céu e a terra, e que as estrelas e os sóis o influenciavam formando as estações, ciclos e ritmos. Sábios sacerdotes de Atlântida descobriram que o planeta estava nos seus momentos finais de um destes ciclos. Avisaram a população desta tragédia, mas foram ignorados. Sem o apoio da população, construíram alguns barcos fechado de todos os lados e protegeram com campos eletromagnéticos de forças que podiam penetrar e dissolver a matéria. Comandados pelo sumo sacerdote Chiquitet Arelich Vomalites, subiram a bordo com suas famílias, alguns instrumentos, animais domésticos e afastaram-se de Atlântida. 

O planeta estremeceu, o céu derreteu e as águas arrasaram os continentes, apagando quase todos os rastros de sua civilização.  Quando se recuperou o equilíbrio, os sacerdotes sobreviventes ao cataclismo, desembarcaram no centro da superfície terrestre, num lugar onde sabiam que tinha forças telúricas do planeta. Esperavam utilizar estas forças para dar impulso ao pensamento do homem, construindo maciças formas piramidais que ressoavam, concentravam e transformavam a vibração fundamental em energia. Seres muito avançados espiritualmente, que tinham um conceito de progresso que não estava baseado em aquisições materiais, mas em encontrar a paz e harmonia interior, transformando o limitado homem animal num super-homem.

Estes sacerdotes no momento o chamaram de Zep-Tepi: Tempo novo, virão ressurgir das águas um oásis estreito e longo, um local fértil, criado pelo deserto protetor ao longo de um rio, chamaram-na de Egito, a terra que emerge das águas, o país de um único rio, o nilo, com as melhores condições para gerar uma civilização. Ergueram templos, e neles concentraram o conhecimento, o poder, a riqueza material e espiritual.

Ficou curioso e quer saber mais? Tenho a série completa publicada aqui no AssombradO.com.br. Clique aqui!

Evidencias apontam que as pirâmides e a esfinge são mais antigos que a ciência moderna sugere. Na verdade, as pirâmides foram feitas pelos atlantes sobreviventes a catástrofe!

As 7 Leis Fundamentais do Universo

Série "A Conexão Atlante" fala
como era Atlântida e seus habitantes
Existe uma outra série, muito interessante chamada "A Conexão Atlante", com 5 episódios que fala nos pormenores sobre Atlântida. Eu assisti boa parte para escrever esse texto e notei que os produtores focavam que os atlantes eram um povo muito evoluído espiritualmente (mais tarde se perderam) e que isso foi possível por usando sua intuição, os atlantes descobriram que o Universo funciona regido por 7 leis fundamentais. O cumprimento absoluto e eterno dessas leis permite que seu funcionamento seja perfeito

O propósito das 7 leis é reger a criação e organização do Universo. Elas organizam as consciências que descendem de Deus para a matéria, com o objetivo de viver experiencias que permitam obter sabedoria, compreensão sobre o Universo e paz causada pelo amor. São aplicadas a tudo que se manifesta, a tudo que foi gerado, tudo que existe em todos os níveis, vibrações e realidades. Tudo que se manifesta em todos os mundos, no físico e espiritual. Ao conhecer as 7 leis e verificar que se aplicam a tudo que se faz, que se pensa, se sente e se imagina, compreende-se como funciona o Universo, para que estamos aqui e para onde estamos seguindo.

As 7 leis tem uma estrutura hierárquica piramidal. Quanto mais alta a lei estiver na pirâmide, maior quantidade de informação contem e por isso as leis superiores atuam sobre as inferiores.

Estão divididas em 3 grupos fundamentais: Inferno, Evolução e Céu




Inferno: 3 leis regem a parte inferior ou "inferno" da vida. Quando mais baixo estiver a lei na pirâmide evolutiva, mais baixo vai vibrar, mais processos tem de viver, mais sumersos a matéria e as paixões, mais rodeado de sofrimento e ignorância.

Natureza: A lei da Natureza organiza o corpo físico e seus processos intuitivos para que ao funcionar perfeitamente posso contem uma consciência que evolui eternamente.

Harmonia: A lei da harmonia rege as margens do desequilíbrio necessário para que tudo se organiza e exista durante um tempo e depois mude para gerar outro processo

Correspondência: A lei da correspondência determina a duração das experiencias, o local onde são produzidas, os limites entre os processos simultâneos de diferentes indivíduos. Determina quando a consciencia está suficientemente madura para subir de nível.

Evolução: Entre a parte inferior e superior está a lei da Evolução. A Lei da evolução determina a ordem e a evolução dos processos que a consciência está submetida, ou seja, determina o destino, determina os erros que existem para se aprender.

Céu: 3 leis regem a parte superior ou "céu" da vida.

Polaridade: A lei da polaridade rege a relação e o movimento masculino e feminino e todas as forças opostas para gerar a criação;

Manifestação: A lei da manifestação diz que todas as coisas criadas devem existir primeiramente na mente de Deus. Essa lei determina a passagem dessas idéias intangíveis para que se manifestem no universo tangível.

Amor: A lei do amor dá origem a todas as outras leis e tem toda a informação do Universo codificada para levar a consciência a compreensão de que tudo acontece por amor

Para saber mais, recomendo assistir a série "A Conexão Atlante"

Lenda ou não, o fato é que Atlântida vai continuar fazendo muita cabeça ferver na busca de resolver o mistério...

.
Fontes (acessadas em 03/09/2014): 
- Livro: Atlântida, o Oitavo Continente - Charles Berlitz
- Livro Timeu e Crítias ou A Atlântida - Platão
- Livro Tiahuanaco
- Documentário Alienígenas do Passado: Mundos Aquáticos
- Série O Olho de Hórus (Episódio 1)
- Série A Conexão Atlante (Episódios 1 e 2)
- Wikipedia.pt: Atlântida
- Thoth3126: Atlântida, ruínas teriam sido encontradas na costa de Cuba
- Wikipedia.pt: Pleistoceno
Comentários